PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Maria do Prado cc Miguel de Almeida

 

S.L. 3º, 362, Cap. 7º; Maria do Prado, f.ª do tronco (João do Prado e Filippa Vicente), foi casada com Miguel de Almeida de Miranda, natural de Cascais, falecido com testamento em 1659 em S. Paulo. Faleceu Maria do Prado em 1670 em S. Paulo com testamento e teve os 12 f.ºs seguintes:

 

 

Bartyra Sette

Fabricio Gerin

 

 

Maria do Prado, viúva de Miguel de Almeida, testou em 23-04-1669. Seu testamento recebeu o cumpra-se em 09-07-1670.. Declarou onze filhos de seu casal:

1- Catarina de Almeida

2- Marta de Miranda

3- Ana de Almeida

4- Felipa de Almeida

5- Ursula de Almeida

6- Maria da Assunção

7- Salvador de Miranda

8- Miguel, , religioso de S. Francisco

9- Diogo de Almeida

10- [rasgado] morreu sem filhos

11- Francisco de Almeida

 

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin

Maria do Prado

Autos aos [molhado]

Defunta Maria do Prado

 

Titulo dos Filhos:

- os herdeiros de Salvador de Miranda

- os herdeiros de Marta de Miranda

- Catarina de Almeida mulher de Pero Fernandes Aragones

- Ana de Almeida mulher de Henrique da Cunha Machado

- Felipa de Almeida mulher do Cap. João da Cunha Lobo

- Maria da Conceição, freira

- Ursula de Almeida mulher de Lourenço de Amores

- restante danificado= molhado

 

Testamento: Aos [molhado] Eu Maria do Prado (...)

Testamenteiros: meu genro Pedro Fernandes Aragones e a meu genro Henrique da Cunha.

Fui cc Miguel de Almeida e tive seis filhas a saber: Catarina de Almeida cc Pero Fernandes Aragones = Marta de Miranda, ja defunta, cc Antonio da Cunha = Ana de Almeida cc Henrique da Cunha = Felipa de Almeida cc João da Cunha = Ursula de Almeida cc Lourenço de Amores = Maria da Assunção que nunca quiz casar. Tivemos cinco filhos varões: Salvador de Miranda, ja defunto, que deixou filhos = Miguel, que morreu, religioso de S. Francisco = Diogo de Almeida, que morreu sem filhos = [rasgado] morreu sem filhos = Francisco de Almeida, morreu menor.

(....) São Paulo 23-04-1669 assina a rogo da testadora Maria do Prado (Padre Vigario João Leite e Padre Antonio de Lima).

Cumpra-se 09-07-1670

 

1- Catarina de Almeida foi casada com Pedro Fernandes Aragones, natural de Malaga Provincia da Andaluzia. Foram moradores em Juqueri Mirim termo da vila de S. Paulo onde Pedro, viúvo, testou em 11-02-1682 e foi inventariado no mesmo ano. Não tiveram geração.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Pedro Fernandes Aragones

Autos em 1682 neste sitio e fazenda do defunto Pedro Fernandes Aragones e Catarina de Almeida, sua mulher, chamado Juqueri Mirim termo da vila de S. Paulo

[danificado] -( parte do testamento): 1682. Nós Pedro Fernandes Aragones e Catarina de Almeida (...)

(...) nem juntamente tenho herdeiros.

Testamenteiros D. Francisco de Lemos e Domingos ------.

Temos em casa uma menina orfã do defunto Luiz Fernandes, por nome Maria, nossa sobrinha, a qual criamos como filha. A dita orfa Maria do Prado -----

Testamento aos 11-02-1682 do dito ano eu Pedro Fernandes Aragones (...) meu testamento.

Sou natural da cidade de Malaga Prov. de Andaluzia, fui cc nesta vila de S. Paulo com Catarina de Almeida, f. de Miguel de Almeida e Maria do Prado, da qual não tive nunca filhos, e nem juntamente tenho herdeiros forçados

Fiz testamento de amigavel composição com minha mulher Catarina de Almeida ja defunta e porque me é necessario revogar pelo acordo que ----- tomei, faço esta minha ultima vontade da minha ametade da fazenda que se achar no monte mor.

(...) minha sobrinha Antonia de Siqueira.

