PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

FRANCISCO MACHADO DE AZEVEDO, tenente

(atualizado em 13-agosto-2015)

 

 

Bartyra Sette e Regina Junqueira

Com a colaboração de:

Aristóteles Rodrigues

Moacyr Urbano Villela

 

 

Tenente Francisco, natural da Freguesia da Vila Nova do Bispado de Angra, na Ilha Terceira, filho legitimo de João Machado de Azevedo e “sua mulher cujo nome ignoro por ter ela falecido logo após meu nascimento”. Foi morador em Carrancas-MG onde possuiu parte da Fazenda do Engenho e da Cachoeirinha.

 

Ascendência de Francisco Machado de Azevedo

 

 

Casou-se com Prudenciana Umbelina de Paiva, batizada em 23-02-1783 em Carrancas, filha do Capitão Antonio de Paiva e Silva e Ana Antonia de Brito. Ascendência de Pudenciana descrita na família “Paiva: de Vila Real para Carrancas”, neste site.

Aos 23-02-1783 na Capela de Nossa Senhora da Conceição das Carrancas, filial desta matriz, o rdo. José Alves Proença de licença batizou e pos os santos óleos a Pudinciana, f.l. de Antônio de Paiva e Silva e de Ana Antonia de Brito. Padrinhos: Jerônimo de Andrade Brito e Ana Senhorinha Gaonçalves, mulher de Alexandre Luís Barbosa (SUD. Registros paroquiais. Carrancas. Nossa Senhora da Conceição. Batismos, 1785 Jul – 1790 Nov, fls. 15, img 17 pesq. Rafael Botelho).

 

Em 1831 moravam no fogo 95, ele com 64 anos declarados e Prudenciana com 48, com alguns filhos e 73 escravos:

Censo de Carrancas 02-11-1831, fogo 95

Francisco Machado de Azevedo, branco, 64, casado, lavrador

Prudenciana de Paiva, mulher, 48, casado

Francisco Machado de Azevedo Junior, filho, 25, solteiro

Joaquim Leonel de Paiva, filho, 22, solteiro

Maria Vitoria, filho, 18, solteiro

Jose Procopio, filho, 17, solteiro

Francisco Antonio de Azevedo, filho, 14

Rita, filho, 12, solteiro

Prudenciana, filho, 11

Pedro Machado, filho, 9

73 escravos

 

Prudenciana e Francisco faleceram e foram sepultados em Carrancas, ela em 28-10-1834 e Francisco em 06-01-1841. Tiveram segundo seus inventários (neste site) doze filhos (situação em 1835):

A 28-10-1834 no adro desta Matriz foi sepultada D. Pudenciana Umbelina de Paiva, casada com Francisco Machado de Azevedo, faleceu na idade de 54 anos com os sacramentos da penitência e unção por não poder-se sacramentar foi acompanhada solenemente e encomendada por mim [vig. Manoel José Soares] (SUD. Registros paroquiais. Carrancas. Nossa Senhora da Conceição. Óbitos, 1816 Jun-1874 Jan, fls. 104v, img 87 pesquisa Rafael Botelho).

 

Aos 06-01-1841 no adro desta Matriz se deu sepultura ao Tenente Francisco Machado de Azevedo, viúvo, morreu com todos os sacramentos na idade 72 anos de hidropsia, foi acompanhado por mim e mais dois sacerdotes e todos disseram missa de corpo presente (SUD. Registros paroquiais. Carrancas. Nossa Senhora da Conceição. Óbitos, 1816 Jun-1874 Jan, fls. 136v, img 119 pesquisa Rafael Botelho).

