PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

Lopes de Siqueira

Aportes à Genealogia Paulistana

(atualizado em 05-março-2017)

 

 

Regina Junqueira

Bartyra Sette

 

 

O duplo apelido desta família veio de Portugal com João Lopes de Siqueira, nascido no lugar de Crestuma, Vila Nova de Gaia Bispado do Porto. Era filho de Pedro Lopes de Siqueira e Agostinha da Silva.

 

Ascendência de

João Lopes de Siqueira

 

Chegado ao Brasil nas primeiras décadas do século XVIII, casou em 14-06-1736 na capela de Santo Antonio do Rio das Mortes, filial da matriz de S. João del Rei-MG, com Ana da Fonseca Coutinho.

Matriz N. Sra do Pilar de S. João del Rei e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 14-06-1736 João Lopes de Siqueira, da freg. Santa Marinha Bispado do Porto, f.l. Pedro Lopes de Siqueira e Agostinha da Silva = cc Ana da Fonseca Coutinho, desta, f.l. Feliciano da Silva Coutinho e Maria Portes, test.: Padre João Ferreira e Antonio de Miranda Carneiro.

Ana nasceu em São João del Rei onde foi batizada na Matriz de Nossa Senhora do Pilar, filha de Feliciano da Silva Coutinho e de Maria Portes Del Rei, neta materna de Izabel da Fonseca Pinto e seu primeiro marido João Portes del Rei; família “Costa Manso – Portes del Rei“ e S.L. 5º, 181, 3-1 e SL. 6, 86, 2-7.

 

João Lopes de Siqueira e Ana da Fonseca redigiram testamento conjunto em São João del Rei aos 11-11-1751, onde ambos declararam sua naturalidade e filiação. Esse testamento foi aberto aos 10-04-1767, por ocasião do falecimento de João.

 

Foram proprietários de terras e lavras minerais nas margens do Rio Grande, onde residiam. Em 1783 Ana vivia na paragem deste rio chamada “A Escuta”.

 

Ana ditou novo testamento aos 03-07-1785 na Fazenda do Amaral onde residia seu genro Salvador de Freitas de Oliveira e vários de seus descendentes. Morreu alguns dias depois e seu testamento foi aberto no dia sete do mesmo mês e ano.

 

João e Ana tiveram 14 filhos conforme seus inventários e testamentos (neste site):

- Antonio, batizado em 30-05-1737. Provavelmente falecido antes do nascimento do irmão abaixo citado.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 30-05-1737 na capela do Rio Grande, Antonio, f.l. João Lopes de Siqueira e Ana de Afonseca, padr.: João Antonio Cabral Camelo,  morador na vila de S. João del Rei e Branca Teresa, moradora no Rio Grande, ambos solteiros.

Cap  1º - João Lopes de Siqueira

Cap  2º - José Lopes de Siqueira

Cap  3º - Manoel Lopes de Siqueira

Cap  4º - Francisco Lopes de Siqueira

Cap  5º - Mathias Lopes de Siqueira ou Gonçalves Moinhos

Cap  6º - Antonio Lopes de Siqueira

Cap  7º - Maria Lopes de Siqueira

Cap  8º - Joaquim Lopes de Siqueira

Cap  9º - Salvador Lopes de Siqueira

Cap 10º - Escolástica Lopes de Siqueira

Cap 11º - Bento Lopes de Siqueira

Cap 12º - Ana Lopes de Siqueira

Cap 13º - Simão Lopes de Siqueira

Cap 14º - Joaquina Lopes de Siqueira

 

João Lopes de Siqueira, alem da geração legítima, teve a filha natural q.d.:

 

1n Maria Lopes de Siqueira filha de Maria, preta angola. Casou com Tomé Gomes Figueira, natural da vila de Cascais Patriarcado de Lisboa, filho de Antonio Gonçalves e de Felicia Figueira. Tomé já era falecido em 1761 (casamento da filha Felícia). Foram pais de, q.d.:

1n-1 Dâmaso, batizado em S. João del Rei em 21-12-1736.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 21-12-1736 cap. N. Sra da Conceição da Barra freg. S. João del Rei com licença, Damaso, f.l. Tome Gomes e Maria Lopes moradores no Tejuco, padr.: João Lopes de Sequeira e Ana da Fonseca Coutinha, moradores no Tejuco.