Declaro que criei em casa uma menina orfã, sobrinha minha por afinidade, por nome Maria do Prado, a qual lhe deixavamos, eu e a defunta minha mulher, o que tinhamos e possuiamos encabeçado e a faziamos herdeira nossa. A qual orfã a casei com Joao Pereira de Avelar, e pelo dito Joao Pereira não me saber agradar, lhe revogo por este testamento o que de minha parte lhe deixava.

Meu afilhado Pedro, filho do dito João Pereira. Meu afilhado João, filho do dito João Pereira.

Cumpra-se 21-02-1682

Recibos: recebi de Cap. Matheus de Leão como testamenteiro do defunto (...)

 

2- Marta de Miranda, casada com Antonio da Cunha Gago, testou em 17-08-1668. Seu testamento recebeu o cumpra-se em 10-09-1668 e foi inventariada em 12 de novembro do mesmo ano. Declarou dez filhos vivos de seu casal, cinco machos e cinco femeas, e citou onze:

1- Antonio da Cunha

2- Simao da Cunha

3- Bartolomeu da Cunha

4- Francisco de Almeida

5- Miguel de Almeida

6- Diogo de Almeida

7- Maria de Almeida q foi cc Jose Preto

8- Marta de Miranda cc Francisco Cubas

9- Catarinha de Unhate cc Garcia Rodrigues

10- Felipa de Almeida cc Francisco de Aguiar

11- Sebastiana de Unhate cc Jorge Velho.

 

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Marta de Miranda 1668

Autos aos 12-11-1668 nesta vila de S. Paulo termo e limite dela paragem chamda Juquiri. Sitio e fazenda que ficou da defunta Marta de Miranda.

Declarante o viuvo Antonio da Cunha Gago.

Testamento - aos 17-08-1668 testamenteiros meu marido Antonio da Cunha Gago e meu filho Francisco de Almeida.

Sou natural da vila de S. Paulo, f. de Miguel de Almeida e Maria do Prado. Sou cc Antonio da Cunha Gago e temos dez filhos vivos, cinco(sic) machos e cinco femeas. Antonio da Cunha = Simao da Cunha = Bartolomeu da Cunha = Francisco de Almeida = Miguel de Almeida = Diogo de Almeida = Maria de Almeida q foi cc Jose Preto = Marta de Miranda cc Francisco Cubas = Catarinha de Unhate cc Garcia Rodrigues = Felipa de Almeida cc Francisco de Aguiar = Sebastiana de Unhate cc Jorge Velho.

Cumpra-se 10-09-1668

 

Titulo dos Filhos:

Maria de Almeida, viuva

Marta de Miranda cc Francisco Cubas

Antonio da Cunha de Miranda casado

Simao da Cunha, casado

Catarina de Unhate cc  Gracia Rodrigues

Felipa de Almeida cc Francisco de Aguiar

Francisco de Almeida, menor de 29.

Miguel de Almeida, casado

Bartolomeu da Cunha, casado

Sebastiana de Unhate cc Jorge Velho

 

3- Ana de Almeida (Prado) casou Henrique da Cunha Gago com geração de 3 filhos em SL. 5, 5, 2-1. Entre eles:

3-1 Miguel de Almeida foi inventariado em 08-08-1677. Compareceram quatro filhos legitimos de seu matrimonio com Maria Soares, tutelados pelo avô paterno. Teve tambem dois filhos naturais:

3-1-1n Antonio.

3-1-2n Domingas.

 

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Miguel de Almeida 1677

Autos aos 08-08-1677 nesta vila de S. Paulo paragem chamada -------------- Pinhais, sitio e morada que foi do defunto.

Declarante a viuva Maria Soares. Assina a seu rogo Francisco Bicudo de Siqueira

Titulo dos Herdeiros:

Bartolomeu, de -- = João de 2 anos = Maria, de 5 anos = Maria de 4 meses.

e dois filhos naturais:  Antonio e Domingas os quais não são admitidos nesta herança pela antiga nobreza de seus antepassados.

 

Termo de Curadoria: a Henrique da Cunha, curador de seus netos orfãos. (aa) Henrique da Cunha Gago.

Aos 01-02-1681 curadoria dos orfãos a Maria Soares, mãe, por ser morto o curador.

 

4- Felipa de Almeida casou com João da Cunha Lobo. João testou em junho de 1681 e foi inventariado em 9 de dezembro do mesmo ano (SAESP 20º neste site).