 

1- Domingos Teodoro de Azevedo Paiva, aos 20-08-1828, casou com Maria José de Andrade, filha do Alferes Francisco José de Andrade Mello e Ana Rosa Ludovina de Paiva, neta paterna de José de Andrade Peixoto e Mariana Vitoria do Nascimento, neta materna de Luiz José de Paiva e Silva e Joana Rosa de Jesus (família “João Gonçalves de Mello”).

certidão inserida no inventário materno:

" Aos 20 de Agosto de 1828 no Oratório do Alferes Francisco José de Andrade Mello, o Padre Joaquim Leonel de Paiva ..... ( casou),...Domingos Teodoro Azevedo, filho legitimo do tenente Francisco Machado de Azevedo e de Dona Prudenciana Umbelina de Paiva com Dona Maria José de Andrade, filha legitima do Alferes Francisco José de Andrade Mello e de Dona Ana Rosa de Paiva, ....livre do impedimento de consangüinidade em terceiro grau de linha transversal.....";

 

          Em 1831 eram moradores em Carrancas e em 1839 em São Vicente do Turvo:

Censo de Carrancas 02-11-1831, fogo 96

Domingos Teodoro de Azevedo, branco, 31, casado, lavrador

Maria Jose de Andrade, mulher, 20, casado

21 escravos

 

censo S. Vicente (Turvo) 28-01-1839- 5º Quarteirão, 1

Domingos Teodoro de Azevedo, Branco, 38, casado, lavoura

Maria Jose de Andrade, Branco, 26, casado, costureira

Domingos Teodoro Junior, Branco, 5

Jose Tiburcio, Branco, 2

Manoel de Azevedo, Branco, 20, solteiro, feitor

Prudenciana Umbelina, Branco, 8, costureira

Gabriela Angelina, Branco, 7

Ana Antonia, Branco, 6

Maria Jose, Branco, 3

47 cativos

          Maria José faleceu aos 08-09-1842 de “febre de parto”. Foi representada no inventário paterno por seus filhos.

S. Vicente de Minas - Igreja S. Vicente Ferrer aos 08-7bro-1842 fal. de febre de parto de idade de 30 anos Maria Jose mulher de Domingos Teodoro de Azevedo. Jaz dentro desta capela de S. Vicente

 

Dispensados do impedimento de consanguinidade em 3º grau e de afinidade lícita em 2º grau, Domingos casou segunda vez aos 24-08-1843 com Maria Claudina de Andrade, viúva de Francisco Luiz Gonçalves, com geração na família “Alferes João Luís Gonçalves”. Maria Claudina era filha de Custódio de Souza Pinto e Ana Esméria de Andrade, família “João Gonçalves de Mello”.

Aiuruoca,MG livro misto 1843-1845 Domingos Theodoro de Souza de Paiva e D. Maria Candida(sic) de Andrade.

19-07-1843 Dizem Domingos Theodoro de Souza de Paiva e D. Maria Claudina de Andrade, viuvos, e moradores da freguesia do Serrano deste Bispado -

Q Ana Antonia e Jose Joaquim eram irmãos, deste proveio Ana Esmenia, e desta a oradora, e daquela Ana Antonia proveio Pudenciana e desta o orador - consanguineos em 3º grau.

Q Francisco Jose, pai de Maria J.e, primeira mulher do orador é irmão de D. Ana Esmeria mãe da oradora - afins licito em 2º grau.

Q Maria Angela era prima irmã de Ana Antonia, desta proveio Pudenciana, desta o orador, e daquela Maria Angela proveio Manoel Luiz e deste Francisco Luiz com quem foi casada a oradora - afins licito em 4º grau

Pq eles oradores já foram dispensados para os primeiros casamentos. Tem ficado dele orador nove filhos menores e destes 5 filhas. A oradora tem dois filhos em pouca idade.

Juramento dos Oradores: Domingos Theodoro de Azevedo e Paiva, homem branco, viuvo, natural da freg. de Carrancas e morador em Serranos onde vive de agraicultura, de idade [-------]

 

S. Vicente de Minas, MG - Igreja S. Vicente Ferrer aos 24-08-1843 test.: Alf. Francisco de Andrade e Mello e Zeferino Jose dos Santos. Domingos Teodoro de Azevedo Paiva cc D. Maria Claudina de Andrade.