1n-2 Felícia Figueira natural de Carrancas onde aos 22-04-1761 casou com Salvador Cardoso de Paiva, natural de Barbacena-MG e filho de Vitorino de Aveiro de Paiva e Rosa Maria de Barros. Rosa, viúva, faleceu em Barbarcena aos 18-03-1759.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 22-04-1761 Salvador Cardoso de Paiva, n. de N. Sra da Piedade da Borda do Campo, f.l. Victorino de Paiva já defunto e Rosa Maria de Barros; = cc. Felicia Figueira, n. desta, f.l. de Tome Gomes Figueira, já defunto e Maria Lopes de Siqueira; todos moradores desta.

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Piedade (Barbacena-MG) aos 18-03-1759 fal. Rosa Maria de Barros mulher que foi do finado Vitorino de Aveiro de Paiva. Sepultada nesta matriz

1n-3 Josefa, batizada em Carrancas em 19-10-1739.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 19-10-1739 Josefa, f.l. Tome Gomes e Maria Lopes de Siqueira, padr.: Jose Vieira, viuvo e Maria Leme, casada.

1n-4 Ana, em 02-08-1744.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 02-08-1744 cap. Rio Grande, Ana, f.l. Tome Gomes Figueira e Maria Lopes de Sequeira moradores no Tijuco desta freguezia, padr.: Miguel Pires Barreto e Joana Leme, mulher de Antonio Alves moradores no pau da bandeira desta freguesia.

1n-5 Luiz, em maio de 1747.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 11?-05-1747 cap. Rio Grande, Luiz n. aos 29-04, f.l. Tome Gomes Figueira e Maria Lopes de Siqueira, padr.: João da Silva Portella, solteiro filho de Pedro da Silva Portella, e Rita(?) Maria de Jesus, solteira filha de Luiz Marques das Neves.

1n-6 Antonio, em 25-04-1753.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 25-04-1753 Antonio n. aos 08, f.l. Tome Gomes Figueira n. da vila de Cascais freg. de N. Sra da Assunção da Pedreira Patriarcado de Lisboa e Maria Lopes de Siqueira n. desta freguesia, np Antonio Gonçalves e de Felicia Figueira nts e moradores na mesma vila de Cascais, nm João Lopes de Siqueira n. freg. de Crestuma Bispado do Porto e Maria preta, angola. Padr.: Padre João Gomes Salgado e Maria Nogueira do Prado mulher de João Alves, nts desta freguesia.

1n-7 João batizado em 26-05-1755. João Lopes de Siqueira aos 25-10-1789 casou com Joana Vitória da Silva, filha natural de Efigênia Maria da Silva.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 26-05-1755 cap. Porto Real, João n. aos 24-04, f.l. Tome Gomes Figueira n. de Cascais termo de Lisboa e Maria Lopes de Siqueira n. freg. S. João del Rei, np Antonio Gonçalves e Felicia Figueira moradores na mesma vila de Cascais, maternos João Lopes de Siqueira n. de Crestuma Bispado do Porto e Maria preta de nação mogozo, padr.: João, solteiro filho de João Lopes de Siqueira, e Josefa solteira filha de Maria Lopes, viuva.

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, aos 25-10-1789 João Lopes de Siqueira, da freg. das Lavras, f.l. Tome Gomes Figueira e Maria Lopes de Siqueira = cc Joana Vitoria da Silva, desta, f. natural Efigenia Maria da Silva. Test.: Lic. Paulo Jose Rodrigues e Sarg. Mor Manoel da Matta Reis.

 

João e Joana Vitória tiveram, q.d.:

1n-7-1 Teodosio Lopes de Siqueira, batizado em 18-07-1797. Aos 18-05-1819 casou com Genoveva Cândida de Souza, da freguesia das Lavras, filha de Antonio Luiz da Silva e Ana Maria.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, Teodosio aos 18-07-1797, padr.: Domingos Gomes Fernandes, solteiro e Rita Inacia de Araujo, casada.

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra da Conceição da Barra aos 18-05-1819 Teodosio Lopes de Siqueira, desta, f.l. João Lopes de Siqueira e Joana Vitoria da Silva = cc Genoveva Candida de Souza, da freg. Lavras, f.l. Antonio Luiz da Silva e Ana Maria. Test.: Alf. Jose Antonio de Barros e Manoel Mendes de Souza.

