PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

GASPAR RIBEIRO SALVAGO

Aportes à Genealogia Paulista

SL. III, 367, 1-6, Catharina do Prado foi casada com Gaspar Ribeiro.

(atualizado em 19-dezembro-2015)

 

 

Fabricio Gerin

 

 

Gaspar Ribeiro Salvago, natural de São Paulo, filho de Catarina do Prado e Gaspar Ribeiro, casou três vezes. Primeira vez com Ana Pires de Siqueira.

 

Segunda vez com Isabel Garcez de Godoy, filha de Isabel Garcez Moreira (ou de Godoy) e seu primeiro marido Antonio de Miranda de Almeida, família “Godoys” neste site (SL. 6º, 119, 3-3).

 

Gaspar casou terceira vez com Francisca de Oliveira (ou Delgada), natural de Jacarei, filha de Manoel Delgado da Cruz, natural de Jacarei e Catarina Maria da Silva, natural de Mogi das Cruzes (termo de casamento do filho Antonio com avós e naturalidades e SL. 2º, 360, 5-2).

 

Gaspar foi morador no bairro de Nossa Senhora da Penha termo da vila de São Paulo onde faleceu em 02-02-1754 e foi inventariado por Francisca no mesmo ano. Francisca casou segunda vez com Tomas Gracez de Moraes (SL. 2º, 360, 5-2).

(FGerin) 02/02/1754 (Sé) - Gaspar Ribeiro Salvago, natural e morador nesta vila, filho de Gaspar Ribeiro Salvago e Catarina Leme – primeira vez casado com Ana Pires de Siqueira, e segunda vez com Isabel Garcez, e terceira vez com Francisca Delgado – sepultado na Capela da Penha.

 

SAESP - Inventários e Testamentos Não Publicados - 1º oficio

Gaspar Ribeiro Salvago, 1754 - São Paulo -

Pesquisa de Fabricio Gerin

Autos: 09/02/1754 nesta cidade de São Paulo – presente Francisca Ribeiro, dona viúva do mesmo defunto, que foi morador no bairro de Nossa Senhora da Penha, termo desta dita cidade, meeira, empossada dos bens do seu casal – declarou que o dito seu marido faleceu aos 02 do presente mês de fevereiro do presente ano sem testamento, que fora casado 3 vezes: primeiramente com Ana Pires de Siqueira, segunda vez com Isabel Garcez de Godoy, e terceira vez com ela inventariante – do primeira matrimônio tivera 2 filhos e 2 filhas, e que não se fizera inventário por morte da dita sua mulher; da 2ª tivera 1 filho; e com ela inventariante lhe ficaram 3 filhos, e que do segundo matrimônio se não fizera também inventário.

Título dos herdeiros:

Do primeiro matrimônio:

1 - Catarina Ribeiro de Siqueira, casada com João de Miranda de Godoy;

2 - Isabel Pires de Siqueira, casada com Bernardo Machado da Silva;

3 - Salvador Pires de Siqueira, que faleceu antes do inventariado;

4 - Gaspar Ribeiro, casado com Maria de Oliveira, defuntos de cujo matrimônio tiveram duas fêmeas e um macho (os nomes a inventariante desconhece), moradores nas minas da Aiuruoca;

Do segundo matrimônio:

5 - Antonio Ribeiro de Godoy, casado com Antonia Rodrigues;

Do terceiro matrimônio:

6 - Ignacia, 10 anos;

7 - Antonio, 8 anos;

8 - Maria, 2 anos.

 

Filhos de Gaspar com Ana Pires de Siqueira:

1- Salvador Pires de Siqueira

2- Catarina Ribeiro de Siqueira § 2º que segue

3- Gaspar Ribeiro § 3º que segue

4- Isabel Pires de Siqueira

 

Com Isabel Garcez de Godoy, o filho único:

5- Antonio Ribeiro de Godoy

 

Com Francisca de Oliveira:

6- Inácia,

7- Antonio

8- Maria,

 

1- Salvador Pires de Siqueira, batizado em Guarulhos aos 09-05-1698. Faleceu antes do pai.

(FGerin) Guarulhos 09/05/1698– Salvador, f. de Gaspar Ribeiro Salvago e Ana Pires]

 

4- Isabel Pires de Siqueira, batizada em Guarulhos em 23-04-1705. Casada com Bernardo Machado e Silva. Citados em SL. 8, 204, 4-3.

(FGerin) (Guarulhos) 23/04/1705– Isabel, f. de Gaspar Ribeiro Salvago e Ana Pires]

 

5- Antonio Ribeiro de Godoy, filho único de Isabel Garcez de Godoy. Em Nazaré Paulista aos 21-06-1734 casou com Antonia Rodrigues do Prado, filha de Francisco Rodrigues do Prado e Catarina da Luz Cortes, família “Pinheiro, os irmãos Francisco e João” Cap. 2º.

(FGerin) Matriz de Nossa Senhora de Nazaré de Nazaré Paulista/SP – Livro 1, fls. 90v) Antonio Ribeyro de Godoy com Antonia Rodrigues do Prado. Aos vinte e hum de junho de mil settecentos e trinta e quatro annos feitas as denunciaçoins na forma do Sagrado Concilio de Trento sem se descubrir impedimento algum e com licença do Reverendo Doutor Vigario da Vara da Comarca na minha prezença e das testemunhas Francisco Pinheiro do Prado e Jozeph Nogueira Cardozo homens cazados e moradores desta freguezia se cazarão em face da Igreja por palavras de prezente solemnemente Antonio Ribeyro de Godoy filho legitimo de Gaspar Ribeyro Salvago e de sua mulher Izabel Graces de Godoy moradores do Bairro de Nossa Senhora da Penha com Antonia Rodrigues do Prado filha legitima de Francisco Rodrigues do Prado e de sua mulher Catharina da Lux Cortes moradores desta freguezia de Nossa Senhora de Nazareth de que tudo para constar fis este termo em que asignei. O Vigr.o Jozeph de Morais e Ag.ar. Fran.co Pinh.ro do Prado. Jozeph Nog.ra Cardozo]

5-1 João, batizado em Nazaré em 10-04-1688.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 10-04-1688 bat João, f.l. Francisco Rodrigues do Prado e Catarina Portes, padr.: Cap. Zuzarte Lopes de Medeiros e Maria Lopes.

5-2 Mariana em 17-09-1692

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 17-09-1692 bat. Mariana, f.l. Francisco Rodrigues e Catarina Cortes, padr.: Marcelino de Camargo e Catarina do Prado.

5-3 Pedro em 20-11-1694

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 20-11-1694 bat Pedro, f.l. Francisco Rodrigues do prado e Catarina Cortes, padar.: Pascoal Delgado e Gabriela Ortiz de Camargo.

5-4 Joana em 04-07-1701.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 04-07-1701 bat Joana, f.l. Francisco Rodrigues do Prado e Catarina Cortes, padr.: Baltazar Pinheiro do Prado e Catarina Pinheira.

5-5 Rosa em 03-08-1704.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 03-08-1704 bat Rosa, f.l. Francisco Rodrigues do Prado e Catarina Cortes, padr.: o padre batizante e Izabel Bicuda.

5-6 Luzia em 19-04-1710.

Nazaré Paulista, SP igreja N. Sra de Nazaré aos 19-04-1710 bat a Luzia, f.l. de Francisco Rodrigues do Prado e Catarina Cortes; foi madrinha Maria de Camargo

6- Inácia, filha de Francisca, com 10 anos em 1754.

 

7- Antonio, com 8 anos em 1754. Antonio Ribeiro da Silva, natural de S. Paulo, em Nazaré Paulista aos 10-09-1765 casou com Joana Pires de Moraes, daí natural, filha de Antonio do Prado e Moraes, natural da Conceição de Guarulhos e Escolástica Cardosa, dessa freguesia, neta paterna de Manoel do Prado e Moraes, natural da cidade de S. Paulo e Margarida Cardosa Pires natural de Jacarei, neta materna de Jerônimo Nunes Pedroso, natural de Nazaré Paulilsta e Messias Vaz da Cunha, natural da Conceição dos Guarulhos.

          Manoel do Prado e Moraes e Margarida Cardosa Pires são citados em SL 3º, 284, 5-2 e 5-3 e 5-4 em SL. 1º, 544, 5-1 e em SL. 3º, 327, 6-5). Jerônimo Nunes Pedroso e Messias Vaz da Cunha são citados em SL. 3º, 327, 6-5 e SL. 5º, 354, 6-1.

