PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Sebastião Gonçalves Pombeiro

(atualizado em 29-março-2016)

 

 

Bartyra Sette

 

 

Sebastião Gonçalves Pombeiro, nasceu em S. Pedro de Pombeiro da Serva Arcebispado de Braga, filho de Sebastião Gonçalves e Maria Gaspar.

 

Em S. João del Rei-MG aos 19-12-1741 casou com Joana de Souza, nascida na freguesia da Borda do Campo (ou em Carrancas-MG), filha de Sebastião de Souza, natural do Passo da Tangara Bispado do Porto e Ângela Soares, natural de Guaratinguetá-SP.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei e capelas filiadas, matriz aos 19-12-1741 Sebastião Gonçalves ---ga, n. da freguesia de São P. de Cerva Arc. Braga, f.l. Sebastião [danificado] e Maria Gaspar = cc Joana de Souza, n. freg. Piedade da Borda do Campo, f. Sebastião de Souza e Angela Soares, test.: Antonio Martins Teixeira e Jerônimo Ferreira Guimarães.

 

O casal batizou filhos em São João del Rei e em Carrancas, que encontramos nos livros paroquiais destas freguesias:

 

1- Antonio Gonçalves de Souza, batizado aos 08-11-1742 em S. João del Rei onde aos 14-07-1768 casou com Clara Inácia de Jesus, filha de Diogo da Silveira e Francisca Furtado de Mendonça.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei e capelas filiadas, cap. N. Sra de Nazare aos 08-11-1742 Antonio, f.l. Sebastião Gonçalves ---ga e Joana de Souza, padr.: Jacinto Pereira da Silva e Helena da Silva Chaves, casada.

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei e capelas filiadas, matriz aos 14-07-1768 Antonio Gonçalves de Souza, n. freg. N. Sra do Pilar, f.l. Sebastião Gonçales Pombeiro e Joana de Souza = cc Clara Inacia de Jesus, n. freg. N. Sra do Pilar, f.l. Diogo da Silveira e Francisca Furtado de Mendodnça, test.: Luiz Correa e Dionisio da Silveira.

 

          Clara Inácia faleceu em 03-12-1790 e foi sepultada na Ermida de S. Bento do Campo Belo.

Lavras, MG aos 03-12-1790 faleceu Clara Ignacia de Jesus mulher de Antonio Gonçalves de Souza, sepultada no adro da Ermida de S. Bento do Campo Belo.

          Segunda vez aos 02-06-1793, Antonio casou com Maria Izabel de Lima, batizada em 14-06-1770, filha de José da Silva Lima, natural de Parati-RJ e de Maria Madalena de Siqueira, natural das Carrancas, neta paterna de Manoel da Silva e Domingas Gonçalves, neta materna de Manoel Carvalho e Ana Maria. Com geração na Campanha.

Campanha, MG aos 02-06-1793 nesta matriz se receberam Antonio Gonçalves de Souza, viuvo de Clara Inacia de Jesus falecida e sepultada na freguesia das Lavras do Funil = E Maria Izabel de Lima, f.l., de Jose da Silva Lima e Maria Madalena, n/b nesta freguesia. Testemunhas q aa: Luiz Mendes dos Santos e Vicente Ferreira da S.ª.

 

Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 14-06-1770 matriz, Maria Izabel n. 06-04 do dito ano, f.l. Jose da Silva Lima n. de Parati do Bispado do Rio de Janeiro e Maria Madalena de Siqueira n. das Carrancas Lavras do Funil; np Manoel da Silva e Domingas Gonçalves, maternos Manoel Carvalho e Ana Maria. Foi batizada ao nascer por Andre Rodigues Teixeira o qual foi o padrinho.

2- Sebastião Gonçalves de Souza, batizado aos 06-09-1745 em S. João del Rei-MG. Em Carrancas aos 17-02-1765 casou com Francisca Ramos de Jesus, filha de João Vaz Cardoso e Leonor de Souza.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei e capelas filiadas, cap. S. Gonçalo do Ibituruna aos 06-09-1745 Sebastião, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana, padr.: Domingos Antonio Pereira, casado e Maria da Assunção, solteira.

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 17-02-1765 Sebastião Gonçalves de Souza, n/b na freg. de N. Sra. do Pilar da vila de S. João del Rei, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza; = cc. Francisca Ramos de Jesus, n/b na freg. da vila de Santo Antonio do Vale da Piedade desta comarca.

          Sebastião foi sepultado na capela de S. Gonçalo aos 09-09-1794:

Campanha, MG obitos aos 09-09-1794 na capela de S.Gonçalo foi sepultado Sebastião Gonçalves de Souza, cc Francisca Ramos de Jesus, morador no Cubatão.

Tiveram filhos batizados em Carrancas e na Campanha, q.d.:

2-1 Sebastião, batizado em 26-01-1766. Sebastião Gonçalves de Souza aos 30-05-1788 em Campanha casou com Eva Maria de Siqueira, natural de Jacareí-SP, filha de José Batista de Siqueira e de Maria Francisca, neta materna de Francisco Fernandes Moreira e Inacia Colona de Siqueira - família “Clemente de Siqueira”, neste site.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 26-01-1766 Sebastião, f.l. Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos, padr.: Sebastião Gonçalves Pombeiro e s/m Izabel(sic) de Souza.

 

Campanha, MG Igreja Sto Antonio matr. Aos 3-05-1788 nesta matriz Sebastião Gonçalves de Souza, f.l. Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos de Jesus, n/b na freg. das Lavras = cc Eva Maria de Siqueira, nat. de Jacareí-SP, f.l. José Batista de Siqueira e de Maria Francisca. (pesq. Silvia Buttros)

          Sebastião faleceu de morfeia e foi sepultado aos 16-03-1803.

Campanha, MG aos 16-03-1803 foi sepultado no adro da capela de S. Gonçalo, Sebastião Gonçalves de Souza, morador no Cubatão, de idade 50 anos, de morfea.

Teve os filhos, q.d.:

2-1-1 Ana Gonçalves de Souza casada aos 18-06-1806 com Tome Coelho de Sousa, batizado aos 28-04-1773, filho de Jeronimo Coelho de Souza, natural de S. Martinho Bispado do Porto e de Maria da Assunção Pinta, natural de Itabira-MG, família “João Martins de Azevedo”.

Campanha, MG aos 18-06-1806 Tome Coelho de Sousa, f.l. de Jeronimo Coelho de Souza e de Maria da Assunção Pinta = cc Ana Gonçalves de Souza, f.l. de Sebastião Gonçalves de Souza e de Eva Maria de Siqueira n/b nesta freguesia da Campanha.

 

Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 28-04-1773 Tome de dez dias, f.l. Hieronimo Coelho de Souza n. S. Martinho Bispado do Porto e Maria da Assunção n. da freg. Itaubira deste bispado, padr.: Domingos Alvares de Azevedo e s/m Feliciana da Motta.

Pais de, pelo menos:

2-1-1-1 José, batizado em 21-07-1809.

Campanha, MG aos 21-07-1809 na capela de S. Gonçalo bat a Jose, f.l.de Tome Coelho e Ana Gonçalves de Souza, foram padrinhos Jose Batista de Siqueira e Eva Maria de Siqueira.

2-1-2 João, batizado em 12-04-1793.

Campanha, MG aos 12-04-1793 na capela de S. Gonçalo bat a João, f.l. de Sebastião Gonçalves e Eva de Siqueira; foram padrinhos João Batista, casado e Maria Joaquina filha de Sebastião Gonçalves de Siqueira.

