PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

MARTIM DO PRADO e ANTONIA DE SOVERAL

(atualizado em 21-abril-2017)

 

S.L. 3º, 364, Cap. 8º, Martins do Prado, f.º do tronco, faleceu em S. Paulo com testamento em 1616 e foi 1.º casado com Paula de Fontes em S. Vicente, e 2.ª vez com Antonia de Sobral. Teve:

Da 1.ª mulher f.º único:

1-1 Domingos do Prado § 1.º

Da 2.ª 7 f.ºs:

1-2 Manoel do Prado § 2.º

1-3 Antonio do Prado § 3.º

1-4 Pedro do Prado § 4.º

1-5 João do Prado § 5.º

1-6 Maria do Prado § 6.º

1-7 Sebastiana do Prado § 7.º

1-8 Helena do Prado § 8.º

 

 

 

Bartyra Sette

Fabricio Gerin

 

 

Martim do Prado, filho de João do Prado inventariado em 1597 (SAESP vol. 1º neste site) e Felipa Vicente, inventariada em 4-9-1627 (SAESP vol. 7º, neste site), casou duas vezes. Primeira vez com Paula de Fontes, com filho único. Segunda vez casou com Antonia de Soveral, com sete filhos.

 

Martim e Antonia testaram, faleceram e foram inventariados em 1616 (SAESP vol. 4º, neste site).

 

1- Domingos do Prado, filho de Paula de Fontes. Já casado em 1616.

 

2- Manoel de Soveral, com 15 anos em 1616. Cunhado de Gaspar Gonçalves (em 8 abaixo), deu uma novilha a Simoa filha do dito. Citado na GP como Manoel do Prado

 

3- Antonio, gemeo de Pedro. Antonio do Prado, morador em Mogi das Cruzes em 1633. Em 1624 estava casado com uma irmã de Francisco Mendes.

Entre seus filhos:

3-1 Manoel Mendes do Prado, natural de Mogi das Cruzes, casou com Maria de Siqueira. Faleceu com testamento de 19-05-1660, que recebeu o cumpra-se no dia seguinte. Instituiu testamenteiros os tios Manoel de Soveral e Francisco Mendes. Foi inventariado pela viúva e deixou filha única: Catarina.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

2º Cartório de Mogi das Cruzes -

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Manoel Mendes do Prado - 1660 -

Autos: 14-06-1660 em pousadas de Amaro Paes Floriano, por morte e falecimento de Manoel Mendes do Prado, por ser avisado pela viuva sua mulher.

Testamento 19-05-1660

Testamenteiros: rogo a meu tio Manoel de Soveral e a meu tio Francisco Mendes.

Meu corpo será sepultado na igreja matriz desta vila na sepultura em que se enterrou meu pai.

Sou natural e filho desta terra, f.l. de Antonio do Prado.

Sou cc. Maria de Siqueira de quem tenho uma filha por nome Catarina.

Tutora e curadora a mulher.

Cumpra-se 20-05-1660

Procurador dos órfãos: Francisco Mendes de Vasconcellos

Procurador da viuva: Francisco Vaz dos Reis.

 

3-2 Salvador do Prado casou com Izabel da Silva, ambos naturais de Mogi das Cruzes. Pais de:

SL. 3, 365, 2-1 Salvador do Prado, falecido em 1686 em Mogi das Cruzes, de onde era natural, foi casado com Isabel da Silva, natural da mesma vila. Teve f.a : 3-1 Maria do Prado.

 

3-2-1 Maria do Prado casou com Francisco de Borja Xavier, filho de Pedro de Barros, falecido em 04-02-1722 e de sua primeira mulher Josefa Rodrigues falecida em 1702, ambos naturais da Vila da Gaia, cidade do Porto, neto paterno de João de Barros e de s/m Maria Mendes, neto materno de Manoel Simões e de s/m Catarina Rodrigues.

         Com o nome de João, Francisco foi batizado na Sé do Rio de Janeiro em 10-09-1684 e na crisma mudou o nome

          Pedro de Barros foi casado segunda vez com Pascoa da Cruz, filha de Amaro Coelho e Maria Barbosa (PFRJ vol. 1º, 338). Geração dos dois matrimônios de Pedro em PFRJ 1º, 236.

RJ, RJ, Sé obitos - aos 04-05-1702 faleceu Josefa Rodrigues, fez seu testamento e nomeou por seus testamenteiros a seu marido Pedro de Barros e Manoel Andre Pinheiro e Andre Correa.

Declarou que era natural da Vila Nova freguesia de Santa Marinha Bispado do Porto, f.l. de Manoel Simões e de s/m Catarina Roiz, ja defuntos; que era casada com Pedro de Barros e tinha quatro filhos: Manoel = João = Jose = e Pedro os quais eram seus herdeiros. Encomendou o sepultamento e missas. Declarou que na dita sua terra tinha umas casas e terras que houve por folha de partilha de seus pais; as quais casas e terras tomava na sua terça e deixava para seu filho João.

 

RJ, RJ, Sé obitos aos 04-02-1722 faleceu Pedro de Barros, foi sepultado no ospicio de S. Francisco da cidade e fez seu testamento na forma seguinte: testamenteirois em 1º lugar a minha mulher Pascoa da Cruz, e em 2º ao Capitão Jose Rodrigues Mattos. Encomenda o sepultamento e missas.

Sou natural de Vila Nova do Porto, f.l. de João de Barros e de s/m Maria Mendes, ja defuntos; e fui casado com Josefa Rodrigues de cujo matrimônio tenho três filhos a saber: Manoel de Barros, Francisco de Borja Xavier e Jose Rodrigues de Abreu. Fui casado segunda vez com Perpetua da Cruz de cujo matrimonio tenho dois filhos a saber: um chamado Ignacio e outra Rita, os quais todos nomeio e instituo por meus universais herdeiros. Declara bens, dividas. Herdeira do remanescente de minha terça a minha mulher Pascoa da Cruz.

