PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Pimenta de Godoy

Aportes à Genealogia Paulistana

(atualizado em 12-novembro-2012)

 

 

SL. 6º, 8, 2-4 Balthazar de Godoy Medeiros, f.º do § 3.º, faleceu em 1723 em Mogi das Cruzes, e foi casado com Maria Rodrigues Barbosa, † em 1767 na mesma vila (a qual viúva de 2-4 casou com Baptista Maciel da Veiga, V. 5.º pág. 29), f.ª de Antonio Rodrigues Lopes e de Maria da Luz Maciel. Tit. Rodrigues Lopes. Teve 5 f.os: 3.1 a 3.5

(9) 3-4 Domingas de Godoy casada em 1746 (C. Ec. de S. Paulo ) com Thomé Pimenta Pinto f.º de Domingos Pimenta de Abreu e de Maria Pinto do Rego. Tit. Pretos.

 

SL. 1º, 40, 6-4, Domingos Pimenta de Abreu, † com testamento em 1758 em Mogy das Cruzes, foi 1.o casado com Maria Pinto do Rego f.a de Manoel Pinto do Rego e de Maria da Luz Pimentel. Tit. Pretos;  geração em Pretos.

 

SL. 8º, 274, 3-3 Maria Pinto do Rego, foi casada com Domingos Pimenta de Abreu, de quem foi a 1.ª mulher, f.º de Antonio Pimenta de Abreu e de Angela Paes Floriam; faleceu em 1774 (1747) e Domingos Pimenta em 1758 em Mogi estando 2.ª vez casado com Abundancia Ribeiro. V. 1.º pág. 40. Teve: 4-1 a 4-3.

inf. SL. 3º, 261, 4-1 Domingos Pimenta de Carvalho (ou de Abreu), viúvo de Maria Pinto do Rego, esta fal. em 1747

SL. 8º, 274, 4-1 Thomé Pimenta Pinto casou em 1747 (C. Ec. De S. Paulo) com Domingas de Godoy Rodrigues f.ª de Balthazar de Godoy Medeiros e de Maria Rodrigues Barbosa. V. 6.º pág. 9.

 

 

Regina Junqueira

Bartyra Sette

 

 

Originários de famílias estabelecidas em Mogi das Cruzes-SP, Thomé Pimenta Pinto e Domingas de Godoy Rodrigues, também referida como Domingas Rodrigues Barbosa, tiveram filhos que se mudaram para as Minas Gerais, onde deixaram geração não incluída na genealogia Paulistana.

 

No sul de Minas Gerais encontramos alguns filhos do casal:

Cap 1 - Ana Maria Pimenta de Godoy

Cap 2 - Ângelo Pimenta de Godoy

Cap.3 - Escolástica Pimenta de Godoy

Cap.4 - Josefa Pimenta de Godoy

Cap.5 - Madalena Pimenta de Godoy

 

 

 

Cap 1º Ana Maria Pimenta de Godoy

(atualizado em 07-outubro-2009)

 

 

Ana Maria, nascida em São Paulo em meados do séc XVIII, aos 26-02-1772 casou com José Francisco Morato e foram moradores na Freguesia das Lavras, Aplicação do Senhor Bom Jesus dos Perdões, termo da Vila de São José, onde possuíam a Fazenda Pouso Alegre.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 26-02-1772 José Francisco Morato, f.l. Cap. Jose Nicasio dos Ouros Morato e D. Maria da Silva Cotrim, n/b na freg. N. Sra. do Pilar da vila de S. João del Rei, = cc. D. Ana Maria Pimenta de Godoy, f.l. Tome Pimenta Pinto e D.Domingas de Godoy Rodrigues, n/b na freg. de Mogi das Cruzes Bispado de S. Paulo.

 

José Francisco, natural e batizado na Capela da Ibituruna, filial da Matriz de Vila de São João Del Rei-MG, era filho de José Nicacio dos Ouros Morato natural Taubaté-SP e Maria da Silva Cotrim, natural do Rio de Janeiro.

 

Ana Maria faleceu aos 05-10-1811, com inventário aberto pelo viúvo em 1813. José Francisco por sua vez faleceu aos 23-03-1823, com inventário aberto no mesmo ano.

