PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

OS SILVA PINTO DE QUELUZ

(atualizado em 09-novembro-2016)

 

 

Diego Duque Guimarães

 

 

O Alferes Luis da Silva Pinto, filho de José da Silva Pereira, natural de Santa Maria de Oliveira Bispado do Porto e Maria Pinto Guedes, natural da freguesia de Santo Andre de Medim de Penaguião do mesmo bispado, foi batizado na igreja em Santo André de Medim em 15-07-1728, e foi casado com Leonor Pereira da Silva, filha de Antonio Nogueira Viana, natural da Villa de Viana, arcebispado de Braga e Teresa Maria da Silva, natural de Lessa, do bispado do Porto.

Sanhoane, Portugal. Igreja de Santo André de Medim. Luiz filho de Jose da Silva e de sua mulher Maria Pinto, do lugar da Portela desta freguesia, nasceu aos 15-07-1728, foi batizado por mim Manoel de Figueiredo Borges Reitor na mesma Igreja, aos 22 dias do mesmo mês, foram padrinhos Luiz Pinto Homem ... (pesq. Geraldo Pontes Araújo).

 

Antonio Nogueira Viana e Teresa Maria da Silva (ou de Jesus) foram moradores na freguesia de Carijós onde encontramos outros filhos do casal:

I- José Nogueira da Silva em Carijos aos 18-01-1761 casou com Ana Rosa, daí natural, filha de Fulano Linhares e de sua mulher. Com geração em Carijós.

Conselheiro Lafaiete, MG matr - [termo muito danificado] Jose Nogueira e Ana Rosa da ---ção - aos 18-01-1761 nesta matriz, sem impedimentos, se receberam Jose [manchado] natural e batizado na freg. de Santo Antonio [manchado] Comarca de Vila Rica Bispado de Ma[manchado] f.l. de Antonio Nogueira Vianna ja d[manchado] Teresa Maria = E Ana Rosa [manchado] n/b na sobredita fregue[manchado] Rio das Mortes [manchado] fi------- -----eyra Linhares e de sua [manchado].

II- Maria Nogueira da Silva batizada aos 10-04-1737 em Carijós. Em Prados aos 30-08-1753 casou com Manoel Alves dos Santos, natural da freguesia de S. Tome do Castelo Comarca de Vila Real Arc. Braga, filho de Domingos Lourenço e Maria Lopes. Com geração em Carijos.

Cons. Lafaiete, MG - aos 10-04-1737 na capela de Santo Amaro bat a Maria, f.l. de Antonio Nogueira e Teresa Maria de Jesus, foram padrinhos Manoel Gomes da Costa, solteiro e Maria Leme da Silva, mulher do Cap. Antonio Rodrigues da Costa, todos desta freguesia.

 

Prados, MG aos 30-08-1753 nesta matriz e testemunhas Cap. Jose Viçoso e o Lic. João Rodrigues Denis se receberam Manoel Alves dos Santos, n/b na freguesia de S. Tome do Castelo Comarca de Vila Real Arc. Braga, f.l. de Domingos Lourenço e Maria Lopes = Com Maria Nogueira da Silva, n/b na freguesia de N. Sra da Conceição dos Carijos, f.l. de Antonio Nogueira e Teresa Maria da Silva.

III- João batizado em 01-01-1741.

Cons. Lafaiete, MG aos 01-01-1741 nesta matriz bat a João, f.l. de Antonio Nogueira Vianna e Teresa Maria de Jesus. Foram padrinhos o Cap. Francisco Pinto de Souza e Maria da Silva, solteira, filha de Manoel da Silva Santos. E foi batizada na Capela de Santo Amaro.

 

Leonor Pereira da Silva foi sepultada em 1°/03/1798, e Luís faleceu em 13/08/1800.

Aos 1°/03/1798, dentro da Capella de Santo Amaro, filial desta Matriz da Villa de Queluz, poi sepultada Leonor Pereira da Silva, casada que foi com o Alferes Luis da Silva Pinto, e deixou treze filhos: Antonio da Silva Pinto, Manoel Pereira da Silva, Valentim da Silva Pinto, Fabiano Pereira da Silva, Lourenço Pereira da Silva, Ignácio da Silva Pinto, Luís da Silva Pinto, João da Silva Pinto, Simão Silvestre da Silva, Joaquina Maria da Silva, Roza Maria da Silva, Maria Luiza da Silva, Felizarda Maria da Silva. Faleceu com todos os sacramentos e foi encomendada pelo Capelão Vicente Ignácio da Silva (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

Aos 13/08/1800 faleceu o Alferes Luis da Silva Pinto, viúvo que ficou de Leonor Pereira da Silva, ... e sepultado em cova da Fabrica dentro da Capella de Santo Amaro, filial desta Matriz de Queluz (pesq. Diego D. Guimarães)

 

Eles tiveram treze filhos, segundo o testamento supra:

1- Antonio da Silva Pinto

2- Manoel Pereira da Silva

3- Valentim da Silva Pinto

4- Joaquina Maria da Silva

5- Roza Maria da Silva

6- Fabiano Pereira da Silva

7- Lourenço Pereira da Silva

8- Maria Luiza da Silva

9- Ignácio da Silva Pinto

10- Luís da Silva Pinto

11- João da Silva Pinto

12- Simão Silvestre da Silva

13- Felizarda Maria da Silva

 

1- Antonio da Silva Pinto em 27/11/1780 casou com Maria Josefa de Jesus, batizada em 19-02-1761 na capela da Sra das Brotas do Brumado, filha de Ana Maria da Conceição e seu segundo marido Pedro José Ribeiro, natural de e S. Tiago de Sopo, termo da vila de Caminha comarca de Valença Arc. de Brag, neta paterna de João Gonçalves Pardella e de Maria Lourença, neta materna de José da Costa de Oliveira e de Leonor Pereira de Jesus - família “Sargento Mor Alexandre Pereira de Araújo”, neste site.

Em 27/11/1780, na capella de São Gonçalo, sita no distrito desta matriz de N. Sra. da Conceição campo de carijós, ... se receberam por palavras de prezente Antonio da Silva Pinto, filho legítimo de Luís da Silva Pinto e de Leonor Pereira da Silva, e Maria Josefa de Jesus, filha legítima de Pedro Joze Ribeiro e de Ana Maria da Conceição, naturaes e moradores nesta freguesia de carijós (pesq. Diego Duque Guimarães).

          Antonio já era falecido em 1819.

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 170, ordem 21, 2° Vara - Ano do documento: 1819

Justificação de Abonação de Fiador

Primeira parte: Maria Josefa de Jesus

Justificado: Antônio Pereira da Silva

Local: Rio do Peixe

Pesq. Diego Duque Guimarães

- Diz dona Maria Josefa de Jesus, viúva que ficou do falecido Antônio da Silva Pinto, que por falecimento deste se procedeu a inventário e partilha nos bens do casal, cabendo aos dois órfãos Joana e João a coantia de trezentos e setenta e dois mil réis em bens móveis além dos demais. Agora, sendo julgadas as ditas partilhas por sentença foi servido mandar notificar ao tutor dos ditos órfãos, o Alferes Antônio Pereira da Silva passo no termo de oito apresentar em praça os bens perituros pertencentes aos órfãos para se rematarem, o que é prejudicial aos mesmos, por isso, quer a suplicante assinar termo de confirmação das legítimas dos ditos órfãos e sua meação e oferece para fiador das mesmas legítimas a Inácio da Silva Pinto, ..., morador vizinho a suplicante ...

Pais de:

1-1 Alf. Antônio Pereira da Silva casou com Ana Eulália da Encarnação, filha do Alferes José Alves Garcia e de Joaquina Antonia de Jesus (ou de São José), neta materna de Jose Rodrigues Braga e Bernardina Caetana do Sacramento - família “Bernardina Caetana do Sacramento”, neste site.

          Ana Eulalia foi inventariada em 1814, deixou filho único de seu casal:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 181, ordem 28, 2° Vara - Ano do inventário: 1814

Inventariado: Ana Eulalia da Encarnacao

Inventariante: Antonio Pereira da Silva

Local: Rio do Peixe

Pesq. Diego Duque Guimarães

- Diz Antonio Pereira da Silva que, por falecimento de sua mulher Ana Eulália da Encarnação lhe ficou um filho órfão pelo que quer o suplicante fazer inventário de seus bens móveis pois que não tem nenhum de raiz em seu cazal, tanto que vive a favor de seu pai Antonio da Silva Pinto em razão de sua pouca possibilidade... e como nesta vila se acha José Nunes de Moraes, seu vizinho fazendeiro...

- Órfão: José Alves Pereira, em 1833 se achava com idade de 23 anos.

          Em Barbacena aos 19-10-1815, com dispensa do impedimento por afinidade lícita de segundo grau da linha transversal, Antonio casou com Ana Teodora do Nascimento, filha de Francisco Alves Garcia e Ana Teresa de São Pedro, neta materna de José Rodrigues Braga e Bernardina Caetana do Sacramento -  famílias “Bernardina Caetana do Sacramento” e “Gregório José Alves”, neste site.

Barbacena-MG. Aos 19/10/1815, ... dispensados do impedimento de afinidade lícita de segundo grau de linha transversal ... na Ermida de S. Domingos da Bocaina ... assistio ao sacramento de matrimônio dos cc Antonio Pereira da Silva, e Anna Theodora, moradores na Capela do Garambeo desta freguesia.. Testemunhas: o Padre José Ferreira Paiva e Jose Rodrigues de Oliveira

 

Inv. de Francisco de Paula Alves 1840 (neste site)

f.34v Procuração

Local e data:20-04-1841, no Curato de Nossa Senhora das Dores do Rio do Peixe, cidade de Barbacena, comarca do Rio Paraibuna em casas de morada de d. Maria Josefa//f.34v

Outorgante: Antônio Pereira da Silva- alferes e sua mulher d. Ana Teodora do Nascimento//f.35

 

1-1-1 José Alves Pereira, com 13 anos em 1823 (inventário da avó materna) Solteiro com 23 anos em 1833, filho único do Alferes Antonio Pereira da Silva e Ana Eulália da Encarnação.

 

1-2 Custódia Maria do Sacramento em Barbacena aos 13-06-1811 casou com Silvestre Delgado Motta, filho de José Delgado Motta e Maria Antonia.