Codicilio: declaro que no meu solene testamento instituo por meus testamenteiros em 1º lugar a minha mulher Pascoa da Cruz, e em 2º ao meu sobrinho o Capitão Jose Rodrigues Mattos. A metade de minha terça deixo a minha filha Rita para lhe dar estado e a outra metade para meu filho Ignacio (...)

Maria do Prado faleceu em Mogi das Cruzes aos 27-11-1728. Francisco de Borja casou segunda vez com Ana Maria de Camargo, viúva de Antonio de Pontes Cardoso falecido em Conceição dos Guarulhos em 20-03-1737, e filha de Antonio de Siqueira de Mendonça e de s/m Maria Pedrosa - família Nunes de Pontes Cap. 1º § 3º, neste site.

Dispensa Matrimonial ano 1738

11-01-1738 Justificação Francisco Borja Xavier

Quer casar Francisco de Borja Xavier, viuvo de Maria do Prado, filho de Pedro de Barros e s/m Josefa Roiz, ja defuntos, natural da cidade do Rio de Janeiro e fregues desta vila = com Ana Maria de Camargo, viuva de Antonio de Pontes Cardoso, f. de Antonio de Siqueira de Mendonça e de s/m Maria Pedrosa, ja defuntos, freguesa da freguesia da Conceição dos Guarulhos

Matriz de S. Ana das Cruzes - Livro dos defuntos: aos 27-9bro-1728 faleceu Maria do Prado mulher de Francisco de Borja Xavier, esta enterrada no Convento do Carmo; não fez testamento. Mogi Dezembro de 1737.

Freguesia de N. Sra da Conceição dos Guarulhos: livro dos assentos dos defuntos: aos 20-03-1737 faleceu o Alferes Antonio de Pontes Cardoso, subitamente e foi enterrado nesta igreja. Conceição 01-01-1738

 

Francisco e Maria tiveram seis filhos naturais de Mogi das Cruzes (SL. 3º, 365, 3-1).

3-2-1-1 Faustino do Prado Xavier, batizado em Mogi das Cruzes em 14-01-1729. Habilitou-se as ordens sacras em 1729.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SPaos 14-01-1709 Faustino, f.l. Francisco de Borja Xavier e Maria do Prado; padr.: Antonio Glz Naves e Ana Maria da Silva.

 

ACMSP - Genere et Moribus ano 1729

Faustino do Prado Xavier, natural e morador na vila de Mogi, f.l. de Francisco de Borja Xavier, n. do Rio de Janeiro e batizado na freguesia da Candelaria e de Maria do Prado, n. de Mogi, np de Pedro de Barros e Josefa Rodrigues nts da vila Nova do Porto e batizados na freguesia de Santa Marinha, moradores na cidade do Rio de Janeiro, nm de Salvador do Prado e Izabel da Silva, naturais de Mogi.

 

Certidão de Batismo - Matriz Nossa Senhora da Candelaria.

L. 2º de batismos desta freguesia a f. 87: em dez de septembro de 1684 bat. a João, f. de Pedro de Barros e sua mulher Josefa Rodrigues, foram padrinhos Amaro Machado e Izabel Pedrosa mulher de Antonio Ferreyra. Rio 10 de 9bro de 1732

 

Vista a diversidade do nome q se acha na Certidão de Batismo junta, deve o habilitando mostrar ser seu pai o mesmo nela conteudo com certidão por onde haver mudado o dito nome no Sacramento da Confirmação, e em falta do assento por testemunhas q poderam ser os mesmos paes do crismado se são vivos, ou o padrinho.

Diz Faustino do Prado Xavier (...) mudou o nome João em Francisco como consta da verba do testamento com que faleceu sua mãe Josefa Roiz no ano de 1702 chamar-se João, e no ano de 1722 no testamento com que faleceu seu pai Pedro de Barros chamar-se Francisco.

Doação do Patrimônio de Domingos Fernandes Berbesem e sua mulher Ana Maria da Silva, por ser Faustino do Prado Xavier seu afilhado de Pia e parente muito chegado (...).

Vila de Mogi - Certidão de Batismo do Habilitando:

(...) aos 18-01-1709 bat Faustino, filho leg. Francisco de Borja Xavier e Maria do Prado padr.: Antonio Glz Naves e Ana Maria da Silva.

3-2-1-2 Angelo Xavier do Prado, batizado em 11.11.1712. Em 1744 tirou provisão para casar com Maria da Luz de Toledo, batizada na Sé de S. Paulo aos 17-05-1724, filha de Floriano de Toledo Piza e de s/m D. Antonia de Medeiros. Geração em SL. 5º, 518, 3-2.

ACMSP Dispensas Matrimoniais - ano 1744

17-08-1744 Autos de Impedimento

Oradores Angelo Xavier do Prado - Maria da Luz de Toledo.

Ele f.l. de Francisco de Borja Xavier e de Maria do Prado, ja defunta, n/b na vila de Mogi. Ela f.l. de Floriano de Toledo e de D. Antonia de Medeiros, n/b nesta cidade de S. Paulo e nela fregueses.

 

Certidão de Batismo: aos 17-05-1724 nesta matriz bat, com licença do Pe. Francisco P [------------] Nossa Senhora do Desterro, a Maria, f. de Floriano de Toledo Piza e de s/m D. Antonia de Medeiros, foram padrinhos Gregorio Gracez da Cunha e Izabel de Oliveira. (...). S. Paulo 7 de agosto de 744 anos.

 

Matriz de S. Ana das Cruzes: aos 11-11-1712 bat. a Angelo, f. de Francisco de Borja Xavier e de s/m Maria do Prado, foram padrinhos Tome Pimenta de Abreu e Maria da [---]. Mogi 27 de julho de 1744

3-2-1-3 Pedro de Barros e Abreu, batizado em 11-10-1714, Habilitou-se às ordem em 1761.

