PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

 

 

Família “Francisco Rodrigues Neves e Joana Rodrigues de Oliveira”, neste site


CUSTÓDIO FERREIRA BRAGA

Inventário e Tutela

 

Museu Regional de São João del Rei

Tipo de Documento: Inventário

Ano: 1787

Caixa: 35

Nº de Páginas: 92

Inventariado: Custódio Ferreira Braga

Inventariante: Joana Rodrigues de Oliveira

Local: São João del Rei

Transcrito por: Edriana Aparecida Nolasco a pedido de Regina Moraes Junqueira

 

fls. 01

Inventário dos bens que ficaram por falecimento de Custódio Ferreira Braga de quem foi inventariante a viúva sua mulher Joana Rodrigues de Oliveira.

Data: 23-02-1787

Local: Paragem chamada o Cajurú Aplicação da Capela de São Miguel do Termo da Vila de São João del Rei, Minas e Comarca do Rio das Mortes em casas de morada de Joana Rodrigues de Oliveira, viúva.

 

fls. 02 - Declaração

Declarou a inventariante que o dito seu marido faleceu em dias do mês de Novembro do ano de mil setecentos e oitenta e seis o qual morreu com seu solene Testamento.

 

fls. 03 - Filhos Naturais:

01- Feliciano Ferreira de Moraes, solteiro de idade de vinte e sete anos.

02- Maria, solteira, de idade de vinte e cinco anos.

03- Joana, solteira, de idade de vinte e três anos.

04- Francisco, de idade de vinte e um anos.

05- Caetana, de idade de dezenove anos.

06- Ana, de idade de dezesseis anos.

07- Teresa, gêmea, casada com Germano de Almeida Silva.

 

fls. 13 - Bens de Raiz:

- uma Fazenda sita na Paragem chamada o Cajurú, Aplicação da Capela de São Miguel do Termo da Vila de São João del Rei, Minas e Comarca do Rio das Mortes o qual se compõem de casas de vivenda em (...)  1:000$000

 

fls. 15 - Testamento

 

Em nome da Santíssima Trindade Padre Filho e Espírito Santo três pessoas distintas e um só Deus verdadeiro.

Saibam quantos este Público Instrumento de última vontade virem que sendo no Ano do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil setecentos e setenta e oito anos aos vinte e três dias do mês de Maio do dito ano, eu Custódio Ferreira Braga, morador e assistente na minha Fazenda do Cajurú Distrito da Aplicação da Capela de São Miguel e Almas filial desta nossa Freguesia de Nossa Senhora do Pilar da Vila de São João del Rei Termo e Comarca do Rio das Mortes, filho legítimo de Domingos Ferreira e de sua mulher Isabel Francisca já defuntos, natural e batizado na Freguesia de São Pedro de Linear Termo e Arcebispado da cidade de Braga estando com saúde e em meu perfeito juízo e entendimento que Nosso Senhor é servido dar-me e temendo-me da morte e desejando por a minha alma no caminho da salvação como verdadeiro católico e constante nos preceitos da santa fé ordeno o meu Testamento na forma e maneira seguinte, em razão de que sou casado há sete anos pouco mais ou menos com Joana Rodrigues de Oliveira, viúva que ficou de Francisco Rodrigues Neves, em cujo matrimônio não temos filhos nem tivemos por ela dita minha mulher ser já de idade avultada e os bens adquiridos por minha indústria, agência e trabalho e não herdados.

Declaro que antes de casar com a dita minha mulher tinha eu sete filhos mulatinhos entre fêmeas e machos por nomes a saber: Feliciano = Maria = Francisco = Joana = Catherina = Theresa e Ana, todos filhos de minha escrava preta por nome Clara, nação angola, aos quais e a dita sua mãe são forros, por carta que de mão lhe passei, e caso esta só possa por esta mesma declaração os hei por forros e libertos (...).

