PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Sargento Mor JOSÉ RODRIGUES BRAGA

(atualizado em 19-dezembro-2015)

 

Bartyra Sette

 

 

José Rodrigues Braga, natural da cidade de Braga, com 51 anos em 1739, filho dos falecidos Francisco Rodrigues e Ana Gonçalves. Morador em Aiuruoca, foi casado duas vezes. Em primeiras núpcias com Maria Bicuda Barbosa, natural de Pindamonhangaba.

 

Maria Bicuda, segundo dispensa matrimonial do filho Francisco, era filha de Margarida Bicuda e Pedro da Motta Paes, neta paterna de Gonçalo da Motta Bittencourt e Catarina Pascoa de Oliveira, neta materna de Baltazar do Rego Barbosa e Margarida Bicudo, esta irmã inteira do Capitão Antonio Bicudo Leme, o Via Sacra, filhos de Braz Esteves Leme e Margarida Bicudo de Brito (SL. 2º, 209, 1-2 e 6º, 298, 1-2). Maria Bicuda não consta no rol de seus irmãos encontrados por Pedro Taques e Silva Leme.

 

Em segundas núpcias, dispensados do impedimento de afinidade em 4º grau misto de 3º, o Sargento Mor casou com Quitéria Maria de Jesus, natural de Guaratinguetá.

 

Quitéria, com 15 dias quando faleceu a mãe em 1724, era filha de Francisco Rodrigues Coura e sua primeira mulher Margarida Bicuda da Fonseca (SL. 6º, 334, 5-5), neta materna de Antonio Gomes da Silva e Branca Raposo, por Branca bisneta de Braz Esteves Leme e Maria Raposo do Rego Barbosa. Por Braz, trineta de Braz Esteves Leme e Margarida Bicudo de Brito

(pesq. Moacyr Villela) Processo matrimonial – AEAM – Mariana - local Aiuruoca 17-10-1739

Orador – José Rodrigues Braga , morador em Aiuruoca, viúvo de Maria Bicuda Barbosa. Natural da Cidade de Braga, batizado na Sé, filho legitimo de Francisco Rodrigues e Ana Gonçalves já defuntos, 51 anos.

O orador declara que a oradora tem 5 irmãos do segundo casamento de seu pai e apesar de ter herdado de sua mãe alguns escravos negros e carijós eles, ou fugiram ou morreram e não tem mais bens.

Ele tem 10.000 cruzados de sua meação após as partilhas do inventario de sua primeira mulher

Oradora – Quitéria Maria de Jesus, moradora no Capivari de Pouso Alto filha legitima de Francisco Rodrigues Coura e Margarida Bicuda já defunta. Sua mãe faleceu do parto de que ela nasceu .Tem 15 para 16 anos de idade, natural da Vila de Pindamonhangaba

 

Impedimento por afinidade em quarto grau misto de terceiro

1-     Brás Esteves Leme e Margarida Bicuda eram irmãos. De Brás Esteves nasceu Branca Raposa e desta Margarida Bicuda e desta a contraente Quitéria Maria de Jesus

2-     De Margarida Bicuda irmã de Brás Esteves nasceu outra Margarida Bicuda e desta Maria Bicuda Barbosa primeira mulher do contraente

 

Testemunhas:

- Antonio Raposo Leme, casado , natural de Pindamonhangaba, morador em Pouso Alto, vive de sua roça, 49 anos, parente da oradora em quarto grau de consanguinidade.

- Mateus Leme Barbosa, casado, natural de Guaratinguetá, morador em Carrancas, vive de sua roça declara ter 50 anos e ser parente da oradora em grau muito remoto, fora do quarto

- José Pinto de Carvalho, casado, natural do Porto, morador em Pouso Alto, vive de sua roça. Declara ter 48 anos. Diz que conhece os oradores porque andou por São Paulo por 32 anos e a 27 anos se casou com moça de lá.

 

Maria Bicuda faleceu em 18-04-1738 e Quitéria em 24-12-1747. José faleceu em 02-04-1764 com geração de ambos os matrimônios (inventários neste site):

 

Com Maria Bicuda:

1-  José Rodrigues Barbosa (ou Braga),

2-  Francisco Rodrigues Braga

3-  Ana Rodrigues de Andrade

4-  Maria Rodrigues Bicuda (ou Braga)

5-  Antonio Rodrigues Braga (ou Barbosa)

6-  Josefa Rodrigues da Conceição

7-  Margarida Rodrigues Bicuda

 

Com Quitéria:

8-  Maria Rodrigues do Nascimento

9-  José Bartholomeu Rodrigues Braga

10- Ana Rodrigues Braga

 

1- José Rodrigues Barbosa (ou Braga), nascido por 1716, já era falecido em 1764. Casou com Maria Bicudo e foram moradores em Itajubá. Pais de, q.d.

1-1 João, batizado aos 28-11-1745, foram seus padrinhos os tios paternos Francisco Rodrigues Braga e Ana Rodrigues mulher de Diogo Gonçalves de Carvalho

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- aos 28 nov 1745 Alagoa, Joam, filho de Jose Rodrigues Barbosa e s/m Maria Bicudo, padr.: Francisco Rodrigues Braga solteiro, filho de Jose Rodrigues Braga, e Anna Rodrigues mulher de Diogo Gonçalves de Carvalho, todos desta freguesia.

1-2 Ana, batizada em 10-08-1749. Ana Maria de S. José em Delfim Moreira aos 28-04-1772 casou com Antonio da Costa Veloso, natural de Aiuruoca, filho de Francisco Veloso da Silva e Escolastica Paes de Brito.

B7 Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) cap. S. Gonçalo aos 10-08-1749 Ana, f.l. Jose Roiz Barbosa n. freg. N. Sra do Pilar da vila S. João del Rei-MG e Maria Bicuda n. da freg. de Pindamonhangaba-SP, padr.: Jose Antonio Teixeira, e Maria do Nascimento mulher de Paschoal Gonçalves;

 

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 3 aos 28-04-1772 Antonio da Costa Veloso nat de Aiuruoca, f. de Francisco Veloso da Silva e Escolastica Paes de Brito = cc Ana Maria de S. Jose nat da Campanha, filha de Jose Rodrigues Barbosa nat da Aiuruoca e Maria Bicuda do Rosario nat de Pindamonhangaba.

1-3 Izabel Maria Barbosa casada com Manoel Duarte Monteiro, natural de de S. Pedro de Cima do Morro Comarca de Valença Arc. Braga, filho de Francisco Marques Monteiro e Maria de Caldas.

          Entre os filhos do casal, batizados em Delfim Moreira:

1-3-1 Maria em 21-06-1761.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls.92 aos 21-06-1761 bat a Maria, f.l. Manuel Duarte Monteiro e Isabel Maria do Rosario

1-3-2 Ana Maria da Conceição em 01-04-1764. Em 31-05-1790 casou com Antonio Rodrigues de Sá, batizado em Itajubá aos 30-11-1756, flho do Cap. Antonio Rodrigues de Sá, natural de Santa Marta de Bornes Bispado de Miranda e de Helena Severina da Silva natural de Santo Antonio do Rio das Velhas-MG.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls.93 aos 01-04-1764 bat a Ana, f.l. Manuel Duarte Monteiro e Isabel Maria Barbosa, padr.: Cap. Manuel Correa da Fonseca, solteiro filho de Domingos da Fonseca e Maria da Costa; e Ana Rodrigues Barbosa, solteira filha de Jose Rodrigues Babrosa e Maria Bicuda do Rosario.

 

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls.7 aos 31-05-1790 Antonio Rodrigues de Sa, nat de Itajuba, f.l. Cap. Antonio Rodrigues de Sa, nat de Santa Maria de Bornes Bispado de Miranda e de Helena Severina da Silva nat de Santo Antonio do Rio das Velhas Bispado de Mariana = cc Ana Maria da Conceição nat de Itajuba, f.l. Alf. Manuel Duarte Monteiro nat de S. Pedro de Cima do Morro Comarca de Valença Arc. Braga, e de Isabel Maria Barbosa, nat de Campanha, np Francisco Marques Monteiro e Maria de Caldas, da mesma freguesia de S. Pedro de Cima do Morro, nm, Jose Rodriguers Braga nat de Aiuruoca e Maria Bicuda do Rosario nat de Pindamonhangaba.

 

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 91 aos 30-11-1756 bat Antonio, fl de Antonio Rodrigues de Sá e de Elena Severina da Silva, ele nat. da matriz de Santa Marta de Bornes, Bisp. de Miranda e ela nat. de Santo Antonio do Rio das Velhas, Comarca de Sabara.

Antonio Rodrigues de Sá, já falecido em 10-02-1822 (casamento da filha Inácia), e Ana Maria tiveram, e.o.:

1-3-2-1 Ana Felicia dos Prazeres aos 13-05-1818, dispensados no impedimento de consanguinidade em 2º e 3º graus, casou com Antonio Rodrigues Braga, filho de José Rodrigues Braga e Maria da Fé de S. Bernardo 1-4-8 abaixo.

1-3-2-2 Inacia Maria do Sacramento aos 10-02-1822 casou com Manoel Alves dos Reis, natural de Mogi Mirim, filho de José Antonio dos Reis, natural de Barbacena e Mariana Alves Antunes, natural da Aiuruoca, casaram aos 18-01-1793 em S. João del Rei cm registro em Aiuruoca, neto paterno de José dos Reis Cabral e Catarina Maria da Assunção, neto materno de Francisco Alves e Maria Leite de Araijo.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 10-02-1822 Manuel Alves dos Reis, f. Jose Antonio dos Reis e Mariana Alves, nat da vila de S. Jose de Mogi Mirim = cc Inacia Maria do Sacramento, f. Antonio Rodrigues de Sá, falecido e Ana Maria da Conceição, nat de Itajuba.

 

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, aos 18 janeiro 1793 matriz da vila de S. João del Rei - Joseph Antonio dos Reis, f.l. de Joseph dos Reys Cabral e de Catharina Maria da Assumpção, n. b. freg. vila Barbacena; c/ Marianna Alves Antunes, f.l. de Francisco Alves e Maria Leite de Araujo, n. b. freg. Aiuruoca.

1-3-2-3 Bento da Silva Duarte aos 01-08-1822 casou com Prudenciana Placedina, filha do falecido Alf. Mateus José de Carvalho e Rita Maria, família “André Fernandes Chaves”.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 01-08-1822 Bento da Silva Duarte, f. Antonio Rodrigues de Sá, falecido e Ana Maria da Conceição, nat de Itajuba = cc Prudenciana Placedina, f. Alf. Mateus Jose de Carvalho, falecido e D. Rita Maria, nat de Bom Jesus do Livramento.

1-3-2-4 Teresa Maria da Conceição aos 25-02-1824 casou com Miguel Francisco Diniz, natural de Serranos, filho de Miguel Francisco da Cunha e Joaquina Teodora.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 25-02-1824 Miguel Francisco Diniz, f. Miguel Francisco da Cunha e Joaquina Teodora, nat da capela dos Serranos filial de Aiuruoca = cc Teresa Maria da Conceição, f. Antonio Rodrigues de Sa e Ana Maria da Conceição, nat de Itajuba.

1-3-2-5 Antonio Rodrigues de Sá aos 15-11-11826 casou com Maria Pedrosa de Jesus, filha de Joaquim José dos Santos e Ana Maria de Jesus.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 15-11-1826 Antonio Rodrigues de Sá, f. Antonio Rodrigues e Sá e Ana Maria = cc Maria Pedrosa de Jesus, f. Joaquim Jose dos Santos e Ana Maria de Jesus. Nts de Itajuba.

1-3-2-6 José Rodrigues de Sá aos 28-08-1828 casou com Gertrudes Alves de Oliveira, natural de Campanhas-SP, filha de Jose Antonio dos Reis e Maria Alves de Oliveira.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 28-08-1828 matriz nova., Jose Rodrigues de Sá, f. Antonio Rodrigues de Sá e Ana Maria da Conceição, nat de Itajuba = cc Gertrudes Alves de Oliveira, f. Jose Antonio dos Reis e Maria Alves de Oliveira, nat da vila de Campinas.

Entre os filhos do casal:

1-3-2-6-1 Brandina Maria da Conceição aos 21-02-1851 casou com Antonio Luiz Gonçalves, fillho de Inacio Xavier Bernardes e Helena Maria do $Espírito Santo, família “Guarda Mor Narciso de Faria e Silva”.

Itajuba, MG Antonio Luiz Glz e Brandina Maria da Conceição. Aos 21-01-1851 nesta matriz e testemunhas Antonio Roiz Braga e Prodente Francisco Ribeiro moradores desta, se receberam em matrimônio Antonio Luiz Glz, f.l. Ignacio X.er Bernardes e Ellena Maria do Espirito Santo com Brandina Maria da Conceição, f.l. de Jose Rodrigues de Sá e Gertrudes Querobina de Oliveira. Ambos nts/btes nesta donde são fregueses (indicação Mauricio Prado).

1-3-2-6-2 Messias Leopoldina da Silva aos 25-10-1853 casou com Joaquim da Cunha Figueiredo, irmão inteiro de Antonio Luiz Gonçalves supra citado,

Itajuba, MG aos 25-8bro-1853 nesta matriz e testemunhas Joaquim Jose dos Reis e Jose Joaquim da Cunha Figueiredo se receberam Francisco Ignacio X.er, f.l. de Ignacio X.er Bernardes e Ellena Maria do Espirito Santo com Missias Leopoldina da Silva, f.l. de Jose Rodrigues de Sá e Gertrudes Querobina de Oliveira. Ambos nts/bts nesta freguesia (indicação Mauricio Prado).

 

1-3-3 Antonio Manoel batizado em 15-04-1768. Em 17-02-1792 casou com Gertrudes Pedrosa de Barros, f.l. Inacio Borges e Mariana Leme do Prado, já citados.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls.94 aos 15-04-1768 Antonio, f.l. de Manuel Duarte Monteiro e Isabel Maria Barbosa.

 

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 8 aos 17-02-1792 Antonio Manuel, f.l. Alf. Manuel Duarte Monteiro, falecido, morador neste arraial, e de (não consta) = cc Gertrudes Pedrosa de Barros, f.l. Inacio Borges e Mariana Leme do Prado, falecida, moradores no caminho novo.

1-3-4 Maria Rosa Monteira, batizada em 25-06-1771. Em 13-07-1793 casou com Jose Rodrigues da Silva, filho de Antonio da Silva Leme e da falecida Marcela Rodrigues - família “Amaro Domingues”, neste site.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls.96 aos 25-06-1771 Rosa, f.l. Manuel Duarte Monteiro e Isabel Maria Barbosa, padr.: Jose Rodrigues Barbosa, solteiro filho de Jose Rodrigues e de Maria Bicuda, e Rosa Domingues cc Narcizo Rodrigues.

 

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 8 aos 13-07-1793 Jose Rodrigues da Silva, f.l. Antonio da Silva Lemes e Marcela Rodrigues, falecida, moradores em Baependi = cc Maria Rosa Monteira (a margem está Rosa Maria Monteira) f.l. Manuel Duarte Monteiro e Isabel Maria(?), falecidos, moradores neste arraial.

