PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

JOÃO PINTO RIBEIRO, de Baependi.

(atualizado em 19-março-2015)

 

 

Bartyra Sette

 

 

João Pinto Ribeiro, natural de S. Bartolomeu do Campo Bispado do Porto, era filho de Antonio Pereira e Angélica Maria. Em Baependi aos 05-11-1767 casou com Maria Vieira, natural de Taubaté-SP, filha de Inácio Pedroso e Maria Vieira, neta paterna de Manoel Ferreira de Castilho e Helena Garcia (dispensa matrimonial do genro José Caetano de Carvalho 3 abaixo)

Baependi. MG Igreja N. Sra do Monserrate de Baependi aos 05-11-1767 João Pinto Ribeiro, f.l. Antonio Pereira e Angelica Maria, nat/bat na freguesia de S. Bartolomeu do Campo Conselho de Baião Bispado do Porto = cc Maria Vieira, f.l. Inacio Pedroso e Maria Vieira, nat/bat na freguesia de S. Francisco das Chagas da vila de Taubaté Bispado de S. Paulo.

 

Maria Vieira faleceu em 1787 e no mesmo ano foi inventariada por seu viúvo João Pinto Ribeiro. Tiveram, segundo inventário de Maria (neste site), os filhos:

 

1- Genoveva Maria Ribeiro, batizada em Baependi aos 16-08-1769. Aos 24-10-1786 casou com Ignacio José de Souza Ribeiro, natural de Baependi, filho de Manoel de Souza do Prado e de Ignacia Ribeira. Família “Francisco Martins de Araújo”.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG Igreja N Sra de Monserrate bat 1803 1826 img 469 Aos desaseis dias do mês de Agosto de mil sette centos e sesenta e nove na Capella de S. Jose do Favacho de licença o Padre Ignacio Franco baptisou solennemente a Genoveva Innocente filha legitima de João Pinto Ribeiro, e de Maria Vieira: foram padrinhos Coronel Jose Vieira de Almeida e sua mulher D. Anna Maria e por não ser lançado em tempo a vista de hum asento antigo e informado de peçoas veridicas no mesmo e geral conceito o mandei lansar a 7 de fevereiro de 1821, e me asigno. O Vigario Domingos Roiz Affonso

 

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG Igreja N Sra de Monserrate  matr 1784 1800 img 018

Igno Jose de Soza e Genoveva Ma - Aos vinte e quatro dias do mês de oitubro de mil sete centos e oitenta e seis annos na Capella de São Jose do Favacho filial desta freguizia de Nossa Senhora do Monserrate de Baependi depois de proclamados os contrahentes sem se descobrir impedimento algum canonico de habilitados pelo Juizo respectivo, sendo pelo meyo dia ali, de licença minha, na presença do Padre Carlos Ribeiro da Fonseca, e do Alferes Andre Bernardes de Gusmão e de Francisco Jose de Souza Mello, alem de outras muitas, se receberão, em face da Igreja, e por palavras de prezente, Ignacio José de Souza, filho legitimo de Manoel de Souza do Prado e de Ignacia Ribeira, e Genoveva Maria Ribeira filha legitima de João Pinto Ribeiro e de Maria Vieira de Jesus, ambos naturais e batizados nesta mesma Freguizia, e logo lhes conferiu as bencoins nupciais tudo comforme os Ritos da Santa Madre Igreja dispoziçoins do Sagrado Concillio Tridentino, e constituiçoens deste Bispado, de que para constar mandei fazer este asento que assignei.

O Vgro Domingos Lopes de Mattos

Andre Bernardes de Gusmão

Franco José de Vasconcellos

 

 

          Ignacio faleceu aos 11-06-1818 com testamento, reedigido em sua Fazenda do Barranco aos 09-07-1815, nomeando testamenteiro “Alferes João Pinto Ribeiro e em segundo o Capitão Manoel Pinto Ribeiro e em terceiro o Alferes José Pinto Ribeiro “. Declarou seus nove filhos legítimos e reconheceu dois naturais: Felisberto (ou Francisco) e Benta, esta casada com João Francisco (testamento neste site)

          Genoveva ditou seu testamento em 09-05-1836 deixando legados para vários netos e missas pela alma da filha Maria Leodora. Faleceu aos 27-09-1836

B7: Baependi-MG - Óbitos, aos 27-09-1836 sep. Capela N. Sra. da Conceição do Rio Verde, Dona Genovefa Maria Ribeira, viúva.

