PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

MARIA ALVES DA PORCIÚNCULA

(atualizado em 12-janeiro-2017)

 

 

Regina Junqueira

Bartyra Sette

 

 

Maria Alves (Barbosa) da Porciúncula, batizada na Capela de Nossa Senhora da Conceição do Rio Grande, filha de Francisco Alves Barbosa e de Isabel Fragosa naturais de Taubaté-SP (ou Pindamonhangaba). Maria, entre outros, era irmã inteira de Rosaria Maria de Jesus casada com Mateus Leme Barbosa. Outras informações dos irmãos de Maria na família “Mateus Leme Barbosa”

 

Casou duas vezes: em primeiras núpcias, em Carrancas aos 24-05-1734, casou com o Capitão Mor Inácio Franco Torres, filho de José Franco Torres já falecido em 1734, e Thereza da Silveira, naturais da Bahia, casados em 10-04-1675. Capitão Inácio foi inventariado em 1737. Entre seus bens o Sitio das Carrancas onde moravam, e outro menor chamado Capivari.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 24-05-1734 Cap. Inácio Franco Torres, f.l. Jose Franco Torres, já falecido e Teresa da Silveira, nts da cidade da Bahia; = cc Maria da Porciuncula Barbosa, f.l. Francisco Alveres e Izabel Fragoza, nts da vila de Guaratinguetá.

Segundo apadrinhamentos, Capitão Inácio Franco foi primeiro casado com Maria da Fonseca Madureira.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 02-02-1731 Maria, f.l. Antonio Teixeira Colaço e Dorotea Moreira, do sitio do Capivari, padr.: Cel Inacio Franco Torres e s/m D. Maria da Fonseca Madureira do sitio das Carrancas.

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 09-04-1733 Branca, f.l. Mateus Leme e Rosaria Maria de Jesus, das Carrancas de baixo, padr.: Coronel Inacio Franco Torres e sua mulher D. Maria de Afonseca

 

Aparentemente sem geração com Maria da Fonseca, Capitão Inácio teve a filha natural:

 

1n Sebastiana de Oliveira Franco (ou da Fonseca), natural de Jacarei-SP, filha natural de Nataria de Oliveira. Em Carrancas aos 17-01-1735 casou com o viúvo Bernardo Teixeira da Silva, natural de Jacarei, filho natural de Pedro Teixeira da Cunha natural de Jacarei e Domingas Cubas de Siqueira, natural de S. Paulo.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 17-01-1735 Bernardo Teixeira da Silva, viúvo, f. nat. de Pedro Teixeira da Cunha e Domingas Cubas de Siqueira da cidade de S. Paulo; = cc. Sebastiana de Oliveira da Fonceca, f. nat. de Nataria de Oliveira, n. da vila de Jacarei. Test.: Cap. Mor Inacio Franco Torres, deste sitio e Mateus Leme Barbosa, das Carrancas de baixo.

Pais de, q.d, batizados em Carrancas:

1n-1 Antonio, em 20-11-1735.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 20-11-1735 Antonio, f.l. Bernardo Teixeira e Sebastiana de Oliveira, da Caveira, padr.: Antonio Raposo Barreto e Rosa filha solteira.

1n-2 Ana, em 17-08-1737.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 17-08-1737Ana, f. Bernardo Teixeira e s/m Sebastiana de Oliveira, padr.: Gaspar Antonio de Ma----- e Juliana de Oliveira, da caveira.

1n-3 Angela Maria de Jesus, batizada aos 27-04-1739. Aos 22-02-1757 casou com João Antonio Barbosa, natural do Inficcionado-MG, filho de Sebastião Barbosa e Joana do Rosário.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 27-04-1739 Angela, f.l. Bernardo Teixeira e Sebastiana de Oliveira, padr.: Tome Alves Moreira e sua irmã Rosa Moreira, solteiros, filhos do Cap. Antonio Raposo, da Caveira

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 22-02-1757 João Antonio Barbosa, n/b freg. N. Sra. Nazare do Inficcionado comarca de Mariana, f.l Sebastião Barbosa e Joana do Rosario; = cc. Angela Maria de Jesus, n/b nesta freg., f.l. Bernardo Teixeira da Cunha e Sebastiana de Oliveira Franca.

Pais de, q.d., batizados em Carrancas:

1n-3-1 Maria, em 15-12-1759.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 15-12-1759 Maria n. aos 08-10, f.l. João Antonio Barbosa n. da freg. das Catas Altas e Angela Maria de Jesus n. desta freguesia, padr.: Antonio, solteiro filho de Bernardo Teixeira, e Sebastiana de Oliveira mulher de Bernardo Teixeira

1n-3-2 Ana, em 20-05-1764.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 20-05-1764 ermida S. Antonio, Ana, f.l. João Antonio Barbosa n/b na freg. de N. Sra da Conceição das Catas Altas do Mato Dentro e Angela Maria de Jesus n/b nesta freguesia, padr.: Alexandre Luiz Barbosa, solteiro e Maria Teresa de Jesus.

1n-3-3 Manoel, em 11-04-1766

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 11-04-1766 no altar do Curralinho, Manoel, f.l. João Antonio Barbosa n. freg. Catas Altas do Mato Dentro e Angela Maria de Jesus n. desta freg., padr.: Padre Manoel da Cunha Pacheco e Sebastiana de Oliveira Francisca.

1n-3-4 Francisco, em 08-05-1769.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 08-05-1769 ermida de Sto Antonio do Curralinho, Francisco, f.l. João Antonio Barbosa n/b freg. Catas Altas e Angela Maria de Jesus n/b na freg. das Carrancas, np Sebastião Barbosa e Joana do Rosario, nm Bernardo Teixeira da Cunha e Sebastiana de Oliveira, padr.: Manoel Carneiro Fernandes, solteiro e Teresa Maria de Jesus, solteira filha da dita Sebastiana de Oliveira.

1n-3-5 João, em 25-11-1770.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 25-11-1770 cap. Carrancas, João, f.l. João Antonio Barbosa e Angela Maria, padr.: Manoel Gomes Batista, solteiro e Maria Joaquina de Jesus, solteira.

1n-4 Teresa Maria de Jesus, batizada em 02-07-1741. Solteira em 1769, madrinha do sobrinho Francisco supra citado.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 02-07-1741 Teresa, f.l. Bernardo Teixeira e Sebastiana Moreira, padr.: Manoel Moreira, solteiro filho de Antonio Raposo, e Teresa Moreira solteira, filha de Margarida Antunes; todos desta freguesia.

1n-5 Manoel Teixeira da Silva, batizado em 20-12-1742. Aos 23-01-1770 casou com Joana Ribeira de Jesus (ou de Oliveira), batizada aos 25-12-1754, filha dos falecidos Alexandre Pires de Camargo e Maria de Oliveira, neta paterna de Fernando Ortiz de Camargo e Romana Pires, neta materna de Pedro de Oliveira Nunes e Joana Ribeira.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 20-12-1742 Manoel, f.l. Bernardo Teixeira e Sebastiana Franca, padr.: Salvador Moreira, solteiro e Izabel Fragosa viuva de Francisco Alves Barbosa.

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 23-01-1770 Manoel Teixeira da Silva, f.l. Bernardo Teixeira da Cunha e Sebastiana Franca de Oliveira; = cc. Joana Ribeiro de Jesus. f.l. ;Alexandre Pires de Camargo e Maria de Oliveira, já defuntos. Ambos os contraentes nts/bts nesta.

 

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 25-12-1754 Joana n. aos 09, f.l. Alexandre Pires de Camargo n. da freg. de Pitangui e Maria de Oliveira n. Jacarei, np Fernando Ortiz de Camargo e Romana Pires, materna de Pedro de Oliveira Nunes e Joana Ribeira, padr.: Caetano Jose Penna n. Arc. Braga e Helena Moreira filha de Antonio Raposo todos moradores desta.

Pais de, q.d.:

1n-5-1 Ana, batizada em 04-11-1770.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 04-11-1770 Ana, f.l. Manoel Teixeira e Joana de Oliveira, padr.: Inacio Franco e Maria Teresa, ambos solteiros e filhos de Bernardo Teixeira desta freguesia.

1n-5-2 Maria, em 22-03-1772.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 22-03-1772 Maria, f.l. Manoel Teixeira da Silva e Joana Ribeira, padr.: Alexandre Pires de Camargo e s/m Maria Joana Vieira

1n-5-3 Joana Inácia do Espírito Santo, batizada em 13-11-1775. Aos 28-11-1792 casou com Domingos Francisco de Oliveira, filho de Tomás Francisco de Oliveira e Ana Moreira Barbosa de Almeida

Lavras, MG Igreja Santana aos 13-11-1775 na capela das Carrancas bat a Joana, f.l. Manoel Teixeira da Silva e Joana Ribeira,. foram padrinhos Alexandre Luiz Barbosa e s/m Ana Senhoprinha Gonçalves.

 

Sta Ana das Lavras do Funil, MG aos 28/Nov/1792, Capela de Carrancas, Domingos Francisco de Oliveira, f. de Tomás Francisco de Oliveira e de Ana Moreira Barbosa de Almeida; c.c. Joana Inácia do Espírito Santo, f. de Manoel Teixeira da Silva e de Joana Ribeira. Ambos nat. e bat. na freg. de Lavras. TT: Manoel Fernandes de Souza e Joaquim Alvares Ferreira (pesq. Silvia Buttros)

Pais de q.d.:

1n-5-3-1 Francisca, batizada em 15-08-1790.

Lavras, MG Igreja Santana Lv Suplementos aos 15-08-1790 na capela de Carrancas bat a Francisca, filha leg. de Domingos Francisco de Oliveira e Joana Inacia do Espirito Santo, foram padr.: Manoel Jacinto e Ana Barbosa.

1n-6 Maria Teresa, batizada em 28-12-1744. Solteira em 1770, madrinha da sobrinha Ana supra citada.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 28-12-1744 Maria, f.l. Bernardo Teixeira da Silva e Sebastiana de Oliveira Franco, padr.: Francisco Alvres, solteiro e Maria Moreira mulher de Antonio de Souza.

1n-7 Inácio Franco, batizado aos 23-10-1746. Solteiro em 1770, padrinho da sobrinha Ana supra mencionada.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 23-10-1746 Inacio,f.l. Bernardo Teixeira da Silva e Sebastiana Torres(sic) nts de N. Sra da Conceição da vila de Jacarei Bispado de S. Paulo, padr.: Antonio de Souza Lopes, casado morador no sitio da Sipotiva e Maria Leme Barbosa, solteira filha de Mateus Leme Barbosa morador no sitio de Mato Dentro, todos desta freguesia.

1n-8 Pedro, em 02-12-1748.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 02-12-1748 Pedro, f.l. Bernardo Teixeira n/b na vila de Taubate-SP filho de Pedro Teixeira e Domingas Cubas; e Sebastiana Franca n/b na vila de Jacarei-SP filha natural do Cap. Inacio Franco Torres e Natalia de Oliveira, padr.: Salvador Bicudo, casado e Ana Moreira mulher de Domingos Garcia, todos desta fretguesia.

