PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

 

Origens dos Carneiros e Costa Rios

(atualizado em 18-agosto-2014)

 

 

FERREIRA CARNEIROS

 

Dados obtidos nos Registros Paroquiais da Matriz São Cristóvão de Refojos, Concelho de Santo Tirso-PT, e em documentos de São Del Rei-MG, transcritos no texto ou disponibilizados neste site.

 

Regina Junqueira

Bartyra Sette

 

A Freguesia de São Cristóvão dos Refojos pertence ao Concelho de Santo Tirso no Distrito do Porto, PT. Ainda hoje, com o nome de Refojos de Riba Ave é uma localidade rural de pequenas propriedades agrícolas, distribuídas numa área de 5.500 km2, no vale do Rio Ave.

 

Vizinha fica a freguesia de Monte Córdoba, cujo orago é o Divino Salvador. Seu território de cerca de 17.000 km2 é muito acidentado, dificultando a abertura de estradas, o que faz com que sua população até hoje viva isolada, como sempre viveu.

 

Nos fins do século XVII, na aldeia de Ventozela em São Cristóvão dos Refojos vivia o casal Antonio Ferreira e Maria Carneira, pais de Alexandre, batizado aos 13-07-1698. Na crisma, Alexandre mudou seu nome para Manoel.

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de S.Cristóvão de Refojos 1664/1740

À margem esquerda “mudou o nome na Chrisma em M.el” e à margem direita “Lexandre mudou o nome em M.el”.

Lexandre f° de Ant° Frrª e de sua m.er Mª Carnrª moradores da aldeya de Ventozella foy bauptizado aos treze dias do mes de iulho do anno de mil e seis centos e noventa e oito a. Forão padrinhos D.os Dias da frgª da Regenga e Anna Carnrª m.er de Custodio Dias da frgª de S.Thiago da Carreira, do q. forão tes.tas Ant° Frrª e Ant° Dias ambos desta frgª e por Verdade fis este termo era ut supra. O P.e M.el de Carvalho.

 

Em Monte Córdoba aos 03-05-1699 nasceu Rosa Francisca, filha de Diogo Francisco e Benta Francisca “aldeã de Pereiras”, filha de Pedro João e Catarina Francisca.

Diogo e Benta se casaram aos 28-10-1698 na Igreja do Mosteiro de Monte Córdoba, ele filho de João Francisco e Maria Francisca, nascido em Saint Martin à Ledeuix do Bispado de Bayonne, província de Béarn, França.

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de Monte Córdova 1660/1707

Roza filha legiima de Diogo Fran.co e de sua molher Benta Francisca da aldeã de Pereiras naceo em três de mayo do anno de mil seis centos e noventa, e nove annos e foi por mim baptizada solenemente na pia baptismal desta freguezia do Mostr° do Salvador de Monte Cordova em dez do mesmo mez forão padrinhos João da Rifana ... e Catherina filha de D.os Frrª do... desta mesma freguezia de que forão testemunhas Manoel Carnr°, Francisco Frrª meus familiares de que fiz este acento e me asignei. João Gomes de ...=Fructuozo Frrª=M.el Carnr°.

 

(pesq. Silvia Buttros) Livro de Casamentos da freguesia de Monte Córdova, Concelho de Santo Tirso 1660/1707

Em os vinte e oito dias do mes de Outubro do anno de mil seis centos e noventa e oito annos nesta Igrª do Mostr° do Salvador de Monte Cordova a donde a contrahente He natural e morador ao dispois de feitas as Denunciaçoes na forma do Sagrado Concilio Tridentino, e por não sahir impedimento algum, nem eu ... ter e os ver, e por me aprezentar o contrahente hua Sn.ça do ...S.or D.or ... Vigr° geral desta Cid.de do Porto, ... junto hua petição do dito contrahente feita ao Ilustrissimo S.or Bispo e nella hum desp.xo do d° Iltm° Senhor que dezia Seguinte Corridos os banhos na fregª de Monte Cordova não havendo impedim.to o Revd° Parocho receba os Supp.es ...e q.e se lhe mandou Posto 10 de 8br° de 698 Frei Jozeph Bispo E por Verdade do dito desp.xo Se Receberam em face de Igrª em minha prezença por palavras de prezente Benta Fran.ca fª legitima de Pedro João e de sua molher C.na Fran.ca já defuntos da aldea de P.ras destas dita freguezia com Diogo Francisco f° de João Fran.co e de sua m.er Maria Francisca da fregª de São Martinho de Ledie Bispado de Loron Provincia de Bearne * Reino de França de que forão testemunhas o Rvd° P.e M.el Alvres Pim.ta Coadjutor desta fregª M.el Carn.ro meu familiar E outras muitas pessoas por ser em dia Santo de que fiz este acento e me assignei. João Gomes de...

*Trata-se da Paróquia de Saint Martin à Ledeuix, Bispado de Bayonne, Lescar e Oloron, na antiga província de Béarn, hoje Pyrénnées Atlantiques.

 

 Na Igreja do Salvador de Monte Córdoba aos 12-08-1719, Roza casou com Manoel Carneiro.

(pesq. Silvia Buttros) Casamentos de Monte Córdova 1707/1733

Aos doze dias do mes de Agosto do anno de setecentos e dezanove nesta Igreja do Salvador de Monte Cordova donde ella contrahente he natural ao depois de feitas as denunciaçoens na forma de direito e não haver impedimento algum se receberão por palavras de prezente Manoel Carneiro filho legitimo de Antonio Ferreira já defunto e de sua molher Maria Carneira da freguezia de S. Christovão de Refojos bispado do Porto, e Roza Francisca filha legitima de Diogo Francisco, e de sua molher Benta Francisca desta freguezia de Monte Cordova Forão testemunhas João Griece, e Manoel Francisco de Pereiras e ambos desta freuezia de Monte Cordova de que fis este assento q. assignei com as testemunhas dia e era ut supra. Manoel Alrz.

 

Rosa Francisca faleceu antes de 1748 e seu marido em 1758 estava de novo casado, desta vez com Custódia Francisca, porém em 1761 constou ser viúvo no batizado de seu neto João da Costa. Manoel faleceu antes de 1773 quando do casamento de sua filha Vitória.

 

Manoel teve vários filhos e netos dos quais muitos vieram para o Brasil onde deixaram geração no sul de Minas Gerais, com apelidos advindos de Refojos e redondezas - Carneiro, Teixeira, Costa, Rios, Ferreira, Gomes – em diferentes combinações.

 

Filhos de Manoel e Rosa Francisca q.d:

 

1- Maria Carneiro, nascida em 13-03-1720 e batizada na Igreja de São Cristóvão dos Refojos onde casou em 1743 com João Francisco. Teve um filho cujas filhas foram legatárias do tio Antonio Ferreira Carneiro.

 “Deixo a meu sobrinho, filho da minha irmã Maria Carneiro que casou na Freguesia de São Tiago- 400.000 para repartir com todas as suas filhas fêmeas.”

 

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de Refojos 1664/1740

Maria, nascida aos 13/03/1720, filha de Manoel Carneiro e de Rosa Francisca. Foram padrinhos: Manoel, filho de Diogo Francisco de Monte Cordova e Maria Carneira, mulher de Francisco Alvres da Ventozela.

 

2- Custódia, nascida aos 22-01-1723. Padrinhos: Domingos João e Maria fª de Maria Moreira.

 

3- Ana, aos 20-04-1726. Padrinhos: José Moreira e Maria Francisca, fª de Diogo Francisco.

 

4- Antônio, aos 19-05-1727. Padrinhos: Antônio Gil dos Reis e Ana fª de Antônio Ferreira e de Maria Carneira, das Ventozelas. Antonio Ferreira Carneiro, veio para o Brasil e se foi para o sul de Minas Gerais onde faleceu em 1801 solteiro e sem geração, com testamento redigido na fazenda do Bom Retiro, aplicação da Capela de Nossa Senhora da Conceição da Barra, Freguesia de São João del Rei (neste site). Nele declarou sua naturalidade e filiação e deixou legados para sobrinhas e sobrinhas netas.

 

5- Josefa Carneiro. Também referida em termos paroquiais como Josefa Ferreira ou Teixeira, nascida no Lugar de Ventorella, batizada na Igreja de São Cristóvão dos Refojos aos 22-09-1729.

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de Refojos 1664/1740

Jozepha filha de Manoel Carneiro e de Roza Francisca da aldeia da Ventozella naceo aos vinte dias do mes de setembro do anno de mil e sete centos e vinte nove annos foi bauptizada por mim aos vinte e dois dias do mes de setembro do dito anno. Forão padrinhos Jozeph Monteiro do lugar das Devezinhas, e Jozepha solteira filha de Maria Carneira veuva da Ventozela forão testemunhas o P.e Jozeph Pinto Cura de Lamelas, Manoel Antunes Ferreira familiar do Reverendo Abbade Alexandre de Mello e por verdade fis este acento, era ut supra. Custodio Dias Alvres=O P.e Joze Pinto=Manoel An.tes Frrª.

          Casou aos 29-04-1748 com João da Costa (Rios), filho de João da Costa e Domingas Francisca. João aportou o apelido “Costa Rios” a este tronco dos Carneiros de Refojos, e por conseqüência aos descendentes em terras brasileiras.

Aos vinte e nove dias do mez de Abril de mil setecentos e quarenta e oito annos se receberam na minha prezensa e das testemunhas abaixo nomeadas corridos os banhos tudo na forma do sagrado Concilio Tridentino e Constituição do Bispado JOÃO DA COSTA filho legitimo de João da Costa e sua mulher Domingas Francisca já defunta da Freguesia de Sam Payo de Guimarães com Josefa Carneira filha legitima de Manoel Carneiro e Rosa Francisca já defunta desta freguesia de São Christovam de Refojos lugar de Ventorella e receberão as bençoens e o Contraente mostrou Banhos de seu Parocho de que foram testemunhas o Padre Caetano Moreira Deniz e o padre José Pinto Carneiro ambos desta Freguesia e por verdade fiz este asento era ut supra - O Pe Cura Custódio Dias Alves

 

Ascendência de JOÃO DA COSTA (Rios)

 

 

João e Josefa tiveram q.d (batizados em Refojos):

 

5-1 Maria Carneiro, nascida aos 20-05-1753 e batizada sete dias depois, tendo por padrinhos Inês Monteiro e Bento Carneiro da Costa. Casou aos 05-09-1790 com José Martins, filho de Antonio Martins e Custódia Ferreira, moradores em Burgães. Filhas do casal foram legatárias do tio Antonio Ferreira Carneiro.

(pesq. Silvia Buttros) Casamentos de Guimarei 1790/1811

Aos 05/09/1790 Casaram-se José Martins, filho de Antonio Martins e de Custódia Ferreira, de Santiago de Burgães, e Maria Carneira, filha de João da Costa e de Josefa Carneira, desta freguezia.

Tiveram, conforme pesquisas de Silvia Buttros:

5-1-1 Antonio José Martins casado em Burgães aos 10-06-1814 com Catharina da Cunha, filha de João Carvalho e Rosa da Cunha

Casamentos de Burgães 1808/1817

Aos 10/06/1814 Antonio José Martins, filho de José Martins e de Maria Carneira, e Catharina da Cunha, filha de João Carvalho e de Rosa da Cunha.

5-1-2 Maria Josefa Carneiro casada em 01-11-1776 com Manoel Gomes, filho de José Gomes e Custódia Francisca.

Casamentos de Burgães 1808/1817

Ao 1°/06/1815 Manoel Gomes, filho de José Gomes e de Custódia Francisca, e Maria Josefa Carneiro, filha de José Martins e de Maria Carneira.

5-2 Custódia Carneira, nascida aos 29-02-1756 e batizada aos 07-03 do mesmo ano. Casou em Refojos aos 17-11-1776 com Manoel Dias de Araújo filho de Custódio Dias e de Isabel Francisca de Araújo, moradores em  Ventozela

(pesq. Silvia Buttros) Casamentos de Refojos 1769/1790

Aos 17/11/1776 casaram-se Manoel Dias de Araújo, filho de Custódio Dias e de Isabel Francisca de Araújo, da Ventozela, e Custódia Carneira, filha de João da Costa e de Josefa Carneira, desta freguezia.

          Algumas filhas do casal foram legatárias de Antonio Ferreira Carneiro.

“-Deixo as 6 filhas fêmeas de minha sobrinha Custodia, casada com Manoel Dias de Araújo – 200.000 a cada uma”

Filhos (pesquisa de Silvia Buttros):

5-2-1 Manoel, n.17/08/1777;

5-2-2 Custódio José, n.15/05/1780;

5-2-3 José, n. 20/12/1781 (foi seu padrinho o tio Antônio, solteiro, irmão de sua mãe).

5-2-4 Maria, n. 07/05/1783;

5-2-5 Ana, n. 15/05/1785;

5-2-6 Rosa Maria, n. 13/04/1787;

5-2-7 Bernarda, n. 02/02/1789;

5-2-8 Josepha, n. 13/12/1791;

5-2-9 Thereza, n. 08/03/1795 (esta teve por padrinho o tio-avô paterno Revd° Antonio da Costa Rios).

5-2-10 Maria Joaquina, n. 11/09/1797;

5-2-11 José Júlio, n. 18/10/1799.

 

5-3 Manoel da Costa Rios, nascido aos 31-03-1758 e batizado em 9 de abril do mesmo ano.