Registro do Testamento (trechos)

Genovefa Maria Ribeira, n/b na Capela S. Jose do Favacho freguesia da vila se Santa Maria de Baependi e moradora na Aplicação da Capela de N. Sra. da Conceição do Rio Verde.

Fui cc. Ignacio Jose de Souza, já falecido, durante cujo matrimônio tive nossos filhos que são: João = Maria = Elena = Angelica = Antonio = Custódia = Inocencia = Joaquim = e Prudencio, dos quais unicamente existe solteira Custódia.

Testamenteiros: 1º m/filho Antonio de Souza Pinto; 2º m/filho Joaquim de Souza Pinto; 3º m/filho Prudencio Jose de Souza.

Determina missas por sua alma, dos pais, do marido, pela alma de minha filha Maria Leodora.

Legados (entre eles):

- as minhas netas Genovefa, f. do Alferes José Romão; Elena, filha de Marcelino Alves Ferreira; Elena, f. de Antonio de Souza; e Maria Generosa, filha de meu filho Joaquim de Souza Pinto, a cada uma 60$000.

Declaro que dei a minha neta Maria do Carmo, filha de Jose Theodoro, uma mulatinha.

Deixo a meu filho Prudenciano 150$000

- a minha filha Custódia, solteira. o meu escravo Francisco pardo;

- a menina Ana Eflausina, minha afilhada, a minha escrava Ignacia creoula de idade de 2 anos, a qual estara entregue a meu filho e nora João de Souza Pinto e Purcina Maria de Siqueira, enquanto a mesma menina não tomar estado.

- deixo a m/ filha Angelica...;

Cumpridas estas minhas disposições instituo herdeira dos remanescentes de minha terça a minha filha Custodia, solteira ou casada se então tiver este estado, em sua falta a seus filhos se os tiver.

(...) escrito a meu rogo por Joaquim Flavio Ximenes do Prado. Freguesia dos Corações de Jesus, Maria, Jose do Rio Verde 09-05-1836.

Registrado aos 26-06-1837.

 

Ignacio e Genoveva, segundo seus testamentos, tiveram nove  filhos,  Clara não é citada:

- Clara, batizada em 19-08-1787. Provavelmente falecida na infancia.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi-MG bat 1785 1793 IMG 048. Clara- Innocente. Aos des, e nove dias do mes de Agosto do anno de mil, setecentos, e oitenta, e sete nesta Igreja Matris de Nossa Senhora do Monserrate de Baependi baptizei e pus os Santos oleos a innocente Clara filha legitima de Ignacio Jose de Souza e de Jenoveva Maria Ribeira, forão Padrinhos João Pinto Ribeiro solteiro e Ignacia Ribeira mulher de Manoel de Souza do Prado todos desta Matris, de que para constar mandei fazer este asento que asignei. O Vigario Domingos Lopes de Mattos

1-1 João de Souza Pinto, batizado em 24-05-1790. Em 1836 estava casado com Purcina Maria de Siqueira: “a menina Ana Eflausina, minha afilhada, a minha escrava Ignacia creoula de idade de 2 anos, a qual estara entregue a meu filho e nora João de Souza Pinto e Purcina Maria de Siqueira, enquanto a mesma menina não tomar estado”

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi-MG bat 1785 1793 IMG 079. João - Innocente. Aos vinte e coatro dias do mes de Mayo de mil e setecentos e noventa nesta Igreja Matris de Nossa Senhora do Monserrate de Baependy, baptizei, e pus os Santos oleos a João innocente, nascido aos desenove do prezente, filho legitimo de Ignacio Jose de Souza e Genoveba Maria Ribeira. Forão Padrinhos o Tenente Andre Bernardes de Gusmão, e Dona Izabel Antonia de Souza sua mulher todos desta mesma Freguezia de que para constar mandei fazer este asento que asignei. O Vigario Domingos Lopes de Mattos

1-2 Maria Ignacia de Jesus, batizada aos 20-12-1795. Casou com o Alferes Marcelino Alves Pereira, filho de Pedro Ferreira Pires e Quitéria Alves de Jesus (família “Manoel Alves Taveira”).