1-3-5 Alf. Manoel Duarte Monteiro, natural de Itajuba. Em Delfim Moreira aos 28-11-1816 casou com Reginalda Jacinta de São Pedro, natural de Lorena-SP, filha de Manoel Fernandes Guimarães e Maria Jacinta.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 2 fls. 34 aos 28-11-1816 Alf. Manuel Duarte Monteiro, nat de Itajuba, f. do Alf. Manuel Duarte Monteiro e Isabel Barbosa = com Reginalda Jacinta de São Pedro, nat de Lorena, f. de Manuel Fernandes Guimarães e Maria Jacinta.

1-4 José Rodrigues Braga em Delfim Moreira aos 25-02-1778 casou com Maria da Fé de São Bernardo, filha do Cap. Antonio Rodrigues de Sá natural de Santa Marta de Bornes Bisp. de Miranda e Helena Severiuna da Silva, natural de Santo Antonio do Rio das Velhas Acima Comarca de Sabara, neta paterna de Alvaro de Sá e Margarida Rodrigues, naturais de Santa Marta de Bornes, neta materna do Cap. Manoel da Silva de Andrade, natural das Ilhas e Benta Gomes da Assunção natural do Rio de Janeiro.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 5 aos 25-02-1778 Jose Rodrigues Braga com Maria da Fé de São Bernardo. Ele f.l. de Jose Rodrigues Barbosa, nat. de Aiuruoca e de Maria Bicuda do Rosario nat. de Pindamonhangaba, np Sargento Mor Jose Rodrigues Braga nat da cidade de Braga e de Maria Bicuda, nat de Guaratingueta, nm Manuel Tavares e Isabel de Barros. Ela f.l. do Cap. Antonio Rodrigues de Sá nat de Santa Marta de Bornes Bisp. de Miranda e Helena Severiuna da Silva, nat de Santo Antoniodo Rio das Velhas Acima Comarca de Sabara, np de Alvaro de Sá e Margarida Rodrigues, nts de Santa Marta de Bornes, nm do Cap. Manuel da Silva de Andrade, nat das Ilhas e Benta Gomes da Assunção nat do Rio de Janeiro.

Pais de, q.d.:

1-4-1 Marcelina Joaquina de Jesus em Delfim Moreira aos 04-02-1799 casou com Manoel Teixeira Guimarães, natural de S. João de Aião Arc. Braga, filho de Jacinto Ferreira da Fonseca e Maria Teixeira.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 04-02-1799 Manuel Teixeira Guimarães com Marcelina Joaquina de Jesus. Ele nat da freg. de S. João de Aião Arc. Braga, f.l. Jacinto Ferreira de Afonseca e Maria Teixeira, naturais da mesma freguesia, np de Jose Teixeira de Afonseca e de Maria Teixeira. Ela nat de Itajuba, f.l. Jose Rodrigues Braga e de Maria da Fé de São Bernardo, nts de Pindamonhangaba e Aiuruoca respectivamente, np Jose Rodrigues Braga, nat de Guaratingueta e de Maria Bicuda do Rosario nat de Pindamonhangba, nm do Cap. Antonio Rodrigues de Sá, nat da freg. de Bornes Bisp. de Miranda e de Helena Severina da Silva, nat de Santo Antonio do Rio Acima, freg. de Sabara.

Entre seus filhos:

1-4-1-1 Maria Teixeira de São José aos 25-09-1820 casou com José Faustino de Alvarenga, natural de Taubaté-SP, filho de Alexandre Barreto da Silva e de Teresa Maria da Conceição

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 25-09-1820 Jose Faustino de Alvarenga, filho legitimo de Alexandre Barreto da Silva e de Teresa Maria da Conceicao, natural de Taubate = cc Maria Teixeira de São Jose, filha legitima de Manoel Teixeira Guimaraes e de Marcelina Joaquina de Jesus, natural de Itajuba."

1-4-1-2 Francisco, batizado em 18-02-1810 na Campanha, com registro em Itajuba.

Itajuba-MG Igreja N Sra da Soledade aos 26-02-1810 nesta freguesia de N. Sra da Soledade de Itajuba me foi apresentada uma certidão do teor seguinte: aos 18-02-1810 nesta capela de Santa Catarina filial da vila da Campanha da Princesa bat a Francisco de tres meses, f.l. Manoel Teixeira Guimarães e D. Marcelina Joaquina de Jesus, fregueses de Itajuba. Foram padrinhos Alvaro da Costa de Miranda e D. Francisca de Paula, aquele da freg. de Santa Ana do Sappucai e esta da freg. da Vila da Campanha da Princesa.

1-4-2 Ana Felícia do Amor Divino em Delfim Moreira aos 04-02-1799 casou com João Batista da Silva, natural de Jacarei-SP, filho do Alf. João Batista da Silva, natural de Braga e de Maria José de Jesus, natural de Jacarei, neto materno de Diogo de Araujo Ferraz e Antonia da Silva Reis, esta nat. de Jacarei (SL. 6, 92, 4-1).

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 04-02-1799 João Batista da Silva, andante, com Ana Felicia do Amor de Deus. Ele nat de Jacarei, f.l. Alf. João Batista da Silva, nat de Braga e de Maria Jose de Jesus, nat de Jacarei, nm de Diogo de Araujo Ferraz e Antonia da Silva Reis, esta nat. de Jacarei. Ela nat de Itajuba, f.l. Jose Rodrigues Braga, nat de Pindamonhangaba e de Maria da Fé de S. Bernardo, nat de Aiuruoca. Com os avós que já constam no registro anterior (np Jose Rodrigues Braga, nat de Guaratingueta e de Maria Bicuda do Rosario nat de Pindamonhangba, nm di Cap. Antonio Rodrigues de Sá, nat da freg. de Bornes Bisp. de Miranda e de Helena Severina da Silva, nat de Santo Antonio do RioAcima, freg. de Sabara.)

1-4-3 João Rodrigues Braga aos 07-04-1818 casou com Maria Mendes da Silva, natural de Baependi-MG, filha do Alf. Antonio Dias Pereira e Rita Mendes da Silva

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 07-04-1818 João Rodrigues Braga, f.l. Jose Rodrigues Braga e Maria da Fé de São Bernardp, nat de Itajuba = com Maria Mendes da Silva, f.l. do Alf. Antonio Dias Pereira e Rita Mendes da Silva, nat de Baependi.

1-4-4 Escolástica Maria de Jesus aos 29-05-1805 casou com Rafael Pereira do Lago, natural de Cunha-SP, filho de Domingos José Pereira Guimarães, natural da vila de Guimarães Arc. Braga e Izabel Jacinta Fialho, natural de Cunha

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 29-05-1805 Rafael Pereira do Lago, nat. da vila de Cunha, f.l. Domingos Jose Pereira Guimarães, nat. da vila de Guimarães Arc. Braga e Izabel Jacinta Fialho, nat. de Cunha = cc Escolastica Maria de Jesus, natural de Itajuba, f.l. Jose Rodrigues Braga, nat. de Pinamonhangaba e Maria da Fé de S. Bernardo, nat. da Aiuruoca. ealizado na fazenda dos Campos, de Jose Rodrigues Braga. Testemunha Cap. Roque de Souza Magalhães, viuvo, morador na capela de Santa Catarina, filial da Campanha.

1-4-5 Vicente Ferreira Braga aos 01-03-1824 casou com Dionísia Maria Pereira, viúva de Manoel Joaquim Ribeiro.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 01-03-1824 Vicente Ferreira Braga, f. Jose Rodrigues Braga e Maria da Fé de S. Bernardo, nat de Itajuba = cc Dionizia Maria Pereira, viuva de Manuel Joaquim Ribeiro, sepultado na matriz de Pouso Alegre.

1-4-6 Beralda Maria do Espirito Santo aos 10-06-1805 casou com Manoel das Neves dos Santos, natural de Pindamonhangaba, filho de Jose das Neves dos Santos e Ana Maria de Jesus. Segunda vez aos 22-01-1816 casou com João Ferreira dos Santos, natural de Baependi, filho do Cap. Manoel Ferreira dos Santos e Helena Maria.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 10-06-1805 Manuel das Neves dos Santos, f.l. Jose das Neves dos Santos e Ana Maria de Jesus, nat de Pindamonhangaba = com Beralda Maria do Espirito Santo, f.l. Jose Rodrigues Braga e Maria da Fé de S. Bernardo

 

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 22-01-1816 João Ferreira dos Santos, nat de Baependi, f. do Cap. Manuel Ferreira dos Santos e Helena Maria = com Beralda Maria, viuva de Manuel das Neves dos Santos., Testemunhas Alf. Antonio Dias Pereira e Francisco de Souza Mendes.

1-4-7 Helena Severina da Silva aos 14-04-1810 casou com Manoel Pereira Gularte, natural de Aiuruoca, filho do Cap. Manoel Pereira Gularte e Maria Pereira de Araujo - família “Maria Ferreira”, neste site.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 14-04-1810 Manuel Pereira Gularte, nat de Aiuruoca f.l. Cap. Manuel Pereira Gularte e D. Maria Pereira de Araujo = com Helena Severina da Silva, nat de Itajuba, f.l. Jose Rodrigues Braga e Maria da Fé de S. Bernardo.

1-4-8 Antonio Rodrigues Braga aos 13-05-1818, dispensados no impedimento de consanguinidade em 2º e 3º graus, casou com Ana Felícia dos Prazeres, filha de Antonio Rodrigues de Sá e Ana Maria da Conceição, 1-3-2-1 supra.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) aos 13-05-1818 Antonio Rodrigues Braga, f.l. Jose Rodrigues Braga e Maria da Fé de S. Bernardo = com Ana Felicia dos Prazeres, f.l. Antonio Rodrigues de Sá e Ana Maria da Conceição. Ambos nts de Itajuba, dispensados no impedimento de consanguinidade em 2º e 3º graus, Testemunhas Reverendo Atanazio Jose Rodrigues e o Guarda Mor Francisco Vieira Carneiro.

1-5 Manoel Rodrigues Barbosa em Delfim Moreira aos 16-11-1790 casou com Rosa Maria de Marins, filha de Manoel de Marins Peixoto.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 8 aos 16-11-1790 Manuel Rodrigues Barbosa, f.l. Jose Rodrigues Braga e Maria Bicuda = cc Rosa Maria de Marins, f.l. Manuel de Marins Peixoto, falecido, natural da mesma freguesia(sic). Nada mais consta.

          Rosa, viúva, casou segunda vez em Delfim Moreira aos 29-08-1801 com João Pinto da Silva, naturalde Pouso Alto, filho de José Pinto da Silva e Escolastica Francisca da Fonseca - família “Bento da Costa Preto” Cap. 6º.

2- Francisco Rodrigues Braga, nascido por 1718, ainda solteiro em 1745 quando apadrinhou o sobrinho João. Casou depois com Maria da Silva Furquim, filha de José da Silva Magalhães e Escolástica Furquim, familia “Antonio Furquim da Luz”.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 24 junho 1763 Alagoa, Francisco, f.l. de Manoel Corr. ---- e de s/m M.ª Ros Braga, padr.: Jose Ros Braga seu avô materno e M.ª da S.ª mulher de Fr.c Ros Braga.

 

          Por serem parentes em quarto grau foi aberto processo de dispensa matrimonial, onde se encontra a origem de Maria Bicuda, mãe de Francisco, omitida na Genealogia Paulistana.

(RMJ) Ano 1747 - Processo de dispensa de consangüinidade reproduzido no site www.familysearch.org (record search pilot)

Oradores: Francisco Rodrigues Braga e Maria da Silva Furquim

Depoentes:

Sargento Mor Francisco do Rego Barros, ouvido em 24-04-1747 em sua casa no sitio Goapeara. Homem casado, natural de Pernambuco, vive de minerar, 61 anos.

Sargento Mor Jose Rodrigues Braga, natural da Cidade de Braga, morador em Aiuruoca, vive de minerar, 59 anos, pai do orador.

D. Arcângela Furquim da Luz, natural da Vila de Parnaíba, 43 anos. Afirmou ter assistido o batismo da oradora no oratório de Antonio Furquim da Luz, pai dela testemunha

Licenciado Diogo Pinto Torres, cirurgião, 58 anos, casado, natural da Villa de Campo Mayor do Bispado de Elvas, parente dos oradores em terceiro grau de afinidade.

Conteúdo dos depoimentos:

Margarida Bicuda e Antonio Bicudo Lemme foram irmãos inteiros.

De Margarida Bicuda proveio outra Margarida Bicuda, e desta Maria Bicudo, mãe do orador.

Antonio Bicudo Lemme gerou Francisca Romera e desta nasceu Jose da Silva Magalhães, pai da oradora.”e que por isso ser estam elles oradores ligados no parentesco de quarto grau simples de consangüinidade”.

A oradora tinha 26 anos, era pobre e órfã de pai e mãe, morava com o tio Francisco do Rego Barros que  há 11 anose a sustentava e vestia pelo amor de Deus. Fora batizada em Pitangui no oratório que existiu no sitio de Antonio Furquim da Luz, a 15 dias de viagem de Goapiara, e por isso não podia juntar sua certidão de batismo. Francisco do Rego Barros testemunhou que assistiu o batismo da oradora.

 

3- Ana Rodrigues de Andrade, nascida por 1721, casada com Diogo Gonçalves de Carvalho, natural de Santa Maria de Zezere Bispado do Porto, filho do Porto, filho de Belchior Gonçalves de Carvalho, natural da dita freguesia de Zezere e de Maria Nunes, natural da freguesia de Frende (termo de casamento da filha Ana).

          Diogo faleceu em 06-03-1769 em Itajuba Velha.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) óbitos (1753-1797) fls. 96 aos 06-03-1769 Cap. Diogo Gonçalves de Carvalho cc Ana Rodrigues de Andrade, com 65 anos, nat de Santa Marinha de Zezere Bispado do Porto.

          Pais de, pelo menos:

3-1 Francisco batizado em 17-12-1737.

Aiuruoca, MG aos 17-12-1737 nesta freguesia bat a Francisco, f.l. de Diogo Gonçalves de Carvalho e Ana Rodrigues, foram padrinhos Domingos de Oliveira Castelo Branco e D. Maria Bicuda mulher de Jose Rodrigues Braga..

3-2 Tomé Gonçalves de Carvalho, capitão, casou em primeiras nupcias com Maria Francisca das Neves (SL. 3º, 69, 6-2). Em segundas, em 1783 em Guaratinguetá, casou com Ana Francisca dos Santos (SL. 3º, 77, 5-1)

          Além dos sete filhos citados na Genealogia Paulistana, Tomé e Maria Francisca tiveram naturais de Guaratinguetá-SP, q.d.:

3-2-8 João Eufrasio de Carvalho, natural de Guaratinguetá, com cerca de 26 anos e casado em 1820. Testemunha na dispensa do irmão Flávio abaixo.

3-2-9 Flávio Gonçalves de Carvalho, com cerca de 25 anos em 1820 requereu dispensa para se casar com Pocidonia Carolina do Nascimento 3-7-6 neste.

Processo Matrimonial - Campanha-MG - Livro Misto 1818

www.familysearch.org (record search pilot)

Juntada em 13 de nov de 1820

Oradores: Flavio Gonçalves de Carvalho, 25 anos, e Pocidonia Carolina do Nascimento

Impedimento: 2º grau transversal. São primos por serem seus pais irmãos.

Testemunhas:

1ª Manoel Simões Gomes, casado, natural da freg de Santa Anna do Bispado de SP e morador nesta, homem branco de 59 anos

Que Tomé e Joaquim Gonçalves de Carvalho são irmãos. Tomé é pai do orador e Joaquim da oradora. Parentes em 2o grau transversal igual..