2-2 Manoel, em 21-09-1768. Manoel Gonçalves de Souza aos 14-02-1795 em Campanha casou com Anacleta de Miranda, natural de Lavras, filha de André Mendes de Siqueira e de Isabel Leite de Miranda.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 21-09-1768 cap. Rosario, Manoel, f.l. Sebastião Gonçalves de Souza n. freg. de S. João del Rei e Francisca de Jesus n. da freg. da Campanha do Rio Verde, padr.: Jose Lopes Ferreira e Inacia de Jesus.

 

Campanha, MG Igreja Sto Antonio matr - Aos 14-02-1795 nesta matriz, Manoel Gonçalves de Souza, f.l. Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos de Jesus = cc Anacleta de Miranda, f.l. de André Mendes de Siqueira e de Isabel Leite de Miranda. Ambos os contraentes naturais da freg. de Lavras, (pesq. Silvia Buttros)

2-3 Maria, em 29-09-1770.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 29-09-1770 cap. N. Sra de Nazare filial de S. João del Rei, Maria, f.l. Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos, padr.: Sebastião Gonçalves de Pombeiro e Joana de Souza.

2-4 Ana, em 08-09-1772.

B7: Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 08-09-1772 Ana de quinze dias, f.l. Sebastião Gonçalves de Souza n. da freg. das Carrancas e Francisca de Ramos n. desta freg., padr.: Antonio Gonçalves, casado e Maria Teresa mulher de Fernando --reira Soares. Avos pat. Sebastião Gonçalves de Pombeiro e Joana de Souza, maternos João Vaz Cardoso e Leonor de Souza.

2-5 Ana (outra), batizada em 15-08-1774, padrinho: Raimundo da Silva, casado (pesq. Silvia Buttros).

Campanha, MG aos 15-08-1774 o Revdo Coadjutor Bernarda da Silva Lobo bat. subconditione a inocente Ana, f.l. de Sebastião Gonçalves de Souza, da freg. das Lavras natural, e de Francisca de Ramos, n. da freg. de taubate bispado de S. Paulo; foram padrinhos Raomundo da Silva, casado. Avos paternos Sebastião Gonçalves Pombeiro e Anna(sic) de souza, maternos João Vaz Cardoso e Izabel de Souza.

2-6 Emerenciana, em 22-04-1776. padr.: João Batista Telles, casado e Ana Maria Angelia, solteira e filha de Fernando Pereira Soares (pesq. Silvia Buttros).

Campanha, MG aos 22-04-1776 nesta matriz bat a Emerenciana nascida a mes e meio, f.l. de Sebastião Gonçalves de Souza, n. de Ibituruna freg. da vila de S. João del Rei e de Francisca de Jesus, n. desta matriz da Campanha;foram padrinhos Jose Batista Telles, casado e Ana Maria Angelica, solteira filha de Fernando Pereira Soares. Avos paternos Sebastição Glz Pombeiro e Joana de Souza, maternos Izabel de Souza e João Vaz de Souza.

2-7 Inácia Maria de Jesus batizada na capela de S.Gonçalo do Sapucaí em 1779 (pesq. Silvia Buttros).

Campanha, MG livro suplementos batismos im 15 no ano de 1779, pouco mais ou menos, na capela de S. Gonçalo bat a Inacia, f.l. de Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos de Jesus, foram padrinhos Manoel Jose de Castro e Ana Maria do Nascimento, e por não aparecer este assento, informado, o lancei aqui para todo o tempo constar.

          Em 10-08-1799 casou com Antonio Francisco da Silveira, natural de S. João del Rei, filho de Francisco da Silveira e de Ana Maria Cordeira.

Campanha, MG aos 10-08-1799 nesta matriz Antonio Francisco da Silveira, f. de Francisco da Silveira e de s/m Ana Maria Cordeira, n/b na freg. de S. João del Rei = cc Inacia Maria de Jesus, f.l. de Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos, n/b nesta freguesia.

Pais de, pelo menos:

2-7-1 José, batizado em 04-04-1800.

Campanha, MG aos 04-04-1800 nesta capela de S. Gonçalo bat a Jose, f.l. de Antonio Francisco da Silveira e Inacia Maria de Souza, brancos; foram padrinhos Inacio Jose da Costa e Francisa Ramos de Jesus.

2-8 Francisca, batizada na capela de São Gonçalo do Sapucaí aos 16-12-1781. padr.: Sarg. Mor Francisco de Sales Xavier e s/m D. Maria Luzia (pesq. Silvia Buttros).

Campanha, MG aos 16-12-1781 na capela de S. Gonçalo bat a Francisca, f.l. de Sebastião Gonçalves de Souza e Francisca Ramos; foram padrinhos o Sarg. Mor Francisco de Sales Xavier e s/m D. Maria Luzia.

 

3- Ana Gonçalves de Souza, natural de S. João del Rei. Em Carrancas aos 20-06-1768 casou com Manoel Rodrigues de Almeida, natural de Taubaté-SP, filho de Miguel de Souza e Silva e Ana Maria do Rosário.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) 20-06-1768 Manoel Rodrigues de Almeida, n. vila Taubaté bispado de S. Paulo, f.l. Miguel de Souza Silva e Ana Maria do Rosario; = cc. Ana Gonçalves de Souza, n. da freg. de S. João del Rei deste bispado, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza.

Tiveram filhos batizados em Campanha, q.d.; (pesq. Silvia Buttros)

3-1 Joana, em 24-01-1781.

Campanha, MG aos 24-01-1781 nesta matriz bat a Joana, f.l. Manoel Rodrigues de Almeida, natural de Taubaté-SP e Ana Gonçalves de Souza, natural de S. João del Rei, npaterna Miguel de Souza e Ana Maria do Rosário, nm Sebastião Gonçalves e Joana de Souza. Foram padr.: Jose Gonçalves de Souza e s/m Inacia Maria (pesq. Silvia Buttros)

3-2 Maria, em 07-05-1783, padr.: Raimundo ----- de Mattos.

3-3 Joaquim em 03-05-1788, padrinhos Alf. Domingos José Pereira do Amaral e s/m D. Escolastica

 

4- José Gonçalves de Souza, batizado aos 27-03-1748 também em S. João del Rei.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei e capelas filiadas, cap. S. Gonçalo do Ibituruna aos 27-03-1748 Jose, Sebastião Gonçalves ---ga e Joana de Souza, padr.: Antonio Martins Teixeira, solteiro e Maria Gertrudes casada com Domingos Antonio Pereira.

 

          José casou em Carrancas aos 08-07-1769 com Inácia Maria da Conceição (tambem Inácia Maria de Souza), natural de Taubaté, filha de João Vaz Cardoso e Izabel de Souza.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 08-07-1769 José Gonçalves de Souza, n/b freg. N. Sra do Pilar de São João del Rei, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza; = cc. Inácia Maria da Conceição, n/b freg. S. Francisco das Chagas de Taubaté bispado de S. Paulo, f.l. João Vaz Cardoso e Izabel(sic) de Souza.

          Inácia Maria de Souza testou em São Domingos em 11-04-1815. declarou naturalidade, filiação, o primeiro casamento com José Gonçalves de Souza e presentemente casada com José Batista de Cerqueira, sem geração deste. Declarou a geração de dez filhos do primeiro matrimônio. Deixou legado a neta Maria Vitória casada com Neutel Jose. Seu testamento foi transcrito no livro de óbitos da Campanha em 27-07-1815:

Campanha, MG - Testamento com que faleceu Ignacia Maria de Souza.

