PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

SL. 3º, 304, § 2º, 1-2 Antonia Furtado, f.ª do Cap. 6.º e 2.º marido Luiz Furtado, foi casada com Francisco Rodrigues, falecido em 1652 em Taubaté, f.º de Affonso Pires Rodrigues e de Anna Affonso. Teve pelo inventário de Francisco Rodrigues e pelo de Antonia Furtado em 1672 (C. O. de Taubaté) 12 f.ºs:

2-1 Catharina Rodrigues, casada com Manoel Cardoso falecido em 1675

2-2 Izabel Rodrigues, casada com Gaspar Vaz Cardoso

2-3 Luzia Rodrigues do Prado, casada com Francisco Borges Rodrigues

2-4 Bernarda Rodrigues da Cunha, casada com Luís Coelho de Abreu

2-5 Francisco Rodrigues do Prado, casado com Maria da Cunha

2-6 Miguel Rodrigues do Prado, casado com Izabel Rosa

2-7 Domingos Rodrigues do Prado, casado com Violante de Siqueira Gil

2-8 Antonio, falecidos em menoridade

2-9 Lourenço, falecidos em menoridade

2-10 Antonia Furtado, casada com Belchior da Cunha Borregão

2-11 Padre Antonio Rodrigues do Prado

2-12 Catharina do Prado, casada com João Pinheiro Borregão

2-13 Maria Rodrigues (mencionada por Pedro Taques, não vem no inventário de sua mãe Antonia Furtado em 1672), casou-se em 1640 em S. Paulo com Luiz Dias f.º de Gonçalo Ribeiro e de Catharina Dias. Provavelmente faleceu sem geração antes de sua mãe.

 

Subsídios à Genealogia Paulistana (Bartyra Sette)

 

Francisco e Antonia tiveram os filhos, vivos em 1652: (idade cerca de):

1- Francisco, por 1630

2- Domingos Rodrigues, por 1633

3- Caterina, já casada com Manoel Cardoso.

4- Izabel Rodrigues, já casada com Gaspar Vaz.

5- Antonia Rodrigues, por 1637

6- Luzia Rodrigues, por 1637

7- Antonio Rodrigues, por 1639

8- Bernardina Rodrigues, por 1642

9- Miguel, por 1643

 

Não consta do inventário que tivessem tido duas filhas chamadas Catarina.

 

Teve Francisco a filha natural:

- Maria Rodrigues, casada primeiro com Luiz Dias (SAESP 13º, neste site) e em segundas com Domingos Fernandes.

Como se vê, Maria Rodrigues não foi filha de Antonia Furtado.

 

 

FRANCISCO RODRIGUES SAPATEIRO

Inventário e Testamento

 

Vol 42, fls. 37 a 54

Testamento:

Inventário Data: 3-8-1652

Inventariado: Francisco Rodrigues Sapateiro casado com Antonia Furtado.

Juiz dos órfãos: Antonio de Madureira Moraes

Escrivão dos Órfãos: Luiz Dandrade

Avaliadores: Manuel da Cunha e Francisco Sutil

Local: Vila de São Paulo, em pousadas da viúva Antonia Furtada mulher do dito defunto

Declarante: a viúva Antonia Furtada e a seu rogo assinou seu filho Francisco Roiz.

 

Titulo dos filhos:

1- Francisco Roiz, de idade de 22 anos pouco mais ou menos.

2- Domingos Roiz, de idade de 19 anos.

3- Antonio Roiz, de idade de 13 anos.

4- Miguel, de idade de 9 anos.

5- Caterina Roiz, casada com Manoel Cardozo

6- Izabel Roiz, casada com Gaspar Vaz.

7- Antonia Roiz, de idade de 15 anos

8- Luzia Roiz, de idade de 15 anos.

9- Bernardina Roiz, de idade de 10 anos.

Todos pouco mais ou menos.

 

- Maria Rodrigues, filha natural casada com Domingos Fernandes.

 

 

Avaliações - bens e móveis da vila.

 

aos 8-8-1652 nesta vila de São Paulo e no termo dela sitio e fazenda de ibitoratim, avaliação dos bens de roça.

 

Procurador da viúva: Antonio Dalmeida.

Procurador dos órfãos: Gonçalo Pires.

 

Partilhas entre a viúva e os órfãos que são sete.

 

 

monte mor líquido 243$920 réis.

- para a viúva 121$960 réis.

- abintestado 10$000

- para os que herdão que são sete 111$960 réis e cabe a cada um 15$994 réis.

 

 

fls. 46: Francisco Roiz já emancipado.

 

fls. 50: aos 5-8-1653 a viúva Antonia Furtada tutora e curadora de seus filhos.

 

fls. 51- aos 26-8-653 Belchior da Cunha recebeu parte da legitima.

 

fls. 53- Domingos Rodrigues recebeu e assinou e deu quitação de 17$760 réis.

Antonio Rodrigues, quitação ao derradeiro dia do mês de março de 1656 anos.