(FGerin) Matriz de Nossa Senhora de Nazaré de Nazaré Paulista/SP – Livro 3, fls. 21v) Antonio Ribeyro da S.a e Joanna Pires de Moraes. Aos des dias do mês de septembro de mil settecentos e sesenta e cinco annos nesta freguezia de Nossa Senhora de Nazareth, e Igreja Matrix della, feitas as denunciaçoens na forma do Sagrado Concilio Tridentino e Constituiçam do Bispado, sem constar de impedimento algum em virtude de huma provizam do Muyto Reverendo Senhor Doutor Manoel Jozeph Vas Vigario Capitular deste Bispado, sede vacante, o qual me foi aprezentado e fica em meu poder, sendo pelo meyo dia pouco mais ou menos, em prezença de mim o Padre Antonio Ferreyra de Meyrelles, Parocho desta freguezia de Nazareth, se receberam por palavras de prezente, por marido e mulher, como manda a Santa Madre Igreja de Roma Antonio Ribeyro da Silva, natural da cidade de Sam Paulo, filho legitimo de Gaspar Ribeyro Salvago, natural da cidade de Sam Paulo, já defunto, e de sua mulher Francisca de Oliveyra, natural de Jacharey, freguezia deste Bispado de Sam Paulo, neto paterno de Gaspar Ribeyro Salvago, e de sua mulher Antonia Leme, naturais da cidade de Sam Paulo, ambos já defuntos, e neto materno de Miguel Delgado Crus, natural da Villa de Jacharey, já defunto, e de sua mulher Catharina Maria, natural de Mogi das Cruzes; com Joanna Pires de Moraes, natural desta freguezia, filha legitima de Antonio do Prado e Moraes, natural da freguezia de Nossa Senhora da Conceição dos Guarulhos, e de sua mulher Escholastica Cardoza, natural desta freguezia, neta paterna de Manoel do Prado e Moraes, natural da cidade de Sam Paulo, e de sua mulher Margarida Cardoza Pires, natural da Villa de Jacharey, e neta materna de Hyeronimo Nunes Pedrozo, natural desta freguezia, e de sua mulher Messias Vas da Cunha, natural da freguezia da Conceiçam dos Guarulhos, ambos já defuntos: acharam-se prezentes as testemunhas Hyeronimo Nunes da Cunha, e Antonio da Costa Ribeyro, homens cazados e moradores desta freguezia, e meus freguezes com os mesmos contrahentes, os quais assignaram comigo o prezente termo; e logo dei aos contrahentes as bençoens matrimoniaes na forma do Ritual Romano. O Vigr.o Antonio Ferreyra de Meyrelles. Antonio da Costa Rib.ro. Hieronimo Nunes da Cunha]

 

          Antonio e Joana tiveram os filhos, q.d.

7-1 Inácia de Oliveira da Silva aos 20-06-1782 casou com Antonio Lopes do Prado, natural de Atibaia, filho de Martinho Lopes do Prado e de Suzana Pinheira de Lima casados em Atibaia-SP em 27-07-1750, neto paterno de Sebastião Martins do Prado e Maria Lopes de Camargo, neto materno de Estevão Vaz de Lima e Catarina do Prado. Geração na família “Sebastião Martins do Prado”.

Camanducaia, MG Igreja Imaculada Conceição matr - Aos vinte de junho de mil setecentos e oitenta e dois, Antônio Lopes do Prado, natural de Atibaia, filho de Martinho Lopes do Prado e de Suzana Pinheira de Lima, com Ignacia de Oliveira da Silva, natural e batizada na Freguesia de Nazaré, filha de Antônio Ribeiro da Silva e Joana Pires de Moraes, todos deste Bispado.

 

7-2 Bento, batizado em Camanducaia aos 16-11-1777.

Camanducaia, MG Igreja Imaculada Conceição bat - aos 16-11-1777 nesta capela curada bat a Bento, f.l. Antonio Ribeiro da Silva e Joana Pires de Moraes. Padr.: Cap. Andre Pereira da Silva e s/m D. Escolastica de Oliveira Prestes todos desta freguesia.

7-3 Francisca, em 04-09-1785

Camanducaia, MG Igreja Imaculada Conceição bat - aos 04-09-1785 bat a Francisca, f.l. Antonio Ribeiro da Silva e Joana Pires de Moraes. Padr.: João Domingues Pires, solteiro filho de Belxor Domingues e D. Escolastica de Oliveira Prestes, todos desta freguesia.

8- Maria, com dois anos em 1754.

 

 

§ 2º - CATARINA RIBEIRO DE SIQUEIRA

(atualizado em 22-novembro-2011)

 

 

Fabricio Gerin

 

 

2- Catarina Ribeiro de Siqueira batizada em Conceição dos Guarulhos em 28-03-1700. Casou com João de Miranda de Godoy, irmão de Izabel Garcez de Godoy, filhos de Antonio de Miranda de Almeida e Isabel Garcez Moreira (ou de Godoy).

(FGerin) Guarulhos 28/03/1700– Catarina, f. de Gaspar Ribeiro e Ana Pires – pp. Gaspar Ribeiro Salvago e Maria de Siqueira]

Catarina e João tiveram, q.d.:

2-1 Maria, batizada em 14-12-1716.

(FGerin) Guarulhos -14/12/1716 – Maria, f. de João de Miranda Garcez e Catarina Ribeiro –

Segundo Silva Leme (SL. 6º, 119, 4-1): Maria Pires de Godoy casou em 1734 com José Rodrigues da Silva, natural de Torres Vedras, Portugal, f.º de Manoel Rodrigues e de Catharina Josepha. Com geração do filho: 5-1 Ignacio Rodrigues da Silva casado em 1776 em S. Paulo com Margarida de Pontes f.ª de Salvador Munhoz Paes e de Leonor Rodrigues de Pontes. 2.ª vez em 1756 em S. Paulo com Francisco Vaz Pinto f.º de Manoel Vaz Pinto e de Joanna Barbosa Pimentel, com geração no V. 4.º pág. 442.

 

          Cremos que a casada com Francisco Vaz Pinto foi a Maria 2-5 abaixo.

 

2-2 Escolástica, batizada em 10-11-1719. Escolástica Pires de Siqueira casou em 1753 em São Paulo com Francisco Bueno Xavier, segundo a Genealogia Paulistana (SL. 6º, 119, 4-3 e SL. 1º, 315, 3-3)

(FGerin) Guarulhos 10/11/1719– Escolástica, f. de João de Miranda e ... Ribeiro

 

2-3 Gonçalo, nasceu em N. Sra da Penha e foi batizado aos 05-12-1723 em Conceição dos Guarulhos.

(FGerin) (batizado em Nossa Senhora da Penha, com registro em Guarulhos) 05/12/1723– Gonçalo, f. de João de Miranda e Catarina Ribeiro

 

2-4 Maria, batizada em 13-03-1738. Provavelmente esta é a Maria da Conceição Pires, segundo a GP (6º, 118, 4-2), casada em 1756 em S. Paulo com Antonio Leme de Oliveira filho de Jacintho Simões do Canto e de Maria Leme Bicudo.

(FGerin) Guarulhos 13/03/1738– Maria, f. de João de Miranda e Godoy e Catarina Ribeiro de Siqueira –

 

2-5 Maria, batizada em 13-12-1740.

(FGerin) Guarulhos 13/12/1740– Maria, f. de João de Miranda e Godoy e Catarina Ribeiro de Siqueira –

Silva Leme diz que Maria Pires de Godoy foi casada duas vezes - a primeira em 1734 com José Rodrigues da Silva, e a segunda vez com Francisco Vaz Pinto em 1756 em São Paulo. O "segundo" casamento na Sé de São Paulo não nos informa que a contraente seria viúva - e há uma outra Maria, filha dos mesmo pais, batizada em Guarulhos em 1716. Portanto, a casada em 1734 foi a Maria batizada em 1716, e Maria Pires de Godoy só casou uma vez, em 1756, com Francisco Vaz Pinto e foram para a Conceição do Jaguari, onde batizaram filhos, e vieram a falecer.

 

          Maria de Godoy, depois Maria Pires de Godoy, em São Paulo aos 01-12-1756 casou com Francisco Vaz Pinto, natural de Santo Amaro, filho de Manoel Vaz Pinto e Joana Barbosa casados aos 17-11-1733 en Santo Amaro, neto paterno de Severino Barreiros e Ignez Pedrosa, neto materno de Manoel Vaz Barbosa e Izabel da Costa, todos naturais de Santo Amaro-SP - família  “Furtado, os irmãos Luiz e Leonel”, neste site.

(FGerin) Matriz de Nossa Senhora da Assunção de São Paulo/SP – Livro 2, fls. 166v) Fran.co Vaz P.to e Maria de Godoy. Ao primeiro dia do mez de dezembro de mil settecentos sincoenta e seis annos dadas as três cannonicas denunciaçoens na forma do Sagrado Consilio Tridentino e nam rezultando impedimento nesta e em minha prezença com provizam do Muito Reverendo Doutor Vigario Geral Manoel Joze Vaz se recebeo em face de Igreja por palavras de prezente Francisco Vaz Pinto natural da freguezia de Santo Amaro filho legitimo de Manoel Vaz Pinto e de Joanna Barboza naturaes de Santo Amaro, neto por parte paterna de Severino Barreiro e de sua mulher Ignes Pedroza ambos naturaes e freguezes de Santo Amaro, e por parte materna netto de Manoel Vaz Barboza e de sua mulher Izabel da Costa naturaes de Santo Amaro com Maria de Godoy da freguezia de Nossa Senhora da Conceyçam dos Guarulhos, filha legitima de Joam de Miranda de Godoy e de Catharina Ribeyra naturaes desta cidade, netta por parte paterna de Antonio de Miranda e Izabel Garcez desta cidade, ambos, por parte materna netta de Gaspar Ribeyro Salvago e Anna Pires naturaes desta cidade. E sendo testemunhas Manoel Franco da Silva cazado e Joze da Silva do O de que fiz este assento que com as testemunhas assigney. Francisco Al.z de Oliv.ra. Manoel Franco da Silva. Jozeph da Silva do Hó. Receberam as bençoens ... 20 de fev.ro de 1757. Oliv.ra]

 

RMJ: Casamentos de Sto Amaro-SP aos 17-11-1733; Manoel Vaz Pinto- filho de Severino Barreiros e Inês Pedrosa, já defunta; cc. Joana Barbosa Pimentel- filha de Manoel Vaz Barbosa e Izabel da Costa Pimentel.