Aos 13/06/1811, ... sem descobri impedimento algum... na Ermida da Sra. das Dores do Rio do Peixe, filial desta Matriz de Barbacena ... assistio aos sacramentos do Matrimônio dos CC Silvestre Delgado Motta, fo. leg. de José Delgado Motta e de Maria Anta., nat. e batizado na Capela da Ibitipoca, e Costodia Maria do Sacramento, fa. leg. de Anto. da Silva Pinto, e de Maria Josefa, nat. e batizada na frega. Do Queluz ... Testemunhas: Anto. Pereira da Silva Inco. da Sa. Pinto (pesq. Diego Duque Guimarães).

          Custódia faleceu em 10-06-1829 e foi inventariada no mesmo ano. Deixou quatro filhos de seu casal:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 75, ordem 14, 2° Vara - Ano do inventário: 1829

Inventariado: Custodia Maria do Sacramento

Inventariante: Silvestre Delgado Motta

Local: Juiz de Fora

Pesq. Diego Duque Guimarães

Ela faleceu em 10/06/1829, sem testamento, ....

Tiveram os seguintes filhos:

1- Maria 14 anos

2- Manoel, 13 anos

3- Francisco, 12 anos

4- Ignácia, 9 anos

Entre os bens, constava que possuíam duas sesmarias

          Silvestre aparece no censo de Juiz de Fora de 18/11/1831, no fogo 15, casado com Rita de Cassia, de 23 anos, e três filhos das primeiras nupcias:

Censo de Juiz de Fora de 18/11/1831, fogo 15 (fonte: Cedeplar):

1- Silvestre Delgado Motta, 46 anos, branco, Casado Livre  lavrador

2- Rita de Cassia, 23 anos, branco, Casado Livre

3- Manoel Delgado, 15 anos, branco, Solteiro Livre

4- Francisco Delgado, 12 anos, branco, Solteiro 

5- Ignácia, 11 anos, branco, Solteiro Livre

e mais 9 escravos

1-3 Joaquina, bat. em 26-08-1798.

Aos 26/08/1798 na Capela da Sra. da Conceiçam da Ibitipoca, filial desta Matriz de Barbacena... batizou e pos os Santos Oleos a Joaquina, ino.te, fa. leg. de Antonio da Silva Pinto, e de Maria Jozefa de Jezus. Pad. Simão Silvestre da Silva e Joaqna. Maria da Sa., todos desta frega. ... (pesq. Diego Duque Guimarães).

1-4 Thereza, bat. em 18-01-1801.

Aos 18/01/1801 na Capela da Sra. da Conceiçam da Ibitipoca, filial desta Matriz de Barbacena... batizou e pos os Santos Oleos a Thereza, ino.te, fa. la. de Antonio da Sa Pinto, e de Maria Josefa. Pad. O Pe. Je Ferra. De Payva e Anna Jacinta, todos desta frega. ... (pesq. Diego Duque Guimarães).

1-5 Joana, batizada em 1802. Joana Teresa do Espirito Santo casou com Manoel Antonio de Almeida Ramos, filho de João de Almeida Ramos e Teresa Maria de Jesus. Geração na família Francisco de Oliveira Braga § 2º.

Aos 25/06/1802 na Capela de Sra. da Conceiçam da Ibitipoca, filial desta Matriz de Barbacena... batizou e pos os Santos Oleos a Joanna, ino.te, fa. leg. de Antonio da Silva Pinto, e de Maria Josefa. Pad. Valentim da Silva Pto e Anna. Maria de Souza. (pesq. Diego Duque Guimarães).

1-6 João, menor em 1819.

 

2- Manoel Pereira da Silva, nascido em 1°/09/1755 e batizado em 9 do mesmo mês.

Aos 09/09/1755 nesta Freguezia de Nossa Sra. da Conceiçam do Campo de Carijós, na Capella de Santo Amaro, filial desta Matriz, batizou e pos os Santos Oleos o Reverendo... a Manoel, filho legítimo de Luís da Silva Pinto e de Leonor Pereyra, neto pela parte paterna de Joze da Silva Pereyra, natural da freguezia de Santa Maria de Oliveyra, bispado de Porto, e de Maria Pinta, natural da freguezia de Santo André de Medim, do mesmo bispado. e pela materna, de Antonio Nogueira Viana, natural da Villa de Viana, arcebispado de Braga, e Thereza Maria, natural de Lessa, do bispado do Porto. Nasceo no primeyro de setembro. Pad. Christovao Pinto Guimaraens e Leonor Pereyra, mulher de Joze da Costa de Oliveyra (pesq. Diego Duque Guimarães).

          Casou aos 07/02/1785 com Maria Antonia de Jesus, batizada em 21-07-1763, filha do Cap. Manoel José Braga e de Dona Ana Teresa de Jezus, neta pela paterna, de Antonio de Braga e de Francisca da Cruz, naturaes da freguezia da Villa de Boizella, do Bispado de Vizeo, e pela materna de Joze Dutra Duarte, natural da Ilha do Fayal, e de sua molher Maria da Encarnação, natural da Ilha de Santa Maria, ambas do Bispado de Angra. - família Antonio Coelho Valadão, neste site.

Aos 07/02/1785, nesta igreja matriz de N. Sra. da Conceição Campo de Carijós, ... se cazarão Manoel Pereira da Silva e Maria Antonia de Jesus, ambos naturaes e baptizados e assistentes nesta freguezia, elle filho legítimo do Furriel Luís da Silva Pinto e de Leonor Pereira da Silva, neto pela paterna de Joze da Silva Pereira, natural de Penaguião, bispado de Porto, e de sua mulher Maria Pinta Guedes, natural da freguezia de Santo André de Medim de Penaguião, do mesmo bispado de Porto. Ella filha legítima do Capitão Manoel Jozé Braga e de Dona Anna Thereza de Jezus, neta pela paterna, de Antonio de Braga e de Francisca da Cruz, naturaes da freguezia da Villa de Boizella, do Bispado de Vizeo, e pella materna de Joze Dutra Duarte, natural da Ilha do Fayal, e de sua molher Maria da Encarnação, natural da Ilha de Santa Maria, ambas do Bispado de Angra. (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

Conselheiro Lafaiete, MG Igreja N. Sra da Conceição aos 21-07-1763 na capela de Santo Amaro filial desta matriz bat a Maria, f.l. de Manoel Jose Braga e Ana de Jesus, neta paterna de Antonio Braga, natural da freguesia de São Carlos de Folgosa da vila de Borzella Bispado de Lamego e de s/m Francisca da Cruz natural da freguesia de S. Miguel de Oliveira da Azemeis Bispado do Porto; e pela materna de Jose Dutra Duarte, natural da ilha do Faial e de s/m Maria da Encarnação, natural da Ilha de Santa Maria Bispado de Angra. Foram padrinhos Miguel Fernandes de Azevedo com pp de Antonio da Costa, e Maria Antonia de Jesus (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

          Maria Antonia faleceu em 18/02/1824 e foi inventariada em 1825, tendo os seguintes filhos:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 24, ordem 7, 1° Vara - Ano do inventário: 1825

Inventariado: Maria Antonia de Jesus

Inventariante: Manoel Pereira da Silva

Local: Fazenda São Manuel, freg. do Pomba

Pesquisa Diego Duque Guimarães

- Ela era natural da freg. da Vila de Queluz, e faleceu em 18/02/1824.

Filhos:

1- Manuel Antonio de Oliveira, 40 anos

2- Luiz Pereira da Silva, 34 anos

3- José Maria da Silva, 30 anos

4- João P.S, 28 anos

5- Francisco PS, 26 anos

6- Domingos José da Silva, cas.

7- Jacinto P.S, 25 anos

8- Maria Angélica de Jesus, c.c. Domingos José Medina, falecida após a morte da mãe

9- Ana Francisca de Jesus, c.c. Antonio Furtado de Mendonça

10- Luiza Maria de Jesus, c.c. José Furtado de Mendonça.

 

2-1 Manoel Antonio de Oliveira, 40 anos em 1825. Aos 03-09-1806 casou com Custódia Pereira de Jesus, filha de José Leão da Silva e Mariana Rosa de São José.

Polis 30 - Casamentos da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição da Real Vila de Queluz, copiados por Allex de Assis Milagre e João Paulo Ferreira de Assis, do Livro de Casamentos 1795-1883, Tomo I (1795-1824) Arquivado na respectiva Paróquia fls. 62 Santo Amaro do Camapuã, 03/09/1806, Manoel Antonio de Oliveira, filho de Manoel Pereira da Silva e de Maria Antonia de Jesus, com Custodia Perpetua de Jesus, filha de Joze Leão da Silva e de Marianna Roza de São Joze, ambos desta freguezia.

2-2 Luiz Pereira da Silva, 34 anos. Aos 15-05-1820 Luiz Antonio Pereira da Silva casou com Leodora Galdina Tavares, filha de José Tavares de Mello e sua segunda mulher Joana Marcelina de Magalhães, neta paterna José Tavares de Mello e Antonia Tavares Diniz, neta materna de Francisco Jose Vaz Dias e Ana Joaquina de Magalhães - familia João Crisóstomo de Magalhães, neste site.

Conselheiro Lafaiete, MG Aos 15-05-1820 nesta Capela de Santo Amaro desta freguesia de Queluz ... presentes test. o Alferes Domingos da Cunha Lopes e Joaquim Tavares Dinis ... aos contraentes Luis Antonio Pereira da Silva, filho legitimo de Manoel Pereira da Silva e de Maria Antonia de Jesus, natural e batizado na Freguesia de Queluz, e morador na do Itaverava, e Leodora Galdina Tavares, filha legitima do Alferes José Tavares de Mello e dona Joanna Marcelina de Magalhães natural batizada e moradora nesta freguesia.

2-3 José Maria da Silva, batizado em 02-11-1795. Com 30 anos em 1825.

Conselheiro Lafaiete, MG Igreja N Sra da Conceição aos 02-11-1795 na capela de Sto Amaro filial desta matriz bat a Jose nascido a 23 de outubro, f.l. Manoel Pereira da Silva e Maria Antonia de Jesus, padr.: Domingos Fernandes da Costa e Maria Luiza da Silva

2-4 João Pereira da Silva,batizado em 02-04-1798. Com 28 anos em 1825.