Arquidiocese de SP Processo de Habilitação Sacerdotal - Ano 1761

Pedro de Barros e Abreu - Aos 19-02-1761

Natural de Mogi das Cruzes, filho de Francº de Borja Xavier nat do RJ e Maria do Prado, n de Mogi das Cruzes, np de Pº de Barros e Josepha Roiz naturais da Vila Nova de Gaya do Bispado do Porto. NM de Salvador do Prado e Izabel da S.ª naturais da Vila de Mogy, assistente o suplicante na Cidade da Bahia onde fez noviciado na Cia de Jesus. Declara ser legitimo irmão do Revdo Conego Faustino X. do Prado cujas inquirições se acham no cartorio da Camara Eclesiastica desta cidade.

 

Testemunhas aos 19-02-1761:

- João Domingues de Carvalho, natural da vila de Mogi das Cruzes e morador nesta cidade onde é casado e vive de seu negocio, de idade de 49 anos. Disse que o Justificante Pedro de Barros e Abreu é f.l. de Francisco de Borja Xavier e de s/mulher Maria do Prado, aquele ainda vivo e morador na vila de Mogi das Cruzes (...)

 

Certifico que revendo os livros que nesta freguesia servem de assentos de batizados, em a f. 174v achei o seguinte: = aos 11-10-1714 anos bat. ao inocente Pedro, f. de Francisco de Borja Xavier e de Maria do Prado. Foram padrinhos Pedro de Barros e Izabel Barbosa de Moraes. Frei Francisco de Santa Teresa. Vila de S. ana das Cruzes de Mogy 28-02-1761 O Vig. Encomendado Manoel Jorge

3-2-1-4 Ana Xavier de Jesus, batizada em dezembro de 1717. Casou com Francisco Pedroso de Moraes (ou Navarro), filho de Estanislau Correa Ribeiro natural da vila de Itu deste bispado e Ignez Pedrosa de Moraes natural da cidade de S. Paulo

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos vinte e -- (23) de dezembro 1717 Ana, f.l. Francisco Borja Xavier e Maria do Prado, padr.: [--------]

Geração de dois filhos em SL. 4º, 392, 6-1:

3-2-1-4-1 Ana Maria do Espirito Santo, batizada em Paranagua em 08-06-1740. Em Mogi das Cruzes, com provisãso, aos 25-10-1763 casou com José Lopes de Oliveira, batizado na Sé de S. Paulo em 01-01-1723, filho de Antonio Lopes de Miranda e Mariana Rodrigues e Okliveira, np João Lopes de Miranda segundo dizem natural da ciade da Bahia de Todos os Santos e Izabel da Cunha n. da cidade de S. Paulo, nm João Rodrigues de Oliveira e Joana Damascena também naturais da cidade de S. Paulo

ACMSP Dispensas Matrimoniais - ano 1763

11-10-1763 Autos de Casamento de Jose Lopes de Oliveira e Ana Maria do Espirito Santo

Jose Lopes de Oliveira, n. e morador da cidade de S. Paulo, f.l. de Antonio Lopes de Miranda, ja defunto e de Mariana Roiz de Oliveira = Ana Maria do Espirito Santo, n. da vila de Parnagua e moradora na de Mogi das Cruzes, f.l. de Francisco Pedroso Navarro e Ana Xavier do Prado.

 

Em um dos livros de batizados a f. 98: ao 01-01-1723 bat a Jose, f. de Antonio Lopes de Miranda e de s/m Mariana Rodrigues, foram padrinhos João Roiz de Oliveira e s/m Joana Damascena, S. Paulo 10 de 8bro de 1763

 

Diz Francisco Pedroso de Moraes, morador em Mogi, (...) lhe é necessário receber por certidão do R.do Paroco da vila de Parnagua o teor do assento de seus filhos Ana e Faustino extraído do Livro dos Batizados.

- Ana, f.l. de Francisco Pedroso de Moraes e Ana do Prado Xavier moradores nesta freguesia, nasceu aos 08-06-1740 e foi batizada aos nove do mesmo mes; foram padrinhos Vicente de Souza Pereira e Ignez Vellosa.

- aos dez de agosto de mil setecentos e [---]ta e hum  bat a Faustino, f.l. de Francisco Pedroso de Moraes e s/m Ana do Prado Xavier, foram padrinhos o Dr. Mateus da Costa Homem, solteiro e D. Joana Roiz Franca casada, fregueses desta matriz. Parnagua 4 de abril de 1754.

 

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 25-10-1763 Jose Lopes de Oliveira, f.l. Antonio Lopes de Miranda e Mariana Rodrigues e Oliveira nts da cidade de S. Paulo, np João Lopes de Miranda segundo dizem natural da cidade da Bahia de Todos os Santos e Izabel da Cunha n. da cidade de S. Paulo, nm João Rodrigues de Oliveira e Joana Damascena nts da cidade de s. Paulo = cc Ana Maria do Espirito Santo, n. da vila de Paranagua, f.l. Francisco Pedroso Navarro n. da cidade de S. Paulo e Ana Xavier do Prado n. desta vila, np Estanislau Correa Ribeiro n. a vila de Itu deste bispado e Ignez Pedrosa de Moraes n. da cidade de S. Paulo, nm Francisco de Borja Xavier n. da cidade do Rio de Janeiro e Maria do Prado n. desta vila. O contraente fregues da Sé de S. Paulo os mais desta freguesia.

3-2-1-4-2 Faustino, batizado em Paranagua-PR.

3-2-1-5 Sebastiana do Prado Xavier casou com José de Candia de Abreu. Pais de:

3-2-1-5-1 Catarina Pimenta de Abreu, batizada em Mogi aos 20-03-1711. Aos 08-01-1751, com provisão, casou com João Rodrigues Freire, batizado em 20-03-1715 na antiga capela de Nossa Sra do Rosario de Parati, filho de Feliciano Cardoso e Domingas Freire - família "Domingos Freire de Figueiredo", neste site.

