PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Maria da Cunha e Jeronimo da Veiga

(atualizado em 08-março-2017)

 

SL. 3, 202, 1-1 Maria da Cunha cc. com Jeronimo da Veiga, irmão de Belchior da Veiga casado com Beatriz Camacho. Faleceu Jeronimo da Veiga em 1660 e sua mulher em 1670 (C.O. SP) com sucessão de 14 filhos: 2-1 a 2-14

 

 

Bartyra Sette

Fabricio Gerin

 

 

Maria da Cunha, filha de João Gago da Cunha, natural de S. Paulo (com cerca de 49 anos em 1622) e Catarina do Prado inventariados em S. Paulo (SAESP vols. Vol 10º e 15º, neste site), neta paterna de Henrique da Cunha e Felipa Gago, neta materna de João do Prado e Felipa Vicente, natural de S. Vicente (SAESP vols. Vol 1º e 7º, neste site) descendente de gente brasílica, por Felipa bisneta de Pedro Vicente e Maria de Faria.

RMJ - ACMSP Volume 1 - Estante 4 -Gaveta 1 (1667 a 1688). Braz Esteves e Maria da Luz Correa - 31-03-1681

descenderem ambos de João do Prado e Felipa Vicente, que foram pais de Elena do Prado e João do Prado.

Testemunhas:

Salvador Cardoso de Almeida 41 anos, parente em 3 grau do orador. Confirma o parentesco e "sabe mais ele testemunha serem sempre ambos descendentes de gente brasílica por via de Phelippa Vicente..."

 

ASBRAP 3, fls. 9 a 56, processos Anchietanos, por Helio Abranches Viotti, S.J.

- João Gago (ouvido a 05-04-1622), natural da vila de S. Paulo, com cerca de 49 anos, filho de Henrique da Cunha e de Felipa Gago (...) Relatou ainda a cura de sua sogra Felipa Vicente.

- João Gago da Cunha (ouvido a 29-12-1627), natural da vila de S. Paulo, com cerca de 55 anos, filho de Henrique da Cunha e de Felipa Gago (...).

- Felipa Vicencia (ouvida a 07-04-1622) natural de S. Vicente, com mais de 80 anos, filha de Pedro Vicente e Maria de Faria (...) assinou por ela não saber escrever seu filho Pedro do Prado.

 

Casou Maria da Cunha com Jerônimo da Veiga, natural de Santos com 46 anos em 1627, filho de Belchior da Costa da Veiga e Estácia Antunes

ASBRAP 3, fls. 9 a 56, processos Anchietanos, por Helio Abranches Viotti, S.J.

- Jeronimo da Veiga (ouvido a 14-12-1627) natural da vila de Santos, com cerca de 46 anos, filho de Belchior da Costa da Veiga e de Estacia Antunes. (...) estando no sertão, foi curado de enfermidade mortal, por conselho e ibntervençaõ do sogro João Gago da Cunha.

 

Jerônimo testou em 29-11-1660 e foi inventariado pela viúva no mesmo ano. Maria testou em 5-10-1670 e foi inventariada em primeiro de dezembro do mesmo ano (SAESP. vol. 17º neste site).

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Inventariado Jeronimo da Veiga - S. Paulo ano de 1660

Autos aos (apagado)

Testamento aos 29-11-1660 eu Jeronimo da Veiga (...) rogo a minha mulher Maria da Cunha e meu filho Baltazar da Veiga - testamenteiros.

Sou casado com Maria da Cunha da qual tive 14 filhos, sete machos e sete femeas: João da Veiga, o qual é m------, lhe ficou um filho bastardo por nome Andre = e -----, ja defunto, o qual foi cc Maria de Pinha = Belchior da Costa da Veiga, falecido e ---- um filho bastardo por nome Francisco = Jero--- da Veiga, solteiro = Baltazar da Veiga = Lou--- da Veiga = Gaspar, ja defunto. Femeas: Es---- da Veiga cc Geraldo Correa, o moço = ---- da Cunha cc Alvaro Gonçalves = ---- da Veiga cc Clemente Alvares = Cate---- Prado cc Manoel Baroya = Izabel da ---- cc Pedro Gil = Apolonia da Veiga,------- = Luziana da Veiga, solteira.

 

Titulo dos Orfãos (danificado)

--------------------

--------------------

--------------------

Baltazar da Costa da Veiga, casado com Maria Buena

--------------------

Estacia da Veiga cc Geraldo Correa

Maria da Cunha cc Alvaro Gonçalves

---------- cc Manoel Baroya

-------- cc Clemente Alvares

Luciana da Veiga, solteira.