Nomeio por meus Testamenteiros em primeiro lugar ao dito meu filho Feliciano de Tal, em segundo lugar a minha mulher Joana Rodrigues de Oliveira, em terceiro a Antonio Rodrigues Neves o qual se acha em minha companhia, em quarto lugar a meu irmão Manoel Ferreira Braga a qualquer destes Testamenteiros que aceitar nada fará sem dar parte a Antonio Rodrigues Guimarães por ser meu amigo de quem faço confidências (...).

O meu corpo será envolto no Hábito Religioso de São Francisco e sepultado em a minha venerável Ordem Terceira de São Francisco desta vila (...).

(..........)

Declaro que quando a dita minha mulher veio para minha companhia trouxe consigo três rapazes seus filhos menores por nomes: José = Antonio e Joaquim e serão de idade o primeiro quinze anos, o segundo doze anos, o pequeno seis anos este pouco mais ou menos, e o dito José daí a pouco tempo fugiu para onde lhe pareceu e ultimamente se veio a casar na Freguesia da Campanha do Rio Verde e nada me fez em casa.

Declaro que Antonio ainda se acha em minha casa e mais o pequeno por estarem em companhia de sua mãe que o obrigava de ensino e criação e já tenho sustentado e vestido como se fossem meus filhos (...).

(..........)

Declaro que depois de pagas as minhas dívidas e inteirada a dita minha mulher de tudo o que trouxe seu sem diminuição alguma a mais que liquidamente ficar se divida e reparta em três partes, a saber: nas primeiras duas nelas instituo por meus únicos herdeiros aos ditos meus filhos já neste nomeados por nomes: Feliciano = Maria = Francisco = Joana = Caetana = Theresa e Ana s quais herdarão igualmente.

(..........)

Declaro que as duas partes da dita minha terça e excesso da tercinha se houver, nelas instituo por minha herdeira a dita minha mulher Joana Rodrigues de Oliveira (...).

(..........)

(...) pedi e roguei a Domingos Francisco Rodrigues que este escrevesse (...).

Vila de São João, 23 de Maio de 1778

Custódio Ferreira Braga

 

fls. 18v - Abertura

Aos quinze dias do mês de Novembro de mil setecentos e oitenta e seis (...) foi aberto este Testamento com que faleceu o Testador Custódio Ferreira Braga (...).

 

Monte Mor  2:463$175

 

Dizem Domingos d’Azedias que (...) se casou com Ana Custódia, órfã, filha e herdeira de Custódio Ferreira Braga (...).

 

 

CUSTÓDIO FERREIRA BRAGA

Tutela

 

Museu Regional de São João Del Rei – Livro de Tutelas numero 1 fl. 65 v.

Inventariado: Custódio Ferreira Braga

Inventariante: Joana Rodrigues de Oliveira - viúva

Data do Inventario – 23 de Fevereiro de 1787

Local – São Miguel do Cajuru.

Transcrito por: Moacyr Villela

Data da Transcrição: 2005

 

Aos 23 de Fevereiro de 1787 em Cajuru desta Freguesia de São João Del Rei, fes-se inventario dos Bens de Custodio Ferreira Braga, falecido em Outubro de 1785 com testamento de que foi inventariante a viúva Joana Rodrigues de Oliveira.

 

Filhos:

1- Feliciano Ferreira Moraes, 27 anos;

2- Maria, 25 anos;

3- Joana, 23 anos;

4- Francisco, 21 anos;

5- Caetana, 19 anos;

6- Ana, 16 anos;

7- Teresa, gêmea com a anterior, casada com Germano Almeida Silva , 16 anos.

 

Diz Feliciano Ferreira de Moraes como Testamenteiro de seu pai falecido, Custodio Ferreira Braga que por sua vez foi Testamenteiro de Jose de Araújo Martins que precisa dar contas daquela testamentária.

Assina em 2 de julho de 1788

 

Venderam os herdeiros todos os Bens e se mudaram para parte não sabida

 

Capital- 2:463$115

Legitima da cada herdeiro – 231$649