São Cristóvão dos Refojos -Nascimentos, Lv M – nº3

Manoel, filho legitimo de João da Costa Rios e de Josefa Carneira do lugar de venturella desta Freguesia de Sam Christovam de Refojos nasceo em o ultimo de Março de mil setecentos e cincoenta e oito foi batizado por mim aos nove dias do dito anno digo foi batizado por mim aos nove dias de Abril do dito anno. Foram padrinhos Manoel da Costa irmão do pai do batizando e Custodia Francisca mulher do avo, neto pella paterna de João da Costa e Domingas Francisca da Freguesia de Sam Payo de Guimarães e pella materna de Manoel Carneiro desta Freguesia e de Rosa Francisca da Freguesia de Monte Córdoba foram testemunhas Manoel Carneiro da villa e Manoel Coelho de ..... ambos desta Freguesia declaro que a madrinha acima he mulher de Manoel Carneiro avo do batizando que he o materno e por verdade fiz este asento era ut supra - Refojos, o Pe Cura Custódio Dias Alves.

 

          Casou em primeiras núpcias na Capela de Conceição da Barra aos 09-01-1787 com Ana Rodrigues de Oliveira, batizada na Capela de Nossa Senhora de Nazaré, filha de Francisco Rodrigues Neves e Joana Rodrigues de Oliveira. Era viúva de José Francisco Guimarães. (Família“Os filhos de Francisco Rodrigues Neves”)

Igreja N Sra do Pilar – Casamentos - Aos nove de Janeiro de  mil setecentos e oitenta e sete na Capella de Conceição da Barra filial desta Matriz de Sam Joam d’El Rey feitas as Canônicas deligencias sem se discubrir impedimento algum como cinsta da Provisão do Reverendo Doutor Vigário da Vara e na prezença das testemunhas Antonio Ferreira Carneiro e de ...Manoel Ferreira de Mello administrou o Sacramento do Matrimonio  com licença do Reverendo Parocho o Reverendo Capellam Manoel José ... Frago...por palavras de prezente Celebraram = MANOEL DA COSTA RIOS filho legítimo de João da Costa Rios e de Josefa Carneiro Teixeira natural e batizado na Freguesia de São Christovam de Refojos Comarca de ........... Bispado do Porto = Ana Rodrigues de Oliveira filha legitima Francisco Rodrigues Neves e de Joana Rodrigues de Oliveira natural e batizada nesta Freguesia viuva que ficou de José Francisco........................(ilegível)

 

          Ana Rodrigues de Oliveira faleceu aos 01-09-1787 e não deixou filhos de seus casamentos (inventário neste site)

 

          Manoel casou em segundas aos 22-08-1788 com Ana Esméria Teixeira de Souza, filha de Francisco José Teixeira e Ana Josefa de Souza Monteiro. Faleceu aos 25-12-1812 deixando seis filhos de seu segundo casamento, descritos na família “Teixeira de Souza”, Cap 1, neste site.

Em solteiro Manoel teve uma filha natural:

5-3-1 Maria Tereza Rios. Alcançou sentença de paternidade durante o inventário do pai e por isso figurou no rol de herdeiros. Era casada com João Pereira de Araújo e em 1841 estava viúva.

 

5-4 João da Costa, nascido aos 16-06-1761 e batizado em Refojos no dia 21 do mesmo mês e ano, teve por padrinho Manoel Carneiro, “tio do batizando filho de Manoel Carneiro, veuvo”. Teve filhas que foram legatárias do tio Antonio.

 

5-5 Antonio, nascido aos 03-09-1763 e batizado aos 11 do mesmo mês.

 

5-6 José da Costa Rios, nascido aos 17-10-1767 e batizado na Igreja de São Cristóvão dos Refojos. Guarda Mor José da Costa Rios casou na Capela de Conceição da Barra, filiada à Matriz de Nossa do Pilar de São João Del Rei aos 14-01-1788 com Maria Barbosa de Jesus (citada também como Maria Bárbara), filha de Antonio Barbosa Nunes e Quitéria Freire dos Santos, por esta neta de Estevão Pereira dos Santos e Maria Freire; família “Domingos Freire de Figueiredo”, neste site.

B7: Casamentos - SJDRei, aos 14-01-1788 Capela N. Sra. Conceição da Barra, Jose da Costa Rios, f.l. Joam da Costa Rios e Josefa Carnr.ª, n/b na freguesia de S. Cristovão de Regoios Com.ca. da Maia Bispado do Porto; = cc. Maria Barbosa de Jesus, f.l. do falecido Antonio Barbosa Nunes e Quiteria Freire dos S.tos, n/b na Capela N. Sra. Conceição da Barra, e freguesia de N. Sra. do Pilar da vila de SJDR

 

          Maria Barbosa, viúva, ditou e assinou seu testamento em 02-03-1837, aberto aos 27 de Junho do mesmo ano. Declarou quatro filhos de seu casal:

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA02, Lv. 15º  de Testamentos - Campanha da Princesa 1837-1838;

Registro do testamento com que faleceu D. Maria Barbara de Jesus, viuva de Jose da Costa Rios, aos 27-06-1837, testamenteiro seu filho Jose da Costa Rios, morador Sapucahi.

Aos 02-03-1837 eu Maria Barbara de Jesus, f.l. de Antonio Barbosa e Quiteria dos Santos, viuva do falecido Jose da Costa Rios.

Testamenteiros: 1º meu filho Jose Teixeira Rios, 2º meu filho Joam da Costa Rios, 3º meu filho Manoel da Costa Rios.

Deixo a meu neto Jose, filho de Manoel da Costa Rios um criolo; a meu neto Joam Evangelista um criolo.

Deixo o remanescente de minha terça a meus filhos Francisco da Costa Rios e Jose Teixeira Rios.

Escrito  rogo pelo Reverendo Vigario Manoel da Silva Campos e assinado por mim = Maria Barbara de Jesus.

Aprovação 04-03-1837

Abertura aos 27-06-1837 neste Distrito do Arraial de S. Gonçalo termo da vila da Campanha Comarca do Sapucai em casas de residencia do cidadão brasileiro  Francisco de Borja Modesto Guimarães, Juis de Paz.

Aceitação: Aos [espaço] de Julho de 1837 Jose Teixeira Rios.

 

5-6-0 José, nasceu em 21-03-1789 e foi batizado em 06 do mês seguinte. Foram padrinhos Manoel da Costa Rios e Quitéria Freire dos Santos avó do batizado. Provavelmente falecido antes do nascimento do irmão homônimo.

B7: Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, batismo, aos 06-04-1789 Cap. N. Sra. da Conceição da Barra, Joze, que nasceu a 21 de março próximo, filho do Guarda Mor Joze da Costa Rios, natural de S.Christovão de Refojos, comarca de Maia, bispado do Porto e Maria Barboza de Jesus, natural desta Aplicação, np de João da Costa Rios, natural da freguezia de S. Paio e Josefa Carneira, natural da freguezia de S. Christovão ambas do sobredito bispado do Porto, nm Antonio Barboza Nunes, natural da freguesia da cidade Bispado de S. Paulo e Quitéria Freire dos Santos, natural desta Aplicação. Padr.: Manoel da Costa Rios, casado e madrinha Quiteria Freire dos Santos, viuva e avó do batizando.

5-6-1 Manoel da Costa Rios, nomeado testamenteiro do irmão José abaixo. Casou com Bárbara Umbelina da Silva e tiveram filho único.

Manoel faleceu em 31-08-1863, reconhecendo em Escritura publica e ratificando em testamento, o filho natural Padre Joaquim de São Jerônimo

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 04, Testamentos - Campanha da Princesa 1854-1871;

Registro do testamento com que faleceu Manoel da Costa Rios, aos 31-08-1863, de quem é testamenteiro o Vig. João da Cruz Penido

Eu, Manoel da Costa Rios, n. da freguesia da Conceição da Barra da cidade de São João del Rei desta Provincia de Minas, f.l. do Guarda Mor Joze da Costa Rios e D. Maria Barbara Francelina da Silva de cujo consórcio tivemos um filho de nome Joze ao qual deixo metade da minha terça (...).

Declaro mais que tive, em solteiro, um filho de nome Joaquim, hoje sacerdote, e por mim reconhecido por Escritura Publica como meu herdeiro e nesta por tal o reconheço conjuntamente com meu filho Joze acima mencionado.

Legados: a minha afilhada, casada com Manoel Mendes(?), 500$000 réis cujo valor lhe será dado em um escravo.

Meu corpo será sepultado junto a sepultura de meu irmão Francisco.

Declaro que meu filho o Padre Joaquim de São Jeronimo é herdeiro da metade da minha terça.

Testamenteiros: 1º o Rev. Vigario João da Cruz Nogueira Penido, 2º o meu filho  o Padre Joaquim de São Jeronimo, 3º o meu filho Joze da Costa Rios.

(...) vai a meu rogo assinado por eu não poder escrever por falta de vista.

A. Gonçalo 22-08-1863 Manoel da Costa Rios

Aprovação 22-08-1863

Abertura 31-08-1863

Aceitação 04-09-1863 Vig. João da Cruz Nogueira Penido

 

5-6-1-1 José, filho legítimo e legatário da avó paterna. Em 03-07-1855 José da Costa Rios casou com Maria Custódia de Rezende 6-10-1-5 abaixo, filha de Francisco Joaquim de Rezende e Ana Zeferina de Rezende.

RMMJ, Paróquias de São João Del Rei - Matrimônios, José da Costa Rios, natural de São Gonçalo da Campanha, f de Manoel da Costa Rios e Bárbara Umbelina da Silva = Maria Custódia de Rezende, nat de S Gonçalo do Brumado, f de Francisco Joaquim de Rezende e Anna Cândida de Resende. Test : José Pedro Guimarães, solteiro, e Francisco Marques P--- casado. Matriz - 03-07-1855

 

5-6-1-2 Padre Joaquim de São Jerônimo, filho natural reconhecido.

 

5-6-2 José Teixeira Rios, batizado em Conceição da Barra aos 04-07-1790. Casou duas vezes. Em primeiras núpcias com Maria Flausina Branquinho, filha de Luiz Gonzaga Branquinho (inventário neste site) e Ana Cândida de Meirelles. Segunda vez casou com sua cunhada Mariana Clara Branquinho; família “os Carvalho Duarte” Cap. 10º.

 (RMMJ) 04-07-1790, Conceição da Barra: JOSÉ, filho de José da Costa Rios e Maria Barbara de Jesus. Padrinhos: Cap Antonio Ferreira Carneiro e Ana Esméria de Souza

 

José faleceu aos 13-05-1850 com testamento registrado no Livro de Óbitos de Três Corações ( e neste site).

Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais), a 13 de maio de 1850 faleceu Jose Teixeira Rios.

Test.: Eu, Jose Teixeira Rios, filho legitimo de José da Costa Rios e D. Maria Barbara de Jesus, já falecidos, natural e batizado na freguesia de N. Sra. da Barra, Comarca de São João del Rei, Bispado de Mariana, e morador na freguesia de S. Gonçalo da Campanha, fui casado com Maria Euphrasina Branquinho de cujo matrimonio tivemos um filho por nome Jose; falecida minha esposa tornei a casar segunda vez com Mariana Clara Branquinho de cujo matrimonio tivemos os filhos: Olimpia = Antonio  = Casemiro = Valerio todos de menor idade.

Testamenteiros: em 1º a minha consorte Marianna Clara Branquinho adjunto com seu pai Luiz Gonzaga Branquinho , e em falta d'este a meu cunhado Jose Joaquim Branquinho fazendo ambos um só cargo e representação; em 2º a meu irmão Manoel da Costa Rios adjunto com meu filho José Teixeira Rios Branquinho adjunto com <<ficou aqui por falta das folhas respectivas>>

 

José e Maria Flauzina tiveram o filho único:

5-6-2-1 José Teixeira Rios Branquinho, batizado aos 21-05-1834,

Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais) batismo - Joze aos 21-05-1834, f.l. de Joze Texr.ª Rios e Dona M.ª Flauzina, padr.: Alf. Luiz Gonzaga e D. Anna Candida Mendes.

José redigiu seu testamento em Campanha em 28-11-1868 aberto aos 20-07-1875. Solteiro, sem geração, Instituiu por universais herdeiros aos Padres da Congregação da Missão de São Vicente de Paula da Corte do Rio de Janeiro.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 05, Testamentos - Campanha da Princesa 1872-1897;

Registro do testamento com que faleceu Jose Teixeira Rios, no dia 20-07-1875, testamenteiro Coronel João dos Reys Silva.

Eu, Jose Teixeira Rios, f.l. Jose Teixeira Rios e D. Maria Flausina Branquinho, já falecidos, n/b na freg, dos Três Corações de Jesus Maria Jose do Rio Verde, onde tenho minha familia.

Sou solteiro e neste estado não tive filhos e por conseguinte não tenho herdeiros forçados.

Testamenteiros: 1º Capitão Jose dos Reys Silva Resende, 2º Major Estevão Ribeiro de Resende, 3º Antonio Betancurt Amarantes, se eu falecer aqui na Provincia de Minas, e não tiver acabado de liquidar os meus negócios, porem se eu falecer na Corte do Rio de Janeiro ou em outro qualquer lugar do Imperio e já tiver liquidado os meus negocios nomeio por meus testamenteiros em 1º Joaquim Carlos de Azevedo e Silva, 2º Bernardo Jose de Azevedo e Silva irmão e socio do acima, ambos moradores na Corte do Rio de Janeiro a rua Direita numero 111, e em 3º ao Dr. Agostinho Marques Perdigão Malheiros (...) e o que aceitar esta minha testamentaria lhe deixo de premio pelo trabalho a quantia de 2:000$000.

Depois de satisfeitos os meus legados e pagas algumas dividas que por ventura eu possa contrair, instituo por herdeiros do remanescentes de meus bens aos Padres da Congregação da Missão de São Vicente de Paula da Corte do Rio de Janeiro, com a condição porem de reduzirem os bens em Apolices da divida publica e a quarta parte dos dividendos para se dizerem missas por minha alma, e o restante é que ficará pertencendo a eles para disporem em obras pias como bem lhes parecer.