1n-9 Bento, em 11-04-1751.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 11-04-1751 Bento n. aos 02, f.l. Bernardo Teixeira da Cunha e Sebastiana Torres de Oliveira fregueses desta freguesia, padr.:  por pp que apresentou Inacio Franco Torres, solteiro filho de D. Maria Alz da Porciuncula, o Revdo Bento Ferreira e madrinha Maria Leme, solteira filha de Meteus Leme Barbosa, todos desta freguesia.

1n-10 Bernardino, em 26-10-1752.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 26-10-1752 nasceu Bernardino, f.l. Bernardo Teixeira da Silva e Sebastiana de Oliveira Torres, ambos nts da vila de Jacarei-S`, neto paterno de Pedro Teixeira da Cunha n. de Jcarei e Domingas Cubas n. de S. Paulo, nm Inacio Franco Torres n. da Bahia e Anastacia(sic) de Oliveira n. de S. Paulo. Foi batizado no oratorio do Deserto Dourado desta freguesia, padr.: Jose da Costa e Bernardina Rodrigues de Oliveira mulher de Jose da Costa.

1n-11 José, em 23-02-1755.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 23-02-1755 matriz, Jose, f.l. Bernardo Teixeira n. do Bispado de S. Paulo e Sebastiana de Oliveira n. desta freguesia, np Pedro Teixeira da Cunha e Domingas Cubas de Siqueira nts do Bispado de S. Paulo, nm Inacio Franco Torres n. do Rio de Janeiro e Nataria de Oliveira moradores todos desta freguesia, padr.: Manoel Alves n. do Arc. Braga e Maria Francisca de Oliveira Rodrigues mulher de Antonio Pacheco, todos fregueses desta fregusia.

 

 

Capitão Inácio Franco e Maria Alves tiveram o filho único (segundo inventário do Capitão, neste site):

 

1- Inácio, batizado em 16-05-1736. Padre Inácio Franco (ou Francisco) Torres habilitou-se as ordens sacras em 1766. De seu processo “de genere”, neste site, constam as certidões de casamento de seus pais e avós paternos.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 16-05-1736 Inacio, f.l. Cap. Mor Inacio Franco Torres e D. Maria da Porciuncula Barbosa, deste sitio, padr.: Pedro de Almeida Oliveira, casado morador na vila de S. João del Rei e D. Josefa de Moraes mulher de Matias Gonçalves Moinhos moradora na Lagoa Verde freguesia de S. João del Rei.

 

          Padre Inácio faleceu com testamento redigido em 30-06-1782 e aberto aos 19-04-1783 (neste site, colaboração de Moacyr Villela). Deixou legados a diversos sobrinhos e a sua prima Josefa Maria de Nazaré, filha de Mateus Leme Barbosa (família Mateus Leme Barbosa)

 

 

Maria casou segunda vez aos 09-07-1737 com Francisco de Ávila Fagundes, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da cidade e Bispado de Angra da Ilha Terceira, filho de João de Lima Fagundes e Maria da Conceição.

B7: casamentos -  Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 09-07-1737 Francisco de Ávila Fagundes, n. da Ilha Terceira, f.l. João de Lima Fagundes e Maria da Conceição; = cc D. Maria da Porciúncula Barbosa, f.l. Francisco Alvares Barbosa e Izabel Fragoza, n. desta freguesia.

Francisco faleceu com testamento em 21-06-1759 e Maria da Porciúncula faleceu “em dias do ano de mil setecentos e oitenta e nove” e foi inventariada em 1798. Tiveram segundo seus inventários (neste site) oito filhos (situação  em 11-08-1759):

 

2- Francisca Maria de Jesus, batizada em 09-07-1738. Aos 21-02-1757 casou com Antonio Leite Coimbra, natural de S. Pedro de Castelões Bispado de Coimbra, filho de João Leite e Maria Henriques.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 09-07-1738 Francisca,f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria da Porciuncula, padr.: o Pe. Antonio Mendes e Maria Alves Barbosa.

 

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 21-02-1757 Capitão Antonio Leite Coimbra, n/b na freguesia de S. Pedro de Castelões Bispado de Coimbra, f.l. de João Leite e Maria Henriques; = cc.  Francisca Maria de Jesus, n. desta freguesia, f.l. de Francisco de Avila Fagundes e D. Maria Alves da Porciuncula, moradores e fregueses desta freguesia.

          Antonio faleceu em 06-10-1771 e Francisca foi inventariada em 1776. Tiveram segundo seus inventários (neste site) sete filhos:

2-1 Ana Bernarda Leite, com 14 anos no inventário paterno. Em 01-07-1776 casou com Inácio Xavier da Silva Toledo, inventariante da sogra. Família “Francisco Felix Correa”.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 01-07-1776 Inácio Xavier da Silva Toledo, f.l. Francisco Xavier da Silva e D. Branca de Toledo, n/b na freg. das Carrancas; = cc. D. Ana Bernarda Leite, f.l. Cap. Antonio Leite Coimbra e D. Francisca Maria de Jesus, n/b na freg. de S. João del Rei.

          Inacio Xavier e seu irmão Francisco casado com Maria Luzia 2-2 abaixo estão em SL. 5º, sem a filiação das duas irmãs.

          Entre os oito filhos de Inácio e Ana Bernarda citados em SL. 5, 483, 3-9, encontramos documentos sobre vários deles e mais Inácio, não citado no rol de seus irmãos:

2-1-1 Francisco Xavier de Toledo, como citado por Silva Leme em 5º, 483, 4-1 solteiro. Francisco Antonio, batizado na capela de S. Gonçalo em 01-05-1777.

Campanha, MG aos 01-05-1777 na capela de S. Gonçalo bat a Francisco Antonio, f.l. de Inacio Xavier da Silva Toledo e D. Ana Bernarda Leite, avos paternos Francisco Xavier da Silva e D. Branca de Toledo, nmaterna do Cap. Antonio Leite Coimbra e D. Francisca Maria de Jesus. Foram padrinhos o Reverendo Vig. da Vara Jose Xavier da Silva Toledo e D. Branca de Toledo

         Francisco Antonio Xavier de Toledo redigiu seu testamento em S. Gonçalo em 19-11-1849 e aberto aos 12-03-1850. Declarou seu estado de solteiro e uma filha natural, já casada, determinando que por morte desta “passará esta herança a seu filho Joze, sem que seu marido tenha na mesma parte alguma.”

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA03 Testamentos - Campanha da Princesa 1846-1854

Copia e registro do testamento com que faleceu Fran.co An.to Xavier de Tolledo aos 12-03-1850 de quem é testamenteiro Joaquim da Silva Lustosa de Macedo morador no Arraial e Distrito de S. Gonçalo deste município.

Eu, Francisco Antonio Xavier (...), f.l. de Ignacio Xavier da Silva Tolledo e de D. Anna Bernarda Leite, ambos já falecidos nesta freguesia de S. Gonçalo aonde sou morador.

Declaro que sou solteiro e neste estado tive uma filha por nome Anna Luiza Xavier, a qual se acha viva, casada com Joaquim Pinto Stanislao, e moradora neste mesmo Arraial de S. Gonçalo.

Declaro que devo a:

- Porfirio Antonio Xavier 170$000 réis.

- a meu sobrinho Bento Xavier de Tolledo um conto de réis, e para pagamento desta divida já lhe dei 450$000 réis (...);

(...) instituo por minha universal herdeira a dita minha filha Anna Luiza Xavier com a condição de que por sua morte passará esta herança a seu filho Joze, sem que seu marido tenha na mesma parte alguma.

Testamenteiros: 1º Sr. Joaquim da Silva Lustoza de Macedo, 2º a meu irmão Vicente Xavier de Tolledo, 3º Sargento Mor Francisco Antonio de Lemos.

S. Gonçalo 19-11-1849 Francisco Antonio Xavier.

Aprovação: 03-12-1849

Abertura: 12-03-1850

Aceitação: 12-03-1850 Joaquim da Silva Lustoza de Macedo

 

2-1-1-1 Ana Luiza Xavier, filha natural, casada com Joaquim Pinto Stanislao e moradora neste mesmo Arraial de S. Gonçalo. Pais de:

2-1-1-1 José

2-1-2 Branca Silvéria Xavier, batizada aos 09-01-1783. Aos 26-05-1808 casou com Zeferino José da Silva,  natural de Santa Maria de Lordonha Bispado de Lamego, filho do Capitão Mor Bernardo da Silva e Ana Clara Vieira de Azevedo.

SL. 5, 483, 4-4 Branca de Toledo casada com Zeferino. Faleceu sem f.ºs.

Campanha, MG aos 09-01-1783 na capela de S. Gonçalo bat a Branca, f.l. de Inacio Xavier da Silva Toledo, n. da freguesia das Carrancas e D. Ana Bernarda Leite, n. da freg. de S. João del Rei, avos paternos Francisco Xavier da Silva e D. Branca de Toledo, nmaterna do Cap. Antonio Leite Coimbra e D. Francisca Maria de Jesus. Foi padrinho o S.M. Francisco de Sales Xavier por pp do C. Inacio Antonio da Cunha.

 

B7: Campanha-MG - casamentos - aos 26-05-1808 Zeferino Jose da Silva, f.l. do Capitão Mor Bernardo da Silva ---onto e D. Anna Clara Vieira de Azevedo, n/b na freguesia de Santa Maria de Lordonha Bispado do Lamego = D. Branca Silveria Xavier, f.l. do Tenente Ignacio Xavier de Toledo e D. Anna Bernarda Leite, n/b freguesia da vila da Campanha.

2-1-3 Maria Benedita batizada em 08-02-1785. Aos 15-01-1800 casou com Antonio Nunes Adorno, natural de Baependi, filho do Cap. José Francisco Nunes e Francisca Ribeiro de Sampaio - família “Motta Sampaio”, neste site. Com geração.

Campanha, MG aos 08-02-1785 na capela de S. Gonçalo filial desta matriz da Campanha bat a Maria Benedita, de trinta e tres dias, f.l. de Inacio Xavier da Silva Toledo, n. da freguesia das Lavras do Funil, e de D. Ana Bernarda Leite, n. da freg. da vila de S. João del Rei, npaterna de Francisco Xavier da Silva e D. Branca de Toledo, materna do Cap. Antonio Leite Coimbra e D. Francisca Maria de Jesus. Foram padrinhos Manoel Freire e d. Maria Benedita, sua mulher.

 

Campanha, MG aos 15-01-1800 na capela de S. Gonçalo se receberam Antonio Nunes Adorno, f.l. do Cap. Jose Francisco Nunes e Francisca Ribeiro de Sampaio = E D. Maria Benedita, f. solteira de Inacio Xavier e D. Ana Bernarda Leite, nat/bat nesta freguesia da Campanha e ele de Baependi. Test.: Alf. Fernando Antonio da Silva e Cap. Antonio Francisco Xavier Grilo.

2-1-4 Francisca de Paula Xavier, batizada aos 28-10-1787. Aos 26-05-1808 casou com Domingos Vieira da Silva Gonçalves, natural de Lavras do Funil-MG, filho do Alferes Domingos Vieira da Silva e Ana Villela da Assunção; família “Villela” Cap. 10º.