 

Digo eu Maria da Cunha que é verdade que no testamento do defunto meu marido Jeronimo da Veiga a esmola q deixou por dois bastardos um deles é criança q estou criando em minha casa como meu filho. Quando ele for homem darei a esmola. O outro lhe tenho dado uma espingarda e tantas cabeças de cavalgaduras e como pessoa de minha --------- não tenho pedido quitação e esta no sertão. Depois que ele vier lhe pedirei para acostar no inventario. Maria da Cunha

 

Autos do inventario aos 20-01-1661 nesta vila de S. Francisco das Chagas, de alguns bens que ficou nesta vila do defunto Jeronimo da Veiga, morador que foi na vila de S. Paulo.

Declarou Lourenço da Veiga que seu pai fez testamento e estará na vila de S. Paulo.

Titulo dos Õrfãos ou Herdeiros.

- Antonio da Veiga, falecido, deixou tres filhos a saber: Joáo = Catarina = Ignez.

- Estacia da Veiga

- Maria da Cunha

- Jeronimo da Veiga

- ------------- da Veiga

- Catarina da Veiga

- -------------zar da Veiga

- Lourenço da Veiga

- ------------ da Veiga

- -------------- da Cunha

------------------------

 

Bens de Raiz

- uma escritura de chãos e de terras mostrada por Lourenço da Veiga, que ---- deu o defunto Estevão da Cunha, os quais chãos não declara a quantidade mas que no arrabalde desta dita vila em um quintal de terras declara serem 500 braças de testada da banda das terras dos Guarulhos, partindo com as terras de Antonio da Cunha Gago correndo rio abaixo.

- sete titulos de escrituras de terras

- outro titulo de terras que ficam entre Cahasapabusu e Cahasapamirim.

- outra escritura de chãos nesta dita vila

Foram 14 os filhos do casal.

1- João da Veiga, já falecido em 1670. Deixou um filho bastardo

1-1 André.

2- Antonio da Veiga casou com Maria de Pinha, filha de Antonio Varojo (Varoya, Baroza, Baroya e Barroso como foi citado no inventário do sogro) inventariado em 1638 e Ignez de Pinha em 22-07-1651, filha de Bráz de Piña, inventariado em 4-5-1630 e Izabel Lopes em 17-8-1643 (SAESP vol. 8º e 29º, neste site), família “Braz de Piña”.

          Antonio da Veiga testou em 22-11-1660, com cumprase em 27 do mesmo mês. Foi inventariado em seu sitio e fazenda na paragem Caucaia aos 17-03-1661. Deixou viúva e três filhos:

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Inventariado Antonio da Veiga - S. Paulo

Aos 17-03-1661 nesta vila de S. Paulo no termo e limite dela na paragem chamada Caucaia, mato a dentro. Sitio e fazenda que ficou do defunto.

Declarante Maria de Pinha, viuva. Assina a seu rogo Antonio de Almeida.

Titulo dos filhos

João, de 9

Catarina, de 6

Ignez de 3.

 

Testamento. Sou cc Maria de Pinha e tivemos duas filhas Catarina e Ignez e um filho por nome João.

Meu tio João Gago meu testamenteiro'

Aos 22-11-1660

Cumpra-se 27-11-1660

 

2-1 João com 9 anos em 1661 e 20 anos em 1670 (inventário da avó paterna).

2-2 Catharina, com 6 anos e 14 anos em 1670.

2-3 Ignez, com 3 ano em 1661 e 12 anos em 1670.

 

3- Belchior da Costa da Veiga, já falecido em 1660. Deixou um filho bastardo:

3-1 Francisco.

4- Jeronimo da Veiga, solteiro em 1660.

5- Baltazar da Veiga

6- Lourenço da Veiga, estava casado em dezembro de 1670. Vivia em 12-5-1671 e já era falecido em 8-9-1673, deixando a viúva Anna de Proença, irmã de Antão Pires de Medeiros. No inventário da sogra: “Anna de Proença mulher de Lourenço da Veiga tem folha de partilha do que tocou ao defunto seu marido”.

          Lourenço da Veiga casado com Marina Fragoso,citado por Silva Leme (SL. 3, 215, 2-6) seria homonimo.

7- Gaspar, já era falecido em 1660.