A oradora vive infamada com o orador com quem tem tido cópula. E ainda tem mais quatro irmãs solteiras.

- (Joaquim) Gonçalves e Tome Gonçalves de Carvalho são irmãos; este pai do orador e aquele da oradora e por isso vinham a ser parentes em segundo grau. Que a oradora tem de legitima materna 500$000 rs pouco mais ou menos; que a oradora vive infamada com o orador com quem tem tido copula, o que tudo sabe por morar na mesma casa da oradora, e ser irmão do orador. (aa) João Eufrazio de Carvalho.

2ª João Jose Mendes, solteiro, n. desta

3º João Eufrasio de Carvalho, casado, n. da vila de Guaratingueta do bispado de S. Paulo e morador nesta freguesia, de idade 26 anos, aos costumes disse ser irmão do orador. Que conhece perfeitamente aos oradores por ser primo de uma e irmão do outro.

 

Juramento do Orador Flavio Gonçalves de Carvalho: natural da vila de Guartingueta do Bispado de S. Paulo e de presente morador nesta freguesia de S;Gonçalo, de idade de 25 anos pouco mais ou menos

(Pocidonia Carolina) do Nascimento, oradora, natural desta freguesia de S. Gonçalo desmenbrada da freguesia da vila da Campanha, moradora nesta mesma nova freguesia, de idade de 16 anos pouco mais ou menos, filha de Joaquim Gonçalves de Carvalho irmão de Tome Gonçalves de Carvalho pai do orador Flavio Gonçalves de Carvalho e por isso ela oradora vem a ter parentesco de 2º grau em linha colateral igual com o orador, tem de legitima materna pouco mais ou menos 500 a 600$000 rs

 

         Em 1823 viúvo, Flavio requereu dispensa, do impedimento de afinidade por copula licita em 1º grau linha transversal igual, para se casar com Francisca de Paula Gonçalves, irmã de Pocidonia, 3-7-7 abaixo.

         Segundo declarou na dispensa, Flavio e Pocidonia tiveram três filhos.

3-2-10 Inácio Gonçalves de Carvalho, batizado em 19-02-1796. Em 1818 requereu dispensa para se casar com Maria Madalena do Nascimento 3-7-4 abaixo.

Processo Matrimonial - Campanha-MG - Livro Misto 1810-1818

www.familysearch.org (record search pilot)

Ano: 1818

Oradores: Inacio Gonçalves e D. Maria Madalena do Nascimento

Impedimento: Consanguinidade em 2º grau da linha transversal por serem primos irmãos

Inacio Gonçalves de Carvalho, fo do Cap Tome Gls de Carvalho e Maria Francisca das Neves nascido na Villa de Guaratinguetá e ido p Campanha onde tem morado sem mais ausencia, que tem de idade 24 anos.

Batizado (fls17v), 19-02-1796, np de Diogo Gls de Carvalho e Anna Rds de Andrade, nm de Jeronimo Fco Guimarães e Maria Fca das Neves.

Que está justo para se casar com D Maria Magdalena do Nascimento . bat dela foto 171- Lv 7o fls 55 v, 03- 03-04-1796, Capela de S Gonçalo – Maria – filha do Alferes Joaquim Gonçalves de Carvalho e Margarida da Luz Maciel. Padrinhos Joaquim Gonçalves de Carvalho o moço e Maria Jose de Azevedo, filha do Ten Luiz Carlos Afonseca Luiz.

Depoimento de João Lopes de Carvalho, branco, solteiro 39 anos. Que o Cap João Gonçalves de Carvalho e o alf Joaquim Gonçalves de Carvalho são irmãos inteiros. Cap Tomé é pai do orador e o Alf Joaquim da oradora. Portanto segundo grau em linha transversal igual. A oradora é órfã de mãe e mais de 30 anos. O pai da oradora tem 4 filhas solteiras.

Depoimento dos Oradores

Ignacio Gonçalves de Carvalho, f.l. Cap. Tome Glz de Carvalho e D. Maria Francisca das Neves, n. e bat. nesta vila de Guaratingueta, e de presente morador na Capela de S. Gonçalo da vila da Campanha Bispado de Mariana para onde foi de menor idade.

Batismo: “Revendo um Livro de Assentos de Batismos de brancos, nele a fls, 17v se acha o assento do teor e forma seguinte = Aos 19-02-1796 nesta matriz de Santo Antonio de Guaratingueta batizei e puz os santos oleos a Ignacio, f.l. do Guarda Mor Thome Gonçalves de Carvalho e de D. Maria Francisca das Neves, digo e de D. Maria Francisca, moradores desta vila; avós paternos Diogo Gonçalves de Carvalho e Ana Rodrigues de Andrade, maternos Jeronimo Francisco Guimarães e Maria Francisca das Neves. Padrinhos o Reverendo Coroinha Lucas Jose  (114) dos Santos e D. Bernarda Felicia dos Prazers, mulher do Ten. João Gonçalves de Carvalho, esta freguesa de Itajuba = o Vigario Joam Gonçalves Lima = e nada mais se continho no dito assento que bem e fielmente copiei do proprio original ao qual me reporto, de residencias nada sei. Tudo é verdade. Ita por Sancta Dei Evang.ª Vila de Guaratingueta 10-03-1818. o Vigario Coadj.or M.el da Costa Pinto”

 

Querem se casar Ignacio Gonçalves de Cargalho, f.l. do Cap. Tome Gonçalves de Carvalho e D. Maria Francisca, n/b na vila de Guaratingueta Bispado de S. Paulo; e D. Maria Madalena do Nascimento, f.l. Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho e D. Margarida da Luz Micel, n/b na capela de S. Gonçalo filial desta matriz onse ambos os contraentes são moradores e tem satisfeito aos preceitos a Igreja.

Batismo: “Em o L. 7º se acha o assento cujo teor é o seguinte = aos 03-04-1796 o Revdo. João Machado dos Santoos de licença batizou e pos os santos oleos a Maria, filha do Alferes Joaquim Gonçalves de Carvalho e D. Margaria da Luz Micel. Foram padrinhos Joaquim Gonçalves de Carvalho o moço e Maria Jose de Azevedo filha do Ten. Luiz Carlos de Afonseca Luz. O Coadjutor Domingos a Silva Lobo. Vila da Campanha da Princesa 11-08-819”.

 

Petição inicial 15-04-1818

Os oradores Ignacio Glz de Carvalho, filho do Cap. Thome Gonçalves de Carvalho e D. Maria Francisca Guimarães = e D. Maria Madalena do Nascimento, filha. Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho e D. Margarida da Luz, da aplicação da Capela de S. Gonçalo filial da freg. da vila da Campanha da Princesa, estão justos para se casarem mas consta -lhes o impedimento de consanguinidade em 2º grau em linha transversal:

Que o Cap. Tome Gonçalves de Carvalho e oo Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho são inteiros e legitimos irmãos por serem ambos filhos legitimos do Cap. Diogo Gonçalves de Carvalho e D. Ana Roiz de Andrade.

Que do Cap. Tome Gonçalves de Carvalho é filho o orador Ignacio Gonçalves de Carvalho e do dito Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho é filha a oradora D. Maria Madalena do Nascimento; que a oradora é órfã de mãe e vive na companhia de seu pai já avançado em idade.

Sentença em 18-08-1819

 

3-3 Manoel Gonçalves de Carvalho, em 1783 também em Guaratinguetá, casou com Ana Francisca das Neves (S.L. 3º, 68, 6-1)

3-4 Belquior batizado em 12-11-1740.

Aiuruoca, MG aos 12-11-1740 na Capela de N. Sra do Rosario da Alagoa bat a Belquior, f.l. de Diogo Gonçalves de Carvalho e Ana Rodrigues, foram padrinhos Jose Rodrigues Braga e Maria Rodrigues, todos moradores nesta freguesia.

3-5 Antonio Gonçalves de Carvalho, batizado em Aiuruoca aos 11-04-1743. Casou em 1778 em Guaratinguetá com Dionisia Angelica (SL. 5º, 394, 7-1)

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- aos 11 abril 1743 Rosario, Antonio, f. de Diogo Gonçalves de Carvalho e s/m Anna Rodrigues, padr.: Antonio Gonçalves de Carvalho solteiro e Brizida Maria da Conceição, casada.

 

          Dionisia, viúva, faleceu com testamento redigido na Campanha aos 02-09-1823 e aberto aos 10 do mesmo mês. Não tiveram geração.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA01, Testamentos - Campanha da Princesa 1822-1823;

Registro do testamento com que faleceu Dionisia Angelica do Nascimento aos 10-7bro-1823 de quem é testamenteiro Jose Glz de Carv.º Braga

Eu Dionisia Angelica do Nascimento sou viuva do Capitão Antonio Gonçalves de Carvalho e não tivemos filhos.

Testamenteiros: 1º Capitão Joaquim Ignacio Villas Boas da Gama, 2º a meu sobrinho Joam Gonçalves de Carvalho, 3º a meu sobrinho Jose Gonçalves de Carvalho Braga.

Deixo por meu universal herdeiro a meu sobrinho Jose Gonçalves Braga, digo Jose Gonçalves de Carvalho Braga, meu testamenteiro.

Campanha da Princesa 02-09-1823

Aprovação 02-09-1823

Abertura 10-09-1823 pelas sete horas da tarde abri este testamento.

Desistencia: 11-09-1823 não aceito esta testamentaria Joaquim Ignacio Villas Boas da Gama.

Desistencia: Agua Virtuosa 17-09-1823 Padre Joam Gonçalves de Carvalho

Aceitação: 17-09-1823 Jose Gonçalves de Carvalho Braga

 

3-6 João Gonçalves de Carvalho, batizado em Aiuruoca aos 15-03-1746 .Em Guaratinguetá em 1778 casou com Bernarda Felícia dos Prazeres. Geração em aportes à GP “Maria do Nascimento cc. Dionisio da Fonseca, alferes”.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- aos 15 março 1746 Alagoa, João, f. Diogo Gonçalves de Carvalho  e s/m Anna Rodrigues, padr.: Jose Rodrigues Barbosa e Josefa Rodrigues, ambos casados, todos desta freguesia.

3-7 Joaquim Gonçalves de Carvalho, em 1778 em Guaratinguetá casou com Margarida da Luz Missel, filha de Dionisio da Fonseca Reis e Maria do Nascimento - Aportes à GP: Maria do Nascimento cc. Dionisio da Fonseca, alferes, SL. V, 394, 6-1.

          Pais de, pelo menos:

3-7-1 Escolástica, afilhada e legatária da avó materna: “a Escolastica, filha de Joaquim Gonçalves de Carvalho, minha afilhada, outros 100$000 rs”.

3-7-2 Francisco de Paula (Roiz) de Carvalho, batizado em 11-07-1784 em Itajubá-MG. Em 1818 requereu dispensa de impedimento por afinidade ílicita para se casar com Maria Máxima Rodrigues, batizada na capela de S. Gonçalo em 01-10-1795, filha do falecido Manoel Rodrigues e Francisca Maria de Jesus. É que Francisco tivera “copula ilicita” com uma certa Ludovina, prima irmã da oradora.

Processo Matrimonial - Campanha-MG - Livro Misto 1818

www.familysearch.org (record search pilot)

Francisco de Paula (Roiz) de Carvalho e Maria Maxima Rodrigues - 1817

Quer se casar Francisco de Paula Carvalho, f.l. do Alf. Joaquim Glz de Carvalho e D. Margarida da Luz Micel, já defunta, nascido e bat. na freg. de Itajuba Bispado de S. Paulo = com Maria Maxima Roiz, f.l. Manoel Roiz e Francisca Maria de Jesus, n/b na cap. de S. Gonçalo desta freguesia da vila da Campanha da Princesa Bispado de Mariana.

Em o L.º 7º a f. 145: No 01-10-1795 na capela de S. Gonçalo bat. a Maria, f.l. Sarg. Manoel Roiz e Francisca Maria de Jesus. Foram padr.: [danificado]rdo Jose Ferreira e D. Inacia Antonia do -----.

Vila da Campanha 27-07-1817

No L. 2º de batizados a f. 30: Aos 11-07-1784 bat. Francisco, f.l. Joaquim Gonçalves de Carvalho e Margarida da Luz Missel. Foram padrinhos Ten. Antonio Gonçalves e s/m Dionisia Angelica. o Vig. Manoel J. Bittancort

 

Testemunhas:

- Joaquim Bernardo de Souza, homem branco, solteiro, n/b e morador nesta vila da Campanha, de idade de 24 anos q vive de sua agencia, afim do orador.

..... de Baependi, de idade 34 anos, morador nesta vila da Princesa que vive de seu oficio de ----, aos costumes disse nada. ue o orador tinha tido copula ilicita com Ludivina de tal, prima irmã da oradora. Que a oradora não tinha sido raptada, estava separada do orador e depositada na casa dele mesmo testemunha.

 

Aos 14-02-1817 depoimento do contraente Francisco de Paula Carvalho. que seus pais se chamam Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho e D. Margarida da Luz Micel, já falecidos, que não tem parentesco algum com a contraente a excessão deste que se esta dispensando.

Depoimento da contraente Maria Maxima Rodrigues, que seu pai se chamava Manoel Rodrigues, já falecido e sua mãe Francisca Maria (...) separada do orador e que esta depositada em casa de João Antonio cunhado do orador, e que tudo sabia por que era a mesma oradora, 

 

Vistos estes autos- Francisco de Paula Roiz de Carvalho e Maria Maxima se acham ligados com o impedimento de afinidade ilicita em 1º e 2º grau da linha transversal. Q o orador conheceu carnalmente a uma irmã e uma prima coirmã da oradora.

 

3-7-3 Ana Margarida da Luz Missel dos Reis foi a segunda mulher de Bernardo José da Silva, natural da freguesia de S. Salvador do Burgo Bispado de Lamego, filho de José de Pinho da Eira e de Clara Maria de Jesus, foi casado quatro vezes. Faleceu em S. Gonçalo da Campanha aos 28-02-1840 com testamento. Teve geração de três nupcias e reconheceu uma filha natural. Geração de Bernardo em Aportes à Genealogia Paulistana e Sul Mineira - “Maria do Nascimento cc. Dionisio da Fonseca, alferes”.

Ana e Bernardo tiveram o filho único:

3-7-3-1 Francisco de Paula e Silva, natural de São Gonçalo da Campanha, casou com Ana Quitéria da Silva Reis (tambem citada como Ana Quitéria da Fonseca , filha do Capitão Luiz Carlos da Fonceca Reis e Quitéria de Azevedo, já falecidos em 1839.

          Francisco faleceu com testamento aos 31-09-1863. Sem geração legitima, reconheceu sete filhos naturais. “Henrique = Beatriz = Joze = Generozo = Pedro = Martinho, “filhos de Matildes, minha domestica: Fernando, filho de Ana Luiza do Nascimento”.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA02, Lv. 15º  de Testamentos - Campanha da Princesa 1837-1838

Registro do testamento com que faleceu Francisco de Paula e Silva, aos 13-7bro-1863, de quem é testamenteira D. Anna Quiteria da Silva Reys.

Eu, Francisco de Paula e Silva, n. desta freguesia de S. Gonçalo, f.l. do Major Bernardo Joze da Silva e D. Anna Margarida da Luz, já falecidos. Sou cc. D. Anna Quiteria da Fonceca de cujo consórcio não temos filhos e por isso, sem herdeiros forçados vou dispor de meus bens da forma seguinte.