 

         Genoveva faleceu em Conceição da Barra e foisepultada em fevereiro de 1849:

Cassiteria, MG. Em fevereiro de 1849 foi sepultada no cemiterio desta Matriz de Nossa Senhora da Conceição da Barra Genovefa Candida de Souza mulher de Theodoro Lopes de Siqueira, que faleceu de molestia interna, e com todos os sacramentos, e foi encomendada pelo Rev.o Vigr.o João Pedro dos Santos, e por não apparecer o assento, informado delle por pessoas fide dignas o lacei aqui para a todo o sempre constar. Conc.am da Barra, 26 de Agosto de 1851. O Vigr.o Laureanno Ant.o do Sacram.to (pesq. Silvia Buttros).

1n7-2 Joana Vitória (ou Vitorina) da Silva, batizada em 21-08-1800. Aos 3-04-1822 casou com Venâncio Antonio de Mendonça, batizado em 27-05-1799, filho de Antonio Furtado de Mendonça e Maria Rodarigues Teixeira.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, aos 21-08-1800 Joana, f.l. João Lopes de Siqueira e Joana Vitoria da Silva, pardos, padr.: João Gonçalves Rodrigues e Maria Barbosa.

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, aos 30-04-1822 Venancio Antonio de Mendonça, desta, f.l. Antonio Furtado de Mendonça e Maria Rodrigues Teixeira = cc Joana Vitorina da Silva, desta, f.l. João Lopes de Siqueira e Joana Vitoria da Silva, Test.: Francisco da Silva Couto e Jose Dias da Trindade.

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra da Piedade do Rio Grande aos 27-05-1799 Venancio, f.l. Antonio Furtado de Mendonça e Maria Rodrigues Teixeira, padr.: Jose Teixeira de Carvalho.

 

Entre os filhos de Joana e Venâncio, batizados em S. João del Rei:

1n7-2-1 Vicente aos 24-02-1823, padr.: João Lopes de Siqueira e Ana Vitoria.

1n7-2-2 Carolina aos 29-12-1825, padr.: Cap. Jose Moreira eda Rocha por pp ao Alf. Francisco Bernardo de Souza, e Joana, casada.

1n7-2-3 Maria aos 21-10-1829, padr.: Ajudante Jacinto Ferreira Fontes,, casado e D. Joana Inacia da Costa, casada.

 

 

 

Cap 1º - João Lopes de Siqueira

 

Batizado em 11-05-1739. Falecido antes de sua mãe, aparentemente sem geração.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 11-05-1739 capela Sto Antonio do Rio das Mortes freguesia de S. João del Rei, João, f.l. João Lopes de Siqueira e Ana d'Afonseca Coutinho desta freguesia, padr.: Feliciano da Silva Coutinho e s/m Maria Portes da freguesia de S. João del Rei.

 

Cap 2º - José Lopes de Siqueira

 

Com aproximadamente 30 anos em 1767. Faleceu na Fazenda do Amaral onde morava, com inventário aberto por sua mãe aos 06-10-1783 (neste site). Sem geração.

 

 

Cap 3º - Manoel Lopes de Siqueira

 

Com 28 anos mais ou menos em 1767.

 

 

Cap 4º- Francisco Lopes de Siqueira

 

Batizado em 28-05-1744. Na abertura do inventário de seu pai aparece como Francisco da Fonseca Coutinho, no rol da partilha como Francisco Lopes de Siqueira. Em 1786 assina procuração por sua mulher Maria Moreira.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 28-05-1744 na cap. do Rio Grande, Francisco, f.l. Ten. João Lopes de Siqueira e Ana de Afonseca Coutinho, padr.: Licenciado Domingos Alves Teixeira de Miranda morador na freg. da vila de S. João del Rei e Maria Leme da Silva mulher de João Alves Campos desta mesma freguesia.

 

Cap 5º- Mathias Lopes de Siqueira ou Gonçalves Moinhos

(atualizado em 29-março-2016)

 

Mathias Lopes de Siqueira com 26 anos em 1767. Em 1774 estava casado.

Em auto de contas no inventário dos pais, fez uma declaração como Mathias Gonçalves Moinhos, nome que adotou e com o qual aparece em vários documentos.

 “Diz Mathias Gonçalves Moinhos, filho que ficou do Capitão João Lopes de Siqueira (...) que se acha emancipado, casado (...)”

 

Mathias Gonçalves Moinhos, natural de S. João del Rei, casou com Ana Joaquina de Lima, natural de Campanha e filha de Baltazar Gomes Lima e Maria Cardosa, família “Lourenço de Brito Leme.

 

Mathias e Ana Joaquina tiveram filhos batizados em Campanha, q.d.:

 

1- Matias em 07-05-1769.

Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 07-05-1769 matriz, Matias, f.l. Matias Gonçalves Moinhos n. da freg. da vila de S. João del Rei deste bispado e Ana Joaquina de Lima n. desta freguesia, np Cap. João Lopes de Siqueira e Ana da Fonseca Coutinha, maternos Baltazar Gomes Lima e Maria Cardosa os quais foram padrinhos.

2- Luciano, batizado em 15-06-1771.

Batismos - Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 15-06-1771 matriz, Luciano de oito dias, f.l. Matias Gonçalves Moinhos n. da vila de S. João del Rei e Ana Joaquina de Lima n. desta freguesia, np João Lopes de Siqueira e Ana da Fonseca Coutinha, maternos Baltazar Gomes Lima e Maria Cardosa. Padr.: Jose Pimentel ----, e Ana Maria do Espirito Santo mulher de João Alvares Carneiro.

          Luciano Lopes de Siqueira em 1804 requereu dispensa por afinidade ilicita em 2º grau para se casar com Maria Rita de Jesus, filha de José Ferreira de Godoy e Ana Úrsula de Jesus, esta irmã de Miguel Cubas, família “Lopes de Siqueira” Cap. 5º

Processo Matrimonial - Campanha-MG - Livro Misto 1791

Luciano Lopes de Siqueira e Maria Rita de Jesus - 1804

Depoimento dos oradores:

Luciano Lopes de Siqueira, f.l. Matias Lopes de Siqueira e Ana Joaquina de Lima, n/b nesta freg. da Campanha. Que conhece muito bem a Miguel Cubas o qual é tido e havido por irmão de Ana Ursula de Jesus e que desta nasceu a oradora Maria Rita de Jesus e daquele nasceu Maria Teresa. Que ele orador teve acessos criminosos com Maria Teresa - impedimento em 2º grau de afinidade em linha transversal. Teve acessos criminosos com a oradora

Depoimento da oradora aos 27-01-1804: Maria Rita de Jesus, f.l. Jose Ferreira de Godois e Ana Ursula de Jesus, n/b nesta freguesia da Campanha. Que Miguel Cubas sempre foi tido e havido por irmão de Ana Ursula de Jesus, mãe da Oradora. Q de Miguel Cubas nascera Maria Teresa q vem a ser prima da oradora.

Testemunhas: Assentada aos 27-01-1804 nesta vila da Campanha

- Baltazar Gomes Lima, homem branco, casado, n. desta freguesia da Campanha e nela morador onde vive de sua lavoura, 46 anos, tio do habilitando.

-(?)disse ser tio da oradora. O orador é f.l. de Matias Lopes de Siqueira e Ana Joaquina de Lima e a oradora é f.l. de Jose Ferreira de Godois e Ana Ursula de Jesus. Que Miguel Cubas é irmão dele testemunha como tambem irmão de Ana Ursula de Jesus, desta nasceu a oradora e daquele nasceu Maria Teresa .

- Manoel Antonio de Souza, homem branco, solteiro, n/b nesta freguesia onde vive de seu oficio de alfaiate, de idade 23 anos, parente da oradora. (aa) Manoel Antonio de Sza.

 

3- Joaquim Lopes de Siqueira, casado em Campanha em 1798 com Maria Nunes, viúva de José de Souza do Nascimento.

Campanha-MG - casamentos - matriz 27(?)-06-1798 Joaquim Lopes de Siqueira, f.l. de Matias Gonçalves Moinhos e Anna Joaquina de Lima, n/b na vila de S. João del Rei; = Maria Nunes, viuva de Jose de Souza do Nascimento.

4- Domingos Lopes de Siqueira casou aos 09-06-1801 com Maria Joaquina da Conceição, filha de Manoel Teixeira da Silva e Madalena da Luz da Conceição, neta paterna de Francisco Teixeira da Silva e Jeronima Correa, neta materna de João Alves da Costa e Antonia Leme de Siqueira - família “Mateus Fernandes Agostim”.

Campanha-MG - casamentos matriz aos 09-06-1801 Domingos Lopes de Siqueira, f.l. de Mathias Gonçalves Moinhos e de Anna Joaquina de Lima, n/b na freguesia das Lavras do Funil = Maria Thereza da Conceição, f.l. de Manoel Teixeira da Silva e de Madalena da Luz da Conceição, n/b na vila da Campanha.

Domingos e Maria Joaquina tiveram, pelo menos, o filho:

4-1 Amaro, batizado em 10-08-1802.