 

Segundo seus inventários, neste site, tiveram nove filhos:

 

1- Reverendo Vigário José Francisco Morato, nascido e batizado em Santana de Lavras do Funil-MG. Habilitou-se ao sacerdócio em Mariana no ano de 1797

          Em 1823 morava no Arraial de Nossa Senhora das Dores do Pântano Termo da Vila de São João del Rei.

AEAM - Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana-MG

Nome: José Francisco Morato

Local: Lavras do Funil - Data: 1797- Referência: 1156 / A:07 / P:1156

Transcrito por: Izabella Fátima Oliveira de Sales a pedido de Regina Junqueira

 

Fl 2 Genere

José Francisco Morato natural, batizado na freguesia de Santa Anna das Lavras do Funil Comarca do Rio das Mortes deste bispado de Marianna filho legítimo do José Francisco Morato e de Anna Maria Pimenta de Godois que ele [para] haver de tomar  qualquer estado de Sacerdote, ou de Religioso necessita mostrar limpeza e pureza de seu sangue pelos/ itens seguintes:

- Que é o próprio José Francisco Morato, (...) batizado na freguesia de Santa  Anna das Lavras do Funil Comarca  do Rio das Mortes deste Bispado de Marianna filho legítimo de José Francisco natural e batizado na Capela da Ibituruna filial da Matriz  de Nossa Senhora do Pillar da Vila de São João de [El Rey] Comarca do rio das Mortes deste Bispado  de Mariana e de Anna Maria Pimenta de Godois natural e ba/tizada na Freguesia de Mogi das Cruzes / do bispado de São Paulo.

- Que é neto pela parte paterna de José Nicacio dos Ouros Morato natural batizado na freguesia da  Vila de Taubate bispado de São Paulo e de Maria de [Silva] Cotrim natural e batizada na Ilha de  São Sebastião do Bispado do Rio de Janeiro.

- Que é neto pela parte materna de Thomé [Pimenta] / Pinto e de Domingas Roiz Barbosa  [fl2v] ambos naturais e batizados na Vila de Mo/gi das Cruzes do Bispado de São Paulo.

 

2- Joaquim Francisco Morato, batizado em 13-09-1774. Casou aos 18-04-1840 com Alexandrina Angélica de Toledo, filha de Francisco Inácio de Toledo e Escolástica Joaquina de Paiva, com geração na família “Paiva”.

Lavras, MG Igreja Santana aos 13-09-1774 nesta matriz bat a Joaquim, f.l. Jose Francisco Moratto e Ana Maria Pimenta de Godoy, padr.: Tome Pimenta Pinto e Escolastica Pimenta de Godoy, filha do dito Tome Pimenta Pinto, solteira

 

3- Manoel Francisco Morato, batizado em 21-07-1776. Foi casado com Maria Joaquina, filha de Diogo Antonio Pereira e Maria Francisca de Jesus (Família “Antonio Correa Afonso”, aí a geração de Diogo e Maria Francisca).

Lavras, MG Igreja Santana aos 21-07-1776 nesta matriz bat a Manoel n. aos 16 do dito mes, f.l. Jose Francisco Morato e Ana Maria Pimenta de Godoy, padr.: Angelo Pimenta de Godoi e Josefa Pimenta de Godoy, solteiros e tios maternos do batizado.

Em 1830 Manoel já era falecido e seus órfãos foram tutelados por Manoel José Ferraz.

 

4- Maria Josefa da Silva, casada com Manoel José Ferraz.

 

5- Ana Maria de Jesus falecida antes de sua mãe, casada que foi com Diogo Antonio Pereira, viúvo de Maria Francisca de Jesus, sogra de Manoel Francisco Morato acima. Diogo casou novamente desta vez com sua cunhada Joana Francisca abaixo.

Filhos de Ana Maria e Diogo:

5-1 Mariana Antonia, natural de Lavras do Funil, 5 anos em 1813. Aos 12-11-1823, na Matriz de Cabo Verde, casou com Vicente Alves Garcia, natural de Caldas, filho de José Joaquim de Figueiredo e de Theodora Gonçalves, segundo certidão no inventário do avô materno..

 

5-2 Emerenciana Antonia de Jesus, 4 anos. Aos 29-01-1827 em N Sra das Dores de Boa Esperança casou com Joaquim Gonçalves da Costa, natural de São João Del Rei, filho de Manoel Gonçalves da Costa e Úrsula Maria de Jesus, tambem segundo certidão no inventário do avô.

