PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

 

ANTÔNIO ALVES DE CASTRO

(atualizado em 26-maio-2016)

 

 

Antônio Carlos de Castro

 

 

                   Capitão Antônio Alves de Castro, natural de Lisboa (batismo de 3-1), era filho de Miguel Alvares de Castro e de Antonia, (naturais da freguesia de São Paulo da cidade de Lisboa segundo termo de batismo da neta Margarida). Casou com Joana Batista de Negreiros, filha do Cap. Antonio Carvalho Tavares e Margarida de Negreiros, da freguesia de N Sra do Desterro da cidade da Bahia (segundo termo de batismo da neta Margarida)..

                        Foram moradores no Sumidouro-MG onde batizam filhos e faleceram. Ele inventariado em 1757 no Arraial dos Mainard e Joana inventariada em 14-11-1779.

AHCSM - Arquivo Histórico da Casa Setecentista de Mariana-MG

Documento: Inventário

Inventariado: Antonio Alves Castro

Inventariante: Joanna Baptista Negreiros

Data: 1757

Local: segundo o termo de juramento e tutela a viúva morava no sítio de Mainard

Referência: Cx: 100 / A: 2086 / 1ºof

Transcrição feita por Izabella Fátima de Oliveira Sales a pedido de Antônio Carlos de Castro

[Herdeiros:] (informações contidas no acordo de Partilha)

- D. Clara

- Antonio Jose de Castro

- Dr. Jose Ignacio de Castro

- D. Elena, casada com o Doutor Francisco Ferreira dos Santos

- D. Marianna Thereza de Castro

- D. Joanna Perpétua de Castro, casada com o Dr. Manoel de Souza Oliveira

- D. Maria Clara de Castro

- Padre João Alvarez da Matta

- D. Margarida Luzia de Castro

- Padre Manoel Ignácio de Castro

- D. Thereza Maria de Castro

- D. Ignácia Maria

- D. Feliciana

- Francisca das Chagas

 

AHCSM - Arquivo Histórico da Casa Setecentista de Mariana-MG

Documento: Inventário

Inventariado: Joanna Baptista Negreiros

Inventariante: Padre Manoel Ignácio de Castro

Data: 1779

Local: Mariana

Referência: Cx: 37 / A: 862 / 2º of

Transcrição feita por Izabella Fátima de Oliveira Sales a pedido de Antônio Carlos de Castro

[fl1] [Abertura:]

Inventário dos bens que ficaram por / falecimento de Dona Joanna Baptista / de Negreiros viúva que havia ficado do / Capitão Antonio Alves Castro que fale/ceu sem testamento no Arraial do Mai/nard freguesia do Sumidouro termo des/ta cidade em 14/11/1779

[fl4 e v. ] [Herdeiros:]

- O Alferes Antonio Jose de Castro – 48 anos

- O Reverendo Manoel Ignácio de Castro – 34 anos

- O Doutor Manoel Manso de Castro Reis, por cabeça de sua mulher Dona Clara Maria de Castro

- O Doutor Francisco Ferreira dos Santos, por cabeça de sua mulher Dona Elena Maria de Castro

- O Doutor Manoel de Souto Oliveira, por cabeça de sua mulher Dona Joanna Perpétua [Felícia] de Castro

- Francisco Xavier Monteiro de Noronha, por cabeça de sua mulher Dona Maria Clara de [Assis] e Castro

- Dona Marianna Thereza de Castro – 41 anos

- Dona Margarida Lusia  Rosa de Castro – 35 anos

- Dona Thereza Maria de Castro – 33 anos

- Dona Ignacia Maria de Castro – 32 anos

- D. Felicianna Rosa Joaquina de Castro – 30 anos

 

(continuação da fls 4v, imagem cedida por José Pessoa em 21/03/2013)

Declarou o Revdo inventariante que os referidos herdeiros eram filhos legitimos da mesma defunta do legitimo matrimonio que contraiu com o Capitão Antonio Alves Castro tambem falecido.

 

Mais Herdeiros

- Felipe Neri de Castro, de 15 anos

- D. Joana Rosa de Castro, de 12 anos

Declarou o Revdo inventariante que os dois herdeiros são netos da mesma defunta, filhos legitimos do Dr. Jose Ignacio de Castro, já falecido, do legitimo matrimonio deste com D. Ana Petronilha de Mattos.

