PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

ANTONIO GONÇALVES DA COSTA

(atualizado em 26-janeiro-2013)

 

 

Bartyra Sette

 

Antonio Gonçalves da Costa nasceu na Freguesia de Santa Bárbara da Ilha Terceira, Arcebispado de Angra, filho de Manoel Costa Vieira e Maria das Candeias, na primeira metade do século XVIII.

 

Veio para o Brasil e aos 27-05-1751 em Carrancas-MG casou com  Francisca do Espírito Santo, filha de José Caetano Ferreira natural de Bragança-PT e Joana de Campos natural de São Paulo, pais também de Pedro Ferreira de Brito casado com Ana da Rocha, com geração na familia “Artur da Rocha”.

B7: casamentos Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 27-05-1751 Antônio Gonçalves da Costa, n/b na freg. de Santa Barbara da Ilha Terceira Bispado de Angra, f.l. Manoel Costa Vieira e Maria das Candeias; cc Francisca do Espírito Santo, n/b cap. Ibitipoca, f.l. Joseph Caetano Ferreira, já defunto e Joana de Campos. Test.: Domingos Villela, homem casado e João Paulo de Oliveira, solteiro natural do reino.

 

Encontramos filhos do casal nascidos em Carrancas-MG

Cap 1- Maria Francisca do Espírito Santo

Cap 2- Manoel Gonçalves da Costa

- Antonio, nascido aos 27-06-1755 e batizado aos 13 do mês seguinte.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 13-07-1755 Antonio n. 27-06, f.l. Antonio Gonçalves da Costa n. da Ilha Terceira e Francisca do Espirito Santo n. freg. Aiuruoca, np Manoel Vieira e Maria das Candeias moradores na mesma Ilha Terceira, nm Jose Caetano Ferreira n. cidade de Bragança e Joana de Campos n. de S. Paulo, padr.: Pedro Ferreira e s;m Ana da Rocha Leme, todos moradores desta.

- Francisco, nascido aos 13-04-1757 e batizado aos 15 de maio do mesmo ano.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 15-05-1757 Francisco n. aos 13-04, f.l. Antonio Gonçalves da Costa n. Ilha Terceira e Francisca do Espirito Santo n. desta freguesia, np Manoel Costa Vieira e Maria das Candeias nts e moradores da ilha Terceira, nm Jose Caetano Ferreira n. Braga e Joana de Campos n. de S. Paulo, padr.: Manoel Costa Vieira morador na freg. de S. João del Rei por pp a Manoel Machado de Toledo, e madrinha Gertrudes Velloza da Silva mulher de Manoel Machado de Tolledo.

 

 

Cap 2º MANOEL GONÇALVES DA COSTA

 

 

Manoel, batizado aos 09-10-1753 em Carrancas, casou duas vezes. Aos 17-08-1781 na matriz de São João del Rei com Maria Francisca do Nascimento (ou de Jesus), filha de João de Abreu Villas Boas e Josefa Maria.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 09-10-1753 Manoel n. aos 29-09, f.l. Antonio Gonçalves da Costa n. Ilha Terceira e Francisca do Espirito Santo n. da freg. da Borda do Campo, np Manoel Costa Vieira e Maria Lucas da Lux nts e moradores da ilha Terceira, nm Jose Domingos(sic) e Joana de Campos n. de S. Paulo, padr.: Jose Caetano de Campos, solteiro n. da vila de S. João del Rei e madrinha Joana de Campos n. de S. Paulo e todos moradores desta freguesia.

 

RMMJ: Matriz de Nossa Senhora do Pilar SJDR,  17-08-1781- Matriz, 4 para 5 da tarde, Manoel Gonçalves da Costa, nat e bat em Carrancas, f. de Antonio Gonçalves da Costa e Francisca do Espírito Santo. C.c. Maria Francisca do Nascimento, nat desta, fl de João de Abreo Villas Boas e Josefa Maria

 

Maria Francisca faleceu em 1797 e Manoel em 28-06-1835 no Cajuru e foi inventariado no mesmo ano por sua segunda mulher Francisca Rufa de Araújo e Silva (inventário neste site)

 

Manoel e Maria Francisca tiveram seis filhos, situação em 1835:

 

1- Lourenço Gonçalves da Costa casado com Maria Teresa de Jesus. Moradores no Termo da Vila de Aiuruoca.

Maria Teresa, filha de Manoel Teixeira Nogueira e Maria Teresa de Jesus (família “Pedro Teixeira Nogueira”), foi casada primeira vez com Francisco de Ávila Fagundes, filho de Francisco de Ávila Fagundes e Maria Alves Barbosa da Porciuncula. Família “Maria Alves da Porciúncula”.

 

2- Ana Francisca do Nascimento casada com Mateus Inácio de Paiva, filho de João de Paiva e Silva e Maria Rodrigues. Moradores em São José da Paraibuna. Geração na família “Paiva” Cap. 2º, § 4º.