Declaro porem que dispondo dos meus bens em favor dos Padres da Congregação da Missão de S. Vicente de Paula existente no Rio de Janeiro, se incidir, como tem havido exemplo em outros lugares, que seja a mesma Congregação espelida do Rio de Janeiro, nesse caso poderão trasladar a dita herança para qualquer parte onde se estabelecerem

Cidade da Campanha 28-11-1868 Jose Teixeira Rios

Aprovação 28-11-1868

Abertura 20-07-1875 nesta cidade da Campanha foi aberto o solene testamento com que faleceu, nesta cidade, o testador Jose Teixeira Rios.

Aceitação 21-07-1875 nesta cidade da Campanha, Coronel Jose dos Reys Silva Resende

 

José e Mariana tiveram seis filhos, segundo inventário de José (neste site):

5-6-2-2 Olímpia Amélia Teixeira Branquinho com 14 anos em 1850. Casou com seu tio materno José Joaquim Branquinho

5-6-2-3 Antonio Luiz da Costa Rios, batizado aos 09-12-1838.

Batismos - Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais) Antonio aos 09-12-1838 no oratorio da fazenda do Alferes Luiz Gonzaga Branquinho - filho l. de Jose Teixeira Rios e D. Marianna Branquinho, nasceu a 29 de 9bro de 1838, padr.: Manoel da Costa Rios.

 

5-6-2-4 Casemiro, batizado aos 16-11-1840.

Batismos - Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais) aos 16-11-1840 na fazenda do Alferes Luiz Gonzaga Branquinho; Casimiro, f.l. de Jose Teixeira Rios e sua mulher D. Marianna Clara Branquinha, nasceu aos 14-09 do mesmo ano, padr.: Jose Joaquim Branquinho por pp q apr. o Alferes Luiz Gonzaga Branquinho.

5-6-2-5 Valério, batizado aos 01-01-1844

Batismos - Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais) Valerio aos 01-01-1844, f.l. de Jose Teixeira Rios e sua mulçher D. Mariana Clara Branquinha, nasceu aos 22-12, padr.: Alferes Luiz Gonzaga Branquinho e D. Anna Candida de Meireles.

5-6-2-6 Maria Guilhermina Teixeira, batizada aos 28-04-1846. Aos 24-08-1861 casou-se com Ananias Gomes Pereira, filho de Joaquim Gomes Macedo e Maria Silveria de Oliveira

Batismos - Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais) Maria aos 28-04-1846, f.l. de Jose Teixeira Rios e D. Marianna Clara Branquinho, nasceu aos 10-03 deste, padr.: João Rodrigues de Macedo por pp q ap João do Nascimento Branquinho e D. Anna Candida de Meirelles.

5-6-2-7 Severina Praxedes Teixeira, batizada aos 02-10-1847. Em 1867 estava casada com Gabriel Gonçalves Lopes

Batismos -, Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais) - Severina aos 02-10-1847, f.l. de Jose Teixeira Rios e D. Mariana Clara Branquinha, nasceu ha dois e meio meses, padr.; Francisco Teixeira Rios por pp q apres. João do Nascimento Branquinho e D. Maria Candida de Nasaret por pp q apr. D. Maria Flausina Branquinho.

5-6-2-8 Ana Alexandrina Teixeira, batizada aos 06-09-1849. Aos 02-07-1866 casou-se com Jose Bento de Carvalho Junior, filho do Capitão José Bento de Carvalho e Maria Silvéria de Andrade

Batismos - Igreja Sagrada Família (Três Corações, Minas Gerais), Anna aos 06-09-1849, f.l. de Jose Teixeira Rio e Mariana Clara Branquinho, nasceu aos 17 de agosto, padr.: João do Nascimento Branquinho e D. Anna Candida Branquinho.

 

5-6-3 Francisco da Costa Rios, herdeiro de metade da terça materna. Casou com Maria Cândida de Nazareth.

         Francisco faleceu com testamento redigido em 09-07-1862 e aberto aos 23-07-1862, declarou dez filhos de seu casal e uma filha natural reconhecida por escritura pública.

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA 04, Testamentos - Campanha da Princesa 1854-1871

Registro do testamento com que faleceu Francisco da Costa Rios, aos 23-07-1862, de quem é testamenteiro Jose Candido de Rezende.

Eu, Francisco da Costa Rios, n. da freg. da Conceição da Barra desta Provincia, f.l. de Jose da Costa Rios e D. Maria Barbosa de Jesus, já falecidos. Sou cc. D. Maria Candida de Nazareth de cujo consorcio temos dez filhos que são: = Maria = João = Alexandrina = Joze = Manoel= Antonio = Ritta = Anna = Antonio = Gabriel, os quais são meus legitimos herdeiros.

(...) herdeiras do remanescente da minha terça a minhas quatro filhas a saber: Maria, cc. Joze Candido de Rezende = Alexandrina = Ritta = e Anna.

Declaro que por Escritura Publica, reconheci por minha filha a Sabina, cc. Joze Maria Ferreira e a que tambem reconheço por minha herdeira.

Testamenteiros: 1º meu genro Joze Candido de Rezende, 2º minha mulher D. Maria Candida de Nazareth, 3º a meu filho João da Costa Rios.

Fazenda de nossa Senhora das Vallias(?) 09-07-1862 Francisco da Costa Rios

Aprovação 09-07-1862

Abertura 23-07-1862

Aceitação 14-08-1862 Joze Candido de Rezende

 

5-6-3-1 Sabina, filha natural reconhecida, casada com José Maria Ferreira.

 

Francisco e Maria Cândida tiveram: = Maria = João = Alexandrina = Joze = Manoel= Antonio = Ritta = Anna = Antonio = Gabriel. Entre eles:

5-6-3-2 Maria Cândida de Nazaré casada com José Cândido de Resende, testamenteiro do sogro. José era filho de Francisco Joaquim de Rezende e Ana Zeferina de Rezende - nesta família 6-10-1-3.

5-6-3-3- João da Costa Rios, 3º testamenteiro paterno.

5-6-3-4 Alexandrina Cândida de Nazare casou aos 05-08-1863 com Gabriel Ferreira de Rezende irmão de José Cândido supra.

5-6-4 João da Costa Rios, herdeiro de metade da terça materna, casado com Maria Theresa do Carmo, filha de José Dias de Gouveia e Maria Ferreira de Assunção. Família “Os Alves Pedrosa” Cap. 2º.

João redigiu seu testamento na Fazenda da Caxoeira em 12-03-1840, declarou tivera 3 filhos de seu casamento os quais instituiu por herdeiros e declarou que “Maria Joana que eu criei, herdará em igual parte com os meus três filhos”. Faleceu aos 23 do mesmo mês

CAMARA MUNICIPAL DE CAMPANHA - MG

Centro de Memoria Cultural do Sul de Minas

CPA02, Lv. 15º  de Testamentos - Campanha da Princesa 1837-1838;

Registro do testamento de João da Costa Rios, fal. aos 23-03-1840 de que é testamenteira sua mulher D. Maria Theresa do Carmo.

Eu Joam da Costa Rios, f.l. do Guarda Mor Jose da Costa Rios e Maria Barbara de Jesus, já falecidos.

Sou cc Maria Theresa do Carmo de cujo matrimonio tivemos os filhos seguintes: Joam = Antonio = e Maria, nossos herdeiros necessários.

Testamenteiros: 1º a minha esposa Maria Theresa do Carmo, 2º Felis Gonçalves Braga, 3º a meus irmãos Jose Teixeira Rios e Manoel da Costa Rios ambos em um só corpo.

Determino que Maria Joana, que eu criei, herde na minha parte da minha meação em igual parte com os meus três filhos.

O restante da minha terça se reparta pelos meus três filhos legitimos de minha esposa tudo com igualdade

Hoje, Fazenda da Caxoeira 12-03-1840 Joam da Costa Rios

Aprovação 12-03-1840

Abertura 24-03-1840 Arraial de S. Gonçalo termo da Vila da Campanha Comarca do Rio Verde, o testamento do Alferes Joam da Costa Rios falecido no dia 23-03 do corrente.

Aceitação 06-05-1840 Maria Theresa do Carmo

 

5-6-4-1 João, possivelmente o João Evangelista, legatário da avó paterna: “a meu neto Joam Evangelista um criolo”

5-6-4-2 Antonio

5-6-4-3 Maria

 

 

6- Manoel Ferreira Carneiro nascido na Aldeia de Ventozela aos 25-12-1731.

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de Refojos 1644/1740

Manoel filho de Manoel Carneiro, e de sua mulher Roza Francisca da aldeia da Ventozela naceo aos vinte e sinquo dias do mes de Dezembro de mil e Sete centos e trinta e hum foi bauptizado por mim aos trinta dias do mesmo mes e anno forão padrinhos João Fernandes da vila, e Maria João mulher de Manoel João de Pereiras; forão testemunhas o Reverendo Padre Fellipe Dias Alvres, e Antonio Gil, e por verdade fis este acento era ut supra. Custodio Dias Alvres=Antonio Gil dos Reis=Felipe Dias.

 

          Aos 18-05-1772 na Capela de São Thiago filiada à Matriz de São João Del Rei-MG, casou com Feliciana Cardosa de Andrade, batizada em Penha da Lage aos 05-07-1758, filha de Luiz Cardoso Osório e Francisca Gonçalves Branca, proprietários da Fazenda Bom Retiro do Rio do Peixe, na Aplicação da Capela de N.S. da Penha de França da Lage, descritos na família “Antonio Gonçalves dos Anjos”.

B7: Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, aos 18-05-1772 Cap. S. Tiago, Cap. Manoel Ferreira Carneiro, n/b freg. S. Cristovão de Refoios Bispado do Porto, f.l. Manoel Carneiro Ferreira e Rosa Francisca, já falecida; = cc. Feliciana Cardosa de Andrade, n/b freg. Santo Antonio da vila de S. Jose, f.l. Cap. Luiz Cardoso Ozorio e Francisca Gonçalves Branca.

 

São José del Rei, Minas Gerais e capelas filiadas, batismos - aos 05-07-1758 Lage, Feliciana, f.l. Luiz Cardoso Ozorio e Francisca Gonçalves Branca, padr.: Domingos Rodrigues Lima e s/m Maria de Ramos.

 

Feliciana faleceu em março de 1795, com inventário aberto pelo viúvo no mesmo ano, na Fazenda Jacaré da Aplicação de Santana, Freguesia de São Bento do Tamanduá, Termo da Vila de São José.

Manoel faleceu aos 19-06-1808. Entre seus bens, além da Fazenda Jacaré onde morava, o Sitio Quebra Dentes, a Fazenda Três Irmãos em Santo Antonio do Amparo, com casas, engenhos, senzalas e mais benfeitorias, e terras nas margens do Rio Verde em sociedade com Domingos Ribeiro Rebordões.

Manoel e Feliciana tiveram, segundo seus inventários (neste site)

 

6-1 Francisca Ferreira de Jesus, aos 28-02-1791, casou com o Capitão Bernardo José Gomes Carneiro, moradores em Conceição da Barra.

Casamentos – SJDRei - Capela Conceição da Barra - Aos 28-02-1791, Bernardo Jose Gomes Carneiro, f.l. Joze Antonio e Maria Gomes Carneira, n/b freguesia S. Chrystovão de Refoyos Comarca da Maia Bispado do Porto; = cc. D. Francisca Ferreira, f.l. Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Reliciana Cardoza de Andrade, n/b nesta freguesia.

          Francisca faleceu aos 21-01-1814, segundo declaração de seu marido em testamento. Capitão Bernardo José faleceu em 01-09-1846 com testamento redigido na Fazenda Congo Fino em Santa Rita do Rio Abaixo, freguesia da Lage, aos 15-02-1843. Declarou ser natural da Freguesia de São Cristóvão dos Refojos, filho do Capitão José Antonio e Maria Gomes, já falecidos. O testamento foi aberto no dia de sua morte na Fazenda Lagoa Verde. Entre seus bens, terras que foram do “Beltrão”, “dos Fontes”, parte da Fazanda Caxambu, a Fazenda da Mata que foi antes do Padre Monteiro (e do Capão da Mata) nas margens do Ribeirão da Prata, a Fazenda do Tanque, que foi do Padre Francisco Ferreira da Silva, além da Fazenda do Congo Fino com suas benfeitorias.

 

           Segundo o testamento e inventário (neste site) de Bernardo José, foram sete os filhos do casal. Os quatro abaixo não são mencionados, provavelmente falecidos em menoriedade:

- José, batizado em 02-07-1797.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 02-07-1797 Jose, f.l. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Cap. Antonio Ferreira Carneiro.

- Ana, em 15-06-1800

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 15-06-1800 Ana, f.l. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Antonio Ferreira Carneiro, solteiro.

- Feliciana em 02-01-1802.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 02-01-1802 Feliciana, f.l. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Alf. Manoel Ferreira e s/m Ana Teresa de Jesus.

- Ana, em 08-10-1810.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 08-10-1810 Ana, f.l. Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Guarda Mor Francisco Gonçalves e s/m Antonia Ferreira Carneiro da freg. de Santana do Jacare de S. Bento do Tamanduá.

 

 

6-1-1 Maria Zeferina de Jesus, batizada aos 26-02-1792 em Conceição da Barra.

B7: Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, batismo, aos 26-02-1792 Cap. N. Sra. da Conceição da Barra, Maria, f. de Bernardo Jose Gomes Carneiro n. da freg. de S. Christovão do Refojos comarca da Maya Bispado do Porto e s/m D. Francisca Ferreira bat. na freg. do Bom Sucesso filial de S. João del Rei, np de Jose Antonio e Maria Gomes Carneira, da sobredita freg. de S. Christovão, nm do Cap. Manoel Ferreira Carneiro e s/m Feliciana Cardosa de Andrade, moradores em Sta. Ana do Jacare filial de S. Bento do Tamanduá. Padr.: Cap. Antonio Ferr.ª Carnr.º, solteiro e Feliciana Barboza(sic) de Andrade, avó da menina

Maria Zeferina casou com Miguel Correia de Siqueira. Em 1848 passaram uma procuração na Fazenda Caxambu no Distrito de São Tiago, Termo da Vila de São José.

