PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Jorge de Edra e Paula Fernandes

 

Bartyra Sette

 

Jorge de Edra e sua mulher Paula Fernandes foram moradores em São Paulo onde tiveram sitio na paragem chamada Maquirirubu. Jorge faleceu antes de 1747 e foi sepultado na Matriz de S Paulo. Paula ditou seu testamento em 01-10-1747, com “cumpra-se”  de 02-11-1648. Inventario em SAESPp, vol 35º, neste site.

 

Em testamento, Paula declarou ter tido 17 filhos, dos quais citou os onze seguintes:

 

1- Domingos de Edra

2- Salvador de Edra

3- Cristóvão de Edra

4- Maria de Freitas

5- Beatriz de Edra

6- Maria de Freitas

7- Maria Loba

8- Izabel Fernandes

9- Antonio de Edra

10- Manoel de Edra

11- João Lobo

 

1- Domingos de Edra, com 60 anos em 1648, conforme declarou em depoimento no inventario materno.

09.11.1648 - Domingos de Edra, morador nesta vila, de idade que disse ser de 60 anos pouco mais ou menos, irmão da mulher do suplicante (...).

          Domingos casou com Inácia Soares, filha natural de Baltazar Soares, solteiro e inventariado em 9-10-1632, neta paterna de João Soares morador em São Paulo e de sua mulher Messia Rodrigues, falecida (SAESP vol. 8º neste site).

          Inácia foi inventariada em São Paulo em 09-11-1671. Compareceram cinco filhos:

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Inacia Soares - 1671

Autos aos 09-11-1671 nesta vila de S. Paulo.

Inventariante o viuvo Domingos de [-------] aa Domingos ---ra

Titulo dos filhos:

- Baltazar Soares, casado

- João de doze anos

- Antonio de 7.

- Domingos Fernandes, de 5

- Joana Soares, de 20.

1-1 Baltazar Soares, casado

1-2 Joana Soares, de 20 anos

1-3 João de 12

1-4 Antonio de 7.

1-5 Domingos Fernandes, de 5

 

2- Salvador de Edra, natural de São Paulo, casado com Ascença Gonçalves, filha de Izabel Gonçalves, neta maerna de João Missel e Izabel Gonçalves - família João Missel Gigante.

          Em 1648 estava ausente para os lados de Taubaté, conforme constou no inventario de sua mãe.

          Salvador faleceu com Testamento de 23-02-1667 que recebeu o cumpra-se dois dias depois. Declarou duas filhas de seu casal:

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Salvador de Edra, 1668; São Paulo;

Testamentaria - 21-02-1669

 

Autos do inventario aos 27-12-1668 nesta vila de São Paulo.

Inventariante a viuva Ascença Gonçalves.

 

Titulo dos Filhos:

Maria de 7 anos

 

Testamento - Aos 23-02-1667

Eu Salvador de Edra (...)

Testamenteiros Francisco Dias Peres e Matias Lopes.

Sou n. desta vila de S. Paulo, filho de Jorge de Edra e Paula Fernandes. Sou cc Ascença Gonçalves e temos duas filhas a saber: Paula Fernandes e Maria Fernandes. Uma delas esta cc João de Santa Maria.

Deixo a minha terça a minha filha Maria Fernandes.

Cumpra-se 27-02-1667.

 

2-1 Paula Fernandes.

2-2 Maria Fernandes, com 7 anos em 1668. Herdeira da terça paternas.

 

2-1 Paula Fernandes casada em vida do pai com João de Santa Maria. Ambos faleceram com testamento. João testou em 18-07-1698 e foi inventariado em 05-12-1698. Paula testou em 17-09-1713 e foi inventariada em 11-07-1718.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesquisa:Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Paula Fernandes

Autos 11-07-1718

Inventariante Jose de Santa Maria.

A defunta fora casada com João de Santa Maria, cinco filhos: ele inventariante Jose de Santa Maria = Miguel de Santa Maria, solteiro = Izabel Fernandes cc Antonio Pires Rodrigues = Maria Fernandes cc Matias de Castro a qual eh defunta, da qual ficou um filho por nome Jose de 9 p/10 anos = Catarina de Meira cc Lourenço Gallan de Villa Lalva.

Testamento

17-09-1713 eu Paula Fernandes (...)

Testamenteiros meu filho Jose de Santa Maria e João do Prado da Cunha.

Sou cc João de Santa Maria, cinco filhos, Jose de Santa Maria = Miguel de Santa Maria, solteiro = Izabel Fernandes = Maria Fernandes = Catarina de Meira.

 

Autos de inventario de João de Santa Maria aos 05-12-1698 vila de S. Paulo.

Declarante o filho Jose de Santa Maria.

 

Titulo dos Herdeiros: Jose de Santa Maria, maior = Miguel de Santa Maria, maior = Izabel Fernandes 24 anos = Maria Fernandes do Prado 22 anos = Catarina de Meira 16 anos

 

Testamento aos 18-07-1698 termo desta vila de S. Paulo em meu sitio, eu João de Santa Maria (...)

Sou cc Paula Fernandes, cinco filhos.dois machos e tres femeas.

Cumpra-se 19-07-1698

 

Foram cinco os filhos do casal:

2-1-1 José de Santa Maria, inventariante dos pais.