 

Segundo inventário do avô materno, foram filhos de Domingos e Maria José (situação em 1852):

1-1 Prudenciana, batizada em 16-01-1831. Prudenciana Umbelina de Andrade em 1852 estava casada com seu tio Pedro José Machado 12 abaixo.

(pesq. Rafael Botelho) Aos 16-01-1831 o rdo. Joaquim Leonel de Paiva de licença batizou e pos os santos óleos a inocente Pudenciana, f.l. de Domingos Teodoro de Azevedo e s.m. D. Maria José de Andrade. Padrinhos: Francisco Machado de Azevedo e D. Francisca de Paula de Jesus (SUD. Registros paroquiais. Carrancas. Nossa Senhora da Conceição. Batismos, 1779 Dez - 1884 Abr, fls. 157v, img 175).

1-2 Gabriela Angelina de Andrade, casada com Joaquim Tiburcio Junqueira, moradores no termo de Baependi. Joaquim foi filho de Gabriel Francisco Junqueira, Barão de Alfenas, e Inacia Constancia de Andrade. Família “João Gonçalves de Mello”.

1-3 Ana Antonia de Azevedo, casada com Antonio Gabriel Pinto, filho de Custódio de Souza Pinto e Ana Esméria de Andrade. Geração na família “João Gonçalves Mello”.

1-4 Domingos Teodoro Andrade, solteiro, 17 anos em 1852

1-5 José Teodoro de Andrade, 14 anos.

1-6 Francisco, 12 anos

1-7 Pedro, 11 anos;

1-8 Claudina, batizada em 19-09-1842. Com 10 anos em 1852. Claudina Maria de Andrade, com dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau duplicado (por serem seus pais e mães irmãos) e em 4º grau duplicado (os avós dos pais e mães dos oradores eram irmãos), casou com Joaquim Machado de Andrade Azevedo. Geração em 4-3 abaixo.

S. Vicente de Minas, MG - Igreja S. Vicente Ferrer aos 19-09-1842 bat a Claudina, f.l. Domingos Teodoro de Azevedo e Maria Jose de Andrade, foram padrinhos Antonio Francisco P. Coelho por pp q apresentou de Francisco Glz P. e Claudina Selistiana da Natividade por pp q apresentou dela Mariana Benedita de Andrade, um dos padrinhos da freguesia da vila de S. Jose.

 

2- Ana Antonia Umbelina de Paiva aos 13-04-1818 casou com o então Tenente Gervasio Pereira de Alvim (ou Gervásio Pereira do Carmo Alvim) filho do Sargento Mor Gervásio Pereira de Alvim, natural da Freguesia de Santa Maria do Salto, Arcebispado de Braga e Francisca Cândida de Resende, neto paterno de Thomé Afonso Pereira e de Senhorinha Gomes, neto materno de José de Rezende Costa e Ana Álvares. Família “João de Rezende Costa”.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 13-04-1818 Ten. Gervasio Pereira do Carmo e Alvim, f.l. Sarg. Mor Gervasio Pereira Alvim e D. Francisca Candida de Rezende, bat, na freg. da vila de S. Jose; = cc D. Ana Antonia Umbelina de Paiva, f.l. Ten. Francisco Machado de Azevedo e D. Prudenciana Umbelina de Paiva, bat. nesta freg. de Carrancas. Test.: Cap. Mor Manoel da Costa Maia e Cap. João Antonio de Campos.

       Ana Antonia e Capitão Gervásio, o filho, tinham os seguintes filhos (situação em 18-09-1837), que foram legatários da terça do avô paterno (inventário neste site):

2-1 Maria, com 19 anos. Também legatária da avó materna.

2-2 Francisca, com 17 anos em 1837. Afilhada e legatária do avô materno, em 1841 estava casada com José Esteves.

2-3 Pudenciana, 15 anos.

2-4 Senhorinha, 13 anos.