 

6- Joana Francisca de Jesus, batizada em 10-06-1780. Em 1813 estava casada com seu cunhado Diogo Antonio Pereira, falecido antes de 1823 ano em Joana que estava casada com Miguel Pinto Ribeiro

Lavras, MG Igreja Santana Lv Suplementos aos 10-06-1780 nesta matriz bat a Joana, f.l. Jose Francisco Morato e Ana Maria de Jesus,padr.: Geraldo Ferreira e Eugenia Maria.

 

7- Mariana, batizada em 01-01-1784. Não é citada nos testamentos e sim sua irmã mais nova.

Lavras, MG Igreja Santana aos 01-01-1784 na capela do Sr. Bom Jesus dos Perdões bat a Mariana, f.l.Jose Francisco Morato e Ana Maria Pimenta, padr.: Geraldo Ferreira da Luz e Maria Rosa, filha de Laureano Ferreira, todos desta freguesia.

 

8- Madalena Francisca de Jesus, com 27 anos em 1813, em 1823 estava casada com Manoel Gonçalves da Costa

 

9- Antonia Eleodora de Jesus, 25 anos em 1813, em 1823 estava casada com Vicente Ferreira de Paiva

 

10- Mariana Antonia de Jesus, batizada em 10-08-1788. Casada com o Alferes Francisco Ferreira da Silva Chaves, filho de Francisco da Silva Chaves e Francisca Teresa de Jesus. Geração na família “Lemos - Oliveira - Godoy Cap. 2º”.

Lavras, MG Igreja Santana Lv Suplementos aos 10-08-1788 nesta matriz bat a Mariana, f.l. Jose Francisco Morato e Ana Maria Pimenta, padr.: Laureano Ferreira da Luz e Maria Rosa, todos desta freguesia. 

 

Cap 2º Ângelo Pimenta de Godoy

 

Ângelo e sua mulher Inácia Antonia de Jesus foram moradores em Bom Jesus dos Perdões Freguesia de Santa Ana das Lavras do Funil do Termo da Vila de São José, proprietários da Fazenda Mata dos Perdões. Nesse local foi aberto o inventário dos bens de Ângelo, falecido aos 14-11-1824. Inacia Antonia já era falecida.

 

Segundo o inventário (neste site), diponibilzado por Rodrigo Pedroso de Carvalho, foram sete os filhos do casal:

 

1- Antonia, solteira com 45 anos em 1825. Em 1831, com 51 anos, ainda solteira, vivia em Bom Jesus dos Perdões com quatro escravos e uma filha de dois anos, segundo o censo:

censo 1831 Bom Jesus dos Perdões-MG, 13º quarteirão , fogo 8,

ANTONIA PIMENTA, chefe do fogo, feminino, branca, 51, solteiro, lavrador

4 escravos

MARGARIDA, dependente, feminino, preta, 3

ANNA, filho, feminino, branca, 2

 

2- Maria Pimenta Neves, casada com Thomé Moreira (ou Miranda?) de Alvarenga. Em 1831 tambem comparecem no censo de Bom Jesus de Perdões:

censo 1831 Bom Jesus dos Perdões-MG, 13º quarteirão 5, fogo 23,

THOME MIRANDA DE ALVARENGA, chefe do fogo, masculino, branca, 51, casado, lavrador

MARIA PIMENTA, cônjuge, feminino, branca, 50, casado

ANNA, filho, feminino, branca, 15, solteiro

19 escravos

 

3- Escolástica Pimenta das Neves, falecida, casada com o Capitão José Anastácio Barbosa, filho de Agostinho Barbosa Villar e Mariana Angélica de Jesus; família “Barbosa Villar”

B7: Casamentos - Sta Ana das Lavras do Funil-MG, aos 08-02-1809 Cap. Sr. Bom Jesus dos Perdões, João(?) Anastacio Barboza, f.l. do Alferes Agostinho Barbosa Villar e Mariana Angelica de Jesus; = cc. Escolastica Pimenta das Neves, f.l. de Angelo Pimenta de Godoes e Ignacia Antonia de Jesus. Nts/bts nesta freguesia das Lavras.

Filhos de Escolástica e do Capitão José Anastácio Barbosa, que a representaram no inventário do avô:

3-1 Maria, solteira, com 16 anos em 1825.

3-2 Balbina, solteira com 14 anos.