Declaro que por minha infelicidade tenho tido os seguintes filhos: = Henrique = Beatriz = Joze = Generozo = Pedro = Martinho, filhos de Matildes minha domestica, tanto a eles como a ela os declaro forros como se de ventre livre nascessem. Declaro que tive mais um filho de nome Fernando, filho de Anna Luiza do Nascimento, o qual deixo a minha terça depois de cumpridas minhas disposições.

Instituo por minha universal herdeira, depois de pagas minhas (sic) a minha mulher D. Anna Victoria(sic) da Fonceca.

Testamenteiros: 1º minha mulher D. Anna Victoria(sic) da Fonceca, 2º a meu irmão Coronel Joze Bernardes de Azevedo e Silva, 3º meu compadre Fernando Antonio de Lemes.

S. Gonçalo 11-09-1863 Francisco de Paula Silva

Aprovação 11-09-1863

Abertura 13-09-1863

Aceitação 07-10-1863 Anna Quiteria da Silva Reys

 

3-7-4 Maria Madalena do Nascimento, batizada em 03-04-1796. Em 1818 requereu dispensa para se casar com Inácio Gonçalves de Carvalho, 3-2-10 supra.

3-7-5 Maria batizada em 04-06-1802.

Campanha, MG Igreja Sto Antono aos 04-06-1802 na capela de S. Gonçalo bat a Maria, f. l. Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho e D. Margarida da Luz Micel, foram padrinhos Alf. Bernardo Jose da Silva e D. Leonor de Siqueira Paes.

3-7-6 Pocidonia Carolina do Nascimento, batizada em 10-09-1803. Com 16 anos em 1820, requereu dispensa para se casar com Flávio Gonçalves de Carvalho 3-2-9 supra.

Campanha, MG Igreja Sto Antono aos 10-09-1803 na capela de S. Gonçalo bat a Pocidonia, f.l. Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho e D, Margarida da Luz Missel, foram padrinhos o Revdo Francisco Mendes Ribeiro e D. Ana Maria de Jesus.

3-7-7 Francisca de Paula Carvalho batizada em 10-09-1803.

Campanha, MG Igreja Sto Antono aos 10-09-1803 na capela de S. Gonçalo bat a Francisca, branca, f.l. Alf. Joaquim Gonçalves de Carvalho e D. Margarida da Luz Missel, foram padrinhos o Revdo Francisco Mendes Ribeiro e D. Lina Gonçalves de Andrade.

         Em 1823 Francisca requereu dispensa de afinidade lícita para se casar com Flavio Gonçalves de Carvalho 3-2-9 supra, viúvo de sua irmã Pocidonia:

Campanha-MG Livro misto 1823

Q. o orador foi casado com Pocidonia Claudina do Nascimento, inteira e legitima irmã da oradora - impedimento de afinidade por copula licita em 1º grau linha transversal igual.

Q. a oradora tocou e levantou da sagrada fonte do batismo a um filho legitimo do orador - impedimento de cognação espiritual em 2ª especie.

Q. ao orador ficaram três filhos pequenos.

Q. a oradora é orfã de mãe e vive na companhia de seu pai.

 

Oradores Flavio Gonçalves de Carvalho e D. Francisca de Paula Gonçalves

Testemunhas: 1ª Alf. Joze Gonçalves de Carvalho Braga, homem branco, casado, natural da freg. de Itajuba Bispado de S. Paulo e de presente morador nesta freg. de S. Gonçalo aonde vive de sua lavoura, de idade de 45 anos. Aos costumes disse ser irmão da oradora e primo do orador.

Impedimento de consanguiniade em 2º grau por ser o pai do orador o Cap. Thome Gonçalves de Carvalho,irmão legitimo e inteiro do Cap. Joaquim Gonçalves de Carvalho pai da oradora.

É verdade ter sido o orador casado com D. Pocidonia Carolina do Nascimento, irmã legitima e inteira

 

2ª Manoel Domingues da Silva, homem branco, casado, natural da freg. da Aiuruoca e de presente morador nesta, que vive do emprego de sacristão, de idade de 40 anos. (...)

3-7-8 Filha casada com João Antonio, cunhado de Francisco de Paula supra, em casa de quem ficou Maria Maxima Rodrigues durante seu processo de dispensa matrimonial.

 

3-8 Ana Maria de Carvalho, natural de Aiuruoca. Em Itajuba Velha aos 21-07-1773 casou com Manoel da Costa Nunes, natural da freguesia de Santa Maria Madalena de Loivos da Ribeira Bispado do Porto, filho de Jose da Costa e Domingas da Costa, ambos da mesma freguesia, neto materno de Domingos Nunes e Maria da Costa, da freguesia de Frende.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 4 aos 21-07-1773 Manuel da Costa Nunes nat de Santa Maria Madalena de Loivos da Ribeira Bisp. do Porto, f.l. Jose da Costa e Domingas da Costa, ambos da mesma freguesia, np não sabia, nm Domingos Nunes nat de Santa Maria de Frende Bisp. do Porto e Maria da Costa nat. da mesma freg. de Frende = cc Ana Maria de Carvalho, nat de Aiuruoca, f.l. Cap. Diogo Gonçalves de Carvalho, nat da freg. de Santa Maria de Zezere Bisp. do Porto e Ana Rodrigues de Andrada, nat de Guaratingueta, np de Belchior Gonçalves de Carvalho, nat da freg. de Zezere e de Maria Nunes, nat da freg. de Frende, nm de Jose Rodrigues Braga nat da cidade de Braga e de Maria Bicuda nat de Guaratingueta.

 

4- Maria Rodrigues Bicuda (ou Braga), com 16 anos em 1739, casada com Pascoal Gonçalves da Silva, filho de Antonio Gonçalves Tinoco e Maria Pires da Silva. Pascoal é citado como Pedro Gonçalves da Silva em SL. 3º, 67, 5-1. Pascoal já era falecido em 1778:

Inventário do Sargento mor José Rodrigues Braga:

29-03-1778 precatoria: Maria Roiz Braga viúva de Paschoal Glz de quem ficaram filhos

Pascoal e Maria tiveram os filhos, q.d.:

4-1 Ignez Gonçalves de Jesus, natural de Aiuruoca-MG. Em Delfim Moreira aos 30-10-1783 casou com Andre Bernardes do Nascimento, natural da Alagoa de Aiuruoca, filho de Francisco Xavier Bernardes e Ignez Pedrosa de Moraes, neto paterno de André Bernardes de Gusmão e Margarida Nunes, neto materno do Guarda Mor Narciso de Faria e Silva. Geração na familia “Narciso de Faria e Silva, guarda mor”.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls. 5 aos 30-10-1783 Andre Bernardes do Nascimento nat da Alagoa de Aiuruoca, f.l. Francisco Xavier Bernardes e Inez Pedrosa de Morais, np Andre Bernardes de Gusmão e Margarida Nunes, nm Narciso de Faria e de não sabia = cc Ignez Gonçalves de Jesus nat de Aiuruoca, f.l. Pascoal Gonçalves e Maria Rodrigues do Nascimento, np antonio Gonçalves Tinoco e Maria Pires da Silva, nm de Jose Rodrigues Braga e Maria Bicuda.

4-2 Inácio Gonçalves da Silva, natural de Baependi-MG. Em Guaratinguetá aos 20-11-1788 casou com Margarida Gonçalves de Jesus, daí natural, filha de Domingos Gonçalves natural da freguesia de Santa Marinha do termo de Barcelos Arc. de Braga e de Ana Maria de Jesus, natural de Guaratinguetá, neta paterna de Gonçalo Gonçalves natural da mesma freguesia de Santa Marinha, neta materna de José do Rego Barbosa natural de Guaratingueta e Francisca Cordeira do Prado natural de Taubate (SL. 3, 67, 5-1).

Guaratingueta-SP Igreja de Santo Antonio aos 20-11-1788 nesta matriz e testemunhas o Guarda Mor Jeronimo Francisco Guimarães e Manoel Gonçalves de Carvalho, ambos casados e moradores nesta vila, se receberam Ignacio Gonçalves da Silva e Margarida Gonçalves de Jesus. Ele contraente natural da freguesia de Baependi do Bispado de Mariana, f.l. de Pascoal Gonçalves da Silva, de cuja naturalidade me não souberam dizer, e de Margarida digo e de Maria Rodrigues do Nascimento natural desta vila; avós paternos não me souberam dizer, avos maternos Joseph Rodrigues Braga, de cuja naturealidade não me deram noticia e Maria Bicuda natural desta mesma vila. e Ela contraente natural desta vila, f.l. de Domingos Gonçalves natural da freguesia de Santa Marinha do termo de Barcelos Arc. de Braga e de Ana Maria de Jesus, natural desta vila, avós paternos Gonçalo Gonçalves natural da mesma freguesia de Santa Marinha do termo de Barcelos do dito Arc; de Braga e da avó paterna me não souberam noticiar, avós maternos Joseph do Rego Barbosa natural desta vila e Francisca Cordeira do Prado natural da vila de Taubate deste bispado.

4-3 Pascoal Gonçalves da Silva aos 16-08-1790 em Delfim Moreira-MG casou com Teresa Antonia de Oliveira, natural de Guaratingueta, filha de Antonio de Oliveira Lopes, natural da vila de Abrantes-PT e Francisca Alvares da Silva, natural de Guaratingueta e aí casados em 27-06-1763, neta paterna de João Lopes e Teresa de Oliveira, neta materna de Domingos Alvares da Silva e Ana Vieira de Barros (SL. 6, 444, 5-4)

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 1 fls.

7 aos 16-08-1790 Pascoal Gonçalves da Silva, de Itajuba, f. Pascoal Gonçalves da Silva, falecido, nat da freg. de Pitons(?) e de Maria Rodirgues, nat de Guaratingueta, np Antonio Gonçalves Tinoco e Maria Pires a Silva = cc Teresa Antonia de Oliveira, f.l. Antonio de Oliveira Lopes e Francisca Alvares da Silva, nat de Guaratingueta, nm  Domingos Alvares da Silva e Maria(sic) de Barros, nts de Taubate. Testemunhas Joaquim Gonçalves de Carvalho e João Gonçalves da Silva

 

Guaratinguetá-SP Igreja Sto Antonio aos 27-06-1763 Antonio de Oliveira Lopes, f.l. Joam Lopes e Teresa de Oliveira, natural de Vila de Abrantes Bispado da Guarda, np Francisco Lopes e de ---- de Oliveira, dos maternos náo souberam = cc Francisca da Silva, desta, filha de Domingos Alvares da [----] e Ana Vieira de Barros; n.p. de Joam Alvares e Francisca dos Santos; n.m. de Roque Bicudo e Ana Vieira de Barros.

Pascoal e Teresa tiveram os filhos, q.d.:

4-3-1 Joaquim Gonçalves Braga, natural de Itajuba. Em Delfim Moreira aos 23-05-1815 casou com Maria Teresa de Jesus, natural de Pouso Alto-MG, filha de José Pinto de Souza e Francisca Barbosa.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 2 fls. 31 aos 23-05-1815 Joaquim Gonçalves Braga, nat de Itajuba, f. Pascoal Gonçalves a Silva e Teresa Antonia = com Maria Teresa de Jesus, nat de Pouso Alto, f. de Jose Pinto de Souza e Francisca Barbosa. Testemunhas Jeronimo Jose de Toledo e João Rabelo de Carvalho.

4-3-2 Margarida Antonia de Jesus, natural de Itajuba. Em Delfim Moreira aos 25-11-1823 casou com Vicente Pinto de Souza, natural de Pouso Alto, irmão de Maria Teresa de Jesus supra citada.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 3 fls. 52 aos 25-11-1823 Vicente Pinto de Souza,. f. Jose Pinto de Souza e Francisca Barbosa, nat de Pouso Alto = cc Margarida Antonia de Jesus, f. Pascoal Gonçalves da Silva e Teresa Antonia, nat de Itajuba.

         Em 15-10-1828 Vicente, viúvo, casou segunda vez com a viúva Barbara Maria de Jesus, natural de Itajuba, filha de Manoel Antonio Nunes e Maria Francisca de Jesus.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 3 fls. 64 aos 15-10-1828 Vicente Pinto de Souza, viuvo de Margarida Antonia de Jesus, sepultada dentro desta matriz = cc Barbara Maria de Jesus, viuva de Antonio da Rosa Curado, sepultado no cemiterio da matriz nova.

 

         Barbara Maria foi casada primeira vez aos 14-02-1820 com Antonio da Rosa, natural de Elvas-PT, filho de Diogo Fernandes e Maria Rosa.

Itajuba Velha (Delfim Moreira)-MG (transcritos e resumidos por Monsenhor Lefort) lv. 3 fls. 42 aos 14-02-1820 Antonio da Rosa, f. Diogo Fernandes, falecido e Maria Rosa, nat da cidade de Elvas = cc Barbara Teresa de Jesus, Manuel Antonio Nunes e Maria Francisca de Jesus, nat de Itajuba.

 

5- Antonio Rodrigues Braga (ou Barbosa), com 39 anos no inventário paterno, era morador em Santa Luzia de Goiás.

 

6- Josefa Rodrigues da Conceição, em 1745 estava casada com José Pinto.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- os 13 maio 1745 Alagoa, Maria, f. de Miguel Soares e s/m Catharina Fernandes, padr.: Francisco Rodrigues Braga, e Josefa Rodrigues mulher de Jose Pinto.

Em Aiuroca aos 17-01-1753 casou com José Teixeira Pinto, natural de São Mamede de Villa Verde, Comarca de Guimarães, Arcebispado de Braga, filho de Lourenço Teixeira e de Catarina Pinto, da mesma freguesia, comarca e arcebispado.

Casamentos - Aiuruoca- Aos 17-01-1753, sem impedimento, Jose Teixeira Pinto, n. da freguesia de S. Mamede de Vila Verde, comarca de Guimarães, Arc. Braga, filho de Lourenço Teixeira e de Catarina Pinto, naturais da mesma freguesia, comarca e arcebispado; = cc. Josepha Rodrigues da Conceição, viúva de Jose Pinto, filha l. do Sargento mor Jose Rodrigues Braga e de Maria Bicudo, n. da freguesia da Senhora da [apagado].

 

Josefa e José Pinto tiveram, pelo menos, o filho:

6-1 José batizado em Aiuruoca em 12-09-1745.

Aiuruoca, MG aos 12-09-1745 na Capela da Alagoa, filial desta matriz, bat a Jose, f.l. de Jose Pinto e Josefa Rodrigues; foram padrinhos Jose Rodrigues Braga, casado e Ana Rodrigues mulher de Diogo Gonçalves de Carvalho, todos desta freguesia.

 

Josefa e José Teixeira Pinto, em 1764 eram moradores em Pitangui. Foram pais de, q.d.:

6-2 Bento Teixeira Pinto natural de Pitangui. Casou em Aiuruoca aos 28-09-1790 com Ana Esmeria Mathildes, filha de José Martins Borralho e Teodora Barbosa Lima. Geração na família “Os Barbosa Lima” Cap. 10º, neste site.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, cas. - aos vinte e outo de  setembro 1790 matriz - Bento Teixeira Pinto e Anna Esmeria Matildes. test.: revdo. Joaquim Jose Maya e ten. Julião da Costa Rezende.