Conselheiro Lafaiete, MG Igreja N Sra da Conceição aos 02-04-1798 na capela de Sto Amaro filial desta matriz bat a João nascido a 22 de março, f.l. Manoel Pereira da Silva e Maria Antonia de Jesus, padr.: Manoel Nogueira Coelho e Ana Maria de Jesus.

2-5 Francisco Pereira da Silva, batizado em 05-08-1799. Com 26 anos em 1825.

Conselheiro Lafaiete, MG Igreja N Sra da Conceição aos 05-08-1799 na capela de Sto Amaro filial desta matriz bat a Francisco, f.l. Manoel Pereira da Silva e Maria Antonia de Jesus, npaterno do Alf. Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva e pela materna do Cap. Manoel Jose Braga e Ana Teresa de Jesus, foram padr.: Jose da Costa Guimarães e Ana Maria de Jesus, solteiros.

2-6 Domingos José da Silva, casado

2-7 Jacinto Pereira da Silva com 25 anos.

2-8 Maria Angélica de Jesus casada com Domingos José Medina, falecida após a morte da mãe

2-9 Ana Francisca de Jesus, casada com Antonio Furtado de Mendonça.

2-10 Luiza Maria de Jesus, casada com José Furtado de Mendonça.

 

3- Valentim da Silva Pinto batizado em 15-02-1757. Aos 26-02-1781 casou com Ana Maria de Souza, natural das Congonhas do Campo, filha de Mateus Lourenço de Souza e Joana Maria de Jesus.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 15-02-1757 na Capela de Santo Amaro bat a Valentim n. aos 5 do mesmo mes, f.l. de Luiz da Silva Pereira e Leonor Pereira da Silva, npaterno de neto paterno de Jose da Silva Pereira, n. da freguesia de Santa Maria de Oliveira Bispado do Porto e Maria Pinta natural da freg. de Santo Andre de Medim do mesmo Bispado, nmaterno de Antonio Nogueira Vianna, natural da vila de Viana do Minho e Teresa Maria natural de Lessa de Matosinhos do Bispado do Porto; foram padrinhos Domingos Pires Larangeira e Maria Nogueira da Silva.

 

Aos 26/02/1781, nesta freguezia de N. Sra. da Conceyçãm Campo de Carijós, ... se receberam por palavras de prezente Valentim da Sylva Pinto, filho legítimo de Luís da Sylva Pinto e Leonor Pereira da Sylva, natural e baptizado nesta freguezia de Carijós, e Ana Maria de Souza, filha legítima de Matheus Lourenço de Souza e de Joanna Maria de Jesus, nascida e baptizada na freguezia de N. Sra. da Conceyçãm de Congonhas do Campo ... (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

          Ele foi inventariado por sua esposa em 16/04/1815, na Fazenda Bom Jardim do Rio do Peixe, freguesia e termo de Barbacena. Deixaram o filho único:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 118, ordem 25, 2° Vara - Início do inventário: 16/04/1815

Inventariado: Valentim da Silva Pinto

Inventariante: Ana Maria de Souza

Pesq. Diego Duque Guimarães

Local: Fazenda Bom Jardim do Rio do Peixe, freg. e termo de Barbacena

A suplicante Ana Maria de Souza tem um único filho, José da Silva Pinto, maior de 25 anos.

3-1 José da Silva Pinto, maior de 25 anos em 1815.

 

4- Joaquina Maria da Silva batizada em 22-01-1759. Aos 27/02/1786 casou com Felício José de Figueiredo, natural da Sé do Rio de Janeiro, filho de Cristóvão de Figueiredo Guerra e Ana Maria de Oliveira

Conselheiro Lafaiete, MG aos 22-01-1759 na Capela de Santo Amaro bat a Joaquina nascido aos 11 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pereira e Leonor Pereira, foram padrinhos o Ldo. Alexandre Pereira Brandão, e Pascoa filha de Jeronimo da Costa Guimarães. todos desta freguesia.

 

Aos 27/02/1786, na Capella de Santo Amaro, filial da Matriz de Carijós, das testemunhas Joaquim Jose de Figueyredo e Jose de Crasto Fernandes ... se casarão em face da Igreja por palavras de prezente Felício José de Figueyredo e Joaquina Maria da Sylva, elle natural da Freguesia da Sé do Rio de Janeyro, filho legítimo de Christovao de Figueyredo Guerra e Anna Maria de Oliveyra, ella natural desta mesma Freguesia de Carijós,  filha legítima do Furriel Luís da Sylva Pinto e Leonor Pereyra da Sylva. ... (pesq. Diego Duque).

 

5- Rosa Francisca da Silva, batizada em 04-08-1760. Casada por volta de 29/08/1787 com Francisco Lopes de Faria, batizado em 26-12-1764, filho de José Lopes de Faria, natural de Santo Antônio do Porto Judeu da Ilha Terceira e Josefa Maria da Assunção, natural de Carijós, neto paterno de Mateus Lopes e Maria de Castro, neto materno de Antonio Nunes de Moraes e Antonia da Luz.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 04-08-1760 na Capela de Santo Amaro bat a Rosa n. aos 23 de julho do dito ano, f.l. de Luiz da Silva Pereira e Leonor Pereira, np de Jose da Silva Pereira e de s/m Maria Pinta, moradores em Santo Andre de Medim Comarca de SobreTamega Bispado do Porto, nmaterna de Antonio Nogueira e s/m Teresa da Silva moradores nesta dita freguesia; foram padrinhos Ignacio Martins da Roxa Vianna Velmek e Rosa Maria mulher de Antonio Gomes de Carvalho.

 

... se receberam por palavras de prezente Francisco Lopes de Faria, filho legítimo de Jozé Lopes de Faria e de Josefina Maria da Assunção, e Rosa Francisca da Silva, filha legítima do Alferes Luís da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, ambos naturaes e baptizados na Freguezia de Nossa Senhora da Conceição de Carijós... (pesq. Diego Duque).

 

Conselheiro Lafaiete-MG aos 26-12-1764 na capela de N. Sra da Gloria, filial desta matriz de N. Sra da Conceição dos Campos dos Carijós, bat a Francisco, f.l. de José Lopes de Faria e de Josefa Maria da Assumpção, neto paterno de Mateus Lopes e de Maria de Crasto, naturais e batizados na freguesia de Santo Antonio do Porto Judeu da Ilha Terceira Bispado de Angra, e pela materna neto de Antonio Nunes de Moraes, n/b na freguesia de S. Salvador da Vila de Orta e de Antonia da Luz n/b na freguesia de N. Sra da Conceição da mesma vila e bispado. Foram padrinhos Francisco Pacheco Lima e s/m Rosa Francisca.

 

Rosa Francisca (ou Maria) foi sepultada em 13-10-1798.

Conselheiro Lafaiete-MG Aos 13-10-1798 faleceu da vida presente Rosa Maria, cazada que era com Francisco Lopes de Faria, ... foi sepultada dentro da Capella de Nossa Senhora da Glória, filial desta Matriz da Villa de Queluz.

 

Pais de, pelo menos:

5-1 Ana Luísa da Silva, casada em 26/07/1804 com Antônio da Costa de Faria, filho de Antônio da Costa de Faria e de Ana Maria Josefa.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG) casamentos Queluz 1795-1824, fl. 61v Glória, 26/07/1804, Antonio da Costa de Faria, filho de Antonio da Costa de Faria e de Anna Maria Jozefa, com Anna Luísa da Silva, filha de Francisco Lopes de Faria e de Roza Francisca da Silva, ambos desta freguesia.

5-2 Francisco Lopes de Faria, casado em 07/02/1814 com Custódia Rosa da Assunção, filha de Joaquim Antunes Vieira e de Custodia Rosa do Sacramento.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG) casamentos Queluz 1795-1824, fl. 105v Capela Nova, 07/02/1814, Francisco Lopes de Faria, desta freguesia, filho de Francisco Lopes de Faria e de Roza Francisca da Silva, com Custodia Roza da Assumpção, também desta, filha de Joaquim Antunes Vieira e de Custodia Roza do Sacramento.

5-3 Silvestre Lopes de Faria batizado em 08-01-1797. Casado em 14-07-1817 com Joaquina Maria dos Reis, natural de Itaverava, filha do Alf. Manoel da Rocha e de Francisca Barbosa.

Cons. Lafaiete, MG aos 08-01-1797 na capela N. Sra da Gloria filial desta matriz bat. a Silvestre n. a 31-12 do ano antecedente, f.l. Francisco Lopes de Faria e Rosa Francisca da Silva. Foram padrinhos Antonio Furtado Campos e Maria de Assunção.

 

Itaverava-MG, Igreja Santo Antonio. Aos 14-07-1817 na Capella da Senhora da Piedade da Espera, filial desta matriz (...) em presença das testemunhas o Alferes João Teixeira de Oliveira e Manoel Francisco de Paiva, (...) em que se declarava não haver impedimento ao sacramento de matrimônio (...) os contrahentes Silvestre Lopes de Faria, de idade de 19 anos, filho legitimo de Francisco Lopes e Roza Francisca, natural e batizado na Freguesia da Villa de Queluz, e Joaquina Maria dos Reis, de idade de 16 anos, filha legitima do Alferes Manoel da Rocha e de D. Francisca Barbosa, natural e batizada nesta Freguesia de Itaverava, (...).

 

6- Fabiano Pereira da Silva batizado em 15-11-1762. Aos 29/08/1787 casou com Maria da Assunção, batizada em 15-01-1766, filha de José Lopes de Faria e de Josefa Maria da Assumpção.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 15-11-1762 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Fabiano n. aos 6 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, foram padrinhos Manoel Alvres dos Santos e Izabel Cadosa de Almeida.