8- Estácia da Veiga casou com Geraldo Correa, o moço, filho de Geraldo Correa Sardinha. Geraldo Correa Soares testou em 20-10-1667 e foi inventariado por Estácia falecida em outubro de 1674 e inventariada em 1675 (SAESP 19º, neste site).

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

capa: Geraldo Correa Soares 1668

Autos aos 23-03-166? Vila S. Paulo

Declarante a viuva Estacia da Veiga Assinou a seu rogo Gaspar Cubas Ferreira.

Titulo dos Filhos:

- Maria Antunes cc Matias de Oliveira

- Ana Soares cc Manoel dozoiro

- Messia Correa, viuva de Jorge Velho

- Geraldo Correa, de 24 anos

- Jeronimo da Veiga, de 18

- João Correa, de 17

- Antonio Correa de 16

- Francisco Correa de 14

- -----------------------

- --------------------------

 

Testamento de Geraldo Correa Soares aos 20-10-1667

Eu Geraldo Correa Soares (...) sou cc Estacia da Veiga a olho e face da santa madre igreja, de quem houve filhos: Geraldo = Jeronimo = João= Antonio = Francisco = Manoel = Salvador = Maria Antunes = Ana Soares = Messia Correa.

Testamenteira minha mulher Estacia da Veiga.

No texto: meu genro Matias de Oliveira; meu genro Jorge Velho.

Foram dez os filhos do casal, sete machos e três femeas, casadas em vida do pai, nenhuma Izabel como citado na GP (SL. 3, 217, 2-8)

8-1 Geraldo Correa da Veiga com 24 anos no inventário paterno. Não é citado na GP. Comparece no inventário materno.

8-2 Maria Antunes casada com Matias de Oliveira, filho de outro e de Antonia Rodrigues, família “Matias de Oliveira”.

8-3 Ana Soares casada com Manoel do Zouro, filho de Matias de Oliveira e Antonia Rodrigues. Geração na família “Matias de Oliveira”.

8-4 Mecia Correa casada com Jorge Velho, irmão inteiro de Manoel e Matias de Oliveira supra citados, família “Matias de Oliveira”.

          Mecia, no inventario paterno, comparece no estado de viúva. Em 1675, inventário materno, estava casada com Antonio de Siqueira Cubas que abriu mão da herança, porquanto estava contente do dote que lhes dera. (SL 6º, 236, 4-5, onde se deve corrigir a filiação de Mecia, bem como em SL 3º, 233, 4-2)

          Geração de Mécia e Jorge Velho na família “Matias de Oliveira”.

          Mecia e seu segundo marido Antonio de Siqueira Cubas (ou Cubas de Siqueira) tiveram os filhos, descritos em SL. 3, 233, 4-2:

8-4-1 Miguel Cubas de Siqueira faleceu em 26 de Outubro de 1762 em Conceição dos Guarulhos, SP, viúvo de Joana Simoa Rodrigues, filha de Ascenço Rodrigues Lopes e Maria da Cunha do Prado

Guarulhos, SP aos 26-10-1762 fal. Miguel Cubas de Siqueira, viuvo de Joana Simoa Rodrigues, de idade que diziam teria 80 anos.

Entre os filhos do casal:

8-4-1-1 João Rodrigues de Siqueira, na Conceição dos Guarulhos em 10-12-1750, casou com Escolastica de Moraes da Cunha, filha Cap. C. Cunha de Moraes e Joana do Prado

Guarulhos, SP Igreja N. Sra da Conceição no mesmo dia supra (10-12-1750) nesta matriz João Rodrigues de Siqueira, f.l. Miguel Cubas de Siqueira e [---]ana Simoa = cc Escolastica de Moraes da Cunha, f.l. Cap. C[danificado] Cunha de Moraes e Joana do Prado. Os contraentes naturais e fregueses desta.