 

3- Maria Gertrudes, falecida, casada que foi com Manoel Martins de Barros, filho de José do Rego Barros e Ana Maria do Nascimento. Foi representada pelos filhos. Geração na família “Os Barbosa Lima” I- Teodora, Cap. 1º , § 5º.

 

4- José Gonçalves da Costa falecido, casado que foi com Leonarda Maria de Jesus. Foi representado no inventário paterno pelos filhos:

4-1 Francisco Antonio da Costa , nascido na Freguesia do Turvo, solteiro com 26 anos em 1835. Ainda solteiro por volta de 1854 (época em que teve uma filha natural). Casou depois com sua sobrinha Maria Ignacia de Jesus, com a qual teve filhos, todos falecidos na infância. Francisco ditou seu testamento em Itajubá aos 29-11-1868, nomeando por primeiro testamenteiro o irmão Manoel. Nele declarou o casamento, naturalidade e filiação e reconheceu filhos naturais tidos em solteiro (testamento neste site, pesquisa de Fábio J. Ferraz Pereira):

4-1-1 Rita, filha de Mariana liberta, moradora na fazenda dos Custódios na Freguesia de São Sebastião

4-1-2 Bonifácio, também filho de Mariana

4-1-3 Filhade cor acaboclada” com mais ou menos 14 anos em 1868, tida com Marcelina Maria

4-2 João De Tal, casado com Constantina.

4-3 Antonio, solteiro, 23 anos.

4-4 Maria, solteira 22 anos.

4-5 Manoel, solteiro, 20 anos. Manoel Gonçalves da Costa foi o testamenteiro do irmão Francisco que deixou um legado para sua filha Helena: “a minha filhada Helena filha de Manoel de M digo Manoel Gonçalves da Costa tresentos mil reis.”

          Manoel teve inventário de seus bens aberto em Cristina aos 20-01-1877 por sua viúva, Maria Ribeiro Santiago, filha do Comendador João Carneiro Santiago e sua primeira mulher Maria Ribeiro da Luz (família “Antonio Ribeiro de Carvalho” Cap. 7º). Deixou dez filhos segundo seu inventário, neste site (pesquisa de Fábio J. Ferraz Pereira):

4-5-1 Ana casada com Antonio Dias Ferraz Sobrinho, provável filho de Silvestre Dias Ferraz e Ana Leonizia de Castro (família Meirelles Freire).

         Comparar com:

(pesq. Fábio J. Ferraz Pereira) Paróquia de Cristina - Livro de Casamento. No dia 19 de julho de 1865 em Oratório particular da Fazenda dos Pintos de Manoel Gonçalves da Costa assisti e abençoei aos contrahentes Antonio Dias Ferraz Sobrinho e Anna Cândida da Costa, sem impedimento perante as Testemunhas Dr. Balbino Candido da Costa e João Carneiro Santiago Sobrinho cumpridas as formalidades canônicas.  E para constar fiz este assento que assino. Vigário João Baptista da Cunha.

4-5-2 Maria casada com João Ribeiro de Paiva e Luz. Geração na família “Paiva” Cap. 2º, § 6º.

4-5-3 Helena Cândida da Costa solteira com 24 anos. Afilhada e legatária do tio Francisco

4-5-4 José Gonçalves da Costa solteiro com 22 anos

4-5-5 João Gonçalves da Costa solteiro com 18 anos

4-5-6 Francisca Ribeiro da Costa com 15 anos

4-5-7 Lídia Ribeiro da Costa com 13 anos

4-5-8 Emiliano com 9 anos

4-5-9 Deolinda com 7 anos

4-5-10 Joaquim com 5 anos

4-6 Carolina, solteira, 18 anos. Carolina Francisca de Paula teve ao menos:

4-6-1 Francisca, legatária do tio Francisco: “Deixo a minha sobrinha Francisca filha de minha irmã Carolina Francisca de Paula”

 

5- Luiza Cândida da Silva, falecida casada que foi com Francisco Tomas Vilela, filho de Domingos Villela e Maria do Espirito Santo. "Que deixou filhos, mas no presente se não sabem seus nomes e por isso protesta fazer dos mesmos declaração em tempo." Geração na família “Villela” Cap. 3º.

6- Silveria Justa de Santana, batizada em 04-10-1793. Casada com José da Costa Guimarães, moradores no termo da Vila de Jacui

Lavras, MG Igreja Santana bat Lv Suplementos aos 04-10-1793 na ermida do Divino Espirito Santo bat a Silveria,. f.l. Manoel Glz da Costa e Maria Francisca de ----- (Souza?), padr.: Manoel Antonio Pereira e Silveria Maria de Jesus.

 

Manoel Gonçalves da Costa e Francisca Rufa de Araújo Silva tiveram duas filhas:

 

7- Maria das Dores da Conceição, batizada por 1800, casada com Fortunato da Silva Tavares, moradores no Rio Grande.