2-1-2 Miguel de Santa Maria, natural da cidade de São Paulo. Faleceu em Guarulhos em 18-04-1756 com a idade de 80 anos declarados. Solteiro, sem geração, deixou legados as sobrinhas e herdeira sua alma.

Guarulhos, SP aos 18-04-1756 fal. Miguel de Santa Maria, solteiro de idade 80 anos, pouco mais ou menos, e foi sepultado nesta matriz e fez testamento.. Testamenteiros seu cunhado Lourenço Galam, a seu sobrinho Inacio Guarcia e a seu sobrinho Joseph de Meyra. Era natural da cidade de S. Paulo, f.l. João de Santa Maria e Paula Fernandes, falecidos e que nunca fora casado e que não tinha herdeiro algum forçado e assim instituia por sua unica herdeira a sua alma tirando da sua fazenda as esmolas seguintes e no caso que sejam mortas se dirão em missas por minha alma: que deixava dous pratos pequenos, um grande a Catarina Pires, tres pratos pequenos estanho a sua sobrinha Rosa Pires, e que deixava de esmola as suas sobrinhas Joana e Maria, filhas de seu cunhado Lourenço Galam, o seu sitio e casas com todas as miudezas que nelas se acharem, e depois de satisfeitas todas as suas deixas e pago seu enterramento deixa de esmola as ditas suas sobrinhas Joana e Maria tudo quanto lhe restar de seus pertences e repartirão entre si igualmente as duas irmãs.

 

2-1-3 Izabel Fernandes (tambem citada como Izabel Gonçalves), com 24 anos em 1698. Casou com Antonio Pires Rodrigues. Foram pais de, pelo menos:

2-1-3-1 Maria Joana Fernandes do Prado casou com Manoel Barbosa Dantas

CMSP Dispensas Matrimoniais - 1763

Autos de uma quitação que dá Maria Fernandes do Prado a Manoel Barbosa Dantas.

Data: 02-05-1763

Diz Maria Frz do Prado, moradora na freguesia de N. Sra da Conceição, que ela se acha casada em facie eclesia com Manoel Barbosa Dantas, o qual se acha com seu negócio em vila Boa e como o suplicado é obrigado pelo Rv.do Vigr.o da da dita vila a vir fazer vida marital com a suplicante, o que lhe é muito prejudicial ao cazal da suplicante, por ser per cete ? do dito seu marido, confiar o negocio que tem na dita vila, para o que lhe quer fazer licença judicial para que o dito seu marido possa estar na dita vila todo o tempo que lhe for necessário para custiamento?  do dito seu negócio, sem que possa ser obrigado a vir fazer vida com a suplicante.

    Para o que lhe faço o (...).

Testemunhas o Capitão Marcelo Pires de Moraes, da freguesia de Nasareth, e Inacio Borges da Silva desta cidade

Pais de, q.d.:

2-1-3-1-1 Maria Barbosa, batizada em Conceição dos Guarulhos em 25-05-1725. Em 22-06-1744, com provisão, casou com Pedro Rodrigues do Prado, filho de Diogo Rodrigues da Costa, de S. Vicente e Catarina Cortes do Prado, da Conceição de Guarulhos. Geração na família “Braz de Pina”, neste site.

Pedro Rodrigues do Prado e Maria Barbosa Dantas 1744

Data: 09-06-1744 nesta cidade de São Paulo.

Pedro Rodrigues do Prado: quer justificar o seu batismo visto não estar no livro de batisterios.

Pedro Rois do Prado, f.l. de Diogo Roiz da Costa e Catarina Cortes.

Maria Barbosa, f.l. de Manoel Barbosa Dantas e Maria Frz, todos fregueses desta freguesia (da Conceição).

Livro de assentos de batizados achei o de teor seguinte:- aos 25-05-1725 bat a Maria, f. de Manoel Barbosa e de s/m Joana Martins(sic), Padrinhos Lourenço GaLam e Maria Pires Ribeira. E não se continha mais no dito assento a fls 81. 25 de maio de 1744 Domingos Fernandes Peixoto

Testemunhas do Justificante Pedro Rodrigues do Prado:

1ª) João da Veiga do Prado, n/b na freguesia de Nazare, casado, que vive de suas lavouras, de idade 48 para 49 anos. Tio do justificante por afinidade. Que o justificante Pedro Rodrigues, filho de Diogo Rodrigues e de s/m Catarina Cortes, foi batizado na freguesia de N. Sra de Nazare havera trinta anos e que foram seus padrinhos Francisco da Silva Santa Maria e Maria Rodrigues mãe dele testemunha. O que sabe ele testemunha pelo assim ouvir dizer publicamente e lhe dizer a mulher dele testemunha Maria Rodrigues, e mais não disse.

 

3- Cristovão de Edra, filho de Jorge de Edra e Paula Fernandes, casou com Helena Coelho, filha de Manoel Coelho de Souza e Ana da Costa Albernaz. Em 1678 foi o testamenteiro de sua sogra, falecida em Mogi das Cruzes, familia Manoel Godinho de Lara.

          Cristovão e Helena tiveram o filho:

3-1 Domingos de Edra, que foi o único herdeiro necessário da avó materna.