6-1-2 Antonio José Gomes Carneiro, batizado em 19-01-1794.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 19-01-1794 Antonio, f.l. Bernardo Jose Gomes Carneiro, da freg. S. Cristovão comarca da Maia bispado do Porto e Francisca Ferreira, da capela do Bom Sucesso, padr.: Manoel Gomes Carneiro, tio do batizando e D. Ana Esmeria de Souza, casada

         Guarda Mor Antonio faleceu aos 12-06-1849, deixando viúva Francisca Carolina d’Almeida, 6-1-4-2 abaixo, e um filho – João – de dois anos de idade.

Cassiterita, MG Aos doze de Junho de mil oitocentos e quarenta e nove, foi sepultado dentro desta Matriz o Guarda Mor Antonio José Gomes Carneiro, homem branco, cazado, de idade de quarenta e tantos annos, que faleceo de morte natural, e com todos os sacramentos, e foi encomendado, e accompanhado pelo Vigario João Pedro dos Santos, e por não apparecer o assento, informado delle por pessoa fide digna o lancei aqui para constar. O Vigario Laureanno Antonio do Sacramento. Conc.am da Barra, 6 de Junho de 1852 (pesq. Silvia Buttros).

         Em agosto de 1849 Francisca Carolina estava casada com José Francisco de Almeida, moradores na fazenda do Baú em Conceição da Barra (família “Os Carvalho Duarte” Cap. 8º, § 7º).

3-1-2-3 João Gomes de Almeida, arrolado entre os herdeiros do tio Bernardo José “em lugar de seu pai Antonio Gomes Carneiro”.

6-1-3 Manoel José Gomes Carneiro, batizado em 13-09-1795, padrinho seu tio paterno Manoel Gomes Carneiro.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 13-09-1795 Manoel, f.l. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Manoel Gomes Carneiro, desta e irmão do pai do batizando.

         Casou com D. Marianna Jacinta de Jesus, viúva que foi de João Inácio de Faria, filha de José de Carvalho Duarte e Mariana Antonia de Jesus (família “Os Carvalho Duarte” Cap. 8º, § 8).

6-1-4 Feliciana Cardosa de Almeida (ou de Andrade como citada no termo do batismo do filho José), batizada em 15-08-1803. Casada com Antonio Joaquim de Almeida. Antonio Joaquim faleceu aos 15-04-1861, com inventário aberto no mesmo ano por sua viúva. Entre seus bens, terras no Congo Fino, por troca com Francisco José Gomes Carneiro, na Fazenda Rio do Peixe, na da Prata, na Canjica, na Lage do Caxambu e casa no Arraial de Conceição da Barra.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 15-08-1803 Feliciana, f.l. Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Cap. Manoel Gomes ---- e s/m Feliciana Ferreira.

 

         Segundo seu inventário (neste site) Antonio Joaquim e Feliciana foram pais de:

6-1-4-1 Maria Zeferina de Almeida, casada com José de Souza Nogueira. Geração na família Souza Monteiro-Monteiro Lopes, Cap 5, § 2º.

6-1-4-2 Francisca Carolina de Almeida, casou duas vezes. Em primeiras núpcias com o Guarda Mor Antonio José Gomes Carneiro 6-1-2 supra, com filho único. Em 25-08-1849 estava casada com José Francisco de Almeida e eram moradores na Fazenda do Baú, Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Barra. Geração na família “Os Carvalho Duarte” Cap. 8º, § 7º.

6-1-4-3 Ana Jesuína de Almeida, casada com Elias Antonio de Miranda.

6-1-4-4 Joaquim Antonio de Miranda, legatário do avô materno e citado em seu testamento. Solteiro, com 30 anos, em 1861.

6-1-4-5 Francelina Leopoldina de Almeida, casada com o Antonio Xavier da Silva, natural da Ilha Terceira, filho de Antonio Xavier Coelho e Maria Mendes do Carmo. Antonio, negociante em São João Del Rei, fora casado em primeiras núpcias com Ana Teodora Moreira da Rocha, filha de Teodoro e Dona Joaquina, com quem teve um filho de nome Antonio Xavier da Silva Filho. Antonio, o pai, faleceu com testamento redigido aos 13-02-1871 e aberto em 01-08-1876. Nele declarou sua naturalidade e filiação, os dois casamentos e filhos que teve, deixou missas pelas almas dos dois sogros e do irmão Theodoro. Deixou também legados à irmã Constância Mendes do Carmo e aos irmãos José, Manoel e Ludovino. Segundo seu inventário (neste site) Antonio e Francelina foram pais de (idades em 1876):

6-1-4-5-1 Josina Augusta Xavier de Almeida, viúva do Dr Salatiel de Andrade (Benga?). Casou em segundas com José Antonio de Almeida. Em 1882, viúva, morava na Capital (RJ) à rua Conde de Irajá nº 10.

6-1-4-5-2 Antonio Xavier de Almeida, 19 anos. 1881 era estudante de medicina do Rio de Janeiro, juntamente com seu irmão Alfredo. Em 1911 foi padrinho de batismo da sobrinha Alzira.

6-1-4-5-3 Alfredo Xavier de Almeida, 18 anos. Formou-se em medicina no RJ. Em 1909 morava na Capital Federal (RJ). Casou com Henriquieta Borges Machado. Em 1922 era viúvo e morador na Rua Visconde do Rio Branco nº18, RJ. Em 1831 já era falecido.Teve ao menos a filha Alzira de Almeida Reis, batizada na Igreja da Gloria-RJ aos 32-10-1886, casada aos 22-03-1911 no Rio de Janeiro com Eduardo Monteiro Reis, conforme certidão no inventário do avô paterno.

6-1-4-5-4 Maria Augusta Xavier de Almeida, 15 anos, solteira. Casou com seu parente Francisco Gabriel Ferreira da Silva, filho de Gabriel Ferreira da Silva e D. Emerenciana, “um dos fazendeiros mais abastados deste município

6-1-4-5-5 Custódio, citado no testamento paterno, faleceu aos 02-02-1876.

6-1-4-5-6 Constancia Xavier de Almeida, 13 anos. Teve casamento contratado por sua mãe com João da Costa Rodrigues, filho do Comendador José da Costa Rodrigues.

6-1-4-5-7 Ambrosina Xavier de Almeida , 9 anos. Também teve seu casamento contratado por sua mãe com Dr Antonio Moreira da Costa Roiz, irmão de João supra. Teve vários filhos que fizeram representação no inventário do avô materno afim de arrecadar umas apólices das quais sua mãe era usufruária.

6-1-4-6 Mariana Cândida de Almeida, com 17 anos em 1861. Casou aos 28-11-1861 na Fazenda do Congo Fino em Conceição da Barra com o viúvo Antonio Joaquim Pereira da Malta Lodares (certidão no inventário paterno).

Antonio Joaquim era filho de Antonio Pereira da Malta Lodares (61 anos em 1853) e Joana Gertrudes da Conceição, neto paterno de José Pereira Gomes e Rosa Joaquina Ribeira, e sobrinho de Francisco Pereira da Malta Lodares, todos portugueses.(família “Os Alves Antunes”). Casou primeira vez aos 01-05-1848 com Ana Gertrudes Chaves, filha de Severino Rodrigues Chaves e Ana Gonçalves de Miranda, com a geração na família “Maria Teixeira de Carvalho, Miranda Ramalho - Gonçalves da Costa” § 4º.

Paróquia de São João Del Rei - Casamentos - Capela de Bom Jesus dos Matosinhos - Aos 01-05-1848, Antonio Joaquim da Malta Lodares, natural de Penafiel, Arc de Braga, f de Antonio Pereira da Malta Lodares e Joana Gertrudes da Conceição = Ana Gertrudes Chaves, f de Severino Rodrigues Chaves e Ana Gonçalves de Miranda. Test: Comendador Alexandre José da Silveira e S Mor Antonio João de Miranda.

 

          Antonio e Mariana Cândida tiveram filhos em favor dos quais a avó Feliciana abriu mão da herança de seu irmão Bernardo José abaixo.

6-1-4-7 José Antonio de Almeida, nasceu aos 19-03-1848, batizado na Matriz de Conceição da Barra aos 25-04 do mesmo ano. Foi procurador de sua mãe no inventário do tio Bernardo José abaixo

(certidão no inventário paterno)

Aos vinte e cinco dias do mês de Abril de mil oitocentos e quarenta e oito nesta Matriz de Nossa Senhora da Conceição da Barra batizei solenemente e pus os santos óleos a José, filho legítimo de Antonio Joaquim de Almeida e Dona Feliciana Cardosa de Andrade que nasceu aos dezenove de Março próximo passado. Padrinhos o Alferes João Bertholdo de Souza Nogueira e sua mulher Dona Maria Cleofa. Todos desta Freguesia (...).

 

6-1-5 Joaquim José Gomes Carneiro, batizado em 08-05-1805. Em 1847 era solteiro, com 41 anos mais ou menos.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 08-06-1805 Joaquim, f.l. Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Jose Gonçalves Liberal, solteiro e Ana Maria Freire, casada.

6-1-6 Bernardo José Gomes Carneiro, batizado em 28-06-1807. Solteiro em 1847.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 28-06-1807 Bernardo, f.l. Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e D. Francisca Ferreira, padr.: Cap. Manoel Ferreira Carneiro, da freg. de Santo Antonio do Amparo por pp a seu filho Joaquim Ferreira Carneiro, e D. Maria Ferreira solteira filha do Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro.

         Faleceu aos 09-11-1871 com testamento, no qual deixou legados aos filhos da sobrinha Mariana, à sobrinha Francelina e à afilhada Ana, filha de José da Silva Flores e Maria Joaquina. Herdaram irmãos do falecido que abriram mão da herança em favor de Joaquim Pereira da Malta (Lodares), a irmã Feliciana que abriu mão em favor dos netos, filhos de Mariana Cândida. Herdeiros arrolados no inventário (neste site)

- João Gomes do Nascimento, por seu pai Antonio Gomes Carneiro

- Amanda Cândida de Almeida

- Francisco José Gomes Carneiro

- Manoel José Gomes Carneiro

- Mariana Jacinta de Jesus. Assinou por ela o afilhado Jacinto Moreira da Silva-

 

6-1-7 Francisco José Gomes Carneiro, batizado em 17-11-1811. Colteiro em 1847.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. N. Sra Conceição da Barra aos 17-11-1811 Francisco, f.l. Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Francisca Ferreira, padr.: Ten. Jose Ferreira da Silva e s/m Custodia Ferreira, da aplicação de S. Gonçalo do Brumado.

 

6-2 Manoel Ferreira Carneiro, com 18 anos em 1795. Casou aos 05-10-1801 com Ana Tereza de Jesus, filha de João Rodrigues de Faria a Maria Izabel da Rocha; família “Os Faria de Bom Sucesso”.

B7: Casamentos - SJDRei, aos 05-10-1801 Ermida N.S. do Rosario das Laranjeiras, Alferes Manoel Ferreira Carneiro, f.l. Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardoza de Andrade; = cc. Ana Thereza de Jesus, f.l. Furriel João Rodrigues de Faria e Maria Izabel da Rocha. Nts/bts nesta freguesia.

 

6-3 Capitão José Ferreira Cardoso, batizado em 21-10-1779. Com 16 anos em 1795, também já casado em 1802. Casou com Joana Felicia de Paiva, filha do Cap. Antonio de Paiva e Silva e Ana Antonia de Brito - família “Paiva” Cap. 2º, § 1º.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 21-10-1779 cap. Sto. Antonio do Amparo, Jose, f.l. Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardoso de Andrade, padr.: Ten,. Manoel Ferreira de Oliveira com pp ao P.e Antonio da Costa Netto, e D. Custodia Maria Ferreira com pp a D. Ana Maria do Sacramento mulher do Cap. Jose Bernardes de Carvalho

 

          Em 1831, Capitão José morava em Santo Antonio do Amparo em companhia de sua mulher e seis filhos:

censo 1831 Sto Antonio do Amparo-MG, fogo 121

CAPITAM JOZE FERREIRA CARDOZO, 53, chefe do fogo, masculino, branca, casado

JOANNA FELICIA DE PAIVA, 44, cônjuge, feminino, branca, casado

JOZE PEDRO, 12, dependente, masculino, branca,

ANTONIO FERREIRA, 7, dependente, masculino, branca,

VICENTE FERREIRA, 5, dependente, masculino, branca,

CANDIDA, 15, dependente, feminino, branca,

JOANNA, 12, dependente, feminino, branca,

FELICIANNA, 4, dependente, feminino, branca,

JOANNA FERREIRA DE JEZUS, 38, dependente, feminino, branca, solteiro

ESCOLASTICA FERREIRA, 26, dependente, feminino, branca, solteiro

65 escravos

 

          Ambos faleceram com testamento. Joana testou na fazenda dos Três Irmãos, Distrito de Santo Antonio do Amparo em 15-02-1861 e registrado no livro de óbitos em 17-09-1861. Cap. José testou em 21-02-1861 com registro no livro de óbitos em 26-06-1864. Declararam dez filhos, sendo dois falecidos com geração.

Santo Antonio do Amparo, MG Igreja Santo Antonio óbitos - Testamento de D. Joana Felicia de Paiva (...) Eu Joana Felicia de Paiva, f.l. do Cap. Antonio de Paiva e Silva e Ana Antonia de Britos(sic), já falecidos, fui nascida e batizada na freguesia de Carrancas e sou casada com o Cap. Jose Ferreira Cardoso, de cujo matrimonio existem dez filhos que constituo por meus legitimos herdeiros, os quais são: Mizael = Jose = Vicente = e Antonio, já falecido que deixou tres filhos legitimos, os quais são meus netos Vicente, Emigdia e Antonia; = e são minhas filhas: Maria = Prudenciana = Candida = Joana = Feliciana = e Francisca, ja falecida, da qual ficaram tres filhos que são meus netos Jose, Theodora e Maria.