Carrancas, MG Igreja N. Sra da Conceição no ano de 1800 pouco mais ou menos na capela do Espirito Santo filial desta matriz de Carrancas bat a Maria, f.l. Manoel Gonçalves da Costa e D. Francisca Rufa de Araujo. Pad.: o Ten. Thomas Coelho dos Santos e D. Maria Vitoria e por não aparecer este assento o lavrei aqui depois de informado.

Em 1831 comparecem no censo do Turvo, Fortunato com 39 anos e Maria com 31:

censo do Turvo 5-12-1831, 3º Quarteirão,  fogo 19, todos brancos

Fortunato da Silva Tavares, 39, casado, lavrador

Maria das Dores, 31, casado

Silverio Antonio, 12

Manoel Francisco da Silva, 9

Antonio Tavares da Silva, 7

Iria Maria, 8

Anna Candida, 6

Francisca de Paula, 5

Liberato Antonio, 4

Manoel de Jesus, 4

Carolina da Silva, 2

Martiniano da Silva, "4/12

12 cativos

 

          Maria das Dores faleceu aos 08-08-1845 e foi inventariada pelo viúvo no mesmo ano. Compareceram no inventário (neste site) quatorze filhos:

7-1 Manoel Francisco Tavares, solteiro, 26 anos;

7-2 Antonio Francisco Tavares casado com Rita Custódia da Veiga, filha de Francisco Custódio da Veiga e Francisca Rosa da Silva Tavares. Família “Antonio e João Vieira da Maia” Cap. 1º.

7-3 Iria Cândida da Silva, solteira, 20 anos.

7-4 Ana Fortunata da Silva, solteira, 19 anos.

7-5 Mara Rita Silva, solteira, 18 anos.

7-6 Francisca da Conceição, solteira, 17 anos.

7-7 Liberal Antonio de (Godoi), solteiro, 16 anos.

7-8 Querubina Bárbara de São Jose, solteira, 14 anos.

7-9 Martiniano, solteiro, 12 anos.

7-10 Aureliano, solteiro, com 11 anos em 1845. Aureliano Francisco Tavares, aos 03-03-1867 em S. Vicente Ferrer de Resende-RJ casou com Beralda Francisca da Conceição, filha de Rafael Teixeira Pinto e Maria Francisca da Conceição. Família “Os Barbosa Lima” Cap. 10º, § 3º.

7-11 Angélica ( Porfiria), 10 anos.

7-12 Alcebíades, 9 anos.

7-13 Frutuoso, 6 anos.

7-14 Fortunata das Dores, 5 anos.

 

8- Maria Vitória da Conceição casada com José Tavares da Silva, no mesmo Rio Grande. Comparecem no censo do Turvo em 1831, José com 33 anos e Maria Vitória com 33, com vários filhos:

censo do Turvo 5-12-1831, 3º Quarteirão,  fogo18, todos brancos:

Jose Tavares da Silva, 33, casado, agricultor, 27

Maria Vitoria da Conceição, 30, casado

Maria Candida, 9

Francisca de Paula, 7

Jose Camilo, 5

Thobias, 3

Maria Rita, 2

Anna, 1

14 cativos

 

___________________________________________________________________________________________________________

 

 

Cap 1º- MARIA FRANCISCA DO ESPÍRITO SANTO

(atualizado em 21-janeiro-2013)

 

 

Bartyra Sette

 

 

Maria Francisca, batizada em Carrancas aos 07-05-1752, casou duas vezes.

B7: Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 07-05-1752 matriz, Maria, f.l. Antonio Gonçalves da Costa e Francisca do Espirito Santo, padr.: Manoel Machado de Toledo, casado e protetora N. Sra.

Em Carrancas-MG aos 04-05-1768 com Manoel Ferreira Mendes, natural de S. Miguel da Terceira Bispado de Angra, filho de Manoel Ferreira Mendes e Francisca da Trindade.

B7: casamentos Igreja Nossa Senhora da Conceição (Carrancas, Minas Gerais) aos 04-05-1768 Manoel Ferreira Mendes, n. freg. S. Miguel da Terceira bispado de Angra, f.l. Manoel Ferreira Mendes, já defunto e Francisca da Trindade; = cc. Maria Francisca do Espírito Santo, n. desta freguesia, f.l. Antonio Gonçalves da Costa e Francisca do Espirito Santo,já defuntos. Test.: João Gomes de Siqueira e Manoel Machado de -olledo.

 

Manoel testou em 27-06-1787 e faleceu aos três do mês seguinte.