 

                   Tiveram quatorze filhos, conforme seus inventários. Os dois abaixo não são citados, provavelmente falecidos na infância:

- Jerônimo, batizado em 11-10-1730

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Mariana, MG Igreja N Sra da Assunção bat 1719 1813 img 289

Jeronimo- A onze de Outubro de mil sete centos, e trinta na Capella de S. Antonio do Morro de Mattacavallos desta freguesia da Villa do Carmo com licença minha, e provisão do Reverendo Vigario da Vara da Comarca baptizou, e pos os Santos Oleos, o Padre Antonio Brandão de Araujo morador no dito Morro, a Jeronimo filho legitimo de Antonio Alves Castro, e de sua mulher Joanna Baptista de Negreiros moradores no dito Morro: forão padrinhos Carlos de Mattos de Quental, e sua mulher Antonia de Negreiros moradores na freguesia de N. Senhora do Pilar da Villa de Ouro Preto, e no lugar do Passa des, de que fis o assento.

O Vigario Joseph Simoens

- Ana, em 19-03-1737

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Mariana, MG Igreja N Sra da Assunção bat 1719 1813 img. 126

Anna - Aos dezanove de Março de mil e sete centos e trinta e coatro annos na Capella de S. Miguel do (...) batizou e pus os Santos Oleos o Padre Pantalião Alves a Anna filha de Antonio Alves Crasto e sua mulher Joanna Baptista de Negreiros forão padrinhos Alexandre Gomes e Clara de Azis sua filha de q fis este asento.

O Coadjutor Joseph Pereira Barboza

 

1- Clara Maria de Castro casou com Dr. Manoel Manso da Costa Reis, natural da Bahia e filho de Manoel da Costa Marinho, natural da Freguesia de Xorento, Termo da Comarca de Bastos e (Maria) Catarina dos Reis, natural da Freguesia de "Taquarandá" do Arcebispado da Bahia (naturalidades no De Genere do neto Manoel I abaixo).

         Manoel foi casado em primeiras nupcias em Ouro Preto-MG em 1719 com Bernarda de Vasconcellos e Cunha, natural de Lisboa-PT e filha do Dr. José Manso Preto, batizado em Lisboa-PT e Antonia de Vasconcellos e Cunha, natural de Lisboa-PT.

Livro de Casamentos, da Freguezia de Nossa Senhora Conceição de Antônio Dias de Ouro Preto-MG, Fls.93 e 93v dos anos de 1727-1782 - Casamento de Manoel da Costa Reys e Bernarda de Vasconcellos e Cunha.