Eu, Ignacia Maria de Souza (...) faço o meu testamento na forma seguinte: sou f.l. de João Vaz Cardoso e Izabel de Souza, já falecidos; sou natural da vila de Taubate Bispado de S. Paulo e moradora presentemente na vila da Princesa Bispado de Mariana. Fui casada com Jose Gonçalves de Souza, já falecido, do qual matrimonio tive os seguintes filhos: Thomas = Jose = Manoel = Francisco = Domingos = Maria = Juliana = Angelica = Ignacia e Ana, os quais todos já receberam suas legitimas paternas. Sou casada presentemente com Jose Batista de Cirqueira do qual matrimonio não tive filhos e, para que os meus dez filhos acima nomeados não tivessem prejuizo com o meu segundo casamento, tratei com Jose Batista ser de meeira somente na terça parte dos meus bens; e por isso em minha vida entreguei aos meus herdeiros tudo quanto lhes poderia tocar de legitima materna, o que tudo se fez judicialmente, portanto posso dispor como me parecer dos bens que possuo. Deixo por meus testamenteiros em 1º lugar a meu marido Jose Batista de Cerqueira, em 2º a meu filho Manoel Gonçalves, e em 3º a meu filho Francisco Gonçalves. Encomenda missas. Deixo vinte oitavas a minha neta Maria Vitoria casada com Neutel Jose, e a meu filho Domingos dez oitavas. Deixo a meu marido Jose Batista de Cerqueira por meu universal herdeiro de tudo quanto eu possuir, e quanto este seja falecido no tempo de minha morte, então quero sejam meus herdeiros universais os meus dez filhos acima nomeados ou seus herdeiros. Pedi ao Padre Flavio Antonio de Moraes Salgado que este fizesse e por mim se assinasse. S. Domingos 11 de abril de 1815. Assino a rogo da testadora Ignacia Maria de Souza e como testemunha e=que este fiz. O Pe. Flavio Antonio de Moraes Salgado. Com as testemunhas assinadas Francisco de Paula Bueno, Joaquim Lucio Ferreira, João Chriosostomo da Fonseca Reis, Antonio Ferreira Funxal, Manoel da Costa Penalva. E seguia-se a aprovação do Tabelião. Vila da Campanha da Princesa 27 de Julho de 1815.

 

José Gonçalves e Inácia Maria tiveram dez filhos que chegaram a idade adulta:

4-1 Josefa, batizada em 03-06-1770. Não é citada no testamento materno.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 03-06-1770 cap. N. Sra do Rosario, Josefa, f.l. Jose de Souza Gonçalves n. freg. de S. João del Rei e Inacia Maria da Conceição n. da vila de Taubate, padr.: Sebastião Gonçalves Pombeiro e Leonor(sic) de Souza mulher de João Vaz Cardoso.

4-2 Maria Izabel, batizada em 01-08-1772 em Campanha onde aos 14-11-1802 casou com Inácio Moreira Vieira, daí natural, filho de Inácio Moreira Vieira e Isabel Rodrigues da Silva.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 01-08-1772 matriz, Maria Izabel n. aos 02-07, f.l. Jose Gonçalves de Souza n. freg. S. João del Rei e Inacia Maria Ramos n. freg. Taubate-SP, padr.: Sebastião da Silva Vieira e s/m Margarida de Souza Bicuda. Avos pat. Sebastião Gonçalves de Pombeiro e Joana de Souza, maternos João Vaz Cardoso e Izabel de Souza.

 

Campanha, MG Igreja Sto Antono matr - aos 14-11-1802 nesta matriz, Inácio Moreira Vieira, nat. Campanha, filho de Inácio Moreira Vieira e de Isabel Rodrigues da Silva = cc Maria Isabel, nat. Campanha, f.l. José Gonçalves e Souza, já falecido e Inacia Maria de Jesus. Ambos nts/bts nesta freguesia (pesq. Silvia Buttros)

4-3 Ana Maria, em 08-12-1773.

B7:) Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 08-12-1773 matriz, Ana Maria de um mes, f.l. Jose Gonçalves de Souza n. freg. da vila de S. João del Rei e Inacia Maria Ramos n. de Taubate-SPm avos paternos Sebastião Gonçalves e Joana de Souza, maternos João Vaz Cardoso e Izabel Maria, padr.: Fernando Pereira Soares, casado e Maria filha de Manoel Luiz de Souza Guimarães.

4-4 Tomé Gonçalves de Souza, batizado aos 19-05-1775 na Campanha, Casou com Madalena Francisca de Jesus, viúva de João Tavares da Silva e filha de Belchior de Araújo Sampaio e Ana Rodrigues de Jesus; família “Araujo Martins e Araújo Sampaio” Cap. 2.

Campanha, MG Aos 19-05-1775 bat Thome nascido de mes e meio, f.l. Jose Gonçalves de Souza n. da freguesia da vila de S. João del Rei e Inacia Maria n. da freguesia de Taubate-SP, avos paternos Sebastião Gonçalves e Joana de Souza, avos maternos João Vaz Cardoso e Izabel de Souza. Foram padrinhos Manoel Rodrigues de Almeida e Francisca Ramos mulher de Sebastião Gonçalves (pesq. Silvia Buttros)

          Tomé faleceu aos 03-12-1840. Sem geração legítima, instituiu herdeiros seus três filhos naturais:

CPA02, Lv. 15º  de Testamentos - Campanha da Princesa 1837-1838;

Registro do testamento com que faleceu Thome Gonçalves de Souza de quem é testamenteiro Serino Hortencio Gularte Brum, morador em S. D.os Ditrito da Mutuca = falecido aos 03-12-1840

Thome Gonçalves de Souza, n. da cidade da Campanha, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Ignacia Maria de Souza, já falecidos. Sou cc. Magdalena Francisca de Jesus, viuva que ficou de Joam Tavares da Silva com a qual não tive filhos.

Declaroque não tenho herdeiros ascendentes e nem descendentes se não três filhos naturais que são: Luciana, filha de Maria doCarmo escrava que foi do finado Capitão Manoel de Paiva e Silva a qual forrei no inventário do dito finado Paiva = Maria, filha de Florinda Maria de Jesus = e Maria, filha de Jacinta crioula moradora no Distrito da Varginha = as quais instituo por minhas legitimas herdeiras nas duas partes de meus bens.

O restante de minha terça, cumpridos os meus legados sera do meu afilhado Luiz, que eu forrei gratuitamente quando ele tinha dois anos de idade.

Testamenteiros: 1º Capitão Serino Hortencio Gularte Brum, 2º meu irmão e compadre Manoel Gonçalves de Souza, 3º meu irmão Francisco Gonçalves de Souza.

Declaro que os meus enteados, filho do meu antecessor João Tavares da Silva, estão inteirados de suas heranças paternas.

S. Domingos 17-11-1840 Thome Gonçalves de Souza

Aprovação 17-11-1840

Abertura 03-12-1840

Aceitação 03-12-1840 Serino Hortencio Goularte Brum

 

4-4-1 Luciana filha de Maria do Carmo, escrava que foi do Capitão Manoel de Paiva e Silva

4-4-2 Maria, filha de Florinda Maria de Jesus

4-4-3 Maria, filha de Jacinta crioula moradora no Distrito da Varginha.

4-5 José Gonçalves de Souza batizado em 15-10-1776. Aos 28-11-1795 casou com Florinda Maria de Siqueira, filha de Jose Batista de Siqueira e Maria Francisca de Siqueira - família “Clemente de Siqueira” neste site.