T: João Paes Colona e ---- Martins de Carvalho;

 

          Francisco e Maria foram moradores no bairro do Jaguari onde comparecem no censo de 1767, ele com 33 anos e ela com 25. Aí faleceram em 1808. Francisco em 12-02-com 74 anos e Maria aos 29-05 com 60 anos, pouco mais ou menos declarados.

(FGerin) [Mapa de População da freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Jaguari – 1767, bairro do Jaguari Abaixo: Francisco Vaz Pinto, 33 anos, casado com Maria Pires de Godoy, de 25 anos, que possue um sítio com casas de parede de mão cobertas de palha com seus cultivados, que vive de suas lavouras, possue 4 cavalos, 2 potros, 1 égua com cria, 5 cabeças de gado vacum / f.os do d.o / José 8 anos / Manoel 7 anos / Joana 3 anos / Ana 2 anos / Escolástica 7 meses]

 

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 2, fls. 3) Fran.co Vaz Pinto. Aos doze de fevereiro de mil oitocentos e oito, nesta M digo e oito, no Bairro do Rio Abaixo, no dia de hontem, faleceu da vida prezente com os sacramentos da penitencia e extrema unção Francisco Vaz Pinto, de idade de setenta e quatro annos, natural da freguezia de Santo Amaro, filho legitimo de Manuel Vaz Pinto, e de Joana Barboza, era cazado com Maria Pires de Godoes, todos freguezes desta Matriz, faleceu de hua intumecensia do ventre, foi seu corpo amortalhado em o habito de São Francisco, recomendado pelo Reverendo Parocho, e sepultado dentro desta Matriz, acompanhado das Irmandades do Santissimo e do Rozario, não fez testamento. O Coadjutor Joaquim Fran.co de Abreu.

 

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 2, fls. 5v) Maria Pires. Aos vinte e nove de maio de mil oitocentos e oito, nesta digo, e oito, no Bairro do Rio Abaixo desta Villa de Bragansa com todos os sacramentos falesceo da vida prezente de bixigas, Maria Pires, freguês desta Matrix e natural de Atibaya, de idade pouco mais ou menos de secenta annos; era cazada com Francisco Vaz Pinto tãobem já falescido; foi seu corpo involto em panno branco, por mim recomendado, e sepultado no cimiterio por morrer de bixigas; não fes testamento, de que mandei fazer este termo com licenssa do Reverendissimo Senhor Doutor Provizor do Bispado em que me assignei. O Vigr.o Ign.co J.e da Ann.çam Cintra.

 

Tiveram os filhos (oito deles citados em SL. 4º, 442 alguns sem conjuge), q.d.:

2-5-1 José Vaz Pinto, com 8 anos em 1767. Casado aos 02-07-1782 na Sé de São Paulo, com Ana Francisca, exposta a Francisca da Silva.

(FGerin) 02/07/1782 (Sé) – José Vaz Pinto e Ana Francisca – ele, natural de Atibaia, f.l. de Francisco Vaz Pinto e Maria Pires de Godoy, n.p. de Manoel Vaz Pinto e Joana Barbosa Pimentel, naturais de Atibaia; e n.m. de João de Miranda de Godoy e Catarina Ribeiro do Prado, naturais desta – ela, exposta em casa de Francisca da Silva, natural desta.

2-5-2 Manoel, com 7 anos em 1867. Segundo a GP, Manoel Vaz Pinto casado em 1787 em Mogi Mirim com Cecilia Leme do Prado, filha de João Leme do Prado e Genoveva Leme.

 

2-5-3 Joana Pires de Godoy, com 3 anos. Aos 09-11-1784 em Bragança Paulista casou com João Batista, daí natural, filho de Antonio de Souza Bueno e da falecida Gertrudes de Oliveira, estes citados na GP sem a geração (SL. 1, 417, 5-1). Joana citada com geração e sem o conjuge em SL. 4, 443, 6-6.

 (FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls 174v) João Baptista e Joana Pires. Aos nove dias do mês de novembro de mil e setesentos e oitenta e quatro annos nesta Matris da freguezia de Nossa Senhora da Conceiçam de Jagoari, pelas duas horas da tarde precedendo as deligencias do estillo, não rezultando impedimento algum, com provizam do Reverendissimo Senhor Conigo Penitenciario e Vigario Geral interino Faustino Xavier do Prado, em minha prezença e das testemunhas João Pires Maciel solteiro filho do Alferes Antonio Barreto Cardozo, e Pedro Vas Pires cazado freguezes desta freguezia se cazaram por palavras de prezente por marido e mulher João Baptista natural e freguês desta dita freguezia filho de Antonio de Souza Bueno, e de sua mulher Gertrudes de Oliveira naturais de Atibaia e Joana Pires de Godois natural de Atibaia fregueza desta freguezia filha de Francisco Vas Pinto e de sua mulher Maria de Godois esta natural de Sam Paulo, e aquele de Santo Amaro; e dos avos assim do contraente como da contraente ninhuma noticia me derão e menos de suas naturalidades; e logo no mesmo dia receberam as bençoins, de que fis este assento, que assinei com as ditas testemunhas assima declaradas. O Vigr.o Bern.do de S. Payo Barros. João Pires Maciel. Pedro Vas Pires.

 

2-5-4 Ana Pires de Godoy com 2 anos em 1767. Aos 21-02-1786 casou com Manoel Pereira Bueno, irmão inteiro de João Batista supra citado, filhos de Antonio de Souza Bueno e Gertrudes de Oliveira, naturais de Atibaia, netos paterno de Francisco Bueno Calhamares e Francisca de Souza, tambem naturais de Atibaia-SP, netos maternos de José Pereira de Alvarenga e Ana Maria Ribeira, naturais de Jundiai-SP.

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls. 194v) M.el Per.a Bueno com Anna Pires. Aos vinte e hum dias do mês de fevereiro de mil settecentos, e oitenta e seis annos, nesta Matris de Nossa Senhora da Conceiçam de Jaguari, feitas as denunciações canônicas, sem impedimento algum, com provizam do Reverendissimo Snr. D.or Gaspar de Souza Leal, Juis dos Cazamentos, ao meyo dia pouco mais ou menos serreceberão em face da Igreja, na minha prezença com palavras de prezente, por marido, e mulher, conforme manda a Santa Madre Igreja Manuel Pereira Bueno, natural e batizado nesta freguezia, filho legitimo de Antonio de Souza Bueno, e de sua mulher Gertrudes de Oliveira, ambos naturais da Villa de Atibaya, neto por paterno de Francisco Bueno Calhamares, e de Francisca de Souza ambos naturais da Villa de Atibaia: neto materno de José Pereira de Alvarenga, e de Anna Maria Ribeira, naturais da Villa de Jundiahy: com Anna Pires de Godois natural da Villa de Atibaya, filha legitima de Francisco Vaz Pinto, e de sua mulher Maria de Godois, naturaes de Sam Paulo, neta paterna de Manuel Vaz Pinto, e de Joanna Barboza, naturais de Santo Amaro, neta materna de Joam de Miranda de Godois, e de Catharina Ribeira de Siqueira, naturais de São Paulo, e logo receberão as benções na forma da Igreja, sendo prezentes por testemunhas José Pereira Leme cazado, e Bento Domingues Pais, e para constar fis este asento que asignei com as testemunhas. O Vigr.o Ignc.o Jose da Ann.çam Cintra. Jose Per.a Leme. Bento Domingues Pais.

 

2-5-5 Escolástica de Godoy, batizada em 10-08-1766. Aos 09-11-1784 casou com Custódio Gonçalves da Silva, natural de Atibaia, filho de Francisco Gonçalves Dultra, natural da Ilha Terceira e Ana da Silva, natural da Parnaíba, neto paterno de Balthazar Gonçalves Dultra e de Anna Lucas, n.m. de João de Oliveira da Silva, de Mogy das Cruzes, e de Francisca Fernandes, de Parnahiba (citados em SL. 7, 203, 4-1)

          Escolástica, citada na GP (SL. 4, 443, 6-8) sem conjuge e com geração.