ACMSP Dispensas Matrimoniais - ano 1751 vol 315 im 19

08-01-1751 Autos de Casamento de João Rodrigues Freire e Catarina Pimenta de Abreu, naturais e moradores desta freguesia de Santa Ana da vila de Mogi.

Ele f.l. de Feliciano Cardoso, ja defunto e de D. Domingas Freire. Ela, f.l. de Jose de Candia de Abreu e Sebastiana do Prado.

 

Certidões de Batismo:

- aos 20-03-1715 na capela de N. Sra do Rosario de Paraty, de licença, bat a João, f. de Feliciano Cardoso e s/m Domingas Freire, foram padrinhos Domingos Vaz Pinto e Benta Freyre.

- a fs. 202 o seguinte: aos 20-03-1711 bat a Catarina, f. de Jose de Candia de Abreu e s/m Sebastiana do Prado. foram padrinhos Bartolomeu da Cunha Gago e Maria do Prado. Mogi 4 de janeiro de 1751

 

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 08-01-1751 João Rodrigues Freire, f.l. Feliciano Cardoso e Domingas Freire = cc Caterina Pimenta de Abreu, f.l. Jose de Candia de Abreu e Sebastiana do Prado Xavier. Ambos nts e moradores nesta mesma freguesia.

3-2-1-6 Josefa Rodrigues do Prado, em Mogi das Cruzes aos 17-06-1732, casou com Inacio de Moraes Sarmento, filho de Pedro Vaz e Antonia de Moraes naturais do lugar de Carrazedo do Arc. Braga. Geração em SL. 3º, 365, 4-6.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 17-06-1732 Inacio de Moraes Sarmento, f.l. Pedro Vaz e Antonia de Moraes nts do lugar de Carrazedo do Arc. Braga = cc Josefa Rodrigues, f.l. Francisco de Borja Xavier e Maria do Prado, fal., nts desta vila.

 

4- Pedro do Prado, gemeo de Antonio. Já falecido em outubro de 1633, herdaram seus irmãos.

inv. Gaspar Barreto- 1629 - SAESP, vol 8,

fls. 43: Dividas que se devem pelo livro:

- Pero do Prado irmão de Manuel de Soveral $280 réis.

 

5- João, em 1624 estava no Rio de Janeiro com Adrião Lemos. João do Prado Dias, já falecido em 1677, foi casado com Catarina Vaz. Pais de, pelo menos:

5-1 Antonia do Prado, em Mogi das Cruzes aos 23-08-1677, casou com Antonio Delgado, filho do falecido Francisco Delgado e Maria Pedrosa ou Ribeira, neto materno de Miguel Delgado e Izabel Ribeira, por esta bisneto de Leonardo Ribeiro e Joana do Campo Verde inventariada em 1671, família “Leonardo Ribeiro e Joana do Campo Verde”, neste site.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 23-08-1677 Antonio Delgado, f. Fran[------] Delgado, ja defunto e Maria Pedrosa = cc Antonia do Prado., f. João do Prado Dias, ja defunto e Catarina Vaz.

5-2 José do Prado Soveral teve com uma india:

5-2-1 Domingas do Prado em julho de 1686 requereu dispensa de consanguiniade em 3º e 4º graus para revalidar seu casamento com Mateus Leme, filho de Inacio Leme, neto de Pedro do Prado; este irmão de Martinho do Prado.

RMJ - ACMSP Volume 1 - Estante 4 -Gaveta 1 (1667 a 1688)

Matheus Leme e Domingas do Prado - Julho de 1686

Os oradores recebidos in facie Eclesia sem sair impedimento algum e agora apareceu que são parentes em 3º e 4º grau de consanguinidade.

Pedro do Prado e Martinho do Prado eram irmãos, ambos filhos de Pedro do Prado.

Martinho gerou João do Prado, este gerou Joseph do Prado Soberal, e este a oradora.

Pedro do Prado gerou Ignacio Leme pai do impetrante

Causas para a dispensa são que a oradora é muito pobre e já está casada com o impetrante de quem tem uma filha.  Ambos descendem de neófitos.

Testemunha e.o.:

Tristão de Oliveira

Repetiu o parentesco e disse que os oradores eram bastardos, filhos de indias

 

6- Sebastiana, co-herdeira da terça paterna. Já falecida em 1633, herdaram seus irmãos.

 

7- Maria, co-herdeira da terça paterna. Casou com Antonio de Aguiar que deu quitação da legitima no inventário dos sogros

 

8- Helena de Soveral, tambem co-herdeira da terça paterna, citada na GP como Helena do Prado. Casou com Gaspar Gonçalves, falecido com testamento e inventariado em 1647.

Foram irmãos de Gaspar, citados em seu testamento:

I- Maria de Freitas casada com Clemente Alvares, de quem foi inventariante e 3ª mulher (SAESP vol. 14, neste site onde é citada como Ana de Freitas).

II Manoel de Freitas, testamenteiro conjunto de seu irmão Gaspar Gonçalves. Pai de, q.d.:

II-1 Tomé de Freitas, procurador do pai no inventário do irmão Antonio.

II-2 Antonio de Freitas, em 8-5 abaixo.

 

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

2º Cartório de Mogi das Cruzes -

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Gaspar Gonçalves - 1647

Testamento: (...) sou cc Ilena de Soveral e temos entre ambos seis filhos: Simoa = Antonio = Miguel = Gaspar = Antonia = Manoel.

Declaro que me tem dado Potencia Leite, a conta da legitima de minha molher, (...)

(...) meu sobrinho Andre Gonçalves; minha irmã Maria de Freitas; meu sobrinho Manoel Gomes.