 

Aos 29/08/1787, na Capella de Nossa Senhora da Glória, parochial e filial da Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Carijós, ... sem descobrir impedimento algum nem eu o saber ... se receberam por palavras de prezente Fabiano Pereira da Silva e Maria da Assunção, e logo receberão as bênçãos... (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

          Maria da Assunção, viúva, testou em 04-05-1844 em sua fazenda do Rio Novo, no Distrito e Termo da Vila de São João Nepomuceno, onde residia. Declarou dez filhos de seu casal:

ACERVO DO FORUM Dr GERALDO ARAGÃO FERRREIRA - Mar de Espanha-MG

Caixa : 003              Ano:1844                

Documento: Testamento

Testador: Maria da Assumpção

Testamenteiro: João Pereira da Silva

Escrito em 4 de maio de 1844, no Distrito e Termo da Vila de São João Nepomuceno

Transcrito e Disponibilizado por Geraldo Pontes Araújo

Aos quatro dias do mês de Maio do ano de mil oitocentos e quarenta e quatro (04-05-1844), vigésimo terceiro da Independência do Império do Brasil, em minha FAZENDA DO RIO NOVO, Distrito e Termo da Vila de SÃO JOÃO NEPOMUCENO onde presentemente moro.

Eu MARIA DA ASSUMPÇÃO, estando de cama gravemente enferma mas com meu juízo e perfeito entendimento e senhora de mim, digo e senhora de todas as minhas faculdades mentais com perfeito conhecimento do que faço, e compreender o mesmo testamento e ultima vontade assim até dispor dos meus bens na forma das leis do Império para ... de minha morte. 

Declaro que sou Católica e Apostólica Romana e nesta fé protesto viver e morrer.

Declaro que nasci no Distrito da Gloria Freguesia da Vila de Queluz e sou filha legitima de JOSE LOPES DE FARIA e JOSEFA MARIA DE JESUS.

Declaro que fui casada com FABIANO PEREIRA DA SILVA, já falecido e deste matrimonio tivemos dez filhos os quais são JOÃO, MANOEL já falecido, FRANCISCO, MARIA, CUSTODIA, JOAQUINA, CANDIDA, ANA, THEODORA, ANTONIA já falecida.

Declaro que ... deixo a minha neta Ana filha de meu filho João uma escrava de nome Catarina de nação que que também sobrará  da minha terça. Declaro que meu filho João é devedor no montante do casal a quantia de setecentos e tantos mil reis como conta no inventário, que se fez por morte de meu marido e quero que esta quantia seja paga e não em baixo de minha terça sem que os mantem vias contenção com ele.

Declaro que o restante de minha terça será repartida pelos oito herdeiros ficando de fora os herdeiros João e Ana

Declaro que se eu falecer .. meu corpo será envolto no hábito de são Francisco de quem sou irmã e quero que se mande dizer tantas missas de corpo presente, quantos forem os clérigos que houver no lugar em que for meu corpo sepultado e ainda acompanharem e se dará a cada um clérigo pelas missas quatro mil reis de esmolas=

Meu testamenteiro mandará dizer trinta missas por minha alma e vinte pela alma de meu marido.

E desta forma dou este meu testamento e ultima vontade por concluído.

Distrito da Vila de São João Nepomuceno, 4 de maio de 1844

A rogo de Dona Maria da Assumpção

 

6-1 Joaquina Maria da Assunção, natural e batizada na freguesia de Queluz. Casou-se, aos 23-07-1810, com Francisco Celestino, também natural de Queluz, exposto do Reverendo Francisco Vieira.

Itaverava-MG. Aos 23-07-1810 na Capella da Senhora dos Remedios, filial da freguesia da Senhora da Piedade da Villa de Barbacena (...) os contrahentes Francisco Celestino, exposto à porta do Reverendo Francisco Vieira, natural e batizado na Freguesia da Villa de Queluz, e Joaquina Maria da Assumpçao, filha legitima do Alferes Fabiano Pereira da Silva e de Maria de Assumpçao, natural e batizada na dita Freguesia, e ambos moradores nesta da Itaverava (...) e sem impedimento algum, como mostraram (...) Tts: Bento Dornellas da Costa e Antônio Dornellas da Costa.

6-2 Custodia Maria da Assunção, natural e batizada na freguesia de Queluz. Casou-se, aos 26-02-1810, com Manoel Pereira Neves, natural de Itaverava, filho de outro Manoel Pereira Neves e Ana Francisca de Jesus.

Barbacena-MG. Aos 26-02-1810 (...) na Capella da Senhora dos Remedios, filial desta Matriz de Barbacena (...) matrimonio dos cc Manoel Pereira Neves, filho leg. de outro e de Ana Francisca de Jesus, natural e batizado na Freguesia de Itaberava, e Custodia Maria da Assumçao, filha legitima do Fabiano Pereira da Silva e de Maria de Assumpçao, natural e batizada na freguesia de Queluz. Test.: Luis da Silva Pinto e João Antonio da Crus (pesq. de Geraldo Pontes Araújo).

Pais de, pelo menos:

6-2-1 Maria Francisca aos 22-11-1824 casou com João Rodrigues Braga, filho de Vicente Rodrigues Braga e Teresa Joaquina de Mendonça - família Antonio Coelho Valadão.

Barbacena, MG - capela dos Remedios aos 22-11-1824 João Roiz Braga, f. de Vicente Roiz Braga e Theresa Joaquina; = Maria Francisa, f. de Manoel Per.ª Neves e Custódia Maria.

 

6-3 Ana Maria da Assunção batizada em 01-08-1798 na capela de Remédios, freguesia de Barbacena. Com 18 anos casou-se, aos 02-09-1816, com o Alf. José Alves Vieira, com 29 anos, natural de Guarapiranga, filho de Manoel Alves Marques, e de Maria Vieira de Souza.

Barbacena-MG. Aos 1°-08-1798 na Capela da Senhora dos Remédios filial desta Matriz de Barbacena (...) batizou e pos os santos óleos a Ana inocente filha legitima de Fabiano Pereira da Silva e Maria da Assumpçao. Pad.: Manoel Pereira das Neves e Ana Francisca mulher todos desta freguesia (pesq. de Geraldo Pontes Araújo).

 

Itaverava-MG, Igreja Santo Antonio. Aos 02-09-1816 na Capella da Senhora da Piedade da Espera, filial desta matriz (...) em presença das testemunhas João Baptista Condé e José Francisco Nunes, (...) em que se declarava não haver impedimento algum, assistiu ao matrimônio (...) os contrahentes Alferes José Alves Vieira, de idade de 29 anos, filho legitimo de Manoel Alves Marques, e de Maria Vieira de Souza, natural e batizado na Freguesia de Guarapiranga, e Anna Maria da Assumpçam, filha legitima do Alferes Fabianno Pereira da Silva e de Maria de Assumpçam, de idade de 18 anos, natural e batizada na Freguesia da Villa de Barbacena, e ambos os contrahentes são moradores nesta Freguesia da Itaverava.

6-4 João, batizado em 26-10-1799 na Ermida de Sra. das Dores, na freg. de Queluz.

Barbacena-MG. Aos 26-10-1799 na Ermida da Senhora das Dores filial da Matriz de Queluz (...)batizou e pos os santos óleos a Joao inocente filho legitimo de Fabiano Pereira da Silva e Maria da Assumpçao. Pad.: Jose Lopes de Faria e Leonor Maria da Assumpção todos desta freguesia (pesq. de Geraldo Pontes Araújo).

Teve, pelo menos, a filha:

6-4-1 Ana, legatária da avó paterna: “deixo a minha neta Ana filha de meu filho João uma escrava de nome Catarina de nação”

 

          Em 1844, no testamento materno, consta que Antonia já era falecida.

 

6-5 Antonia Maria da Assunção batizada em 14-06-1802 na capela de Remédios, freguesia de Barbacena-MG. Aos 11-09-1820 casou com José Dutra de Castro, natural de Barbacena, filho de Antonio Dutra Nicacio, e de Maria Joaquina de São José - família Bernardina Caetana do Sacramento.

Barbacena-MG. Aos 14-06-1802 na Capela da Senhora dos Remédios filial desta Matriz de Barbacena (...) batizou e pos os santos óleos a Antonia inocente filha legitima de Fabiano Pereira da Silva e Maria da Ascençao. Pad.: Antônio Furtado de Campos e Maria da Ascenção mulher (pesq. de Geraldo Pontes Araújo).

 

Itaverava-MG, Igreja Santo Antonio. Aos 11 dias do mes de Setembro de 1820 annos na Capella da Senhora dos Remedios filial da freguesia de Barbacena (...) José Dutra de Castro, filho legitimo de Antonio Dutra Nicacio, e de Maria Joaquina de São José natural da dita Freguesia de Barbacena, e morador na da Pomba, e Antonia Maria da Assumpçam, filha legitima do Alferes Fabião Pereira da Silva e de Maria de Assumpçam natural da Freguesia de Barbacena, e moradora nesta da Itaverava. Test.: Bento Joaquim Pereira e Antonio Furtado de Mendonça.

6-6 Teodora Maria da Assumpção, natural de Itaverava-MG. Aos 22-08-1821 casou com Fernando Antonio Dutra, natural de Prados, filho de Antonio Dutra Nicacio, e de Maria Joaquina de São José - família Bernardina Caetana do Sacramento.

Itaverava-MG, Igreja Santo Antonio. Aos 22 dias do mes de Agosto de 1821 annos na Capella da Senhora dos Remedios filial da matriz de Barbacena (...) Fernando Antonio Dutra, natural da freguesia de Prados, filho legitimo de Antonio Dutra Nicacio, e de Maria Joaquina de Sam José, morador na Freguesia do Pomba, e Theodora Maria da Assumpção, filha legitima do Alferes Fabiano Pereira da Silva, e de Maria da Assumpção, natural desta Freguesia de Itaverava, onde he moradora. Test.: Padre João Dias de Siqueira e Cap. Bento Joaquim Pereira.

6-7 Francisco, batizado em 10-07-1804 na Capela da Sra. dos Remédios, na freg. de Barbacena.

Barbacena-MG. Aos 10-07-1804 Capela da Senhora dos Remédios filial desta Matriz de Barbacena (...) batizou e pos os santos óleos a Francisco inocente filho legitimo de Fabiano Pereira da Silva e Maria da Assumpçao. Pad.: Basilio Antonio Furtado e sua mulher Maria Isabel todos desta freguesia (pesq. de Geraldo Pontes Araújo).

6-8 Manoel, já falecido em 1844 (citado no testamento materno).

 

6-9 Maria, vivia em 1844 (citada no testamento materno).

 

6-10 Cândida, vivia em 1844 (citada no testamento materno).