 (FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls. 20) Escolastica. Aos des dias do mês de agosto de mil setecentos e secenta e seis bautizei e pus os santos óleos a innocente Escolastica filha de Francisco Vas Pinto natural de Santo Amaro, e de sua mulher Maria Pires de Godoy natural da Conceyção neta paterno de Manoel Vas Pinto e de sua mulher Joanna Barboza naturais de São Amaro, neta materna João de Miranda e Godoy e Catharina Ribeyra de Syqueyra naturais da Conceyção dos Guarulhos; forão padrinhos Mathias Rodrigues da Cunha e sua mulher Christina Maria de Morais, e para constar fis este asento. O Vigr.o Hyeronimo de Camargo Bueno. Mathias + Rodrigues da Cunha. Certifico em como a crus he signal de que uza Mathias Rodrigues da Cunha de que uza por não saber ler. Era ut supra. O Vigr.o Hyeronimo de Camargo Bueno.

 

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls 174) Custodio Gonçalves e Escolastica de Godois. Aos nove dias do mês de novembro de mil e setesentos e oitenta e quatro annos, nesta Matris desta freguezia de Nossa Senhora da Conceiçam de Jagoari, pellas duas horas da tarde precedendo as deligencias do estillo, não rezultando impedimento algum, com provizam do Reverendissimo Senhor Conego Penitenciario e Vigario Geral interino Faustino Xavier do Prado em minha prezença e das testemunhas José Pedrozo Pinto cazado e Joaquim Gomes de Morais solteiro filho de Ignacio Gomes se cazaram por palavras de prezente por marido e mulher Custodio Gonçalves da Silva natural de Atibaia e freguês desta freguezia filho de Francisco Gonçalves Dultra, e de sua mulher Maria digo Anna da Silva esta natural de Parnahiba e aquele das Ilhas Terceira e Escolastica de Godois natural e fregueza desta dita freguezia filha de Francisco Vas Pinto e de sua mulher Maria de Godois esta natural de Sam Paulo, e aquele de Santo Amaro e dos avos assim do contraente como da contraente ninhuma noticia me deram e menos de suas naturalidades; e logo no mesmo dia receberam as bençoins de que fis este assento, que assinei com as ditas testemunhas assima declaradas. O Vigr.o Bern.do de S. Payo Barros. Joze Pedrozo Pinto. Joaq.m Gomes de Morais.

 

2-5-6 Felipa, batizada em Bragança Paulista aos 25-09-1768.

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls. 48) Phelippa. Aos vinte e sinco dias do mês de septembro de mil, setecentos secenta e oito annos, nesta Matrix, baptizei e puz os santos óleos a innocente Phelippa filha de Francisco Vas e de sua mulher Maria de Godoy: forão padrinhos Joam Pires Pimentel, e sua mulher Anna de Godoy Moreyra, todos desta freguezia. O Vigr.o Fran.co Pedrozo de Alm.da.

 

2-5-7 Miguel Vaz Pinto, batizado aos 29-09-1770 em Bragança Paulista, casou duas vezes.

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls. 73) Miguel. Aos dezanove, digo ao vinte e nove dias do mês de setembro de mil e setecentos e setenta annos, baptizey ao innocente Miguel filho de Francisco Vaz, e de sua mulher Maria de Godoy; indo eu confessar a mesma Maria de Godoy, do mesmo parto que estava em perigo: e nascendo a criansa também em perigo de morrer a baptizey e aos seis de outubro deste mesmo anno veyo a Igreja o innocente e lhe fiz os exorcismos, e lhe pus os santos olleos, todos desta freguezia, que para constar fiz este assento, que asigney. O Vigr.o Francisco Bicudo de Syq.ra.

          Aos 18-07-1809, viúvo de Policena Ursina de França, casou com Gertrudes Maria de Miranda, natural de Mogi das Cruzes, filha de Inácio de Miranda, natural de Mogi e Ana Maria, natural de Conceição dos Guarulhos e exposta a Lourenço Fernandes, neta paterna de Antonio de Goes Raposo e Maria de Miranda, natural de Mogi das Cruzes.

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 4, fls. 108v) Miguel Vas Pinto e Gertrudes Maria de Miranda. Aos dezoito de julho de mil oitosentos e nove nesta Matrix da Villa de Bragança feitas as denunciaçoens canônicas sem impedimento algum, e com provizão do Reverendissimo Senhor Doutor Provizor do Bispado pelas duas horas da tarde em minha prezença e das testemunhas se receberão em matrimonio na forma da Igreja com palavras de prezente Miguel Vas Pinto natural e freguês desta Matrix do Bairro Rio Abaixo filho digo viúvo que ficou por falecimento de Policena Ursina de França sepultada nesta Matrix com Gertrudes Maria de Miranda minha freguês do Bairro Rio Abaixo, natural da Villa de Mogi das Cruzes, filha de Ignacio de Miranda, e de sua mulher Anna Maria, naturaes da Villa de Mogi das Cruzes, e dos avos não sabem, e logo lhes dei as bençoens nuptiais, sendo testemunhas Jorge Moreira de Godois viúvo, e Jose de Miranda cazado freguezes desta Matrix que commigo asignarão. O Vigr.o Ign.co J.e da Ann.çam Cintra. Jorge Moreira de Godois. Jose de Miranda.

 

Casamentos - Paroquia de Sant'Ana de Mogi das Cruzes-SP, aos 28-01-1788 Inacio de Miranda, f.l. Antonio de Goes Raposo e Maria de Miranda, natural desta freguesia = cc Ana Maria, exposta em casa de Lourenço Fernandes, natural da freguesia da Conceição dos Guarulhos.

 

2-5-8 Salvador Barbosa, batizado aos 02-02-1773 em Bragança Paulista. Aos 27-05-1800 casou com Gertrudes Maria do Rosário, natural de Atibaia, filha de José de Faria e Maria Paes Cardosa, neta paterna de Pedro Domingues Paes e Maria Ribeira, neta materna de Salvador Paes e Ana Pires, todos naturais de Atibaia-SP. (SL. 4, 443, 6-3 e SL. 5, 348, 6-8 sem os conjuges)

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls. 116v) Salvador. Aos dous dias do mez de fevereiro de mil settecentos e setenta e três annos nesta Matris de Nossa Senhora da Conceissão de Jaguary baptizey e pus os sanctos olleos ao innocente Salvador filho de Francisco Vas Pinto, e de sua mulher Maria de Godois: forão padrinhos Miguel Vas Pinto solteiro filho de Manoel Vas Pinto, e de sua mulher Joanna Barboza, e a mesma Joanna Barboza mulher do sobredito Manoel Vas Pinto, todos freguezes e moradores desta freguezia de que tudo para constar fis este asento que asigney. O Vigr.o João Tx.ra da Cruz.

 

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 2, fls. 178) Salvador Barboza e Gertrudes Maria do Rozario. Aos vinte e sette de maio de mil e oitocentos annos nesta Matrix da Villa de Bragança, feitas as denunciaçoins canônicas sem impedimento algum e por provizão corrente do Reverendissimo Senhor Doutor Matheus Gonsalves de Andrade, Vigario Geral e Provizor em todo este Bispado, pelas duas horas da tarde, em minha prezença e das testemunhas abaixo nomeadas se receberão com palavras de prezente por marido e mulher na forma da Santa Igreja, Salvador Barboza, natural e freguês desta Matrix, do Bairro do Rio Abaixo, filho legitimo de Francisco Vas Pinto, natural da freguezia de Santo Amaro, e de Maria Pires de Godoy, natural da Sé de São Paulo; e dos avos não sabem; com Gertrudes Maria do Rozario, natural da Villa de Atibaia, e freguês da mesma filha legitima de Jose de Farias, e de Maria Paes Cardoza, naturaes da Villa de Atibaia; neta paterno de Pedro Domingues Paes, e de Maria Ribeira, naturaes de Atibaia, neta materno de Salvador Paes, e de Anna Pires, naturaes da dita Atibaia; e logo lhe dei as bênçãos nuptiais na forma da Santa Igreja, sendo a tudo prezentes por testemunhas o Alferes Jose Pires de Oliveira, cazado freguês de Atibaia, e Miguel Vas Pinto cazado, freguês desta Matrix; de que fis este termo, que commigo asignarão. O Vigr.o Ign.co J.e da Ann.çam Cintra. Jozé Pires de Oliv.ra. Miguel Vas Pinto.

 

2-5-9 Jorge Moreira de Godoy, batizado aos 23-04-1776, Aos 31-05-1802 casou com Maria do Espírito Santo, natural da cidade de S. Paulo, filha de José Francisco do Monte e Joaquina Maria Rosa.

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 1, fls. 162v) Jorge. Aos vinte e três dias do mês de abril de mil e settecentos e settenta e seis annos, nesta Igreja Matris de Nossa Senhora da Conceyção de Jaguary baptizey e pus os santos óleos aos innocente Jorge filho legitimo de Francisco Vas Pinto e de sua mulher Maria de Godois: forão padrinhos Ignacio Pires de Avilla filho solteiro de Jozeph Pires de Avilla, e Elena Maria da Conceyção filha solteyra de Antonia Vieyra de Almeyda todos desta freguezia. De que fis este ascento. O Vigr.o Jozeph da Silva Rib.ro.