SL. 5, 485, 4-8 Francisca Xavier Vieira f.a de 3-9, casou em Alfenas com o fazendeiro portuguez Domingos Vieira e Silva, aí faleceram deixando os f.os: 5-1 a 5-9

Campanha, MG aos 28-10-1787 na capela de S. Gonçalo bat a Francisca, f.l. do Tenente Inacio Xavier da Silva Toledo e D. Ana Bernarda Leite. Foram padrinhos o Ten. Cel. Joaquim Jose Freire e D. Maria Luzia Joaquina mulher do Ten. Cel. Francisco de Sales Xavier.

 

B7: Campanha-MG - casamentos - aos 26-05-1808 Domingos Vieira da Silva Gonçalves, f.l. do Alferes Domingos Vieira da Silva e D. Anna Villela da Assunção, n/b em Lavras do Funil = D. Francisca de Paula Xavier, f.l. do Tenente Ignacio Xavier da Silva Toledo e D. Anna Bernarda Leite, n/b nesta.

2-1-5 Vicente Ferreira batizado em 12-07-1792.

Campanha, MG aos 12-07-1792 nesta matriz da Campanha bat a Vicente Ferreira, f.l. do Ten. Inacio Xavier da Silva Toledo e D. Ana Bernarda Leite. Foram padrinhos o Alf. Domingos Vieira da Silva e sua mulher Joana Vitoria.

2-1-6 Silvéria batizada em 07-04-1800.

Campanha, MG aos 07-04-1800 na capela de S. Gonçalo bat a Silveria, branca, f.l. do Ten. Inacio Xavier da Silva Toledo e D. Ana Bernarda Leite. Foram padrinhos o Cirurgião Mor Antonio Nunes Adorno e D. Antonia Francisca de Paula.

2-1-9 Inácio José Xavier, não consta no rol de seus irmãos na GP. Com 37 anos em 1820 requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau para se casar com Prudencia Maria (ou Generosa Freire), filha do Alf. Manoel José Freire e Maria Benedita, 2-3-2 abaixo.

 

2-2 Maria Luzia Joaquina Leite, com 17 anos em 1776. Aos 11-07-1776 casou com o Capitão Francisco da Silva Xavier de Toledo. Família “Francisco Felix Correa”. (SL. 5º, 468, 3-8 pais de 4-1 a 4-6 falecidos solteiros e 4-7 a 4-12).

B7: casamentos Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 11-07-1776 Francisco de Sales Xavier de Toledo, f.l. Francisco Xavier da Silva e D. Branca de Toledo, n/b nesta freg. das Carrancas; = cc. D. Maria Luísa, f.l. Antonio Leite Coimbra e D. Francisca Maria de Jesus, n/b na freg. de S. João del Rei.

Entre seus filhos:

2-2-1 José Pedro Xavier de Salles, batizado aos 20-10-1788 na capela de S. Gonçalo filial da Campanha. Em 1811 requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 3º grau misto de 2º para se casar com Ângela Bernardina Grilla da Silveira, batizada na mesma capela em 24-06-1790, filha do Cap. Antonio Francisco Xavier Grillo e Izabel Caetana de Faria (ou Rodrigues da Silveira e Rodrigues de Faria). Família “Francisco Felix Correa”.

         José Pedro e Ângela Bernardina já eram falecidos em 1878 (testamento da filha Ana Vitória). Suas filhas foram herdeiras de sua irmã Ana Bernardina abaixo: “as minhas sobrinhas a saber: D. Jesuina Bernardina da Veiga = D. Maria Luiza = D. Izabel = D. Anna Victoria = e D. America, filhas legitimas de meu irmão Jose Pedro de Salles”.

2-2-1-1 Francisco, batizado em 09-02-1811.

Campanha, MG aos 09-02-1811 na ermida de Sta Luzia bat a Francisco, f.l. de Jose Pedro Xavier de Sales e D. Angela Bernardina Grilla, foram padrinhos cel. Francisco de Sales Xavier e D. Isabel Caetana.

2-2-1-1 Jesuína Bernardina da Veiga, batizada em 22-11-1812. Herdeira da tia Ana Bernardina.

Campanha, MG aos 22-11-1812 na ermida de Sta Luzia bat a Jesuina, f.l. Jose Pedro de Sales e D. Angela Bernardina Grilla, foram padrinhos o Cel. Romaualdo Jose Monteiro e D;. Maria Luzia Joaquina Leite.

Segundo Silva Leme (5º, 469, 5-2) casou com o Tenente-coronel Lourenço Xavier da Veiga e foram pais de doze filhos.

          Entre eles:

2-2-1-1 Dr. Saturnino Simplicio de Salles Veiga, afilhado e herdeiro da tia-avó Ana Bernardina de Salles 2-2-3 abaixo. Herdeiro também da tia Ana Vitória.

2-2-1-2 Tenente Coronel Bernardo Saturnino da Veiga, citado pela tia-avó Ana Bernardina em codicilo: “a meu sobrinho e afilhado Dr. Saturnino Simplicio Salles Veiga a quantia de 1:000$000 em remuneração dos bons serviços que me prestou, e mesmo pela afeição que lhe dedico, havendo o mesmo dito meu sobrinho e afilhado recebido de mim por intermedio de seu irmão o Tenente Coronel Bernardo Saturnino da Veiga”.

 

2-2-1-2 Maria Luiza

2-2-1-3 Izabel

2-2-1-4 Ana Vitória de Salles, solteira sem descendentes, ditou seu testamento na Campanha em 20-10-1878 e aberto aos 02-07-1885. Instituiu herdeiro ao sobrinho Dr. Saturnino

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 05, Testamentos - Campanha da Princesa 1872-1897

Registro do testamento com que faleceu D. Ana Vitoria de Salles, a 30-06-1885, testamenteiro Saturnino Simplicio de Salles Veiga.

Eu, Ana Vitoria de Salles, f.l. de Jose Pedro Xavier de Salles e D. Angela Bernardina de Salles, já falecidos.

Tenho até hoje me conservado em estado de solteira, e não tendo herdeiros necessários passo livremente a dispor dos poucos bens que possuo.

Deixo a meu sobrinho Dr. Saturnino da Veiga os serviços da minha escrava Firmina até esta completar a idade de quarenta e nove anos, passando então meu sobrinho a Carta de Liberdade.

(...) missas por minha alma, de meus pais e de meus irmãos

Testamenteiros a meus sobrinhos Dr. Saturnino Veiga e Bernardo Saturnino da Veiga.

(...) e se de meus poucos bens alguns sobrarem instituo herdeiros deles o meu primeiro testamenteiro.

E por custar-me muito escrever, pedia meu sobrinho Evaristo Ferreira da Veiga que este por mim fizesse.

Campanha 20-10-1878 Anna Victoria de Salles

Aprovação 20-11-1878, testemunhas: Dr. Evartisto Ferreira da Veiga, Eulalio da Veiga Ferreira Lopes, Gustavo Veiga, Lourenço Xavier da Veiga Sobrinho, e Joaquim Borges da Costa.

Abertura 02-07-1885

 

2-2-1-5 América

 

2-2-2 Joaquim Xavier de Salles casou Evang.a de Salles. Uma sua filha foi herdeira de sua irmã Ana Bernardina abaixo: “D. Maria Luzia de São Jose, filha legitima de meu irmão Joaquim Xavier de Salles;”

2-2-2-1 Maria Luiza de São José, batizada aos 13-05-1839, herdeira da tia Ana Bernardina.

B7: Campanha-MG - batismos - no ano de 1839 aos 13-05 MARIA, f.l. de Joaquim X.er de Salles e D. Anna Evang.a de Salles; padr.: Jose Pedro Xavier de Salles e D. Jesuina Bernardina de Salles Veiga.

 

2-2-3 Ana Bernardina de Salles casou com seu primo o Capitão Manoel Josino Freire, batizado em Lavras em 02-04-1801, filho do Alferes Manoel Josino Freire e Maria Benedita.

Capitão Manoel, 2-3-4 abaixo, faleceu aos 13-03-1847 e Ana Bernardina aos 05-07-1883, ambos com testamento, sem geração. Ana Bernardina foi herdeira universal da sobrinha Maria Lucia, 2-2-4-1 abaixo.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 05, Testamentos - Campanha da Princesa 1872-1897

Registro do testamento com que faleceu D. Ana Bernardina de Sales, testamenteiro que aceito Dr. Joaquim Leonel de Resende Alvim.

Eu, D. Ana Bernardina de Sales, n. desta cidade, f.l. Francisco da Silva Xavier e D. Maria Luzia Leite, viuva do Capitão Manoel Josino Freire.

De meu consórcio nenhum filho tive, não tendo herdeiro algum necessário por serem falecidos meus pais.

Missas pela alma de meus pais, irmãos, marido e escravos falecidos.

(...) o que me deve o Tenente Coronel Antonio Justiniano Monteiro de Queiros, mais o que me deve o Tenente Coronel Bernardo Saturnino da Veiga, produto do que me devia o espolio do finado Tenente Coronel Vicente Xavier de Toledo.

Deixo os serviços dos meus escravos Venerando e Fé a minha sobrinha D. Umbelina Candida de Salles, ficando aquele obrigado a prestar serviços até a edade de 25 anos e esta por espaço de um ano, depois dos quais gozarão da liberdade (...); Deixo a Americo Jesuino de Salles os serviços dos meus escravos Luiz e Eugenio com a condição do mesmo Americo mandar ensinar a este o oficio de carpinteiro ou pedreiro e ambos esses escravos gozarão da liberdade aquele no fim de quatro anos a contar da minha morte, e este quando completar 22 anos; e bem assim deixo ao mesmo Americo Jesuino de Salles os serviços de minha escrava Esperança por espaço de dois aos a contar do meu falecimento depois dos quais gozará de plena liberdade sem condição alguma.

Deixo meu escravo Vicente para trabalhar quatro anos em favor de meu sobrinho Ignacio Xavier de Salles na cidade de Alfenas, depois dos quais quatro anos entrará no gozo de plena liberdade.

Deixo a Felicio de Moraes Salgado os serviços de meu escravo Salviano por espaço de cinco anos a contar do meu falecimento e gozará de inteira liberdade depois de prestados os serviços que lhe ficam impostos.

Deixo a quantia de 1:000$000 réis a meu afilhado Dr. Saturnino Veiga em remuneração dos serviços medicos que ele prestou-me na minha ultima enfermidade.

Deixo mais: a meu afilhado Vicente, filho de meu irmão Vicente, 200$000; a m/afilhada Gertrudes, exposta na casa de meu mano Jose, cc Manoel de Barros 100$000; a m/afilhada Vicentina filha de Eugenio Simplicio de Salles e s/m D. Maria Candida de Salles, 100$000; a Accacio, f. de Felicio Antonio de Moraes, 400$000;

O meu testamenteiro, por ocasião de minha morte, dará a cada um de meus escravos a quantia de 5$000.

Deixo a meu afilhado Eulavo, f. de Americo Jesuino de Salles, 100$000; a m/afilhada Estela, filha do mesmo Americo, 100$000; a meu afilhado Jorge, f. de Antonio Vieira da Costa, 100$000.

Deixo a casa de minha residencia ,sita no Largo da Igreja Matriz desta cidade, D. Umbelina de Salles, juntamente com sua mobilia e mais pertences para seu usu e fruto durante sua vida, e por sua morte passará a pertencer a Santa Casa de Misericordia desta cidade.