 

4- Maria de Freitas, filha de Jorge de Edra e Paula Fernandes, casou com Bento Fernandes, já falecido em 1647.

Entre os filhos do casal:

4-1 Miguel Fernandes Edra, filho de Bento Fernandes e Maria de Freitas, casou duas vezes. Primeira vez casou com Tomasia de Souza inventariada em 03-01-1657.

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Inventário de Tomasia de Souza - 1657

Autos em 03-janeiro-1657

(este inventario não foi encontrado).

Juiz Ordinario e dos Órfãos: Manoel Fernandes Edra.

Casapamirim - Porto de Curupaitiba - 2 assinaturas Miguel Fernandes Edra e Manoel Fernandes Edra (pai de Sebastião Fernandes Furtado de Mendonça)

          Segunda vez, Miguel casou com Maria Martins, viúva de Manoel Tenorio - família Miguel Pires e Maria Tenoria.

          Miguel faleceu com testamento de 06-julho-1665 com cumpra-se de 6-agosto-667. Sem geração do segundo casamento, Miguel declarou dois filhos naturais, da india Adriana, forra: Domingos e Sebastiana, herdeiros da terça paterna. Do primeiro casamento com Tomasia de Souza teve oito filhos, são vivos cinco:

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Cap. Miguel Fernandez Edra = 1667.

Autos de inventário do Cap. Miguel Fernandes Edra aos 29-agosto-1667 nesta vila de S. Francisco das Chagas em fazenda do dito defunto lugar chamado Itaim, sitio de Luiz de Souza.

Inventariante a viuva Maria Martins. Assinou por ela Sebastião Gil.

 

Testamento: (...) aos 06-julho-1665 eu Miguel Frz Edra (...) o teor seguinte: encomenda a alma. Fui casado primeira vez com Tomasia de Souza, a qual faleceu no ano de 56 e dela tive oito filhos entre machos e femeas dos quais faleceram três, sendo dois meninos de tenra idade e são vivos: Maria de Souza de Barros = Maria Vitoria de Souza = Benta de Freitas = Tomasia = João.

Alem desses cinco legitimos tenho um menino por nome Domingos e uma menina por nome Sebastiana aos quais declaro e reconheço por filho e filha os quais houve depois de falecida minha primeira mulher.

Rogo a minha mulher seja minha testamenteira, Declaro que sou casado com Maria Martins e até ao presente não temos filho nem filha e a dita minha mulher foi casada com Manoel Tenorio, que Ds haja, e tinha três filhos de seu marido e uma filha. Hum filho que era o mais velho deles morreu no sertão juntamente com meu filho Miguel. Maria Martins é herdeira na minha fazenda e assim seus filhos na parte que lhe couber da sua metade.

Encomenda o sepultamento e missas. Declaro um rol de casamento que dei a meu genro Luiz de Souza, antes de se casar com minha filha (...). Declaro que minha filha, mulher do dito Luiz de Souza, tem em seu poder uma gargantilha de ouro que comprei (...).

O remanescente da terça deixo aos mininos Domingos e Bastiana pelo amor de Ds de esmola. (...) em os 08-julho-1665 anos Miguel Fernandes Edra.

Segue-se aprovação.

Cumpra-se como nele se contem S. Francisco das Chagas 6-agosto-166? pe. Antonio Roiz do Prado - vigario

Cumpra-se como nele se contem S. Francisco das Chagas 7-agosto-1667 @ Cunha

 

Condicilio o qual foi feito em 1666 (...) em uma india de minha casa tive um casal de filhos Domingos e Sebastiana, A dita india Adriana fica em companhia de sua filha na casa donde lhe parecer dos meus herdeiros ate sua filha casar-se e dai fazer o que lhe parecer (...). Ano de 1667(sic)

Cumpra-se como nele se contem S. Francisco das Chagas 6-agosto-667. V[danificado] Prado

 

Os órfãos, filhos e filhas do defunto.

- Maria de Souza Barros = Maria Vitoria = Benta de Freitas = Tomasia = João, filho e herdeiros do defunto Miguel Frz Edra e de Tomasia de Souza sua primeira mulher

 

Filhos naturais de uma negra que deixa forra, por nome Adriana: Domingos e Sebastiana.

 

O Juiz mandou citar ao Alferes Luiz de Souza Ferreira, como genro do dito defunto Miguel Frz Edra, se queria entrar a colação nestes bens e mais fazenda que ficaram por morte de seu sogro e sogra, visto ser herdeiro forçado na dita fazenda por estar casado com uma filha dos ditos defuntos por nome Maria de Souza Barros. Respondeu que não queria nada mais que se lhe devia do dote que o dito seu sogro defunto lhe dera.

 

Foi inteirada a viuva Maria de Freitas das legitimas de seu neto João e de sua neta Benta, tudo o que neste inventário cabia aos ditos dois órfãos João e Benta, tudo por petição que fez e por mandado (...) aos 03-8bro-1670 anos.