8-4-1-2 Antonio Rodrigues de Siqueira aos 27-09-1774 casou com Maria da Conceição, filha de Matias de Araujo e Rosa Pedrosa, neta paterna de Manoel de Araujo e s/m Estacia da Veiga esta natural desta freguesia e aquele dos Campos dos Goaitacazes, e neta materna de Francisco Idalgo e s/m Ana Maria do Rosario naturais de Mogi das Cruzes

Guarulhos, SP Igreja N. Sra da Conceição aos 27-09-1774 nesta matriz e testemunhas Roque de Siqueira e Jose Rodrigues de Siqueira, ambos casados. Antonio Rodrigues de Siqueira natural e fregues desta freguesia, f.l. Miguel Cubas de Siqueira e Joana Simoa Rodrigues, esta natural desta freguesia e aquele da cidade de S. Paulo = cc Maria da Conceição natural e freguesa desta freguesia, f.l. Matias de Araujo e Rosa Pedrosa, esta natural de Mogi das Cruzes e aquele desta freguesia. O contraente é neto paterno de Antonio Cubas de Siqueira e Mecia Correa da Veiga naturais da cidade de S. Paulo, neto materno de Acenço Rodrigues Lopes e s/m Maria da Cunha do Prado naturais desta freguesia. A contraente neta paterna de Manoel de Araujo e s/m Estacia da Veiga esta natural desta freguesia e aquele dos Campos dos Goaitacazes, e neta materna de Francisco Idalgo e s/m Ana Maria do Rosario naturais de Mogi das Cruzes.

8-4-2 Catarina de Siqueira (Cubas) nasceu em São Paulo por volta de 1665, a julgar pelo termo de seu óbito. Casou com Francisco de Barros Coelho, filho de Antonio Coelho Barradas e Catarina Cardoso, todos também naturais da cidade de São Paulo.

         Catharina e Francisco migraram para Guarulhos, onde ambos faleceram em 1755. Francisco em 22 de setembro e Catarina em 13 do mês seguinte.

Guarulhos, SP obitos - aos 22-09-1755 fal. Francisco de Barros Coelho cc Catarina de Siqueira de idade de 80 anos pouco mais ou menos.

 

Guarulhos, SP obitos - aos 13-10-1755 fal. Catarina de Siqueira viuva de Francisco de Barros de idade de noventa anos pouco mais ou menos.

 

Tiveram q.d.:

8-4-2-1 Roque de Siqueira Coelho, legatário do tio Lourenço de Siqueira. Em 1745 em Mogi das Cruzes casou com Maria da Luz Cardosa, filha de Feliciano Cardoso e Domingas Freire. Geração na família “Domingos Freire de Figueiredo”.

8-4-2-2 Maria de Assunção tambem legatária do tio Lourenço. Aos 25-06-1755 casou com João Domingues do Prado, filho de João Gago da Cunha e Ana Domingues (SL. 3, 253, 3-1)

Guarulhos, SP Igreja N. Sra da Conceição matr - aos 25-06-1755 João Domingues do Prado f.l. João Gago da Cunha e Ana Domingues = cc Maria de Assunção f.l. Francisco de Barros Coelho e Catarina de Siqueira, n. desta freguesia.

          Segunda vez aos 09-09-1760 Maria casou com Baltazar de Godoy Gomes, natural de Mogi das Cruzes, filho de Florentino de Godoy e Joana Ferreira natural da freguesia de Mogi das Cruzes, neto paterno do Sargento Mor Tome Moreira Fialho natural de Mogi das Cruzes e Nataria Gomes Villas Boas, natural de Santos, neto materno de Manoel Ferreira da Cunha e Maria de Candia de Abreu naturais de Mogi das Cruzes, família “Godoys”.

Guarulhos, SP Igreja N. Sra da Conceição matr -aos 09-09-1760 e testemunhas Aleixo Graces da Cunha, casado e Eleuterio Ferreira Pita, casado, fregueses desta freguesia. Baltazar de Godoy Gomes, f.l. Florentino de Godoy e Joana Ferreira, natural da freguesia de Mogi das Cruzes, neto paterno do Sargento Mor Tome Moreira Fialho da vila de Mogi das Cruzes e Nataria Gomes Villa Boa natural da vila de Santos, e pela materna de Manoel Ferreira da Cunha natural de Mogi das Cruzes e Maria de Candia de Abreu natural de Mogi das Cruzes, = cc Maria da Assunçãoi, viuva que ficou de João Domingues do Prado, f.l. Francisco de Barros Coelho natural da cidade de S. Paulo e Catarina de Siqueira natural da cidade dita, pela parte paterna de Antonio Coelho de Barros natural da cidade de S. Paulo e Catarina Cardosa natural da cidade de S. Paulo, e pela materna de Antonio de Siqueira Cubas e Mecia Correa da Veiga naturais da cidade de S. Paulo.

8-4-2-3 Rosa de Siqueira, legataria do tio Lourenço: “Rosa de Siqueira filha de minha irmã Catarina de Siqueira e Francisco de Barros”. Teve, pelo menos:

8-4-2-3-1 Ana, afilhada e legatária de Lourenço de Siqueira: “a afilhada Ana, filha da dita minha sobrinha Rosa de Siqueira”.