Do remanescente de meus bens instituo por herdeiros as minhas sobrinhas a saber: D. Jesuina Bernardina da Veiga = D. Maria Luiza = D. Izabel = D. Anna Victoria = e D. America, filhas legitimas de meu irmão Jose Pedro de Salles; D. Umbelina e D. Eleodora, filhas legitimas de meu irmão Vicente Ferreira Damaceno Salles; = e D. Maria Luzia de São Jose, filha legitima de meu irmão Joaquim Xavier de Salles; ficando a minha herança ou remanescentes supra ditos dividas em três partes iguais, cabendo as filhas de meu mano Jose uma dessas partes que será subdividida em partes iguais entre suas filhas D. Jesuina, D. Maria Luzia, D. Izabel, D. Anna Victoria e D, America acima referidas; a outra parte da mesma herança tambem subdividida em duas partes iguais entre D. umbelina e D. Eleodora, filhas de meu mano Vicente, e finalmente a terceira e ultima parte da mencionada herança caberá inteira a D. Luzia de S. Jose, filha de meu mano Joaquim.

Testamenteiros: 1º Dr. João Braulio Moinhos de Vilhena, 2º Dr. Joaquim Leonel de Resende Alvim, 3º Dr. Jose Francisco de Araujo Macedo.

Campanha 19-05-1882 D. Anna Bernardina de Salles

Aprovação 19-05-1882

Abertura 05-07-1883

Desistencia 09-07-1883 Dr. João Braulio Moinhos de Vilhena, pela razão de ser Juiz de Direito desta comarca.

Aceitação 10-07-1883 Dr. Joaquim Leonel de Resende Alvim

Registro do Codicilo com que faleceu D. Anna Bernardina de Salles de que é testamenteiro o Dr. Joaquim Leonel de Resende Alvim.

Eu, Anna Bernardina de Salles, este é meu codicilo em aditamento ao meu testamento solene aprovado no dia 19-05 do corrente ano nesta cidade (...).

(...)

Declaro que tendo deixado no dito meu testamento a meu sobrinho e afilhado Dr. Saturnino Simplicio Salles Veiga a quantia de 1:000$000 em remuneração dos bons serviços que me prestou, e mesmo pela afeição que lhe dedico, havendo o mesmo dito meu sobrinho e afilhado recebido de mim por intermedio de seu irmão o Tenente Coronel Bernardo Saturnino da Veiga a referida quantia de 1:000$000 em dias do mes de Novembro proximo passado, resolvi pelo presente Codicilo haver por não feita nem escrita a dita deixa de 1:000$000 visto estarem já satisfeito e cumpridos os meus desejos em favor do mesmo meu sobrinho e afilhado Dr. Saturnino Simplicio de Salles Veiga. E meu Codicilo pelo qual revogo a verba testamentaria relativa a já mencionada deixa, mantendo em tudo o mais o dito meu testamento em seu pleno vigor.

Campanha 05-12-1882 Anna Bernardina de Salles

Aprovação 05-12-1882

 

2-2-4 Vicente Ferreira Damasceno Salles casou com Umbelina Cândida de Salles, ambos já falecidos em 19-11-1854 (testamento da filha Maria Lúcia). Suas filhas e um filho também foram herdeiros no testamento da irmã Ana Bernardina: “as minhas sobrinhas a saber: D. Umbelina e D. Eleodora, filhas legitimas de meu irmão Vicente Ferreira Damaceno Salles; Deixo mais: a meu afilhado Vicente, filho de meu irmão Vicente, 200$000”;

2-2-4-1 Maria Lúcia de Salles, solteira sem descendentes e ascendentes, nomeou universal herdeira a tia paterna Ana Bernardina. Faleceu com testamento aberto em 20-07-1879 “Declaro que este testamento só agora (huma ora da tarde) me foi apresentado pelo Senhor Americo Josimo de Salles”.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 05, Testamentos - Campanha da Princesa 1872-1897;

Registro do testamento com que faleceu D. Maria Lucia de Salles, testamenteira D. Anna Bernardina de Salles.

Eu, D. Maria Lucia de Salles, n. desta cidade, f.l. de Vicente Damaceno Salles e D. Umbelina Candida de Salles, já falecidos. Sempre vivi solteira e não tenho herdeiro legitimo descendente ou ascendente.

Meu funeral será feito a eleição de minha tia D. Anna Bernardina de Salles a quem nomeio por minha universal herdeira.

Testamenteiros: 1º ao Comendador Ignacio Gomes Midões, 2º Conego Antonio Felippe de Araujo, 3º a sobredita minha tia D. Anna Bernardina de Salles.

Cidade da Campanha 19-11-1854 D. Maria Lucia de Salles

Aprovação 21-11-1854

Lavrado o Termo de Abertura cumpra-se e registre-se. Declaro que este testamento só agora (huma ora da tarde) me foi apresentado pelo Senhor Americo Josimo de Salles. Campanha 20-07-1879

Abertura 20-07-1879

Certifico que em sua propria pessoa e casa intimei a D. Anna Bernardina de Salles, terceira testamenteira, por já terem falecido os dois primeiros testamenteiros nomeados, para assinar o termo de aceitação da testamentaria. Campanha 22-07-1879

Aceitação 22-07-1879 D. Anna Bernardina de Salles

 

2-2-4-2 Vicente, afilhado e herdeiro da tia paterna Ana Bernardina.

2-2-4-3 Umbelina, herdeira da tia

2-2-4-4 Eleodora, idem.

 

2-3 Maria Benedita, com 12 anos. Aos 28-02-1778 casou com o Alferes Manoel José Freire, natural de Congonhas do Campo, filho de Manoel Freire da Maia e Brizida Maria de Santa Rosa.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 28-02-1778 Manoel Freire, f.l. Manoel Freire da Maia e Brizida Maria de Santa Rosa, n/b na freg. das Congonhas do Campo; = cc. Maria Benedita, f.l. Cap.Antonio Leite Coimbra e D. Francisca Maria de Jesus, n/b na vila de S. João del Rei, todos desta freguersia.

          Alferes Manoel faleceu na Fazenda Fortaleza, Lavras-MG em 05-07-1820. Deixou segundo seu inventário (neste site) cinco filhos, os menores tutelados pelo Sargento Mor Silvestre José Freire, primo dos órfãos.

2-3-1 Constança, com 28 anos em 1820. Constança Perpétua Freire, inventariante da irmã Prudência, faleceu com testamento a 25-02-1857. Solteira, sem descendentes, instituiu por herdeiros (inventário neste site):

- Joana Silvéria da Costa Freire, filha do finado Manoel Silvestre Freire e sua mulher, com 11 anos.

- Maria Benedita Freire de Andrade, enjeitada, de idade 11 anos

2-3-2 Prudência Generosa Freire, batizada na Capela de Carrancas aos 04-03-1794. Em 1820 requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau para se casar com Inácio José Xavier, filho de Ana Bernarda 2-1-2 supra. O casamento no entanto não se realizou e Prudenciana faleceu solteira, sem descendentes. Foi sepultada no adro da Matriz de Carrancas e inventariada em 1856 por sua única irmã sobrevivente, Constança (inventário neste site).

www.familysearch.org (record search pilot)

Campanha-MG Livro misto 1818

Oradores Inacio Jose Xavier e Prudencia Maria

Impedimento em 2º grau de consanguinidade porque Ana Bernarda Leite mãe do orador era irmã de Maria Benedita mãe da oradora = (aa) Joaquim X.er da Silva Toledo

Depoimento dos Oradores:

Ignacio Jose Xavier, homem branco, solteiro de idade 37 anos n/b nesta freguesia da Campanha onde é morador e vive de sua agencia, disse ser primo-irmão da oradora

Prudencia Maria, branca, solteira, de idade de 28 anos, n/b freg. Santa Ana das Lavras do Funil onde é moradora. Possuia alguns bens de legitima paterna, mas não sabia quanto por não ter havido inventario e por estar em litigios alguns bens de sua casa; vivia em companhia de sua mãe

Termo de Assentada aos 24-07-1820 em Santa Luzia da Campanha em casas de morada de D. Maria Luzia (...)

Testemunhas:

1ª - Joaquim Xavier de Salles, homem branco, solteiro, de idade de 28 anos n/b nesta freguesia da Campanha e morador nesta mesma paragem, que vive em companhia de sua mãe. - Impedimento de consanguinidade em 2º grau em linha transversal igual por serem as mães dos mesmos irmãs; do orador Ana Bernarda Leite e da oradora Maria Benedita.

2ª Jose Pedro Xavier de Sales, homem branco, casado, de idade 70 anos n/b nesta freguesia da Campanha onde é morador e vive de mineração., parente dos oradores.

3ª - Joaquim Xavier da Silva Toledo, homem branco, solteiro, de idade 43 anos, n/b nesta freguesia da Campanha onde é morador, vive da mineração, parente dos oradores.

 

2-3-3 Ana Leonor Freire, 23 anos. Faleceu solteira, sem descendentes, foi sepultada na Matriz de Lavras a 06-09-1835.

2-3-4 Manoel, batizado na Capela do Rosário filial de Lavras em 02-04-1801, padrinhos o Vigário Antonio Caetano de Almeida Villas Boas e Dona Maria de Jesus. Capitão Manoel Josino Freire faleceu aos 13-03-1847, casado com sua prima Ana Bernardina de Salles 2-2-3 acima. Manoel redigiu seu testamento em 03-08-1841 instituindo universal herdeira a sua mulher.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA03 Testamentos - Campanha da Princesa 1846-1854

Registro do testamento com que faleceu o Cap. Manoel Josino Freire aos 13-03-1847 de quem é testamenteira sua mulher D. Ana Bernardina de Salles, moradora nesta cidade.

Eu Manoel Josino, n. da freg. das Lavras, f.l. Manoel Freire e Maria Benedita, ambos falecidos. Sou cc. Ana Bernardina de Salles de quem não tenho filhos.

Testamenteiros 1º a minha mulher Ana Bernardina de Salles, em 2º a meu mano Manoel(sic) Antonio Freire, em 3º a meu mano Francisco de Salles Xavier digo Xavier de Salles.

Declaro que depois da morte de meus pais, vivo com sociedade com meus irmãos em tudo que nos deixou nossos pais e que se acha tudo no monte e que quanto há naquele monte, se não separarmos antes do meu falecimento, há de ser partido com igualdade por quatro herdeiros.

Instituo minha universal herdeira a minha mulher Ana Bernardina de Salles.

03-08-1841 Manoel Josino Freire

Aprovação 06-08-1841

Abertura 13-03-1847

Aceitação 08-06-1847 Ana Bernardina

 

2-3-5 Marçal, idem em 22-04-1805, padrinhos o Padre Miguel Ribeiro e Dona Leonor Francisca. Marçal Antonio Freire, morador na Fazenda Fortaleza, faleceu solteiro e foi sepultado no Adro da Matriz de Lavras em 17-12-1849.

 

2-4 Antonia Maria do Espírito Santo (Antonia Francisca de Paula no inventário do cunhado Manoel Freire), 11 anos. Em 1785 morava com sua irmã Maria Benedita.

 

2-5 Antonio Leite Coimbra, 9 anos. Aos 02-06-1786 casou-se com Teresa Maria da Fonseca, filha de Francisco Carvalho da Fonseca e Antonia Maria de Jesus.