A minha filha Simoa, deu meu cunhado Manoel de Soveral,  uma novilha e meu irmão Manoel de Freitas (...).

Minha irmã Maria de Freitas e seu marido Clemente Alvres (...).

Curador de meus filhos minha mulher e meu irmão Manoel de Freitas e por meus testamenteiros.

13-03-1647.

Cumpra-se 08-05-647

 

viúva: Ilena de Soveral.

Procurador da viúva seu irmão Manoel de Soveral.

Partilhas dos órfãos, coube  a: órfã Simoa e seu irmão Antonio; ao órfão Gaspar, ao órfão Miguel, a órfã Antonia, ao órfão Manoel.

 

          Gaspar e Helena tiveram seis filhos:

8-1 Simoa, recebeu uma novilha do tio Manoel de Soveral.

8-2 Antonio

8-3 Miguel

8-4 Gaspar

8-5 Antonia de Soveral ou do Prado, natural de Mogi das Cruzes, casou duas vezes. Primeira vez com Antonio de Freitas, filho de Manoel de Freitas supra citado. Antonio foi inventariado em Mogi das Cruzes em 29-11-1650. Deixou filha única curatelada pelo avô paterno.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

2º Cartório de Mogi das Cruzes -

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Antonio de Freitas - 1650

Autos: 29-11-1650

Declarante: Antonia de Soveral, dona viúva.

Manoel de Freitas curador de sua neta, filha que ficou de Antonio de Freitas.

Quinhão da viúva e da órfã.

04-07-1653 Simão do Prado, procurador de Antonia do Prado, dona viúva, com precatória do Ouvidor Geral em que manda se entregue todos os bens da menina, que Manoel de Freitas em seu poder tinha, a dona viuva Antonia do Prado sua mãe.

Coube a menina Catarina da legitima de sua pai (...), fiador da viúva João Portes del Rei.

Partilhas das peças: a viúva e a Catarina, órfã.

 

04-07-1653 Antonia do Prado, curadora da órfã sua filha; fiador João Portes del Rei.

Antonia do Prado, dona viuva, mulher que ficou do defunto Antonio de Freitas, moradores na vila de Santa Ana de Mogi Mirim, lhe ficou uma menina de 6 para 7 anos, curador seu avô pai do dito defunto.

 

09-02-1657 - testemunhas de morte de peças:

1- Manoel de Soveral, aqui morador, 60 anos pouco mais ou menos, tio de Antonia do Prado.

2- Antonio de Edra, morador em Santa Ana das Cruzes, de idade de 20 anos mais ou menos, ao costume nada disse.

3- George João Lobo, de nação estrangeira, aqui morador, casado, de 31 anos.

4- João Alberto, morador nesta, idade 40 anos.

 

Simão do Prado como procurador da viuva Antonia do Prado. (aa) Simão do Prado Soveral.

Tomé de Freitas, procurador de seu pai Manoel de Freitas.

 

Antonia de Soveral ou do Prado casou segunda vez com Manoel Fernandes Tinoco. Antonia faleceu com testamento e foi inventariada em 30-01-1685. Declarou filiação e o casamento com Manoel Fernandes Tinoco. Não menciona as primeiras nupcias nem a filha Catarina. Manoel teve inventário aberto em 15-03-1686.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Inventarios de Mogi das Cruzes-SP: 2º Cartório

Pesq.: Fabricio Gerin e Bartyra Sette

Antonia Gonçalves - 1685

Autos 30-01-1685

Testamento:

Testamenteiros: 1º meu marido Manoel Fernandes Tinoquo e a meu genro Manoel Fernandes Preto.

Sou natural desta vila de Mogi, f.l. de Gaspar Gonçalves e Ilena de Soveral. Sou cc. Manoel Fernandes Tinoquo e temos 3 herdeiros nossos filhos: Maria = Izabel = Euzebio.

Casamos nossa filha Maria Glz Freire com Manoel Frz Preto (...).

Devemos aos órfãos nesta vila 11$300 rs assim mais, a nosso sobrinho Antonio Pimenta onze mil e tantos rs (...)

Cumpra-se 22-01-1685

 

Aos dous de fevereiro (digo março) de 1687 anos nesta vila de Santa Ana das Cruzes de Mogi foram apresentados os autos com o testamento da defunta Antonia Gonsalves digo Fernandes, em nossa visita dos residuos, pelo testamenteiro Manoel Fernandes Preto, os quais fiz conclusos (...).

 

Titulo dos Filhos: Izabel, solteira = Euzebio = Maria cc. Manoel Frz Preto.

 

Inventariado. Manoel Fernandes Tinoco

Autos: 15-03-1686, em casas de morada de Antonio Pimenta de Abreu.

 

Antonia e Antonio tiveram filha única.

8-5-1 Catarina, com 6 para 7 anos em 1653. Não é citada no testamento e inventário materno.

 

Antonia e Manoel tiveram três filhos.

8-5-2 Maria Gonçalves Freire casada com Manoel Fernandes Preto. Pais de, q.d.:

8-5-2-1 Ana, batizada em 18-10-1684, padr.: Francisco Pimenta e João de Torres.

8-5-2-2 filho/a, em 17-02-1686, padr.: Antonio Delgado da Silva e M.ª Micaela

8-5-2-3 Estanislau, em 18-05-1692.

Batismos - Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 18-05-1692 Estanislau f. Manoel Frz Preto e Maria Freire, padr.: João de Godoy Moreira e Ana de Abreu

8-5-2-4 Lazaro, em 18-03-1695.

8-5-2-5 Antonio, em agosto de 1697.

8-5-2-6 Maria, em 1699.