2-5 Ana, 13 anos.

2-6 Gervásio, 10 anos. Gervasio Pereira Alvim casou com sua prima Maria Sabina de Assis, 7-2 abaixo. Encontramos o batismo de um filho do casal:

2-6-1 Cornelio, batizado aos 26-09-1853, tendo por padrinhos o avô materno e a avó paterna.

B7: Igreja Nossa Senhora da Penha (Resende Costa, Minas Gerais) Batismos 1796-1873, aos 26-09-1853 na Ermida da Sra. do Carmo da Lage, Cornelio, f.l. Gervasio Per.ª Alvim e Da. Maria Sabina de Assis; padr.: o Major Fran.co de Assis Rez.de e Da. Anna Antonia Umbelina de Paiva, avós do batizado.

2-7 Camila, 7 anos.

2-8- Francisco, 5 anos.

2-9 Mafalda, dois anos.

2-10 Maria, de seis meses em 1837.

 

3- Francisca de Paula, casada com Antonio Cândido de Resende Alvim, irmão de Capitão Gervásio supra. Tinham os seguintes filhos em 1837, legatários da terça do avô paterno:

3-1 Maria, 11 anos.

3-2 Francisco, com 10 anos.

3-3 Antonio, 8 anos.

3-4 Joaquim, 7 anos.

3-5 Gervásio, 3 anos.

3-6 José, com um ano e meio em 1837.

 

4- Francisco Machado de Azevedo, aos 08-02-1830 casou com Rita de Cassia e Silva (ou de Andrade), filha do Alferes Francisco José de Andrade Mello e Ana Rosa Ludovina de Paiva (família “João Gonçalves Mello”). Em 1852 eram moradores em Campanha

certidão inserida no inventário materno:

" Aos 8 de Fevereiro de 1830, no oratório do Alferes Francisco José de Andrade Mello, o padre Joaquim Leonel de Paiva, pároco de Carrancas,.....(casou)....Francisco Machado de Azevedo, filho legitimo do Tenente Francisco Machado de Azevedo e de Dona Prudenciana Umbelina de Paiva com Dona Rita de Cássia e Silva, filha legitima do Alferes Francisco José de Andrade Mello e Dona Rosa Ludovina de Paiva, ... livre da consangüinidade em terceiro grau de linha transversal.. testemunhas: Gabriel Francisco Junqueira e José Afonseca de Carvalho.";

          Ambos faleceram em S. Gonçalo do Sapucai-MG. Francisco em 29-07-1860 e Rita de Cassia em 01-11-1902.

LDS: S. Gonçalo do Sapucaí,MG - S. Gonçalo do Amarante. Livro de óbitos nº 03, 1838-1867, imagem 158, fls.153, Aos 30-07-1860 falecendo repentinamente Francisco Machado de Azevedo, maior de 53 anos, foi o seu cadáver sepultado no cemitério da Matriz. (pesq. Geraldo Dutra de Andrade Neto)

 

Inteiro teor do Registro de óbito: C.R.C. de S. Gonçalo do Sapucai, MG.

"nº 99. Aos dois dias do mês e novembro de 1902 neste Distrito de Paz da Paroquia desta cidade de S. Gonçalo do Sapucai, Municipio do mesmo nome, Estado de Minas Gerais, compareceu em meu cartório o cidadão Francisco Theophilo de Rezende, tabelião de notas desta cidade de onde é natural e residente e declarou que no dia primeiro do corrente mes no lugar denominado Fazenda de Santa Rita do Pinhal desta ciade faleceu sua avó D. Ritta de Cassia Andrade, idade 94 anos, natural de Carrancas e residente nesta cidade, filiação desconhecida, víuva de Francisco Machado de Azevedo,deixando a falecida seis filhos: Maria, idade 66 anos = Joaquim, idade 64 = José, idade 61 = Ana, 58 = Pedro, 54 anos = e Prudenciana, idade 50 anos. Declarou mais que sua avó faleceu vitima de diarréia e foi sepultada no cemitério publico desta Cidade." (pesq. Geraldo Dutra de Andrade Neto).