 

7- Lourenço Pereira da Silva batizado em 19-08-1764.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 19-08-1764 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Lourenço n. aos 10 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, np de Jose da Silva Pinto n. da freg. de Santa Maria de Oliveira Bispado do Porto e s/m Maria Pinta n. da freguesia de Santo Andre de Medim do mesmo Bispado do Porto, nmaterno de Antonio Nogueira Viana, n. da Vila de Vianna do Arc. de Braga e de Teresa Maria da Silva n. da vila de Matozinhos Bispado do Porto, foram padrinhos Manoel da Costa Gontijo e s/m Antonia Maria da Costa, digo de Azevedo, todos desta freguesia.

          Em 01/07/1790 casou com Joana Maria da Assunção batizada em 15-09-1767, filha de José Lopes de Faria e Josefa Maria de Assunção, já citados.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG) Casamentos Queluz 1795-1824, fl. 74). Glória, 01/07/1790, Lourenço Pereira da Silva, filho de Luís da Silva Pinto e de Leonor Pereira, com Joanna Maria, filha de Joze Lopes de Faria e de Josefa Maria de Assumpção, ambos desta freguesia. Testemunha: Lourenço Fernandes Dávila.

 

Conselheiro Lafaiete-MG aos 15-09-1767 na capela de N. Sra da Gloria, filial desta matriz de N. Sra da Conceição dos Campos dos Carijós, bat a Joanna nascia a sete do dito mes, f.l. de José Lopes e de Josefa Maria da Assumpção, foram padrinhos Jo[dobra] Nunes de Moraes e Rita Maria de [dobra], todos desta freguesia.

 

Pais de, q.d.:

7-1 Joaquim Pereira de Souza aos 05-08-1816 casou com Silvéria Maria do Carmo, filha do Cap. João Antonio Henriques e Rosa Dias de Santa Gertrudes - família Manoel Pereira da Silva Cap. 1º, neste site.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG). Casamentos da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição da Real Vila de Queluz Livro de Casamentos 1795/1883, Tomo I (1795/1824) 105 Capela Nova, 05/08/1816, Joaquim Pereira de Souza, desta freguesia, filho de Lourenço Pereira e de Joanna Maria, com Silveria Maria do Carmo , também desta, filha do Capitão João Antonio Henriques e de Roza Dias de Santa Gertrudes.

7-2 Josefa Maria de Assunção, casada em 09-01-1814 com Lino Antônio da Silva, filho de Manoel Antônio da Silva e de Antonia Maria de Oliveira.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 106 Capela Nova, 09-01-1814, Lino Antonio da Silva, da freguesia de Guarapiranga, filho de Manoel Antonio da Silva e de Antonia Maria de Oliveira, com Jozefa Maria da Assumpção, desta, filha de Lourenço Pereira da Silva e de Maria Joanna (sic) da Assumpção.

7-3 Maria Joana da Assunção, casada em 10-01-1814 com José Joaquim de Souza, exposto.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 106v Matriz, 10-01-1814, Joze Joaquim de Souza, natural de Itaverava, exposto a Manoel Teixeira, com Maria Joana da Assumpção, desta freguesia, filha de Lourenço Pereira da Silva e de Joanna Maria da Assumpção.

7-4 Manoel Pereira da Silva, natural e batizado na freguesia de Queluz. Casou-se, aos 03-02-1814, com Ana Custódia, também natural de Queluz, filha do Alf. Antônio José Ferraz, e de Eusébia Joaquina.

Itaverava-MG, Igreja Santo Antonio. Aos 03-02-1814 na Capella do Lamim, filial desta matriz de Itaverava (...) e sem impedimento, (...) os contrahentes Manoel Pereira da Silva, filho legitimo de Lourenço Pereira da Sylva e de Joana Maria da Assumpção, e Anna Custodia, filha legitima do Alferes Antônio José Ferrás, e de Euzébia Joaquina, ambos naturais e batizados na Freguesia da Senhora da Conceição da Real Villa de Queluz, ahonde hé morador o contrahente, e a contrahente nesta Freguesia, (...). Tts: Pedro José Davila, e o Alferes Manoel Lopes de Faria.

7-5 Ana Maria da Assunção aos 12-07-1815 casou com Francisco Antunes Vieira, filho de José Antunes Vieira e Francisca da Fonseca Cabral - família “Gonçalo de Almeida Collaço”, neste site.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), Casamentos da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição da Real Vila de Queluz, Capela Nova, 12/07/1815, Francisco Antunes Vieira, desta freguesia, filho de Joze Antunes Vieira e de Francisca da Fonseca Cabral, com Anna Maria da Assumpção, filha  de  Lourenço Pereira da Silva e de Joanna Maria da Assumpção.

7-6 Leonor Maria da Assunção aos 14-02-1820 casou com Francisco Gonçalves Filgueiras, exposto.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), Casamentos da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição da Real Vila de Queluz, Livro de Casamentos 1795/1883, Tomo I (1795/1824) fls. 122 Capela Nova, 14/02/1820, Francisco Gonçalves Filgueira, exposto a Clara Maria de Jesus, com Leonor Maria da Assumpção, filha de Lourenço Pereira da Silva e de Joanna Maria da Assumpção, ambos desta freguezia.

7-7 João, batizado em 14-02-1807.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 14-02-1807 na ermida de N. Sra das Dores, filial desta matriz da Villa de Queluz, bat a João, f.l. de Lourenço Pereira da Silva e de Joanna Maria da Assumpção, foram padrinhos Manoel Pereira da Silva e Maria Antonia de Jesus, estes da freguesia de Barbacena, e aquelles, desta.

7-8 Francisca, batizada em 06-04-1812.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 06-04-1812 na ermida de N. Sra das Dores, filial desta matriz da Villa de Queluz, bat a Francisca, f.l. de Lourenço Pereira da Silva e de Joanna Maria da Assumpção, foram padrinhos Jose Antonio de Barros e sua mulher Francisca Alves de Souza, da freguesia de Guarapiranga, os mais desta.

7-9 José, batizado em 17-07-1814.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 17-07-1814 nas Dores, bat a José, f.l. de Lourenço Pereira da Silva e de Joanna Maria da Assumpção, foram padrinhos o Alferes Joaquim Lopes de Faria e sua mulher d. Effigenia Maria do Ceo, todos desta freguesia.

 

8- Maria Luísa da Silva batizada em 08-09-1766. Em 10/02/1792 casou com Domingos Fernandes da Costa, filho de Manoel Fernandes da Costa e Maria de Jesus.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 08-09-1766 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Maria n. aos 30 de agosto do dito ano, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, foram padrinhos Alf. Francisco Lopes Fernandes e Maria da Silva de Jesus, todos desta freguesia.

 

Aos 10/02/1792, na  Capella de Santo Amaro, filial desta Matriz de Nossa Senhora da Conceição da Real Villa de Queluz, da Comarca do Rio das Mortes, Bispado de Mariana, ... sem descobrir impedimento algum canônico nem eu o saber ... das testemunhas Antonio da Silva Pinto e Manoel Pereira da Silva ... se receberam em face da Igreja por palavras de prezente Domingos Fernandes da Costa, filho legítimo de Manoel Fernandes da Costa e de Maria de Jesus, e Maria Luiza da Silva, filha legítima do Alferes Luís da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva,  naturaes e baptizados nesta Freguezia... (pesq. Diego Duque Guimarães).

Pais de, pelo menos.:

8-1 Miguel Fernandes da Costa casado em 11-06-1817 com Antônia Maria de Oliveira, filha de José da Costa de Oliveira e de Antônia Felícia Rosa.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 107v Matriz, 11-06-1817, Miguel Fernandes da Costa, desta freguesia, filho de Domingos Fernandes da Costa e de Maria Luiza da Silva, com Antonia Maria de Oliveira, desta, filha de Joze da Costa de Oliveira e de Antonia Felicia Roza.

8-2 Joaquina batizada em 18-01-1798, na capela de Santo Amaro.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 18-01-1798 na capella de Santo Amaro, filial desta matriz de Nossa Senhora da Conceipção da Real Villa de Queluz (...) bat e pos os Santos Oleos (...) a Joaquinna, parvola, nascida a nove, f.l. de Domingos Fernandes da Costa e de e de Maria Luiza da Silva. Foram padrinhos Domingos Coelho de Oliveira, solteiro, e Joaquina Maria de Jesus, casada, todos desta freguesia.

8-3 Ana Maria da Silva, batizada em 30-12-1799, na capela de Santo Amaro. Casada em 04-08-1819 com João Marques de Araújo, filho de Manoel Marques de Araújo, natural da freguesia de Santa Ana de Vimieira Arc. Braga e de Eugênia Angélica do Sacramento, natural de Carijós, neto paterno de Manoel Marques e Maria de Souza, neto materno de Manoel da Costa Silva e Maria da Piedade.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 30-12-1799 na capella de Santo Amaro, filial desta matriz de Nossa Senhora da Conceipção da Real Villa de Queluz (...) bat e pos os Santos Oleos a Anna, parvola, f.l. de Domingos Fernandes da Costa e de e de Maria Luiza da Silva, foram padrinhos Felicio José de Figueiredo, cazado, e Angelica Roza do Paraizo, solteira.

 

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 113v Santo Amaro, 04-08-1819, João Marques de Araújo, filho de Manoel Marques de Araújo e de Eugenia Angelica do Sacramento, com Anna Maria da Silva, filha de Domingos Fernandes da Costa e de Maria Luiza da Silva.

 

Conselheiro Lafaiete, MG aos 19-06-1765 nesta matriz e testemunhas Manoel Fernandes Ribas e Martinho Monteiro Ribeiro, se receberam Manoel Marques de Araujo, n/b na freguesia de Santa Ana de Vimieiro da Comarca e Arcebispado de Braga, f.l. de Manoel Marques e Maria de Souza = com Eugenia Angelica do Sacramento, n/b nesta freguesia, f.l. de Manoel da Costa Silva e Maria da Piedade.

8-4 Maria Rosa da Silva, casada em 25-06-1821 com Manoel Antônio da Costa, filho de Manoel José da Costa e de Francisca Maria de Vilas Boas.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 119 Matriz, 25-06-1821, Manoel Antonio da Costa, natural de Nossa Senhora da Lapa dos Olhos dágua, filial de Prados, filho de Manoel Joze da Costa e de Francisca Maria de Vilas Boas, com Maria Roza da Silva, natural da capela de Santo Amaro desta freguesia, filha de Domingos Fernandes da Costa e de Maria Luiza da Silva.