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi-MG bat 1795 1802 IMG 012. Maria- Aos vinte dias do mes de Dezembro de mil sete centos e noventa e sinco nesta Matris de Baependi baptizei e pus os Santos óleos a Maria innocente filha legitima de Ignacio Jose de Souza e de Genoveva Maria Ribeira: forão Padrinhos o Reverendo Carlos Ribeiro da Fonseca e Ignacia Ribeira todos desta freguezia.O P. Carlos Ribeiro da Fonseca

1-3 Helena Maria de Jesus, batizada em 28-12-1797. Casou com o Alferes José Romão Gonçalves.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi-MG bat 1795 1802 IMG 056. Elena- Aos vinte e oito dias do mês de Dezembro de mil sete centos e noventa e sete nesta Matris de Baependi baptizei e pus os Santos óleos a innocente Elena filha legitima de Ignacio Jose de Souza e de Genoveva Maria Ribeira: forão Padrinhos Joao Pinto Ribeiro e Elena Maria Ribeira solteira, de que fis este asento que asignei.O P. Carlos Ribeiro da Fonseca

Entre os filhos do casal:

1-3-1 Genoveva, batizada em 08-09-1820. Legatária da avó materna

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi-MG bat 1803 1826 IMG 452. Genoveva- Inocente. Aos oito dias do mes de Setembro de mil oito centos e vinte annos na Capella de Nossa Senhora da Conceiçam do Rio Verde filial desta Matris de Baependi, o Reverendo Jose Custodio Dias com licença Parochial baptizou solemnemente e pos os Santos Oleos a Genoveva inocente de Jose Romam Gonçalves, e de Ilena Maria de Jesus: foram P.P. o Capitão João Pinto Ribeiro, e Dona Genoveva Maria Ribeira e para constar se fes este assento que asignei.O Coadjutor Antonio Gonçalves Penha

1-3-2 José de Souza Gonçalves em Três Corações-MG aos 04-02-1856 casou com Prudenciana Candida de Jesus, filha do falecido Joaquim Policiano Pinto e Delfina Candida de Jesus, família “Bernardo José Pinto”.

1-4 Angélica Cesarina de Jesus (ou de Souza) aos 15-06-1820 casou com José Teodoro Nogueira, filho do Cap. Felisberto José Nogueira e Ana Margarida de Barros; familia “Tenente Jose Rodrigues da Fonseca” neste site.

1-4-1 João Teodoro Nogueira, em Prados aos 15-05-1848, casou com Maria Candida de São José, filha de Joaquim Policiano Pinto e Delfina Candida de Jesus, família “Bernardo José Pinto”.

1-4-2 Maria do Carmo, batizada aos 16-08-1826. Legatária da avó materna.

pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi, MG B 1803 1832 IMG 066 - Aos desaseis de Agosto de mil oito centos e vinte e seis annos no Oratorio de Dona Custodia Maria Nogueira desta freguesia o Reverendo Vigario Domingos Rodrigues Affonso baptisou e pos os Santos Oleos a Maria inocente filha legitima de Jose Theodoro e de Angelica de Jesus: forão Padrinhos Joaquim de Souza Pinto e Elena Maria de Jesus e para constar fis este assento que asigno. O Coadj.tor Julião Carlos Rangel da S.

1-5 Custódia, solteira em 1836.

1-6 Inocência Blandina de São José aos 13-11-1826 casou com o viúvo Joaquim Marques de Oliveira., provavel filho de Francisco Leme de Oliveira falecido em 10-09-1820 e Ana Pereira dos Santos, família “Francisco Leme de Oliveira”.