Ele f.l. de Joseph Teixeira Pinto e Josefa Rodrigues da Conceição, n. e b. freg. de N. Sra. de Pitangui.

Ela f.l. Joseph Martins Borralho e D. Theodora Barbosa de Lima, n. e b. nesta freguesia de Aiuruoca.

6-3 Maria Teixeira da Conceição, natural de Pitangui. Em Aiuruoca aos 19-07-1791, casou com José Mendes de Carvalho, filho de Manoel Mendes de Carvalho e Antonia Maria de Souza. Geração na família “Os Mendes de Carvalho”, neste site.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, cas. - aos 19 julho 1791 capela do Rosario - Ajudante Jose Mendes de Carvalho e D. Maria Teixeira da Conceição.

Ele f.l. de Manoel Mendes de Carvalho e d. Antonia Maria de Souza, n. e b. na freg. de Aiuruoca.

Ela f.l. de João (sic) Teixeira Pinto e Josefa Rodrigues da Conceição, n. e b. freg. de Pintangui.

6-4 Manoel Teixeira Pinto, natural de Aiuruoca, aí casou aos 03-08-1786 com Francisca Maria de Jesus, também natural da sobredita onde foi batizada em 08-03-1766.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, casamento - aos 03 agosto 1786 cap. Sra. do Rosario - Manoel Teixeira Pinto e Francisca Maria de Jesus.

Ele f.l. Jose Teixeira Pinto e Josefa Rodrigues.

Ela f.l. de Salvador Jose da Silva e Maria de Figueiredo.

Ambos nts. bs. nesta.

 

Aiuruoca, MG aos 08-03-1766 na Capela da Alagoa bat a Francisca, f.l. de Salvador Joseph da Silva e de Maria de Figueiredo Costa, foram padrinhos o Pe. Carlos Ribeiro da Fon.ca e Ana, solteira dia da mesma criança, q nasceu em 24 de fevereiro do dito ano.

          Francisca Maria de Jesus era filha de Salvador José da Silva, natural de Santa Maria do Olival, bispado do Porto, e Maria de Figueiredo Costa, natural de Aiuruoca, aí casados em 16-02-1762, neta paterna de Manuel de Oliveira da Assunção, natural da freguesia de S. Cristovão da villa de Ovar Bispado do Porto e Dionisia Clara do Nascimento, natural da freguesia de Sta. Maria do Olival do mesmo bispado, neta materna de Manoel de Figueiredo Costa, natural de Argozello Bispado de Lamego e de Luisa de Mendonça, natural de Aiuruoca.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, casamento-  aos 16 fevereiro de mil e setecentos e secsenta e dous (16 fev. 1762) capela N. Sra. do Rosario da Alagoa; Salvador Jose da Silva, f.l. do Cap. Manoel de Oliveir.ª Assumpção e Dionisia Clara do ---  n. da freg. de Santa Maria de Olivaes, bisp. do Porto; com Maria de Figueiredo Costa, f.l. de Manoel de Fig.do  da ----- e s/m Luzia de Mendonça, natural desta freguesia.

 

Foram irmãos inteiros de Francisca Maria:

I- Maria Josefa da Assunção, batizada em 28-02-1763. Casou com  José Pinto de Meirelles, batizado na Freguesia de Santiago de Correia, comarca da Maia, Bispado do Porto, filho de Jose Pinto de Meireles e Maria Monteira. Jose e Maria Josefa faleceram com testamentos, ele em 05-01-1810 e Maria em 02-11-1824, sem geração. Maria deixou inumeros legados, a  sobrinhos, a sua irmã abaixo (testamentos neste site).

Aiuruoca, MG aos 28-02-1763 na Capela da Alagoa bat a Maria, f.l. de Salvador Joseph e de Maria de Figueiredo, foram padrinhos Manoel Teixeira Martins e Luzia de Mendonça, avó materna.

II- Ana, nascida a 01-07-1767 e batizada aos 12 do mesmo mês.

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 12 julho 1767 Alagoa, Anna f.l. de Salvador Jose da S.ª e de Maria de Figueiredo Costa, npaterna do cap. Manoel de Olivr.ª da Assumpção e Dionizia Clara do Nascimento, naturais de Santa Maria do Olival, comarca de Feira, bispado do Porto; nmaterna de Manoel de Figueiredo Costa e de Luiza de Mendonça; nasceu em o primeiro do mes, padr.: Manoel Teixr.ª Mir. solteiro, e Anna Fran.ca de Mendonça, solteira.

III Escolastica em 16-03-1769.

Aiuruoca, MG aos 16-03-1769 na Capela da Alagoa bat a Escolastica q nasceu a 4 do dito, f.l. de Salvador Joseph e de Maria de Figueiredo, foram padrinhos ------------ ----- Josefa, solteira filha de Manoel de Figueiredo.

IV- Antonio em 28-01-1773.

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 28 jan 1773 Rosario da Alagoa, Antonio, f.l. de Salvador Jose da Silva, n. de Santa Maria do Olival, bispado do Porto e s/m Maria de Figueiredo n. desta freguesia;npaterno dos cap. Manoel de Oliveira de Assumpção n. da freg. de S. Cristovão da villa de Ovar bisp. do Porto e s/m Dionisia Clara do Nascimento n. da freg. de Sta. Maria do Olival do mesmo bispado; nmaterno de Manoel de Figueiredo Costa n. de Argozello bispado de Lamego e de Luisa de Mendonça n. desta freguesia; padr.: Manoel da Costa Nunnes solteiro, e d. Antonia Maria de Sousa viuva.

V- Antonio José da Silva, batizado aos 06-04-1774. 4º testamenteiro da irmã Maria Josefa.

Aiuruoca, MG aos 06-04-1774 na Capela da Alagoa bat a Antonio, f.l. de de Salvador Joseph da Silva e de Maria de Figueiredo Costa, foram padrinhos Manoel Correa Lopes, solteiro e Antonia Maria de Souza, viuva, todos desta freguesia.

V- Antonia, batizada em 13-06-1777. Viúva de João Ferreira de Carvalho, legatária da irmã Maria Josefa “A minha irmã Antonia viúva de João Ferreira de Carvalho – 200.000”. Geração na família “Isabel Nunes de Siqueira”.

Aiuruoca, MG aos 13-06-1777 na Capela da Alagoa bat a Antonia, f.l. de de Salvador Joseph da Silva e de Maria de Figueiredo Costa, foram padrinhos [dobra] Afonso Chaves e D. Madalena Glz mulher de Jose de Meirelles moradores em Baependi.

 

 

Manoel e Francisca foram pais de, q.d.:

6-4-1 Bibiano Teixeira Pinto, batizado na Capela do Rosario aos 15-12-1786. 2º Testamenteiro do irmão José.

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - aos 15 dez 1786, Rosario, Bebiana, f.l. de Manoel Teixeira Pinto e Francisca Maria de Jesus; padr.: Salvador Jose da Silva e Josefa Rodrigues Braga.

6-4-2 Maria, batizada aos 01-02-1790, seus padrinhos foram Bento Teixeira Pinto e Maria Josefa mulher do Alferes Joseph Pinto de Meirelles.

6-4-3 Antonio, batizado aos 11-06-1798, foram seus padrinhos foram o Guarda mor Bento Afonso Chaves solteiro e Antonia Esmeria, mulher de João Ferreira de Carvalho. Antonio Teixeira Pinto legatário da tia materna Maria Josefa e 1º testamenteiro do irmão José abaixo. Teve pelo menos o filho:

6-4-3-1 Antonio herdeiro, juntamente com o pai, do tio José “Herdeiro seu irmão Antonio Teixeira Pinto e seu filho Antonio”

6-4-4 José Teixeira Pinto faleceu a 25-11-1834 com testamento. Sem filhos ou herdeiros forçados instituiu por herdeiros “seu irmão Antonio Teixeira Pinto e seu filho Antonio”.

Arquivo da Cúria Diocesana de Campanha – Livro de óbitos de Pouso Alto 1822-1883 – POA LO-01

Testamento inserido no Livro de Óbitos

Data do testamento –

Testador: José Teixeira Pinto

Local – Freguesia de Pouso Alto

Anotado por: Moacyr Villela

Data das anotações: 2007

Sepultado na matriz de Pouso Alto, faleceu a 25 de novembro de 1834 com 38 anos de idade.

Trechos do testamento – natural  e batizado na Alagoa da Aiuruoca, filho legitimo de Manoel Teixeira Pinto e Francisca Maria de Jesus, ambos falecidos.

Sem filhos ou herdeiros forçados

Herdeiro seu irmão Antonio Teixeira Pinto e seu filho Antonio

Primeiro Testamenteiro – meu irmão Antonio Teixeira Pinto;

Segundo Testamenteiro – meu irmão Bibiano Teixeira Pinto;

Terceiro Testamenteiro – meu cunhado Francisco Jose Dias

6-4-5 Ana, aos 24-07-1801, seus padrinhos João Teixeira, tio e D. Josefa Rodrigues Braga, avó da mesma.

6-4-6 Domiciana, 01-07-1804, seus padrinhos foram João Martins de Freitas e D. Maria Josepha d'Assumpção mulher do Capitão Joseph Pinto de Meirelles moradora em Pouso Alto

6-5 João Teixeira Rodrigues, natural de Aiuruoca onde aos 12-03-1792 casou com Maria Severina de São José, nascida aos 12-01-1772, filha de José dos Santos Alvarinho Freitas e Quiteria Pereira de Brito, esta filha de Izabel Rodrigues Pereira já viúva em 1772.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, casamento - aos 12 março 1792 matriz - João Teixeira Rodrigues, f.l. de Joseph Teixeira Pinto e Josefa Rodrigues da Conceição. Com Maria Severina de São José f.l. de Jose dos Santos Alvarinho e Quiteria Pereira. Naturais e bs. freg. Aiuruoca.

 

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- aos 19 janeiro 1772 matriz, MARIA, f.l. de Jose dos Sanctos Alvarinho e s/m Quiteria Pereyra de Brito, q.n. aos 12 jan, padr.: Antonio Rodrigues de Araujo, solteiro, e Izabel Rodrigues Pereyra viuva.

 

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos - aos 28 agosto 1763 matriz, Bernardo, f.l. de Jose dos Sanctos Alvarinho Freytas e s/m Quiteria Pr.ª de Britto, padr.: João Rois Moinhos e Izabel Rodrigues Pr..ª sua avó materna.

6-6 Felipe Teixeira Pinto, natural de Pitangui, aos 08-11-1797 casou-se com Vicencia Esmeria de Carvalho, natural de Aiuruoca, filha de Manoel Pinto de Carvalho, natural do Bispado do Porto e Maria Vicencia de Jesus (ou da Conceição), natural da freguesia dos Carijós, casados na Capela dos Serranos aos 03-10-1773, neta paterna de Domingos Pinto de Carvalho e Domingas Moreira, neta materna de Salvador Ribeiro e Josefa de Oliveira Leite - família “Josefa de Oliveira Leite”, neste site.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, casamentos - aos 08 nov 1797 cap. Lagoa - Felipe Teixeira Pinto, f.l. de Joseph Teixeira Pinto e de D. Josefa Rodrigues da Conceição, n. e b. freg. Pitangui; c/ Vicencia Joaquina de Carvalho, f.l. de Manoel Pinto de Carvalho e Maria Vicencia de Jesus, n. e b. freg. Aiuruoca.

 

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, casamento -  aos 03 outubro 1773 capela Serranos - Manoel Pinto de Carvalho, f.l. de Domingos Pinto de Carvalho e de Domingas Moreira, n. e b. freg. de Santa Maria de Loire (?), bisp. do Porto; com Maria Vicencia, f.l. de Salvador Ribeiro e Josefa de Oliveira Leite, n. e b. na freg. de Carijós, bispado de Marianna.

 

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 08 out 1774 Serranos, IGNACIO, f.l. de Manoel Pinto --- (dobra livro) natural de Sta. Marinha do Lasaro bispado do Porto e s/m Maria Vicencia da Conceipsam n. freg. de Carijos; padr.: Salvador Ribeiro avo materno e Anna Maria Leite viuva.

6-6-1 Joaquim Teixeira Pinto de Carvalho casou com Maria Claudina de Jesus, falecida viúva aos 10-12-1884 em Aiuruoca (inventário neste site). Teve segundo seu inventário os filhos:

6-6-1-1 Joaquim Rufino Teixeira, casado com Ana Francisca da Conceição, filha de Francisco Antonio de Paula e Hipolita Maria de Jesus (ou Conceição e Assunção).

Pais de, q.d.:

6-6-1-1-1 Joaquim, nascido aos 02-08-1860 em S. Joaquim-RJ.

Igreja de São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. 1, Folha 188 - 26/08/1860 Joaquim, nascido em 02/08/1860, filho de Joaquim Rufino Teixeira e Anna Francisca da Conceição. NP Joaquim Teixeira de Carvalho e Maria Claudina; NM Francisco Antonio de Paula e Hipolita Maria da Conceição. Padrinhos: Antonio Teixeira das Neves e Sonia Maria Eugenia d'Araujo  (pesq. de Terezinha de Jesus Nunes de Souza)

6-6-1-1-2 Francisca Rosa de Paula, casou em Passa Vinte-MG com Manoel Domingues Teixeira, filho de Joaquim Domingues Ferreira e Rita Joaquina Ferreira. Foram pais de, q.d.: Antonia Ferreira de Paula, nascida aos 16-10-1893

C.R.C. lv. A-1, Fls. 55 nº 40 aos 18 março 1893 declarante Manoel Domingues Teixeira natural de Portugal, casado no Passa Vinte com Francisca Rosa de Paula, natural de Minas Gerais, lavradores, residentes neste distrito. Nasceu aos 16, seminino, branca, Antonia Ferreira de Paula, filha do declarante. Avos paternos Joaquim Domingues Ferreira e Rita Joaquina Ferreira; maternos Joaquim Rufino Teixeira e Anna Francisca de Paula.

6-6-1-2 José Teixeira de Carvalho Sobrinho, batizado no Varadouro aos 23-01-1826. Casou com Luiza Maria da Conceição, filha de Manoel Machado Ferreira e Albina Maria de Jesus.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - aos 23 jan 1826 Varador, JOZE, f.l. de Joaquim Teixeira Pinto e de Maria Claudina de Jesus, padr.: Francisco Luciano de Affonseca solteiro, e sua mãe Luciana Maria de Jesus, todos desta freguesia.

Pais de, q.d.:

6-6-1-2-1 Antonio, batizado em S. Joaquim-RJ aos 01-10-1860

Igreja de São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. 1, Folha 189 - 20/101860 Antonio, nascido em 01/10/1860, filho de Jose Teixeira de Carvalho e Luiza Maria da Conceição. NP Joaquim Teixeira de Carvalho e Maria Claudina de Jesus; NM Manoel Machado Ferreira e Albina Maria de Jesus. Padrinhos: Gabriel Teixeira de Carvalho e Lucianna Maria da Conceição (pesq. de Terezinha de Jesus Nunes de Souza)

6-6-1-3 Gabriel Teixeira de Carvalho, com dispensa de consanguinidade de 2º grau na linha transversal igual e em 3º grau misto ao 4º, aos 10-05-1858 em S. Joaquim- RJ casou com Ana Rosa da Conceição 6-5-4-1 abaixo, filha de Antonio Luiz Teixeira e Lucianna Candida de Jesus, (neta paterna de Felippe Teixeira Pinto e Vicencia Esmeria de Carvalho, neta materna de Joaquim José Viçoso e Ana Maria Leite de Mendanha (família “Tomas José Viçoso”)

(pesquisa de Plinio Marcondes de Carvalho) S. Joaquim Quatis, RJ - lv. 1, fls. 41 aos 10 maio 1858 a 1 hora da tarde - Gabriel Teixeira de Carvalho e Anna Rosa da Conceição, solteiros.