4-1-1 Maria de Souza de Barros possivelmente a que foi batizada na Sé de São Paulo em 01-06-1647. Casou com Alferes Luiz de Souza Ferreira, inventariado em 1674, pais de Gaspar:

SP,SP – N Sra da Assunção- Batismos- Ao 1º de Junho (1647) bautizei Maria filha de Miguel Frz de Edra e Thomazia de Souza. Foram padrinhos Domingos ( )  e Catherina de Paiva

 

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Inventariado Luiz de Souza Ferreira - 1674

No ano de 1674 nesta vila em casas e morada do juiz ordinario, eu Gabriel da Cunha achei o ofão Gaspar filho do defunto Luiz de Souza Ferreira que faleceu na vila de Ubatuia, e por ele foi dito e requerido em nome do dito órfão Gaspar que por falecimento do dito defunto Luiz de Souza Ferreira ficaram nesta vila alguns bens e na vila de Ubatuia se acha principiado o inventário sem ate o presente se lhe ter dado espedimento para bem do dito orfão Gaspar (...).

 

Titulo de orfãos filhos do defunto Luiz de Souza Ferreira e de s/m Maria de Souza, moradores na vila de Ubatuia: Gaspar, orfão.

 

(...) o defunto Luiz de Souza Ferreira era a dever a seu sogro Miguel Fernandes Edra uma gargantilha douro, conforme consta em seu testamento e condisilio  (...).

 

Termo de requerimento que fez Ana Rodrigues aos 12-dezembro-1674 nesta vila de S. Francisco das Chagas. aqui moradora, mulher que foi de Luiz Fernandes, ja defunto, e pela dita Ana Rodrigues foi dito e requerido em como o defunto Luiz de Souza Ferreira é a dever a ganhos no inventario que se fez do dito seu marido 22.000 reis. Disse ser o dito Luiz de Souza falecido havera quatro ou cinco anos e caber o dito dinheiro a suas filhas orfãs e estarem passando mil necessidades e falecer o dito defunto Luiz de Souza na vila de Ubatuia e não se lhe acharem bens nem a seu fiador (...).

4-1-2 Maria Vitoria de Souza, seria a que foi batizada na Sé de São Paulo aos 29-03-1650.

SP,SP – N Sra da Assunção- Batismos- Aos 29 de março (1650) bat Maria filha de Miguel Frz de Edra e Thomazia de Souza. Foram padrinhos D.os (  ) e Izabel Vieira

4-1-3 Benta de Freitas, faleceu durante a inventariança, herdou sua avó Maria de Freitas.

4-1-4 Tomasia

4-1-5 João, tambem herdou sua avó Maria de Freitas.

 

Filhos naturais de Miguel, herdeiros da terça:

4-1-1n Domingos, filho de Adriana, negra forra.

4-1-2n Sebastiana, irmã inteira do supra.

 

4-2 Cap. Manoel Fernandes Edra casado com Maria Cubas. Pais de, pelo menos:

4-2-1 Capitão Salvador Fernandes Furtado de Mendonça, natural de Taubate. Tronco da família Capitão Salvador Fernandes Furtado de Mendonça.

4-2-2 Manoel Fernandes Cubas, citado no testamento do irmão Salvador Mendes Furtado de Mendonça.

4-2-3 Mariana de Freitas casou com Amaro Gil Cortez, filho de Sebastião Gil e Feliciana Dias. Geração na família Sebastião Gil, Cap. 5º.

4-2-4 Ana Fernandes Cubas casou com Francisco Pedroso, inventariado em Taubaté em 17-03-1687.

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Inventariado - Francisco Pedroso

17-03-1687 em pousadas de Salvador Fernandes onde o juiz deu juramento a Anna Frz mulher q ficou de Francisco Pedroso. Assino por minha irmã Anna Frz Cubas - Salvador Frz Cubas.

Filhos:

Maria 12 anos pouco mais ou menos

Pantalião 10 anos pouco mais ou menos

Antonio 8 anos pouco mais ou menos

Boaventura 3 anos pouco mais ou menos

Joana 1 mes

 

Testamento de Francisco Pedroso doente "de doença que Deus me deu"- 01-01-1687 -testamenteiros: Mel Roiz Moreira e a mulher Anna Frz'- Sou cc Anna Frz- trez filhos e ua filha por nomes Maria, Pantaleão, Anto, Boaventura e minha mulher fica pejada- tem meu sobrinho Mel yanes? em seu poder cinco patacas e meia, tem mais meu cunhado Salvador Frz Furtado quatro e meia patacas.- meu primo Anto Pedrozo- meu tio Mel da Fonsequa Porto- Me deu Brizida Sobrinha 20$000 prosedidos de dous negros Cataguases- meu cunhado Salvador Frz- meu cunhado Mel Frz-

Cumpra-se 10-02-1687

 

15-01-1707 em pousadas do juiz dos órfãos apareceu Anna Frz molher do defunto Francisco Pedroso e seu filho Boaventura Furtado dizendo que eram contentes que Manoel Muniz cobrasse o q neste inventario tocava a si e sua mulher filha dela dita viúva, e assim mais o que tocasse de defunto seu filho Antonio Pedroso,....por se casar com sua filha Joana Pedroza...Rogou a seu filho Pantaleão Pedroso Freire por ela assinasse

Foram cinco os filhos do casal, situação em 17-03-1687:

4-2-4-1 Maria 12 anos.

4-2-4-2 Pantaleão Pedroso Freire com 10 anos.

4-2-4-3 Antonio Pedroso 8 anos. Faleceu durante a inventariança.