Testamenteiros em 1º lugar a meu marido o Cap. Jose Ferreira Cardoso, em 2º a meu filho Jose, em 3º a m/filho Vicente, em 4º a m/genro João Ferreira de Aguiar.

Encomenda missas pela alma de meus pais, de meus filhos falecidos Antonio e Francisca.

Legados pios. Legados a: m/filha Candida = m/neta Maria filha da filha Candida a quantia de 100.000 rs = a minha neta Ana Antonia, f. de meu filho Jose Pedro, 100.000 rs = Declaro que tenho dado a alguns de meus filhos e netos alguns escravos e dinheiro de comum acordo com meu marido e de todas estas dadivas passamos papeis por nós assinados, sendo minha intenção que estas quantias sejam tiradas da minha terça cujo restante, depois de cumpridas estas e as mais disposições deste meu testamento deixo a todos os meus fihos com a condição de aprovarem esta minha disposição e ultima vontade, e se algum de meus filhos se opuser ou chamar a juizo os bens que tenho dado, ficara sem ter parte na minha terça, e a custa desta se revalidara as dadivas que tenho feito.

(...) feito a meu rogo por Jose Domingues Vieira Junior e por a testadora se achar impossibilitada de escrever pediu ao Sr. Dr. João das Chagas Andrade que assinasse a seu rogo. Nesta fazenda dos Três Irmãos, Distrito de Santo Antonio do Amparo aos 15 de fevereiro de 1861. Assino a rogo das testadora D. Joana Felicia de Paiva.

Nada mais continha o dito testamento que bem e fielmente o copiei, a que me reporto Santo Antonio do Amparo 17 de setembro de 1861

 

Santo Antonio do Amparo, MG Igreja Santo Antonio óbitos - Testamento do Cap. Jose Ferreira Cardoso: (...) eu Cap. Jose Ferreira Cardoso, f.l. de Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, ja falecidos, natural e morador na minha fazenda dos Tres Irmãos da freguesia de S. Antonio do Amparo do termo da Oliveira (...).

Sou cc D. Joana Felicia de Paiva de cujo matrimonio existem vivos oito filhos a saber: Maria = Mizael = Prudenciana = Candida = Joana = Jose = Vicente = e Feliciana: e Francisca, ja falecida deixou três filhos que substituem a pessoa de sua mãe; Antonio, já falecido, que igualmente deixou três filhos que substituem a pessoa de seu pai; os quais são meus legitimos herdeiros.

Testamenteiros em 1º lugar a minha mulher D. Joana Felicia de Paiva, em 2º a meu filho Jose Pedro Ferreira de Paiva, em 3º a m/filho Vicente Ferreira de Paiva e em 4º a meu genro João Ferreira de Aguiar.

Legados pios. Declaro que tenho dado em minha vida a alguns de meus filhos e netos alguns escravos, e dinheiro, de comum acordo com minha mulher; e de todas estas dadivas passamos papeis, sendo minha vontade que todas estas quantias fossem de minha terça para não prejudicar a meus herdeiros, e porque não quero que estas dadivas sejam inventariadas deixo o restante de minha terça aos meus filhos e herdeiros para os indenizar de algum prejuizo que por ventura possam ter com estas doações., e se algum deles se opuser a esta minha determinação, será excluiso da herança da terça, e esta se repartira com os que não se opuserem. 21 de Fevereiro de 1861

Nada mais constava o dito testamento que bem e fielmente copiei do proprio ao que me reporto. Santo Antonio do Amparo 26 de Junho de 1864.

 

6-3-1 Maria Rita de Paiva, batizada em 02-10-1803. Com o irmão Misael foram padrinhos da irmã Feliciana em 1828.

Lavras, MG Igreja Santana aos 02-10-1803 na capela da Conceição das Carrancas bat a Maria, f.l. Guarda Mor Jose Ferreira Cardoso e D. Joana Felicia de Paiva, padr.: Cap. Antonio de Paiva e Silva e D. Prudenciana Candida de Paiva, todos desta freguesia.

6-3-2 Misael Ferreira de Paiva, padrinho da irmã Feliciana. Casado com Brigida Angelica comparece no censo de 1831, ele com 23 anos e ela com 17.

censo 1831 Sto Antonio do Amparo-MG, fogo 120

MIZAIL FERREIRA DE PAIVA, 23, chefe do fogo, masculino, branca, casado

BRIGIDA ANGELLICA, 17, cônjuge, feminino, branca, casado

21 escravos

6-3-3 Prudenciana Umbelina de Paiva, em Bom Sucesso-MG aos 14-06-1828 casou com Joaquim Ribeiro de Paiva, filho do Cap. José Joaquim Ribeiro e Francisca Benedita de Assis. Geração na família “Paiva” Cap. 2º.

6-3-4 Francisca de Paula Ferreira, aos 15-06-1828 casou com Leandro Ribeiro de Paiva, irmão inteiro de Joaquim Ribeiro de Paiva supra. Geração na família supra citada.

         Já falecida em 1861 (testamento dos pais) deixou três filhos.

6-3-5 Cândida Umbelina de Paiva, com 15 anos em 1831. Em 1832 foi madrinha com seu pai.

Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cap. Sto Antonio aos 07-08-1832 Maria, parda, f.l. Jose Manoel Coelho e Ana Francisca, padr.: Cap. Jose Ferreira Cardoso e s/filha D. Candida Umbelina de Paiva.

Foi casada e teve, pelo menos:

6-3-5-1 Maria, legatária da avó materna: “m/neta Maria filha da filha Candida a quantia de 100.000 rs”

6-3-6 Joana, com 12 anos em 1831.

6-3-7 José Pedro, com 12 anos em 1831. Jose Pedro Ferreira de Paiva 2º testamenteiro paterno e da tia Joana Ferreira de Jesus. Em 1872 herdou as terras da tia.

         Entre os filhos de José Pedro:

6-3-7-1 Ana Antonia, legatária da avó paterna: “a minha neta Ana Antonia, f. de meu filho Jose Pedro, 100.000 rs”.

6-3-7-2 Pedro, legatário de Joana Ferreira de Jesus: “Deixo para meu sobrinho Pedro, filho do meu sobrinho Jose Pedro Ferreira de Paiva, o meu crioula L--nardo”.

6-3-8 Antonio Ferreira, com 7 anos no censo de 1831. Já falecido em 1861 testamento dos pais), deixou três filhos legitimos:

6-3-8-1 Vicente.

6-3-8-2 Emidia.

6-3-8-3 Antonia.

6-3-9 Vicente Ferreira de Paiva, com 5 anos em 1831. 3º testamenteiro paterno.

6-3-10 Feliciana, batizada em 01-01-1828

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cap. Sto Antonio aos 01-01-1828 Feliciana, f.l. Cap. Jose Ferreira Cardoso e Joana Felicia de Paiva, padr.: Misael Ferreira de Paiva e Maria Rita de Paiva filhos dos mesmos.

6-4 Ana Ferreira do Nascimento, com 13 anos em 1795. Casou com Manoel da Costa Ribeiro. Tiveram ao menos duas filhas, legatárias do avô materno, uma delas chamada Maria.

6-4-1 Maria, batizada em 01-12-1800. Legatária do avô materno.

São José del Rei, Minas Gerais e capelas filiadas, batismos - aos 01-12-1800 Passatempo, Maria, f.l. Manoel da Costa Ribeiro e Ana Ferreira do Nascimento, padr.: Ten. Manoel da Costa Pereira e Genoveva da Conceição.

6-4-2 Ana, em 11-01-1802.

São José del Rei, Minas Gerais e capelas filiadas, batismos - aos 11-01-1802 Japão, Ana, f.l. Manoel da Costa Ribeiro e Ana Teresa(sic) do Nascimento, padr.: Manoel Ferreira Carneiro e s/m Ana Teresa de Jesus, moradores na aplicação de Santa Ana do Jacare.

6-4-3 Francisca, em 19-12-1803.

São José del Rei, Minas Gerais e capelas filiadas, batismos - aos 19-12-1803 Japão, Francisca, f.l. Manoel da Costa Ribeiro e Ana Ferreira do Nascimento, padr.: Theodosio da Costa Pereira e Silveria Teixeira.

6-4-4 Francisco, em 12-02-1805.

São José del Rei, Minas Gerais e capelas filiadas, batismos - aos 12-02-1805 Japão, Francisco, f.l. Manoel da Costa Ribeiro e Ana Ferreira do Nascimento, padr.: Theodosio da Costa Pereira e Maria Jacinta de Jesus.

6-4-5 José, em 01-01-1809.

São José del Rei, Minas Gerais e capelas filiadas, batismos - aos 01-01-1809 Japão, Jose, f.l. Manoel da Costa Ribeiro e Ana Ferreira do Nascimento, padr.: Cap. Bernardo Jose Gomes Careiro(sic), morador na Conceição da Barra e Joaquim da Costa Pereira desta freg.

6-5 Maria Ferreira do Nascimento, com 12 anos em 1795. Casou aos 15-01-1798 na Vila de São Bento do Tamandua com o Capitão João Ferreira da Silva. (Certidão do casamento no inventario materno). Em 1809 passou uma procuração na Fazenda das Duas Barras.

Capitão João Ferreira da Silva, batizado aos 18-05-1775 em Lavras do Funil, filho de Manoel Ferreira Guimarães e Maria do Rosário, neto paterno de Ventura Ferreira e Maria Alves da Silva da freg. de S. Julião de Serafim termo da vila de Guimarães Arc. Braga, neto materno de João Pereira Caixeta e da falecida Caetana do Rosario, moradores no Sasuhi freguesia das Congonhas do Campo família “João Pereira Caixeta” neste site.

Maria Ferreira e Cap. João foram pais de, q.d.:

6-5-1 Feliciana, batizada em 23-11-1803.

Lavras, MG Igreja Santana Lv Suplementos aos 23-11-1803 na capela do Espirito Santo bat a Feliciana, filha l. do Cap. João Ferreira da Silva e Maria Ferreira do Nascimento, padr.: Joaquim Ferreira Carneiro e Antonia Ferreira da Conceição.

6-5-2 Joaquim, batizado em 22-03-1814.

Lavras, MG Igreja Santana Lv Suplemento aos 22 de mº de 1814 na capela de Sto Antonio bat a Joaquim, f.l. Cap. João Ferreira da Silva e D. Maria Ferreira do Nsacimento, padr.: Cap. Joaquim Fernando Ribeiro de Rezende e D. Jacinta Ponciana Branquinha

 

6-6 Joaquim Ferreira Carneiro, com 11 anos em 1795. Aos 21-02-1816 casou com Antonia Cândida, filha de Inácio Ribeiro da Silva e Francisca Felisberta de Góes e Lara, moradores em Oliveira, termo da Vila de São José (família “Os Ribeiro da Silva de S Gonçalo do Brumado” cap 10º)

 

6-7 Antonia, batizada em 04-07-1784. Antonia Ferreira da Conceição casou com o Guarda Mor Francisco Gonçalves da Silva (testamento paterno).

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, ermida de Sto Antonio do Amparo aos 04-07-1784 Antonia, f.l. Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Alexandre Barroso Pereira por pp a Jacinto Jose de Castro, e D. Ana Maria, casada.

          Pais de, q.d.:

6-7-1 Maria Marcelina de Jesus, aos 01-06-1825, casou com Luiz Fabião Cordeiro, filho de Francisco Fabiano Cordeiro e Escolástica Maria de Jesus, família “Alexandre Dias de Souza”

Matriz da Nova Freguesia do Bom Jesus do Campo Belo-MG (e capelas filiadas), Sta. Ana do Jacaré aos 01-06-1825 Luiz Fabião Cord.º, f.l. de Francisco Fabião Cordr.º e Escolastica Maria de Jesus = Maria Marcelina de Jesus, f.l. do G. M.r Francisco Glz. da S.ª e Antonia Ferr.ª da Conceição.

6-7-2 José Ferreira da Silva, com 31 anos em 09-09-1837, casou com Carlota Cândida de Souza e Silveira, filha do Cap. Carlos Joaquim de Souza e Silveira e Maria Cândida Teixeira, família “Joaquim Pinto de Magalhães” § 2º.

 

6-8 Feliciana, com 7 anos em 1795. Feliciana Cardosa de Andrade casou com o Capitão Manoel Gomes Carneiro, portugues. Manoel faleceu na fazenda do Retiro do Pinhal aos 18-02-1837, com 68 anos declarados:

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) óbitos - aos 18-02-1837 fal. de hidropsia o Cap. Manoel Gomes Carneiro casado com D. Feliciana Cardosa de Andrade, homem branco, filho de Portugal, de idade 68 anos, morador na fazenda do Retiro do Pinhal do curato desta matriz.

          Feliciana testou em 05-12-1867. Declarou sete filhos vivos de seu casal:

Santo Antonio do Amparo, MG Igreja Santo Antonio Testamento de D. Feliciana Cardoza de Andrade: Eu Feliciana Cardoza de Andrade, f.l. de Manoel Ferreira Carneiro e Feliciana Cardosa de Andrade, nascida em Santa Ana do Jacare e moradora na minha fazenda do Pinal, termo da Oliveira (....). Fui casada com o finado Manoel Gomes Carneiro de cujo matrimônio existem os filhos seguintes: Ana Ziferina cc Francisco Antonio de Barros = Maria Gomes Carneiro cc Jose da Silva Costa = Francelina Deolinda Gomes cc Miguel Carlos de Souza = Francisca de Paula Ferreira cc Antonio Jose de Barros = Carolina, viuva de Manoel Dias de Oliveira = e Purcina cc Pedro Luiz de Avellar, as quais são minhas legitimas herdeiras das duas partes de meus bens.