Diz Antonio Leite Coimbra, filho do Capitão.....que se acha contratado para casar com Teresa Maria da Fonseca, filha legitima de Francisco Carvalho da Fonseca e de Antonia Maria de Jesus - 13 de maio de 1786

Assento - Jose da Costa Oliveira, vigario de Lavras. No livro que serve para anotar os casamentos a fl. 83...aos 2 de junho de 1786, na matriz da Vila de São João del Rei o Reverendo Sebastião Jose da Freiria de licença minha, recebeu em matrimonio, sem impedimentos a Antonio Leite Coimbra, filho legitimo de Antonio Leite Coimbra e de Francisca Maria de Jesus e Teresa Maria da Fonseca, filha legitima de .....ambos naturais da Freguesia de São João e órfãos. Testemunhas Jose de Souza Pacheco e Manoel Roiz (Barreiros?).

 

B7: Casamentos - Freguesia de N.S. da Conceição das Carrancas e Sta Ana das Lavras do Funil, aos 2-06-1786 matriz de S. João del Rei, Antonio Leite Coimbra, f.l. de outro e Da. Francisca Maria de Jesus; = cc. Thereza Maria de Jesus, f.l. Francisco Carvalho da Fonseca e Antonia Maria de Jesus. Nts/bts freguesia S. João del Rei.

 

2-6 Joana Vitória Maria, com 6 anos em 1776. Na matriz de Campanha aos 12-07-1792 casou-se com o Alferes Domingos Vieira da Silva, natural do termo da vila de Guimarães do Arc. de Braga, filho de Francisco Vieira da Silva e de Catharina Luiz naturais do dito termo de Guimarães freguesia de S. João de Brito. Domingos era viúvo de Ana Villela de Assunção, com geração na família “Villela” Cap. 10º.

Antonio de Souza Monteiro Galvão, vigario colado nesta paroquia de Santo Antonio da Campanha do Rio Verde, certifico que revendo o livro que atualmente serve ao registro de casamentos a fl. 115 se acha o assento de teor seguinte- Aos 12 de julho de 1792 nesta matriz da Campanha...sem impedimentos, com provisão do vigario da Vara, celebrei o matrimonio do Alferes Domingos Vieira da Silva, viúvo que ficou de sua mulher Dona Ana Villela de Assunção, falecida, e Dona Joana Vitoria, filha legitima do Capitão Antonio Leite Coimbra e Dona Francisca de Jesus, ja defuntos, nascida e batizada na freguesia de São João del Rei. - Testemunhas o padre Jose Xavier da Silva Toledo, Germano Jose da Silva Freire, Inacio Xavier da Silva Toledo .

 

          Entre os filhos do Alferes Domingos e Joana Vitória:

2-6-1 Maria, batizada em 13-07-1795.

Cabo Verde, MG Igreja N Sra da Assunção aos 13-07-1795 nesta matriz bat a Maria, nascida a 17 do mes de junho p.p., f.l. Alf. Domingos Vieira da Silva nat do termo da vila de Guimarães do Arc. de Braga, e de D. Joana Vitoria natural da vila de S. João del Rei moradores no Muzambinho, np Francisco Vieira da Silva e de Catharina Luiz naturais do dito termo de Guimarães freguesia de S. João de Brito, e nm de Cap. Antonio Leite Coimbra nat não souberam dizer e de D. Francisca Maria de Jesus nat da freg. das Carrancas do Bispado de Mariana, foram padrinhos Ignacio Xavier da Silva Tolledo, casado e D. Ana Bernardina, solteira com pp de D. Ana Bernarda Leite mulher do dito padrinhos moradores na freguesia da Campanha e os mais desta freguesia.

2-7 José Leite Coimbra, nascido em 1771. Aos 03-01-1790 casou com Luiza Rosa de Santa Ana, filha de José Joaquim da Silva Freire e Antonia Maria de Jesus.

B7: Casamentos - Freguesia de N.S. da Conceição das Carrancas e Sta Ana das Lavras do Funil, fls. 145 aos 03-01-1790 matriz S. João del Rei, Jose Leite Coimbra, f.l. Cap. Antonio Leite Coimbra e Francisca Maria de Jesus, n/b freg. S. João del Rei; = cc. Luiza Rosa de Santa Anna, f.l. Jose Joaquim da Silva Freire e Antonia Maria de Jesus, n/b freg. Santa Ana das Lavras do Funil.

Pais de, q.d.:

2-7-1 Francisca, batizada em 1794.

Lavras, MG Igreja Santana Lv suplementos no ano de 1794 com pouca diferença na capela do Campo Belo filial desta matriz bat a Francisca, f.l. Jose Leite Coimbra e Luiza Maria de Jesus, padr.: Jose Joaquim Freire e Antonia Maria.

2-7-2 José, em 1798.

Lavras, MG Igreja Santana Lv suplementos no ano de 1798 com pouca diferença na matris das Carrancas então capela filial desta matriz bat a Jose, f.l. Jose Leite Coimbra e Luiza Rosa de Santa Ana, foram padr.: Joaquim Jose Correa e Antonia de tal.

2-7-3 Maria Rosa, em Silvianópolis aos 05-11-1825, casou com Manoel Rodrigues de Siqueira, natural da Campanha, filho de Francisco Rodrigues de Siqueira e Maria Madalena - família “Bernardo Gomes Alves”.

Silvianopolis-MG aos 05-11-1825 nesta matriz Manoel Rodrigues de Siqueira, f.l. Francisco Rodrigues de Siqueira e Maria Madalena, n. da freg. da Campanha e morador na de Santa Catarina = cc Maria Rosa, f.l. Jose Leite Coimbra e Luiza Rosa de Santa Ana, n. da capela de S. Bento filial da freg. de Lavras e ha muito moradora nesta.

 

3- Genoveva da Trindade Barbosa, batizada em 26-07-1739. Casou com Antonio Ribeiro da Silva, filho de Antonio Ribeiro da Silva e Antonia Maria de Almeida (família “os Ribeiro da Silva de São Gonçalo do Brumado” II, Cap 1).

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 26-07-1739 Genoveva, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria da Porciuncula, padr.: eu Pe. Manoel Roiz Ramos e Izabel Fragoza.

 

4- Maria de Nazaré, batizada em 28-05-1741. Casou a revelia de seu pai com Germano José da Silva Freire (ou de Freiria), filho de Domingos João Freire e Ana Maria da Silva, neto materno de Sebastião Francisco da Silva e Luzia Leme de Godoy, aportes à GP: Ana Maria da Silva - SL. VI, 45, 4-2, neste site.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 28-05-1741 Maria, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria Alves Barbosa, padr.: Sebastião de Freitas, solteiro e Izabel Teresa, viuva.

 

Foram moradores em Serranos e em 1798 eram moradores em Monte Alegre do Sapucaí. Maria, viúva, faleceu em Nossa Senhora do Patrocínio das Caldas com testamento (neste site), e foi sepultada em 16-11-1819. Declarou treze filhos de seu casal:

Caldas, MG Igreja N Sra do Patrocinio aos 16-11-1819 dentro desta matriz das Caldas, acima das grades, sepultou-se D. Maria de Nazaret, viuva do Cap. Germano Jose da Silva Freire, de idade de 80 anos pouco mais ou menos. Fez testamento que abaixo se declara: (...) sou natural da freguesia de Carrancas bispado de Mariana, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria Alves da Porciuncula, já falecidos. Fui casada com o Cap. Germano Jose da Silva Freire, já falecido, de cujo matrimonio tive 13 filhos e destes acham-se presentes nove que são os meus herdeiros que são: Felis Jose = Ana mulher do Alf. Manoel Rois Barreiro = Izabel, já falecida, mulher do Alf. Francisco Alz Ferreira = Germano Jose = Vitoria mulher do Cap. Manoel Dias de Barros = Francisco Inacio = Antonio Jose = Antonia Marcelina, já falecida = Emerenciana mulher que foi do falecido Alf. Francisco Martins. Testamenteiros: 1º m/filho Germano Jose de Freiria, em 2º ao Sr. Alf. João Jacome de S. Jose e Araujo, e em 3º Cap. Antonio Gularte Brum. Legados: a m/neta Maria Inacia, filha da Emerenciana 10 mil rs e outros 10 para Constancia filha da mesma. Deixo a m/filho Germano Jose de Freiria 60 mil rs. (...) Freguesia das Caldas aos 10 de Novembro de 1819. Segue-se a aprovação. Freguesia das Caldas 16-9bro-1819

 

Entre os filhos de Maria e Germano:

4-1 Felix José

4-2 Maria Inácia da Silva, com 47 anos, faleceu com testamento e foi sepultada aos 25-08-1806 em Campanha. Era viúva de José Henriques de Souza, sem geração. Herdaram seus pais.

Campanha, MG Igreja Sto Antonio aos 25-08-1806 foi encomendada e sepultada dentro desta matriz das grades para baixo D. Maria Inacia da Silva, viuva, de idade 47 anos.

Cópia do Testamento com que faleceu D. Maria Inácia da Silva (...) sou f.l. do Cap. Germano da Silva Freire e D. Maria de Nazare, ambos ainda vivem, nascida e batizada na freguesia de Santa Ana das Lavras da Comarca do Rio das Mortes. Declaro que fui casada com Jose Henriques de Souza de cujo matrimonio não tivemos filhos. Testamenteiros: em 1º m/compadre Francisco Jose Pereira, em 2º o Padre Joaquim Borges, hoje coadjutor na freguesia de Santa Ana, em 3º Manoel Luiz de Souza.

 (...) Vila da Campanha 12-04-1806 Maria Ignacia da Silva.

 

4-3 Genoveva, batizada em Carrancas em 21-05-1761.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 21-05-1761 nesta igreja, Genoveva n. aos 05, f.l. Germano Jose da Silva n. freg. S. João del Rei e Maria de Nazaré n. desta freguesia, padr.: Guarda Mor Diogo Bueno de Afonseca e Maria Nogueira por pp dela seu marido Manoel de Monte Gatto

4-4 Ana Matildes de Nazaré, batizada em 07-08-1764. Aos 08-07-1783, casou com Manoel Rodrigues Barreiros, filho de Domingos Rodrigues Barreiros e Jacinta Bernarda. Geração na família “Domingos Rodrigues Barreiros”.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 07-08-1764 na cap. N. Sra da Conceição das Carrancas, Ana, f.l. Germano Jose da Silva Freire n. freg. N. Sra do Pilar da vila de S. João del Rei e Maria de Nazare n. desta freguesia, padr.: Jose Aves Proença, solteiro e D. Maria Alves da Porciuncula.

 

B7: Casamentos - Freguesia de N.S. da Conceição das Carrancas e Sta Ana das Lavras do Funil, aos 08-07-1783 na Ermida de S. Bento do Campo Belo, Manoel Rodrigues Barreyros, f.l. Domingos Rodrigues Barros(sic) e D. Jacinta Bernarda, n/b freguesia de S. João; = cc. D. Anna Matildes de Nasaret, f.l. Capitão Germano Joseph da Silva Freire e D. Maria de Nazare, n/b fregusia Lavras

4-5 Izabel Teodora da Silva, batizada em 05-04-1766. Aos 24-01-1785 em Carrancas casou com Francisco Alves Ferreira, filho de Pedro Ferreira Pires e Quiteria Alves de Jesus. Geração na família “Manoel Alves Taveira”.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 05-04-1766 Izabel n. aos 21-02, f.l. Germano Jose da Silva Freire n. freg. N. Sra do Pilar de S. João del Rei e Maria de Nazare n/b nesta. padr.: Alexandre Luiz Barbosa, solteiro e Maria da Encarnação, solteira.