4-2-4-4 Boaventura 3 anos.

4-2-4-5 Joana Pedrosa, com um mes. Em 1707 estava casada com Manoel Muniz.

 

5- Beatriz de Edra, filha de Jorge de Edra e Paula Fernandes, casada com Gonçalo Lopes. Pais de, q.d.:

5-1 Catarina Lopes de Sampaio casou com Antonio Nunes, viuvo de Maria Batista, falecida em 1639. Antonio era filho de Lourenço Nunes e Leonor, índia cativa, por Lourenço neto de Pedro Nunes - família Nunes de Pontes.

          Antonio faleceu com testamento e foi inventariado em 07-05-1643 Teve geração de filho único do primeiro matrimônio (SAESP vol. 38, neste site onde aparece como Antonio Antunes).

          Segunda vez, Catarina casou com Custodio Dias de Macedo, inventariado em Taubate em 05-08-1660. Sem geração, herdaram seus irmãos e sobrinhos.

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Inventariado Custodio Dias de Macedo - 1660

Inventariante Catarina Lopes de Sampaio

Autos do inventario aos 05-agosto-1660 nesta vila de S. Francisco das Chagas, inventariante dona viúva Catarina Lopes de Sampaio, mulher que foi do dito defunto. Rogou a Ascenço Dias que por ela assinasse.

 

Titulo dos Órfãos: não ha órfãos da dita viúva.

Titulo dos Herdeiros: irmãos e sobrinhos do dito defunto:

v- Paschoal Dias, falecido, os filhos e filhas do dito Pascoal Dias:

v- Madanela Afonço // v- Maria Afonço.

v- Pascoal Dias o moço// v- Jose Dias.

v- Catarina Dias // v- Francisco da Cunha por sua mulher.

v- Francisca Dias // v- Afonço Dias com dois filhos // v- Izabel Dias = v- Antonio Cubas este casado e sua filha Francisca Cubas - Maria Cubas - Antonio Cubas o moço, falecido, seus filhos Diogo Dias, falecido, sua filha Ana Maria Nogueira// Bento João Dias, falecido, a sua parte para sua mãe Paula Nogueira// João Dias.

v- Francisca Cubas, falecida, os filhos q tem são os seguintes: v- Jorge Dias// Pascoal Dias// Afonço Dias.

v- Salvador Cubas // Antonia Dias// Mariana // Ana Maria // Francisco Dias.

v- Ascenço Dias//

Ausentes; João Ramalho// Paulo Dias // Marquesa Cubas todos irmãos legitimos e filhos de irmãos e irmãs do defunto que faleceram que herdam p. seus pais.

Procurador a lide da viúva, Catarina Lopes de Sampaio, o Cap. Miguel Frz Edra aqui morador.

 

5-2 Paula Fernandes casou com Antonio Luiz Carneiro. Viuva, Paula faleceu com testamento e foi inventariada em Taubaté em 1670. Declarou quatro filhos de seu casal:

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Paula Fernandes 1670

Inventario em 1670 nesta vila de S. Francisco das Chagas.

Inventariante Beatriz de Edra, mãe da defunta Paula Fernandes, que declarasse os filhos que ficaram por morte da dita defunta e de seu marido Antonio Luiz.

Titulo dos filhos (idade pouco mais ou menos):

- João, de tres anos.

- Jaques de um ano.

- Maria de 12 anos.

- Otaciana de 10 anos.

 

 [início danificado]  pedi ao Cap.Manoel Gls me fizesse este apontamento. (...) declaro que sou casada com Antonio Luiz Carneiro de quem tive quatro filhos a saber duas femeas e dois machos, Maria e Otacia minhas legitimas herdeiras. Encomenda o sepultamento e missas. Peço a meu irmão João Lopes seja curador de seus sobrinhos e sobrinhas

Digo meus filhos machos os nomes João e Jaques herdeiros meus.

Cumpra-se como nele se contem. S. Francisco das Chagas 8 de [danificado]

Cumpra-se como nele se contem. S. Francisco das Chagas 7-abril-1670

5-2-1 Maria, com 12 anos em 1670.

5-2-2 Otaciana de 10 anos

5-2-3 João de 3 anos.

5-2-4 Jaques de um ano.

 

5-3 João Lopes, tutor de seus sobrinhos, filhos de Paula supra.

 

6- Maria de Freitas, filha de Jorge de Edra e Paula Fernandes, casou com Simão da Costa, com 21 anos em 1623, filho de João da Costa inventariado em 30-4-1639 e Ignez Camacho inventariada em 20-11-1623 (SAESP vol. 12º, neste site).

          Maria de Freitas era viúva em 1648. Testou em março de 1657 e foi inventariada no mesmo mês e ano. Declarou oito filhos de seu casal, e não seis como citado na GP:

1- Jorge da Costa, 30 anos em 27-03-1657

2- Sebastião Fernandes Camacho, 22 anos.

3- Simão da Costa, 19

4- Alvaro da Costa, de 16

5- João da Costa de 14

6- Maria da Costa cc Pedro Martins (ou Munhoz) Pereira.

7- Ignez Camacha cc João Andre.

8- Ana Maria da Costa, herdeira da terça.

 

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Maria de Freitas - 1657

Autos aos 27-03-1657 nesta vila de S. Paulo em pousadas do viuvo Simão da Costa, declarante.