8-5-3 Izabel, solteira em 1685. Isabel Fernandes do Prado ou Tinoco casou com Francisco Delgado da Silva. Ambos faleceram e foram inventariados em Mogi das Cruzes, Izabel em 20-12-1721 e Francisco em 24-09-1736.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

2º Cartório de Mogi das Cruzes -

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Izabel Frz do Prado - Autos aos 30-05-1722

inventariante o viuvo cabeça de casal Francisco Delgado da Silva na paragem chamada no Pe da Ponte que vai para a vila da outra banda do rio.

Oito filhos e filhas a saber: Henrique de 30 anos, casado = Amador de 29 = Maria, de 24, cc Manoel Gracia = Francisco de 22 = Manoel de 20 = Joao de 18 = Antonio de 16 = Teresa de 14.

Faleceu em 20-12-1721 com testamento

Obs. Não tem o testamento

 

Francisco Delgado 09-12-1739

Autos aos 09-12-1739

Testamenteiro Henrique Delgado da Silva, testamenteiro e filho mais velho.

Faleceu com testamento aos 24-09-1736, fora cc somente uma vez com Izabel Fernandes do Prado e tiveram oito filhos, fora os que morreram de menor idade: Henrique Delgado = Manoel da Silva = Francisco Delgado, fal. = Antonio , nas Minas Gerais = Amador há 16 anos se meteu aos matos com camarada, nao sairam mais =

 

Titulo dos Filhos:

Henrique Delgado, casado

Manoel da Silva, casado

Joao Delgado, casado

Francisco Delgado, fal., solteiro

Antonio , morador nas Minas Gerais, solteiro com 30 anos

Amador que se perdeu nos matos há 16 anos

Maria de Jesus cc Manoel Garcia, falecida.

Teresa de Jesus, cc Julio Pedroso de Mattos

Oito filhos do casal chegaram a idade adulta:

8-5-3-1 Henrique Delgado da Silva, batizado em julho de 1686, com 30 anos em 1722. Casado, testamenteiro paterno em 1739.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP,--  de julho de 1686, Henrique f Francisco Delgado e Izabel Frz Tinoquo.

          Em 1717 Henrique estava casado com Ana do Pinho.

          Viúvo de Ana do Pinho, aos 06-08-1733 casou com Maria Leme, filha de Miguel Vaz Pinto e Inocencia Leme do Prado - família “Miguel Vaz do Prado”, neste site.

Casamentos - Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 06-08-1733 Henrique da Silva, viuvo de Ana do Pinho, f.l. Francisco Delgado e Izabel do Prado, falecida = cc Maria Le[--], f.l. Miguel Vaz Pinto e [----]cia do Prado. Todos nts e moradores nesta. Test.: Domingos Fernandes Belbezem e Manoel da Fonseca Pinto.

 

Segundo a GP, Maria Leme era filha de Manoel Vaz Pinto e Inocencia Leme, SL. 8, 342, 3-1. Muito provavelmente confusão do escriba ao anotar o nome do avô materno (Manoel em lugar de Miguel).

SL. 8, 342, 3-1 Anna Maria da Silveira, que casou em 1759 em Jacareí com Francisco Leme da Silva; f.º de Henrique Delgado da Silva e de Maria Leme, n. p. de Francisco Delgado da Silva e de Izabel Fernandes do Prado, n. m. de Manoel Vaz Pinto e de Innocencia Leme.

 

Henrique Delgado da Silva e Ana do Pinho tiveram a filha:

8-5-3-1-1 Antonia batizada em agosto de 1717.

Batismos - Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, em Agosto 1717 An.ta, f.l. Henrique Delgado e Ana do Pinho, padr.: Amador -------

 

Henrique Delgado da Silva e Maria Leme tiveram, pelo menos, o filho:

8-5-3-1-2 Francisco Leme da Silva casou com Ana Maria da Silveira, filha de Andre Lopes do Prado e Maria Bueno da Silveira. Geração em SL. 8º, 342, 3-1.

 

8-5-3-2 Amador, com 29 anos. Se perdeu nos matos há 16 anos (1739).

8-5-3-3 Maria de Jesus, 24 anos, casada com Manoel Garcia. Já falecida em 1739.

8-5-3-4 Francisco Delgado, com 22 anos em 1722. Já falecido em 1739, solteiro.

8-5-3-5 Manoel Delgado da Silva, com 20 anos em 1722. Aos 22-08-1725 casou com Helena do Rosario Cabral, filha de Mateus da Costa Cabral e de Maria de Lima do Rosário.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 22-08-1725 Manoel Delgado, f. Francisco Delgado da Silva e Izabel Fernandes do [----], já defunta = cc Helena do Rosario Cabral, f. Matheus da ---- Cabral e Maria de Lima de Macedo.

Pais de, q.d.:

8-5-3-5-1 Virginia da Conceição, batizada em 16-01-1727. Aos 31-10-1745 casou com Antonio Correa de Alvarenga, natural de Jacarei, filho de Agostinho(ou Ângelo) Correa e Escolastica Martins, natural da Conceição dos Guarulhos, neto paterno de Sebastião de Alvarenga e Francisca Fernandes, neto materno de Manoel Pires.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 16-01-1727 puz os santos oleos a Virginia, f.l. Manoel Delgado da Silva. Batizada em casa por Mateus da Costa Cabral.

 

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 31-10-1745 Antonio Correa de Alvarenga, f.l. Agostinho Correa e Escolastica Mar[--] nts da vila de Jacarei = cc Virginia da Conceição, f.l. Manoel Delgado da Silva e Helena do Rosario nts e moradores desta vila.

          Segunda vez aos 23-04-1763, Antonio Correa casou com Joana Leite de Siqueira, viúva de Lourenço de Oliveira, filha de pais incognitos.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 23-04-1763 Antonio Correa de Alvarenga, viuvo de Virginea da Conceição e f.l. de Angelo Correa de Alvarenga, nts desta vila e Escolastica Martins n. da Conceição dos Guarulhos, np Sebastião de Alvarenga n. desta vila e Francisca Fernandes(?), nm Manoel Pires n. Conceição dos Guarulhos e da avo não da noticia = cc Joana Leite de Siqueira, f. pais inconitos, viuva de Lourenço de Oliveira, natural desta vila.