 

8-5 Francisca, batizada em 05-09-1801, na capela de Santo Amaro.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 05-09-1801 na capella de Santo Amaro, filial desta matriz de Nossa Senhora da Conceipção da Real Villa de Queluz (...) bat e pos os Santos Oleos a Francisca, parvola, f.l. de Domingos Fernandes da Costa e de e de Maria Luiza da Silva, foram padrinhos Jose Coelho Nogueira, solteiro, e Maria Antonia de Jesus, casada, todos desta freguesia.

 

9- Inácio da Silva Pinto batizado em 21-03-1768. Aos 04/02/1792 em São João del Rei, com registro em Conselheiro Lafaiete-MG, Inácio casou com Leonor Pereira de Jesus, filha do falecido Pedro José Ribeiro e Ana Maria da Conceição - família Alexandre Pereira de Araújo, sargento mor

Conselheiro Lafaiete, MG aos 21-03-1768 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Ignacio n. aos 3 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, np de Jose da Silva Pinto Maria Pinta, nmaterno de Antonio Nogueira Viana, foram padrinhos Manoel Jose Braga e Ana Teresa de Jesus,desta freguesia.

 

Em 04/02/1792, na matriz da Villa de São João de El Rey, ... sem descobrir impedimento algum nem eu o saber ... das testemunhas o Reverendo Manoel Antonio e Castro e Antonio da Sylva Pinto ... por palavras de prezente e em face da Igreja se receberam em sacramento do matrimônio Ignacio da Sylva Pinto, filho legítimo de Luís da Sylva Pinto Alferes, e de Leonor Pereira de Jesus, digo, da Sylva, e Leonor Pereira de Jesus, filha legítima de Pedro Joze Ribeiro, já defunto, e de Anna Maria da Conceição, naturaes e batizados nesta Villa, ... (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

          Leonor faleceu em 25/07/1849 e foi inventariada no mesmo ano.

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 144, ordem 20, 2° Vara - Ano do inventário: 1849

Inventariado: Leonor Pereira de Jesus

Inventariante: Jose Inacio da Silva (filho)

Local: Fazenda do Bom Sucesso, Rio do Peixe

Pesq. Diego Duque Guimarães

Ela fal. no dia 25/07/1849, sem testamento.

Filhos:

1 – Francisco Ignácio, cas. que foi com Maria Ignácia, pais de:

a- Anna, cc Paulino Ferreira da Motta

b- Francisco Ignácio de Assis, cas.

c- Severino Ignácio de Assis, cas.

d- Maria, cc João Carlos Gonçalves Franco

e- Rita, cc Francisco Antônio Alves

f- Antônio Ignácio de Assis, 23 anos

g- Luisa, 19 anos

h- Joaquina, 20 anos

i- Lucinda, 15 anos

j- Eliziario, 15 anos

 

2 – Anna, cc Joaquim Vicente Pereira

3 – Ignácio José da Silva, cas.

4 – Violante, cc Francisco de Aquino Ramos

5 – Manoel Ignácio da Silva Pinto, cas.

6 – Leonor, cc José Zeferino de Almeida.

7 – José Ignácio da Silva, cas.

8 – João Ignácio da Silva, cas.

9 – Antônio Ribeiro da Silva, cas.

10 – Luiza Ignácia (do ES, no interior do inventário), de 40 anos

11 – Joaquim Ignácio da Silva, cas.

12 – Domingos (Ignácio da Silva Pinto, cc Esméria de Andrade, filha de Manoel Goulart de Andrade, no interior do inventário), já fal., deixou o filho José (Domingues da Silva, no interior do inventário), de 5 anos

 

Curador dos órfãos: (Cap., no interior do inventário) Manuel Antônio de Almeida

Bens: 42 porcas, 18 cabeças de gado, 11 escravos, parte da fazenda do Bom Sucesso em comum com herdeiros

Monte: 9:357$580

 

Compareceram, ou foram representados, doze filhos no inventário materno:

- Ana, batizada em 19-02-1794 não é citada e sim sua irmã mais nova.

Barbacena, MG aos 19-02-1794 na Capela da Ibitipoca bat a Anna, f.l. de Ignacio da Silva Pinto e Lionor Pereira de Jesus foram padrinhos João Gonçalves Pires e Antonia Maria dos Prazeres, todos desta freguesia (pesq. Diego Duque Guimarães)

9-1 Francisco Ignácio, casado que foi com Maria Ignácia, representado pelos dez filhos de seu casal:

9-1-1 Ana Joaquina de São José casada com Paulino Ferreira da Motta. Ana foi inventariada em 1852 por Paulino e deixou três filhos de seu casal:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 77, ordem 4, 1° Vara - Ano do documento: 1852

Inventariado: Ana Joaquina de São José

Inventariante: o viúvo Paulino Ferreira da Motta

Local: Fazenda do Tamanduá, distrito do Rio do Peixe, Vila do Rio Preto

Pesq. Diego Duque Guimarães

Filhos:

1- Maria, de 10 anos

2- Mariana, de 7 anos

3- José, de 4 anos

 

9-1-1-1 Maria, com 10 anos em 1852.

9-1-1-2 Mariana, com 7 anos

9-1-1-3 José Paulino Ferreira da Motta com 4 anos em 1852. Foi casado com Maria Duque da Conceição e faleceu em Lima Duarte em 01-09-1911.

Lima Duarte, MG aos 1°-09-1911, às 17 horas, em residência de João Ferreira da Motta, faleceu o Cap. José Paulino Ferreira da Motta, com 58 anos, casado com dona Maria Duque da Conceição, natural do distrito da cidade, residente em Juiz de Fora, lavrador, f.l. de Paulino Ferreira da Motta e de dona Ana Joaquina da Motta, falecidos, proveniente de inflamação intestinal (pesq. Diego Duque Guimarães).

9-1-2 Francisco Ignácio de Assis, casado.

9-1-3 Severino Inácio de Assis, casado.

9-1-4 Maria, casada com João Carlos Gonçalves Franco

9-1-5 Rita, casada com Francisco Antônio Alves

9-1-6 Antônio Inácio de Assis, 23 anos

9-1-7 Luisa, 19 anos

9-1-8 Joaquina, 20 anos

9-1-9 Lucinda, 15 anos

9-1-10 Eliziario, 15 anos.

9-2 Ana Inácia de Jesus batizada em 19-03-1796. Casou com Joaquim Vicente Pereira.

Barbacena, MG aos 19-03-1796 na Capela da Ibitipoca bat a Anna, f.l. de Ignacio da Silva Pinto e Lionor Pereira de Jesus foram padrinhos João Gonçalves Pires e Antonia Maria dos Prazeres, todos desta freguesia (pesq. Diego Duque Guimarães)

          O inventário de Joaquim Vicente foi aberto em 1853 no distrito do Rio do Peixe. Compareceram a viúva inventariante e nove filhos do casal:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 23, ordem 15, 1° Vara - Ano do documento: 1853

Inventariado: Joaquim Vicente Pereira

Inventariante: a viúva Ana Ignácia de Jesus

Local: Fazenda Boa Vista, distrito do Rio do Peixe, termo do Rio Preto

Pesq. Diego Duque Guimarães

Filhos:

1- José Vicente Pereira, cas., 34 anos

2- Joaquina Filisbina de Jesus, cc Domeciano Gomes da Fonseca, 32 anos

3- Ignácia Angélica de Jesus, cc Joaquim Cezario da Silva Pinto, 28 anos

4- Manoel Vicente Pereira, cas, 23 anos

5- Domeciano da Silva Pereira, solt., 24 anos

6- Antônio Vicente Pereira, 21 anos, solt.

7- João Vicente Pereira, solt., de 19 anos

8- Delfina Maria da Conceição, de 17 anos

9- Joaquim Amâncio da Silva Pereira, solt., de 16 anos

 

9-3 Inácio José da Silva batizado em 28-10-1797. Estava casado em 1849.

Barbacena, MG aos 28-10-1797 na Capela da Ibitipoca bat a Inacio, f.l. de Ignacio da Silva Pinto e Lionor Pereira de Jesus foram padrinhos Manoel Rodrigues Tavares e Antonia Maria dos Prazeres, todos desta freguezia (pesq. Diego Duque Guimarães)

          Provavelmente é o que consta no fogo 110 no censo de 14/10/1831 de Conceição do Ibitipoca, casado com vários filhos (fonte: Cedeplar):

Fogo 110: 1 Inácio José 35 branco Casado livre

2 Rita Vitória 30 branco Casado livre

3 João 8 branco S/ inf. livre

4 Antônio 6 branco S/ inf. livre

5 Francisco 2 branco S/ inf. livre

6 Manoel 1 branco S/ inf. livre

7 Carolina 4 branco S/ inf. livre

mais 13 escravos.

 

9-4 Violante, em 1849 estava casada com Francisco de Aquino Ramos.

          Comparar com Francisco de Aquino Ramos, filho de João de Almeida Ramos e Teresa Maria de Jesus, estava casado em 1849 - família “Francisco de Oliveira Braga” § 2º.

 

9-5 Manoel Inácio da Silva Pinto, estava casado em 1849.

          Muito provavelmente o Manoel Inácio da Silva Pinto inventariado em 1864 em São Francisco de Paula, no município de Juiz de Fora, por sua segunda mulher Ana de Jesus Clara.

          Manoel foi casado primeira vez com Rita de Cássia, falecida durante a inventariança paterna, filha de João de Almeida Ramos, falecido em 25-04-1849 e Teresa Maria de Jesus - família “Francisco de Oliveira Braga” § 2º.

Arquivo Histórico da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Grupo B  Código: 313  -  Caixa: 30-B - Ano do inventário: 1864

Inventariado: Manoel Ignácio da Silva Pinto

Inventariante: Ana de Jesus Clara

Local: S. Francisco de Paula

Pesquisa: Diego Duque Guimarães

 

- Aos 11/07/1864, nesta fazenda da Conceição em S. Francisco de Paula, faleceu Manoel Ignácio da Silva Pinto, casado que foi com Ana de Jesus Clara.