 

          No inventário de Francisco compareceram 11 filhos (situação em 1860).  No registro do óbito materno foram declarados seis filhos.

Centro de Memória Cultural do Sul de Minas

Campanha, MG

Documento: Inventário

Inventariado: Francisco Machado de Azevedo

Inventariante: Rita de Cássia Andrade

Ano: 1860    Caixa/: 35

Disponibilizado por Geraldo Dutra de Andrade Neto

Declarou a inventariante que o inventariado seu marido o Cap. Francisco Machado de Azevedo faleceu no dia 29 de Julho do ano passado sem Testamento, e os filhos de seu casal e seus herdeiros são os seguintes:

1- Francisco Machado de Andrade de idade 29 anos casado

2- D. Maria Vitoria de Andrade de idade vinte e seis anos casada com Francisco Machado de Rezende.

3- Joaquim Machado de Andrade Azevedo de idade vinte cinco anos viuvo depois do falecimento do inventariado e por isso sua filha Maria José de idade oito meses tem direito nesta herança.

4- Antonio Carlos de Andrade de idade vinte e três anos casado.

5- José Procopio de Andrade de idade vinte anos, solteiro.

6- Theofilo Benedito de Andrade de idade desesseis anos, solteiro.

7- D. Anna Roza de Andrade solteira de idade treze anos.

8- Pedro Machado de idade doze anos.

9- D. Prudenciana de idade dez anos.

10- Domingos de idade oito anos.

11- Gabriel de idade cinco anos.

(aa) Ritta de Cacia Andrade

 

Certifico que para nomearem e aprovarem Louvados cite a Inventariante e aos herdeiros Francisco Machado de Andrade e sua mulher = Francisco Machado de Res.e e sua mulher = Joaquim Machado de Az.do = Antonio Carlos de Andrade e sua mulher = Jose Procopio de Andrade = Theofilo Benedito de Andrade = D. Ana Rosa de Andrade = e ao Cur.or Ad hoc.

Fazenda de S. Rita do Pinhal 15 de Abril de 1861

O Escrivão de Orfãos João Possidonio dos Reis.

 

4-1 Francisco Machado de Andrade, com 29 anos em 1860, casado. Já falecido em 1902.

4-2 Maria Vitoria de Andrade, 27 anos, casada com Francisco Machado de Rezende.

4-3 Joaquim Machado de Andrade Azevedo com 25 anos em 1860. Com dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau duplicado (por serem seus pais e mães irmãos) e em 4º grau duplicado (os avós dos pais e mães dos oradores eram irmãos), casou com Claudina Maria de Andrade, filha de Domingos Teodoro de Azevedo Paiva e sua primeira mulher Maria Jose de Andrade; 1-8 supra.

Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana - AEAM

Proc. Mat. 104194 – Joaquim Machado de Andrade e Claudina Maria de Andrade – 1858 – Formiga – Arm. 41 – P. 10420

Transcrição por: Estevam Costa Martins, a pedido de Geraldo Dutra de Andrade Neto

[fl. 01]

Dizem os oradores Joaquim Machado de An-[/]

dradem.or da freg.a de S. Gonçalo, e D. Claudina [/]

Maria de Andrade da Freg.a de S. Vicente Ferrer, [/]

ambos deste Bispd.o; que se achão tratados de fu[/]

turasnupcias, mas não o podem conseguir [/]

sem que intervenha a Piedade de V. EX.cia; p.r [/]

quanto se achão ligados com os impedimentos [/]

deconsanguinid.edupplicada em 2o. grao de linha [/]

transversalp.r serem seospaes, e sasmaes ir-[/]

mãos; e assim mais em 4o. dupplicadop.r que [/]

os Avós dos Paes, e Maes dos Oradores erão [/]

Irmaõs; tanto que os Paes d’elles Oradores [/]

já se tinhão dispensado em 3o. graodup[/]

plicado; porq. Tinhãocauzas suficientes [/]

quaes a Orphandade da Oradora, q. se acha [/]

em idade nubil, vive honestam.e, e seu Pai [/]

passou a segundas nupcias, e alem da 1.a [/]

fam.a composta de 8 filhos, já tem muitos do [/]

2o. consorcio em esperança de mais […]

[fim da transcrição]

          Claudina Maria faleceu em 29-10-1860.