Testamenteiros em 1º ao Cap. Jose Pedro Ferre[dobra] de Paiva, em 2º ao Pe. Francisco Gonçalves da Silva, em 3º Antonio Jose de Barros.

Legados: deixo 200.000 rs para meu testamenteiro comprar uma morada de casas para minha filha Francisca de Paula Ferreira, com segurança para que divida nenhuma possa tirar, e por sua morte passara a sua filha Candida. Dei a fminha filha Francisca de Paula uma escrava (...) e este valor se descontara da minha terça para não prejudicar aos demais meus herdeiros.

Bom Sucesso 5 de Dezembro de 1867.

Nada mais constava (...) me reporto Santo Antonio do Amparo 13 de Dezembro de 1868.

Testamento materno 05-12-1867:

6-8-1 Manoel, batizado em 01-01-1804. Não é c itado no testamento materno.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 01-01-1804 cap. Sto Antonio do Amparo, Manoel, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardoso de Andrade, padr.: Manoel Ferreira Carneiro e D. Francisca Ferreira Carneira mulher do Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro.

6-8-2 Feliciana Querubina de Jesus aos 14-02-1831, dispensados do impedimento em consanguinidade em 2º grau igual, casou com Antonio Gomes Carneiro, batizado aos 19-02-1800 em S. Cristóvão de Refoios Bispado do Porto, filho de José Carneiro Gomes (citado como Gomes Carneiro) e Ana Carneiro. Família “Gomes Carneiro” abaixo

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 14-02-1831 na casa do Cap. Manoel Gomes Carneiro com licença do Juizo, dispensados de consanguinidade em 2º grau igual, Antonio Gomes Carneiro, cidadão portugues, f.l. Jose Gomes Carneiro e Ana Ferreira Carneiro, n. freg. S. Cristovão de Refoios Bispado do Porto Reino de Portugal; = cc D. Feliciana Qerobina(sic) de Jesus, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, n/b e moradora nesta. Test.: Alf. Luiz Antonio Glz Pinto e Manoel Gomes Mosso

 

         Feliciana, provavelmente falecida sem geração, não é citada no testamento materno.

         Antonio, viúvo, aos 16-11-1840 em S. João del Rei casou com Maria Ignez de Souza, filha de Manoel José de Souza e Maria Alves de Jesus, família “Ribeiro da Silva” de São Gonçalo do Brumado, Cap. 2º.

 

6-8-3 Ana Zeferina de Jesus, batizada em 11-12-1808. Aos 21-01-1832, casou com Francisco Antonio de Barros, natural de Prados-MG e filho do Alf. Antonio da Costa Barros e Maria Angélica Soares.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 11-12-1808 Ana, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e D. Maria Zeferina de Jesus filha do dito.

 

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 21-01-1832 Francisco Antonio Barros, f.l. Alf. Antonio da Costa Barros e D. Maria Angelica Soares, n/b na freg. Prados = cc Ana Zeferina de Jesus, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e Feliciana Cardosa de Andrade, n/b e moradora nesta freg. do Bom Sucesso; test.: Manoel Gomes Carneiro e Antonio Gomes Carneiro.

6-8-4 Joaquim, batizado em 08-07-1810. Não é c itado no testamento materno.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Amparo aos 08-07-1810 Joaquim, f.l. Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Alf. Manoel da Costa Ribeiro e s/m Ana Ferreira da Conceição.

6-8-5 Maria, batizada aos 15-04-1816. Maria Cândida de Jesus(ou Maria Gomes Carneiro como é citada no testamento materno) aos 20-10-1835 casou com Apolinário da Costa Silva, natural de Prados-MG, filho de Inácio da Costa Valadares e Teresa Maria de Jesus.

(RMJ) SJDR- Batismos - Matriz - Aos 15-04-1816 = Maria, filha legitima do Capiptão Manoel Gomes Carneiro e Feliciana Cardosa de Andrade. Padrinhos: Antonio Machado Borges e Josefa Maria de Jesus

 

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 20-10-1835 matriz, Apolinario da Costa Silva, f.l. Inacio da Costa Valadares e D. Teresa Maria de Jesus, n/b na freg. de Prados = cc D. Maria Candida de Jesus, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, n/b e moradora nesta freguesia, test.: Jose Antonio de Barros e Francisco Antonio de Barros.

 

         Maria Cândida, viúva, aos 04-02-1850 casou com José da Silva Costa, filho de José da Costa Silva e Antonia Maria de Jesus.

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cas - aos 04 Fevereiro 1850 nesta matriz, Jose da Silva Costa, branco de 19 anos, f.l. Jose da Costa Silva e Antonia Maria de Jesus = cc Maria Candida Gomes, branca de 30 anos, viuva de Apolinario da Costa Silva, test.: Antonio Luiz de Avellar e Candido Jose Dias.

6-8-6 Francelina Deolinda Gomes, batizada em 07-10-1817. Aos 12-10-1835 casou com Miguel Carlos de Souza e Silveira, filho do Cap. Carlos Joaquim de Souza e Silveira e Maria Cândida Teixeira. Geração na família “Joaquim Pinto de Magalhães” § 2º.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 07-10-1817 Francelina, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: T. Jose Ferreira da Silva e Custodia Ferreira de Jesus.

 

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 12-10-1835 matriz, Miguel Carlos de Souza e Silvr.ª, f.l. Cap. Carlos Joaquim de Souza e Silveira e D. Maria Candida Teixeira = cc D. Francelina de Olinda Gomes, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade. Ambos moradores nesta freguesia, test.: Manoel Gomes Carneiro Junior e Francisco Antonio de Barros.

6-8-7 Francisca de Paula Ferreira, batizada em 06-04-1819. Aos 15-05-1834, casou com Antonio José de Barros, irmão inteiro de Francisco Antonio supra citado.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 06-04-1819 Francisca, f.l. Manoel Gomes Carneiro e Feliciana Cardoza, padr.: o batizante Padre J.e Maxd.º e Joana Ferreira.

 

B7: Casamentos Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 15-05-1834 mariz, Antonio Jose de Barros, f.l. Antonio da Costa Barros e D. Maria Angelica Soares, n/b na freg. de Prados = cc Francisca de Paula Ferreira, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, n/b e moradora nesta freguesia; test.: Jose Antonio de Barros e Manoel Gomes Crneiro Junior.

Pais de, pelo menos, citada no testamento da avó materna:

6-8-7-1 Cândida.

Deixo 200.000 rs para meu testamenteiro comprar uma morada de casas para minha filha Francisca de Paula Ferreira, com segurança para que divida nenhuma possa tirar, e por sua morte passara a sua filha Candida.

6-8-8 Perolina, em 09-02-1821. Tambem não é c itada no testamento materno.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 09-02-1821 Perolina, f.l. C. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Alf. Antonio Ferreira Cardoso e D. Maria Ferreira da Assunção.

6-8-9 Carolina Cardosa de Andrade Gomes, batizada em 11-05-1824. Aos 23-02-1841 casou com Manoel Dias de Oliveira, filho do falecido Luiz Dias de Oliveira e Ana Maria da Porciúncula.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, cap. Sto Antonio do Amparo aos 11-05-1824 Carolina, f.l. Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Alf. Jose Gomes Carneiro e Ana Carolina Gomes da Conceição irmã da batizanda.

 

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cas - aos 23-02-1841 Manoel Dias de Oliveira, branco proprietario, f.l. do falecido Luiz Dias de Oliveira e Ana Maria na Perciuncula = cc Carolina Cardosa de Andrade Gomes, f.l. do finado Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade. Ambos os contraentes nts bts e sempre moradores nesta freguesia,

            Manoel foi irmão inteiro de Maria Teresa de Jesus casada com João Cardoso Osório, filho de outro e Maria de Jesus, neto materno de João Francisco da Silva e Quitéria da Assunção, neto paterno de Luiz Cardoso Osório e Francisca Gonçalves Branca, família “Antonio Gonçalves dos Anjos”.

Manoel já era falecido em 1867 (testamento da sogra):

 

6-8-10 Antonio, batizado em 15-04-1827. Não é citado no testamento.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 15-04-1827 matriz, Antonio, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e D. Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Rdo Vig. Jose Lopes Cansado e D. Ana Francelina Gomes da Encarnação.

6-8-11 Policena Gomes de Andrade, batizada em 04-03-1832. Aos 05-10-1846 casou com Pedro José Luiz, filho de Antonio Luiz de Avellar e de sua primeira mulher Maria Silvéria dos Anjos, família “Henrique Cardoso”.

B7: Batismos - Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) aos 04-03-1832 Policena, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro e Feliciana Cardosa de Andrade, padr.: Antonio Gomes Carneiro e s/m Felicissima(sic) Querobina de Jesus

 

B7: Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso (Bom Sucesso, Minas Gerais) cas -  aos 05-10-1846(sic) Pedro Jose Luiz, f.l. Antonio Luiz de Avelar e a finada Maria Silveria dos Anjos = cc Policena Gomes de Andrade, f.l. Cap. Manoel Gomes Carneiro, já falecido e D. Feliciana Cardosa de Andrade. Ambos nts e moradores nesta freguesia, test.: Francisco Figr.;ª Monteiro e Bento Glz Castanheiras.

 

6-9 Joana Ferreira de Jesus, com 4 anos em 1795 e 19 anos em 1802. Em 1831, ainda solteira, morava em casa do irmão José supra. Testou na Fazenda da lagoa em 19-03-1872. Deixou legados a vários sobrinhos e herdeira universal a sobrinha Antonia casada com o sobrinho Joaquim Pedro Ferreira de Paiva.

Santo Antonio do Amparo, MG Igreja Santo Antonio óbitos Testamento de D. Joana Ferreira de Jesus, natural de Santa Ana do Jacare, f.l. do Cap. Manoel Ferreira Carneiro e D. Feliciana Cardoza de Andrade, já falecidos, e  presentemente residente neste distrito de Sto Antonio do Amparo termo da cidade de Oliveira . Sou solteira e nunca fui casada e nem tenho filhos. Testamenteiros em 1º a m/sobrinho Jose  Pedro Ferreira de Paiva, em 2º m/sobrinho Joaquim Ferreira de Aguiar, em 3º a meu sobrinho Francisco de Assis Ferreira Carneiro.

Encomenda missas, entre elas p/ meu irmão Jose e s/mulher D. Joana. Legados pios. (...) meu sobrinho Jose Ananias Ferreira de Paiva.

Deixo 600.000 rs para repartir com igualdade aos filhos de meu afilhado Antonio Gonçalves da Silva, já falecido. Deixo para a minha sobrinha Antonia, cc meu sobrinho Joaquim Pedro Ferreira de Paiva, a minha crioula Teresa. Deixo para meu sobrinho Pedro, filho do meu sobrinho Jose Pedro Ferreira de Paiva, o meu crioula L--nardo. Para a m/sobrinha Prudenciana, viuva do finado Joaquim Ribeiro de Paiva, a minha crioula Paulina. Deixo 40.000 rs para a m/sobrinha e a filhada Francisca, cc Antonio Jose da Costa Barros. As minhas terras ficarão para o meu sobrinho Jose Pedro Ferreira de Paiva. Para a m/afilhada Candida, filha de minha sobrinha Carolina viuva de Manoel Dias, a minha crioula Maria. Instituo herdeira do remanescente dos meus bens a minha sobrinha Antonia mulher de meu sobrinho Joaquim Pedro de Paiva. Fazenda da Lagoa 19 de março de 1872

Nada mais constava. Sto Antonio do Amparo 24 de junho de 1873.

6-10 Custódia Ferreira de Jesus, com 3 anos em 1795. Casou com o Tenente José Ferreira da Silva, filho de outro natural de Portugal e Maria Cleofa Bueno. Família “João Gonçalves de Mello”.

          Foram proprietários da Fazenda Ribeirão, na Aplicação de Nossa Senhora de Santa Rita, Termo da Vila de São José, e do sitio Paciência, no mesmo lugar.

          Tenente José, faleceu aos 24-01-1828 e Custódia aos 18-02-1866 com testamento. Tiveram segundo seus inventários, neste site, os filhos:

6-10-1 Ana Zeferina de Rezende, batizada em 07-10-1810. Foi a primeira mulher de Francisco Joaquim de Rezende.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, capela N. Sra Conceição da Barra aos 07-10-1810 Ana, f.l. Ten. Jose Ferreira da Silva e Custodia Ferreira de Jesus, da aplicação de S. Gonçalo do Brumado, padr.: Cap. Bernardo Jose Gomes Carneiro e Maria da Assunção filha (do falecido) Manoel Ferreira Carneiro, da aplicação de Santana do Jacare S. Bento do Tamanduá .

         Ana faleceu aos 11-08-1847 (inventário neste site) e Francisco faleceu aos 18-08-1851 casado segunda vez com Ana Teresa de Jesus. Ana Teresa casou segunda vez com Francisco José Gomes Carneiro.

Francisco teve geração dos dois matrimônios, segundo seu inventário (neste site).

Francisco e Ana Teresa tiveram dois filhos:

I- Francisco Joaquim de Rezende, com dois anos em 1852. Faleceu “de sarampo“ aos 02-03-1854.

II- Antonio Theodoro de Rezende, nascido em 1852.

 

Ana Zeferina e Francisco Joaquim tiveram sete filhos, os menores tutelados da avó Custódia Ferreira de Jesus:

6-10-1-1 Bárbara Cândida de Resende, com 17 anos em 1848. Casou com José Alves de Souza, filho de Manoel Jose de Souza e Maria Alves de Jesus. Família “Os Ribeiro da Silva” de São Gonçalo do Brumado, Cap. 2º.