 

Filhos com a primeira esposa, Rita de Cássia:

1- Maria, cc João de Arantes Lage

2- Ignácio José de Almeida, cas., 37 anos

3- Manoel Ignácio, cas., 34 anos

4- João Ignácio de Almeida, cas., 30 anos

5- Mariana, cc João Pedro da Silva Pinto

6- Joaquim, 24 anos

7- Joaquina, cc Benedito Rodrigues dos Santos

8- Cândida, cc Francisco Anastácio Goulart

 

Filhos com Ana de Jesus Clara:

1-José, 18 anos

2- Antônio, 16 anos

3- Francisco, 14 anos

Filhos com Rita de Cássia:

9-5-1 Maria, viúva em 1849. Em 1864 estava casada com João de Arantes Lage.

9-5-2 Ignácio José de Almeida, casado em 1849. Com 37 anos em 1864.

9-5-3 Manoel Ignácio, com 18 anos em 1849. Casado e com 34 anos em 1864.

9-5-4 João, 16 anos. João Inácio de Almeida, casado, com 30 anos em 12864.

9-5-5 Mariana, 13 anos. Casou com João Pedro da Silva Pinto.

9-5-6 Joaquim, 11 anos em 1849 e 24 anos em 1864.

9-5-7 Francisca, 8 anos em 1849. Não é citada, nem representada, em 1864.

9-5-8 Joaquina, 6 anos em 1849. Casou com Benedito Rodrigues dos SAntos.

9-5-9 Cândida, 5 anos em 1849. Casou com Francisco Anástacio Goulart.

 

Filhos de Manoel com Ana Clara:

9-5-10 José com 18 anos em 1864.

9-5-11 Antonio com 16 anos.

9-5-12 Francisco com 14 anos.

 

9-6 Leonor (ou Leonarda) Porcina de Jesus batizada em 25-05-1801.

Barbacena, MG aos 25-05-1801 na Capela da Sra da Conceição de Ibitipoca bat a Lionor, f.l. de Ignacio da Silva Pinto e Lionor Pereira de Jesus foram padrinhos o Alf. Jose Alves Garcia e Joaquina Antonia de Sam José, todos desta freguezia (pesq. Diego Duque Guimarães).

          Aos 26-09-1825 casou com José Zeferino de Almeida, filho de José de Almeida Ramos e Rita Maria de Santo Inácio - familia Francisco de Oliveira Braga § 2º.

Aos 26/09/1825, na Capella do Rio do Peixe, filial desta matriz de Barbacena, ... se receberão por em matrimônio José Zeferino de Almeida, filho legítimo de José de Almeida Ramos e Rita Maria de Santo Ignácio, e Leonor (ou Leonarda) Porçina de Jesus, filha legítima de Inácio da Silva Pinto e de Leonor Pereira de Jesus, .. Testemunhas: Antônio de Sá Fortes e Manoel Ignácio da Silva Pinto (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

9-7 João Ignácio da Silva, batizado em 08-09-1802. Estava casado em 1849.

Barbacena, MG aos 08-09-1802 na Capela da Sra da Conceição de Ibitipoca bat a João, f.l. de Ignacio da Silva Pinto e Lionor Pereira de Jesus foram padrinhos Valentim da Silva Pinto e Ana Maria de Souza (pesq. Diego Duque Guimarães).

9-8 José Inácio da Silva, batizado em 12-09-1802. Inventariante materno.

Barbacena, MG aos 12-09-1802 na Capela da Sra da Conceição de Ibitipoca bat a Jose, f.l. de Ignacio da Silva Pinto e Lionor Pereira de Jesus foram padrinhos Jose Delgado Motta e Ana Jacinta de Jesus (pesq. Diego Duque Guimarães).

          Foi casado com Constança Maria de Jesus, inventariada em 1864.

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 92, ordem 3, 2° Vara - Ano do inventário: 1864

Inventariado: Constança Maria de Jesus

Inventariante: José Ignácio da Silva

Local: Fazenda do Bom Sucesso, distrito do Rio do Peixe

Pesq. Diego Duque Guimarães

Filhos do casal:

1 – Domingos Gomes da Silva, cas.

2 – José Gomes da Silva, cas.

3 – Joaquim Ignácio Rodrigues, solt. de 22 anos

4 – Maria Carolina de Jesus, de 20 anos

5 – Francisca, de dez anos

6 – Manuel, de 9 anos

Louvado: Manoel Antônio de Almeida

Pais de seis filhos:

9-8-1 Domingos Gomes da Silva, casado. Domingos Inácio da Silva foi casado com Maria do Rosário e pais de, pelo menos:

9-8-1-2 Antonio Inacio da Silva, dispensados do impedimento de consanguinidade em 4º grau lateral duplo de dois troncos, casou com Joana Teresa de Almeida, filha de Prudente Clementino de Almeida e Inácia Felizarda da Costa Pires, neta paterna de Manoel Antonio de Almeida Ramos e Joana Teresa do Espirito Santo (1-5 supra) - família Francisco de Oliveira Braga § 2º.

Transcrição de Luciana Viana Assunção e disponibilizado por Diego Duque Guimarães.

Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana (AEAM)

Local: Paula Lima (Chapeu d’Uvas)

Armário 32 – Pasta 7790 – Reg. 77898

Processo Matrimonial de Antonio Ignacio da Silva e Joanna Thereza de Almeida – 1898

Consg. em 4° lat eg duplo de 2 troncos

 

Exmo. Rvmo. Snr.

Querem se cazar Antonio Ignacio da Silva e Joanna Thereza de Almeida elle filho legitimo de Domingos Ignacio da Silva e Maria do Rosario que não são parentes entre si da freguezia do Rosario do Chapeu d’Uvas, ella filha legitima de Prudente Clementino de Almeida e Ignacia Felizardo da Costa Pires consanguinios em 3° grao e desta freguezia de Lima Duarte do Bispado de Mariana, mas obsta-lhes o impedimento de consanguinidade complicada como passão a expor: Ignacio da Silva Pinto bisavô do orador por seu avô paterno e Antonio da Sa. Pinto bisavô da Oradora por sua avó paterna erão irmãos de pai e mai e estes não erao parentes entre si; Leonor de Js. bisavó do orador por seu avô paterno e Maria Josepha [bisavó da oradora] por sua avó paterna erao irmãs de pai e mai e estes também não erao parentes entre si e assim vão suplicar... , esperando a graça pedida e commutação das penitencias.

O Pe. Pedro Nogra. da Silva

 

9-8-2 José Gomes da Silva, casado

9-8-3 Joaquim Ignácio Rodrigues, solteiro de 22 anos

9-8-4 Maria Carolina de Jesus, de 20 anos

9-8-5 Francisca, de dez anos

9-8-6 Manoel, de 9 anos

 

9-9 Antônio Ribeiro da Silva, casado.

9-10 Joaquim Ignácio da Silva, batizado em 10-08-1808. Casado em 1849

Barbacena, MG aos 10-08-1808 na Capela da Sra da Conceição de Ibitipoca, filial desta matriz de Barbacena, bat a Joaquim, f.l. de Inacio da Silva Pinto e Leonor Pereira de Jesus foram padrinhos Jose Mrz de Andrade e Inacia Felizarda da Costa, todos desta freguesia (pesq. Diego Duque Guimarães).

9-11 Luiza Ignácia do Espirito Santo, de 40 anos

9-12 Domingos Inácio da Silva Pinto casado com Esméria de Andrade, filha de Manoel Goulart de Andrade. Já falecido em 1849, deixou o filho José Domingues da Silva, de 5 anos

 

10- Felizarda Maria da Silva batizada em 19-03-1770. Em 08-02-1796 casou com João Alves Ribeiro, natural de Guarapíranga-MG, filho de Maria Rosa de Jesus.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 19-03-1770 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Felizarda n. a 11 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva foram padrinhos Pedro Joze Ribeyro e Helena do Sacramento, desta freguezia (pesq. Diego Duque Guimarães)

 

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 10v) Santo Amaro do Camapuã, 08/02/1796, João Alves Ribeiro, natural de Guarapiranga, filho de Maria Roza de Jesus, com Felizarda Maria Bernarda da Silva, natural da Capela do Glória desta freguesia, filha do Alferes Luíz da Silva Pinto e de Leonor Pereira da Silva.

 

          Felizarda teria falecido em 1809, tendo seu inventário sido aberto dezesseis anos depois na freguesia da Pomba. Compareceram cinco filhos do casal:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 5, ordem 9, 1° Vara - Ano do documento: 1825

Inventariado: Felizarda Maria da Silva

Inventariante: o viúvo João Alves Ribeiro

Local: Fazenda Pouso Alegre, freg. do Pomba

Pesq. Diego Duque Guimarães

 

... que a sua falecida mulher era natural da Vila de Queluz, e que falecera no ano de 1809, ... deixou os filhos seguintes:

1- João Alves Ribeiro, 26 anos

2- Manoel Antonio Ribeiro, 25 anos

3- Ana Felizarda da Silva, cc Manoel Teixeira Lopes

4- Francisco Alves Ribeiro, 18 anos

5- Maria Felizarda da Silva, 16 anos 

 

Bens de raiz: fazenda do Pouso Alegre, em comum com um herdeiro de nome Domingos Dias Moreira.

          Em 1839, João Alves comparece, viúvo com 60 anos, no censo do Distrito de Descoberto, na freguesia do Pomba, no primeiro quarteirão, fogo 23, com vários escravos,: 

1 23 1 João Alves Ribeiro 60 branco Viúvo livre

        2 José 23 crioulo Solteiro escravo

        3 Maria 20 crioulo Solteiro escravo

        4 Rita 1 crioulo Solteiro escravo

        5 Francisca 10 pardo Solteiro forro

        6 Maria 20 pardo Solteiro forro

        7 Manoel 2 pardo S/ inf. livre.

10-1 João Alves Ribeiro, solteiro em 1825, com 26 anos.

10-2 Manoel Antônio Ribeiro, tambem solteiro, com 25 anos.

10-3 Ana Felizarda da Silva, batizada em 21-06-1802, na capela de Santo Amaro. Em 1825 estava casada com Manoel Teixeira Lopes.

Conselheiro Lafaiete-MG aos 05-09-1801 na capella de Santo Amaro, filial desta matriz de Nossa Senhora da Conceipção da Real Villa de Queluz (...) bat e pos os Santos Oleos a Anna, parvola, f.l. de João Alves Ribeiro e de Felizarda Maria da Silva, foram padrinhos Domingos Fernandes da Costa e sua mulher Maria Luiza da Silva.