Aos tres dias do mes de Setembro de mil setecentos e quarenta e cinco annos, me foy apresentado huma petiçam com Despacho de Ajunto(?) Reverendo Doctor vigario da Vara desta Comarca; e por hultimo fim me manda lançe neste Livro tudo o que contem a dita petiçam e mais --- q. contem a dita cujo Theor he é o Seguinte = Dis o Doutor Manoel da Costa Reys, que foy recebido nesta villa em face da Igreja com Dona Bernarda de Vasconcelos e Cunha, pelo Reverendo Doutor Lucas Ribeyro, servindo de vigario de vara no anno de mil Setecentos e dezanove cujo asento senam  --- que lhe --- para varios Requerimentos de seu filho e o dito Reverendo Doutor está assistente na Freguezia de Sam Bar Tholomeu e muito bem lembrado de haver Recebido o Supllicante natural da Bahia e filho de Manoel da Costa Marinho, e de sua mulher Maria dos Reys com a dita Dona Bernarda de Vasconçelos e Cunha natural da cidade de Lisboa, e filha do Doutor Jozé Manso Preto e de sua mulher Dona Antonya de Vasconcelos e Cunha, disto e do mais que se lembrar pede posar(?) por certidam librada(?) in verbo da fé dotes rara e todo o tempo constar por ser como o da vida fazer sem despacho de vocemeçe = por se a vocemeçe será servido mandar que o dito Reverendo Doutor nam duvide passar certidam do Referido na forma que se lembrar, e jurada em --- de gue falta fe é = pase do que constar = Corrija = Em virtude de despacho Supra: Certifico Eu, o padre Lucas Ribeyro de Andrada Bacharel formado em Carmones --- , cidade de Coimbra que servindo de Vigario da vara e da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar de Villa Rica do ouro preto, em o anno de milSetecentos e dezanove segundo ritual celebrasão, celebraram o Sacramento de Matrimonio por palavras de prezente na forma que dispom o Sagrado Concilio Tridentino na freguezia de Nossa Senhora da Conceyçam de Antonyo Dias o Doutor Manoel da Costa Reys natural da cidade da Bahia, filho de Manoel da Costa Marinho e sua mulher Maria dos reys, com Dona Bernarda de Vasconcellos e Cunha, filha do Doutor Jozé Manso preto e de sua Molher Dona Antonya de Vasconcelos, o qual Sacramento do Matrimonio lhe admenestrou na dita Freguezia de Antonyo Dias com consentimento do Reverendo Conigo Antonyo ---  que ontem servia de Vigario da dita Matriz onde hera fregues a dita Contrahente Dona Bernarda de Vasconcellos e ahi Recomendey se fizese o assento, senan fes por descuido do dito Reverendo Vigario; e os ditos contrahentes Levaram as Bençoães e precederam as mais deligencias e Solenidades que dispom as constituições, e também me lembra que serviram por testemunhas o Doutor Agostinho Deguido(?), o Capittam mor Antonyo Ramos dos Reys e o Doutor Manoel Mosqueyro da Roza; passa o referido na verdade o que livro Verbo Sacerdotes, pora que passa feé em Juizo, e fora delle me asigney, e fis esta de minha letra, Sam Bartholomeu aos vinte de Junho de mil setecentos e quarenta e cinco annos = O Padre Lucas Ribeyro de Andrade = Reconheço Letra e Signal da Certidam Retro Supra ser verdadeyra e propria do Reverendo padre Lucas Ribeyro de Andrada, morador na freguezia de Sam Bartholomeu desta Comarca, por muitos que tenho em meu Cartorio e que me rreporto sendo nesesario, e por verdade faso o prezente, Villa Rica do ouro preto aos vinte e tres de junho de mil Setecentos e quarenta e cinco annos = Ajunto(?)Joam Elias de Moura: Reverendo Senhor Doutor Vigario da vara = Visto q. me  consta da Certidam jurada Retro e Reconhecida que o Suplicante se Recebeo em face de o graça e em forma do Concilio Tridentino com sua molher Dona Bernarda de Vasconcellos e Cunha na Freguezia de Antonyo Dias, em cujos livros senam acha do assento, deciese(?) este agora fazer orientandos a prezente para todo o tempo constar = pede --- servido que o Reverendo Vigario desta Matriz com esta fassa assento do Matrimonio de Suplicante nos livros que pora hiso servem = E Receberão nesça = O Revendo Parrocho transcreva no Livro de Cazados a petiçam, despacho, e Reconhecimento do escrivam ao pé do mesmo para todo o tempo constar o nella deduzido, Villa Rica vinte e tres de junho de mil Setecentos e quarenta e cinco = Correja(?) e nam continha mais a dita petiçam Reg, digo certidam, Reconhecimento, Replica, e despachos do dito Vigario da Vara, que tudo fiel e verdadeyramente aqui tresladey de minha letra e me assigney dia ut Supra. O Vig.º Encom.º Jozé Soares de Alberg.ª.

 

         Manoel e Catarina tiveram, q.d.:

I- Manoel Manso da Costa Reis, batizado em Ouro Preto-MG (de Genere, neste site, colaboração de Anamaria Nunes Vieira Ferreira).

 

          Manoel já era falecido em 1800 (batismo do neto Bernardo 1-2-1) e Clara Maria foi sepultada aos 20-10-1805 em Antonio Dias-MG.

Freguezia de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias de Ouro Preto-MG, Capella da Venerável Ordem 3ª do Carmo, Fl.117 dos anos de 1796-1821. Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição da cidade de Ouro Preto-MG, Clara Maria de Castro

Aos vinte do mes de Outubro do anno de mil oittocentos e cinco, sepultouce na Capella da Veneravel Ordem 3a. do Carmo, Donna Clara Maria de Castro, Viuva de Manoel Manco da Costa Reis, homem formado, a qual faleceo sem Sacramentos, moradora na Sna.Maria, nao fez testamento, foi encommendada pelo Reverendo Parocho, e muitos sacerdotes receberao a encommendacao, foi conduzida em caixao, no terceiro dia do seu obito foi sofragada com hum officio em que receberao todos os Reverendos Sacerdotes desta Freguezia, e outros muitos de outras Freguezias, para constar, fiz este assento. O Coadjtor Francisco de Almeida Pinto.

 

          Manoel e Maria tiveram os filhos, q.d.:

 

1-1 Maria Agostinha dos Reis, casada com Cap. Pedro Afonso Galvão de São Martinho. Geração na família “Pedro Afonso Galvão de São Martinho”.