Antonio Correa e Virginia da Conceição tiveram os filhos, q.d.:

8-5-3-5-1-1 Catarina de Jesus aos 31-07-1768 casou com Salvador Correa, filho de Domingos Correa e Ana Maria de Jesus, neto materno de Manoel Cardoso e Catarina Maria

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 31-07-1768 Salvador Correa, f.l. Domingos Correa e Ana Maria de Jesus, np não se pode averiguar, nm Manoel Cardoso e Catarina Maria = cc Catarina de Jesus, f.l. Antonio Correa de Alvarenga e Virginia da Conceição, np Angelo Correa de Alvarenga e Escolastica Martins, nm Manoel da Silva e Helena do Rosario. Test.: Francisco Carassa Pinto viuvo de Ana Maria de Godoy, e Antonio Jose Monteiro cc Joana Maria.

8-5-3-5-1-2 Francisca de Paula aos 03-10-1775 casou com Placido Francisco, filho de Domingos Francisco e Izabel Correa, neto paterno de Bento Francisco e Antonia Rodrigues, neto materno de Manoel de Almeida e Maria Correa.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 03-10-1775 Placido Francisco, f.l. Domingos Francisco ---lha e Izabel Correa, np Bento Francisco e Antonia Rodrigues, nm Manoel de Almeida e Maria Correa = cc Francisca de Paula, f.l. Antonio Correa e sua primeira mulher Virginia da Conceição, np Angelo Correa e Escolastica Martins, nm Manoel da Silva Delgado e Helena do Rosario

8-5-3-5-1-3 Manoel José de Alvarenga aos 10-02-1776 casou com Juliana de Jesus, exposta em casa de Domingos da Cunha

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 10-02-1776 Manoel Jose de Alvarenga, f.l. Antonio Correa de Alvarenga e Virginia da Conceição mulher que foi do dito, np Angelo Correa e Escolastica Martins, nm Manoel Delgado e Helena do Rosario  = cc Juliana de Jesus, exposta em casa de Domingos da Cunha

8-5-3-5-1-4 Angela Maria da Conceição aos 29-11-1787 casou com o viúvo Domingos de Siqueira Chaves, filho de José de Siqueira Chaves e Maria de Miranda, neto paterno de João de Siqueira e Ana Maria de Almeida, neto materno de Antonio Pinheiro e Maria Fernandes

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 29-11-1787 Domingos de Siqueira Chaves, viuvo de Maria Caetana Pinta = cc Angela Maria da Conceição, f.l. Antonio Correa de Alvarenga e Virginia da Conceição, np Angelo Correa e Escolastica Martins, nm Manoel Delgado e Helena do Rosario.

          Domingos foi casado primeira vez aos 07-05-1775 com Maria Caetana Pinta, filha de Pascoa Fernandes e pai incognito.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 07-05-1775 Domingos de Siqueira Chaves, n. desta, f.l. Jose de Siqueira Chaves e Maria de Miranda, np João de Siqueira e Ana Maria de Almeida, nm Antonio Pinheiro e Maria Fernandes = cc Maria Caetana Pinta, n. desta, f. Pascoa Fernandes e pai incognito,

 

8-5-3-5-2 Ana Maria do Espirito Santo em Junho de 1775 casou com Miguel Diniz Pacheco, filho de Antonio Diniz Pacheco, de Taubaté e Maria Nunes de Oliveira, da Borda do Campo-MG, neto paterno de Silvestre Diniz Pacheco, de Portugal e Ana Portes del Rei, de Taubaté-SP, neto materno de Domingos Nunes de Siqueira, n. Jacarei e Maria Nunes Chaveira, natural de Iguape-SP, familia “Silvestre Diniz Pacheco”.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 06(?)-06-1775 Miguel Denis Pacheco, n. Jacarei, f.l. Antonio Denis Pacheco e Maria Nunes, np Silvestre Denis Pacheco e Ana Portes, nm Domingos Nunes e Maria Nunes = cc Ana Maria do Espirito Santo, f.l. Manoel Delgado da Silva e Helena do Rosario, np Francisco Delgado e Izabel Fernandes, nm Mateus da vila(?) e Maria de Lima

8-5-3-5-3 Angelo da Assunção Silva foi casado com Izabel Gracez Gordi, filha de Francisco Pinheiro Garces e Leonor Domingues de Camargo. Viúvo, aos 07-05-1787 casou com Genoveva Maria de Jesus, filha de Vicente Ferreira dos Santos e Ana de Jesus, neta paterna de Clemente Nunes e Custódia Maria, neta materna de Manoel da Costa e Francisca de Jesus Caraça.

SL. 6, 120, 4-2 Izabel Gracez Gordi casada em 1760 em Atibaia com Angelo de Assumpção, viúvo de Izabel Rodrigues do Prado, f.º de Manoel Delgado e de Helena de Rego Cabral, n. p. de Francisco Delgado e de Izabel Fernandes, n. m. de Matheus da Costa Cabral e de Maria de Lima. Teve q. d.: 5-1 a 5-3

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 07-05-1787 Angelo da Assunção da Silva, viuvo de Izabel Garces Godim = cc Genoveva Maria de Jesus, f.l. Vicente Ferreira dos Santos e Ana de Jesus, np Clemente Nunes e Custodia Maria, nm Manoel da Costa e Francisca de Jesus Caraça.