8-4-3 Antonio de Siqueira Cubas, viúvo de Maria Pires de Souza, casou com Mariana Rodrigues da Cunha, filha de Ascenço Rodrigues Lopes e de Maria da Cunha do Prado, já citados.

         Mariana, viúva, faleceu com testamento em 15-01-1756. Sem geração, deixou legado a diversos sobrinhos.

Guarulhos, SP aos 15-01-1756 fal. Mariana Rodrigues da Cunha viuva de Antonio de Siqueira Cubas de idade de 70 anos pouco mais ou menos. Testamenteiros a meu irmão João Rodrigues da Cunha, a meu sobrinho Antonio Rodrigues Fontes e a Leuterio Ferreira Pita. Sou natural da cidade, f.l. Ascenço Rodrigues Lopes e sua mulher já defuntos e que fora casada com Antonio de Siqueira Cubas e sem filhos e nem tinha herdeiro algum forçado. Legados: a sua sobrinha Joana filha de João Rodrigues da Cunha = a seu irmão João Rodrigues da Cunha = as tres filhas do sobrinho Antonio Rodrigues Fon = as filhas mais velhas de meu sobrinho João Rodrigues Antunes = a Ana, solteira, filha do defunto João de Godois Moreira = a s/afilhada Maria, filha de Estevão Barbosa = as filhas mais velhas de Manoel [----] = Catarina mulher de Eleuterio Ferreira Pita = a Luiz, filho do dito = a Ana Maria mulher de [--] Mello = a [------]ia filha do defunto Lourenço Franco =

8-4-4 Manoel Cubas de Siqueira casou com Maria da Cunha, filha de Antonio Martins de Macedo e de Catharina Rodrigues do Prado. Pais de, pelo menos:

8-4-4-1 Catarina Cubas de Siqueira aos 07-04-1763 casou com João Rodrigues dos Anjos, filho de Manoel Jorge e Maria Rodrigues, neto paterno Manoel Jorge e Francisca Gonçalves, neto materno Manoel Rodrigues, todos naturais da freguesia de Santa Cruz de Alvarenga Bispado de Lamego

Guarulhos, SP Igreja N. Sra da Conceição aos 07-04-1763 e testemunhas Leoterio Ferreira Pita, casado e Andre Jorge da Silva, solteiro. João Rodrigues dos Anjos, f.l. Manoel Jorge e Maria Rodrigues, npaterno Manoel Jorge e Francisca Gonçalves, nmaterno Manoel Rodrigues e ignora nome de sua avó, todos naturais da freguesia de Santa Cruz de Alvarenga Bispado de Lamego = cc Catarina Cubas de Siqueira, f.l. Manoel Cubas de Siqueira e Maria da Cunha, np de Antonio Cubas de Siqueira e Micia Correya, nm Antonio Martins de Macedo e Catarina Rodrigues do Prado, da parte paterna naturais da vila de Mogi digo materna, e da paterna da cidade de S. Paulo.

8-4-5 Margarida de Siqueira falecida solteira em 1747 em S. Paulo, segundo a GP.

8-4-6 Lourenço de Siqueira, natural de S. Paulo, não consta no rol de seus irmãos. Casou e se divorciou de Maria Pires. Faleceu aaos 29-04-1758 coam testamento. Sem herdeiros forçados, deixou legados a diversos sobrinhos e a alma por herdeira.

Guarulhos, SP 29-04-1758 fal. Lourenço de Siqueira casado com Maria Pires, de idade de 70 e tantos anos. Era natural de S. Paulo, f.l. do defunto Antonio Cubas de Siqueira e Mecia Correa da Veiga e que fora casado com Maria Pires e não querendo esta viver comigo e querendo obrigar se fez [--]vorcio entre nos por autoridade da justiça eclesiastica e confirmada pelo senhor bispo e em virtude do divorcio se repartiram os bens entre ambos. Instituia herdeira a sua alma e deixava os legados: a sua sobrinha Maria da Assunção, filha de sua irmã Catarina de Siqueira e de Francisco de Barros, já defuntos = a seu sobrinho Roque de Siqueira = a sua sobrinha Rosa de Siqueira filha de minha irmã Catarina de Siqueira e Francisco de Barros = a afilhada Ana, filha da dita minha sobrinha Rosa de Siqueira = a minha comadre Rosa Pedrosa mulher de Matias de Araujo. Esmolas a: Francisca Machada mulher de Francisco da Cunha = a Escolastica de Araujo mulher de Antonio Fer[-------] = a meu compadre Manoel dos Ouros. Testamenteiros a Bartolomeu Fernandes o qual aceitou.