1-2 Cap.Valeriano Manso da Costa Reis, casado com Ana Ricardina Marcelina de Seixas, filha do Cap.Baltazar João Mairinque e Maria Dorotéia Joaquina de Seixas. Família “Silva Ferrão”.

Entre seus filhos:

1-2-1 Bernardo, batizado em Ouro Preto-MG aos 09-10-1800.

Freguezia da Nossa Senhora da Conceicao de Antonio Dias, Ouro Preto-MG  Fl.37 do Livro de Batismos No.6 dos anos de 1798-1819,

Aos nove de Outubro de mil oitocentos, o Padre Leonel de Abreu Lima, de licenca parochial. baptizou e pos os Santos Oleos a Bernardo, filho legitimo do Capitao da tropa paga, Valeriano Manso da Costa Reis e de Dona Anna Ricarda Marcelina de Seixas, nepta pela parte paterna do falecido Doutor Manoel Manso da Costa reis e de Dona Clara Maria de Castro, e pela parte materna do Capitao Balthazar Joao Marink e Dona Maria Dorothea Joaquina de Seixas: forao padrinhos, o Ilmo. e Ex.mo Snr. Bernardo Jose de Lorena, Governador e Cap.m General desta Capitania de Minas Geraes e Dona Maria Dorothea Joaquina de Seixas, desta freguezia, do qui faco este assento, que assigno. O Coadj.tor Hipolito Antonio de Freitas.

 

2- Alferes Antônio José de Castro, casado com Maria Espírito Santo e Cunha Osório, filha de Manoel da Cunha Osório e Maria do Espírito Santo. Geração na família “Cunha Osório”, neste site.

 

3- Dr. José Ignacio de Castro, batizado em 24-03-1733. Casou com Ana Petronilha Joaquina de Mattos, filha do Guarda Mor Alexandre da Cunha Mattos, natural de S. Simão de Aroens Bispado de Viseu e de Antonia de Negreiros natural da freguesia de N. Sra. do Desterro da Bahia.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Mariana, MG Igreja N Sra da Assunção bat 1719 1813 img 282

Joseph - Aos vinte e coatro de Março de mil e sete centos e trinta e tres nesta Capella de S. Miguel do Itacolomie batizou e pos os santos oleos o Padre Alexandre da Silva Vas Capelam da dita Capella por certidão q delle constou a Joseph filho de Antonio Alves de Castro e da sua mulher Joanna Baptista de Negreiros forão padrinhos João da Costa Baptista e Anna da Encarnação mulher de Alexandre Gomes todos desta freguesia de q fis este asento. O Coadjutor Joseph Pereira Barboza

Dr. José Ignacio, já falecido em 1779, foi representado no inventário materno pelos dois filhos de seu casal:

3-1 Felipe Neri de Castro, batizado aos 10-06-1766. Com 15 anos em 1779.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) LDS Mariana, MG Igreja N Sra da Assunção bat 1750 1776 img 144

Felipe innocente - Aos des de Junho de mil settecentos e sesenta e seis nesta catedral o Reverendo Doutor Vigario Capitular batisou solenemente e pos os Santos Oleos a Felipe inocente filho legitimo do Doutor Jose Ignacio de Castro natural e batizado na Capella de S. Miguel de Itacolomy filial desta cidade Marianna e de sua mulher D. Anna Petronilha Joaquina de Mattos natural e batizada na freguesia de Nossa Senhora do Pilar de Ouro Preto de Villa Rica neto pela parte paterna do Capitam Antonio Alves de Castro natural da cidade de Lx.a e batizado na freguesia de S. Paulo da mesma cidade, e D. Joanna Batista de Negreiros natural da cidade da Baya, e batizada na freguesia de Nossa Senhora do Desterro da mesma cidade e pela parte materna do Guardamor Alexandre da Cunha e Mattos natural de Paradusa e batizado na freguesia de S. Simão de Aroens do mesmo lugar e Bispado de Viseo e D. Antonia de Negreiros natural e batizada na freguesia de Nossa Senhora do Desterrro da cidade da Baya: forão padrinhos o Doutor Manoel Manço da Costa Reis, e Dona Margarida Eufrasia da Cunha Mattos ambos da freguesia de Nossa Senhora do Pilar do Ouro Preto que para constar fis este asento que asignei.

O Coajutor Manoel Silva Salgado.   

3-2 Joana Rosa de Castro, com 12 anos.