S. Gonçalo do Sapucai, MG Igreja S. Gonçalo do Amarante aos 29-10-1860 faleceu D. Claudina Maria de Andrade, branca, de idade de 19 anos, de congestão cerebral. Casada com Joaqum Machado de Andrade. Sepultada no cemiterio desta matriz.

 

Joaquim casou segunda vez com Ana Esméria Ribeiro, viúva de José Pinto Gonçalves e filha de Inácio Joaquim Ribeiro e Joaquina Maria Carneiro com geração na família “Amaro de Mendonça Coelho” Cap. 5º.

Centro de Memória Cultural do Sul de Minas - Campanha, MG

Inventariado: Claudina Maria de Andrade

Inventariante: Joaquim Machado de Andrade, viúvo

Ano: 1861    Caixa: 37

Local: Fazenda de Sta Rita dos Pinheiros da Freguesia de S. Gonçalo, termo da Campanha, Minas, Comarca do Rio Verde.

Disponibilizado por Geraldo Dutra de Andrade Neto.

Aos 18-04-1861 em casas do finado Cap. Francisco Machado de Azevedo.

Petição feita por parte de Joaquim Machado de Andrade na qual requer o Inventário de seu casal por faleciemtno de sua mulher D. Claudina Maria de Andrade que deixou uma filha menor.

Sua mulher faleceu no dia 29 de outubro do ano passado, sem testamento e que a herdeira, filha da mesma é a seguinte: = Maria, de idade de sete meses, única herdeira de seu casal.

Avaliação dos bens.

Bens de Raiz:

- uma parte de terras na Fazenda de Santa Rita dos Pinheiros pela quantia de 2:318:181 rs

- uma parte na casa de vivenda e terreiro da mesma fazenda 227: 272rs

- um engenho de cana e utensilios do mesmo 181:818 rs

- uma casa no Arraial de S. Gonçalo 272:727 rs- uma parte na casa do Aterrado 6:817 rs

 

Autos conclusos aos 31-05-1861

É a meação do viúvo inventariante 14:565$366

É a meação da finada inventariada que pertence a sua filha D. Maria:        14:565$366

Joaquim Machado e Claudina Maria tiveram a filha única:

4-3-1 Maria José, batizada em 18-10-1860. Com sete meses em 18-04-1861.

São Gonçalo do Sapucai, MG - "Maria. Aos dezoito de outubro de mil oitocentos e sessenta baptizei solenemente a inocente Maria, branca, filha de Joaquim Maxado de Andrade e de D. Claudina Maria de Andrade, foram padrinhos Domingos Theodoro de Azevedo e Paiva por procuração que apresentou Joaquim Leonel de Azevedo, e D. Rita de Cassia Andrade. E para que conste faço este assento. O Vigário João da Cruz Nogueira Penido." (pesq. Geraldo Dutra de Andrade Neto)

 

4-4 Antonio Carlos de Andrade, vinte e três anos, casado. Já falecido em 1902.

4-5 José Procopio de Andrade, 20 anos, solteiro.

4-6 Theofilo Benedito de Andrade, 16 anos. Já falecido em 1902.

4-7 Ana Roza de Andrade, 13 anos.

4-8 Pedro Machado, 12 anos.

4-9 Prudenciana, 10 anos em 1860.

4-10 Domingos, 8 anos. Já falecido em 1902.

4-11 Gabriel, 5 anos. Já falecido em 1902.