Titulo dos Filhos: Jorge da Costa, 30 = Sebastião Fernandes Camacho, 22 = Simão da Costa, 19 = Alvaro da Costa, de 16 = ----- da Costa de 14 = ---ria da Costa cc Pe--- Martins Pereira = -------- Camacha cc João ---------

 

Testamento março de 1657 nesta vila de S. Paulo

(...) cc Simão da Costa de quem tive cinco filhos Jorge da Costa = Sebastião Fernandes Camacho = ---- da Costa = Alvaro da Costa = João da Costa = e as filhas: Maria da Costa = Ignez Camacha = Ana Maria

Minha terça a minha filha Ana Maria para seu casamento.

 

Citei a Sebastião Camacho = Simão da Costa = Fulano da Costa = João da Costa = Ana Maria da Costa = a João Andre mais a sua mulher ---- Camacha e o dito João Andre não quiz nada. Pedro Munhoz Pereira para partilha com sua mulher Maria da Costa, não queriam nada.

 

6-1 Jorge da Costa, com 30 anos em 1657. Foi inventariado em Taubaté-SP em 22-10-1664:

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: http://www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Inventariado Jorge da Costa = 1664

Autos aos 22-outubro-1664 nesta vila de S. Francisco das Chagas, eu João Machado, escrivão dos orfãos o escrevi.

 (...) fica um condisilo que o dito defunto fez de sua letra e sinal (...).

Clareza do que se me deve e do que eu devo J.º Ribr.º 4 mil reis em dinheiro de contado mais meu irmão J. da Costa dez patavas; meu sobrinho Luiz de Souza Eu------.

Clareza do que devo 5.000 reis a minha irmã -- da Costa, mais seis patacas a meu tio Domingos Leme, mais 3 patacas aos herdeiros de Francisco Martins para mais um cruzado para se dizerem missas ficam em poder de meu sobrinho Luiz de Souza Fr.ª e eu levo a sua escopela ele fica a minha. (...) meu primo Miguel Frz Edra, minha irmã Maria de Freitas= 24-outubro-1663 anos Jorge da Costa.

6-2 Sebastião Fernandes Camacho, com 22 anos em 1657. Casou com Maria da Escada, filha de Andre Mendes Ribeiro, inventariado em 2-11-1652 (SAESP vol. 45º) e Izabel de Saavedra inventariada em 04-abril-1680.

          Sebastião foi inventariado na Parnaiba em 04-11-1672. Em 1680 Maria estava casada com Antonio Garcia.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Sebastião Fernandes Camacho 1672

Autos aos 04-11-1672 no termo desta vila de Santana de Parnaiba paragem chamada Iguabete.

Declarante Maria da Escada.

Herdeiros nesta fazenda: a viuva Maria da Escada = Simão Camacho = Andre Mendes = Paula Fernandes = e Maria de Freitas.

Curadora a viuva fiada por seu cunhado Jeronimo Bicudo. (aa) Jeronimo Bicudo Cortes.

 

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Izabel de Saavedra 1680

Autos 04-abril?-1680 nesta vila de S. Paulo em casas de morada da defunta.

Declarante Francisco Rozales. Assino a rogo de Vitoria Ribeira o Pe. Pedro de Godoy Moreira

 

Titulo dos Herdeiros:

Vitoria Ribeira viuva que ficou de Jeronimo Bicudo

Maria da Escada cc Antonio Garcia

Os herdeiros da defunta Catarina Ribeira

Veronica Ribeira cc Francisco Rozales

Compareceram no inventário de Sebastião quatro filhos do casal:

6-2-1 Simão Camacho

6-2-2 Andre Mendes

6-2-3 Paula Fernandes

6-2-4 Maria de Freitas.

 

6-3 Simão da Costa, 19 anos em 1657.

6-4 Alvaro da Costa, de 16

6-5 João da Costa de 14

6-6 Maria da Costa casada Pedro Martins (ou Munhoz) Pereira.

6-7 Ignez Camacha casada com João André, inventariado em S. Paulo aos 04-05-1681 com testamento que recebeu o cumpra-se em 07-01-1681.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

João Andre 1681

Autos aos 04-05-1681 nesta vila de S. Paulo em casas e morada de -----------.

Declarante a viuva Ignez Camacha. Assino a rogo de minha mãe, João Andre.

Titulo dos Filhos:

Maria Camacha cc Gaspar Nunes

João André, de maior.

Antonio Luiz

Ursula Dias de 19

Ignez Camacha de 15

----- Maria de Freitas de 12 anos.

 

Testamento aos 25-11-1680 no termo desta vila de S. Paulo em meu sitio e fazenda chamado o bairro de S. Miguel, eu João Andre (...) sou cc Ignez Camacha e tive seis filhos dois machos e quatro femeas. Casei m/filha Maria Camacha com Gaspar Nunes.

Testamenteira a minha mulher.

Cumpra-se 07-01-1681.

 

Recibo: aos 03-06-1681 recebi da Sra. Ignez Camacha como testamenteira do defunto seu marido João Andre, 7$320 rs a saber 3$200 que paguei dos legados e 4$120 rs que me era a dever da fazenda que lhe vendi. Manoel da Fonseca Porto.