Lavras, MG aos 03-07-1787 faleceu Manoel Ferreira Mendes casado com Maria Francisca do Espirito Santo, sepultado dentro da capeça de N Sra da Conceição das Carrancas. Fez testamento: (...) aos 27-06-1787 nesta capela de N Sra das Carrancas filial da matriz de Santa Ana das Lavras do Funil, eu Manoel Ferreira Mendes (...) faço este meu testamento:

Testamenteiros em 1º Gabriel de Souza Diniz, em 2º Ten. João Francisco Junqueira, em 3º a m/mulher Maria Francisca do Espirito Santo, todos moradores nesta sobredita freguesia.

Legados: as minhas sobrinhas femeas, filhas de meu irmão João Ferreira Mendes morador na Ilha Terceira na freguesia das Lages, 100$000 rs (...).

Sou natural e batizado na freguesia do Arcanjo S. Miguel lugar das Lages da Ilha Terceira Bispado de Angra, filho de manoel Ferreira Mendes e s/mulher Francisca da Trindade, já defuntos. Sou casado com Maria Francisca do Espirito Santo e temos uma unica filha legitima por nome Maria.

(...)

Segunda vez Maria Francisca casou com o Alferes João da Silva Ferreira, filho de Manoel da Silva Nes Pereira e Ignez Marques Ferreira - família “Maria Ferreira”, neste site.

 

Maria Francisca faleceu septuagenária aos 13-10-1820 com testamento registrado no Livro de Óbitos da matriz de Aiuruoca-MG. Sem geração do segundo matrimônio, teve filha única do primeiro.

B7 :Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - 13 outubro 1820 - septuagenaria, Dona Maria Francisca do Espirito Santo, cc. o alf. João da Silva Ferreira, c/test.

Filha leg. de Antonio Gonçalves da Costa e Francisca do Espirito Santo, n. e b. Carrancas.

testamenterios: 1- m/marido alf. João da Silva Ferreira; 2- m/neto cap. João Francisco Junqueira; 3- m/neto ten. Francisco Antonio Junqueira.

Fui cc. Manoel Ferreira Mendes de quem tive a única filha Dona Maria Ignacia, viúva hoje do cap. João Francisco Junqueira, herdeira unica e universal.

Passei a segundas nupcias com o alf. João da Silva Ferreira, sem filhos. Aiuruoca 4 dez 1819.

Testemunhas: o pde. Antonio Ferreira de Arantes; o pe. Francisco de Paula ---; Antonio Jose Deny; Jose Joaquim Correa; Jose Pedro de Mattos.

Registrado a 13 outubro ----

 

Alferes João casou segunda vez com Maria Vitória de São Jose. Faleceu octogenário aos 23-08-1827 com testamento onde declara a filha única do segundo matrimônio: Maria.

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - aos 23 agosto 1827, octogenario, c/test. alf. João da Silva Ferreira cc D. Maria Victoria de S. Jose.

F. leg. de Manoel da Silva Nes Pereira e Ignes Marques Ferreira, falecidos, n. b. e morador nesta freg. de Aiuruoca.

Testamenteiros: 1- m/mulher D. Maria Vitoria de S. José em um só corpo com o ten. Jeronimo de Arantes Marques; 2- cap. Jose Joaquim ---; 3- Candido Jose de Jesus.

Fui cc. Maria Francisca do Espirito Santo, sem filhos.

C2c Maria Victoria de S. Jose e tive a filha única Maria, minha universal herdeira e nomeio seu totor o ten. Jeronimo de Arantes Marques e na sua falta ao cap. Francisco Paula Pereira e Soisa. Aiuruoca --- 1827. Registrado aos 13 setembro 1827.

 

Maria Francisca e seu primeiro marido Manoel Ferreira Mendes tiveram a filha única:

 

1- Maria Inácia do Espírito Santo. Casou com Capitão João Francisco Junqueira, filho de outro falecido em 05-04-1819 e Helena Maria do Espírito Santo, falecida em 11-10-1810 (testamento e inventários deste casal, neste site).

          Capitão João já era falecido em outubro de 1812:

B7: Capela Sra. Conceição do Varadouro, filial matriz Aiuruoca - batismo - aos 25 out 1812 Gabriel, f.l. do alf. Anacleto Antonio de Mattos e d. Francisca Maria de Jesus; padr.: alf. João da Silva Ferreira cc. e d. Maria Francisca do Espirito Santo, viuva, digo Ferreira e d. Maria Ignacia do Espirito, viuva do cap. João Francisco Junqueira, esta por procuração a qual apresentou sua mãe d. Maria Francisca do Espirito Santo.

 

Entre os filhos de Maria Inácia e Capitão João:

1-1 Capitão João Francisco Junqueira. 2º testamenteiro da avó materna. Aos 01-03-1813 casou com Ana Hipólita Villela, filha do Alferes Domingos Villela e Luiza Pulqueria dos Reis. Geração na família “Villela” Cap. 4º.

1-2 Tenente Francisco Antonio Junqueira, 3º testamenteiro da avó materna.