4-6 Germano José de Freiria, batizado em 06-12-1767. Na Capela de São Gonçalo aos 25-04-1800 casou-se com Floriana Joaquina do Amor Divino.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 06-12-1767 cap. Carrancas, Germano, f.l. Germano Jose da Silva Freire n. freg. S. João del Rei e Maria de Nazare n. desta freguesia, padr.: Manoel Ferreira da Costa Neves, solteiro e Ana, solteira filha de Rozalia Maria, viuva.

 

Campanha-MG - casamentos - aos 25-04-1800 Capela de S. Gonçalo, Germano Jose de Freiria, f.l. de Germano da Silva Freire e D. Maria de ---[dobra], n/b freguesia das Lavras do Funil; = D. Floriana Joaquina do Amor Divino exposta em casa do Padre Thomas Jose de Andrade no Arraial de S. Gonçalo do Rio Preto.

4-7 Antonia Marcelina da Silva, batizada em 24-09-1769. Na Capela dos Santos Corações de Jesus aos 02-08-1789 casou-se com o viúvo Alferes Tomé Martins Ribeiro, natural de Santo André do Sobrado Bispado de Arraifama de Souza, filho de Antonio Martins da Costa e Maria Pinta, estes pais tambem de Antonio Martins da Costa casado com Maria da Conceição com geração na familia Antonio Borges da Costa.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 24-09-1769 Antonia, f.l. Germano Jose da Silva Freire e Maria de Nazare, padr.: Revdo Padre Joaquim Jose Maia e D. Vitoria, solteira filha de Moraes,

 

Campanha-MG - casamentos - aos 02-08-1789 na capela dos Santos Corações de Jesus desta freguesia da Campanha, Alferes Tome Martins Ribeiro, viuvo que ficou de D. Maria Ignacia de Lima; = D. Antonia Marcelina da Silva, f.l. do Cap. Germano Jose da Silva e D. Maria de Nazaret, n/b na freguesia de Lavras do Funil.

 

          Alferes Tomé foi casado em primeiras nupcias, em Campanha aos 02-02-1780, com Maria Inácia de Jesus, natural de Campanha, filha de José Antonio Rolim de Moura e Maria Barbosa de Lima. Geração deste matrimônio em aportes a GP: ”Maria Barbosa de Lima - SL. VIIº, 428, 6-2, neste site.

Campanha-MG - casamentos - fls. 13, aos 02-02-1780 Ermida de S. Jose do Rio Verde, Thomé Martins Ribeiro, f.l. de Antonio Martins da Costa e Maria Pinta, n. da freguesia de Santo Andre do Sobrado asima do Valongo Bispado de Arrifama de Souza; = com D. Maria Inacia de Jesus, f.l. de Jose Antonio Rolim de Moura e D. Maria Barbosa de Lima, n/b na freguesia da Campanha.

 

          Alferes Tome Martins Ribeiro testou na Campanha do Rio Verde em 01-05-1793 e faleceu em 12 do mesmo mês e ano. Alem da geração legitima de ambos os matrimônio, declarou dois filhos naturais com Maria Correa de Santa Ana, parda liberta, solteira e moradora no arraial da Campanha do Rio Verde.

Campanha. MG aos 12-05-1793 faleceu Tome Martins Ribeiro casado com D. Antonia Marcelina da Silva.

Copia do testamento com que faleceu Tome Martins Ribeiro: (...) aos 01-05-1793 nesta freguesia da Campanha do Rio Verde, Minas e Comarca do Rio das Morte, eu o Alferes Tome Martins Ribeiro faço este meu testamento na forma seguinte: encomenda e alma e o funeral. Testamenteiros em 1º lugar a minha mulher D. Antonia Marcelina da Silva, em 2º a meu sogro o Cap. Germano Jose da Silva Freire, em 3º a meu irmão Antonio Martins da Costa, em 4º ao Cap. João Martins Pinto todos ao presente moradores nesta freguesia.

Sou natural da freguesia de Santo Andre do Sobrado de Balongo comarca de Penafiel do conselho de Aguiar de Souza Bispado do Porto, f.l. de Antonio Matins da Costa e de Maria Pinta, ambos já falecidos.

Declaro que primeiramente fui casado nesta mesma freguesia com Maria Inacia de Lima, falecida, por carta de metade do qual consorcio tive os filhos seguintes: = Izabel = Tome = Escolastica = Barbara = Maria = Ana = e ao presente sou casado na mesma forma com D. Antonia Marcelina da Silva da qual tenho ao presente os filhos a saber = Germano = e Vitoria = que tanto uns como outros os declaro em igual parte por meus herdeiros necessários. Declaro mais que ainda antes do meu primeiro contrato conjugal com Maria Inacia de Lima, em tempo que era solteiro, por miseria humana, tendo tratos ilicitos com Maria de Santa Ana, parda liberta, solteira, moradora no arraial da Campanha do Rio Verde, tive dela duas filhas por nomes Luciana e Tomasia, que ambas se acham casadas, aquela com Antonio de Araujo e esta com Joaquim Jose Rodrigues, as quais, para descarga da minha consciencia tambem as declaro e instituo por minhas herdeiras em igual parte com os outros meus filhos de ambos os consorcios acima declarados, nas duas partes que me pertencem de todo o monte. Mais declaro que desta dita rapariga Luciana dei por uma vez só, em fazenda (...) quantia de oitenta oitavas de ouro. Declaro mais que estou em trato de Compra e Venda de todos os bens e terras que possuo, com o Cap. Manoel Dias de Barros e s/m D. Vitoria Fidencia Casemira da Silva, e quando esta tenha efeito, minha mulher e testamenteira dara tudo o que nos pertencer a Inventario. Declaro mais que a terça que me pertence, quero se me distribua em sufragios por minha alma, mandando dizer em missas (...). Declaro mais que devo as pessoas seguintes, cujas dividas foram contraidas depois de segundas nupcias. (...)

Por não poder escrever pedi ao Cap. Manoel Dias de Barros que ete por mim escrevesse e como testemunha assinasse nesta Lavra do Rio Verde no primeiro de Maio de 1793 Thome Martins Ribeiro - Como testemunha que este fiz e vi assinar Manoel Dias de Barros. = E logo se seguia a aprovação feita pelo Tabelião deste Julgado da Campanha Francisco Moreira de Piza Barreto.

Nada mais se continha no dito testamento que aqui be e fielmente mandei copiar do proprio. Campanha 14-06-1793.

 

Filhos naturais do Alferes Tomé:

- Luciana Maria Rosa aos 19-101785 casou-se com Antonio de Araújo de Abreu, filho de João de Araújo de Abreu e Cipriana Antonia Rates.

Campanha-MG - casamentos -. aos 19-10-1785 Antonio de Araujo de Abreu, f.l. de João de Araujo de Abreu e de Cipriana Antonia Rates, n/b na freguesia de S. João del Rei; = Luciana Maria Roza, filha natural do Alferes Thome Martins Ribeiro e de Maria Correa de S. Anna, n/b nesta freguesia.

 

- Tomásia Martins Ribeira, aos 21-10-1789, casou-se com Joaquim José Rodrigues, filho natural de Clara Maria do Nascimento.

Campanha-MG - casamentos - matriz aos 21-10-1789 Joaquim Jose Rodrigues, f. natural de Clara Maria do Nascimento, já falecida; = Thomasia Martins Rybeira, f. natural do Alferes Thome Martins Ribeiro e Maria Correa de Sancta Anna. Ambos os contraentes nts/bts nesta.

 

 

Antonia Marcelina e Alferes Tomé tiveram dois filhos:

4-7-1 Germano.

4-7-2 Vitoria, batizada em 21-09-1792.

Campanha, MG aos 21-09-1792 na ermida de S. Jose do Rio Verde, filial desta matriz da Capanha bat a Vitoria, f.l. de Tome Martins Ribeiro e Antonia Marcelina, foram padrinhos  o Cap. Manoel Dias de Barros e D. Vitoria Fidencia sua mulher

 

4-8 Vitoria Fidência Casemira da Silva, batizada aos 08-08-1771 em Carrancas. Em Campanha aos 20-09-1789 casou com Cap. Manoel Dias de Barros, natural de S. João del Rei, filho do Cap. Domingos Dias de Barros e Brigida Maria de Jesus. Geração na familia “Domingos Dias de Barros”.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 08-08-1771 Vitoria, f.l. Germano Jose Freire e Maria de Nazare, padr.: Luiz Antonio Naves e Vitoria Maria, solteiros.

 

B7: Campanha-MG - casamentos - aos 20-09-1789 capela Santos Corações de Jesus, Cap. Manoel Diaz de Barros, f.l. do Cap. Domingos Diaz de Barros e D. Birgida Maria de Jesus, n/b na freguesia da vila de S. João del Rei; = D. Vitoria Fidencia Casemira da Silva, f.l. do Cap. Germano Jose da Silva e D. Maria de Nazaret, n/b na freguesia de Lavras do Funil.

 

4-9 Francisco Inácio, nasceu aos 18-04-1773 e foi batizado em 04 do mês seguinte:

Lavras, MG Igreja S. Ana aos 04-05-1773 na capela das Carrancas filial desta igreja matriz bat a Francisco n. aos 18 do mes de abril do mesmo ano, f.l. Germano Jose da Silva Freire e Maria de Nazare, padr.: Dr. Vicente Ferreira Alves Eborense e D. Francisca Maria de Jesus, viuva. Exceto o padrinho que é morador na freguesia de S. João del Rei, todos os mais são desta freguesia.

 

4-10 Antonio José de Freiria, batizado na ermida de Santo Antonio do Curralinho aos 20-07-1775.  Aos 14-11-1808, casou-se com Ana Esméria, natural da Freguesia de Aiuruoca, filha de José da Silva Oliveira e Maria Ribeira da Conceição, neta materna de  Bento Ribeiro Salgado e Angela Ferreira (família “Bento Ribeiro Salgado” § 3º, neste site )

Lavras, MG Igreja S. Ana aos 20-07-1775 na Ermida de Santo Antonio do Curralinho desta freguesia das Carrancas bat a Antonio, f.l. Germano Jose da Silva Freire, n. da freguesia de S. João del Rei e Maria de Nazare natural desta freugesia, padr.: O Reverendo Jose Xavier de Toledo morador na freguesia da Campanha do Rio Verde e Ana Bernarda Leite, solteira, todos desta freguesia.

 

(B7) Casamentos - Sta Ana das Lavras do Funil, aos 14-11-1808 Ermida S. Domingos da Barra, filial desta matriz, Antonio Jose da Freiria, f.l. do Cap. Germano Jose da Silva e D.. Maria de Nasareth, n/b nesta freguesia; = cc. D. Anna Esméria, f.l. de Jose da Silva Oliveira e D. Maria Ribeira da Conceição, n/b freg. de Aiuruoca.