Campanha, MG Igreja Sto Antonio aos 10-08-1802 na capela de S. Gonçalo bat a Amaro, f. l. Domingos Lopes de Siqueira e Maria da Conceição, foram padrinhos Cap. Amaro Gonçalves Chaves e D. Luiza Teresa mulher do dito.

5- José, batizado aos 03-04-1774.

Lavras, MG Igreja Santana aos 03-04-1774 na capela N Sra da Conceição do Rio Grande bat a Jose, f.l. Matias Gonçalves Moinhos e Ana Joaquina de Lima, padr.: Jose Antonio e s/m Antonia Maria.

6- Domingas Pereira da Fonseca, batizada em 13-08-1777. Aos 17-04-1796 casou com José Correa de Alvarenga, filho de Serafino Correa Bocarro e Catarina Paes de Siqueira, aportes à GP: Pedro Vidal - SL. Iº, 23, 2-3 cc Mecia de Siqueira - SL. IIº, 43-1-13.

Lavras, MG Igreja Santana aos 13-08-1777 na capela N Sra do Porto filial desta freguesia das Carrancas bat a Domingas, f.l. Matias Gonçalves Moinhos e Maria Joaquina de Lima, padr.: o Padre João Pereira de Carvalho e Helena Maria Furtada, casada.

 

Campanha-MG - casamentos - matriz aos 17-04-1796 Joze Correa de Alvarenga, f.l. de Serafino Correa Bocarro e de Catherina Paes de Siqueira, n/b na freguesia de Santa Anna do Sapucai; = Domingas Pereira da Fonseca, f.l. de Matias Gonçalves Moinhos e Anna Joaquina de Lima, n/b Lavras do Funil.

          José e Domingas tiveram os filhos batizados em Santana do Sapucaí, q.d. (pesquisa Silvia Buttros):

6-1 João em 01-11-1797.

Silvianópolis, MG Igreja Santana bat ao 01/Nov/1797, Matriz, João, f. de José Correia de Alvarenga, e de Domingas Pereira. Padrinhos: Manoel Pereira Paixão e sua irmã Ana Pereira de Souza, solteiros.

6-2 Teodora em 17-11-1799.

Silvianópolis, MG Igreja Santana bat aos 17/Nov/1799, Matriz, Teodora, f. de José Correia de Alvarenga e de Domingas Pereira da Fonseca. Padrinhos: Manoel Bicudo de Siqueira e sua mulher Maria Pereira.

6-3 Antonia em 25-07-1802.

Silvianópolis, MG Igreja Santana bat aos 25/Jul/1802, Matriz, Antônia, f. de José Correia de Alvarenga e de Domingas Correia da Fonseca. Padrinhos: o Alferes Silvestre da Costa Lima, casado, e sua mãe D. Antônia Maria de Jesus Lima, viúva.

6-4 José em 28-01-1805.

Silvianópolis, MG Igreja Santana aos 28-01-1805 nesta igreja matriz bat a Jose, de quinze dias, f. de Jose Correa de Alvarenga e s/m Domingas Pereira de Affonseca. Padrinhos Antonio Ferreira Martin, assitente em S. Gonçalo e Caetana Donata de São José, casada desta freguesia.

6-5 Maria em 08-08-1813.

Silvianópolis, MG Igreja Santana aos 08-08-1813 nesta matriz bat a Maria, de quinze dias, f. de Jose Correa de Alvarenga e Domingas Pereira da Fonseca. Padr.: Francisco Gonçalves da Cunha e Escolastica Pinheira Cardoza.

6-6 Francisca em 21-01-1816.

Silvianópolis, MG Igreja Santana aos 21-01-1816 nesta matriz bat a Francisca de oito dias, f. de Jose Correa de Alvarenga e Domingas Pereira da Fonseca. Padr.: Eugenia Maria de Jesus e Felix Pereira de Moraes.

 

7- Francisca, batizada em São João del Rei aos 07-02-1785.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei, MG e capelas filiadas aos 07-02-1785 na capela de N. Sra de Nazaré bat a Francisca, f.l. de Matias Lopes Siqueira e Ana Joaquina de Lima, foram padrinhos Jose Marques do Valle e Ana Francisca Rios Alexandrina mulher do Alf. Manoel Jose Godinho, todos desta freguesia.

8- Ana Francisca Alexandrina, batizada em São João del Rei. Em Campanha aos 05-02-1800 casou com Antonio Ferreira Martins, natural de Aiuruoca, filho natural de Teresa de Souza. Com geração em Aiuruoca.