Segundo o testamento e inventário foram seis os filhos do casal:

6-7-1 Maria Camacha casada com Gaspar Nunes

6-7-2 João André assinou a rogo da mãe no inventário paterno. Natural da cidade de S. Paulo, casou com a viúva Izabel da Motta de Moraes. Faleceu com testamento de 24-01-1718, sem geração.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

João Andre

Contas de Testamento

Testamenteiro Antonio Pimenta

Testamento:

24-01-1718 eu João Andre (...)

Testamenteiros Cap. Antonio Pimenta de Abreu e Aparicio de Candia.

Sou n. da cidade de S. Paulo, f.l. João Andre e Ignez Camacha. Sou cc Izabel da Motta e não tenho herdeiros.

Deixo por herdeira a minha alma.

Izabel da Motta de Moraes foi primeira vez casada com Andre Mendes, pais de, pelo menos:

I- Maria de Aguiar, natural da Conceição de Itanhaem. Solteira, testou em 02-09-1711, herdou sua mãe:

Inventarios de Moji das Cruzes: 2º Cartório de Mogi das Cruzes - Maria de Aguiar

Testamenteiro Cap. Manoel Franco de Brito

Autos de inventario aos 04-11-1711

Maria de Aguiar, filha de Izabel da Mota e sobrinha que ficou do Padre vigario

Herdeiro do remanescete da terça a um seu afilhado Jose Madeira por o haver criado como seu filho (com cerca de nove anos)

Fez o dito juiz vir a sua presença a mãe da defunta por não estar na terra  seu marido João Andre.

Assino a rogo de Izabel da Motta - Antonio Gonçalves Naves.

 

Herdeiros da defunta: sua mãe Izabel da Motta

Curador e tutor do orfão Jose a João Andre.

Testamento 02-09-1711

Eu Maria de Aguiar (…)

Testamenteiros Cap. Manoel Franco de Brito e meu pai João Andre

Sou n. da vila da Conceição, f.l. Andre Mendes, que Deus haja e Izabel da Motta minha herdeira por eu nunca tomar estado nem ter outro herdeiro forçado.

Deixo a meu afilhado Jose de Almeida pelo haver criado como meu filho o remanescente da terça.

O que tocar a minha mãe ordeno que querendo meu padrasto estribuir ou gastar ilicitamente como é costumado seja entregue a meu testamenteiro o Cap. Manoel Franco de Brito para com ela alimentar a minha mãe e socorre-la. Pelo que não é justo, que o que me deixou meu tio q Deus haja (...)

Ordeno que o que tocar a meu afilhado governe a minha mãe ate ele ser capas, sem que meu padrasto nisto se possa intrometer.

Aprovação 02-09-1711

Cumpra-se 12-09-1711

Diz Jose Andre, orfão, requer dinheiro

6-7-3 Antonio Luiz

6-7-4 Ursula Dias 19 anos.

6-7-5 Ignez Camacha 15

6-7-6 ----- Maria de Freitas 12 anos.

6-8 Ana Maria da Costa, filha de Simão da Costa e Maria de Freitas.

 

7- Maria Loba, filha de Jorge de Edra e Paula Fernandes, casada em vida da mãe com Paulo Pedroso.

 

8- Izabel Fernandes casada com Alvaro da Costa, com 13 anos em 1623, filho de João da Costa Lima, inventariado em 30-4-1639 e Ignez Camacho inventariada em 20-11-1623 (SAESP vol. 12º, neste site). Izabel faleceu com testamento de 01-10-1647 e foi inventariada em 2-11-1648 (SAESP vol. 35º, neste site):

Álvaro e Isabel tiveram, pelo menos, a filha:

8-1 Paula Fernandes casou duas vezes. Primeira vez casou com Sebastião de Moraes inventariado em 13-03-1661. Durante a inventariança de Sebastião, Paula casou com Amaro Alvares Tenório, filho de outro e Ana de Siqueira, com geração na família “Clemente Alvares” Cap. 6º.

Departamento do Arquivo do Estado de São Paulo

Inventários e Testamentos não publicados

Pesq.: Fabricio Gerin/Bartyra Sette

Sebastião de Moraes

Autos aos 13-03-1661 nesta vila de S. Paulo

Declarante a viuva Paula Fernandes. Assinou a seu rogo Alvaro da Costa.

Titulo dos Filhos: Alvaro de 4 anos = e Izabel de 2 anos.

 

13-03-1661 Curador e tutor dos orfãos a Alvaro Costa.

Digo eu Amaro Alvares recebi 2$000 rs do meu compadre Alvaro da Costa a conta da parte que cabe a minha mulher 03-03-1667

Digo eu Paula Fernandes, dona viuva, que eh verdade que recebi de Alvaro da Costa 4$000 rs. Roguei a meu cunhado Pedro Soares que por mim fizesse e assinasse como testemunha julho de 1664.

Paula e Sebastião tiveram os filhos, tutelados por Álvaro da Costa:

8-1 Álvaro, com 4 anos em 1661.

8-2 Izabel com 2 anos.

 

9- Antonio de Edra, já falecido em 1648. Segundo o testamento de sua mãe, deixou três filhos bastardos.