(indicação de Joaquim dos Santos Neto)LDS Baependi, MG Igreja de Sto Antonio matr 1800 1832 img 189

Joaq.im Marq. es de Oliv. a e Innocencia Blandina de S. Jose - Aos trese dias do mes de Novembro de mil oito centos e vinte seis annos em casa de D. Genovefa Maria Ribeira por Despacho do Reverendo Vigario da Vara desta Villa, depois de feitas as diligencias na forma do Concilio Tridentino, e Constituição do Bispado, sem impedimento, e com Provisão deste Juizo recebi em Matrimonio aos contrahentes Joaquim Marques de Oliveira viuvo, e D. Innocencia Blandina de S. Jose filha legitima de Ignacio Jose de Sousa, e de D. Genovefa Maria Ribeira natural e baptisada nesta Freguesia, e na mesma ambos moradores, e lhes conferi as bensaons nupciaes na forma do Ritual Romano sendo presentes as testemunhas Jose Theodoro Nogueira e Bento Marques de Oliveira, e p.a constar se fes este assento que asigno. O S.o Coadj.or Manoel Per. a de Sousa.

 

Inventário de Francisco Leme de Oliveira-1820

Bens- A Fazenda chamada Itaqui. Terras de cultura e de criar, matas virgens, campos e capoeiras que divide com o Tijuco ate a barra com o Rio Verde e por esta abaixo divide com o Alferes João Ribeiro da Silva e Dona Genoveva Maria Ribeiro viúva de Inácio Jose de Souza. Com Joaquim Marques de Oliveira, em comum com o filho Francisco Leme de Oliveira e outros - neste inventario: 2.666.667;

Muito provavelmente, Joaquim Marques de Oliveira era viúvo de Teresa, já falecida em fevereiro de 1821, filha de José Dias de Proença e Maria Barbosa de Lima. Com geração na família "Gaspar João Barreto", o filho.

1-7 Antonio de Souza Pinto casou com Mariana, filha de Manoel Joaquim Nogueira e Ana Antonia de Jesus. Família “Os Carvalho Duarte” Cap. 2º, § 5º. Entre os filhos do casal:

1-7-1 José, legatário da avó materna.

1-7-2 Helena, legatária das avós paterna(09-05-1836) e materna(18-07-1839). Foi batizada em 28-06-1826 e teve por madrinha a avó paterna.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG bat 1796 1845 IMG 006

Elena innocente - branca legitima. Aos vinte e oito de Junho de mil oito centos, e vinte e seis na Capella do Favacho filial desta Matris de Baependio Padre Domingos Vilella com licença Parochial baptizou, e pos os Santos Oleos a Elena innocente filha legitima de Antonio de Souza Pinto e de Dona Marianna Ignacia de Sá: forão padrinhos o Tenente Manoel Joaquim Nogueira, e Dona Genovefa Maria Ribeira, e para constar fis este assento que asigno. O Coadjutor Julião Carlos Rangel da Silva

 

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG bat 1806 1840 IMG 121

Elena innocente - Aos trinta de julho de mil oito centos, e trinta, e seis annos na Capella do Favacho o Reverendo Domingos Vilella de licença Parochial baptizou, e pos os Santos Oleos a Elena innocente filha legitima de Antonio de Souza Pinto, e de Dona Marianna Ignacia de Sa Nogueira: forão P.P.  o Tenente Manoel Joaquim Nogueira, e Dona Genovefa Maria Ribeira por Procuração, que apresentou Dona Anna Antonia de Jesus Penha, e para constar fis este assento que asigno. O Coadjutor Julião Carlos Rangel da Silva

1-7-3 Antonio de Souza Pinto, batizado em Baependi em outubro de 1826. Em Conceição do Rio Verde aos 16-09-1849 casou com Maria Claudina, de 15 anos, exposta ao Cap. João de Souza Pinto.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG bat 1806 1840 IMG 187 Antonio - Nos dias de Outubro de mil oito centos e vinte seis no Oratorio do Bom Jardim o Reverendo Antonio Gonçalves da Penha baptisou e pos os Santos Oleos a Antonio innocente filho legitimo de Antonio de Souza Pinto e de D. Mariana Ignacia de Sá Nogueira: forão Padrinhos João de Souza Pinto e D. Anna Joaquina Nogueira e para constar fis este assento que asigno. O Vigario Custodio de Oliveira Monte Raso

 