Campanha, MG Igreja Sto Antonio [a margem: Anto Ferr.ª e Ana Joaq.na] aos 05-02-1800 nesta matriz se receberam Antonio Ferreira Martins, filho natural de Teresa de Souza, n/b na freguesia da Aiuruoca deste bispado = E Ana Francisca, f.l. de Mathias Gonçalves Moinhos e Ana Joaquina, n/b na freguesia da vila de S. João del Rei do mesmo bispado e moradores nesta da Campanha.

Entre os filhos do casal, batizados na Campanha:

8-1 Maria batizada em 20-04-1801.

Campanha, MG Igreja Sto Antonio Lv. Suplementos no ano de 1801 aos 20 de abril bat a Maria, f.l. de Antonio Ferreira Miz e Ana Francisca Alexandrina. Foram padrinhos Antonio Luiz Affonso e Rita Ferreira Miz; e por não aparecer este assento, informado de Francisco Barbosa Sandoval o lancei aqui para todo tempo constar.

 

 

Cap. 7º- Maria Lopes de Siqueira

(atualizado em 05-outubro-2010)

 

Maria nasceu e foi batizada em Santana das Lavras do Funil. Casou aos 21-07-1766 na Capela de Santo Antonio do Rio das Mortes com Salvador de Freitas de Oliveira, natural de São Paulo, filho de João de Macedo de Oliveira e Maria Pedrosa de Almeida..

Matriz de Nossa Senhora do Pilar– Casamentos - Capela de Santo Antonio do Rio das Mortes

Aos 21-07-1766  se receberam por palavras de presente Salvador de Freytas de Oliveira, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Bispado de SP, filho legitimo de João de Macedo de Oliveira e Maria Pedrosa de Almeida = Maria Lopes de Siqueira, natural e batizada em Santa Anna das Lavras do Funil, filha legitima de João Lopes de Siqueira e Anna de Affonseca

 

Em 1785 Salvador morava na fazenda do Amaral onde hospedava sua sogra, muito doente, de quem foi inventariante.

 

Tiveram ao menos:

1- Margarida Joaquina de Oliveira, legatária da avó materna, de quem recebeu “uma crioulinha por nome Brizida”. Casou aos 02-03-1782 na Matriz de N Sra do Pilar com Francisco José da Silva, filho do Capitão Vicente Ferreira da Silva e Ana Maria de Araújo. Geração na família “Vicente Ferreira da Silva”.

 

2- Marcelino, batizado aos 04-04-1769,  afilhado e legatário da avó materna. Marcelino José de Freitas aos 17-10-1797 casou com Leonor Rosa de Santiago, filha de Francisco Nunes da Costa e Francisca Rosa de Nazaré, família “Paes Godoy dos Passos”.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 04-04-1769 Marcelino, f.l. Salvador de Freitas Oliveira e Maria Lopes de Siqueira, np João Macedo de Oliveira e Maria Pedroso de Moraes, nm Cap. João Lopes de Siqueira e D. Ana Fonseca Coutinho, padr.: Manoel Pereira Penela e D. Ana Fonseca Coutinho

 

SJDRei, aos 17-10-1797 Capela S. Antonio do Rio das Mortes, Marcelino Joze de Freitas, f.l. Salvador de Freitas de Oliveira e Maria Lopes de Siqueira; = cc. Leonor Roza de S. Thiago, f.l. Francisco Nunes da Costa e Francisca Roza de Nazareth. Nts/bts nesta freguesia

Pais de, q.d.:

2-1 José, batizado em 24-09-1798.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 24-09-1798 Jose, f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago, padr.: Padre Isidoro Correa Carvalho e Maria Lopes de Siqueira.

2-2 Ana Joaquina de Oliveira, batizada aos 23-03-1800. Aos 26-07-1814 casou com Antonio Joaquim da Silva, natural de Lavras, filho Manoel Lopes da Silva e Francisca Maria de Jesus, família “João Alves Campos e Maria Leme da Silva”.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 23-03-1800 Ana, f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago, padr.: Alf. Francisco Jose da Silva e Francisca Rosa de Nazare.

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 26-07-1814 Antonio Joaquim da Silva, da freg. de Lavras, f.l. Manoel Lopes da Silva e Francisca Maria de Jesus = cc Ana Joaquina de Oliveira, desta freg., f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago. Test.: João Correa Carvalho e Francisco Correa Neto.