Campanha, MG aos 15-10-1776 nesta matriz bat a Jose nascido fins de Agosto proximo passado, f.l. de Jose Gonçalves natural da vila de S. João del Rei e de Ignacia Maria natural de Taubate. Avos paternos Sebastião Gonçalves e Joana de Souza, avós maternos Joam Vaz Cardoso e Izabel de Souza; foram padrinhos Jose Antonio de Matos e Ana de Souza, casada com Manoel Rodrigues de Almeida.

          Florinda faleceu aos 03-07-1811 e foi sepultada na capela de S. João Batista do Douradinho.

Livro de Óbitos Santana do Sapucaí-MG. Aos tres dias do mes de Julho de mil oitocentos e onze, falecendo da vida presente Florinda Maria de Sequeira, casada que era com Jose Gonçalves de Souza; foi encomendada pelo Padre Capelão Luis Gomes de Oliveira, e sepultada na Capella de São João Baptista do Doiradinho filial desta Matris de Santa Anna de Sapucahy, do que fis este assento. O Vig.ro João Alz. Botão (pesq. Silvia Buttros)

Foram filhos do casal batizados na Camoanha, q.d.:

4-5-1 Barbara em 10-01-1802.

Campanha, MG aos 10-01-1802 na capela de S. Gonçalo bat a Barbara, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Florinda Maria de Siqueira; foram padrinhos Bernardo de Toledo Cura e Ignacia Maria de Siqueira, brancos.

4-5-2 José em 30-06-1804.

Campanha, MG aos 30-06-1804 na capela de S. Gonçalo bat a Jose, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Florinda Maria de Siqueira; foram padrinhos Joaquim Jose Mendes e Eva Maria de Siqueira.

4-5-3 Vicente em 16-06-1807.

Campanha, MG aos 16-06-1807 bat a Vicente, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Florinda Maria de Siqueira; foram padrinhos Francisco Gonçalves de Souza e Joana Francisca de Jesus.

4-6 Manoel Gonçalves de Souza, batizado aos 02-07-179, casou duas vezes. Aos 09-09-1802, em Campanha, com Inácia Maria de Siqueira, natural de Aiuruoca, filha de José Batista de Siqueira e de Maria Francisca falecida em 1819 - família “Clemente de Siqueira”, neste site. Segunda vez Manoel casou com Ana Izabel da Silva.

Campanha, MG aos 02-07-1779 nesta matriz bat a Manoel nascido de tres de abril do presente ano, f.l. de Jose Gonçalves de Souza, natural da vila de S. João del Rei e de Ignacia Maria natural de Taubate, avos paternos Sebastião Gonçalves e Joana de Souza, avos maternos Joam Vaz Cardoso e Isabel de Souza, padrinhos Manoel Luiz de Souza e s/m Maria Bella de Ar.º;

 

Campanha, MG Igreja Sto Antono matr -Aos 09-09-1802 nesta matriz, Manoel Gonçalves de Souza, f.l. José Gonçalves e Souza e Inacia Maria de Souza, n/b nesta freguesia = cc Inácia Maria de Siqueira, natural de Aiuruoca, f.l. de José Batista de Siqueira e de Maria Francisca de Siqueira

          Manoel faleceu com testamento de 15-10-1853, aberto em Campanha aos 14-04-1856. Declarou os filhos de ambos os matrimônios:

CPA 04, Testamentos - Campanha da Princesa 1854-1871;

Registro do testamento com que faleceu Manoel Gon. de Souza a 18-04-1856 de quem é testamenteira D. Anna Izabel da S.ª.

Eu, Manoel Gonçalves de Souza, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Ignacia Maria de Souza, já falecidos, n/b nesta cidade.

Testamenteiros: 1º a minha mulher Anna Izabel da Silva, 2º meu irmão Francisco Gonçalves de Souza, 3º a João Barbosa Rodrigues.

Fui cc. nas primeiras nupcias com Ignacia Maria de Sequeira de cujo consorcio tivemos oito filhos: = Manoel, já falecido e deixou dois filhos naturais de nomes Manoel e Ana; = Jose Gonçalves = Anna, cc. Francisco Ferreira Martins = Iria, cc. Salvador Mendes = Maria, cc. Antonio Caetano de Souza = Isidora, já falecida e deixou duas filhas de nomes Luiza e Mariana = João Gonçalves = e Fedellis Gonçalves; que são meus herdeiros conjuntamente com os filhos de meu segundo matrimonio com Anna Izabel da Silva os quais são os seguintes: Antonio = Joaquim = João = Francisco = Agostinha = Marianna = Anna = Creulia(?) = Claudina = Ignacio = Maria = Theodora que todos reconheço por meus universais herdeiros.

Por falecimento de minha primeira mulher Ignacia Maria em 1819, no mesmo ano se procedeu a inventário e partilhas dos bens do nosso casal tendo eu indenizado a todos os meus filhos de suas legitimas logo que se emanciparam. Declaro que no dito inventário meus filhos sofreram o prejuizo de --- mil reis que por esquecimento não se lançou no inventário uma pequena casa e um quartel de canas e por isso quero que os mesmos sejam indenizados dessa quantia.

Meu filho João Gonçalves deve a quantia de 40$000 procedidos de uma arranchada e benfeitorias no lugar que o mesmo se acha morando que deve entrar para o monte. Meu filho Manoel deve a quantia de 19$000 que tambem deve entrar para o monte, assim como meu filho João alem do valor da arranchação deve 89$560; meu filho Jose a quantia de 8$000, bem como meu filho Fidelles 23$000, a filha Iria 21$000, minha filha Anna 21$000, minha filha Margarida 18$000. minha filha Isidora 18$000, assim como os meus filhos do segundo matrimonio tem em si as quantias seguintes: Antonio 32$000, João Antonio 16$000, Francisco 20$000; Joaquim onze e Agostinha 16$000, e Delfina 34$000 as quais quantias devem entrar para o monte.

Declaro em tempo que alem dos filhos do segundo matrimonio, do primeiro citado tenho mais do primeiro Delfina que por olvidança não se declarou a qual tambem é minha herdeira.

O remanescente da terça deixo aos meus filhos do segundo matrimonio.

Cidade da Campanha 15-10-1853 Manoel Gonçalves de Souza

Aprovação 15-10-1853

Abertura: 18-04-1856

Aceitação 25-04-1856 D. Anna Izabel da Silva

 

Com Inácia Maria teve:

4-6-1 Manoel, batizado em 12-07-1804. Já falecido em 1853. Teve dois filhos naturais: Manoel e Ana.

Campanha, MG Igreja Sto Antonio. Aos 12-07-1804 nesta matriz bat a Manoel de dois meses, f.l. Manoel Gonçalves de Souza, n. e bat Aiuruoca e Inacia de Siqueira natural desta freguesia. Foram padrinhos Jose Batista de Siqueira e Inacia, filha de Inacia Maria de Souza.

4-6-2 José Gonçalves

4-6-3 Ana, casada com Francisco Ferreira Martins

4-6-4 Iria, casada com Salvador Mendes

4-6-5 Maria, casada com Antonio Caetano de Souza.

4-6-6 Izidora, já falecida em 1853. Deixou duas filhas: Luiza e Mariana.