          Em 1839, Ana comparece, com o marido e prováveis filhos, no censo do Distrito de Descoberto, na freguesia do Pomba, no primeiro quarteirão, fogo 26:

1 26 1 Manoel Teixeira Lopes 60 branco Casado livre

        2 Ana 35 branco Casado livre

        3 Manoel 19 branco Solteiro livre

        4 José 16 branco Solteiro livre

        5 Ana 14 branco Solteiro livre

        6 Francisco 12 branco Solteiro livre

        7 Teodoro 9 branco Solteiro livre

        8 Carlota 7 branco Solteiro livre

        9 Antônio 6 branco S/ inf. livre

      10 Prudência 5 branco S/ inf. livre

      11 Felisbina 4 branco S/ inf. livre

      12 Francisca 2 branco S/ inf. Livre

      Mais 18 escravos 

10-4 Francisco Alves Ribeiro solteiro em 1825, com 18 anos. Comparece, em 1839 no censo do Distrito de Descoberto, na freguesia do Pomba, no primeiro quarteirão, fogo 22, casado com Germana e prováveis filhos:

1 22 1 Francisco Alves Ribeiro 30 branco Casado livre

        2 Germana 20 branco Casado livre

        3 João 4 branco Solteiro livre

        4 Francisca 1 branco Solteiro livre,

10-5 Maria Felizarda da Silva, com 16 anos em 1825, solteira.

 

11- Luís da Silva Pinto batizado em 27-01-1773.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 27-01-1773 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Luiz n. a 12 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, np de Jose da Silva Pereyra e Maria Pinto Guedes, nmaterno de Antonio Nogueyra Viana e Thereza Maria da Silva, foram padrinhos Jeronimo da Costa Guimaraens e sua mulher Damianna de Sam José, desta freguezia (pesq. Diego Duque Guimarães)

          Em 03/02/1800 casou com Leonor Maria de Assunção, filha de José Lopes de Faria e Josefa Maria de Assunção

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 74v Glória, 03/02/1800, Luís da Silva Pinto, filho de Luís da Silva Pinto e de Leonor Pereira da Silva, com Leonor Maria de Assumpção, filha de Joze Lopes de Faria e de Josefa Maria de Assumpção, ambos desta freguesia.

          Em 03-12-1831 Leonor, com 49 anos e viúva, comparece no censo de Senhora dos Remédios com 2 filhos e 20 escravos (fonte: Cedeplar):

Quarteirão 6, fogo 9

1 Leonor Maria da Assumpcao 49 branco Viúvo S/ inf. roça

2 Antonio 16 branco Solteiro S/ inf. roça

3 Anna 24 branco Solteiro S/ inf. roça

mais 20 escravos

          Leonor faleceu no dia 03/02/1840. Deixou seis filhos de seu casal:

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi (Barbacena)

Caixa 9, ordem 7, 1° Vara - Ano do inventário: 1840

Inventariado: Leonor Maria de Assunção

Inventariante: Antonio da Silva Pinto (filho)

Local: Fazenda Brejaúbas, Aplicação de Remédios

Pesq. Diego Duque Guimarães.

Ela faleceu dia 03/02/1840, e era viúva de Luís da Silva Pinto, com quem teve os filhos:

1- D. Luisa (fal.), cc Joaquim Bento Pereira, pais de:

i- Maria, cc Francisco Cravo

ii- Ana, cc João Antunes

iii- Joaquina, cc José Pereira

iv- Joaquim, 15 anos

v- José, 13 anos

vi- Theodora, 11 anos

vii- Antonia, 9 anos

viii- Francisco, 7 anos

ix- Antonio, 5 anos

x- Joam, 4 anos

xi- Leonor, 1 ano

 

2- Maria Luiza, cc Agostinho José e Coelho

3- Antonia, cc Manuel Joaquim Pereira

4- Ana Francisca, 28 anos

5- Theodora, cc Lucas Antunes Vieira

6- Antonio da Silva Pinto

Bens: 35 escravos, metade da Fazenda da Brejaubas (49 alqueires)

11-1 Luísa, já falecida em 1840. Foi casada com Joaquim Bento Pereira e representada no inventário materno pelos onze filhos de seu casal.

11-2 Maria Luiza casada com Agostinho José e Coelho

11-3 Antonia, bat. em 10-06-1808 em Remédios. Casou com Manoel Joaquim Pereira.

Barbacena-MG. Aos 10-06-1808 na Capela da Senhora do Remédios filial desta Matriz de Barbacena (...) batizou e pos os santos óleos a Antônia inocente filha legitima de Luiz da Silva Pinto e Leonor Maria. Pad.: Agostinho José de Avila e Ana Maria, mulher de Lourenço Fernandes de Avila.

11-4 Ana Francisca, 28 anos.

11-5 Teodora, bat. em 20-11-1811 em Remédios. Casou com Lucas Antunes Vieira.

Barbacena-MG. Aos 20-11-1811 na Capela da Senhora do Remédios filial desta Matriz de Barbacena (...) batizou e pos os santos óleos a Teodora inocente filha legitima de Luiz da Silva Pinto e Leonor da Assunção. Pad.: Fabiano Pereira da Silva e sua mulher Maria da Assunção.

11-6 Antonio da Silva Pinto, bat. em 20-11-1814 em Remedios.

Barbacena-MG. Aos 20-11-1814 na Capela do Remédios filial de Barbacena (...) batizou e pos os santos óleos a Antônio inocente filho legitimo de Luiz da Silva Pinto e Leonor Maria. Pad.: Antonio Lopes Ferreira e Tereza Maria.

 

12- João da Silva Pinto batizado em 27-02-1775. Em 13-02-1804 casou com Maria Bernarda de S. José, de Santa Luzia do Sabará, filha de José Cardoso de Lima e de Dionizia Maria dos Anjos.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 27-02-1775 na Capela de N. Sra da Gloria bat a João n. aos 18 do dito mes, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, np de Jose da Silva Pereira e Maria Pinto Guedes, nmaterno de Antonio Nogueira Viana e Thereza Maria da Silva, foram padrinhos Manoel Coelho de Oliveyra e Joaquina da Silva (pesq. Diego Duque Guimarães)

 

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 53v Santo Amaro do Camapuã, 13/02/1804, João da Silva Pinto, desta freguesia, filho do Alferes Luíz da Silva Pinto e de Leonor Pereira da Silva, com Maria Bernarda de São Joze, de Santa Luzia do Sabará, filha de Joze Cardoso de Lima e de Dionizia Maria dos Anjos.

          Maria Bernarda, viúva, aos 15-03-1824 casou segunda vez com Francisco Jorge Cardoso, viúvo de Teodora Martins Cirrea.

Pólis 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG), casamentos Queluz 1795-1824, fl. 136v Matriz, 15/03/1824, Francisco Jorge Cardoso, viúvo de Theodora Martins Correia, com Maria Bernarda de Jesus, viúva de João da Silva Pinto, ambos os contraentes naturais e batizados nesta freguesia.

          Novamente viúva, Maria Bernarda testou na fazenda da Paciência em 05-04-1864 e faleceu aos 11-10-1867. Declarou três filhos do primeiro matrimônio e sem geração do segundo:

Conselheiro Lafaiete, MG, óbitos, Aos 11-10-1867 foi sepultada dentro da matriz Maria Bernarda, idade de 70 anos, mais ou menos, sem sacramentos. O Vigário Vieira.

Testamento de Maria Bernarda de São José

Eu, Maria Bernarda de São José, nat. e moradora neste lugar denominado, digo, nat. de Jaguara e moradora nesta fazenda da Paciência do distrito e freg. da Villa de Queluz, ... Declaro que fui casada primeiramente com o finado João da Silva Pinto, de quem tive três filhos, José, João e Maria, achando-se esta em minha companhia, e em segundas núpcias com Francisco Jorge Cardoso, já fal. também, com quem não tive filhos algum. Declaro que sendo meus herdeiros legítimos os ditos meus três filhos, deixo contudo a minha terça à dita minha filha Maria, em consideração dos serviços que me tem feito, ... com a condição de que, com a morte dela ficar ... a mesma terça pertencendo a seus filhos, meus netos, Maria Umbelina, Herculina, Maria da Conceição, Antonia, José, João e Silverio, os quais forão baptizados como engeitados ...  Deixo como meus testamenteiros em primeiro lugar a dita minha filha Maria Carolina de São José, em sua falta o tenente coronel Manoel Nogueira de Oliveira, e, na falta deste, a Firmino Rodrigues Chaves. Fazenda da Paciência, aos 05/04/1864. ... Segue-se o termo de abertura feito por mim aos 11/10/1867 em casa de minha residência... O Vigário José Vieira de Sousa Barros. Firmino Rodrigues de Almeida. (pesq. Diego Duque Guimarães).

 

João da Silva Pinto e Maria Bernarda tiveram três filhos:

12-1 José, batizado em 21-07-1805

Conselheiro Lafaiete, MG aos 21-07-1805 na Capela de Santo Amaro bat a Jose, f.l. de João da Silva e Maria Bernarda, foram padrinhos José Cardoso Lima e Maria Marques (pesq. Diego Duque Guimarães)

12-2 João.

12-3 Maria batizada em 14-06/1810. Maria Carolina de São José, testamenteira e herdeira da terça materna, teve, segundo o testamento, os seguintes filhos batizados como enjeitados: Maria Umbelina, Herculina, Maria da Conceição, Antonia, José, João e Silverio

Conselheiro Lafaiete, MG aos 14-06-1810 na Capela de Santo Amaro bat a Maria, f.l. de João da Silva Pinto e Maria Bernarda de S. José, foram padrinhos Antonio Rodrigues Braga e Anna Silveria do Carmo, solteiros (pesq. Diego Duque Guimarães)

 

13- Simão Silvestre da Silva batizado em 12-11-1776, último filho de Luís da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva.

Conselheiro Lafaiete, MG aos 12-11-1776 na Capela de N. Sra da Gloria bat a Simão, f.l. de Luiz da Silva Pinto e Leonor Pereira da Silva, n. aos 28 de outubro. Foram padrinhos o Capitão Silvestre da Silva Araujo e D. Anna Maria da Silva (pesq. Diego Duque Guimarães)