 

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 2, fls. 219) Jorge Mor.a de Godoys com Maria do Espirito Santo. Aos trinta e hum dias do mês de mayo de mil oitocentos e dous annos nesta Igreja Matris da Villa de Nossa Senhora da Conceição de Bragança feitas as deligencias necessárias sem descubrir impedimento algum pellas duas oras da tarde com provizam do Muito Reverendo Doutor Vigairo Geral Matheus Gonsalves de Andrade e com licensa in escritis do Reverendissimo Vigario Colado Ignacio de Assunçam Cintra para se receber os contrahentes e em minha prezença o Padre Roque Gonsalves da Cunha e das testemunhas o Capitam Jeronimo Gonsalves Perera, e Miguel Vas Pinto ambos cazados e moradores desta Villa dando primeiro seus consentimentos por palavras et presens se receberam solemnemente na face da Igreja por marido e mulher Jorge Moreira de Godoys natural da Villa Nova de Bragança filho de Francisco Vaz Pinto e de sua mulher Maria Pires de Godoys com Maria do Espirito Santo natural da cidade de São Paulo filha de Joze Francisco do Monte e de sua mulher Joaquina Maria Roza e logo receberão as bençoins nupceais de que para constar fis este termo de que as sobreditas testemunhas commigo abacho asignaram. O P.e Roque Gonsalves da Cunha. Jeronimo Glz Per.a. Miguel Vas Pinto. O Vigario Ignacio Cintra.

 

2-5-10 José Dias Pinto casado aos 29-06-1803 em Bragança Paulista com Ana Maria, natural da Conceição dos Guarulhos, filha de José Fernandes de Araújo e Emerenciana Maria de Jesus, naturais da mesma freguesia.

(FGerin) (Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Bragança Paulista/SP – Livro 2, fls. 238) Joze Dias P.to e Anna Maria. Aos vinte e nove de junho de mil e oitocentos e três nesta Matris de Villa Nova Bragança, batizei digo feitas as denunciaçoens canônicas, e com provizão do Reverendissimo Sr. D.or Provizor Manuel Joaquim Glz de Andrade, sem impedimento algum, se receberão em matrimonio com palavras de prezente na forma da Igreja, pellas três horas da tarde em minha prezença e das testemunhas Joze Dias Pinto filho de Fran.co Vaz Pinto e Maria Pires de Godois naturaes desta Villa, com Anna Maria filha Emerenciana Maria de J.s e Jose Fernandes de Araujo naturaes da Conceição dos Guarulhos; e logo lhe dei as bençoens nuciaes sendo testemunhas Fra.co de Paula de Araujo e Ritta Cardoza digo Jose Pereira Leme todos desta Villa, q. commigo se assignarão. O Coadjutor Generoso Alexandre Vieira. Fran.co de Paula. Joze Per.a Leme.

 

2-6 José Pires de Godoy, em Guarulhos-SP aos 22-09-1757 e dispensados do impedimento de consanguinidade em 3º grau, casou com Rita Rodrigues, filha natural de Rosa Ribeira, neta materna de Domingos Ribeiro e Ana Rodrigues naturais da cidade de S. Paulo, família “Pedro Martins”.

Guarulhos, SP Igreja N. Sra da Conceição matr [Jose Pires de Godoi e Rita Rodrigues] aos 22-09-1757 Jose Pires f.l. João de Miranda e Catarina Ribeira n. desta freguesia, npaterno de Antonio de Miranda e s/m Izabel Graces de Godoi nts de S. Paulo e pela materna de Gaspar Ribeiro Salvago e s/m Ana Pires de Siqueira nts desta freguesia = cc Rita Rodrigues f. natural de Rosa Ribeira e pai incognito, neta materna de Domingos Ribeiro e s/m Ana Rodrigues nts da cidade de S. Paulo. Com dispensa do impedimento no 3º grau de consanguinidade.

 

 

§ 3º - GASPAR RIBEIRO DO PRADO

(atualizado em 23-julho-2011)

 

 

3- Gaspar Ribeiro do Prado, batizado em Conceição dos Guarulhos em 24-09-1702. Em Barbacena aos 23-12-1727 casou com Maria de Oliveira Soares,filha de Antonio de Siqueira e Joana de Oliveira Preta.

(FGerin) Guarulhos - 24/09/1702– Gaspar, f. de Gaspar Ribeiro de Moraes e Ana Pires de Siqueira – pp. Francisco de Siqueira Afonso e Catarina de Mendonça]

 

POLIS 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG).- N.Sra. Piedade da Borda do Campo - matriz cas. lv. 1-A, 1726-41, 97v, 1, 23/12/1727 Gaspar Ribeiro do Prado filho de Gaspar Ribeiro Salvago e de Anna Pires, com Maria de Oliveira Soares, filha de Antônio de Siqueira e de Joana de Oliveira Preta.

 

Ambos em 1754 “já defuntos, de cujo matrimônio tiveram 2 fêmeas e 1 macho, cujos nomes ignora a inventariante por estes morarem nas minas de Aiuruoca”.

 

Gaspar e Maria foram moradores em Barbacena-MG onde encontramos os filhos batizados na capela de N. Sra da Conceição da Ibitipoca. Gaspar faleceu em 06-02-1740 e foi inventariado por Maria no mesmo ano, inventário neste site colaboração de Adonias R. Franco Jr. e Adair Franco dos Reis.

 

Viúva, Maria foi morar em casa de José Fortes de Bustamente e Sá, onde estava em 1846 com os filhos menores.

 

Compareceram no inventário paterno 5 filhos do casal e Maria declarou ter uma filha natural:

- Izabel, com 14 anos em 1740, filha de “diverso sujeito”.

 

3-1 Joana, batizada em 02-11-1728. Em 1746 estava casada com Alexandre Correa e moravam no Rio Grande “ao pé da capela de Nossa Senhora da Piedade

POLIS 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG).- N. Sra. Conceição Botipoca (f. Barbacena) lv. 1 bat. 1727-1737; 1º. 8 verso 02/11/1728 Joana filha de Gaspar Ribeiro (do Prado nota nossa) e de Maria de Oliveira.

 

3-2 Luzia, batizada em 04-02-1731.

POLIS 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG).- N. Sra. Conceição Botipoca (f. Barbacena) lv. 1 bat. 1727-1737; 1º. 23 verso 04/02/1731 Luzia filha de Gaspar Ribeiro e de Maria de Oliveira.

 

          Luzia Ribeira Soares casou duas vezes. Aos 20-05-1748 com Antonio Dias Tostes, natural de Santa Bárbara das Sete Ribeiras-Ilha Terceira, filho de Nicolau Dias Tostes e Maria Pacheco, com ascendência na familia “Dias Tostes” (colaboração de Philippe Garnier).

B7: batismos 1747 com casamentos - Barbacena-MG - cap. Sto Antonio de Betioga, aos 20-05-1748, Antonio Dias Tostes, natural de Santa Bárbara das Sete Ribeiras, Ilha Terceira, filho de Nicolau Dias, já falecido, e de Maria Pacheca, com Luzia Ribeira Soares, n. desta freguesia filha de Gaspar Ribeiro do Prado e de Maria de Oliveira Soares.

 

          Segunda vez Luzia casou com João Brás de Almeida, natural de São Miguel das Marinhas, Arcebispado de Braga, filho de João Brás e Ângela Martins de Almeida. João era irmão inteiro de Manoel Brás de Almeida casado com Escolástica Maria de Albernás (ou Escolástica de Oliveira) com geração na família “Francisco de Oliveira Braga”.

 

          Luzia faleceu em Barbacena em 07-12-1790.

B7: óbitos - Igreja Nossa Senhora da Piedade (Barbacena-MG) - Santa Rita aos 07-12-1790 fal. Luzia Ribeira mulher de João Bras de Almeida.

 

Alferes João Brás faleceu em 08-02-1795 e foi inventariado no mesmo ano.

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi

Cx: 03 Ord.: 02 Ano: 1795 Cód.:2SVC Of.:n/c

Documento: Inventário

Inventariado: João Brás de Almeida, alferes

Inventariante: João Brás de Almeida (filho)

Transcrito por Erlaine Januário a pedido de Adonias Ribeiro Franco e Adair Franco dos Reis

Esposa: Luzia Ribeira – falecida

Local e data: 15-04-1795, paragem Quilombo, vila de Barbacena, fazenda e casa do falecido //f.1

f.3 Declaração do inventariante

Faleceu aos 08-02-1795 sem testamento

Filhos do casamento:

1-João Brás de Almeida, solteiro, 27 anos

2-José Ribeiro de Almeida, solteiro, 26 anos

3-Francisca de Paula Almeida, solteira, 21 anos

 

Entre os filhos de Luzia e Antonio Dias:

3-2-0 Manoel Ribeiro Tostes testou em 14-04-1801 e faleceu aos 25 do mesmo mês e ano. Foi casado com Jerônima Maria, sem geração. Instituiu herdeiros os irmãos: “Antonio Dias Tostes = Francisco Ribeiro Tostes = Antonia Ribeira, mulher de Francisco Coelho Guimarães = e Rita Ribeira, mulher de Prudencio Lourenço de Barros.“

Barbacena,MG obitos - aos 25-04-1801 faleceu Manoel Ribeiro Tostes cc Jeronima Maria, foi sepultado dentro da capela de Santa Rita. Fez seu testamento: (...) aos 14-04-1801 nesta fazenda denominada Sta Ana Campos de Sta Rita freguesia da vila de Barbacena, eu Manoel Ribeiro Tostes, f.l. Antonio Dias Tostes e Luzia Ribeira, já defuntos, natural e bat. segundo a minha lembrança na dita capela de Sta Rita da mesma freguesia de Barbacena. Sou cc Jeronima Maria ha 22 para 23 anos pouco mais ou menos de quem não tive filhos nem os tive no tempo de solteiro.