 

4- Helena Maria de Castro casada com Dr. Francisco Ferreira dos Santos. Dr. Francisco faleceu no Sumidouro-MG em 14-07-1790 e foi inventariado no Sítio dos Cristais em 1791.

AHCSM - Arquivo Histórico da Casa Setecentista de Mariana-MG, Referência: cx:97 / A:2024 / 1ºof

Inventariado: Francisco Ferreira dos Santos - Inventariante: Helena Maria de Castro

Data:1791

Local: Sitio chamado Critais, freguesia do Sumidouro

Transcrição feita por Izabella Fátima de Oliveira Sales a pedido de Antônio Carlos de Castro

Inventario dos bens que ficaram por falecimento do Coronel Francisco Ferreira dos Santos casado que foi com D. Helena Maria de  Castro que faleceu com testamento em 14 de ju/lho de 1790

[fl2] [Título de herdeiros:]

1. Dona Joana Elena casada com o Ajudante de Dragões Felipe Jose da Cunha (...) 34 anos.

2. Dona Maria Magdalena (...) 31 anos

3. Domiciano Ferreira (...) 29 anos

4. D. Anna Benedita – (...) 27 anos

5. Serafim Ferreira – (...) 25 anos

6. Dona Florentina – (...) 24 anos

7. Vicente Ferreira – (...) 22 anos

8. Manoel – (...) 20 anos

9. Dona Elena – (...) 19 anos

10. Dona Francisca – (...) 16 anos

11. João (...) - 12 anos

 

          Helena e Francisco tiveram os filhos, situação em 1791:

4-1 Joana Helena com 34 anos, casada com o Ajudante de Dragões Felipe José da Cunha.

4-2 Maria Madalena, com 31 anos.

4-3 Domiciano Ferreira, com 29 anos

4-4 Ana Benedita, com 27 anos.

4-5 Serafim Ferreira com 25 anos.

4-6 Florentina com 24 anos em 1791. Florentina de Sá e Castro casou com José Inácio Pereira, natural de Guarapiranga-MG e filho de Manoel Antonio Pereira e Ana Maria de Jesus.

          José Inácio faleceu em 25-07-1830 no Sumidouro-MG, com testamento. Deixou diversos legados, entre eles: ”a parte que me couber na Fazenda dos Christaes deixo a meu Afilhado Domiciano filho de meu cunhado falecido Tenente Vicente Ferreira de Sá e Castro”. Sem descendentes, insituiu por herdeiros os irmãos João e Inácio.

Foram irmãos de José Inácio, legatários no testamento:

-  Inácio Alves Pereira, pais de José.

- João Batista Pereira

- Mariana Luiza do Nascimento

- Anna Maria da Conceição

- Antonio Alves Pereira

- Clara Joaquina de Jesus

AHCSM - Arquivo Histórico da Casa Setecentista de Mariana-MG

Documento:Inventário

Inventariado: Jose Inácio Pereira

Inventariante: Florentina de Sá e Castro

Data:1830

Local: freguesia do Sumidor /fazenda dos Cristais

Referência: cx:58 / A:1279

Transcrição feita por Izabella Fátima de Oliveira Sales de Itabirito-MG a pedido de Antônio Carlos de Castro

[fl1] [Abertura:]

Inventário dos bens que fi/caram por falecimento de Jose Ig/nacio Pereira o qual morreu com / testamento aos 25 de julho do Corrente / ano dados por seus testamenteiros

[fl3v] [Título de herdeiros:]

João Batista mai/or de 25 anos

Ignácio Alves Pereira maior / de 25 anos

 

[fl9] [Traslado do testamento:]

(...) Em nome de Deus / Amém (...) = Digo eu Jose Ignácio Perei/ra que achando me em meu per/feito juízo e saúde, mas temendo /me a morte determino fazer o meu / testamento da maneira seguinte: Declaro que sou nascido e batizado na / Freguesia de Guarapiranga ter/mo da cidade de Mariana e mo/rador na Freguesia do [Sumidor] fi/lho legitimo de Manoel Anto/nio Pereira e sua mulher Anna / Maria de Jesus ambos já falecidos. Declaro que sou casado a face / da Igreja com Dona Florentina / Cândida de Sá e Castro de cujo Ma/trimonio não houve filho algum / Declaro que instituo para meus / testamenteiros em primeiro lugar / a minha dita mulher juntamen/te com meu Irmão Ignácio Al/ves Pereira (...) em segundo lugar a meu / irmão João Baptista Pereira/ (...)