1-3 Comendador Manoel Ananias de Assis Junqueira solteiro em 1831, comparece no censo do Varadouro:

censo Varadouro 1831, 1º Quarteirão: 3 - Manoel Ananias de Assis Junqueira*, Branco, 28, solteiro, lavrador

*assembleia 1833 - 37 votos  mais votado

Jose Tomas, Branco, 20, solteiro, camarada administrador

Tome do Prado, Branco, agregado, 34, solteiro, negociante

Joaquim Moreira, crioulo forro, 20, solteiro, roceiro

25 cativos

 

          Casou com Maria Clara Diniz Junqueira. Manoel faleceu com testamento em 12-03-1875 e Maria Clara em 01-02-1876, ambos inventariados em 1876 (inventário neste site, colaboração de Guilherme Junqueira Maciel).

          Manoel teve seu testamento registrado no Livro de Óbitos da matriz de Aiuruoca. Reconheceu três filhos naturais tidos com Clara Honória Ferreira:

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG, aos 12 março 1875, c/test., 70 anos, comendador Manoel Ananias de Assis Junqueira, cc. D. Maria Clara Diniz Junqueira.

F.l. do cap. João Francisco Junqueira e D. Maria Ignacia do Espirito Santo, falecidos, n. b. freg. Baependi.

Sou cc. D. Maria Clara Diniz Junqueira, filhos: Manoel Oscar de Assis Junqueira, João Osvaldo de Assis Junqueira, Genovefa Clara Diniz Junqueira.

Em estado de solteiro, tive com mulher solteira e com quem não tinha impedimentos, os seguintes filhos: João Theobaldo de Assis Junqueira, Jose Ataliba de Assis Junqueira, cap. Francisco Ramiro de Assis Junqueira. Aiuruoca 19 junho 1872. Registrado aos ----

 

Filhos naturais de Manoel Ananias:

1-3-1 João Theobaldo de Assis Junqueira, viúvo em 1875, morador em Batatais-SP.

1-3-2 José Ataliba de Assis Junqueira casado primeira vez com Mariana Luiza Gonçalves, exposta em casa de Mateus Luis Gonçalves citada na família “João Luiz Gonçalves”. Mariana faleceu em 20-08-1876 e foi inventariada em 1877. Nessa ocasião José já tinha passado a segundas nupcias.

         José e Mariana tiveram, segundo inventário desta (neste site) dez filhos, situação em1877:

1-3-2-1 José Ataliba Junqueira, casado com Isabel Carolina Silveira, morador no Termo da Cidade de Baependi.

1-3-2-2 Custódia (Ezaura) de Assis Junqueira, casada com Pedro Florêncio da Silveira, morador no termo de Baependi.

1-3-2-3 Manoel Olinto Assis Junqueira, 19 anos, morador no mesmo Termo

1-3-2-4 João Francisco Junqueira, solteiro, 17 anos, no mesmo Termo

1-3-2-5 Maria Adelaide Junqueira, 15 anos em 1877.

1-3-2-6 Carlos Augusto de Assis Junqueira, 13 anos.

1-3-2-7 Francisco 11 anos

1-3-2-8 Pedro , 9 anos

1-3-2-9 Maria , 7 anos

1-3-2-10 Antonio, 3 anos.

 

1-3-3 Francisco Ramiro de Assis Junqueira casou três vezes. Primeiro com Custódia Augusta da Rocha. Segunda vez aos 23-06-1875 em Quatis-RJ com Amélia Pimenta de Oliveira, e terceira aos 27-07-1882 com a viúva Maria da Glória Pimenta de Oliveira, ambas filhas de José Joaquim Pimenta de Oliveira e Maria Claudia dos Santos.

L. 1 - 1853 / 1880 - Casamentos - fl. 78 v. - Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Quatis de Barra Mansa, 23.06.1875 - test. José Polycarpo Pennafirme e João Fabrício de Alcântara Guimarães - nub. Francisco Ramiro de Assis Junqueira, viúvo por fallecimento de D. Custódia Augusta da Rocha Junqueira - cc/ Amélia Pimenta de Oliveira - fl. de José Joaquim Pimenta de Oliveira e Maria Claudia dos Santos Pimenta (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

L. 2 - 1881 - Casamentos - fl. 7 -  n.8 - Igreja de N. Senhora do Rosário dos Quatis  de Barra Mansa / RJ, 27.07.1882 - ás 5,30 horas da tarde - dispensados dos impedimentos de affinidade em 1o. grão igual e na 2a. espécie e não havendo outro impedimento - test. Srs. José Augusto de Oliveira e Luiz José da Silva - nub. Francisco Ramiro de Assis Junqueira, com 51 anos de idade - fl. de Manoel Ananias e de D. Clara Honória - c/ D. Maria da Glória Pimenta de Oliveira, com 34 anos de idade - fl. de José Pimenta de Oliveira e de D. Maria Claudia, ambos viúvos. (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