 

8-5 Jeronimo da Veiga, com 18 anos.

8-6 João Correa, com 17 anos. João Correa Soares, testamenteiro materno, casado.

8-7 Antonio Correa, 16 anos.

8-8 Francisco Correa 14 anos

8-9 Manoel Correa com 16 anos no inventário materno (1675)

8-10 Salvador com 10 anos em 1675.

 

9- Maria da Cunha casada com Alvaro Gonçalves.

10- Felipa da Veiga casada com Clemente Alvares. Viúva em 1670.

11- Catarina da Veiga do Prado, em 1660 já estava casada com Manoel Varojo, irmão de Antonio Varojo, filhos de Antonio Varojo e Ignez de Pinha citados em 2.

SL. 3, 242, 2-11, Catharina da Veiga do Prado, foi 1.º casada com João Barojo, e 2.ª vez com Manoel Varojo da Cruz, f.º de Antonio Varojo e Ignez de Pinho, † em 1751. Teve q. d.:

Do 1.º marido

3-1 Jeronimo da Veiga do Prado casado em 1691 em Nazareth com Maria da Cunha Maciel f.ª de Baptista Maciel e de Anna da Cunha. Com geração em Cunhas Gagos.

Do 2.º q. d.:

3-2 Ignez de Pinho casada em 1694 em Nazareth com Simão Francisco f.º de João Francisco e de Anna Ferreira.

3-3 Maria da Veiga casada em 1694 em Nazareth com Gaspar Lopes de Medeiros f.º de José Lopes Fernandes e de Joanna de Medeiros. V. 2.º pág. 26.

3-4 Luzia da Veiga casada em 1704 em Nazareth com Antonio Forão de Pontes, de Iguape, viúvo de Anna de Oliveira.

 

Aparentemente Catarina da Veiga do Prado casou uma única vez e todos os filhos citados na GP, alem de outros, tiveram por pai Manoel Varojo da Cruz:

11-1 Jeronimo da Veiga, filho de Manoel Varoja e Catarina do Prado, em Nazaré Paulista aos 01-09-1691 casou com Maria da Cunha, filha de Batista Maciel e Ana da Cunha, família “Batista Maciel”.

Nazaré Paulista, SP igreja n. Sra de Nazaré - Casamentos - aos 01-09-1691 Jeronimo da Veiga f.l. Manoel Varoja e Catarina do Prado = cc Maria da Cunha f.l. Batista Maciel e Ana da Cunha, test.: Miguel de Almeida e Manoel da Cunha

          Faleceu Jeronimo em Nazaré aos 21-05-1704. Alem da geração legitima descrita em SL. 5, 29, 4-3, Jeronimo teve, de uma sua serva:

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré - aos 21-05-1704 fal. Jeronimo da Veiga, testamenteira a sua mulher.

11-1-1n Juliana, filha de Jeronimo da Veiga e sua serva Maria mamaluca. Foram padrinhos os tios paternos Manoel Varoja Tinoco e Felippa da Veiga

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 14-01-1690 bat a Juliana f. de Jeronimo da Veiga e s/mulher alias de sua serva Maria Mamaluca. Foram padrinhos Manoel Varoja Tinoco e Felippa da Veiga seus irmãos.

 

11-1-1 Jeronimo, batizado em Nazaré Paulista em 23-07-1692.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 23-07-1692 bat Jeronimo, f.l. Jeronimo da Veiga e Maria da Cunha, padr.: João Maciel e Ana da Cunha.

11-1-2 Batista Maciel da Veiga, foi casado três vezes. Primeira vez aos 14-01-1721 com Catarina de Oliveira, filha de Domingos Nunes Caldeira e Maria Moreira (SL. 7, 525, 3-3). Catarina faleceu dois meses depois em 04-03-1721.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 14-01-1721 Batista Maciel f.l. Jeronimo da Veiga do Prado e Maria da Cunha = Catarina de Oliveira f.l. Domingos Nunes Caldeira e Maria Moreira.