2-3 Mariana, batizada em 04-04-1802.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 04-04-1802 Mariana, f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago, padr.: Francisco Antonio da Costa e Margarida Joaquina de Oliveira.

2-4 Marcelino em 12-07-1804

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, aos 12-07-1804 Marcelino, f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago, padr.: Antonio Moreira e Francisca Maria da Encarnação, casada.

2-5 Esméria, em 23-12-1805.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. S. Miguel do Cajuru aos 23-12-1805 Esmeria, f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago, da aplicação de Sto Antonio do Rio das Mortes, padr.: João Batista Barroso e s/m Izabel Teresa de Jesus.

2-6 Francisco, em 30-04-1815

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Rio das Mortes aos 30-04-1815 Francisco, f.l. Marcelino Jose de Freitas e Leonor Rosa Santiago, padr.: Alf. Francisco Correa Neto e D. Francisca Dorotea da Costa.

 

 

 

Cap 9º - Salvador Lopes de Siqueira,

 

Batizado em Carrancas em 26-05-1755. Em 1774 vivia em companhia de sua mãe. Já falecido em 1785, sua mãe herdou ao menos parte de seus bens, o que sugere que não deixou herdeiros necessários.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 26-05-1755 cap. Porto Real sub conditione por ter sido batizado com necessidade por Manoel Gomes Pereira, a Salvador n. aos 25-08-1754, f.l. João Lopes de Siqueira n. de Crestuma Bispado do Porto e D. Ana de Afonceca Coutinho n. freg. S. João del Rei, np Pedro Lopes de Siqueira e Agostinha da Silva moradores na mesma freguesia de Crestuma, materno de Feliciano da Silva Coutinho n. freg. S. Salvador do Campo do Arc. Braga e Maria Portes del Rei n. da vila de Mogi Bispado de S. Paulo, padr.: Manoel Gomes Pereira

 

Cap. 12º - Ana Lopes de Siqueira

 

Ana casou aos 06-10-1777 na capela de Santo Antonio do Rio das Mortes com Manoel Ribeiro da Silva, filho de Francisco Ribeiro e Antonia da Silva de Jesus. Mais informações sobre o casal e seus filhos na família “Os Ribeiro da Silva de Baependí, neste site.

 

 

_________________________________________________________________________________________________

 

Ascendência de

João Lopes de Siqueira

 

 

Vinícius da Mata Oliveira

 

1- João Lopes de Siqueira era natural da freguesia do lugar da Areia, na freguesia de Crestuma, concelho de Vila Nova de Gaia, onde nasceu aos 09 de abril de 1699, e foi batizado aos 14 do mesmo mês.

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. João fº de Pedro Lopes e de sua mulher Agostinha da Silva nasceu aos 09-04-1699 e foi batizado aos 14 do mesmo, foram padrinhos o Reverendo João Vieira Coutinho R.tor da Igr.ja de Sandim e Águeda de Aguiar mulher de Cristóvão F.rra, t.as o Pe. Luís de Souza e Sebastião Lopes da Areia.

 

PAIS

 

2- Pedro Lopes de Siqueira, natural do mesmo lugar da Areia, foi batizado em 04 de novembro de 1663. Fez as obrigações pela alma de sua mãe, faleceu em 16 de setembro de 1730

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. fº de Pº Lopes e de sua m.er Mª Rosária foi batizado pelo Pe. Roque Barbosa em os 04-11-1663, foram padrinhos eu e Mª A.lz moradora nos ___ da Cidade do Porto passa verdade dia mês e ano ut supra. O Pe. M.el V.ra.

 

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Aos 16-09-1730 faleceu de vida presente Pedro Lopes viúvo do lugar da Areia deste freguesia de Crestuma onde era freguês da idade de 75 anos pouco mais ou menos, com todos os sacramentos e foi sepultado dentro da Igreja da dita freguesia, não fez testamento e seu genro João do Couto é seu obrigado por lhe ficarem todos os seus bens, e terços da fazenda, e disse ele que Manoel Gonçalves Teixeira lhe devia uma dívida da qual tinha sentença e queria que tudo o que ela restasse o pároco desta freguesia convertesse em missas por sua alma e da quantia dela lhe ___ 120 por lhes dever e isto disse em minha presença e de seu genro e filha que ambos disseram que consentiam e a filha de Manoel Vieira chamada Josefa estava presente e por verdade fiz este assento que assinei era ut supra. O Pároco Manoel de Souza Coelho.