         Maria da Glória casou primeira vez aos 12-01-1874 em Quatis-RJ com João Manoel de Moraes Rodrigues, natural de Lisboa, filho de Manoel  Bento de Moraes Rodrigues e Leonor Angelina de Moraes Rodrigues. João Manoel era viúvo de Rosalea Perpétua, filha de Bernardo Antonio da Silveira e de Rosalea Perpétua Bustamante

L. 1 - 1853 / 1880 - Casamentos - fl. 72 v. e 73 - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 12.01.1874 - test. Cassiano do Carmo Froes e Américo Pimenta de Oliveira - nub. João Manoel Moraes Rodrigues, viúvo de D. Rosalea Perpétua - fl. Manoel Bento Alves e de Leonor de Moraes Rodrigues - com D. Maria da Glória Pimenta de Oliveira - fl. de José Joaquim Pimenta de Oliveira e de D. Maria Claudia dos Santos Pimenta. (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

         Maria da Glória faleceu aos 08-07-1885 com testamento registrado no Livro de Óbitos de Aiuruoca. Sem geração do segundo matrimonio.

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG -  aos 09 julho 1885, Maria da Gloria, mulher do Mor. Francisco Ramiro de Assis Junqueira, falecida ontem, 37 anos.

Eu Maria da Gloria Pimenta de Oliveira, f.l. de Jose Joaquim Pimenta de Oliveira e de Maria Claudia Pimenta, falecidos, n. b. freg. de N. Sra. de Quatis, RJ.

Fui cc. Manoel de Moraes Rodrigues, filhos: Julia, Americo, Tarciliana, Maria falecida antes daquele meu marido.

C2c major Francisco Ramiro de Assis Junqueiras, sem filhos.

Testamenteiros:

1- meu marido

2- João Osvaldo Diniz Junqueira

legados:

a meu irmão Florencio Pimenta de Oliveira. 25 setembro 1883. Registrado aos 09 julho 1885.

 

João Manoel e Rosálea tiveram os filhos, q.d.:

I- José Fróes de Andrade, batizado aos 02-11-1872 em Quatis onde aos 16-07-1898 casou com Elisa Maria da Cruz Vianna, com 16 anos, filha de Francisco Gonçalves Vianna e Maria Josepha Vianna

L. 3 - 1866 - Batizados - fl. 121 v. - Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 2.11.1872 - José - n. 25.09.1872 - fl. João Manuel de Moraes Rodrigues, na. de Portugal e D. Rosálea Perpétua da Silveira Rodrigues, nat. do Rio de Janeiro - np. de Manuel Bento de Moraes Rodrigues e D. Leonora Angélica de Moraes Rodrigues - nm. de Bernardo Antonio da Silveira e D. Rosálea Perpétua Bustamante - fp. José Antonio de Freitas e D. Senhorinha Gomes Fróes - f. adulterina de D. Agda Gomes Fróes (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

L. 1 - Casamentos - fl. 120 - n. 197 - C.R.C. de Quatis - Quatis / RJ, 16.07.1898 - 5 horas da tarde - neste Districto de Quatis da Barra Mansa - Estado do Rio de Janeiro - na casa de residência do Cap. Antonio Augusto Cardozo Figueira - 1ð. Juiz de Paz - test. Major  José  Candido de Andrade Santos e Cel. Joaquim Luiz Vieira - nub. José Fróes de Andrade e Elisa Maria da Cruz Vianna - elle, fl. de João Manuel  de Moraes Rodrigues e D. Rosália Perpétua da Silveira Rodrigues, já fallecida - c/ 25 annos de idade, solteiro - nat. de Quatis / RJ - ella, fl. de Francisco Gonçalves Vianna e D. Maria Josepha Vianna - c/ 16 annos de idade, solteira - nat. deste Districto. (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

II João, batizado aos 01-01-1868

-L. 3 - 1866 / 1874 - Batizados - fl. 32 v. - Ig. de Nossa Senhora do Rosário dos Quatis - Quatis / RJ, 1.01.1868 - João - n. 4.08.1867 - fl. João Manuel  de Moraes Rodrigues - natural da cidade de Lisboa - Reino de Portugal e D. Rosalea Perpétua da Silveira Rodrigues - np. de Manuel  Bento de Moraes Rodrigues e D. Leonor Angelina de Moraes Rodrigues - nm. de Bernardo Antonio da Silveira e de D. Rosalea Perpétua de Bustamante - fp. Cassiano do Carmo Fróes e s/m. D. Henriqueta Antonia da Silveira Fróes  (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

III- Amanda, batizada aos 08-09-1869

-L. 3 - Batizados - fl. 63 - Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 8.09.1869 - Amanda - n. 2.08.1869 - fl. João  Manuel de Moraes Rodrigues, nat. de Lisboa - e de D. Rosálea Perpétua da Silveira Rodrigues, nat. do Rio de Janeiro - np. de Manuel Bento de Moraes Rodrigues e de D. Leonor Angelina de Moraes Rodrigues - nm. de Bernardo Antonio  da Silveira e D. Rosálea Perpétua de Bustamante - fp. Américo do Carmo Fróes e s/m. D. Maphalda da Fonseca Fróes (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