Testamenteiros: em 1º m/irmão Antonio Dias Tostes e juntamente minha mulher Jeronima Maria fazendo ambos uma só pessoa; em 2º m/irmão Francisco Ribeiro Tostes unido com a minha mulher.

Leagos pios.

Legados: a minha afilhada, filha de meu tio Antonio Ribeiro Soares, 100$000 rs; a m/afilhado Manoel, filho de Manoel Mendes, 50$000 rs; a meus compadres Manoel Caetano e s/mulher Maria moradores no Rio do Peixe, 40$000 rs;

 fls. 177: se dará a m/agregada Rosa Maria, mulher de Caetano Glz, 15$000 rs e a sua irmã Florencia Vieira outros 15$000 rs. Se dará a Anselmo, pardo forro, assistente em casa do Cap. João Bras de Almeeida, 12$000 rs =

Declaro que trago um libelo contra a testamentaria de meu falecido sobrinho Joaquim Ribeiro de Almeida que meus testamenteiros continuarão até sentença final tudo com conselho prudente.

Feitos todos os meus legados e disposições, instituo por meus universais herdeiros a meus irmãos: Antonio Dias Tostes = Francisco Ribeiro Tostes = Antonia Ribeira, mulher de Francisco Coelho Guimarães = e Rita Ribeira, mulher de Prudencio Lourenço de Barros.

(...) pedi ao Padre Antonio Carlos Maxado de Magalhães que este me fizesse. Aos 14-04-1801 Manoel Ribeiro Tostes.

 

3-2-1 Antonia Ribeira, batizada em 17-04-1749. Madrinha da sobrinha Maria:

Barbacena, MG aos 16-04-1749 na capela de Sto Antonio da Bertioga bat a Antonia, f.l. de Antonio Dias Tostes, n. da cidade de Angra e de Luzia Ribeira natural desta freguesia, npaterna de Nicolao Dias e de Maria Pacheca, nmaterna de Gaspar Ribeiro e Maria de Oliveira. Nasceu aos 6 do dito mes e ano. Foram padrinhos Manoel Dutra Pereira e Perpetua Maria, todos desta freguesia.

 

B7: Barbacena-MG, Santa Rita aos 06-02-1796 Maria, f.l. de Jose Esteves dos Reys e Francisca de Paula, padr.: João Bras de Almeida e An.ta Ribr.ª, tios da batizada.

 

          Antonia Ribeira Soares aos 03-10-1766 casou com Francisco Coelho Guimarães, natural de Santa Eulalia dde Barrosos termo da Vila de Guimarães Arc. de Braga, filho de Manoel Coelho da Silva e Catarina Fernandes.

 (Nilza Cantoni) Centro de Memória do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora, MG, lv cas 1751-1801 fls 48-v. Santa Rita de Ibitipoca aos 3 out 1766 Francisco Coelho Guimarães c/c Antonia Ribeira Soares f. Antonio Dias Tostes e Luiza (ou Luzia) Ribeira Soares

 

Antonia faleceu em 31-12-1802. Francisco testou em 17-07-1807 e faleceu em 21 do mesmo mês e ano:

(Barbacena, óbitos 1801- 1806) Quilombo, aos 31-12-1802, faleceu com todos os sacram.tos Antonia Ribeira cazada com Fran.co Coelho Guim.es (…) sepultada no cemitério da Sr.a das Dores do Quilombo filial desta Matriz (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

 

(Barbacena, óbitos 1806-1808), Quilombo, aos 21-07-1807, faleceu com todos os sacram.tos Francisco Coelho Guimaraes; foi amortalhado em hábito de S. Francisco, acomp.do de tres sacerdotes (...) lhe disserão missa de corpo prez.te (…) foi sepultado no cemitério da S.ra das Dores do Quilombo filial desta matriz; fez seu ttt.o como abaixo se declara (...).

Em nome de Deus, amém. Eu, Fran.co Coelho Guimaraes, estando bastantemente enfermo, mas em meu perfeito juízo e entendim.to faço este meu ttt.o na forma seg.te (...) nomeio p.ra meus ttr.os em pr.o lugar a meu filho Luís Coelho Guimaraes, em segd.o lugar a meu genro João Batista dos Reis, em ter.o lugar a meu cunhado Antonio Dias Tostes (...).

Declaro que sou filho legítimo de Manoel Coelho da Silva e de sua mulher Catarina Frz. já defuntos e natural de S.ta Eulália de Barrozos termo da villa de Guim.es arcebispado de Braga, e morador no districto de S.ta Ritta fre.ga da villa de N. Sr.a da Pied.e de Campolide, hoje villa de Barbacena.

(…) declaro que fui casado a face da Igr.a com Antonia Ribr.a Soares, já falecida, de cujo matrimonio além de hua filha que já faleceu chamada Antonia tive hum filho chamado Francisco q já faleceu que lhe ficarão dois filhos meus netos chamados Manoel Coelho e a femea Tereza, Ritta Maria de S. José casada com João Glz. Per.a e Anna Maria de Olivr.a cazada com João Baptista dos Reis e Luiz Coelho já cazado .

(…) e por não poder (...) escrever pedi e roguei a Florido José da Silva q este por mim escrevesse.

Quilombo, 17-07-1807 – Francisco Coelho Guimarães

Testemunhas: Florido José da Silva, José Martins Fagundes, Luiz Roiz de Araújo, Nicolau de Abreu Campelo, Fran.co Ribeiro Tostes, José Antonio Nogueira e Manoel Lopes da Silva (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

 

Foram filhos do casal: João Francisca Manoel e Teresa não foram citados no testamento paterno.

- João, batizado em 25-02-1771:

(Batizados Barbacena 1763-1771) S.ta Ritta, aos 25-02-1771, João, fl. de Francisco Coelho Guimaraens e de Antonia Ribeira; padr.os: Domingos Pinto da S.a e Eugenia Maria do Sacramento m.er de José Antonio Nogr.a todos desta freguesia. Não declarou o dia do nascimento. (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

- Manoel em 12-11-1776

(Batizados Barbacena 1776 ~ 1780) S.ta Ritta, aos 12-11-1776, Manoel, fl. de Francisco Coelho e de Antonia Ribeira; padrinhos: Manoel Tostes solteiro e Maria Francisca mulher de Antonio Dias todos desta freguesia (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

- Teresa em 28-10-1783.

(Batizados Barbacena 1777-1782) S.ta Ritta, aos 28-10-1783, Tereza, fl. de Francisco Coelho Guimaraens e de Antonia Ribeira; padrinhos: Vicente Antonio da Silveira casado e Antonia da Luz mulher de Luiz Pires Mondim todos desta freg.a (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

- Francisca madrinha juntamente com o irmão Francisco em 1791.

B7: Barbacena-MG, Santa Rita aos 25-11-1792  Francisco, f.l. de João Gomes de Fig.do e Anna Ferr.ª, padr.: Francisco Coelho, o moço, e Francisca, filha de Francisco Coelho Guimarães.

3-2-1-1 Francisco Coelho, o moço, padrinho juntamente com a irmã Francisca em 1792. Já falecido em 17-07-1807 (testamento paterno), deixou dois filhos:

3-2-1-1-1 Manoel.

3-2-1-1-2 Teresa.

3-2-1-2 Luiz Coelho Guimarães em agosto de 1802 casou com Rita Maria (ou Francisca ) de Jesus, filha de Felix Gonçalves da Costa e Joana Martins de Jesus, família “Francisco Gonçalves da Costa”.

         Foi o 1º testametneiro paterno.

3-2-1-3 Rita, madrinha em 1792. Rita Maria de São José casada com João Gonçalves Pereira.

B7: Barbacena-MG, Sta Rita aos 08-09-1792 Rita, f.l. de Francisco Glz Rolier (?) e Maria Joaquina, padr.: Jose Antonio Machado e Rita, filha de Francisco Coelho Guimarães

 

3-2-1-3 Rita, madrinha em 1792. Rita Maria de São José (tambem Rita Coelha) casada com João Gonçalves Pereira.

         João Gonçalves Pereira, falecido há quase um ano, foi inventariado por Rita em 23-01-1849.

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi

Caixa:136 Ord.:04 Ano:1840 Cód.:1SVC Of.: 1º

Documento: Inventário

Inventariado: João Gonçalves Pereira

Inventariante: Rita Maria de São José (viúva)

Local e data: curato de Nossa Senhora do Rosário do termo da nobre e muito leal vila de Barbacena, comarca do Rio Paraibuna, em casas de morada da inventariante, 23-01-1849 //f.1

Disponibilizado por Adonias Ribeiro Franco e Adair Franco dos Reis

f.2 Declaração da inventariante:

O marido falecera há quase um ano.