Ele, f.l. de Joaquim Teixeira de Carvalho e Maria Claudina de Jesus;

Ela, f.l. de Antonio Luis Teixeira e Lucianna Candida de Jesus.

Foram dispensados em 2º grau de consanguinidade pela linha transversal igual e tambem em 3º grau c/4º grau. Foram testemunhas: Jose Nicolau Viçoso e Joaquim Jose Viçoso.

Gabriel e Ana Rosa tiveram, q.d.:

6-6-1-3-1 Justiniano Teixeira de Carvalho, casou em Ribeirão Preto-SP com Delphina Maria de Sampaio, filha de Joaquim Pedro Rodrigues e Maria Rosaria Teixeira (ou Sampaio). Pais de, q.d.:

- Joaquim, nascido em Jardinópolis-SP, aos 01-06-1897

C.R.C. Jardinopolis, SP lv. A-2, Fls. 134v. nº 470 aos 02 junho 1897 declarante Justiniano Teixeira  de Carvalho. Nasceu ontem, masculino, Joaquim, filho legitimo do declarante e Delphina Maria de Sampaio, casados em Ribeirão Preto, SP, naturais do estado do Rio de Janeiro; avos paternos Gabriel Teixeira de Carvalho e Anna Rosa da Conceição esta falecida; maternos Joaquim Pedro Rodrigues e Maria Rosaria da Conceição.

6-6-1-4 Generosa Umbelina Teixeira

6-6-1-5 Luciana Maria de Jesus, batizada em São Joaquim, Quatis, RJ aos 03-10-1833

Igreja de São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. 1, Folha 9 - 03/10/1833 - Luciana, filha de Joaquim Teixeira Pinto e Maria Claudina. Padrinhos Antonio Luiz Teixeira e (Ma__ina) de Nazareth (pesquisa de Terezinha de Jesus Nunes de Souza)

6-6-1-6 Antonio Teixeira das Neves, batizado aos 24-08-1835

Igreja de São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. 1, S. Joaquim da Barra Mansa, lv. 1 ano 1830-1862 - Folha 14 - 24/08/1835 - Antonio, filho de Joaquim Teixeira Pinto e Maria Claudina. Padrinhos: Jose Teixeira Pinto e Isabel (pesquisa de Terezinha de Jesus Nunes de Souza)

6-6-1-7 Manuel Ferreira de Carvalho, batizado aos 31-12-1837

Igreja de São Joaquim, Barra Mansa, RJ, Lv. 2, Folha 18v - 31/12/1837 - Manoel, filho de Joaquim Teixeira Pinto e Maria Claudina. Padrinhos: Antonio Fernandes e Francisca Roza do Espirito Santo (pesquisa de Terezinha de Jesus Nunes de Souza)

6-6-2 Miquelina Clara da Conceição, falecida aos 14-01-1897 em S. Joaquim-RJ, viúva de João José Viçoso, filho de Joaquim José Viçoso e Ana Maria Leite de Mendanha (família “Tomas José Viçoso”).

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. C-2, Fls. 64v. nº 3 aos 15 janeiro de 1897 declarante Vicente Martins Teixeira como parente. Faleceu ontem, dia 14,  de paralisia geral, sua tia, lavradora, Miquelina Clara da Conceição, 90 anos, natural deste estado e moradora em Rio Preto deste distrito. Filha de Felippe Teixeira Pinto e Vicencia Esmeria de Carvalho já falecidos. Viuva de João Jose Viçoso deixa os filhos: João Evangelista Viçoso e Felippe Jose Viçoso maiores. Sem testamento, cemiterio público.

 

Registro de Terras: S Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. 09, fls. 22, 25- Jose Nicolau Viçoso, uma parte na fazenda Coqueiros por herança de meu pai , mais uma parte na mesma fazenda que comprei aos herdeiros Antonio Luis Teixeira e João Jose Viçoso. 29 nov 1855.

 

Registro de Terras: S Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. 09, fls. 7, 7-  Coqueiro, por compra que fizemos a Jacinto --- de Siqueira. 25 nov 1855 por minha mãe  Anna Maria Leite de Mendanha, Jose Nicolau Viçoso.

 

Miquelina e João José foram pais de:

6-6-2-1 João Evangelista Viçoso

6-6-2-2 Felipe José Viçoso, falecido em S. Joaquim aos 12-08-1900, deixou viúva Francisca Maria da Conceição e sete filhos menores.

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. C-2, Fls. 153 nº 56 aos 13 agosto 1900 declarante Francisca Maria da Conceição. Faleceu aos 12 de hydropsia seu marido Felippe Jose Viçoso, branco, 50 anos, lavrador, natural deste distrito no Rio Preto. Filho de João Jose Viçoso e Miquelina Clara da Conceição. Casado com a declarante deixa 7 filhos: Miquelina 16 anos, Avelino 14, Verginia 12, Anna 10, Maria 8, Francisca 6 e Arminda 3 anos. Cemiterio publico.

6-6-3 José Teixeira Pinto (de Carvalho), nascido em Minas Gerais por 1821 e falecido em S. Joaquim aos 19-08-1889, onde aos 23-04-1838 casou com Albina Maria de Jesus, aí falecida aos 11-12-1896, filha de Joaquim Lopes de Faria e Ana Tereza Martins, família “Antonio de Faria Moreira” Cap. 1º.

(pesquisa de Plinio Marcondes de Carvalho) lv. 1, Fl. 5 - Aos vinte e três dias do mês de Abril do anno de mil oito centos e trinta e oito - à l hora da tarde - contrahentes, José Teixeira Pinto, fl. Leg. de Felippe Teixeira Pinto e Dona Vicência Maria de Carvalho, com Dona Albina Maria de Jesus, filha legitima do fallecido Joaquim Lopes de Faria e Dona Anna Thereza Martins.- test. Victorianno Martins de Almeida e Joaquim Teixeira Pinto.

 

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. C-1, Fls. 34 nº 81 aos 20 agosto de 1889 declarante Joaquim Teixeira de Mendonça, parente.

Faleceu ontem, em residencia, Jose Teixeira de Carvalho, natural desta paroquia, com 80 anos, lavrador, filho de Felippe Teixeira Pinto e Vicencia de Carvalho, falecidos, naturais de Minas Gerais onde eram casados, lavradores e moradores que foram desta paroquia.

Deixou viuva Albina Maria de Jesus e os filhos: Maria das Dores do Nascimento com 49 anos, Andre Teixeira de Carvalho 43, Vicente Martins Teixeira 40, João Baptista Teixeira 37, Anna Maria do Rosario, 31, Antonio Teixeira de Carvalho 28 e Joaquim Silvestre Teixeira 34. Sem testamento, hydropsia complicada com molestia do coração. Cemiterio da Irmandade dos Passos nesta freguesia.

 

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. C-2, Fls. 62v. nº 103 aos 12 dezembro 1896 declarante Agostinho Martins do Valle.

Faleceu aos 11 do corrente de febre intermitente, sua avó Albina Maria de Jesus com 75 anos, lavradora, natural de MG e residente neste distrito. Filha de Joaquim Lopes de Faria e Anna Thereza Martins.

Viúva de Jose Teixeira de Carvalho deixa os filhos: Maria das Dores do Nascimento 56, Andre Teixeira de Carvalho 50, Vicente Martins Teixeira 49, João Baptista Teixeira 38, Anna Maria de Jesus 36, Antonio Jose de Carvalho 35 e Joaquim Silvestre Teixeira 42. Sem testamento, cemiterio da Irmandade deste distrito.

 

José e Albina tiveram os filhos, nascidos por:

6-6-3-1 Maria das Dores do Nascimento, nascida por 1840, casada com Pedro Viçoso (ou Xavier) do Valle, filho de Francisco Xavier do Valle e Maria Teresa Viçosa. Geração na família “Tomás José Viçoso”.

6-6-3-2 André Teixeira de Carvalho, nascido em 30-11-1846.

L. 1 - Batizados - fl. 65 v. - Igreja de São Joaquim de Barra Mansa, 21.12.1846 - André - n. 30.11 - fl. De José Teixeira de Carvalho e sm. Albina Maria de Jesús - np. De Filippe Teixeira Pinto e de Vicência Maria de Jesús - nm. De Joaquim Lopes Faria e de Anna Thereza Martins - fp. Fernando Antonio do Nascimento e Anna Esmeria de Faria. (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

6-6-3-3 Vicente Martins Teixeira, 1849.

6-6-3-4 João Batista Teixeira, batizado aos 28-10-1855 em S. Joaquim. Casou em Quatis-RJ com Ana Francisca do Nascimento ai batizada em 05-10-1856, filha de Manoel Joaquim Lopes de Faria e Mariana Francisca do Nascimento, neta paterna de Joaquim Lopes de Faria e Ana Thereza Martins, batizada em Aiuruoca aos 07-05-1783 (filha de Pedro Martins Tostes e Albina Maria de Almeida), neta materna de Antonio Manoel do Nascimento e Francisca Tereza de Jesus

L.. 1 - Batizados - fl. 141 - Igreja de São Joaquim da Barra Mansa / RJ, 28.10.1855 - João - fl. de José Teixeira de Carvalho e Albina Maria de Jesús - np. de Felipe Teixeira Pinto e Vicência Maria - nm. de Joaquim Lopes e Anna Theresa - fp. Francisco Teixeira Pinto (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

 

L. 2 - 1864 / 1915 - Casamentos - fl. 35 v. - Igr. de São Joaquim da Barra Mansa - Barra Mansa / RJ 23.01.1881 - c/licença Parochial assistio na sua Matriz, o Vigário de Quatis, o casamento seguinte como consta da Certidão do mesmo, que he daq forma seguinte = E, no dia 1ð. de Março de 1881, em nossa Matriz, por palavras de presente na forma do Sagrado Concilio Tridentino e Constituição do Bispado, pelas horas sete da manhã e com o depoimento de ter cumprido a Noiva as penitências impostas pelo Exmo. Nosso Diocesano, pela licença supra do Ilmo. E Revdmo. Vigário collado da Freguezia do Patriarcha São Joaquim, recebi em solemne Matrimonio João Baptista Teixeira e D. Anna Francisca do Nascimento, que por ser viúvo o nubente, não receberão as bênçãos nupciaes, na forma do Ritual Romano, sendo presentes as testemunhas que comigo assignarão este termo.

O Vigário Carlos Maria Cedroso

José Manoel de Faria - Vicente Martins Teixeira

E, para constar faço este termo. Era ut supra

O Vigário João Gomes Carneiro (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

 

L. 1 - Batizados - fl. 67 -  Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Quatis de Barra Mansa, 5.10.1856 - Anna - n. 20.09.1856 - fl. Manoel Joaquim Lopes de Faria e de Marianna Francisco do Nascimento - np. de Joaquim Lopes de Faria e de Anna Theresa Martins - nm. de Antonio Manoel  do Nascimento e D. Francisca Theresa de Jesús - fp. o Revdo. Joaquim Manoel de Tolledo e a Avó materna. (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

 

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 07 maio 1783 capela Porto do Turvo, o padre Matheus Pinto de Andrade pos os sanctos oleos a Anna, batizada em caso de necessidade por Agostinho de Almeida Ramos.

A margem: Anna, f. de Pedro Martins Toste e Albina Maria de Almeida. aa. Abreu.

João e Ana Francisca tiveram, q.d.:

6-6-3-4-1 Maria, nasceu em 26-05-1881 em S. Joaquim.

L. 2 - 1862 / 1892 - Batizados - fl. 87 v. - Ig. de S. Joaq. da Barra Mansa - S. Joaq. da B. Mansa / RJ, 12.06.1881 - Maria - n. 26.05.1881 - fl. de João Baptista Teixeira e Anna Francisca do Nascimento - fp. José  Teixeira de Carvalho e Maria das Dores (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

6-6-3-4-2 Joana Francisca do Nascimento, nascida em S. Joaquim-RJ aos 12-05-1892

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. A-2, Fls. 9v. nº 54 aos 15 maio 1892 declarante João Baptista Teixeira casado em Quatiz com Anna Francisca do Nascimento, ele natural desta freguesia e ela de Queluz. Nasceu aos 12 do corrente, feminino, branca. Joanna Francisca do Nascimento, filha do declarante.

Avos paternos Jose Teixeira de Carvalho e Albina Maria de Jesus; maternos Manoel Lopes de Faria e Marianna Francisca do Nascimento.

6-6-3-5 Joaquim Silvestre Teixeira, 1855

6-6-3-6 Ana Maria do Rosário (ou de Jesus), batizada aos 04-04-1858 em S. Joaquim. Casou com Joaquim Teixeira de Mendonça, filho de José Teixeira de Mendonça e Francisca Clara de Assis. Geração na família “Os Barbosa Lima” Cap. 10º, § 2º.

L. 1 - 1830 / 1862 - Batizados - fl. 166 v. - Igreja de São Joaquim de Barra Mansa - Barra Mansa / RJ 4.04.1858 - Anna - fl. d José Teixeira de Carvalho e Albina Maria de Jesús - np. de Felippe Teixeira Pinto e Vicência Maria de Jesús - nm. de Joaquim Lopes de Faria e Anna Theresa Martins - fp. Miguel Teixeira de Mendonça e Anna Esméria de Jesús (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

6-6-3-7 Antonio Teixeira de Carvalho, nasceu aos 26-08-1861

L. 1 - 1830 / 1862 - Batizados - fl. 195 - Ig. de São Joaquim de Barra Mansa - Barra Mansa / RJ 15.09.1861 - Antonio - n. 26.08.1861 - fl. de José Teixeira de Carvalho e Albina Maria de Jesús - np. de Filippe Teixeira Pinto e Vicência Joaquina de Carvalho - nm. de Joaquim Lopes de Faria e Anna Thereza Martins - fp. José Pedro de Carvalho e Maria Geralda Teixeira (pesq. Plinio U. Marcondes de Carvalho)

6-6-3-8 José Pedro Teixeira, não foi citado no termo de obito dos pais, provavelmente falecido. Aos 21-12-1870 em S. Vicente Ferrer-RJ casou com Ana Francisca de Jesus, filha de Manoel Joaquim Lopes de Faria e Mariana Francisca do Nascimento. Ana Francisca, aos 23-01-1881 em Quatis-RJ, casou com João Batista Teixeira 6-5-3-4 supra.

21-12-1870 na matriz de S.V.Ferrer perante o Padre João Higino de Camargo Lessa, Jose Pedro Teixeira, f.l. Jose Teixeira de Carvalho e Albina Maria de Jesus, n/b na freg. N.S. do Rosario dos Quatis; = cc. Ana Francisca de Jesus, n/b nesta mesma matriz, f.l. Manoel Joaquim Lopes de Farias e Mariana Francisca do Nascimento (Acervo Itamar Bopp ficha 2984)

6-6-4 Antonio Luiz Teixeira, aos 26-02-1838 em S. Joaquim-RJ, casou com Luciana Candida de Jesus, batizada em Serranos aos 27-05-1815, filha de Joaquim José Viçoso e Ana Maria Leite de Mendanha (família “Tomás José Viçoso”)

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 27 maio 1815 Serranos, LUCIANA, f.l. de Joaquim Joze Viçoso e Anna Maria Leite; padr.:Pedro Joze Viçoso e Anna Joaquina.