 

3- Agostinha da Silva, nascida por volta de 1657, faleceu em 09 de agosto de 1717

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Aos 09-08-1717 faleceu de vida presente Agostinha da Silva m.er de Pº Lopes do lugar da Areia desta freguesia de Crestuma e seria da idade de 60 anos pouco mais ou menos recebeu o sacramento da absolvição, e na mesma doença recebeu a extrema unção, e não recebeu o sacramento da eucaristia por estar deliriada não fez testamento, seu marido determina fazer-lhe os ofícios de dez padres cada um foi enterrada dentro desta dita Igreja e por ser tudo verdade fiz este termo hoje 10-08-1717 anos. Eu o Pe. Sebastião Álvares.

 

Tiveram além de João Lopes de Siqueira:

2-2- Maria Lopes, nascida aos 10 de outubro de 1695 e foi batizada aos 16 do mesmo mês, casou-se aos 07 de fevereiro de 1720 com João do Couto Tavares, natural da freguesia de Sandim, filho de Manoel do Couto Tavares e de Maria Fernandes

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Maria filha de Pedro Lopes de Siqueira do lugar da Areia e de sua mulher Agostinha da Silva desta freguesia nasceu aos 10-10-1695 e foi batizada por mim o Pe. Antônio Soares aos 16 do mesmo mês, foram padrinhos Cristóvão Ferreira e Maria Rosária ambos do lugar da Areia desta mesma freguesia de Crestuma, foram testemunhas João Antônio e Miguel Gil do mesmo lugar hoje dia mês e ano ut supra. Antônio Soares.

 

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Aos 07-02-1720 nesta freguesia de Santa Marinha de Crestuma na Com.ca da Feira, em minha presença e de muito povo que presente estavam se receberam por palavras de presente João do Couto Tavares filho de Manoel do Couto Tavares e de sua mulher Maria Fernandes da freguesia de Santa Maria de Sandim, com Maria Lopes filha de Pedro Lopes, e de sua mulher Agostinha da Silva já defunta isto depois de feitas as denunciações na forma do Sagrado Concílio Tridentino e Constituição do Bispado, e por ser tudo verdade fiz este termo, e de tudo foram testemunhas Manoel Lopes do Cepo e Manoel Lopes da Areia, e Pedro das Neves, e outras muitas que presente estavam era ut supra. Eu o Pe. Sebastião A.lz da Silva.

 

AVÓS

 

4- Pedro Lopes, casou-se aos 23 de fevereiro de 1661 e faleceu em 29 de abril de 1685

ADB Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Pº Lopes fº de Antº A.lz e de sua m.er Mª Antª desta fregª se recebeu em minha presença e de maior parte dos fregueses com Mª Rosária fª D.os F.rz e de Marg.da F.rz sua m.er, hoje 23-02-1661. M.el V.ra.

 

Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Aos 29-04-1685 foi sepultado Pedro Lopes da Areia sua mulher Maria Rosária lhe mandou fazer um ofício de corpo presente de nove padres que todo foram acompanhar o dito defunto de casa para a Igreja não fez testamento deixou sua mulher por herdeira e testamenteira de seus bens diante de sete testemunhas somente por verdade fiz este assento dia mês ano ut supra. Bento Coutinho.

 

5- Maria Rosária, falecida em 10 de outubro de 1704

ADP Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Aos 10-10-1704 faleceu de vida presente Maria Rosária viúva do lugar da Areia desta freguesia de Santa Marinha de Crestuma com todos os sacramentos da Igreja, e não fez testamento, seu filho Pedro Lopes é obrigado fazer-lhe os bens da alma visto ficar com os seus, que a defunta tinha, e seu corpo foi sepultado dentro desta Igreja donde era freguesa, e se fez ofício de oito padres, e com acompanhamento dos mesmos o qual ofício foi de presente e por verdade fiz este assento dia e era ut supra. O Cura Manoel Paes Ricardo.

 

BISAVÓS

 

8- Antônio Álvares;

9- Maria Antônia;

10- Domingos Fernandes;

11- Margarida Fernandes, falecida em 23 de fevereiro de 1678

ADP: Crestuma, Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. Margarida F.rz sogra de Pº Lopes da Areia se faleceu de vida presente aos 23-02-1678 e ficou seu genro Pº Lopes e sua m.er Mª Rosária por seus herdeiros e testamenteiros, morreu abintestada, e fizeram-lhe dois ofícios cada um de nove padres, hoje dia e ano ut supra. M.el V.ra de Souza.