 

f.3 - Herdeiros - Filhos do casal //f.3v

1- Catarina Maria de São José, casada que foi com Pedro da Cunha, já falecida

2- Maria Josefa, casada com Francisco Lourenço de Barros, já falecida.

3- Ana Antônia, casada com Prudêncio Dias

4- Maria Madalena, casada com Silvério Esteves dos Reis

5- Maria Egeciaca (sic.), casada com Silvestre Pacheco de Castro

6- Teresa Maria de Jesus, casada com Luís Pereira da Cunha

7- Francisco das Chagas

8- João Gonçalves Pereira

9- Joaquim Coelho Guimarães

10 - José Venâncio Pereira.

 

Foram dez os filhos do casal:

3-2-1-3-1 Catarina Maria de São José, já falecida. Foi casada com Pedro da Cunha.

3-2-1-3-2 Maria Josefa de Jesus aos 27-11-1813 casou com Francisco Lourenço de Barros, filho de Prudencio Lourenço de Barros e Ritta Ribeira. Geração em 3-2-6-1

Casamentos Barbacena -Quilombo aos 27-11-1813 Francisco Lourenço de Barros, f.l. de Prudencio Lourenço de Barros e Ritta Ribeira; = Maria Josefa de Jesus, f.l. de João Glz Pereira e Ritta Coelha. Nts e bts nesta.

          Maria Josefa já era falecida em 1849.

3-2-1-3-3 Ana Antônia Ribeira Soares aos 08-08-1814 casou com Prudêncio Dias Novaes, batizado em 05-10-1785, filho de Antonio Dias Novaes e Justa Pedrosa.

Barbacena, MG Igreja N Sra da Piedade aos 08-08-1814 na ermida do Quilombo Prudencio Dias Novaes, f.l. Antonio Dias Novaes e Justa Pedrosa  = cc Ana An.ta Ribr.ª Soares, f.l. João Glz Per;ª e de Rita Maria. Ambos naturais e batizados nesta freguesia, Testemunhas Fran.co Lou.ço de Barros e Floriano Jose da S.ª

 

Barbacena, MG - Ibitipoca, aos 05-10-1785, Prudencio, f.o de An.to Dias de Novaes e Justa Pedroza. Padrinhos: Prudencio Lourenco de Barros, solteiro, e Quiteria, solteira, f.a de Jose Correia (pesq. Adonias Ribeiro Franco)

Pais de, pelo menos:

3-2-1-3-3-1 Francisco batizado em 19-10-1817.

Barbacena, MG - Quilombo, 19-10-1817, Fran.co, fl de Prudencio Dias de Novais e Anna An.ta Ribr.a; PP Ant.o Alz. Vieira e Catharina, m.er de Pedro Alexandrino da Cunha (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

3-2-1-3-4 Maria Madalena casada com Silvério Esteves dos Reis.

3-2-1-3-5 Maria Egipciaca casada com Silvestre Pacheco de Castro.

3-2-1-3-6 Teresa Maria de Jesus casada com Luís Pereira da Cunha.

3-2-1-3-7 Francisco das Chagas.

3-2-1-3-8 João Gonçalves Pereira

3-2-1-3-9 Joaquim Coelho Guimarães

3-2-1-3-10 José Venâncio Pereira

3-2-1-4 Antonia Ribeira Soares batizada em 02-09-1787.

(Batizados Barbacena 1782- 1788) S.ta Ritta, aos 02-09-1787, Antonia, fl. de Francisco Coelho Guimaraens e de sua mulher Antonia Ribeira Soares; padrinhos: João Duarte Pina solteiro e Jacinta Farta mulher de João Gonçalves Bahia todos desta freguesia. Nasceu aos 11-08-1787 (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

         Aos 23-11-1804 casou com Cipriano Garcia de Oliveira, filho de José Garcia de Oliveira e Inocencia de Moraes. Antonia já era falecida em 17-07-1807 (testamento paterno).

(Nilza Cantoni) Centro de Memória do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora, MG  LC 1 - 1790-1867 fls soltas) Aos 23.11.1804 - Santa Rita Cipriano Garcia de Oliveira f. José Garcia de Oliveira e Inocencia de Moraes c/c Antonia Ribeira Soares f. Francisco Coelho Guimarães e Antonia Ribeira ambos desta freguesia

3-2-1-5 Ana Maria de Oliveira casada com João Batista dos Reis, 2º testamenteiro do sogro.

         Ana Maria, citada como Ana Coelha, faleceu aos 11-05-1818.

(Barbacena, óbtitos 1818-1827) Aos 11-05-1818, no adro da capella da Sr.a das Dores do Quilombo filial desta matriz de Barb.a se deu a sepultura de Anna Coelha m.er de João Bap.ta dos Reis e recebeu todos os sacram.tos (pesq. Adonias Ribeiro Franco).

3-2-2 Eugênia, batizada em 1750. Eugênia Maria do Sacramento casou com João Antonio Nogueira, falecido aos 01-11-1779 em Santa Rita de Ibitipoca.

(Livros de Batismo de Conceição de Ibitipoca, pesq. Paulo Cezar Ribeiro Luz-). Capela de Santa Rita, em 1750 Eugenia, f. Antonio Dias Tostes e Luzia, np Nicolau Dias e Maria Pacheco de Santa Bárbara da Ilha Terceira, nm L. de Gaspar Ribeiro e Maria de Oliveira. Padrinhos Manoel Alves, da capela de Santa Rita de Ibitipoca e Rita Barbosa mulher de Antonio I.

          Eugênia faleceu com testamento aberto em 15-07-1821. Segundo inventário de ambos (neste site colaboração de Adonias R. Franco Jr. e Adair Franco dos Reis) tiveram quatro filhos. Eugenia instituiu herdeiro da terça a:

- Francisco Antonio Nogueira (tambem Francisco Antonio Correa Nogueira) casado com Maria Marcelina de Jesus.

3-2-2-1 João Antonio Nogueira, com 14 anos em 1781. Em 1788 estava casado com Ana Francisca do Sacramento

3-2-2-2 José Antonio Nogueira, com 12 anos. Faleceu antes da mãe, que foi sua herdeira.

3-2-2-3 Antonio Nogueira, com 9 para 10 anos. Já falecido em 1820.

3-2-2-4 Maria Antonia Nogueira, com 7 para 8 anos em 1781.

 

3-2-3 Francisco, batizado em 1752. Francisco Ribeiro Tostes casou com Ana Francisca do Espírito Santo, filha de Francisco Gonçalves da Costa e Josefa Maria do Espirito Santo. Geração na família “Francisco Gonçalves da Costa”.

(Livros de Batismo de Conceição de Ibitipoca, pesq. Paulo Cezar Ribeiro Luz-). Capela de Santa Rita, em 1752 Francisco, f. Antonio Dias -o-es e Maria Ribeira, np Nicolau Dias e Maria Pacheco, nm Gaspar Ribeiro e Maria de Oliveira. Padrinhos Antonio José Machado e Teodora da Fonceca filha de Joana dos Praseres e Cristovão Rodrigues.

 

3-2-4 Maria em 15-07-1754.

(Nilza Cantoni) Centro de Memória do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora, MG, bat 1750-72 fls 48-v. Maria batizada 25 de julho de 1754.

 

3-2-5 Antonio, em 19-04-1756. Antonio Dias Toste, herdeiro e testamenteiro conjunto do irmão Manoel.

(Nilza Cantoni) Centro de Memória do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora, MG, bat 1750-72 fls 72. Antonio batizado 19 de abril de 1756

 

3-2-6 Rita, batizada em 1761.

(Nilza Cantoni) Centro de Memória do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora, MG, bat 1750-72 fls 151. Santa Rita - Rita, f. Antonio Dias Tostes e Luzia Ribeiro, batismo 02.08.1761

Rita Ribeira casou com Prudencio Lourenço de Barros. Comparar com o filho de Manoel Lourenço de Barros e Maria do Rosário, família “Manoel Lourenço de Barros”.

          Rita faleceu aos 29-07-1812 e foi inventariada pelo viúvo no mesmo ano.

Barbacena, MG Igreja N. Sra da Piedade - Aos 29-07-1812 fal. sem sacramentos por morrer repentinamente Rita Ribeira cc Prudencio Lourenço de Barros. Foi sepultada no cemiterio da Sra das Dores do Quilombo filial desta matriz de Barbacena

 

Arquivo Histórico Municipal Prof. Altair José Savassi

Caixa: 42  Ord.:3  Ano:1812  Cód.:1SVC Of.:órfãos

Documento: Inventário

Inventariada: Rita Ribeira Soares

Inventariante: Prudencio Lourenço de Barros – viúvo

Local e data: fazenda Gramogol, freguesia e termo da vila de Barbacena; 14-12-1812  //f.1

Transcrito por Erlaine Januário a pedido de Adonias Ribeiro Franco Júnior e Adair Franco dos Reis

 

f.2 Declaração do inventariante

Data de falecimento: 29-07-1812

Faleceu sem testamento

Não fora casada com nenhum outro

Filhos:5

1-Francisco, 23 anos

2-Prudêncio, 18 anos

3-Manoel, 14 anos

4-Joana,22 anos

5-Ana, 16 anos

Natural: desta freguesia e termo da vila de Barbacena e aplicação de Santa Rita da Ibitipoca.