[fl10]

(...) Decla/ro que deixo a minha Mana / Mariana Luiza do Nascimento / duzentos mil reis, a minha Mana / Anna Maria da Conceição duzen/tos mil reis a meu sobrinho Jose / filho de meu Irmão Iganacio A/ves Pereira deixo cem mil reis a / meu Irmão Antonio Alves Perei/ra deixo cem mil reis (...) aos meus so/brinhos filhos de minha Mana / Clara Joaquina de Jesus deixo / duzentos mil reis (...) Declaro / que tive e sustentei na minha com/panhia uma menina de nome / Antonia filha de Maria Vieira / moradora na freguesia de Guara/piranga, na inteligência duvidosa / de que ela poderia ser mi/nha filha porque assim me per/suadia sua Mãe, porém agora / melhor informado do contrá/rio não só por negação positiva / da mesma Mãe como por seu pú/blico e constante o [tratar] ela na / mesma ocasião amizade ilícita / com outros homens, por isso a não / declaro, e nem reconheço por filha / com tudo o que lhe dei para se ca/sar com Jose Veleriano o meu tes/tamenteiro e herdeiros não pode/ram revogar porque o ratifico e / além disso não só pelo amor / de criação como pela sua pobreza se lhe dará mais seiscentos mil / reis, cujo legado não terá vigor no / caso que a mesma por si ou por / outro queira perturbar aos meus / herdeiros alegando direito a mi/nha herança. Declaro que a par/te que me couber na Fazenda dos / Christaes deixo a meu Afilhado / Domiciano filho de meu cunhado / o falecido Tenente Vicente Ferrei/ra de Sá e Castro. Declaro que depois / de cumpridas as minhas dispo/sições intituo por herdeiros u/niversais de todos os meus bens a / meus Irmãos João Baptista Pereira e Ignácio Alves Pereira com igualdade cada um deles / (...) E desta forma / tenho concluído o meu testamen/to ao qual peço as justiças de sua / Magestade Imperial lhe dêem / todo vigor e cumprimento, e para / firmeza o mandei escrever pelo / Padre Francisco Rodrigues de / Paula e depois de o ler e achar / conforme tinha / o assino neste Arraial do Sumi/douro aos 17/07/1830 Jose Ignácio Pereira

 

4-7 Vicente Ferreira com 22 anos. Vicente Ferreira de Sá e Castro casou com Genoveva Maria do Sacramento, filha de Andre Esteves e Joaquina Tomasia da Silva, neta paterna de Antonio Esteves e Izabel Alves, neta materna de Manoel Coelho dos Santos e Genoveva de Almeida e Silva.

          Vicente faleceu aos 23-04-1827 em Guarapiranga, Aplicação da Senhora Santa Ana da Barra dos Ferros-MG, com testamento redigido em Ouro Preto. Deixou segundo seu inventário (colaboração de Antonio Carlos de Castro, neste site) nove filhos. Geração na família “Os Ribeiro da Silva de S. Gonçalo do Brumado” Cap. 5º § 1º.

4-8 Manoel, com 20

4-9 Helena com 19.

4-10 Francisca com 16

4-11 João com 12 anos.

 

5- Joana Pérpetua Felícia de Castro batizada em Mariana-MG, casada com o Dr.Manoel de Souza Oliveira, natural de Antonio Dias-MG e filho de Francisco Dias de Oliveira natural da Chamasca do Arcebispado de Lisboa e de Inácia de Souza natural e batizada na freguezia de Nossa Senhora da Candelária da Cidade do Rio de Janeiro

          Pais de, q.d.:

5-1 Mateus Alberto de Souza e Castro casou com Feliciana Cândida da Fonseca, filha de José Vicente Veríssimo da Fonseca e Ana Felizarda Joaquina de Oliveira.

          Pais de, q.d.:

5-1-1 José, nascido aos 02-03-1799 e batizado aos 14 de Abril do mesmo ano em Ouro Preto-MG.

Fl.10v do Livro de Batismos dos anos de 1798-1819 Igreja Nossa Senhora da Conceição de Ouro Preto-MG;

Aos quatorze de Abril de mil setecentos e noventa e nove, baptizei e pus os Santos Oleos a Joze, parvulo, filho legitimo de Matheus Alberto de Soiza e Castro e Dona Feliciana Candida da Fonseca, nepto pela parte paterna do falecido Doutor Manoel de Soiza de Oliveira e de Dona Joana Perpetua Felicia de Castro, e pela materna de Joze Vicente Veríssimo da Fonseca e de Dona Anna Felizarda, nasceo a dois do mes passado: forão Padrinhos o Guarda-Mor Domingos Alves Maciel, solteiro, de Oiro Preto por Procuracao que apresentou o R.do Bruno Joze de Souza Castro e Dona Ignacia Eulalia da Fonseca, soltr.a, desta Freguezia, do que faço este assento que assigno. O Coadj.or Hipolito Antonio de Freitas.