João Manoel e Maria da Glória, segundo testamento desta, tiveram os filhos:

IV- Júlia Pimenta Rodrigues, batizada aos 12-01-1875. Aos 01-09-1894 casou com Gustavo de Suschovo, batizado na Freguezia do SS. Sacramento, RJ-RJ, no dia 04-10-1866, filho do Dr. Gustavo Adofpho de Suschovo e Rita Clara Monteiro

L. 4 - 1874 / 1886 - Batizados - fl. 1 - Igreja de N. Sra. do Rosário dos Quatis de Barra Mansa / RJ, 12.01.1875 - baptizei e puz os Santos Óleos na innocente Julia - n. 12.11.1874 - fl. de Manoel Moraes Rodrigues e Maria da Gloria Pimenta Rodrigues - np. de João Manoel Bento de Moraes Rodrigues e Leonor Angelina de Moraes Rodrigues - nm. de José Joaquim Pimenta de Oliveira e Maria Claudina dos Santos Pimenta - fp. Os avós maternos. (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

L. 2 - 1881 / 1911 - Casamentos - fl. 57  - Igreja de N. Sra. do Rosário dos Quatis de Barra Mansa / RJ, 1.09.1894 - á tarde - sem impedimentos - test. Américo Pimenta de Oliveira e Florêncio Pimenta de Oliveira - nub. Gustavo de Suschovo - bap. na Freguezia do SS. Sacramento, na Capital Federal, no dia 4.10.1866 - fl. do Dr. Gustavo Adofpho de Suschovo e D. Rita Clara Monteiro de Suschovo - cc/ D. Julia Pimenta Rodrigues, no dia 12.11.1874 nesta Freguezia - fl. dos finados João Manoel de Moraes Rodrigues e Maria da Glória Pimenta - ambos solteiros. (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

V-Tarcilia/Tarciliana, batizada aos 28-05-1875.

- L. 4 - Batizados - fl. 14 v. - Ig. de Nossa Senhora do Rosário dos Quatis de Barra MansaQuatis / RJ, 28.05.1876 - Tarcila - n. 26.04.1876 - fl. João Manuel de Moraes Rodrigues e D. Maria da Glória Pimenta Rodrigues - np. de Manuel  Bento de Moraes Rodrigues e Leonor Angelina de Moraes Rodrigues - nm. de José  Joaquim Pimenta de Oliveira e D. Maria Claudia dos Santos Pimenta - fp. José  Pimenta de Oliveira e Felismina Pimenta de Oliveira  (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

V- Américo, batizado aos 29-09-1877

-L. 4 - Batizados - fl. 33 v. - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 29.09.1877- Américo - n. 5.08.1877 - fl. João Manuel de Moraes Rodrigues e Maria da Glória Pimenta Rodrigues - np. Manuel Bento de Moraes Rodrigues e Leonor Angelina de Moraes Rodrigues - nm. José Joaquim Pimenta d'Oliveira e Maria Cláudia dos Santos Pimenta - fp. Américo Pimenta d'Oliveira e Theolides Coutinho Marques  (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

VII- Maria, batizada aos 06-12-1878. Faleceu antes do pai.

-L. 4 - Batizados - fl. 44 v. - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 6.12.1878 -  Maria - n. 7.11.1878 - fl. João Manoel de Moraes Rodrigues e D. Maria da Glória Pimenta Rodrigues - np. Manoel Bento de Moraes Rodrigues e Leonor Angelina de Moraes Rodrigues - nm. José Joaquim Pimenta de Oliveira e Maria Claudia dos Santos Pimenta - fp. Antonio Manoel de Faria e D. Maria Virginia de Castilho Oliveira  (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

 

Francisco Ramiro de Assis Junqueira e Custódia Augusta da Rocha tiveram, q.d.:

 

1-3-3-1 Amanda da Rocha Junqueira casou com Antonio Carlos Miranda Jordão, filho de Luiz Carlos Miranda Jordão e Francisca Miranda Jordão. Pais de: Gilda, batizada aos 05-06-1878.