 

          Antonio José, viúvo, em Carmo do Rio Claro-MG aos 09-07-1826 casou com Rosa Maria do Espírito Santo, exposta.

Carmo do Rio Claro, MG aos 09/Jul/1826, Capela de S. Joaquim, o Alferes Antônio José da Freiria, viúvo por falecimento de D. Ana Esméria; c.c. D. Rosa Maria do Espírito Santo, exposta em casa do Alferes Manoel Nunes Vilanova. TT: Francisco Inácio Pereira e Bento Pereira Franco (pesq. Silvia Buttros)

 

4-11 Emerenciana, batizada em 07-05-1777. foi casada com Alf. Francisco Martins, já falecido em 1819. Teve pelo menos, as filhas:

Lavras, MG Igreja Santana aos 07-05-1777 na capela de N Sra da Conceição das Carrancas bat a Emerenciana, f.l. Germano Jose da Silva Freire e D. Maria de Nazare, np de Domingos João Freire e Ana Maria da Silva, nmaterna de Francisco de Avila Fagundes e D. Maria Alves da Porciuncula, padr.: Revdo Dr. Inacio de Souza Ferreira e Maria Joaquina da Silva Freire, solteira.

 

4-11-1 Maria Inácia, legatária da avó materna.

4-11-2 Constancia, idem.

 

5- Manoel de Ávila Fagundes, batizado em 12-11-1741. Em 11 de Fevereiro de 1771 casou-se com Mariana Joaquina da Silva, filha de Domingos João Freire e Ana Maria da Silva, aportes à GP “Ana Maria da Silva”.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 12-11-1741 Manoel, f.l. Francisco de Avila Fagundes e D. Maria da Porciuncula padr.: R.P. Manoel de Barros vigario que foi nesta freguesia e Rosaria mulher de Mateus Leme,

 

(RMJ) - Matrimonios- (há partes danificadas) Parochias de São João del Rei - Capela de Nossa Senhora das Mercês aos 11 de  fevereiro- 1771, Manoel de Avila Fagundes, nat e bat na Freguesia de Carrancas, filho de Francisco de Ávila Fagundes, já defunto e D. Maria Alves da Porciúncula; c.c. Marianna Joaquina da Silva, f. de Domingos João Freire e Anna Maria da Silva, já defuntos, n/b nesta mesma freguesia. Test: Manoel Marinho de Moura e Antonio ----- da Silva.

 

6- José de Lima Barbosa, batizado em 15-09-1743.. Como José Alves de Proença habilitou-se as ordens sacerdotais em 1776. A doação para seu patrimônio foi feita por sua irmã Maria de Nazareth e seu cunhado Germano (de genere neste site).

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 15-09-1743 matriz, Jose, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria da Porciuncula, padr.: Francisco de Toledo, solteiro e Maria de Moraes mulher de Antonio de Brito Peixoto.

 

          Padre José faleceu com testamento (neste site) aberto aos 03-11-1825 e instituiu por herdeiro ao afilhado e sobrinho Leandro Ribeiro da Silva.

 

7- Alexandre Luiz Barbosa, batizado em 15-11-1744.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 15-11-1744 Alexandre, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria da Porciuncula, padr.: Revdo Padre Bento Ferreira capelão de N.Sra da Conceição do Rio Grande filial desta matriz e Joana Pedrosa de Toledo mulher de Miguel Pires Barreto.

          Aos 29-01-1772 casou com Ana Senhorinha Gonçalves(*), filha de Antonio Martins Saldanha e Luzia da Cruz, neta paterna de Antonio Martins de Aguiar e de Senhorinha Gonçalves, neta materna de André do Valle Ribeiro e Teresa de Moraes; família “Antonio Martins Saldanha”.

(*)Ana Senhorinha Martins Saldanha no termo do casamento da filha Ana.

Certifico que vendo o Livro que atualmente serve de se lançarem os Assentos dos Casamentos desta Freguesia nele a folha 90v se acha o do teor seguinte:

Aos vinte e nove de Janeiro de mil setecentos e setenta e dois na Capela de São Gonçalo do Brumado filial desta Matriz de São João del Rei, pelas doze horas do dia, feitas as denunciações na forma do Concilio e Constituição do Bispado, como constou da Provisão do Reverendo Doutor Vigário da Vara desta Comarca e sem impedimento algum na presença do Reverendo Capelão da mesma Antonio de Souza Monteiro, de licença do Reverendo Pároco e na presença das testemunhas o Reverendo Mathias da Paz e Castro e o Tenente Bonifácio Gonçalves de Aguiar, se casaram por palavras de presente Alexandre Luís Barbosa natural e batizado na Freguesia de Nossa Senhora da Conceição das Carrancas e hoje Santa Ana das Lavras, e filho legítimo de Francisco de Ávila Fagundes e de Maria Alves da Porciúncula = e Ana Senhorinha Gonçalves, natural e batizada nesta dita Freguesia de Nossa Senhora do Pilar e filha legítima de Antonio Martins Saldanha e Luzia da Cruz e logo lhes deu as bênçãos na forma do Ritual Romano.

Coadjutor Joaquim Pinto da Silveira.

 

Filhos q.d.:

7-1 Antonio, batizado em 31-08-1773.

Lavras, MG Igreja Santana aos 31-08-1773 na capela das Carrancas bat a Antonio, f.l. Alexandre Luiz Barbosa e Ana Senhorinha Gonçalves, np de Francisco de Avila Fagundes n/b na freg. de S. Salvador da Ilha Terceira e D. Maria Alvaes da Porciuncula n/b na freg. das Carrancas e tambem os pais do batizado, nmaterno de Antonio Martins Saldanha e Luzia da Cruz, e a mãe do dito batizado natural da freguesia de S. João del Rei. Padr.: o Padre Jose Alvves Proença, e Agueda Ribeira da Silva mulher do Ten. Bonifacio Gonçalves de Aguiar por pp q apres. D. Maria Alves da Porciuncula

7-2 Alexandre em 06-04-1775.

Lavras, MG Igreja S. Ana aos 06-04-1775 na capela N Sra da Conceição das Carrancas bat a Alexandre nascido aos 19-03 do ano supra, f.l. Alexandre Luiz Barbosa e Ana Senhorinha Gonçalves, padr.: o Revdo Padre Inacio Franco Torres e D. Francisca Maria de Jesus.

7-3 Francisco em 26-07-1777.

Lavras, MG Igreja Santana aos 26-07-1777 na capela N Sra da Conceição das Carrancas bat a Francisco, f.l. Alexandre Luiz Barbosa e Ana Senhorinha Gonçalves, padr.: Francisco de Avila Fagundes, e D. Ana Bernarda Leite, casada.

7-4 José Raimundo Barbosa casou com Maria Antonia da Conceição, filha do Capitão Luiz Alves Taveira e Maria Madalena de Jesus, neta materna de João Vieira Pacheco e Teresa Branca da Silva, por Teresa bisneta de Mateus Leme Barbosa e Rosária Maria de Jesus (família “Mateus Leme Barbosa”)

          José Raimundo foi testamenteiro e inventariante de sua sogra, falecida com testamento aberto aos 17-02-1830 (inventário neste site).

          Alferes José era natural de Carrancas, onde possuia casa no Arraial e a Fazenda das Caveiras do Bananal. Faleceu com testamento aberto aos 22-03-1849. Sem geração, foram seus herdeiros sua viúva Maria Antonia da Conceição e suas duas expostas (inventário neste site):

- Adelaide Querubina Barbosa aos 28-08-1844 casou com Francisco de Salles Carvalho

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 28-08-1844 na ermida de Jose Raimundo Barbosa. Francisco de Salles Carvalho e D. Adelaide Querubina Barbosa. Test.: Domingos Teodoro de Azevedo, Joaquim L. de Azevedo.

- Flávia Demetildes Barbosa, com 15 anos em 1849. Em Carrancas aos 21-02-1852 casou com Gabriel José de Andrade (certidão na testamentária de José Raimundo).

7-5 Bonifácia Constantina de Moraes, legatária do irmão José supra..

7-6 Ana Alves da Porciúncula ou Ana Senhorinha Martins Saldanha aos 12-09-1807 casou com Manoel Alves Taveira, filho de Joaquim Alves Taveira e Maria Josefa do Espírito Santo, família “Manoel Alves Taveira”, neste site.

Santana do Sapucaí, MG aos 12/Set/1807, nesta Matriz, Manoel Alves Tavira (sic), f. de Joaquim Alves Tavira (sic) e de  Maria Josefa do Espírito Santo; c.c. Ana Alves da Porciúncula, f. de Alexandre Luís Barbosa e de Ana Senhorinha Martins Saldanha. Ambos naturais das Lavras do Funil. TT: Domingos antônio Soares, Francisco Xavier da Costa. O Vigr° João Alvares Botão(pesq. Silvia Buttros)

Ana Senhorinha Martins Saldanha faleceu em 13-02-1825. Segundo o inventário dela, neste site, tiveram dois filhos descritos na família supra citada.

 

8- João de Lima Fagundes, nasceu aos 26-08-1748 e foi batizado em Carrancas aos 14-09 do mesmo ano.

Nossa Senhora da Conceição das Carrancas e Santa Ana das Lavras do Funil.

Aos quatorze dias do mês de Setembro do ano de mil setecentos e quarenta e oito na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição das Carrancas e Rio Grande pus os santos óleos a João, filho legítimo de Francisco de Ávila Fagundes, natural e batizado na Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da cidade e Bispado de Angra da Ilha Terceira, filho legítimo de João de Lima Fagundes e de Maria da Conceição, e de sua mulher Dona Maria Barbosa da Porciúncula, natural e batizada na Capela de Nossa Senhora da Conceição do Rio Grande que neste tempo era Matriz desta Freguesia filha legítima de Francisco Alves Barbosa e de Isabel Barbosa sua mulher, nasceu aos vinte e seis dias do mês de Agosto deste ano acima dito, foi batizado em casa pelo Reverendo Padre Bento Ferreira por parecer estava em perigo de vida.

 

          Aos 06-10-1769 casou-se com Ana Rosa Felícia, batizada no Sumidouro, filha do Tenente Manoel de Souza Ferreira e Luiza Rosa da Silva.

Paróquia de São Bom Jesus do Monte do Furquim.

Aos seis dias do mês de Outubro de mil setecentos e sessenta e nove anos na Capela do Ubá, filial desta Matriz, o Reverendo Joaquim José Ferreira com licença minha e do Reverendo Vigário Geral João Botelho Borges assistiu ao sacramento do matrimônio que com palavras de presente celebraram entre si: João de Lima Fagundes, filho legítimo de Francisco de Ávila Fagundes e de Dona Maria Alves da Porciúncula, natural batizado e morador na Freguesia das Carrancas; e Dona Ana Rosa Felícia, filha legítima do Tenente Manoel de Souza Ferreira e Dona Luiza Rosa da Silva, nascida e batizada na freguesia do Sumidouro e moradora nesta do Senhor Bom Jesus do Monte do Furquim (...) sendo testemunhas o Reverendo Bernardino Ferreira Romão e o Reverendo Francisco Xavier Vaz Velloso.