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Conceição do Rio Verde, MG Igreja N Sra da Conceição matr 1840 1893 IMG 029 - Antonio de Souza Pinto branco 23 anos - Maria Claudina branca 14 anos. Aos dezaceis de Setembro de mil oito centos e quarenta e nove, pelas tres horas da tarde, depois de feitas as diligencias do estillo e não tendo rezultado impedimento algum, na Matris de S. Thomé se receberão em Matrimonio Antonio de Souza Pinto, filho legitimo de Antonio de Souza e D. Mariana Ignacia, e D. Maria Claudina exposta ao Cap. João de Souza Pinto sendo testemunhas João da Costa Silva e Antonio Ferreira Pinto: em minha presença que lhes conferi as bençoas nupciaes, e para constar fis este assento. O Vigario João de Deus e Oliveira

1-7-4 Mariana em 28-05-1835

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG bat 1806 1840 IMG 077 Marianna - Aos vinte oito de Maio de mil oito centos, e trinta e cinco nesta Matriz de Baependy, baptisei e pús os santos óleos a Marianna innocente filha legitima de Antonio de Souza Pinto e Marianna Ignacia de Sá: forão padrinhos P.P. Joaquim de Sousa Pinto e Innocencia Blandina de que fis este assento que assigno. O Vigario Manoel Pereira de Souza

1-7-5 Batista, em 27-07-1837

pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG bat 1806 1840 IMG 247 Baptista branco - Aos vinte sete de Julho de mil oitocentos e trinta e sete na Ermida do Bom Jardim desta freguesia o Padre João Ribeiro Maia de licença minha baptizou e pos os Santos Oleos ao innocente Baptista filho legitimo de Antonio de Souza Pinto e de D. Marianna Ignacia; Forão padrinhos José de Souza Meirelles e Anna Domingas de Jesus de que fis este assento. O Vigario Manoel Pereira de Souza

1-7-6 Ana, batizada em 28-10-1838.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG bat 1806 1840 IMG 199 Anna inocente - Aos vinte, e oito dias do mes de Outubro de mil e oitocentos trinta, e oito annos nesta Matris de Nossa Senhora do Monserrat de Baependi baptisei, e pus os Santos Oleos a Anna innocente filha legitima de Antonio de Souza Pinto, e de Marianna Ignacia de Sá: forão P.P. João Pinto Ribeiro, e Angelica Cesarina de Jesus, e para constar fis este assento, que asigno. O Coadjutor Julião Carlos Rangel da Silva

 

1-8 Joaquim de Souza Pinto, estava casado em 1836 com Leonor Felizarda Nogueira. Pais de, legatária da avó paterna:

1-8-1 Maria Generosa, batizada em 22-05-1831.

Conceição do Rio Verde, MG. Maria In.e. Aos 22 de Maio de 1831 na Capella da Snr.a da Conceição do Rio Verde filial desta Matris de Baep.i batizei, e pus os S.tos Oleos a Maria in.e filha legitima de Joaquim de Sousa Pinto, e Dona Leonor Felizarda Nogr.a: P.P. Manoel da Costa Silva, e D. Genovefa Maria Ribeira, e p.a constar fis este assento. O P.e Coadj.r Franc.o Ant.o Grilo. (Joaquim dos Santos Neto)

 

1-9 Prudêncio José de Souza, batizado em 21-05-1809

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Conceição do Rio Verde, MG bat. 1776 1842 IMG 036. Prudencio- Innocente. Aos vinte e hum dias do mês de Maio de mil oito centos e nove nesta Capella de Nossa Senhora da conceição do Rio Verde filial da Matris de Baependi baptizei e pus os Santos Oleos a Prudencio innocente filho legitimo de Ignacio Jose de Soiza e Genoveva Maria Ribeira forão padrinhos Thomas Moreira da Silva e Maria Ignacia todos desta Freguezia de que para constar fis este assento que assignei. O Coadjutor Antonio Gonçalves Penha

Aos 07-08-1833 dispensados do impedimento de consanguinidade, Prudencio casou com Mariana Constancia de Jesus.