4-6-7 João Gonçalves

4-6-8 Fidelis Gonçalves

4-6-9 Delfina

 

Com Ana Izabel:

4-6-10 Antonio

4-6-11 Joaquim

4-6-12 João

4-6-13 Francisco

4-6-14 Agostinha Amalia da Silva, com 16 anos em 1843, requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 3º grau misto de 2º para se casar com Antonio Joaquim Mendes, de 25 anos: “o pai da oradora é irmão da avó do orador”.

Campanha, MG lv. misto - Apresentação aos 18-01-1843 nesta cidade da Campanha - oradores Antonio Jose(sic) Mendes e Agostinha Amalia da Silva -

 

07-02-1843 - Oradores Antonio Joaquim(sic) Mendes e Agostinha Amalia -  impedimento de consanguinidade em 3º grau misto de 2º -

Dispensamos procedendo-se as deligencias de estilo. Mariana 07-02-1843

 

Testemunhas:

1ª Manoel Gonsalves de Souza, casado, morador nesta freguesia da Campanha onde vive da agricultura, 60 anos, aos costumes disse ser consanguineo dos oradores. Disse que os oradores Antonio Jose Mendes e Agostinha Amalia são os mesmos, sendo o orador da freg. da Campanha e a oradora de S. Gonçalo. Impedimento de consanguinidade em 3º grau misto de 2º pq o pai da oradora é irmão da avó do orador. Os pais da oradora tem 17 filhos e os do orador 14 filhos. (aa) Mel Gonsalves de Sz.ª

2ª Delfina Maria do Espirito Santo, viuva, moradora na freg. de S. Gonçalo onde vive com seu genro, maior de 50 anos, consanguinea da oradora e nada do orador. (...) o pai da oradora é irmão da avó do orador.

 

Depoimento dos oradores:

Antonio Jose Mendes, solteiro, nat. e morador nesta freguesia da Campanha onde vive em companhia de seus pais, de idade 25 anos. (aa) Antonio Joaquim Mendes

Agostinha Amalia, solteira, nat/moradora na freg. de S. Gonçalo onde vive em companhia de seus pais, de idade de 16 anos. O pai dela oradora é irmão da avó do orador. O pai dela oradora tem 17 filhos e o do orador 14 filhos.

 

Os oradores Antonio Joaquim Mendes e Anastacia(sic) Amelia (...) com mutação das penitencias impostas na quantia de 5$000 rs que oferecem para obras pias.

 

Autos conclusos aos 07-02-1843. Contem este Auto treze meias folhas.

Autos de Dispensa dos oradores Antonio Joaquim Mendes e Agostinha Amalia da S.ª

4-6-15 Mariana

4-6-16 Ana

4-6-17 Creulia(?)

4-6-18 Claudina

4-6-19 Inácio

4-6-20 Maria

4-6-21 Teodora

 

4-7 Juliana Maria de Jesus, batizada em 20-11-1782. Aos 24-01-1801 casou com Mateus Pereira de Moraes, batizado em Lavras aos 26-07-1777, filho de Mateus Pereira e Mariana Francisca de Jesus citados na família “Diogo Garcia”.

Campanha, MG aos 20-11-1782 nesta matriz bat a Juliana de dois meses mais ou menos, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Ignacia Maria; foram padrinhos Jose Antonio de Mattos e Joana da Costa mulher de Jose Pereira; não houve quem desse noticia das filiações e naturalidades.

 

Campanha, MG Igreja Sto Antono matr - aos 24-01-1801 nesta matriz da Campanha. Mateus Pereira de Morais, nat. de Lavras, filho de Mateus Pereira e Mariana Francisca de Jesus  = cc Juliana Maria de Jesus, nat. da Campanha, f.l. José Gonçalves e Souza, já falecido e Inacia Maria de Souza, n/b nesta freguesia.

 

Lavras, MG Igreja Santana aos 26-07-1777 nesta matriz bat a Mateus, f.l. Mateus Pereira e Mariana Francisca, padr.: João da Silva Ribeiro de Queiroz, casado e Maria Jeronima mulher de Jose Manoel, todos desta freguesia.

Mateus faleceu em 1809 e foi sepultado no cemiterio do Salto Grande, era então morador em São Domingos.

Campanha, MG no ano de 1809 foi sepultado no cemiterio do Salto Grande, Mateos Pereira, morador em São Domingos.

Pais de, pelo menos:

4-7-1 Maria batizada em 04-04-1803.

Campanha, MG aos 04-04-1803 nesta matriz bat a Maria, f.l. de Mateus Pereira e Juliana Maria, foram padrinhos João ------- e Ignacia Maria.

4-7-2 Antonio batizado em 17-07-1804. Faleceu em 10-04-1805.

Campanha, MG Igreja Sto Antonio. Aos 17-07-1804 nesta matriz bat a Antonio branco, f.l. Matheus Pereira de Moraes e Juliana Maria. Foram padrinhos Mateus Pereira e Angelica Maria.

 

Campanha, MG aos 10-04-1805 foi sepultado no adro da capela de S. Gonçalo, Antonio, filho de Matheos Pereira de Moraes, morador em São Domingos.

4-8 Francisco Gonçalves de Souza, batizado aos 06-04-1785 na Campanha. Aos 27-05-1806 casou com Joana Francisca de Jesus, natural de S. Domingos da Vargem Grande filial da Campanha, filha de Joaquim Pereira de Macedo e Madalena Francisca de Jesus, citados na família “Diogo Garcia”.

Campanha, MG aos 06-04-1785 nesta matriz bat a Francisco de tres meses, f.l. de Jose Gonçalves de Souza, natural da vila de S. João del Rei e de Ignacia Maria natural de Taubate, avos paternos Sebastião Gonçalves e Joana de Souza, maternos Joam Vaz Cardoso e Izabel de Souza; foi padrinho Jose Antonio de Matos,. e Ana de Souza mulher de Manoel Rodrigues.

 

Campanha, MG aos 27-05-1806 se receberam Francisco Gonçalves de Souza, n/b nesta freguesia, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e de Ignacia Maria de Souza = Com Joana Francisca de Jesus, f.l. de Joaquim Pereira de Macedo e de Magdalena Francisca de Jesus, nat/bat na freguesia das Lavras do Funil

          Joana e Francisco faleceram com testamento e sem geração. Ela em 28-12-1853 e Francisco em 27-01-1857. Joana instituiu o marido como usufrutuário de seus bens. Francisco deixou legados aos sobrinhos e ambos instituiram universais herdeiros os seus escravos:

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 03 Testamentos - Campanha da Princesa 1846-1854

Registro do testamento com que faleceu Joanna Fran.ca de Jesus a 28-12-1853 de quem é testamenteiro Fran.co Glz de Sz.ª.

Eu, Joanna Francisca de Jesus, f.l. do falecido Joaquim Pereira de Macedo e Magdalena Francisca de Jesus, n. de S. Domingos da Vargem Grande da freguesia desta cidade. Sou cc. Francisco Gonçalves de Souza de cujo matrimonio ainda não tivemos filhos e nem eu tenho algum natural e nem ascendente ou descendente que por força de direito tenha que entrar na herança de meus bens e por isso instituo por meu herdeiro no uso fruto de meus bens ao sobredito meu marido Francisco Gonçalves de Souza para os desfrutar em sua vida e por seu falecimento passara a propriedade dos mesmos aos meus escravos que deixo libertos depois de servirem ao dito meu marido enquanto viver,

Testamenteiros: 1º ao dito meu marido Francisco Gonçalves de Souza, 2º Sargento Mor Luiz Antonio da Silva Pereira, 3º a meu irmão Raphael Pereira de Macedo.

Campanha 0?-10-1847 assina a rogo da testadora Justino Lopes de Figueiredo.