 

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 04-03-1721 fal. Catarina de Oliveira mulher de Bautista Maciel e filha de Domingos Nunes Caldeira e s/m Maria Moreira moradores na cidade de N. Paulo e ela freguesa de N. Sra de Nazare, de idade de 30 anos pouco mais ou menos.

         Segunda vez Batista casou com Ana Pires Ribeiro, filha de Manoel Pires Antunes e Maria Ribeiro, família “Pedro Martins”.

         Por ultimo, Batista casou com Maria Rodrigues Barbosa, viúva de Baltazar de Godoy e filha de Antonio Rodrigues Lopes e Maria da Luz Maciel, família “Joana Simoa Rodrigues”, neste site. Geração de Maria e Baltazar na família citada.

RMJ - Dispensa Matrimonial- 1726-1727 - ACMSP Vol 12 estante 4 gaveta 3

Baptista Maciel da Veiga e Maria Roiz

21-11-1729

Fregueses de nossa Senhora da Conceição da Cidade de São Paulo..

Estão casados em boa fé com banhos corridos sem sair impedimento, mas apareceram testemunhas atestando impedimento de afinidade em 3º para 4º grau porque:

De Maria da Cunha nasceu Catarina do Prado e desta Hieronimo Varoja e deste Bauptista Maciel,

De Catarina do Prado nasceu também Catarina de Medeiros da qual nasceu Baltazar de Godoy que foi casado com a oradora.

Bauptista Maciel é filho de Hieronimo Varoja e Maria da Cunha.

Maria Roiz é filha de Antonio Roiz Lopes e Maria da Lux.

Batista faleceu nos sertões da Bahia e foi inventariado em Mogi das Cruzes em 01-04-1756. Teve geração dos dois ultimos matrimônios. Maria faleceu em 04-04-1760 e foi inventariada no mesmo ano. Segundo os inventários, SAESP não publicados, neste site, foram filhos de Batista Maciel:

Com Ana Pires Ribeira, a filha única:

11-1-2-1 Maria Pires Ribeira aos 03-08-1750 casou com Antonio de Godoy de Medeiros, filho de Maria Rodrigues Barbosa e seu primeiro marido Baltazar de Godoy de Medeiros, família “Joana Simoa Rodrigues”.

 

Com Maria Rodrigues Barbosa, duas filhas:

11-1-2-2 Angela Rodrigues Barbosa, com 23 anons em 1756. Aos 12-08-1760 casou com Bartolomeu Bueno de Camargo, natural dos Guarulhos, filho de José da Costa de Camargo e Ana Buena de Albuquerque, neto paterno de Manoel da Costa Duarte e Ana Maria de Camargo, neto materno de Francisco Bueno de Mendonça e Ana de Siqueira de Albuquerque (SL. 1, 315, 3-9)

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 12-08-1760 Bartolomeu Bueno de Camargo, f.l. Jose da Costa de Camargo e Ana Buena de Albuquerque, n. da freg, N. Sra da Conceição dos Guarulhos, np Manoel da Costa Duarte e Ana Maria de Camargo nts da freguesia de Jaguari, nm Francisco Bueno e Ana de Siqueira nts da cidade de S. Paulo = cc Angela Rodrigues Barbosa, f.l. Batista Maciel da Veiga e Maria Rodrigues n. da cidade de S. Paulo, np Manoel da Veiga(sic) e Maria da Cunha nts de Nazare e nm Antonio Rodrigues Lopes e Maria da Luz Barbosa nts da freguesia de Mogi das Cruzes.

11-1-2-3 Escolastica Rodrigues Barbosa de 21 para 22 anos em 1756. Aos 29-06-1756 casou com Miguel Correa Pinto, filho de Antonio Pinto de Alvarenga e Mariana da Cunha Lemos

Paroquia de Sant'Ana de Mogi ds Cruzes-SP, aos 29-06-1756 Miguel Correa Pinto, f.l. Antonio Pinto de Alvarenga e Mariana da Cunha Lemos = cc Escolastica Rodrigues, f.l. Batista Maciel da Veiga e Maria Rodrigues Barbosa, todos desta freguesia

 

11-1-3 João, batizado em 20-08-1695.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 20-08-1695 bat João, f.l. Jeronimo da Veiga e Maria da Cunha, padr.: Amador Bueno e Ana Maria de Camargo.

11-1-4 Catarina, em 01-01-1700.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 01-01-1700 bat  Catarina, f.l. Jeronimo da Veiga e Maria da Cunha, padr.: Jose Freire e Maria de Souza.