 (pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG Igreja N Sra de Monserrate matr 1829 1856 img 028 fls. 27

Prud.ncio J.e de Sz.a   – Mar.na  Constancia - Aos sette dias do mes de Agosto de mil oitocentos e trinta e tres annos no Oratorio do Alferes João Pinto Ribeiro desta Matris de Baependi o Reverendo Antonio Gonçalves Penha de licença, e com Provisão do Ordinario assistio, e abensoou o Matrimonio dos Contrahentes o Alferes João Pinto Ribeiro, digo, dos Contrahentes Prudencio Jose de Souza, e Dona Marianna Constancia de Jesus, sendo despençados do empedimento de consanguinidade, e para constar fis este assento, que asigno.O Coadj.tor Julião Carlos Rangel da S.a

 

2- José Pinto Ribeiro, natural de Baependi, com 17 anos em 1787. Casou com Maria Antonia de Jesus, filha de Bernardo José Pinto e Ana Teresa de Jesus. Capitão José faleceu aos 05-03-1831 em Três Corações-MG, onde morava, com testamento (neste site), onde declara filiação, casamento e os herdeiros descritos na família “Bernardo José Pinto” neste site.

 

3- Ana, com 16 anos, casou duas vezes. Ana Maria Ribeira foi casada com Manoel Francisco Couto, já falecido em setembro de1802, com geração de 3 filhos.

          Em 1802, Ana Maria requereu dispensa do impedimento de afinidade lícita para se casar com José Caetano de Carvalho, natural de Taubaté-SP, viúvo de Ana Maria de Jesus. Ana Maria de Jesus era filha de outra Ana Maria, neta materna de Antonia Maria de Moraes filha de Manoel Ferreira de Castilho de Helena Garcia. Estes avós paternos de Maria Vieira mãe de Ana Maria Ribeira.

Baependi. MG Livro misto. Oradores Jose Caetano de Carvalho e Ana Maria, ambos viúvos - impedimento de afinidade em 3º grau de linha transversal por copula licita

Em virtude do mandado retro informando-me sobre o seu conteudo, achei que de Manoel Ferreira de Cast.º e Helena Garcia nasceu Antonia de Moraes e desta  procedeu Ana Maria de q proveio outra Ana Maria mulher que foi do orador Jose Caetano de Carvalho - e igualmente descobri que dos ditos Cast.º e Helena Garcia nasceu Inacio Pedroso e deste Maria Vieira da qual proveio a oradora Ana Maria Ribeira, viuva de Manoel Francisco Couto - impedimento em 3º grau de afinidade licita. Baependi 20 de 7bro de 1802 o Vigr. Domingos Roiz Affonso

Testemunha: Antonio Dias de Castro, homem branco, viuvo, natural e bat. na freg. de Santa Cristina Serdedita do Arc. Braga e morador nesta freguesia de Baependi onde vive de sua lavoura, de idade de 70 anos; confirma os itens.

Dizem os oradores Jose Caetano de Carvalho e Ana Maria, ambos viuvos, assistentes na freguesia de Baependi deste bispado - impedimento de afinidade em 3º grau de linha transversal por copula licita.

- Q de Manoel Ferreira de Castilho e Helena Garcia nasceu Antonia de Moraes e desta procedeu Ana Maria da qual proveio outra Ana Maria, já falecida, mulher que foi do orador Jose Caetano de Carvalho.

- Q dos mesmos Manoel Ferreira de Castilho e Helena Garcia nasceu Inacio Pedroso e deste procedeu Maria Vieira da qual proveio a oradora Ana Maria Ribeiro, viuva de Manoel Francisco Coito, com quem o orador quer casar.

- Q a oradora é viuva, tem três filhos pequenos.

Jose Caetano de Carvalho, viuvo de Ana Maria de Jesus, homem branco natural e batizado na vila de Taubate Bispado de S. Paulo e de presente morador nesta freguesia de Baependi.

Depoimentos aos 30-09-1802 - Abertura aos 03-11-1802

 

4- João, 15 anos em 1787. João Pinto Ribeiro aos 27-11-1805 casou com Caetana Andrade de Jesus, filha do Cap. Antonio Gonçalves Penha e Florencia Maria de Jesus . Geração na família “Os Carvalho Duarte” Cap. 2º § 7º.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG Igreja N Sra de Monserrate matr 1800 1832 img 075 fls. 71v.