Felipa faleceu com testamento de 14-10-1674, que recebeu o cumpra-se em 19 do mesmo mês e ano. Foi inventariada em 25-12-1675, compareceram seis filhos:

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Felipa de Almeida - 1675

Autos aos 25-12-1675 nesta vila de S. Paulo nas casas da morada de Miguel Fernandes Cortes.

Declarante o Cap. João da Cunha Lobo marido que foi da defunta.

Titulo dos Filhos:

Maria de Freitas cc Lourenço de Lemos

Ana da Cunha cc Baptista Maciel

Izabel da Cunha cc Miguel Fernandes Cortes

Catarina de Almeida, orfã com 23

Felipa de Almeida, de 20

Miguel de Almeida de 18

 

Testamento aos 14-10-1674 eu Felipa de Almeida (...) sou cc [danificado] João da Cunha e Henrique da Cunha e um vivo por nome Miguel e cinco filhas vivas duas solteiras Felipa de Almeida e Catarina de Almeida, e tres casadas Maria de Freitas cc Lourenço de Lemos, Izabel da Cunha cc Miguel Fernandes, e Ana da Cunha cc Baptista Maciel.

Mando que de minha fazenda se de a Leonor do Prado e Maria do Prado, filhas de Antonia Leme, por esmola 15 varas de pano de algodao a cada uma.

Testamenteiro meu marido João da Cunha.

Cumpra-se 19-10-1674

          João da Cunha Lobo declarou em testamento o neto bastardo, por ele comprado e alforriado:

4-?-1b Paulino: “Declaro que tenho um bastardo por nome Paulino meu neto o qual deixo forro porque o tenho comprado por um rapaz por nome Gabriel, e assim não se entenderão com ele os meus herdeiros”.

 

5- Ursula de Almeida casou com Lourenço de Amores de Siqueira, natural de Santos-SP, filho de Domingos de Amores e Antonia de Siqueira. Foi inventariado em 09-03-1686 com testamento de 03-06-1685.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Lourenço de Amores de Siqueira 1686

Autos aos 09-03-1686 nesta vila de S. Paulo em casas e morada de Domingos Fernandes

Declarante a viuva Ursula de Almeida. Assinou a seu rogo Gervasio Lobo de Oliveira.

Titulo dos herdeiros:

Antonia de Siqueira cc Manoel da Cunha Gago.

Maria do Prado cc Gervasio Lobo

Inacia de Siqueira cc Antonio Vieira.

Catarina de Almeida cc Paulo Maia

Domingos de Amores, de 24 anos

Marta de Miranda de 16 anos.

Vitoria de Siqueira de 14 anos.

 

Testamento aos 03-06-1685 eu Lourenço de Amores de Siqueira (...) testamenteiros João Amaro Maciel e meu genro Manoel da Cunha e meu compadre Tomas Mendes.

Sou natural da vila de Santos, f. de Domingos de Amores e Antonia de Siqueira. Sou cc na vila de S. Paulo com Ursula de Almeida filha de Miguel de Almeida e Maria do Prado, da qual tivemos seis filhas e um filho. Antonia de Siqueira cc ----------, seu tio Pedro ---- Gomes. Casei ------- do Prado com Gervasio Lobo. Casei ------ de Siqueira com Antonio Vieira. Casei -----------  de Almeida com Paulo Vieira.

 

6- Maria da Assunção (ou Conceição) que nunca quiz casar.

 

7- Salvador de Miranda, inventariado em 1668, foi casado com a viúva Antonia Ribeira e declarou em testamento três filhos de seu casal: Miguel de Almeida = Antonio de Miranda = e Maria Ribeira casada com Belchior de Godoy.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Salvador de Miranda 1668

Testamento: Ano de 1668 eu Salvador de Miranda (...).

Sou cc Antonia Ribeira e tivemos dois filhos Miguel de Almeida = e Antonio de Miranda = e uma filha Maria Ribeira cc Belchior de Godoy.

(no texto) meu cunhado Pedro Fernandes Aragones. Meu sobrinho João da Cunha, o moco.

 

          Antonia Ribeira foi casada primeira vez com Gaspar Vaz Guedes (ou Cardoso), com filha única. Antonia testou em 13-6-1680 e foi inventariada em 10-6-1681 (SAESP vol. 20º neste site).

 

8- Miguel, que morreu, religioso de S. Francisco

9- Diogo de Almeida, que morreu sem filhos.

10- [rasgado] morreu sem filhos

11- Francisco de Almeida morreu menor