 

(pesquisa de Plinio Marcondes de Carvalho) - Aos vinte e seis dias do mez de Fevereiro do anno de mil oito centos e trinta e oito,  às 11 horas do dia - disp. Do impedimento de consangüinidade em 3 º grau da linha transversal - os contrahentes, Antonio Luiz Teixeira, fl. Leg. de Felippe Teixeira Pinto e Dona Vicência Maria de Carvalho e Dona Luciana Cândida de Jesús, fl. Leg. do fallecido Joaquim José Viçoso e Dona Anna Maria Leite - test. José Teixeira Pinto e Fco. Teix. Pinto.

Pais de, q.d.:

6-6-4-1 Ana Rosa da Conceição, casada com Gabriel Teixeira de Carvalho 6-5-1-3 supra

6-6-4-2 Vicencia, batizada no Amparo-RJ aos 01-01-1844.

(pesquisa de Plinio Marcondes de Carvalho) Igreja N. Sra. do Amparo, Fl 85, 01/01/1844, Vicência, fl de Antonio Luis Teixeira e Luciana Cândida de Jesus. Padrinhos: João Viçoso e Marcelina da Conceição.

6-6-4-3 José Joaquim Teixeira aos 27-07-1867 casou com Francisca Cândida de Jesus, filha de José Nicolao Viçoso e Vitória Soares Ferreira. Geração na família “Tomé José Viçoso”.

6-6-5 Honoria Umbelina Teixeira, falecida em S. Joaquim aos 15-11-1899, viúva de Antonio Joaquim de Castro, sem geração.

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. C-2, Fls. 131v. n° 46 aos 16 novembro 1899 declarante Felippe Jose Viçoso como parente. Faleceu aos 15, de sincope cardiaca a lavradora Honoria Umbelina Teixeira, branca, 80 anos, natural e moradora neste distrito. Filha de Felippe Teixeira Pinto e Vicencia Teixeira Pinto já falecidos. Viúva de Antonio Joaquim de Castro sem filhos. Cemiterio público.

6-6-6 Izabel Teixeira de Carvalho, falecida em S. Joaquim-RJ aos 13-07-1893, solteira, com 72 anos.

Cartorio de Registro Civil São Joaquim, Barra Mansa, RJ, lv. C-1, Fls. 168v. nº 74 aos 14 julho 1893 declarante Vicente Martins Teixeira. Faleceu ontem, Izabel Teixeira de Carvalho, solteira, 72 anos, natural de S.Paulo, lavradora, residente no Rio  Preto deste distrito. Filha de Felippe Teixeira Pinto e Vicencia Teixeira de Carvalho já falecidos. Sem testamento, cemiterio publico.

7- Margarida Rodrigues Bicuda, batizada em Aiuruoca aos 06-04-1738, tendo por padrinhos Pascoal Gonçalves e Anna Rodrigues, ambos casados. Casou com Antonio José de Mira, natural da freguesia de Santa Eulalia de Cerdal do Arc. de Braga e filho de Manoel Lopes e Ventura Rodrigues.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- aos 06 abril 1738 Rosario, Margarida, f. de Jose Rodrigues Braga e s/m Maria Bicuda, padr.: Pascoal Gonçalves e Anna Rodrigues, ambos casados.

          Margarida já era falecida em 1778: “Marg.da Bicudo q. é falecida e existe seu marido Ant.º José de Mira com filhos menores que vivem na Camp.ª;”

Filhos que documentamos:

7-1 Antonio Francisco de Mira, batizado aos 14-12-1765 em Campanha onde aos 15-01-1801, casou com Bibiana Maria de Moraes, filha do Alferes Tomás Alves de Mello e Escolástica de Moraes, em aportes à GP “José Leme da Silva, capitão - SL II, 255”.

B7 Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 14-12-1765 Antonio, f.l. Antonio Jose de Mira n. da freg. de Cerdal Arc. Braga e Margarida Rodrigues Bicuda n. da freg. da Aiuruoca deste bispado, padr.: Revdo Bernado da Silva Lobo, e Inacia Antonia da Silveira mulher de João Antonio de Azevedo. Avos paternos Manoel Lopes, falecido e Ventura Rodrigues, maternos Jose Rodrigues Braga e Maria Bicuda, falecidos.

 

Campanha-MG - casamentos - matriz aos 15-01-1801 Antonio Francisco de Mira, f.l. de Antonio Jose de Mira e Margarida Rodrigues Bicuda, ja falecidos = D. Bibianna Maria de Moraes, f.l. do Alferes Thomas Alves de Mello, ja falecido e D. Escolastica de Moraes. Nsts/bts na freguesia da vila da Campanha.

          Antonio Francisco faleceu repentinamente e foi sepultado na matriz de Prados em 28-07-1815:

Campanha, MG [Antº Fr.co 45 b] aos 28-07-1815 falecendo sem sacramentos por não dar tempo morrer repentinamente Antonio Francisco de Mira, branco, casado com Bibiana Maria moradora no Lambari. Sepultado dentro desta matriz.

          Encontramos os filhos do casal, batizados na Campanha:

7-1-1 José em 24-09-1802.

Campanha, MG aos 24-09-1802 nesta matriz bat a Jose, f.l. de Antonio Francisco de Mira e Bibiaba Maria de Jesus; padr.: Jose Ignacio de Mira por pp que apresentou do Cap. Alexandre Pinto de Aguiar e Escolastica Maria de Moraes, dona viuva.

7-1-2 Emerenciana em 09-09-1804.

Campanha, MG aos 09-09-1804 nesta matriz bat a Emerenciana, f.l. de Antonio Francisco de Mira, foram padrinhos Francisco Jose de Mira e Bernarda Gertrudes de Moraes, brancos.

7-1-3 Antonio batizado em 03-08-1806 e sepultado aos 18-04-1811.

Campanha, MG aos 03-08-1806 nesta matriz bat a Antonio, f.l. de Antonio Francisco de Mira e Bibiana Maria de Moraes, foram padrinhos Antonio Francisco de Souza e Maria Josefa dos Reis.

 

Campanha, MG aos 18-04-1811 foi sepultado dentro desta matriz Antonio, f. de Antonio Francisco de Mira morador detras da serra no Lambari. Faleceu de sarnas tendo de idade 5 anos.

7-1-4 João Alves de Mira batizado em 13-11-1810. Em 26-03-1831 requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau para se casar com sua prima Quiteria Maria de Jesus, filha do Cap. João Inácio Alves de Mello e Maria Antonia de Souza, em aportes à GP: “José Leme da Silva, capitão - SL II, 255”.

Campanha, MG aos 13-11-1810 bat a João, f.l. de Antonio Francisco de Mira e Bibiana Maria, foram padrinhos Jose Joaquim Costa e o Cap. Manoel Luiz de Souza por pp de Ana Maria de Brito mulher de Antonio Jose de Souza, todos desta matriz.

 

Campanha, MG Livro misto 1832-1833

Oradores João Alves de Mira e Quiteria Maria de Jesus - imp. de consanguinidade em 2º grau de linha transversal igual - primos co irmãos.

2ª test.: Jeronimo Jose de Mello, homem branco, casado, nat/morador nesta freguesia onde vive de cultura, de idade 27 anos, irmão da oradora e consanguineo do orador.

(...) João Alves de Mello, o pai da oradora, é irmão de Bibiana Maria de Moraes, mãe do orador.

Juramento da oradora Quiteria Maria de Jesus, mulher branca, solteira, nat e mor. nesta freguesia onde vive em companhia de sua mãe, de idade 15 anos, pouco mais ou menos.

 (...) pq Bibiana Maria de Moraes, mãe dele orador, é irmã do Cap. João Alves de Mello, pai da oradora. (aa) João Alz de Mira

Termo de apresentação - 1831

7-1-5 Antonio, batizado em 07-01-1813 e falecido em 28-08-1813.

Campanha, MG aos 07-01-1813 bat a Antonio, de dois meses, f.l. de Antonio Francisco de Mira e Bibiana Maria, foram padrinhos Thomas Alves de Mello e Ana Joaquina Pereira.

 

Campanha, MG aos 28-08-1813 falecendo de malina o inocente Antonio, branco de idade tres anos(sic), filho de Antonio Francisco de Mira, de tras da serra. Foi sepultado dentro desta matriz.

7-2 Francisco José de Mira batizado em 03-02-1767. Testou em 27-11-1803. Solteiro, sem herdeiros forçados, instituiu por herdeiros de parte de seus bens ao irmão José Inácio de Mira e a filha deste, Feliciana, sua afilhada.

B7: Batismos - Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 03-02-1767 Francisco, f.l. Antonio Jose de Mira n. da freg. de Cerdal do Arc. Braga e Margarida Rodrigues Bicuda n. freg. Aiuruoca deste bispado, np Manoel Lopes, falecido e Ventura Rodrigues ambos da freg. de Cerdal, maternos Jose Rodrigues Braga e Maria Bicuda, falecidos. Padr.: Revdo Vigario Manoel Caetano Rodrigues e Ana Maria de Jesus mulher de Antonio Luiz Ferreira.

 

Campanha, MG Igreja Sto Antonio Copia do Testamento com que faleceu Francisco Jose de Mira. Eu Francisco Jose de Mira, n. desta freguesia de Santo [dobra] do Vale da Piedade da vila da Campanha da Princesa Bispado de Mariana, f.l. de Antonio Jose de Mira e Margarida Rodrigues Bicuda, ambos ja falecidos (...) faço este meu testamento. Encomenda a alma.

Testamenteiros em 1º lugar a meu irmão José Ignacio de Mira, em 2º a meu primo Thome Rodrigues de Mira, em 3ºao Ajudante Jose Teixeira de Mello.

Sou solteiro e não tenho herdeiro algum que por força da Lei haja de suceder em meus bens, por isso disponho deles na forma seguinte. Satisfeitas todas as minhas dividas e o meu funeral, o que liquido ficar se repartira em tres partes, duas das quais meu testamenteiro mandara dizer em missas pelas almas de meu pai e mãe e pela minha alma (...). Da ultima terça parte do liquido de meus bens instituo por meus herdeiros o dito meu irmão Jose Ignacio de Mira e a sua filha Feliciana, minha sobrinha e afilhada, ambos em igual parte.

(...) escreveu a meu rogo Jose da Costa Godinho e eu assinei depois de ver que estava conforme o ditei sendo nesta vila da Campanha da Princesa aos 27-11-1803 Francisco Jose de Mia. Escrevo arogo do testador - Jose da Costa Godinho. Seguia a aprovação do segundo Tabelião desta vila o Cap.Francisco Xavier de Afonseca. O C.or João Machado.

7-3 José Inácio de Mira, batizado aos 04-12-1768 em Campanha onde aos 22-05-1805 casou com Josefa Maria de Jesus, filha de Manoel de Souza Teixeira e sua segunda mulher Maria de Araújo Cortez, família “Francisco de Araújo Dantas”.

B7 - Igreja Santo Antonio (Campanha, Minas Gerais) aos 04-12-1768 matriz, Jose, f.l. Antonio Jose de Mira n. freg. S. Eulalia de Cerdal Arc. Braga e Margarida Rodrigues Bicuda n. freg. Aiuruoca deste bispado, padr.: Jose Henriques Pereira, casado e D. Branca Zeferina de Toledo, solteira filha do finado Salvador Correa Bocarro. Avos pat. Manoel Lopes, falecido e Ventura Rodrigues nts da mesma freg. de S. Eulalia, maternos Jose Rodrigues Braga e Maria Bicuda, falecidos.

 

Campanha-MG - casamentos - fls. 136 aos 22-05-1803 Joze Ignacio de Mira, f.l. de Antonio Jose de Mira e s/m Margarida Rodrigues Bicuda, ambos falecidos = Josefa Maria de Jesus, f.l. de Manoel de Souza Teixeira e Maria de Araujo Cortes. Nts/bts nesta.

 

          Josefa Maria, viúva, faleceu aos 01-01-1853 com testamento ditado no Distrito do Senhor Bom Jesus do Matosinhos do Lambary, 07-05-1850, onde declarou os dez filhos do casal. Na ocasião já tinha bisnetos, que contemplou em sua terça.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA03 Testamentos - Campanha da Princesa 1846-1854

Registro do testamento com que faleceu D. Josefa M.ª de Jesus aos 01-01-1853 de quem é testamenteiro Jose Fran.co da S.ª.

Eu, Josefa Maria de Jesus, n. desta freguesia da cidade da Campanha, f.l. de Manoel de Souza Teixeira e Maria de Araujo Castro, ambos já falecidos.

Sou viuva do Alferes Jose Ignacio de Mira, f. de Antonio Jose de Mira e Margarida Bicuda, já falecidos, e dele tive dez filhos de nomes: Felicinna Rodrigues de Mira, já falecida, cc. Jose da Silva Rodrigues; = Maria Barbara, cc. Jose Joaquim Barbosa; = Anna Justina, já falecida; = Candida, também falecida; Margarida Rodrigues de Mira, cc. Vicente Ferreira de Faria; = Anna Justina, solteira; = Escolastica Maria de Jesus, cc. Rufino Jose Gomes de Paiva; = Manoel, este faleceu logo depois de nascer Rita Angelica mulher de Jose Teixeira e Costa; = Quiteria Maria de Jesus, cc. Jose Francisco da Silva; os quais instituo por meus herdeiros.

(...) meu genro Rufino Jose Gomes de Paiva deve a mim 300$000 e meu genro Jose Teixeira e Costa 91$000; meu genro Jose Francisco da Silva 50$000 réis.

Devo a Jose Gomes de Paiva, cc. minha neta a quantia de 300$000 réis alem do premio que venceu.

O restante da minha terça deixo a meus afilhados e netos e visnetos: Mariana, f. de meu compadre e genro Jose Teixeira e Costa; = Maria, f. de meu genro e compadre Jose Francisco da Silva; = Candida, filha de Maria Jose cc Jose Caetano da Silva; = Rufino, f. de meu genro e compadre Rufino Jose Gomes de Paiva; = Feliciana, f. de Guilhermina mulher de Joaquim Ferreira de Mattos; = Ana, f. de minha filha Maria Barbara.

Testamenteiros: peço a meu genro Jose Francisco da Silva e a meu genro Jose Teixeira e Costa, e a meu neto Joaquim Ferreira de Matos queiram ser meus testamenteiros.

Declaro que há dez anos, mais ou menos, fiz um testamento que se acha em poder de meu genro Rufino Jose Gomes de Paiva, o qual não vi ler e nem sei o que nele se declara e por isso o hei por revogado, não só esse como qualquer outro que apareça com data anterior a este.

Distrito do Senhor Bom Jesus do Matosinhos do Lambary, 07-05-1850 D. Josefa Maria de Jesus

Aprovação: 07-05-1850

Abertura: 01-01-1853

Aceitação: 07-01-1853 Jose Francisco da Silva

 

7-3-1 Feliciana Rodrigues de Mira, batizada em 03-10-1803, afilhada e herdeira do tio Francisco José de Mira. Já falecida em 1859, foi casada com José da Silva Rodrigues.