6-10-1-2 Emerenciana Cândida de Resende, com 16 anos em 1848. Casou com seu tio materno Gabriel Ferreira da Silva 6-10-7 abaixo.

6-10-1-3 José Cândido de Resende, nascido em 11-04-1834. Em 1857 estava casado com Maria Cândida de Nazaré, filha de outra e de Francisco da Costa Rios, nesta família 5-6-3-2.

6-10-1-4 Mariana Cândida de Resende, nascida em 21-09-1835. Em 1857 estava casada com Antonio de Abreu Monteiro.

6-10-1-5 Maria Custódia de Resende, nasceu em 02-12-1836. Casou em 1855 com José da Costa Rios, filho de Manoel da Costa Rios e Bárbara Umbelina da Silva, 5-6-1-1.

inventário materno - Freguesia de São João del Rei.

Aos três de Junho(?) de mil oitocentos e cinquenta e cinco nesta Matriz de Nossa Senhora do Pilar de São João del Rei, feitos os Proclamas e mais diligências recomendadas pelo Concilio e Constituição do Bispado e não resultando impedimento algum, em minha presença se receberam em matrimônio por palavras de presente José da Costa Rios, filho legítimo de Manoel da Costa Rios e Dona Bárbara Umbelina da Silva, natural de São Gonçalo da Campanha; com Dona Maria Custódia de Resende, filha legítima de Francisco Joaquim de Resende e Dona Ana Cândida de Resende, ambos já falecidos, nascida e batizada em São Gonçalo do Brumado desta freguesia onde presentemente moram, foram testemunhas José Pedro Guimarães, solteiro e Francisco Marques Pinto casado, e logo lhes conferi as bênçãos nupciais do Ritual Romano e para constar mandei fazer este assento que me assino. O Vigário Francisco Amancio de Assis.

 

6-10-1-6 Custódio Cândido de Resende, com 7 anos em 1848. Faleceu aos 20-03-1858, solteiro.

6-10-1-7 Gabriel (Cândido) Ferreira de Resende (ou da Silva), com 3 anos em 1848. Aos 05-08-1863 casou com sua prima Alexandrina Cândida de Nazaré, irmã de Maria Cândida (6-10-1-3 supra) tambem filha do falecido Francisco da Costa Rios, 5-6-3-4 nesta família.

6-10-2 Manoel Ferreira da Silva, batizado em 08-02-1813. Aos 14-06-1837 casou com Micias Carlota Felisbina da Silveira (ou de Souza), filha do Cap. Carlos Joaquim de Souza e Silveira e Maria Cândida Teixeira, família “Joaquim Pinto de Magalhães” § 2º.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, capela N. Sra Conceição da Barra aos 08-02-1813 Manoel, f.l. Ten. Jose Ferreira da Silva e Custodia Ferreira de Jesus, da aplicação de S. Gonçalo do Brumado, padr.: Padre Francisco Ferreira da Silva, e D. Maria Zeferina, solteira.

6-10-3 Josefa Francisca de São José, com 12 anos em 1828. Casou com João Alberto de Santa Ana. Em 1866 eram moradores em Franca-SP.

6-10-4 Joaquim Ferreira da Silva, batizado em 21-09-1817.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, capela Sta Rita aos 21-09-1817 Joaquim, f.l. Ten. Jose Ferreira da Silva e Custodia Ferreira de Jesus, padr.: Rafael --- e D. Mariana Moreira da Silva.

         Dispensados do impedimento de consanguinidade em 2º grau, aos 17-11-1844 casou com Maria Teresa do Carmo, viúva de João da Costa Rios e filha de José Dias de Gouveia e Maria Ferreira de Assunção 6-12 abaixo.

Capitão da Guarda Nacional, em 1866 era viúvo e morador na Freguesia de São Gonçalo da Campanha.

S. Gonçalo do Sapucai, MG Igreja S. Gonçalo do Amarante matr. Aos 17-11-1844 na ermida de D. Maria Theresa feitas as deligencias de estilo Joaquim Ferr.ª da S.ª cc D. Maria Theresa da S.ª. Foram testemunhas Vicente Ferr.ª de Paiva e Francisco Joaquim de Rezende.

 

Campanha, MG lv. misto.

Campanha, MG lv. misto -

1844 - Oradores Joaquim Ferreira da Silva e D. Maria Theresa do Carmo da freguesia de S. Gonçalo do termo da Campanha - impedimento de consanguinidade em 2º grau por ser a oradora prima coirmã do orador. A oradora é viuva

 

Termo de apresentação aos 09-11-1844 nesta fazenda denominada a Caxoeira da freguesia de S. Gonçalo do termo da cidade da Campanha comarca do Rio Verde Provincia de Minas e Bispado de Mariana, em casas de D. Maria Theresa do Carmo.

 

Testemunhas:

1ª João Lopes de Carvalho, solteiro, nat. da freg. de S. Gonçalo, professor de primeiras letras, 25 anos,  (...) e porque sendo a oradora viuva do finado João da Costa Rios e tendo se conservado nesse estado ha quatro anos para cinco (...)

2ª test.: Diogo Custodio Braga, casado, n. freg. Carrancas e morador na freg. de [fim da pg].

3ª test.: Manoel Custodio Braga, casado, n. freg. de Carrancas e morador na freg. de Santa Ana onde vive de agricultura, de idade 33 anos, paente por afiniade.

 

Depoimento dos oradores: impedimento de consanguinidade em 2º grau por serem irmãs as mães de ambos. A oradora é viuva ha 4 anos e tem dois filhos órfãos.

(aa) oradora Maria Theresa do Carmo

 

Juramento dos oradores:

Joaquim Ferreira da Silva, homem branco, solteiro, natural da freg. da Lage comarca de S. João del Rei e morador em Santa Rita onde vive de sua agricultura e comercio, de idade 28 anos.

D. Maria Theresa do Carmo, viuva, natural da freg. de Lavras e moradora desta freguesia de S. Gonçalo onde vive de sua fazenda de agricultura e comercio, de idade de 31 anos. Ela e o orador descendem de mães irmãs.

Termo de encerramento aos 10-11-1844.

 

6-10-5 Maria Custódia de Jesus com 10 anos em 1828. Não é citada no testamento materno.

6-10-6 José Custódio Ferreira batizado em 05-02-1821. Casou com Elvira.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, capela S. Gonçalo do Brumado aos 05-02-1821 Jose, f.l. Jose Ferreira da Silva e D. Custodia Ferreira de Jesus, padr.: Manoel da Silva Soares e Maria Cleoga da Silva por pps a Jose Freire de Siqueira e Mariana filha de Maria Cleofa de Siqueira.

6-10-7 Gabriel Ferreira da Silva, batizado em 08-06-1825. Casou com sua sobrinha Emerenciana Cândida de Resende 6-10-1-2 supra.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, capela N. Sra Conceição da Barra aos 08-06-1825 Gabriel, f.l. Ten. Jose Ferreira da Silva e Custodia Ferreira de Jesus, da aplicação de S. Gonçalo do Brumado, padr.: Padre Francisco Ferreira da Silva

         Emerenciana já era falecida em 1866 e foi representada no inventário da avó materna pelos filhos:

6-10-2-1 José Gabriel Ferreira da Silva, com 12 anos.

6-10-2-1 Francisco Gabriel Ferreira da Silva com 11.

6-10-2-1 Gabriel Jose Ferreira da Silva com 7 anos.

 

6-10-8 Bárbara Ferreira de Jesus, batizada em 13-06-1826. Faleceu durante a inventariança paterna.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR e capelas filiadas, capela N. Sra Conceição da Barra aos 13-06-1826 Barbara, f.l. Ten. Jose Ferreira da Silva e D. Custodia Ferreira de Jesus, padr.: João Bras Freire e D. Mariana Freire, da aplicação de S. Gonçalo do Brumado

 

Custódia nomeou seu primeiro testamenteiro o neto:

6-10-?-? Mariano Ribeiro da Silva

“Nomeio por meus testamenteiros em primeiro lugar a meu neto Mariano Ribeiro da Silva”

 

6-11 Antonio Ferreira Cardoso, com 2 anos.

 

6-12 Maria Ferreira da Assunção, com um ano em 1795 e 14 anos em 1802. Casou na Capela de Santana do Jacaré da Vila de São Bento do Tamanduá, aos 16-01-1809 com José Dias de Gouveia, filho de outro e de Ana Tereza de Jesus, por esta neto de Manoel Alves Pedrosa e Maria da Assunção. Geração na família “Os Alves Pedrosa” Cap 2º. (Certidão do casamento no inventário paterno). Foram moradores no Distrito de Campo Belo, termo da Vila de São João

 

7- José, filho de Manoel Carneiro e Roza Francisca, nascido em 02-05-1734. Padrinhos: Francisco Alvres, cunhado, e Antônia fª de João Fernandes. (pesq. Silvia Buttros)

 

8- Custódia, em  30-05-1736. Padrinhos: Domingos André e Maria, fª de Manoel Carneiro e Úrsula Ferreira. (pesq. Silvia Buttros)

 

9- Vitória, em. 03-08-1738. Padrinhos: O Cônego Luís Brandão Pereira de Lacerda e Dª Victoria Garcia de Mendonça c/c João Rodrigo Pereira de Lacerda. Vitória Carneira casou aos 11-06-1773 com José Francisco, filho de Domingos Francisco e Maria Antonia. (pesq. Silvia Buttros)

 (pesq. Silvia Buttros) Casamentos de Refojos 1769/1790

Aos 11/06/1773 Casaram-se José Francisco, filho de Domingos Francisco e de Maria Antônia, e Vitória Carneira, filha de Manoel Carneiro e Rosa Francisca, já defuntos.

 

 

Manoel Carneiro, o tronco, teve com Custódia Francisca, sua segunda mulher, q.d:

 

10- José. Batizado em Refojos aos 24-03-1760.

 

 

=================================================================

Com prováveis ligações de parentesco em Portugal

 

GOMES CARNEIRO

 

José Carneiro Gomes, filho do Capitão José Antonio e Maria Carneiro Gomes, casou com Ana Carneira, filha de João Francisco e Maria Carneira, de S. Tiago de Carreira.

Residentes no Porto-PT tiveram ao menos três filhos que vieram para o Brasil:

Alexandre Gomes Carneiro

Manoel Gomes Carneiro

Antonio Gomes Carneiro

 

1- Alexandre Gomes Carneiro, batizado em Refojos aos 27-11-1786.

(pesq. Silvia Buttros) Batismo de Refojos 1769/1790

 Aos 27/11/1786 Alexandre, filho de José Carneiro Gomes e de Ana Carneira. Neto paterno do Capitão José Antônio e de Maria Carneiro Gomes; neto materno de João Francisco e de Maria Carneira, de São Tiago de Carreira. Foram padrinhos: Alexandre, tio paterno e Maria Carneira c/c Caetano Ferreira, de Rebordões.

          Aos 14-04-1817 em São João Del Rei, casou com Cândida Lina Ribeira, filha natural de Escolástica Maria da Conceição.

B7: SJDRei, aos 14-04-1817 matriz, Alexandre Gomes Carneiro, f.l. Jose Gomes Carneiro e Ana Maria, n/b na freg. S. Sebastião, digo de S. Cristovão de Refogios Bispado do Porto; = cc. Cândida Lina Ribeira, f. natural de Escolastica Maria da Conceição, n/b nesta freguesia

Filhos que encontramos batizados na matriz do Pilar de S. João del Rei:

1-1 Maria, branca, aos 03-02-1818, padrinhos: Padre Manoel Jose Dias e D. Maria Zeferina de Jesus por pp a José Gomes Carneiro.

1-2 José aos 10-10-1819, padr.: Alf. Jose Gomes Carneiro.

1-3 Messias aos 30-01-1825, padr.: Padre Miguel Noronha Peres e Maria Efigenia de São José, casada.

1-4 Delfina aos 07-01-1827, padr.: Alf. Antonio Fernandes Moreira e D. Delfina Rosa Perpétua, solteiros.

1-5 Francisco aos 13-11-1828, padr.: Revdo. João Esteves e Rita Antonia, casada.

1-6 Ana aos 29-09-1830, padr.: José Teixeira Coelho e D. Ana Maxima Querubina de Jesus, solteiros.

1-7 Francisco aos 28-01-1832, padr.: Alexandre Gonçalves de Mello, casado e Clara Francisca de Jesus.

1-8 Maria aos 03-02-1839, branca n. aos 04-12-1838, padrinhos Alf. Antonio Felisberto dos Santos, casado e D. Matilde Emilia dos Santos, casada.

 

2- Manoel Gomes Carneiro batizado em Refojos aos 19-03-1793. Casou com Mariana Alves de Jesus, filha de Carlos Rodrigues da Silva.

(pesq. Silvia Buttros) Batismo de Refojos 1790/1811

Aos 19/05/1793 Manoel, filho de José Carneiro e de Ana Carneiro, neto paterno de  José Antônio e de Maria Carneiro; neto materno de João Francisco e de Maria Carneira. Foram padrinhos: Manoel Dias de Araújo da Ventozela e Maria Carneira c/c Caetano Ferreira de Rebordões.

          Residentes em Conceição da Barra, onde tinham casa no arraial, chácara nos subúrbios e parte da fazenda Santa Rosa, comprada de uma das herdeiras de João Fortes Bustamante.

Manoel faleceu aos 22-01-1844 de “morte acontecida que tão cruelmente lhe foi feita (...) afim de serem punidos os autores da morte do dito seu marido”.

          Mariana faleceu aos 07-07-1847 e foi inventariada por seu cunhado Antonio Gomes Carneiro, abaixo citado.