Aprovação: 04-10-1847

Abertura 28-12-1853

Aceitação: 04-01-1854 Francisco Gonçalves de Souza

 

CPA 04, Testamentos - Campanha da Princesa 1854-1871;

Registro do testamento com que faleceu Francisco Gonçalves de Souza aos 27-01-1857 de quem é testamenteiro Dom.es Glz de Souza.

Eu Francisco Gonçalves de Souza, f.l. Jose Gonçalves de Souza e Ignacia Maria de Souza, já falecidos, n. da Campanha e presentemente morador na Fazenda de S. Domingos do Curato da Mutuca freguesia de Varginha. Fui cc. Joanna Francisca de Jesus, já falecida, de cujo consorcio não tive filhos nem os tenho algum natural nem ascendentes ou descendentes que por força de direito tenha de entrar na herança de meus bens.

(...) deixo as minhas sobrinhas, filhas do primeiro e do segundo consorcio de meu irmão Manoel Gonçalves de Souza, um titulo de compra as terras que fiz de Jose Felizardo Macedo na importancia de 300$000 réis.

(...) deixo a João e Maria, filhos do falecido Jose (?) Gonçalves, se de em terras a quantia de 800$000.

Pagas as minhas dividas, cumpridas as disposições o restante dos meus bens e fazenda deixo aos meus escravos.

Testamenteiros: 1º meu irmão Manoel Gonçalves de Souza, 2º a meu sobrinho Domingos Gonçalves de Souza, 3º Antonio Barboza.

28-09-1854 Francisco Gonçalves de Souza.

Aprovação: 13-10-1854

Abertura 27-01-1857

Aceitação 06-02-1857 Domingos Gonçalves de Souza, por ter falecido o primeiro testamenteiro.

 

4-9 Angélica Maria de Souza, batizada aos 10-08-1786 na Campanha. Aos 17-10-1800 casou Francisco José Vidal, natural de Cabo Verde-MG, filho de Valério José Moreira e de Arcângela Margarida.

Campanha, MG aos 10-08-1786 nesta matriz bat a Angelica de dois meses, f.l. de Jose Gonçalves de Souza, natural da vila de S. João del Rei e de Ignacia Maria natural de Taubate, avos paternos Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza, maternos João Vaz Cardoso e Izabel de Souza; foram padrinhos o Revdo Vigario Bernardo da Silva Lobo, e Ana Josefa da Conceição mulher de Jose Mendes dos Santos.

 

Campanha, MG Igreja Sto Antono matr - aos 17-10-1800 Francisco José Vidal, nat. Cabo Verde-MG, filho de Valério José Moreira e de Arcângela Margarida = cc Angélica Maria de Souza, nat. Campanha, f.l. José Gonçalves e Souza, já falecido e Inacia Maria de Jesus

4-10 Inácia Maria de Jesus batizada em 11-07-1788. Aos 08-11-1808 casou com Francisco Antonio de Paula, filho de Paulo Francisco de Oliveira e Ana Pinta de Jesus

Campanha, MG aos 11-07-1788 nesta matriz bat a Ignacia de um mes, f.l. de Jose Gonçalves de Souza, natural da vila de S. João del Rei e de Ignacia Maria natural de Taubate Bispado de S. Paulo, avos paternos Sebastião Gonçalves do Pombeiro e Joana de Souza, maternos João Vaz Cardoso e Izabel de Souza; foram padrinhos o Alf. Antonio Luiz de Andrade e sua consorte Maria Bella de Souza.

 

Campanha, MG aos 08-11-1808 Francisco Antonio de Paula, f.l. de Paulo Francisco de Oliveira e Ana Pinta de Jesus = Com Inacia Maria de Jesus, f.l. de Jose Gonçalves de Souza e Ignacia Maria de Jesus. Ambos nts/bts nesta freguesia.

4-11 Domingos batizado em 05-02-1792.

Campanha, MG aos 05-02-1792 nesta matriz bat a Domingos, f. de Jose Gonçalves de Souza e Ignacia Maria de Souza, foram padrinhos Manoel Batista Ferreira, e D. Luiza Joaquina de Araujo.

 

5- Francisco, batizado em Carrancas em 03-05-1752. Francisco Gonçalves de Souza casou na Campanha aos 07-02-1787 com Teresa Maria de Oliveira, batizada aos 04-10-17771 em Aiuruoca, filha de Inácio Sardinha da Silveira e Clara Maria de Oliveira.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 03-05-1752 cap. Nazare filial de S. João del Rei, Francisco n. aos 20-04, f.l. Sebastião Gonçalves e Joana de Souza fregueses desta, padr.: Revdo Francisco Fernandes Mendes capelão da sobredita capela, e Maria da Conceição, viuva.

 

Campanha, MG matr. Aos 07-02-1787 nesta matriz. Francisco Gonçalves de Souza, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza, n/b na freguesia de Lavras deste bispado = cc Teresa Maria de Oliveira, nat. Aiuruoca, filha de Inácio Sardinha e Clara Maria de Oliveira.

 

Aiuruoca, MG aos 04-10-1771 na capela N. Sra do Porto do Turvo, filial desta matriz, bat a Teresa, f.l. de Inacio Sardinha da Silveira e Clara Maria de Oliveira, que nasceu aos 28 do mes de setembro do dito ano, foram padrinhos Manoel Pereira da Silva, solteiro e Teresa de Jesus mulher de Constantino de Faria, todos desta freguesia.

 

Pais de, q.d.:

5-1 João, batizado em 18-07-1792.

Silvianópolis, MGbat. João, aos 18/Jul/1792, f.l. de Francisco Gonçalves de Souza e de sua mulher Teresa Maria, moradores no Sapucaí abaixo (pesq. Silvia Buttros).

 

6- Manoel, batizado em 04-08-1754. Manoel Gonçalves de Souza, na Capela do Rosário de Serranos aos 27-11-1783, casou com Inácia Maria de São José, filha de José de Sampaio e de Inácia de Oliveira, casados em 1750, neta paterna de Domingos Sampaio e Catarina Alves, neta materna de Francisca de Oliveira.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 04-08-1754 cap. Porto Real filial desta freguesia, Manoel n. aos 23-07, f.l. Sebastião Gonçalves n. da freg. de S. Pedro de Pombeiro da Serva Arc. Braga e Joana de Souza n. desta freguesia, np Sebastião Gonçalves e Maria Gaspar moradores na mesma freguesia de Pombeiro de Serva, maternos de Sebastião de Souza n. do Passo da Tangara Bispado do Porto e Angela Soares n. do Bispado de S. Paulo, padr.: Miguel Lopes da Silva e s/m Julia Maria do Nascimento, todos moradores desta freguesia.

 

Lavras, MG aos 27/Nov/1782, Ermida de N. S. do Rosário, Manoel Gonçalves de Souza, f. de Sebastião Gonçalves do Pombeiro e de Joana de Souza, nat. e bat. na freg. de Lavras; c.c. Inácia Maria de São José, f. de José de Sampaio e de Inácia de Oliveira, nat. e bat. na freg. de Aiuruoca.TT: José da Silveira Pinto e Manoel Antônio Pires (pesq. Silvia Buttros).

 

Matriz de Nossa Senhora do Pilar de S. João del Rei-MG e Capelas Filiadas, em 1750 Jose Sampaio, da freg. de S. Martinho Arc. Braga, f.l. Domingos Sampaio e Catarina Alves = cc Inacia de Oliveira, n/b na freg. N. Sra da Ajuda(?) do Bispado do Rio de Janeiro, f. nat. de Francisca de Oliveira. Test.: Francisco Nogueira da Silva e P. Antonio da Costa, solteiros.