 

11-2 Manoel Varoja Tinoco, padrinho da sobrinha 11-1-1n.

11-3 Felipa da Veiga, idem.

11-4 Ignez de Pinha, em Nazaré aos 14-06-1694, casou com Simão Francisco filho de João Francisco e Ana Ferreira

Nazaré Paulista, SP igreja n. Sra de Nazaré - Casamentos - aos 14-06-1694 Simão Francisco f.l. João Francisco e Ana Ferreira= cc Ignez de Pinha f.l. Manoel Vareja da Cruz e Catarina da Veiga do Prado todos fregueses desta.

11-5 Maria da Veiga, em Nazaré aos 18-10-1694, casou com Gaspar Fernandes Lopes (citado em SL. 3, 242, 3-3 e 2, 26, 4-2 como Gaspar Lopes de Medeiros) filho de José Fernandes Lopes e Fulana de Medeiros.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 18-10-1694 Gaspar Fernandes Lopes f.l. Jose Fernandes Lopes e Catarina(sic) de Medeiros = cc Maria da Veiga f.l. Manoel Varejo e Catarina da Veiga, todos fregueses desta.

11-6 Luzia da Veiga ou Varoja aos 01-10-1704 casou com Antonio Forão de Pontes, natural de Iguape-SP. Luzia faleceu em 10-04-1725.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 01-10-1704 Antonio Foram de Pontes, n. da vila de Iguape = cc Luzia da Veiga f. Manoel Varoja. Test.: Jorge Moreira e João da Cunha

 

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 10-04-1725 fal. Luzia Varoja de idade de 60 anos pouco mais ou menos,. Test.: Melchior de Pontes e Manoel de Pontes.

12- Izabel da Cunha em 1660 estava casada com Pedro Gil. Em 1671, viúva, Izabel era moradora em Taubaté.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Pedro Gil 1671

Aos 03-02-1671 nesta vila de S, Francisco das Chagas capitania de N Sra da Conceição de Itanhaem, por Izabel da Cunha mulher que ficou do defunto Pedro Gil me foi apresentada uma petição do juiz Ordinario Bento Gil de Siqueira.

Izabel da Cunha, dona viuva, moradora ----------- lhe é necessaria uma ---- do testamento do defunto seu marido Pedro Gil, em que declara lhe é a dever a fazenda de seu pai Jeronimo da Veiga e mãe Maria da Cunha 40$000 rs de promessa de dote de casamento.

Declaro que minha sogra Maria da Cunha, moradora na vila de S. Paulo, me deve de resto de dote de casamento, que me prometeu meu sogro seu marido, 40$000 rs. 03-02-1671 (aa) Sebastião Martins Pereira.

 

13 Apolonia da Veiga foi a segunda mulher de Antonio Rodrigues Baião inventariado em 09-02-1665 na paragem Aputerebi termo da vila de Santana da Parnaiba. Geração na família “Antonio Rodrigues Baião”, neste site.

          Em 1670 Apolonia já estava casada com Antonio Bicudo Leme. Geração em SL. 6, 357, 3-1. Ambos faleceram em Itu, Apolonia em 03-02-1701 e Antonio em 22-09-1704.

Itu-SP Igreja N Sra da Candelaria aos 03-02-1701 faleceu Pelonia da Veiga, natural desta vila casada com Antonio Bicudo.

 

Itu-SP Igreja N Sra da Candelaria aos 29-09-1704 faleceu Antonio Bicudo Leme, viuvo, não fez testamento.

 

14- Luzia (Luziana) da Veiga, solteira em 1660. Em 1670 estava casada com João de Siqueira. Alem do filho João de Siqueira da Veiga citado na GP (SL. 3º, 242, 3-1), João e Luzia tiveram a filha:

14-2 Catarina de Siqueira em setembro de 1707 casou com Manoel Pedroso de Moraes Castro, filho de Pedro Porrate Penedo e de Sebastiana Barbosa de Aguiar - aportes à GP: Serafina de Moraes - SL. VII, 135, 3-1, neste site.

Genere João de Moraes e Aguiar: [---------] setembro de 1707 em esta igreja matriz se receberam Manoel Pedroso, f.l. de Pedro Porrate Penedo e de Sebastiana Barbosa de Aguiar = com Catarina de Siqueira, f. de João de Siqueira Affonço e de s/m Luzia da Veiga, naturais desta vila e moradores. Testemunhas o Cap. Amador Bueno da Veiga e o Cap. Domingos de Souza.