5-2 Padre Bruno José de Souza e Castro, natural de Ouro Preto-MG. Habilitou-se em 1797 (De genere neste site, colaboração de Paola Dias).

certidão inserida no de genere:

... natural e baptizado na freguezia da / Senhora do Pilar de Ouro Preto de Villa / Rica deste Bispado de Mariana filho / legitimo do Doutor Manoel de Souza Oli/veira natural e baptizado na freguezia de / Nossa Senhora da Conceição de Antonio Dias / da dita Villa Rica, e Bispado, e Dona Joan/na Perpetua Felicia de Castro natural / e baptizada na Igreja parochial de Nossa / Senhora da Conceição da Villa do Ribei/rão do Carmo hoje Sé desta cidade de //[fl. 03] cidade de Marianna: Neto paterno do ca/pitam Francisco Dias de Oliveira na/tural da Chamasca do Arcebispado de / Lisboa, e de Ignacia de Souza natural, e baptizada na freguezia de Nossa Senhora / da Candelária da Cidade do Rio de Janeiro / Neto Materno do Capitam Antonio Alves / Castro natural da Ilha de Sam Miguel / , De Dona Joanna Baptista de Negreiros na/tural, e baptizada na freguezia de Nossa Se/nhora do Rosário do Sumidouro deste Bis/pado de Marianna: Mostra-se mais pela sentença dezenove dos fraternos, e dos autos / apenços; e mais documentos ser Dona Joan/na Perpetua Felicia de Castro Mãi do ha/bilitando irmã inteira do Padre João / Alves da Mota, e Manoel Ignácio de / Castro por serem todos filhos legítimos / do Capitam Alves de Castro digo do Capi/tam Antonio Alves de Castro, e de Dona / Joanna Baptista de Negreiros Avos maternos do dito habilitando...

 

6- Maria Clara de Assis e Castro casada com Francisco Xavier Monteiro de Noronha. Entre seus filhos:

6-1 Felix José de Noronha, em Barbacena aos 02-03-1802, casou com Francisca de Paula de Miranda, filha do Cap. Antonio de Miranda Magro e Ana Maria Perpétua de Oliveira, casados em 20-06-1785, neta materna do Ten. Cel. Jose Ayres Gomes e Maria Inácia de Oliveira.

Barbacena, MG aos 02-03-1802 na capela da Sra da Piedade da Cachoeira, Felix Jose de Noronha, f.l. Cap. Francisco Xavier Monteiro e D. Maria Clara de Assis = cc D. Francisca de Paula de Miranda, f.l. Cap. Antonio de Miranda e D. Ana Maria Perpetua. Test.: Bento Jose de ----- e ---- Ayres Gomes.

 

Barbacena, MG Igreja N Sra da Piedade- aos 20-06-1785 na capela de N. Sra da Piedade da Borda do Campo Cap. Antonio de Miranda Magro = cc D. Ana Maria Perpetua de Oliveira, f.l. Ten. Cel. Jose Ayres Gomes e D. Maria Inacia de Oliveira. Test.: Ten. Cel. Jose Ayres Gomes e Cap. Francisco de Macedo Cruz.

Francisca de Paula faleceu em Camanducaia aos 28-03-1824.

(pesq. de Joaquim dos Santos Neto) Camanducaia, MG - Aos vinte e oito de Março de mil oito centos, e vinte quatro, faleceu da vida prezente Dona Francisca de Paula Miranda, cazada que foi com o Capitam Felis Jose de Noronha Negreiros, de idade de trinta annos pouco mais, ou menos, do bairo do Registo, morreo de febre podre, recebeo os Sacramentos da Penitencia, e Extrema Unção, amortalhada em habito da Senhora do Carmo teve acompanhamento, sua alma foi encomendada pelo Coadjutor e Manoel Alves Teixeira, e sepultada dentro da Capella de Santa Rita, de que faço este assento. O Coadjutor Joaquim Borges

          Felix José casou segunda vez com Maria Custódia Nogueira, filha do Cap. Felisberto José Nogueira e Ana Margarida de Barros. Geração na família “Tenente Jose Rodrigues da Fonseca” neste site.