 

          Inácia, viúva, ditou seu testamento em 20-04-1843. Faleceu em 01-05-1847:

Testamentos - Campanha da Princesa-MG

Registro do testamento de Ignacia Maria de S. Jose, falecida aos 01-05-1847, de quem é testamenteiro Gabriel Gonçalves de Souza, alias Manoel Glz de Souza, morador na freg. do Carmo da Escaramusssa.

Eu, Ignacia Maria de S. Jose, viuva de Manoel Gonçalves de Souza. Sou n. da freg. da Aiuruoca, f.l. de Jose de Sam Payo e Ignacia de Oliveira, ambos falecidos.

Declaro que do matrimonio, alem dos filhos falecidos, tivemos os seguintes: Manoel Gonçalves = Joaquina = Mariana = Joana = Antonia = Ignacia = Ana = Escolastica = Maria = Angela, esta já falecida, que foi cc.. Jose Cardoso e deixou uma filha, minha neta, de nome Maria que vem a ser igualmente com os demais filhos minha herdeira.

Testamenteiros 1º meu filho Manoel Gonçalves de Souza, 2º Francisco Jose de Carvalho e 3º Francisco Casimiro Machado.

legados: a minha filha Ana, ainda solteira, se dará ....

Herdeiro do remanescente da terça meu filho e primeiro testamenteiro Manoel Gonçalves de Souza.

Serra, 20-04-1843 Ignacia Maria de São Jose

Aprovação 21-04-1843

Abertura 01-05-1847

Aceitação 16-06-1847 Manoel Gonçalves de Souza

Segundo o testamento supra, foram dez os filhos do casal. João e Antonio não são citados nem representados:

- João, batizado em 21-10-1790.

Silvianópolis, MG – aos 21/Out/1790, bat. João, f.l. de Manoel Gonçalves de Souza e de sua mulher Inácia Maria, moradores no Sapucaí abaixo. Padrinhos: Manoel de Sampaio e Leonor de Siqueira, mulher de José Pereira de Magalhães, estes de São Gonçalo.

- Antonio, em 07-10-1794.

Silvianópolis, MG –, aos 07/Out/1794, bat. Antônio, filho leg. de Manoel Gonçalves de Souza e de sua mulher Inácia Maria. Padrinhos: José Gonçalves de Souza e sua mulher Teodora Maria, moradores no Sapucaí abaixo.

 

6-1 Manoel Gonçalves de Souza, testamenteiro materno e herdeiro do remanescente da terça. Ditou seu testamento na Fazenda da Escaramuça em 06-09-1856. Sem herdeiros forçados, deixou legados a vários sobrinhos e como herdeiro universal o afilhado e sobrinho Francisco das Chagas e Souza. Faleceu aos 24-12-1856:

Testamentos - Campanha da Princesa, MG

Registro do testamento com que faleceu Manoel Gonçalves de Souza, aos 24-10bro-1856 de quem é testamenteiro Fran.co das Chagas de Sz.ª.

Eu, Manoel Gonçalves de Souza, n. da Capela de N. Sra. do Rosario do termo da vila de Lavras do Funil e de presente morador nesta freguesia de N. Sra. do Carmo da Escaramuça, f.l. de Manoel Gonçalves de Souza e Ignacia Maria de S. Jose, ja falecidos. Sou solteiro e não tenho herdeiros necessarios nem ascendentes e nem descendentes.

Testamenteiros: 1º a meu afilhado Francisco das Chagas e Souza, 2º meu sobrinho Antonio Joaquim Rodrigues, 3º a meu sobrinho Gabriel Gonçalves de Souza.

Legados:

- a minha afilhada Mariana, f. de meu sobrinho Antonio Joaquim, 100$000;

- a meus sobrinhos: Antonio Joaquim, Manoel Rodrigues, Maria, Joaquim Rodrigues, vinte e dois alqueires de cultura que vertem para a casa de minha irmã Marianna.

Cumpridos meus legados e disposições, intituo por meu universal herdeiro a meu sobrinho e afilhado Francisco das Chagas e Souza

Fazenda da Escaramuça 06-09-1856 a rogo do testador o Pe. Tristão Rodrigues da Cunha

Aprovação: 09-09-1856

Abertura: 24-12-1856

Aceitação: 06-01-1857 Francisco das Chagas e Souza.

6-2 Joaquina

6-3 Mariana.

6-4 Joana

6-5 Antonia

6-6 Inácia

6-7 Ana, solteira em 1843.

6-8 Ângela, batizada em Santana do Sapucaí aos 29-06-1798. Já falecida em 1843, foi casada com José Cardoso e representada pela filha Maria.

Silvianópolis, MG – aos 29/Jun/1798, Matriz, bat. Ângela, f. de Manoel Gonçalves de Souza e de Inácia Maria, do Bairro do Ouvidor, nat. desta. Padrinhos: Joaquim Gonçalves, filho de Joana de Souza, e Antônia, filha de Inácia de Oliveira. (pesq. Silvia Buttros).

6-9 Escolástica, batizada em Santana do Sapucaí aos 04-01-1801.

Silvianópolis, MG - aos 04/Jan/1801, Capela do Douradinho, bat. Escolástica, f. de Manoel Gonçalves de Souza e de Inácia Maria de Sampaio. Padrinhos: Sebastião de Sampaio e Lauriana Jacinta Pereira, solteiros (pesq. Silvia Buttros).

6-10 Maria.

 

7- Maria de Souza de Jesus, batizada aos 17-10-1756 em Carrancas onde aos 27-08-1777 casou com Matias Antonio da Silveira, natural de S. João del Rei e filho de Diogo da Silveira Cardoso e Francisca de Mendonça.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 17-10-1756 cap. Nazare, Maria, f.l. Sebastião Gonçalves de Pombeiro n. de S. Pedro Serva comarca de Vila Real Arc. de Braga e Joana de Souza n. Borda do Campo deste bispado, np Sebastião Gonçalves e Maria Gaspar da dita freguesia de S. Pedro, nm Sebastião de Souza e Angela Soares, padr.: Domingos Lopes Baeta e s/m Quiteria da Silva.

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 27-08-1777 Matias Antônio da Silveira, f.l. Diogo da Silveira Cardoso e Francisca de Mendonça, n/b na freg. da vila de S. João del Rei; = cc.  Maria de Souza de Jesus, Sebastião Gonçalves de Pombeiro e Joana de Souza, n/b nesta freg. das Carrancas.

Pais de, q.d.:

7-1 Custódio Gonçalves de Souza em Campanha aos 29-10-1801 casou com Maria Joaquina da Silva, filha de Antonio da Silva Correa e Maria Rodrigues Lima.

Campanha, MG matr. -. aos 29-10-1801 Custódio Gonçalves de Souza, f.l. Matias Antonio da Silveira e Maria Gonçalves de Souza, n/b S. Gonçalo = cc Maria Joaquina da Silva, f.l. Antônio da Silva Correa e de Maria Rodrigues Lima,. n/b nesta freguesia (pesq. Silvia Buttros).

 

8- Joana, batizada em 05-11-1758. Joana Antônia de Souza casou aos 14-02-1795 em Campanha com José da Silva Correa, natural de Aiuruoca, filho de Francisco da Silva Correa e Eugênia Garcia Cardosa.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 05-11-1758 Joana, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro n. da freg. de S. Pedro de ---- comarca de Vila Real Arc. Braga e Joana de Souza n. freg. de S. João del Rei e moradores desta freguesia, padr.: Padre Francisco Fernandes Mendes e Maria-----.