Angelo e Izabel Gracez Gordi tiveram os filhos, q.d.:

8-5-3-5-3-1 Leonor de Lima do Prado em Mogi das Curzes aos 24-01-1786 casou com Joaquim Diniz Pacheco, filho de Antonio Diniz Pacheco, natural de Taubaté e Maria Nunes de Oliveira, da Borda do Campo-MG já citados.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 24-01-1786 Joaquim Diniz Pacheco, n. desta, f.l. Antonio Diniz Pacheco n. vila de Taubate e Maria Nunes de Oliveira esta n. da Borda do Campo nas Minas Gerais, np Silvestre Diniz Pacheco n. reino de Potugal e Ana Portes del Rei n. vila Taubate, nm Domingos Nunes de Siqueira n. vila Jacarei e Maria Nunes Chaveira n. vila de Iguape = Leonor de Lima do Prado, n. desta, f.l. Angelo da Assunção da Silva n. desta e Izabel Garces Gordim(?) n. da vila de Atibaia, np Manoel Delgado da Silva e Helena do Rosario Cabral nts desta, nm Francisco Pinheiro Garces e Leonor Domingues de Camargo, nts da vila e Atibaia

8-5-3-5-3-2 Izabel Maria da Silva aos 02-10-1788 casou com Aleixo Alves da Costa, filho de Domingos Alves da Costa e Izabel da Silva, neto paterno de João Alves da Costa e Maria da Conceição, neto materno de Jorge Rodrigues Leme e Teresa Ribeira de Jesus, família “Manoel da Cunha”, neste site.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 02-10-1788 Aleixo Alves da Costa, f.l. Domingos Alves da Costa e Izabel da Silva, np João Alves da Costa e Maria da Conceição, nm Jorge Rodrigues Leme e Teresa Ribeira de Jesus nts de Jacarei = cc Izabel Maria da Silva, f.l. Angelo da Assunção da Silva e Izabel Garces Godin, np Manoel Delgado da Silva e Ilena do Rosario desta freguesia, nm Francisco Pinheiro Garces e Leonor Domingues de Camargo.

8-5-3-5-3-3 Segundo a GP: João Pinheiro da Silva casou com Madalena de Siqueira.

SL. 6, 120, 5-3 João Pinheiro da Silva casado em 1793 em Jacarehy com Magdalena de Siqueira f.ª de Salvador da Cunha de Siqueira e de Veronica de Araujo.

8-5-3-5-3-4 Helena Maria de Jesus, não consta no rol de seus irmãos na GP. Em Mogi das Cruzes aos 02-10-1788 casou com Francisco de Paula, exposto em casa de Izabel Antunes

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 02-10-1788 Francisco de Paula, f. pais incognitos, exposto em casa de Izabel Antunes = cc Ilena Maria de Jesus, f.l. Angelo da Assunção da Silva e Izabel Garcez, np Manoel Delgado da Silva e Ilena do Rosario desta freguesia, nm Francisco Pinheiro Garces e Leonor Domingues, todos desta freguesia.

 

8-5-3-5-4 Mateus da Costa Cabral casou com Barbara Ribeira, filha de Andre Lopes do Prado e Maria Buena da Silveira (SL. 8, 342, 3-2). Pais de, q.d.:

8-5-3-5-4-1 Manoel da Costa Bueno aos 13-05-1790 casou com Gertrudes Maria Pedrosa, exposta em casa de Jose Maria de Godoy

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 13-05-1790 Manoel da Costa Bueno, f. Mateus da Costa Cabral e Barbara Ribeira, np Manoel Delgado e Helena do Rosario nts desta vila, nm Andre Lopes do Prado e Maria Buena da Silveira nts da vila de Jacarei = cc Gertrudes Maria Pedrosa, exposta em casa de Jose Maria de Godoy. Todos nts e fregueses desta.

 

8-5-3-6 João Delgado, com 18 anos. Casado em 1739.

8-5-3-7 Antonio, batizado em 23-05-1706,com 16 anos em 1722. Em 1739 solteiro, morador nas Minas Gerais.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 23-05-1706 Antonio, f. Francisco Delgado e Izabel Frz do Prado, padr.: ----- Azures e Simoa de Medina.

8-5-3-8 Teresa de Jesus ou da Silva, com 14 anos em 1722. Aos 07-02-1725 casou com Julio de Godoy Moreira(ou Pedroso de Mattos), filho de Manoel de Mattos e Izabel de Godoy Moreira (SL. 5, 328, 6-4)

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 07-02-1725 Julio de Godoy Moreira f. Manoel de Matos e Izabel de Godoy Moreira = cc Teresa da Silva, f. Francisco Delgado da Silva e Izabel Frz do Prado, já defunta.

 

8-5-4 Euzebio Fernandes Tinoco casou com Ignez Camacha. Pais de, q.d.:

8-5-4-1 Ana Fernandes do Prado em 22-11-1733 casou com Amaro Correa de Sá, filho de Manoel Adorno de Sampaio e Maria de Sá, de quem foi a primeira mulher; familia Antonio Álvares Couceiro. Amaro casou segunda vez com Maria Nunes de Siqueira, natural também de Mogi das Cruzes, filha de de João de Almeida Anhaya e outra Maria Nunes de Siqueira, família “Sebastião da Fonseca Pinto”.

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 22-11-1733 Amaro Correa de Saa, f.l. Manoel Adorno de Sam Paio e Maria de Saa, falecidos = cc Ana Fernandes do Prado, f.l. Euzebio Fernandes [danificado] e Ignez Camaxa, todos desta freguesia Test.: Aleixo Leme da Silva e Angelo do Prado Xavier

8-5-4-2 Antonia Fernandes Camacha em 25-02-1740 casou com Manoel Pires Monteiro, natural de Jacarei, filho de Francisco Lopes Paes e Maria da Cunha

Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 25-02-1740 Manoel Pires Monteiro, f.l. Francisco Lopes Paes e Maria da Cunha nts da vila de Jacarei = cc Antonia Fernandes Camacha, f.l. Euzebio Fernandes Tinoco e Ignez Camacho, os mais nts e moradores desta freguesia.

 

8-6 Manoel, ultimo filho de Helena de Soveral e Gaspar Gonçalves.