 

          João faleceu aos 29-03-1814 com testamento redigido três dias antes, na Serra das Luminárias. Segundo seu testamento, neste site, deixou:

8-1 Inácio

8-2 Ana Zeferina de Lima, nascida em Sumidouro, casou com seu primo em 4º grau Joaquim Francisco de Souza, filho de Joaquim José Correa e Maria Gomes da Rocha, esta neta de Maria das Neves, família “Artur da Rocha”. Maria das Neves era tia materna de Maria Alves da Porciúncula, título deste estudo, conforme dispensa matrimonial encontrada no livro de casamentos de Lavras:

Igreja Sant'Ana (Lavras, Minas Gerais) - Dispensa Matrimonial

13-12-1799 Joaquim Francisco de Souza e Anna Zefirina de Lima. Ele, f.l. de Joaquim Joze Correa e Maria Gomes da Rocha, n. da freguesia de Lavras do Funil de Carrancas. Ela f.l. de João de Lima Fagundes e D. Anna Roza Felicia, n. da freg. do Sumidouro. Ambos moradores na dita freguesia das Lavras do Funil. 4º grao de consanguinidade da linha transversal igual.

- que Maria das Neves era irmã legitima de Izabel Fragosa.

- que de Maria das Neves nasceu Ignes Clara, que de Ignes Clara nasceu Maria Gomes, que de Maria Gomes nasceu o orador Joaquim Francisco de Souza.

- que de Izabel Fragoza, irmã de Maria das Neves, nasceu Maria Alvares; que de Maria Alvares nasceu João de Lima Fagundes; que de João de Lima Fagundes nasceu a oradora Anna Zefirina de Lima.

E por isso são os oradores consanguineos em quarto da linha transversal igual.

Que o orador teve por fragilidade acesso a oradora em cuja casa vive, e de seus pais que o orador é feitor.

 

          Ana faleceu antes do pai, deixando dois filhos.

 

8-3 Luzia Cândida de Jesus. Faleceu solteira, com testamento.

Museu Regional de São João Del Rei – Livro de Testamentos numero 25 FL.41

Testadora: Luzia Candida de Jesus

Testamenteiro – Padre Joaquim Leonel de Paiva

Data – O documento esta incompleto e a data não aparece no texto

Local – Carrancas, Freguesia das Lavras do Funil.

Anotado por: Moacyr Villela.

Data da Transcrição: 2007

TESTAMENTO – trechos

...Sou natural e batizada nesta aplicação de Nossa Senhora da Conceição de Carrancas, freguesia das Lavras do Funil onde moro. Sou filha legitima de João de Lima Fagundes e Ana Rosa Felicia hoje falecidos. Vivo solteira e nunca fui casada. Não tenho filhos.

Primeiro Testamenteiro – Padre Joaquim Leonel de Paiva;

Segundo – Reverendo Francisco Rodrigues Fortes;

Terceiro – Reverendo Miguel Lourenço de...(?)...;

Quarto – Tenente Francisco Machado de Azevedo

Obs-o documento termina aqui sem completar a copia do testamento

 

8-4 Maria

 

9- Francisco de Ávila Fagundes, nasceu em 06-10-1749.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) nesta matriz, Francisco n. aos 06-10-1749, f.l. Francisco de Avila Fagundes e D. Maria da Porciuncyla, np João de Lima Fagundes e Maria da Conceição nts da Ilha Terceira, nm Francisco Alves Barbosa e Izabel Fragoza nts de Taubate; padr.: Revdo Manoel Caetano de Figueiredo e Claudia, solteira. E para constar fiz este assento era ut supra o Vig. Rodrigo Lopes Coelho.[obs. não consta a data do batismo]

          Francisco casou duas vezes. Aos 03-05-1779 com Maria Teresa de Assunção, filha de Manoel da Silva Torres e Teresa Maria de Santana, família “Manoel da Silva Torres”. Maria faleceu em Janeiro de 1801.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 03-05-1779 Francisco de Ávila Fagundes, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria Alves de Porciuncula, n/b nesta freguesia; = cc. Maria Teresa de Assunção, f.l. Manoel da Silva Torres e Teresa Maria de Santa Ana, n/b na freg. da Aiuruoca tudo deste bispado de Mariana e fregueses desta. Test.:  Cap. Diogo Bueno de Afonseca, Manoel do Monte Galo e Joaquim Jose Freire.

          Segunda vez, aos 24-11-1802, com Maria Teresa (ou Rosa) de Jesus, filha de Manoel Teixeira Nogueira e Maria Teresa de Jesus (família “Pedro Teixeira Nogueira”).

Casamentos - SJDRei, aos 24-11-1802 Ermida N. Sra. da Conceição, Francisco de Avila Fagundes, viuvo de Maria Thereza da Assunção; = cc. Maria Roza de Jesus, f.l. de Manoel Teixeira Nogueira e de Maria Thereza de Jesus, n/b nesta freguesia.

Francisco faleceu na Fazenda Fortaleza, em Carrancas, aos 02-01-1803, inventariado por sua viúva, sem geração deste matrimônio. Maria Teresa de Jesus casou em segundas com Lourenço Gonçalves da Costa, filho de Manoel Gonçalves da Costa e Maria Francisca do Nascimento (família “Antonio Gonçalves da Costa”, Cap 2º)

          Francisco e Maria Teresa de Assunção tiveram dez filhos, segundo seus inventários (neste site), situação em 09-07-1802, idades pouco mais ou menos:

9-1 Joaquim Gotardo de Lima, solteiro, com 21 anos em 1802. Em 1803 estava casado com Ignacia Cândida de Paiva, filha de Domingos de Paiva e Silva e Maria Vitoria do Nascimento. Família “Paiva” Cap. 2º, § 2º.

          Capitão Joaquim em 1811 era tutor de seus nove irmãos.

Censo de Carrancas 02-11-1831, fogo  135

Joaquim Gotardo de Lima, branco, 50, casado, lavrador

Inacia Candida de Paiva, branco, 50, casado

28 escravos

 

9-2 Querino Antonio do Nascimento (ou da Silva Freire), batizado em 29-08-1783. Com 15 anos em 1802 e 17 em 1803.

Lavras, MG Igreja Santana aos 29-08-1783 na capela de N Sra da Conceição das Carrancas bat a Querino, f.l. Francisco de Avila Fagundes e Maria Teresa, padr.: Manoel Freire e s/m Maria Benedita

Em 1816 Querino estava casado com Ana Felícia de Jesus, filha do Capitão Felisberto Ribeiro da Silva e Joana Felicia de Lara, neta paterna de Antonio Ribeiro da Silva e Genoveva da Trindade Barbosa -3 supra. Família “Os Ribeiro da Silva” de São Gonçalo do Brumado Cap. 1º , § 3º. Em 1839 eram moradores em Luminárias.

Censo Luminárias-MG, 1839, fogo 64

Quirino Antonio da Silva Freire, branco, 50, casado, lavrador

Ana Felicia, branco, 40, casado

Genoveva Francisca, branco, 15, solteira, familia

Inacio Antonio, branco, 12, familia

Belarmina Felicia, branco, 10, familia

Francisca, branco, 8, familia

Felisberto, branco, 6, familia

Ana, branco, 4, familia

Francisco, branco, 2, familia

15 escravos

          Pais de, e.o:

9-2-1 Maria Cândida aos 17-04-1837 casou com Francisco de Ávila Fagundes, viúvo de Joaquina Maria Soares.

B7: casamentos Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 17-04-1837 oratorio Campo Limpo, Francisco de Avilla Fagundes, viuvo de Joaquina Maria Soares; = cc Maria Candida, f.l. Quirino Antonio da Silva Freire e D. Ana Felicia; em presença de muitas testemunhas.

 

9-3 Cândido Alves do Nascimento, 14 anos em 1802 e 16 em 1803. Em 1816 estava casado com filha de Manoel Francisco.

          Cândido comparece no censo de 1839 casado com Ana Izabel e vários filhos, provavelmente todos do primeiro matrimonio com Ana Beralda de Jesus.

Censo Luminárias-MG, 1839, fogo 36, todos brancos

Candido Alves do Nascimento; 55; casado; lavrador; sabe ler

Ana Isabel; 20; casado;

Manoel Francisco  ; 25; solteiro; familia;

Jose; 16; solteiro; familia;

Joaquim; 9; familia;

Marfiso; 11; familia;

João; 8; familia;

Maria; 22; solteiro; familia;

Ana ; 15; solteiro; familia;

Rita; 7; familia;

4 escravos

 

Entre os filhos de Cândido e Ana Izabel:

9-3-1 Maria, com 22 anos no censo em 1839 (1838?) em companhia do pai. Maria Teresa da Assunção aos 09-02-1839 casou com Manoel Inácio de Oliveira, filho de Antonio Alves de Oliveira e Jacinta Antonia de Jesus. Manoel comparece no mesmo censo, em companhia dos pais, solteiro com 24 anos:

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 09-02-1839 Manoel Inacio de Oliveira, f.l. Antonio Alves de Oliveira e Jacinta Antonia de Jesus; = cc Maria Teresa da Assunção, f.l. Candido Alves do Nascimento e Ana Beralda de Jesus. Test.: Gabriel Ozorio das Dores e Modesto de Paula Dias Bicalho.

 

Censo Luminárias-MG, 1839, fogo 51

Antonio Alves de Oliveira; branco; 60; casado; lavrador

Jacinta Antonia; branco; 40; casado;

Francisco; branco; 40; solteiro; familia

Manoel; branco; 24; solteiro; familia

Jose; branco; 2; familia

Maria; branco; 23; solteiro; familia

Ana; branco; 20; solteiro; familia

Francisca; branco; 16; solteiro; familia

Generosa; branco; 15; solteiro; familia

Ana; branco; 7; familia

Eulalia; branco; 5; familia

Maria Marfisa; branco; 3; familia

 

9-4 Galdino, 12 anos em 1802 e 14 em 1803.

9-5 Damaso, 9 anos em 1802 e 11 em 1803. Comparar com:

Censo Luminárias-MG, 1839, fogo 42

Damazo Alves do Nascimento; branco; 46; casado; lavrador; sabe ler

Maria Silveria; branco; 46; casado; ;

Jose Celestino Alves; branco; 18; solteiro; familia;

Joaquim Rodrigues; branco; 16; solteiro; familia;

Manoel; branco; 15; familia;

Antonio; branco; 8; familia;

Maria; branco; 11; familia;

Messia; branco; 7; familia;

9-6 Fermiano, 8 anos em 1802 e 10 em 1803. Comparar com:

Censo Luminárias-MG, 1839, fogo 45

Fermiano Alves do Nascimento; branco; 46; solteiro; lavrador; sabe ler

4 escravos

9-7 Maria, 7 anos em 1802 e 9 em 1803.

9-8 Francisco, com 5 anos em 1802 e 7 em 1803.

9-9 Ana, batizada por 1795. Com 4 anos em 1802 e 6 em 1803.

Carrancas, MG Igreja N. Sra da Conceição no ano de 1795 pouco mais ou menos nesta matriz bat a Ana, f.l. Francisco d’Avila Fagundes e Maria Teresa da Assunção, padr.: Manoel da Silva Torres e Maria Teresa da Assunção, e por não aparecer este assento o lavrei aqui depois de informado.

9-10 Marinha, dois anos em 1802 e 4 em 1803.