O Alfr.s João Pt.o Ribr.o 31 com D. Caet.a M.a de Jesus 15 br.cos - Aos 27 de Novembro de mil oito centos e sinco nesta Mattris de Baependy pellas sette horas da manham, precedendo as canonicas denunciacoins, e provisao deste Juizo se recebem em matrimonio, o Alfr.s João Pinto Ribeiro filho legitimo de João Pinto Ribeiro, e de Maria Vieira de Jesus, e Dona Caetana Maria de Jesus, filha legitima do Capitão Antonio Gonçalves Penha, e de Dona Florencia Maria de Jesus, naturais, baptizados, e moradores nesta freguezia, e logo lhes conferi as bensoes nupsiais, sendo testemunhas presentes o Reverendo Antonio Glz.s Penha e o Alf.s Manuel Dias da Silva abaixo comigo asignados, e para constar fis este asento.O Vigr. o Dom.os Roiz Aff. ço

 

5- Maria, com 14 anos

 

6- Helena Maria Ribeira, nascida por 1775. Em Baependi aos 12-02-1801 casou com Manoel Alves Taveira, viúvo de Rita Ignacia dos Santos. Geração na família “Manoel Alves Taveira”.

 

7- Custódia Maria Ribeiro, com 11 anos com 11 anos em 1787. Aos 25-01-1807 casou com o Alferes José Ramos Barbosa, filho de João Vieira Pacheco e Teresa Branca da Silva; família “Mateus Leme Barbosa”.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Baependi, MG Igreja N Sra de Monserrate matr 1800 1832 img 090

J. e Ramos Barboza b.r. 30 com Custodia M. a de Jesus b.r. 18 annos - Aos vinte e sinco dias do mez de Janeiro de mil oito sentos e sette na Capella da Senhora da Conceição do Rio Verde filial desta Matris de licença minha o P. e Luiz Diogo da Silva Torres sendo pelas duas oras da tarde com provizão deste juízo adeministrou o sacramento do matrimonio aos contra entres Joze Ramos Barbosa filho legitimo de João Vieira Pacheco, e de Thereza Branca da Silva natural e baptizado na freguezia das Lavras com Custodia Maria de Jesus filha legitima de João Pinto Ribeiro, e de Maria Vieira de Jesus ambos moradores nesta freguezia de Baependi, e logo lhes confeiu as bençoas nonciais tudo na forma do Retual Romano sendo testemunhas Jose Pinto Ribeiro e Francisco Pimenta de Alvarenga de q. e mandei fazer este asento. O Vigr. o Dom.os Roiz Aff. ço

          Custódia faleceu na fazenda do Ribeirão (parte recebida por herança paterna) aos 06-08-1824 e foi inventariada pelo viúvo em 29-08-1825. Foram pais de filha única:

Museu Regional de São João Del Rei – Inventários de Baependi cx.39

Tipo de Documento – Inventário

Inventariada: Custodia Maria Ribeiro

Inventariante – Alferes Jose Ramos Barbosa - viúvo

Data – 29/08/1825 - início

Local – Fazenda do Ribeirão, Aplicação da Capela de Nossa Senhora da Conceição do Rio Verde, Termo da Vila de Baependi, Comarca do Rio das Mortes.

Transcrição – Moacyr Villela

 

Declarou que sua mulher tinha falecido a seis de agosto de 1824, sem testamento, deixando uma única filha herdeira de nome:

1-Angélica, com 12 anos de idade mais ou menos e presentemente solteira

 

BENS-

-34 escravos;

-Lances de casas cobertas de telha na Capela do Rio Verde que divide com a Capela, com Dona Genoveva Ribeiro viúva de Inácio Jose de Souza – 10.000;

-Terras de matos, capoeiras e campos de criar na Fazenda do Ribeirão que houve por herança e compras de seu falecido sogro João Pinto Ribeiro e seus herdeiros que partem com os herdeiros do falecido Antonio Dias de Castro por um lado e por outro com o Rio Baependi – 1.600.000.