3-3 Antonia, com 8 anos.

3-4 Antonio, com 5 anos.

 

Em 1831, dois destes filhos moravam em Bom Jesus dos Perdões com o pai, já casado em segundas com Maria do Rozario de 24 anos e com duas crianças, prováveis filhos das segundas núpcias do Capitão.

censo 1831 Bom Jesus dos Perdões-MG, quarteirão 5, fogo 1,

JOZE ANASTACIO BARBOZA, chefe do fogo, masculino, branca, 47, casado, lavrador

MARIA DO ROZARIO, cônjuge, feminino, branca, 24, casado, costureira

MARIA ANASTACIA, dependente, feminino, branca, 20, solteiro

ANTONIA, dependente, feminino, branca, 12, solteiro

MARIA, dependente, feminino, branca, 3

ANTONIO, dependente, masculino, branca, 2

CAETANO JOZE PURCARIO, dependente, masculino, branca, 80, solteiro

23 escravos

 

4- Leandro Pimenta Neves, solteiro com 39 anos em 1825.

 

5- Thomé Pimenta Neves, casado, inventariante paterno. Ascendência de Rodrigo Pedroso de Carvalho até Thomé na introdução ao Inventário de Ângelo.

 

6- Francisca Pimenta Neves, casada com Luiz Carlos Alvarenga

censo 1831 Bom Jesus dos Perdões-MG, 13º quarteirão, fogo 22,

LUIS CARLLOS, chefe do fogo, masculino, branca, 45, casado, lavrador

FRANCISCA PIMENTA, cônjuge, feminino, branca, 33, casado

ANTONIO, filho, masculino, branca, 16

IGNACIO, filho, masculino, branca, 13

LUIZA, filho, feminino, branca, 10

MARIA, filho, feminino, branca, 8

IGNACIA, filho, feminino, branca, 6

ANNA, filho, feminino, branca, 2

14 escravos

MIGUEL, dependente, masculino, crioula, 8

MATHEUS, dependente, masculino, crioula, 3

GERALDA, dependente, feminino, crioula, 7

 

 

7- Josefa Pimenta Neves, falecida, casada que foi com Manoel Dutra Garcia

7-1 Ângelo, com 3 anos em 1825.

 

 

Cap 3º Escolástica Pimenta de Godoy

 

Escolástica, em Carrancas aos 06-07-1777, casou com Caetano da Fonseca Tavares, natural e batizado na Sé do Rio de Janeiro, filho de Antonio Pereira Tavares e Barbara Custódia da Costa.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 06-07-1777 Caetano da Fonseca Tavares, f.l. Antonio  Pereira Tavares e D. Barbara Custodia da Costa, n/b na freguesia da Sé do Rio de Janeiro; = cc.  Escolástica Pimenta de Godoy, f.l. Tome Pimenta e Domingas de Godoy Rodrigues, n/b na vila de Mogi das Cruzes da freguesia de Santa Ana e de presente fregueses desta.

 

 

Cap 4º Josefa Pimenta de Godoy

 

Josefa foi a segunda mulher de Joaquim Barbosa Villar, casados em Carrancas aos 06-06-1778. Joaquim era filho de Agostinho Barbosa Villar e Catarina do Valle. Geração na família “Barbosa Villar”.

 

 

Cap 5º Madalena Pimenta de Godoy

 

Madalena, aos 14-07-1778 em Carrancas, casou com Matias Nunes dos Serfins, natural de S. João del Rei, filho de Manoel Nunes Pelouro e Leonor de Moraes Freire, neto materno de Lourenço Correa e Maria Freire; família “Domingos Freire de Figueiredo”.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 14-07-1778 Matias Nunes dos Serfins, f.l. Manoel Nunes Pelouro e Leonor de Moraes Freire, n/b na freg. de S. João del Rei; = cc.  Madalena Pimenta de Godoy, f.l. Tome Pimenta Pinto e Domingas de Godoy Rodrigues, n/b na freg. Santa Ana da vila de Mogi das Cruzes bispado de S. Paulo, e de presente todos moradores nesta.

Matias, viúvo, na capela de S. Gonçalo da Ibituruna filial de S. João del Rei em 01-08-1785 casou com Maria Moreira da Conceição, natural de S. Bartolomeu-MG, filha de José Moreira e Caetana Maria da Conceição.