L. 4 - Batizados - fl. 41 - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 5.06.1878 - Gilda - n. 16.03.1878 - fl. Antonio Carlos Miranda Jordão e Amanda da Rocha Junqueira Jordão - np. Luis Carlos Miranda Jordão e Francisca Miranda Jordão - nm. Major Francisco (Ramiro) D.'Assis Junqueira e Custódia Augusta da Rocha Jordão - fp. Arthur da Rocha Junqueira e Genoveva Clara Fortes Junqueira (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

1-3-3-2 Arthur da Rocha Junqueira, nascido em Aiuruoca com 22 anos aos 02-10-1880 casou com Leonidia Cândida Fortes, com 16 anos natural de Passa Três-RJ, filha de Francisco Dionizio dos Santos e D. Florisbella Candida Fortes

L. 2 - Casamentos - fl. 73 - Igreja de Nossa Senhora da Conceição - Resende / RJ - 2.10.1880 - nub. Arthur da Rocha Junqueira e D. Leonidia Candida Fortes - elle, nascido e baptizado na Freguezia de Ayuruóca / MG - 22 anos de idade - fl. do Major Francisco Ramiro de Assis Junqueira e D. Custódia Augusta da Rocha Junqueira, já fallecida - ella, 16 anos de idade - nascido e baptizado em. em Passa Três / RJ - fl. Francisco Dionizio dos Santos e D. Florisbella Candida Fortes (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

Francisco Ramiro de Assis Junqueira e Amélia Pimenta de Oliveira tiveram, q.d.:

 

1-3-3-3 Corina, batizada aos 11-06-1876

-L. 4 - Batizados - fl. 15 - Ig. de Nossa Senhora do Rosário dos Quatis de Barra MansaQuatis / RJ, 11.06.1876 - Corina - n. 10.04.1876 - fl. do Major Francisco Ramiro d'Assis Junqueira e D. Amélia de Oliveira Junqueira - fp. Leopoldo Augusto Rocha Junqueira e D. Maria Claudia dos Santos Pimenta (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

1-3-3-4 Ada, batizada aos 25-08-1878

-L. 4 - Batizados - fl. 43 v. - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 25.08.1878 - Adda - n. 18.07.1878 - fl. Major Francisco Ramiro de Assis Junqueira e D. Amélia de Oliveira Junqueira - fp. Arthur da Rocha Junqueira e D. Felisbina Pimenta de Oliveira (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

1-3-3-5 Zaira, batizada aos 17-01-1880

-L. 4 - Batizados - fl. 57 - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 17.01.1880 - Zaira - n. 20.10.1879 - fl.do Major Francisco Ramiro de Assis Junqueira e D. Amélia de Oliveira Junqueira - fp. Antonio Carlos de Miranda Jordão e D. Theodora Pimenta da Costa (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

1-3-3-6 Iracema, batizada aos 11-12-1880

-L. 4 - Nascimentos - fl. 66 - n. 93 - Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Quatis / RJ, 11.12.1880 - Iracema - n. 31.10.1880 - fl. Major Francisco Ramiro de Assis Junqueira e D. Amélia de Oliveira Junqueira - fp. Ramiro da Rocha Junqueira e D. Maria da Glória Pimenta Rodrigues (pesq. Plinio Ursulino M. de Carvalho)

 

Comendador Manoel Ananias de Assis Junqueira e Maria Clara Diniz Junqueira tiveram três filhos legitimos:

 

1-3-4 Manoel Oscar de Assis Junqueira casado com Ana Custódia Vieira, filha de José Custódio Vieira e Mariana Policena de Assis Vieira. Geração na família “Bernarda Dutra da Silveira” Cap. 9º, § 6º.

1-3-5 João Osvaldo de Assis Junqueira, batizado aos 01-10-1853. Casou com Teodosia Policena Vieira, irmã germana de Ana Custódia supra, família citada.

B7: Igreja N.Sra. da Conceição, Aiuruoca, MG - aos 01 de outubro de 1853 fazenda Angahy, JOÃO, f.l. de Manoel Ananias de Assis Junqueira e D. Maria Clara Dinis, padr.: João Francisco Junqueira e D. Ana Dolida Junqueira pp apres. por Jose Flausino Junqueira e Dona Gabriela Dinis.

 

1-3-6 Genoveva Clara Diniz Junqueira, com 16 anos em 1876. Aos 23-02-1876 casou com Manoel de Sá Fortes Junqueira, filho de José Flausino Junqueira e Dona Ignacia Carolina Fortes da Silva. Família “Fortes de Bustamante”.

 

1-4 José Flausino Junqueira casou com Inacia Carolina Fortes de Sá, filha de Antonio Luiz de Noronha e Silva e Inácia Carolina Fortes de Sá. Geração na família “Fortes de Bustamante”.

1-5 Genoveva Flora (ou Flauzina) Junqueira casou com Antonio Sancho Diniz Junqueira, filho de Gabriel de Souza Diniz, falecido em Fevereiro de 1810 e inventariado em 1811(inventário neste site) e Maria Francisca da Encarnação. Geração na família “Souza Diniz” Cap. 2º.

1-6 Ana Dolina Honória Junqueira foi a segunda mulher de Antonio Luiz de Noronha e Silva, filho de Carlos José da Silva e Inacia Rosa Angélica da Silva. Família “Fortes de Bustamante” - Carlos José da Silva.