-Benfeitorias na mesma Fazenda cobertas de capim – 62.000;

-71 cabeças de gado entre grandes e miúdos.- 443.000

- 7 Bestas arreadas da tropa – 147.000

-30 ovelhas – 24.800

-50 porcos de terreiro – 15.000

 

Louvados para avaliação – Jose Pinto Ribeiro e Bento Manoel do Nascimento

MONTE MOR – 6.837.320

 

          Em 1840 José Ramos comparece no censo de S. José do Favacho com 75 anos declarados:

censo São José do Favaxo, 28-3-1840, 1º Quarteirão: 27

Jose Ramos Barbosa, Branco, 75, viuvo, lavoura

17 cativos

 

7-1 Angélica, solteira, com doze anos em 1825.

 

8- Maria, com 9 anos em 1787. Provavelmente esta Maria a Maria Luiza de Jesus mãe de:

8-1 Delfina Candida de Jesus, com 18 anos em 11-02-1833, requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau para se casar com Joaquim Policiano Pinto, filho de José Pinto Ribeiro (2 supra) e Maria Antonia de Jesus. Geração na família Bernardo José Pinto, neste site.

Campanha, MG livro misto 1832-1833

Oradores Joaquim Policiano Pinto e D. Delfina Candida de Jesus, da freguesia de N. Sra da Campanha; imp. consanguinidade em 2º grau da linha transversal igual por serem primos co irmãos; que a oradora se acha gravida do orador. Mariana 12-02-1833.

Q o Cap. Jose Pinto Ribeiro, pai do orador é irmão de D. Maria Luiza mãe da oradora

Testemunhas: 1ª Jose Pinto Ribeiro, branco, casado, morador nesta freguesia onde vive de sua roça, de idade 25 anos; consanguineo e vizinho dos oradores.

Depoimento dos oradores: Joaquim Policiano Pinto, branco, solteiro, nat. e morador na freguesia da vila da Campanha onde vive de sua roça de idade 22 anos.

D. Delfina Candida de Jesus, branca, solteira, natural desta freguesia que vive em companhia de seus pais, de idade 18 anos.

2ª test.: João Pinto Ribeiro, branco, casado, natural de morador nesta freguesia onde vive de sua roça, de idade 20 anos, consanguineo dos oradores.

Eles oradores estão contratados para se casarem mas obsta-lhes o imp. de consanguinidade em 2º grau linha transversal igual, pq o Cap. Jose Pinto Ribeiro, pai do orador, é irmão de D. Maria Luiza de Jesus, mãe da oradora. A oradora vive em companhia de seus pais

3ª test.: João da Costa Silva, casado, nat. e morador nesta freguesia da Campanha onde vive de sua roça, de idade de 38 anos, parente por afinidade dos oradores.

 

9- Manoel, batizado em 24-01-1785. Com 6 anos em 1787.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Baependi, MG bat.1803 1826 IMG 469. Manoel- Inocente. Aos 24 de Janeiro de 1785 na Capella da Conceiçam do Rio Verde o Reverendo Capittam Manoel da Silva Barros solemnemente baptisou a Manoel inocente filho legitimo de João Pinto Ribeiro, e de Maria Vieira: foram padrinhos Bento Manoel do Nascimento e sua mulher D. Theresa Maria de Jesus e por não ser lavrado em tempo a vista de hum assento em hú borrador que servia então na dita Capella por livro de assentos, e informando me de peçoas verídicas no mesmo e geral conceito achando ser o proprio o mandei lansar a 5 de Fevereiro de 1821, e me assigno. O Vigario Domingos Rodrigues Affonso

 

10- Mariana, com 4 anos em 1787. Mariana Ribeira de Jesus, aos 27-07-1803 casou com Joaquim Pinto de Moraes, filho do Alferes José Pinto de Moraes e Ana Marcelina de Castilho, neto paterno de Domingos Pinto da Silva e Francisca Mendes da Silva, neto materno do Ajudante Francisco Tomas Camillo e Rita Maria de Jesus; família “Bento da Costa Preto” Cap. 7º,

B7: Baependi-MG aos 27 julho 1803 na capela da Sra. Conceição do Rio Verde, filial desta, o revdo. Antonio Gonçalves Penha.

Joaquim Pinto de Moraes, f.l. do alf. Jose Pinto de Moraes e Anna Marcelina; cc. Marianna Ribeira de Jesus, f.l. de João Pinto Ribeiro e de Maria Vieira de Jesus. Ambos nascidos e batizados nesta freguesia.