Campanha, MG aos 03-10-1803 bat a Feliciana, f.l. de Jose Inacio de Mira e Josefa Maria de Jesus, padrinhos Francisco Jose de M ira e Maria de Araujo Cortes.

7-3-2 Maria Bárbara, b atizada em 31-12-1804. Casou com José Joaquim Barbosa

Campanha, MG aos 31-12-1804 bat a Maria, branca, f.l. de Jose Inacio de Mira e Josefa Maria de Jesus, padrinhos Francisco Alves da Cunha e Maria Angeloica de Jesus.

         Pais de:

7-3-2-1 Ana, legatária da avó materna

7-3-3 Cândida, batizada em 19-04-1807 e falecida em 30-03-1814.

Campanha, MG aos 19-04-1807 bat a Candida, f.l. de Jose Inacio de Mira e Josefa Maria de Jesus, foram padrinhos o Alf. Antonio da Silva Mello e Maria Josefa de Jesus.

 

Campanha, MG aos 30-03-1814 falecendo de idade de sete anos e meio Candida, branca, f. de Jose Ignacio de Mira. Foi sepultada dentro desta matriz.

7-3-4 Margarida Rodrigues de Mira, batizada em 30-01-1809. Casada com Vicente Ferreira de Faria

Campanha, MG aos 30-01-1809 bat Margarida, f.l. do Sargento Jose Inacio de Mira e Josefa Maria de Jesus, foram padrinhos o Alf. Boaventura Gonçalves de Brito e D. Ana Joaquina Pereira de Magalhães

7-3-5 Manoel provavelmente o batizado em casa e sepultado em 30-07-1810. ”Manoel, este faleceu logo depois de nascer”.

Campanha, MG aos 30-07-1810 foi sepultado no adro desta matriz um inocente, batizado em casa, filho do Sargento Jose Ignacio de Mira, morador detras da serra.

7-3-6 Ana, batizada em 30-03-1812.  Ana Justina, solteira em 1850.

Campanha, MG aos 30-03-1812 bat a Ana, f.l. de Jose Inacio de Mira e Josefa Maria de Jesus, foram padrinhos Jose de Oliveira Mello e Ana Maria de Britto.

7-3-7 Escolástica Maria de Jesus casada com Rufino José Gomes de Paiva, pais de:

7-3-7-1 Rufino, legatário da avó materna

7-3-9 Rita Angélica casada com José Teixeira e Costa pais de:

7-3-9-1 Mariana, legatária da avó Josefa Maria

7-3-10 Quitéria Maria de Jesus casada com José Francisco da Silva, pais de:

7-3-10-1 Maria, legatária da mesma Josefa Maria

 

7-3-n-n Joaquim Ferreira de Mattos, testamenteiro “meu neto Joaquim Ferreira de Matos”. Casado com Guilhermina, pais de

7-3-n-n-1 Feliciana, legatária da bisavó.

 

 

O sargento mor José Rodrigues Braga e Quiteria de Jesus tiveram, também segundo seus inventários (neste site), três filhos:

 

8- Maria Rodrigues do Nascimento (ou Braga), batizada aos 28-09-1743.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 28 set 1743 Rosario, Maria, f. de Jose Rodrigues Braga e s/m Quiteria Maria de Jesus, padr.: Francisco Rodrigues ---- e Lucrecia Leme sua mulher, estes fregueses da freg. de Pouso Alto.

 

Aos 03-09-1761 casou-se com Manoel Fernandes da Motta, natural da Freguesia da V. Verde Arcebispado de Braga, filho de Manoel da Motta e Benta Fernandes. Em 1764 eram moradores nas Lavras do Funil.

Casamentos - Sta Ana das Lavras do Funil, 03-09-1761 nesta matriz de Santa Ana das Lavras do Funil, Manoel Fernandes da Mota, f.l. de Manoel da Mota e Benta Fernandes, n/b freg, de Sto. Antonio da V. Verde Arc. Braga; = cc. Maria Rodrigues da Conceição, f.l. do Sargento Mor Jose Rodrigues Braga e Quiteria Rodrigues, n/b freg. Aiuruoca Bisp. de Mariana.

 

Manoel e Maria tiveram os filhos, q.d.:

8-1 Francisco batizado em 24-06-1763.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos, aos 24 junho 1763 Alagoa, Francisco, f.l. de Manoel Frz da Motta e de s/m M.ª Ros Braga, padr.: Jose Ros Braga seu avô materno e M.ª da S.ª mulher de Fr.c Ros Braga.

8-2 Manoel em 02-02-1765.

Lavras, MG Igreja Santana bat Lv Suplementos aos 02-02-1765 nesta matriz bat a Manoel, f.l. Ten. Manoel Frz da Mota e D. Maria Rodrigues da Conceição, padr.:  Jose Bartolomeu tio e Maria, solteira filha de Francisco Rodrigues Baga.

8-3 João, em 27-04-1769.

Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 27-04-1769 João, f.l. Alf. Manoel Fernandes da Motta e Maria Rodrigues, np Manoel da Motta n. freg. S. Miguel do Prado e Benta Fernandes n. freg. de Moure ambos Arc. Braga, nm Jose Rodrigues Braga n. da mesma cidade e Arc. e Quiteria Rodrigues n. de Guarattingueta, padr.: Manoel Jose Ferreira, viuvo e D. Josefa de Moraes, solteira.

8-4 José, em 08-09-1771.

Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 08-09-1771 Jose, f.l. Ten. Manoel Fernandes da Mota e D. Maria Rodrigues, padr.: Padre Manoel Afonso da Cunha Pereira, coaqdjutor desta freguesia, e Maria de Almeida mulher do Cap. Manoel Francisco Xavier Bueno

8-5 Miguel, em 06-06-1773.

Lavras, MG Igreja Santana aos 06-06-1773 nesta paroquial igreja bat a Miguel n. aos 08-05 do ano supra, f.l. Manoel Fernandes da Motta e D. Maria Rodrigues, padr.: Cap. Francisco Alves Landim e D. Josefa Maria de Moraes, solteira.

8-6 Antonio, em 22-10-1775.

Lavras, MG Igreja Santana aos 22-10-1775 nesta matriz bat a Antonio, f.l. Manoel Fernandes da Motta e Maria Rodrigues, padr.: Antonio Pinto, solteiro e D. Ana Maria da Affonseca, viuva.

 

9- Bartolomeu batizado em 31-08-1745 em Aiuruoca. José Bartholomeu Rodrigues Braga, com 20 anos em 1764, era morador em Aiuruoca.

Aiuruoca, MG aos 31-08-1745 na Capela da Alagoa bat a Bartholomeu, f.l. de Jose Rodrigues Braga e Quiteria Maria de Jesus, foram padrinhos Jose Pinto, casado e Maria Leme, casada todos desta freguesia.

          Aos 03-12-1766 José Bartolomeu casou com Francisca Xavier Barbosa, batizada em 23-12-1749, filha de Domingos Alves Coutinho e Izabel Barbosa Moreira, família “André de Fontes”, neste site.

(pesq. Moacyr Villela) Aiuruoca, MG Igreja N Sra da Conceição. Aos 3 de Dezembro de 1766 na Capela da Alagoa da Aiuruoca Jose Rodrigues Braga filho de Jose Rodrigues Braga e Quiteria Maria de Jesus natural desta Freguesia = cc Francisca Xavier Barbosa filha legitima de Domingos Alves Cou[dobra] e Isabel Barbosa batizada na Freguesia do Pilar de São João Del Rei

Pais de, q.d.:

9-1 Manoel batizado em 04-02-1769.

Aiuruoca, MG aos 04-02-1769 na Capela da Sra do Rosario da Lagoa filial desta matriz bat a Manoel, f.l. Jose Bartolomeu Rodrigues Braga e Francisca Xavier, que nasceu em 23 de janeiro; foram padrinhos Manoel Correa Lopes e Jose Alz Coutt.º

9-2 José em 15-08-1772.

Aiuruoca, MG aos 15-08-1772 na Capela da Sra do Rosario da Lagoa filial desta matriz bat a Jose, f.l. de Jose Bartolomeu Rodrigues Braga e Francisca Xavier Barbosa, que nasceu aos sete dias do dito mes de agosto; foram padrinhos Jose Fernandes Marques desta freguesia e Joana Rodrigues, digo e Ana Rodrigues Braga, moradora na freguesia de Baependi.

9-3 Maria, batizada aos 16-07-1775

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos- aos 16 julho 1775 Rosario da Lagoa, MARIA, f.l. de Jose Bartholomeo Rodrigues Braga e Francisca Xavier, padr.: Jose Pereira da Sylva e Anna Nunes Couttinha. Todos desta freg.

9-4 Joaquina do Espirito Santo aos 30-07-1794 casou com Antonio Pereira Guedes, filho de Jose Soares Coelho e de Angelica Pereira da Fonseca - família “Domingos Borges da Silva”.

Aiuruoca, MG aos 30-07-1794 na Capela da Lagoa desta freguesia onde os contraentes são moradores e testemunhas Francisco Ribeiro Magalhães e o Cap. Jose Henriques de Carvalho, se casaram Antonio Pereira Guedes, f.l. de Jose Soares Coelho e de Angelica Pereira da Fonseca = E Maria Joaquina Coelho, dsigo Joaquina do Espirito Santo, f.l. de Jose Bartolomeu Rodrigues Braga e de Francisca Xavier Barbosa. Ambos naturais e batizados nesta freguesia.

9-5 Felisarda, batizada aos 17-01-1783

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 17 janeiro 1783 cap. Rosario - Felisarda, f.l. de Jose Bartolomeu Rodrigues Braga e Francisca Barbosa, padr.; Domingos Carvalho Ferreira e Joana Alves Coitinha.

9-6 Ana Rodrigues Braga, natural de Aiuruoca. Aos 23-11-1796 na capela do Rosário da Alagoa casou com Manoel da Silva Barbosa, filho de Roque Bicudo da Silva e Maria Barbosa de Lima. Manoel não consta no rol de seus irmãos em SL. 3, 49, 4-3.

(pesq. Moacyr Villela) Aiuruoca, MG Igreja N Sra da Conceição matr. Aos 23 de Novembro de 1796 na Capela do Rosario da Alagoa Manoel da Silva Barbosa filho legitimo de Roque Bicudo da Silva e Maria Barbosa de Lima, natural de Guaratingueta = cc Ana Rodrigues Braga filha legitima de Bartolomeu Rodrigues Braga e de Francisca Xavier Barbosa, natural de Aiuruoca. Testemunhas : Manoel Teixeira Martins e Francisco Ribeiro Magalhães.

Entre os filhos de Manoel e Ana:

9-6-1 Maria Francisca da Silva, batizada na capela do Capivari em 18-02-1810. Em 1825 requereu dispensa do impedimentode consanguinidade em 4º grau misto de 3º para se casar com Alexandre Moreira de Alvarenga, batizado na Capela do Capivari em janeiro de 1804, filho do Alf. Alexandre Moreira Cide e Ana Alves Palmeira, família “Alexandre Moreira Alvarenga”.

9-6-2 Ana Justina da Silva em 1825 requereu dispensa do impedimentode consanguinidade em 3º grau para se casar com Alf. Alexandre Mmoreira Cide, viúvo de Ana Alves Palmeira, filho de Alexandre Moreira Cid e Ana Maria da Conceição, família “Alexandre Moreira Alvarenga”.

 

10- Ana Rodrigues Braga, batizada aos 28-12-1747.

Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - batismos-  aos 28 dez 1747 Alagoa, Anna, f.l. do sargento mor Joze Rodrigues Braga e Quiteria Maria de Jesus sua mulher; padr.: Pedro da Sylva de Godoy casado, e Anna Rodrigues casada.

          Em 1764 estava casada com José Luís de Mira e eram moradores em Baependi. Pais de, q.d.:

10-1 Ana Rodrigues de Mira em Campanha, aos 27-11-1783, casou com Francisco José de Almeida, filho de Manoel Vaz de Souza e Agostinha Maria

Campanha-MG - casamentos - matriz aos 27-11-1783 Francisco Jose de Almeida, f.l. de Manoel Vaz de Souza e Agostinha Maria, já falecidos, natural desta Campanha; = Anna Rodrigues de Mira, f.l. de Jose Luiz de Mira e Anna Rodrigues Braga, natural de Baependi.

10-2 Tomé Rodrigues de Mira, em 1798 requereu dispensa do impedimento de consanguinidade para casar com Josefa Maria, filha do Capitão Francisco Lemes da Silva e Maria Lemes de Jesus

(pesq. Moacyr Villela) Arquivo da Cúria Diocesana de Campanha - POA -LPM - 01 - 1763 a 1799

Dispensa de Impedimento - 1798 - Oradores - Tomé Rodrigues de Mira e Josefa Maria

Orador - Filho legitimo de Jose Luis de Mira e Ana Rodrigues Braga natural de Nossa Senhora da Conceição do Rio Verde, filial de Baependi.

Oradora - Filha do Capitão Francisco Lemes da Silva e Maria Lemes de Jesus já defuntos, natural de Pouso Alto. Ambos são moradores em Pouso Alto.

Impedimento de Consangüinidade em terceiro grau em linha transversal misto com segundo grau

De Francisco Rodrigues Coira nasceu Quitéria de Jesus e Maria Lemes de onde procedem os oradores. Convem saber que o dito Coira foi casado duas vezes . das primeiras núpcias teve Quitéria de Jesus e da segunda Maria Lemes.

Testemunhas arroladas:

-Antonio de Faria Rangel, branco casado, natural de Aiuruoca, moradro em Guaratinguetá que vive andando com seu negocio , 36 anos. - Disse que "suposto não conhecer a Quitéria de Jesus sabe que esta era mãe de Ana Rodrigues de quem procede o orador. Diz também que Maria Lemes de quem procede a oradora era irmã de Quitéria de Jesus casada com Jose Rodrigues Braga dos quais procede Ana Rodrigues Braga e avó do orador."

-Manoel Rodrigues Braga, solteiro, natural de Aiuruoca e parente dos oradores em quarto grau. Vice de minerar.;

-Domingos Lemes morador na Capela do Rio Verde de Baependi;

-Francisco Rodrigues Braga, morador na Capela da Alagoa de Aiuruoca.;

-Francisco Vieira Carneiro, branco, casado, natural de Pouso Alto, negociante, 30 anos

-Manoel Silva Vieira, branco, solteiro, natural de Pouso Alto, negociante, 32 anos.

10-3 Joaquina Rodrigues de Mira, em 1798 tambem requereu dispensa para casar com Antonio Lemes Barbosa, irmão inteiro de Josefa Maria supra.

(pesq. Moacyr Villela) Arquivo da Cúria Diocesana de Campanha - POA -LPM - 01 - 1763 a 1799

Dispensa de Impedimento - 1798 - Oradores - Antonio Lemes Barbosa e Joaquina Rodrigues de Mira

Orador - Filho legitimo do Capitão Francisco Lemes da Silva e Maria Lemes de Jesus, defuntos, morador no Pouso Alto;

Oradora - Filha legitima de Jose Luis de Mira e Ana Rodrigues Braga, esta defunta, morador em Baependi

Maria Lemes (de segundo matrimonio) e Quitéria de Jesus ( do primeiro matrimonio) eram inteiras (sic) e legitimas irmãs por procederem do..(rasgado)...Francisco Rodrigues Coira.

De Maria Lemes nasceu o orador e de Quitéria, Ana Rodrigues casada com Jose Luis de Mira de onde procede a oradora.

O casal tem um filho natural.