 

5- Antonio Machado de Azevedo, seria o casado com Lucinda Emilia de Andrade, filha de Tomé Ignácio Botelho e Emerenciana Constança de Andrade (família “Souza Monteiro-Monteiro Lopes” Cap. 1º , 2-10).

 

6- Joaquim Leonel de Azevedo, casado em 1835. Provavelmente o casado com Josefa Maria de Resende, filha do Capitão Antonio dos Reis e Silva e Maria Clara de Rezende (família “Domingos dos Reis e Silva” § 5º, -12

 

7- Maria Vitória do Nascimento, em 1835 estava casada com Francisco de Assis Resende, irmão de Gervásio e Antonio supra citados. Em 1837 tinham os seguintes filhos, legatários da terça do avô paterno Capitão Mor Gervásio Pereira Alvim:

7-1 Pudenciana, de cinco anos

7-2 Maria, de quatro anos. Maria Sabina de Assis casou com seu primo Gervasio Pereira Alvim, 2-6 supra.

7-3 Francisca, de dois anos.

7-4 Francisco, de um ano.

 

8- José Procópio de Azevedo (e Paiva), solteiro, 20 anos em 1835 (inventário materno). Aos 01 de Junho do mesmo ano casou-se com Maria Rita de Andrade Junqueira, filha de Gabriel Francisco Junqueira e Inácia Constança de Andrade. Maria Rita faleceu antes de sua mãe e foi representada no inventário desta (14-03-1859) pelas filhas. Geração na família “João Gonçalves de Mello”.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) ao 01-06-1835 ermida do Campo Alegre, Jose Procopio de Azevedo e D. Maria Rita de Andrade Junqueira; test.: Antonio Jose Ribeiro de Carvalho e Domingos Teodoro de Azevedo.

          José, provavelmente, casou com sua cunhada Rita de Cássia, irmã de Maria Rita. Geração na família supra citada.

 

9- Francisco Eugênio de Azevedo, solteiro, 18 anos. Aos 22-11-1840, dispensados do impedimento de consanguinidade em 4º grau da linha transversal, casou com Maria Emerenciana de Andrade, filha do Tenente Coronel Francisco Inácio Botelho e Maria Emerenciana de Andrade; família “Souza Monteiro” Cap. 1º § 2º.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 21-11-1840 em oratorio em casa de Francisco Inacio Botelho. Francisco Eugenio de Azevedo e D. Maria Emerenciana de Andrade, filha do Ten. Cel. Francisco Inacio Botelho e s/m D. Maria Emerenciana de Andrade, moradores nesta freguesia de Carrancas. Dispensados do impedimento de consanguinidade em 4º grau de linha transversal.

 

10- Rita de Cássia Azevedo, com 15 anos. Aos 01-05-1836, dispensados do impedimento de consanguinidade em 2º grau, casou com Joaquim Francisco de Souza.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 01-05-1836 ermida do Engenho, Joaquim Francisco de Souza e D. Rita de Cassia e Andrade, dispensados do inpedimento de consanguinidade em 2º grau; test.: Domingos Teodoro e Antonio Candido de Rezende.

          Capitão Joaquim e Rita de Cássia já eram falecidos em 1888. Tiveram os filhos, segundo inventário da filha Gabriela:

10-1 Gabriela Angelina de Azevedo, solteira, “mentecapta”, faleceu em Serranos aos 18-07-1888 deixando como herdeiros os irmãos abaixo (inventário neste site).

10-2 Mariana Carolina de Azevedo casada com o Tenente Coronel Urbano de Souza Meireles. Geração na família “A Família Villela” Cap. 2º, 8-1.

10-3 Maria Vitória, casada com Severino Cirilo de Souza Meireles, irmão inteiro do Tenente Coronel Urbano. Geração na família citada 8-3.

10-4 João Virgilio de Souza, negociante na Corte.

10-5 Custódio Eugenio de Souza, solteiro, 36 anos.