6-2 Maria Benedita de Noronha Negreiros, batizada na freguesia de N Sra do Rosário do Sumidouro. Aos 19-08-1805 casou com Sarg. Mor Cândido Alvaro José de Lima, viúvo de Delfina Cândida de Faria e Mattos. Com geração em São João del Rei.

(pesq. Joaquim dos Santos Neto) Ouro Preto, MG matr 1782 1827 Igreja N Sra da Conceição img 093

Alvaro José de Lima viuvo e Donna Maria Benedita de Noronha Negreiros - Aos dezanove dias do mês de Agosto do anno de mil, oitocentos e cinco, pelas cinco oras da tarde, na presença do Reverendo Bruno José de Souza Castro, com provisão do Reverendo Doutor Provisor, e Vigario Geral deste Bispado Quintillianno Alves Teixeira Jardim, e com licença in scriptis do Reverendo Vigario Collado desta freguesia, João Antonio Pinto Moreira, ao dito Reverendo Bruno, se casarão, por palavras de presente, o Sargento Mór Candido Alvaro José de Lima, viúvo que ficou de Donna Delfina Candida de Faria e Mattos, morador na freguesia de Sam João de El Rei, e Donna Maria Benedita de Noronha, e Negreiros, filha legitima do Capitam Francisco Xavier Monteiro de Noronha, e de Donna Maria Clara de Assis, e Castro, natural, e baptisada na freguesia de Nossa Senhora do Rosario do Sumidouro, e moradores na freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Villa Rica, porquanto se mostrarão solteiros, e desimpedidos, e forão dispençados do impedimento de afinidade licita em terceiro grau de linha transversal em que estavão ligados, e logo receberão as bençoins, e se receberão na Ermida das casas do Doutor Matheus Herculano Monteiro da Cunha e Mattos presente as testemunhas o Doutor Ouvidor desta comarca Lucas Antonio Monteiro de Barros, e o dito Matheus Herculano Monteiro da Cunha, ambos casados, e moradores nesta freguesia, para constar fis este assento que asigno. O Coadjutor Francisco de Almeida Pinto

6-3 Joana Batista Noronha Negreiros, batizada em Ouro Preto. Em S. João del Rei aos 06-07-1814 casou com Cap. Antonio Pereira da Cunha, de quem foi a segunda mulher - família Ana Maria de Jesus - Paiva Coimbra e Pereira da Cunha. Sem geração

 

7- Padre João Alves da Motta. Não é citado na partilha no inventário materno.

 

8- Margarida Luzia Rosa de Castro, nasceu aos 15-02-1744 e foi batizada aos 28 do mesmo mês. Com 35 anos em 1779.

Passagem Mariana-MG, Igreja N.S.a da Glória, Batismos 1730 mai - 1776 jul, image 256 of 257, pag.s 249v e 250.

Aos quinze de fevereiro de mil setecentos e quarenta e quatro nasceo Margarida, filha legitima do Capitão Antonio Alvares Castro e de Donna Joanna Baptista de Negreiros, avos paternos Miguel Alvares Castro e de Antonia, naturais da Freiguezia de Sam Paulo da Cidade de Lisboa, avos maternos o Capitão Antonio Carvalho e Tavares e Donna Margarida de Negreiros da Freiguezia de Nossa Senhora do Desterro, Cidade da Bahia e com licença do Reverendo Vigario, o Reverendo Capellão Manoel Borges com o mesmo nome Baptizou e pos os Santos Oleos aos vinte oito do mesmo mês e anno, forão padrinhos o Doctor João da Silva Pereira da Villa do Carmo e Anna Ribeira da Lux molher de Vitorino de Barros Pedrozo da Freiguezia do Sumidouro e foi Baptizada na Capella da Varge de Itacollomin, filial desta Matris de que fis este assento.

O Vigr.o Encom.do Joam Vellozo de Carv.o

 

9- Padre Manoel Inácio de Castro, com 34 anos.

 

10- Teresa Maria de Castro, com 33 anos.

 

11- Inácia Maria de Castro, com 32 anos.

 

12- Mariana Teresa de Castro, com 41 anos em 1779.

 

13- Felicianna Rosa Joaquina de Castro, com 30 anos em 1779.

 

14- Francisca das Chagas comparece no inventário paterno em 1757 e não é citada nem representada na partilha do inventário materno.