 

Campanha, MG.Aos 14-02-1795 José da Silva Correia, nat. Aiuruoca, filho de Francisco da Silva Correa e de Eugênia Garcia Cardosa  = cc Joana Antônia de Souza, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza, n/b nas Lavras do Funil.

 

9- Luzia Antonia de Souza, batizada em 03-04-1765.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 03-04-1765 Luzia, f.l. Sebastião Gonçalves Pombeiro e Joana de Souza, padr.: Luiz Dias de Almeida e Luzia ---- de Jesus.

Em Santa Ana do Sapucai aos 29-04-1799, dispensados do impedimento de consanguinidade no 2º grau, Luzia casou com Luiz Antonio de Souza, filho de Antonio Rodrigues (da Cunha) e Rosa de Souza, casados em Carrancas aos 16-09-1756, neto paterno de João da Cunha e Joana da Silva (ou Pires), neto materno de Sebastião de Souza Oliveira, natural do Porto-PT e Angela Soares natural de Guaratinguetá-SP

Silvianópolis, MG Igreja de Santana matr. - aos 29-04-1799 nesta igreja matriz de Santa Ana de Sapucai dispensados do impedimento de consanguinidade no 2º grau, Luiz Antonio de Souza, f.l. Antonio Rodrigues da Cunha e Rosa de Souza naturais da vila de São João, avós paternos João de Cunha e Joana Pires(sic), maternos Sebastião de Souza e Angela Soares, ele do Porto e ela de Guaratinguetá = cc Lusia Antonia de Souza, f. Sebastião Gonçalves de Pombeiro, de Braga e de Joana de Souza, da vila do Princepe, avós paternos não souberam dizer e maternos Sebastião de Souza, do Porto e Angela Soares, de Guaratinguetá. Testemunhas que assinaram: Manoel Joaquim de Andrade e Joaquim Jose Roiz.

 

Carrancas, MG matr. - aos 16-09-1756 nesta igreja e test.: Francisco Alves Barbosa, Ignacio Franco Torres e Gonçalo Correa Neto. Antonio Rodrigues, n. desta freguesia, f.l. João da Cunha e Joana da Silva(sic) = cc Rosa de Souza, n. da freg. de S. João del Rei, f.l. Sebastião de Souza Oliveira, já defunto e Angela Soares, todos deste bispado

 

10- Joaquim, em 17-11-1767.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 17-11-1767 cap. do Rosario, Joaquim n. aos 06, f.l. Sebastião Gonçalves n. freg. S. Pedro Arc. Braga e Joana de Souza n. freg. [dobra] do Campo, padr.: Jose Lopes Ferreira e Ana Gonçalves.

 

11- João Gonçalves de Souza, na Ermida N. Sra do Rosário filial de Lavras, aos 12-10-1786 casou com Teodora Maria de Jesus, natural da Aiuruoca.

Lavras, MG Igreja Santa Ana matr. aos 12/Out/1786, Ermida de N. S. do Rosário, João Gonçalves de Souza c.c. Teodora Maria de Jesus. TT: Sargento Mor Luís Dias de Almeida e Manoel Antônio Pereira (pesq. Silvia Buttros)

          Em 28-07-1835 Teodora Maria, viúva, é madrinha do neto Joaquim, filho de Teodora Maria:

Paraguaçu, MG. Aos 28-07-1835, Manoel e Joaquim, filhos legítimos de Manoel Isidoro Vilas Boas, e de sua mulher Teodora Maria de Souza. Padrinhos de Manoel: José Pereira dos Santos e Teresa Maria Gonçalves. Padrinhos de Joaquim: João do Couto Vilas Boas, viúvo, e Teodora Maria de Jesus, viúva, todos moradores e fregueses deste Curato do Carmo. O Capelão Cura Luiz Pereira da Costa.

          João e Teodora tiveram os filhos, batizados em Santana do Sapucai (atual Silvianópolis-MG), q.d. (pesquisa de Silvia Buttros):

11-1 José em 30-05-1790.

Santana do Sapucaí, MG. Aos 30/05/1790, Matriz, José, f.l. de João Gonçalves de Souza, nat. da freg. das Lavras, Bispado de Mariana, e de Theodora Maria de Jesus, nat. da freg. da Aiuruoca, do dito Bispado; avós paternos Sebastião Gonçalves do Pombeiro, nat. de Lisboa, e Joana de Souza, nat. dos Currais da Baía; forão padrinhos Manoel Gonçalves de Souza, solteiro, filho de Sebastião Gonçalves de Souza,  e Quitéria Inácia de Sampaio, solteira, filha de José de Sampaio, já defunto, moradores no Bairro do Sapucaí, do que fiz este assento que assinei. O Vig.ro M.el Negram do M. Carmello.

11-2 Teresa em 02-10-1794.

Santana do Sapucaí, MG. Aos 02/10/1794, Tereza, f.l. de João Gonçalves de Souza e de Theodora Maria de Jesus, moradores no Sapucaí abaixo; foram padrinhos José Correia, casado, e Ana Roiz ?, ou Dias ? mulher de Joaquim José Ferreira, moradores em São Gonçalo  e os mais desta freguesia, do que fiz este assento que assinei. O Vig.ro M.el Negram do M. Carmello.

11-3 Maria em 28-08-1797.

Santana do Sapucaí, MG - aos 28/Ago/1797, em casa de Bento Ferreira de Toledo, Maria, f. de João Gonçalves de Souza e de Teodora Maria de Jesus. Padrinhos: Bento Ferreira de Toledo e sua mulher Maria Teresa do Carmo.

11-4 Joaquim em 24-02-1799.

Santana do Sapucaí, MG - aos 24/Fev/1799, Matriz, Joaquim, f. de João Gonçalves de Souza e de Teodora Maria, moradores no Bairro da Escaramuça, naturais da Vila de São João Del Rei. Padrinhos: Manoel Pereira da Silva, e sua mulher Ana Jacinta de Souza, moradores no Dourado.

11-5 Antonia em agosto de 180.

Santana do Sapucaí, MG - (rasgado) dias de Agosto de 1800, An (tônia)? f. de João Gonçalves de Souza e Teodora Maria de Jesus, padrinhos: o padre João Alvrs. Botão e Maria Cardosa de Oliveira, a Franca.

11-6 Inácia em 03-04-1803.

Santana do Sapucaí, MG - aos 03/Abr/1803, Casa do Alferes Bento Ferreira de Toledo, Inácia, f. de João Gonçalves de Souza e de Teodora Maria de Jesus. Padrinhos: Antônio Alves de Oliveira e Maria Madalena.

11-7 Teodora Maria Gonçalves (de Souza ou de Jesus) aos 22-10-1824 casou com Manoel Isidoro Villas Boas, filho de João do Couto Villas Boas e Francisca Bernarda da Cruz. Geração na família “Jacome Fernandes das Neves”.

(pesq. Silvia Buttros: Assentos dos fragmentos do livro de Douradinho-MG) Manoel Izidoro Vilas Boas se casou em Douradinho, MG, aos 22 de outubro de 1824, sendo natural de Lavras, filho de João de Coito Vilas Boas e Francisca Bernarda da Cruz; com Theodora Maria Gonçalves, natural de Santana do Sapucaí, filha de João Gonçalves de Souza e de Theodora Maria de Jesus.