10-6 Rita de Cássia de Azevedo, casada com Manoel Gonzaga de Souza Meireles.

10-7 José Procópio de Azevedo e Souza, 32 anos, solteiro.

10-8 Domingos Teodoro de Souza, casado, morador no termo de Baependi.

10-9 Francisco Machado de Souza, 25 anos.

10-10 Joaquim Leonel de Souza, já falecido em 1888, compareceram seus filhos no inventário da irmã Gabriela, curatelados por Custódio Alves Viera:

10-10-1 Francisco Luiz de Souza, 12 anos;

10-10-2 Rita, 10 anos;

10-10-3 Joaquim, 8 anos;

10-10-4 Vitor, 7 anos;

 

11- Prudenciana Umbelina, solteira, com 14 anos em 1835. Dispensados do impedimento de consanguinidade em 2º grau, aos 02-05-1836 casou com José Maria Barbosa, testemunhas: José Raimundo Barbosa e D. Maria Antonia.

B7: casamentos - Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 02-05-1836 ermida do Engenho, Jose Maria Barbosa e D. Prudenciana Umbelina de Paiva, dispensados do impedimento de consanguinidade em 2º grau, test.: Jose Raimundo Barbosa e D. Maria Antonia.

 

12 - Pedro Machado, com 10 anos em 1835 e 16 em 1841. Pedro José Machado requereu dispensa do impedimento de consanguinidade em 2º grau misto de 1º para se casar com sua sobrinha Prudenciana Umbelina de Andrade 1-1 supra.

Aiuruoca,MG livro misto 1843_1845

Juramento dos Oradores: Pedro Jose Machado, homem branco, solteiro, nat da freg. das Carrancas e morador na dos Serranos deste termo onde vive de lavoura, de idade de 22 anos. Q ele orador é irmão de Domingos Teodoro pai da oradora - 2º grau misto de 1º.

Antonio de Paiva e Luiz de Paiva são irmãos, deste proveio Ana Rosa, desta Maria Jose e desta a oradora - e que daquele Antonio proveio Pudenciana, desta ele orador - consanguineos em 4º grau misto de 3º.

Q Ana Antonia era irmã de Jose de Andrade, deste proveio Francisco, deste Maria Jose, e desta a oradora Pudencia - e q daquela Ana Antonia proveio Pudenciana mãe dele orador - segunda vez consanguineos em 4º grau misto de 3º.

Q a oradora é orfã de mãe, tem nove irmãos

D. Pudenciana Umbelina de Andrade, mulher branca, solteira, n/bat e moradora da freg. dos Serranos deste termo onde vive em companhia de seu pai, de idade de 15 anos.

 

Test.: 1ª Alf. Eugenio Antonio de Araujo, branco, solteiro, nat. da freg. do Cajuru e morador desta vila da Aiuruoca onde vive de seu negocio de fazenda seca, de idade 29 anos. Disse que o orador Pedro é irmão de Domingos Teodoro pai da oradora Pudenciana - consanguineos em 2º grau misto de 1º.

Q Antonio de Paiva era irmão de Luiz de Paiva, deste proveio Ana Rosa, desta Maria Jose, e desta a oradora Pudenciana - e que daquele Antonio de Paiva proveio Pudenciana e desta o orador Pedro - consanguineos em 4º grau misto de 3º.

Q Jose de Andrade era irmão de Ana Antonia e desta proveio Pudenciana e desta o orador Pedro - e daquele Jose de Andrade proveio Francisco e deste Maria Jose e desta a oradora Pudenciana - consanguineos em 4º grau misto de 3º.

A oradora é orfã de mãe e são nove irmãos germanos e seu pai passou a segundas nupcias e ja tem mais uma filha deste matrimonio.

 

2ª test. (aa) Jeronimo de Arantes Marques.

3ª Evaristo Dias de Carvalho, homem casado, nat. da cidade de Barbacena e morador desta vila onde vive do oficio de ourives, de idade de 38 anos