          Manoel e Mariana tiveram, segundo seus inventários (neste site) três filhos, tutelados do tio paterno:

 

2-1 Maria Antonia do Carmo, com 16 anos em 1845. Aos 29-05-1847 casou com Antonio Coelho dos Santos.

inserido no inv. materno:

Certifico que revendo o Livro dos Assentos de Casamentos desta Freguesia, a folha 25 achei o seguinte assento =

Aos vinte e nove de maio de mil oitocentos e quarenta e sete, com licença do respectivo pároco o Reverendo Senhor Crispiniano Antonio dos Santos assistiu ao matrimônio de Antonio Coelho dos Santos e Maria Antonia do Carmo desta freguesia que o celebraram com palavras de presente e lhes conferiu as bênçãos nupciais sendo de tudo testemunhas o Capitão Flávio José da Silva e Antonio Gomes Carneiro e nada mais se continha no dito assento que fielmente copiei e a ele me reporto.

Lage, 13 de Janeiro de 1852

Padre Francisco de Paula Gonçalves

          Antonio faleceu aos 24-04-1864, sem testamento. Foi inventariado pela viúva no mesmo ano. Tiveram sete filhos (certidões no  inventário paterno, neste site):

 

2-1-1 Martiniano José dos Santos, 16 anos em 1865.

2-1-2 Polcina Maria da Conceição, aos 21-10-1865 com “dispensa de parentesco de 3º grau”, casou com Manoel Antonio dos Santos

- 21-10-1865 na Matriz de Santa Rita casaram Manoel Antonio dos Santos e Pulcina Maria da Conceição, com licença do juízo de órfãos e dispensa de parentesco de 3º grau

2-1-3 Maria Senhorinha, 14 anos.

2-1-4 Maria Inês de Jesus, com 12 anos em 1864. Aos 21-10-1865, “com dispensa de consanguinidade” casou com Manoel Antonio da Trindade Machado

- Manoel Antonio da Trindade Machado casou em 21-10-1865 com Maria Inês de Jesus, com dispensa de consangüinidade e com dispensa do juízo de órfãos.

2-1-5 Cândida Maria das Neves, 11 anos

2-1-6 Mecias Carolina, 9 anos

2-1-7 Tereza, 6 anos

 

2-2 José Gomes Carneiro, com 13 anos em 1845.

inserido no inventário materno:

Certidão de Batismo de José Gomes Carneiro, que é filho legitimo de Manoel Gomes Carneiro e de Dona Mariana Alves de Jesus. Também fora batizado na Capela de Nossa Senhora da Conceição da Barra (...) no ano de 1831, tendo sido seu padrinho o Reverendo Francisco Ferreira da Silva e Maria Alves de Jesus mulher de Manoel José de Souza, todos daquela Aplicação (...).

 

2-3 Antonio José Gomes Carneiro, com 11 anos em 1845.

inserido no inventário materno:

Certifico que revendo o competente Livro dos Assentos de Batismo desta Paróquia, neles não encontro o de Antonio José Gomes Carneiro que é filho legitimo de Manoel Gomes Carneiro e de Dona Mariana Alves de Jesus. Consta-me porem, por pessoas fidedignas que ele fora batizado na Capela de Nossa Senhora da Conceição da Barra, filial desta matriz no ano de 1832, tendo sido seus padrinhos: Rafael Ferreira da Silva e Floriana de tal, todos daquela Aplicação (...).

 

          Provavelmente o que estava casado, em 1878, com Mécia Maria da Conceição, filha de Manoel José de Souza e Maria Alves de Jesus, família “Os Ribeiro da Silva” de São Gonçalo do Brumado Cap. 2º.

 

3- Antonio Gomes Carneiro, batizado em Refojos aos 19-02-1800.

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de Refojos 1790/1811

Aos 19/02/1800, Antônio, filho de José Carneiro Gomes e de sua mulher Ana Carneira, neto paterno de José Antônio e de sua mulher Maria Carneiro; neto materno de João Francisco e sua mulher Maria Carneiro, do lugar da Estrada, freguesia de São Tiago de Carreiras. Foram padrinhos: Manoel Ferreira de Oliveira, de Rebordões, e Maria, filha de Custódia Carneiro, viúva, desta freguesia.

          Foi casado duas vezes. Primeira vez, dispensados do impedimento em consanguinidade em 2º grau igual, com Feliciana Querubina Gomes (ou de Jesus), filha do Cap. Manoel Gomes Carneiro e Feliciana Cardosa de Andrade, 6-8-2 supra. Segunda vez, aos 16-11-1840, com Maria Inês de Souza (ou da Conceição), filha de Manoel José de Souza e Maria Alves de Jesus, já citados.

Paróquias de São João Del Rei - Matrimônios, Antonio Gomes Carneiro, f de José Gomes Carneiro e Ana Gomes Carneira, natural do Porto, Portugal, viúvo de Feliciana Querubina Gomes = Ignes da Conceição, f de Manoel José de Souza e Maria Alves da Conceição, natural de S Gonçalo do Brumado. Capela de São Gonçalo do Brumado - 16-11-1840

          Antonio já era falecido em 18-11-1878 (inventário da sogra). Família “Os Ribeiro da Silva de S. Gonçalo do Brumado” Cap. 2º.

 

 

 

MONTEIRO DOS SANTOS

(atualizado em 05-outubro-2010)

 

 

José Monteiro dos Santos, batizado aos 18-09-1781 na Freguesia de São Cristóvão dos Refojos, filho de Custódio Monteiro e Maria Carneiro.

(pesq. Silvia Buttros) Batismos de Refojos 1769/1790

Aos 18/09/1781 José, filho de Custódio Monteiro e de Maria Carneira, neto paterno de Amaro Ferreira, de Lamelas e de Catarina Monteiro; neto materno de Antônio Ferreira, de Monte Córdova e de Catarina Carneira, da Ventozela. Foram padrinhos: João Francisco da Granja, e Ignes Joaquina mulher de Manoel José Joaquim Torres, de Lamelas.

 

          Custódio e Maria se casaram também em Refojos aos 22-06-1775, ele filho de Amaro Monteiro e Catarina Carneiro. neto paterno de Jorge Fernandes e de Catherina Monteira, da freguesia de S.Eulália de Lamelas; neto materno de João Manoel e de Maria Antônia, da freguesia de São Julião. Maria Carneira filha de Antonio Ferreira e Catarina Carneira, de Ventozela, neta paterna de Manoel João e de Domingas Ferreira, da freguesia de Monte Córdova; neta materna de Antônio Carneiro e de Maria da Silva.

(pesq. Silvia Buttros) Casamentos de Refojos 1769/1790

Aos 22/06/1775 Custódio Monteiro, filho legítimo de Amaro Monteiro e de Catherina Carneiro, desta freguesia; neto paterno de Jorge Fernandes e de Catherina Monteira já defunto, da freguesia de S.Eulália de Lamelas; neto materno de João Manoel e de Maria Antônia, da freguesia de São Julião, já defuntos; com Maria Carneira, filha leítima de Antônio Ferreira e de Catherina Carneira do lugar da Ventozela, neta paterna de Manoel João e de Domingas Ferreira, já defuntos, da freguesia de Monte Córdova; neta materna de Antônio Carneiro e de Maria da Silva já defuntos, desta freguesia.

 

Veio para o Brasil onde se casou em Santo Antonio do Amparo, em São João Del Rei com Maria da Silva Leite da Conceição, filha natural de Francisca da Silva Torres.

B7: Casamentos - SJDRei, aos 02-06-1806 Ermida de Santo Antonio do Amparo, Joze Monteiro dos Santos, f.l. Custodio Monteiro e Maria Carneira, n/b na freg. dos Refoios Comarca da Maya Bispado do Porto; = cc. Maria da Silva Leite da Conceição, f. natural de Francisca da Silva Torres, n/b freguesia N. Sra. da Conceição da Vila Rica.

 

Segunda vez aos 07-02-1815 casou com Antonia Maria de Jesus, filha de João Luiz Galvão e Mariana da Silva de Jesus.

B7: Casamentos - SJDRei, aos 07-02-1815 Capela do Bom Sucesso, Alf. Jose Monteiro dos Santos, viuvo de Maria da Silva Leite da Conceição; = cc. Antonia Maria de Jesus, f.l. João Luiz Galvão e Mariana da Silva de Jesus, n/b nesta dita freguesia.

 

Alferes José e Maria da Silva Leite tiveram, q.d.:

1- Ana Monteira da Silva, batizada em 02-04-1807. Aos 03-04-1818 casou com Joaquim Antonio do Nascimento, filho do Alferes Antonio Joaquim da Silva e Gertrudes Felizarda do Nascimento. Geração na família “Domingos Borges da Silva”

Matriz de Nossa Senhora do Pilar e Capelas Filiadas, cap. Sto. Antonio do Amparo aos 02-04-1807 Ana, f.l. Jose Monteiro Santos e Maria da Silva Leite Conceição, Padr.: João Lourenço Guedes.

 

B7: Casamentos - SJDRei, fls 47 aos 03-04-1818 matriz, Joaquim Antonio do Nascimento, f.l. Alf. Antonio Joaquim da Silva e D. Gertrudes Felizada do Nascimento, n/b freg. Barbacena; = cc. D. Ana Monteira da Silva, f.l. do Alf. Jose Monteiro dos Santos e D. Maria da Silva Leite, n/b nesta freguesia

 

 

______________________________________________________________________________________

 

 

Ascendência de JOÃO DA COSTA (Rios)

 

 

Silvia Buttros

 

 

1-João da Costa (Rios) nasceu aos 06-07-1718 e foi batizado quatro dias depois na Igreja de Sam Payo de Guimararei.

Batismos de Guimarei 1708/1780

João filho de Joam da Costa e de sua molher Domingas Francisqua naceo aos seis dias do mes Julho do anno de mil e Setecentos e dezoito foi batizado por mim Joam Monteiro de Araujo Cura desta freguezia de Sam Pajo de Guimarei aos dês dias do dito mês foram padrinhos Luis Moreira da aldeia e Antonia solteira filha de Joam Francisquo de Rial desta freguezia de Sam Pajo de Guimarei. Asestiram por testemunhas Balthazar da Rocha da aldea do Regadio, e Joam Francisquo morador e asistente em a aldea de Rial todos desta mesma freguezia em fé do que fis este. O P.e Joam Monteiro de Araujo = B.ar Rocha.

 

 

Pais

 

2- João da Costa casou em Guimarei aos 18-08-1707 com Domingas Francisca.

3- Domingas Francisca

Casamentos de Guimarei 1619/1707

18/08/1707 - João da Costa, filho de João da Costa e de Antônia Nunes, já defunta; com Domingas Francisca, filha de João Francisco e de Maria Antônia.

 

Avós

 

4- João da Costa casou em Guimarei aos 24-12-1670 com Antonia Nunes.

5- Antonia Nunes, falecida aos 28-03-1707

Casamentos de Guimarei 1619/1707

24/12/1670 – João da Costa, filho de Baltazar da Costa, já defunto, e de Maria Antônia; com Antônia Nunes, filha de João Francisco e de Maria Nunes.

(Aos 28/03/1707 faleceu Antônia Nunes, mulher de João da Costa).

 

6- João Francisco, casou em Guimarei aos 16-05-1677 com Maria Antonia.

7- Maria Antonia, falecida aos 28-09-1685

Casamentos de Guimarei 1619/1707

16/05/1677 – João Francisco, filho de João Francisco e de Maria Nunes; com Maria Antônia, filha de Antônio Fernandes, já defunto, e de Maria João.

 

Bisavós

 

8- Baltazar da Costa, casou aos 18-08-1625 com Maria Antonia. Faleceu antes de 1670.

9- Maria Antonia, filha natural de Antonio da Veiga e Andresa João ambos solteiros. Faleceu aos 03-01-1693

Casamentos de Guimarei 1619/1707

18/08/1625 – Baltazar da Costa, filho de Antônio da Costa e Violante João, de Lamelas; com Maria Antônia, filha natural de Andreza João, solteira, e de Antônio da Veiga, solteiro, de Lamelas.

(Aos 03/01/1693 faleceu Maria Antônia, viúva de Baltazar da Costa).

 

10- João Francisco, natural da Vila de Cham. Casou em Guimarei aos 19-12-1649 com Maria Nunes. João Francisco faleceu aos 29-11-1696

11- Maria Nunes, natural de Guimarei, falecida aos 05-12-1685

Casamentos de Guimarei 1619/1707

19/12/1649 – João Francisco, de Vila Cham, se casa com Maria Nunes, de Guimarei.

(Aos 05/12/1685 faleceu Maria Nunes, mulher de João Francisco).

(Aos 29/11/1696 faleceu João Francisco, sogro de João da Costa).

 

12- João Francisco

13- Maria Nunes

 

14- Antonio Fernandes, natural de São Tiago de Carreira, aos 04-06-1663 casou com Maria João. Faleceu aos 02-09-1672.

15- Maria João, natural de Guimarei, falecida aos 13-05-1703.

Casamentos de Guimarei 1619/1707

04/06/1663 – Antônio Fernandes, de S. Tiago de Carreira, filho de João Fernandes e Maria Francisca, já defuntos; com Maria João, de Guimarei, filha de Gonçalo João e Paula Francisca, já defuntos.

 

 

Os Trisavós

 

16- Antônio da Costa de Lamelas. Faleceu em 08-03-1657

17- Violante João, de Lamelas

 

18- Antônio da Veiga, solteiro, de Lamelas

19- Andreza João, solteira. Faleceu em 08-07-1640

(Aos 08/07/1640 faleceu Andreza, sogra de Baltazar da Costa).

 

 

28- João Fernandes, natural de São Tiago de Carreira, falecido antes de junho de 1663.

29- Maria Francisca também já falecida em 1663.

 

30- Gonçalo João, do lugar de Rial da Freguesia de Guimarei, casou aos 10-02-1646 com Paula Francisca. Gonçalo faleceu em julho de 1657.

31- Paula Francisca, faleceu em 14-06-1656