9b-1 Maria de Edra, a quem a avó deixou “um rapaz que em seu poder que mo levou contra a minha vontade”

9b-2 Izabel, recebeu “duas vacas com suas crias” da avó Paula Fernandes

9b-3 Filho não nominado nem aquinhoado pela avó em testamento

 

10- Manoel de Edra casou com Maria Ribeiro. Manoel faleceu com testamento de 1644 que recebeu o cumpra-se em 1647 (SAESP vol. 29º, neste site).

          Durante a inventariança, Maria Ribeiro casou segunda vez com João Rodrigues de Pedralves. Maria e seu segundo marido foram moradores em Taubaté onde ela faleceu com testamento que recebeu o “cumpra-se” em 02-04-1693 e inventario aberto pelo viuvo. em 14-04-1693. Pedro foi inventariado em 21-09-1699. Tiveram filha única:

I- Beatriz Rodrigues casada com Manoel Dias Vianna, moradores em Paranagua.

AHMFGF = Arquivo Histórico Municipal Dr. Felix Guisard Filho

Taubaté, SP - 2º Ofício

Imagens disponibilizadas por: www.recordspreservation.org

Transcrição e resumo: Projeto Compartilhar.

Inventariada - Maria Ribeiro

Inventariante: João Rodrigues de Pedralves

Inventario - Taubaté- 14-04-1693 no sitio de João Roiz de Pedralves na paragem chamada ---siquera freguesia de N Sra do Bom Sucesso onde foi o juiz fazer inventario dos bens que ficaram de Maria Ribeira e deu juramento ao viuvo João Roiz de Pedralves....

 

Testamento 16-05-1692 estando eu Maria Ribeira doente de cama.....Declaro q fui cc M.el de Edra do qual tive 11 filhos a saber sete femeas e quatro machos (sic)  e a nenhum deles devo nada. Casei segunda vez com João Rodrigues de Pedralves do qual tive hua filha e tb não lhe devo nada. (pediu ao marido q fosse o testamenteiro)

Cumpra-se como nelle se contem Taubatte 2 de Abril de 693 annos

 

Titolo dos filhos:

Maria Ribrª viúva q ficou de Jorge Frz

Mescia Ribr viúva q ficou de M.el de Salazar

Paula de Edra viúva q ficou de Antº Salvago

Izabel Ribrª cazada em a vila de S Paulo

Marianna Ribrª cc Mig.el Glz

Domingas Ribrª cc Mig.el Dias

Anna Ribrª viúva q ficou de M.el da Rocha

João Ribrº de Edra

Beatriz Rodrigues cc M.el Dias Viana

Jorge Ribeiro de Edra

 

Citados para partilhas: o viuvo João Roiz de Pedralves e seu procurador Domingos Vieira Cardoso; Paula de Edra; Marianna Ribeira; Maria Ribeira; Hieronimo Rabello; Anna Ribeira; João Ribeiro; Manoel Dias Vianna e sua mulher Beatriz Rodrigues; .... e a Miguel Dias e s/m D.as Ribeira

(Manoel Dias e sua mulher Beatriz Roiz não querem nada nas partilhas .

 

Quinhões: do viuvo, de Maria Rodrigues, de João Ribeiro, George Ribrº ( ) de Edra e assinou seu genro Hieronimo Rabello; Paula Frz de Edra; Marianna Ribeira; Domingas Ribeira; Izabel Ribeira; Anna Ribrª;

 

Taubaté 21-09-1699- freg de Bomsucesso de Pindamonhangaba o juiz Domingos Vaz de Siqueira foi fazer o inventario dos bens do defunto João Roiz de Pedralves... e não tendo mais erdeiros q uma filha por nome Beatriz Rodrigues cc M.el Dias Viana moradores em parnagoa (que era distante e por eles não estarem presentes o dito juiz foi tomar contas a Cosme Ferreira de Melo como procurador de Manoel Dias Viana, e a Pedro Roiz Siqueira cc hua neta sua e vizinho mais chegado...

 

Titolo dos erdeiros

Beatriz Rodrigues cc Manoel Dias Vianna moradores em Parnagoa

 

Manoel e Maria Ribeira tiveram 10 filhos, situação em 14-03-1647:

10-1 Maria Ribeira em 1644 (testamento paterno) já estava casada com Jorge Fernandes, já falecido em 1693.

10-2 Manoel de Edra, 15 anos em 1647. Não comparece em 1693.

10-3 João Delgado, 14 anos. João Ribeiro de Edra em 1693.

10-4 Paula de Edra 12 anos, gemea. Em 1693 era viúva de Antonio Salvago.

10-5 Izabel Ribeira, gemea, 12. Estava casada em 1693.

10-6 Mecia Ribeira, 10 anos. Em 1693 era viúva de Manoel de Salazar.

10-7- Jorge Ribeiro de Edra, 7. Em 1693 assinou a seu rogo no inventário materno, seu genro Hieronimo Rabello.

10-8- Ana Ribeira, 5 anos. Em 1693 era viúva de Manoel da Rocha.

10-9- Mariana, 3 anos. Casou com Miguel Gonçalves.

10-10- Margarida, 2 anos. Não consta no inventário materno

 

11- João Lobo filho de Jorge de Edra e Paula Fernandes, já falecido em 1648. Deixou filhos.