 

Compareceram no inventário cinco filhos do casal:

3-2-6-1 Francisco Lourenço de Barros batizado em 13-06-1789, com 23 anos em 1812.

(pesq. Adonias Ribeiro Franco) Barbacena, MG Batismos - Santa Rita aos 13-06-1789 Francisco fl de Prudente(sic) Lourenço de Barros e de Rita Ribeira Soares; padrinhos: João Braz de Almeida e sua filha Francisca solteira, todos desta freguezia

         Aos 27-11-1813 casou com Maria Josefa de Jesus, filha de João Gonçalves Pereira e Rita Coelho, 3-2-1-3-2 supra.

B7: Casamentos Barbacena-MG, Quilombo aos 27-11-1813 Francisco Lourenço de Barros, f.l. de Prudencio Lourenço de Barros e Ritta Ribeira; = Maria Josefa de Jesus, f.l. de João Glz Pereira e Ritta Coelha. Nts e bts nesta.

Pais de, q.d.:

3-2-6-1-1 Rita batizada em 16-11-1814.

(pesq. Adair Franco dos Reis) Barbacena,MG Batismos 1811-1830, Quilombo aos 16-11-1814, Ritta fl de Fran.co L.co de Barros e M.a Jozefa do Esp.to S.to; padr.o: Prudencio Lourenço de Barros

3-2-6-2 Joana Maria da Conceição, com 22 anos em 1812. Casou aos 22-02-1813 com Francisco Gonçalves dos Reis, filho de Francisco Gonçalves Machado e Maria do Rosario, família “Domingos Lopes Chaves”.

B7: casamentos Barbacena (1808-1838) Quilombo aos 22-02-1813 Francisco Glz dos Reis, f.l. de Francisco Glz Machado e Maria do Ro---º; = Joanna Maria da Conceição, f.l. de Prudencio Lour.co de Barros e Ritta Ribeira. Nts e bts Capela de Santa Rita.

3-2-6-3 Prudencio batizado em 03-05-1794, padrinhos os tios João e Antonia. Com 18 anos em 1812.

B7: Batismos de Barbacena-MG, Santa Rita aos 03-05-1794 Prudencio, f.l. de Prudencio Lou.co de Barros e Ritta Ribr.ª, padr.: João Bras, o moço, e An.ta Ribr.º mulher de Francisco Coelho

3-2-6-4 Ana, com 16 anos.

3-2-6-5 Manoel, com 14 anos.

 

Luzia e João Brás tiveram vários filhos, somente três compareceram no inventário paterno:

- Rita, madrinha em 1788. Citada como filha de João Brás, muito provavelmente sua enteada citada em 3-2-6.

B7: Barbacena-MG. Santa Rita aos 23-03-1788 VENANCIO, nascido aos 09, f.l. de Antonio Lopes Rayo e Mariana Sabina. Padr.: Francisco Coelho, casado e Rita, filha de João Brás de Almeida.

 

- Luzia, batizada em 29-07-1771

POLIS 30 copiados por João Paulo Ferreira de Assis do Livro D-14 (Batizados Borda do Campo 1763/1771) arquivado em Mariana. Batizados Capela Santa Rita da Ibitipoca (1770/1771) fls. 192v aos 29-07-1771 Luzia, filha de João Braz de Almeida, natural de São Miguel das Marinhas, Arcebispado de Braga, e de Luzia Ribeiro, desta freguesia. Np de João Braz e de Angela Martins de Almeida. Nm de Gaspar Ribeiro do Prado e de Maria de Oliveira Soares.

 

- Teresa, nasceu em 23-04-1778 e foi batizada em 04-05 do mesmo ano.

(Nilza Cantoni) 5- Santa Rita do Ibitipoca, MG (Source: microfilme 1.252.364 Barbacena, lv 3 bat fls 454.). TEREZA, n. 23 abril 1778, bat. 4 maio 1778, Santa Rita do Ibitipoca, MG

 

3-2-7 Cap. João Brás de Almeida, com 27 anos em 1795, inventariante paterno. Casou com Ângela Cecilia, filha de João Esteves Esgueira e Maria Teixeira de Andrade, família “Domingos Lopes Chaves”.

Ângela Cecília dos Reis faleceu em setembro de 1816 e foi inventariada pelo viúvo no mesmo ano (inventário neste site colaboração de Adonias Ribeiro Franco e Adair Franco dos Reis). Deixou filho único de seu casal:

3-2-7-1 José, batizado em 06-08-1796, padrinhos a avó e tio maternos. Alferes José Brás de Almeida com 22 anos em 1816. Capitão em 1839 quando se habilita a herança da meação do tio Capitão José Ribeiro abaixo.

B7: Barbacena-MG, Santa Rita aos 06-08-1796 Jose, f.l. de João Bras de Almeida e Angela Cecilia, padr.: Jose Esteves dos Reys e Maria Teixr.ª de Andrade.

 

3-2-8 José Ribeiro de Almeida, solteiro com 26 anos em abril de 1795. Aos 12-08-1795 casou com Francisca Maria de São José, filha de Francisco Gonçalves da Costa e Josefa Maria do Espirito Santo; família “Francisco Gonçalves da Costa”.

(pesq. Nilza Cantoni: Centro de Memória do Seminário Santo Antonio em Juiz de Fora, MG, casamento Ibitipoca 1751 a 1801 fls 241 ou 141.) Aos 12.08.1795 no Quilombo. José Roiz de Almeida f. de João Bras de Almeida e Luzia Ribeira Soares, c/c Francisca Maria de São José, f. Francisco Gonçalves da Costa e Josefa Maria do Espírito Santo. Ambos naturais do Quilombo.

          José Ribeiro de Almeida assina recibo no inventário do sogro:”fls 48 - Recibo de José Ribeiro de Almeida por cabeça de sua mulher Francisca Maria”

          Capitão José Ribeiro de Almeida teve seu inventário aberto aos 27-06-1839 na fazenda Pouso Alegre da aplicação do Quilombo, vila de Barbacena, em casas de morada de sua viúva Euflasina Paulina Augusta de Paula. Habilitaram-se a herança de sua meação a irmã Francisca de Paula de Almeida abaixo e o sobrinho Cap. José Brás de Almeida, filho de João Brás de Almeida supra citado. (inventário neste site, colaboração de Adonias Ribeiro Franco e Adair Franco dos Reis)

3-2-9 Francisca de Paula de Almeida, batizada em 08-07-1775. Solteira com 21 anos em 1795. Casou com José Esteves Esgueira, filho de João Esteves Esgueira e Maria Teixeira de Andrade. Geração na família “Domingos Lopes Chaves”.

(Nilza Cantoni) Santa Rita do Ibitipoca, MG (Source: microfilme 1.252.364 Barbacena, lv 2 bat fls 355-verso.). FRANCISCA, n. 28 junho 1775, Bat. 8 julho 1775, Santa Rita do Ibitipoca, MG

 

3-3 Ana, batizada em 03-02-1733. Citada no inventário paterno como Sebastiana, com 6 anos em 1740. Em 1746 teve banhos corridos para se casar com Júlio Saraiva que “ lhe tirou violentamente com armas de fogo de sua casa”.

POLIS 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG).- N. Sra. Conceição Botipoca (f. Barbacena) lv. 1 bat. 1727-1737; 1º. 46 03/02/1733 Ana filha de Gaspar Ribeiro e de Maria de Oliveira.

 

3-4 Rita em 04-03-1735. Não é citada no inventário paterno.

POLIS 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG).- N. Sra. Conceição Botipoca (f. Barbacena) lv. 1 bat. 1727-1737;  fls. 4, 1º. 56 verso 04/03/1735 Rita filha de Gaspar Ribeiro e de Maria de Oliveira.

 

3-5 Leonor em 05-04-1736. Com 3 anos em 1740

POLIS 30 copiados pelo Prof. João Paulo Ferreira de Assis (Ressaquinha-MG).- N. Sra. Conceição Botipoca (f. Barbacena) lv. 1 bat. 1727-1737;  fls. 4, 1º. 71 05/04/1736 Leonor filha de Gaspar Ribeiro e de Maria de Oliveira.

 

3-6 Antonio, com um ano em 1740. Antonio Ribeiro Soares casou com Maria da Conceição e teve pelo menos:

3-6-1 Joaquina, batizada em 29-04-1793. Afilhada e legatária de Manoel Ribeiro Tostes (3-2-0): “a minha afilhada, filha de meu tio Antonio Ribeiro Soares, 100$000 rs”

B7: Barbacena,MG - Sta. Rita aos 29-04-1793 bat. Joaquina, f.l. de Antonio Ribr.º Soares e Maria da Conceição, padr.: Manoel Ribr.º Tostes e Ana Joaquina mulher de Francisco Xavier Ribeiro.

          Joaquina Maria aos 11-08-1820 casou com Antonio Portes del Rei, filho de Tomé Portes del Rei e Ana Joaquina de Jesus; família “Silvestre Diniz Pacheco”.